Você está na página 1de 7
#penaléforum Passando a Limpo Uma revisão objetiva da 2ª Fase de Penal para o XVII

#penaléforum

#penaléforum Passando a Limpo Uma revisão objetiva da 2ª Fase de Penal para o XVII Exame.

Passando a Limpo

Uma revisão objetiva da 2ª Fase de Penal para o XVII Exame. Revista e atualizada.

Roteiro de Estudos

Uma sugestão de estudos na semana final

Por Felipe Novaes & Rodrigo Bello

Professores Curso Fórum e ForumTV Autores dos Livros Resumos Gráficos (ed. Impetus) e Manual de Prática Penal (Ed. Gen) www.facebook.com/professorfelipenovaes www.facebook.com/professorodrigobello Instagram: @professorrodrigobello @professorfelipenovaes

Neste material, permitimo-nos condensar todos os principais questionamentos de nossos alunos de 2ªfase de Penal. Durante as semanas de preparação muitas dúvidas surgem e numa tentativa única e exclusiva de ajudá-los com um material de revisão, apresentamos o Passando a Limpo XVII Exame revista e atualizada e o Roteiro de Estudos. Respeitar você sempre foi um norteador em nosso trabalho. Nunca esquecer que também já passamos por esse momento. Bons estudos e boa revisão. Esperamos que o material contribua.

Ao receber a prova, concentre-se.

a) Localize o crime definido pelo examinador;

b) Leia atentamente o tipo penal, veja a pena e remissões da editora;

c) Defina o procedimento e o localize no código;

d) Linha do tempo do procedimento;

e) Leitura atenta do enunciado com a linha do tempo;

f) Peça identificada.

g) Se for uma decisão e a mesma gerar um inconformismo, a peça será um recurso.

do tempo; f) Peça identificada. g) Se for uma decisão e a mesma gerar um inconformismo,

1

2° Peça Momento e Cabimento Fundamento Prazo Roteiro Sugerido e Busca do Pedido Principal Legal

Peça

Momento e Cabimento

Fundamento

Prazo

Roteiro Sugerido e Busca do Pedido Principal

Legal

Defesa

Antes do Recebimento da Ação Penal nos casos de Crimes Funcionais cometidos por Funcionário Público

     

Preliminar

Art. 514 CPP

15

dias

Pelo não recebimento da ação penal (art. 395 CPP).

Defesa

Antes do Recebimento da Ação Penal nos Procedimentos da Lei 8.038/90 (STF/STJ)

Art. 4° lei

   

Preliminar

8.038/90

15

dias

Pelo não recebimento da ação penal.

Defesa

     

Pelo não recebimento da ação penal + exceções + preliminares + teses de defesa.

Preliminar

Antes do Recebimento da Ação Penal nos casos da Lei de Drogas (11.343/06)

Art. 55 c/c 55 §1° lei

10

dias

 

11.343/06

 

*Neste procedimento não temos a resposta do acusado nem a possibilidade de absolvição sumária do art. 397 CPP, salvo se entendermos pela aplicação por analogia, após o recebimento.

Defesa

     

-

Pelo não recebimento da ação penal. Essa utilização por analogia é mais rara já que no Juizado vigora o princípio da oralidade, principalmente na abertura da AIJ.

Preliminar

Antes do Recebimento da Ação Penal

Art. 81

 

ORAL no

9.099/95

Jecrim

 

Requisitos da interceptação telefônica 9.296/96 (quando um terceiro grava a conversa de outros dois que não sabem que estão sendo gravados)

a. autorização fundamentada por juízo competente;

b. apenas para fins criminais;

c. crimes apenados com reclusão;

d. presença dos indícios de autoria e materialidade;

e. último caso;

f. fato certo e determinado.

Súmula 444 STJ: É vedada a utilização de inquéritos policiais e ações penais em curso para agravar a pena-base.

Súmula 444 STJ: É vedada a utilização de inquéritos policiais e ações penais em curso para

2

Súmula 523 STF: No processo penal, a falta da defesa constitui nulidade absoluta, mas a

Súmula 523 STF: No processo penal, a falta da defesa constitui nulidade absoluta, mas a sua deficiência só o anulará se houver prova de prejuízo para o réu. Súmula 714 STF: É concorrente a legitimidade do ofendido, mediante queixa, e do Ministério Público, condicionada à representação do ofendido, para a ação penal por crime contra a honra de servidor público em razão do exercício de suas funções. Súmula Vinculante 35: A homologação da transação penal prevista no artigo 76 da Lei 9.099/1995 não faz coisa julgada material e, descumpridas suas cláusulas, retoma-se a situação anterior, possibilitando-se ao Ministério Público a continuidade da persecução penal mediante oferecimento de denúncia ou requisição de inquérito policial.

Lembre-se que na Apelação do Tribunal do Júri, com fundamento no art. 593 III alínea

alegar os fundamentos da interposição. Lembre-se da Súmula 713 STF: O EFEITO DEVOLUTIVO DA APELAÇÃO CONTRA DECISÕES DO JÚRI É ADSTRITO AOS FUNDAMENTOS DA SUA INTERPOSIÇÃO. Os respectivos pedidos encontram-se nos parágrafos do mesmo artigo. Já no Juizado Especial Criminal, a apelação tem fundamento no art. 82 da lei 9.099/95, o prazo é de 10 dias e as razões são endereçadas à Turma Recursal. Em conclusão, a inusitada Apelação Supletiva, com fundamento no art. 598 CPP, é aquele recurso interposto pelo assistente de acusação.

devemos apenas

CPP

Requisitos da Queixa Crime, baseada nos arts. 30-41-44 CPP c/c 100§2º CP. A OAB gosta de exigir a modalidade de concurso de crimes na peça, caso estejamos diante de mais de uma conduta. Fica a dica de estudo. .Exposição do Fato .Qualificação do Acusado .Classificação do Crime .Rol de Testemunhas

Pedidos da Queixa Crime:

.Recebimento da Ação Penal e regular processamento; .Citação; .Vista ao MP; .Condenação; .Indenização com base no art. 387 IV CPP; .Notificação das abaixo arroladas testemunhas.

Nunca deixe de colocar os títulos e os artigos na peça, organize-a. Sua prova é dia 13 de setembro e o resultado dia 06 de outubro, ou seja, pouco tempo para correção. Apresente uma peça agradável de ser corrigida e bem estruturada. Colocar os artigos é sinônimo de pontuação!

Apresente uma peça agradável de ser corrigida e bem estruturada. Colocar os artigos é sinônimo de

3

8° Peça Momento e Cabimento Fundamento Prazo Roteiro Sugerido e Busca do Pedido Principal Legal

Peça

Momento e Cabimento

Fundamento

Prazo

Roteiro Sugerido e Busca do Pedido Principal

Legal

Resposta à

Depois do Recebimento e depois da Citação (Procedimentos Ordinário, Sumário, Funcionário Público)

     

Acusação

Art. 396 c/c 396-A CPP

10

dias

Exceções + Pelo Não Recebimento + Preliminares + Absolvição sumária do art. 397 CPP

Resposta à

Tribunal do Júri Depois do Recebimento e depois da Citação

   

Exceções + preliminares OBS: Há uma divergência na doutrina acerca da possibilidade de se pedir a absolvição sumária. Alguns setores da doutrina vêm

Acusação

Art. 406 c/c 406 §3° CPP

10

dias

vislumbrando tal possibilidade por analogia e permitindo pedir o art. 397 CPP.

Nos recursos a folha de rosto é dirigida ao juízo que proferiu a decisão. Já a folha de razões deve ser direcionada ao juízo que irá julgar o recurso, o juízo de mérito. Nesta não se esqueça de nossa padronização:

Razões de

Processo nº:

Origem:

Recorrente:

Recorrido:

Egrégio

,

Colenda

,

Excelentíssimos

,

Trata-se de decisão que jurídicos abaixo.

e,

inconformado, vem dela recorrer pelos fatos e fundamentos

10° O Agravo em Execução é um recurso muito parecido com o Recurso em Sentido Estrito. É cabível para

impugnar decisões interlocutórias proferidas pelo Juízo da Execução Penal (VEP ou VEC). Com fundamento no art.

c/c 197 lei 7.210/84 deve ser interposto quando a decisão interlocutória for proferida por este juízo. O

art. 66 da LEP é ideal para dar segurança acerca desta interposição. Além disso, não devemos esquecer do juízo de retratação na folha de rosto conforme art. 589 CPP, assim como o RESE. Segundo a S. 700 STF tem prazo de 5 dias.

66 inc

na folha de rosto conforme art. 589 CPP, assim como o RESE. Segundo a S. 700

4

11° Peça Momento e Cabimento Fundamento Prazo Roteiro Sugerido e Busca do Pedido Principal  

11°

Peça

Momento e Cabimento

Fundamento

Prazo

Roteiro Sugerido e Busca do Pedido Principal

 

Legal

Alegações

Após a instrução penal, antes da sentença penal.

 

Art. 403 §3° CPP

 

Buscar a sentença absolutória do art. 386 CPP como pedido principal,

Finais por

(complexidade

5

dias

todavia existem situações que

Memoriais

Procedimento Ordinário, Sumário, Funcionário Público

e

n° acusados)

 

devemos buscar outras teses de defesa, tais como pedidos subsidiários, tais como pena mínima, regime inicial, desclassificação.

Art. 404 §único CPP (diligências)

     

Analogia

 

Buscar, num primeiro momento, a absolvição sumária do art. 415 CPP. Em seguida, a impronúncia do art.

Alegações

Tribunal do Júri

Art. 403 §3° CPP

Finais por

Memoriais

Após a instrução penal, antes da pronúncia.

(complexidade

5

dias

414 CPP. Finalmente, buscar a

e

n° acusados)

 

desclassificação do art. 419 CPP, solicitando inclusive a remessa ao juízo competente. Existe a possibilidade de subsidiariedade entre as decisões acima conforme o caso.

 

Art. 404 §único CPP (diligências)

12°

Nas alegações finais (excluída a do Júri) deve-se buscar a absolvição do art. 386 CPP. Recomenda-se a leitura do dispositivo em confronto com o enunciado da peça. Subsidiariamente, deve-se argumentar a favor do réu em caso de condenação e aí reside o desafio, pois vários argumentos podem surgir. Abaixo uma sugestão de pesquisa:

a) Enfrente a capitulação dada pelo Ministério Público ( Desclassificação, retirar qualificadora, retirar causa de aumento, agravantes, concurso);

b) Circunstâncias pessoais (primário, bons antecedentes?);

c) Circunstâncias Atenuantes (art. 65 CP);

d) Pena Mínima (art. 59 CP);

e) Regime (art. 33 CP).

13°

Emendatio Libelli Art. 383 CPP Os fatos narrados na inicial não se alteram até o momento final, possibilitando assim, ao juiz, a definição que lhe achar conveniente para o fato no momento da sentença. Mutatio Libelli Art. 384 CPP Os fatos narrados na inicial se alteram, assim o juiz deverá provocar o aditamento. Com base no princípio da correlação.

narrados na inicial se alteram, assim o juiz deverá provocar o aditamento. Com base no princípio

5

14° A prisão preventiva é uma modalidade de prisão cautelar, das mais abrangentes. Cabe tanto

14°

A prisão preventiva é uma modalidade de prisão cautelar, das mais abrangentes. Cabe tanto durante o Inquérito

quanto durante a Ação Penal. São legitimados a pedir essa prisão ao juiz, segundo o art. 311 CPP, a autoridade policial, o MP, o querelante e o assistente. O juiz pode decretá-la, de ofício, tão somente, durante a instrução

criminal. São pressupostos da prisão preventiva: indícios de autoria e materialidade; São requisitos da prisão preventiva: garantia da ordem pública, garantia da ordem econômica, conveniência da instrução criminal e aplicação da lei penal. Nas atuais condições do art. 313 CPP, a saber:

Art. 313. Nos termos do art. 312 deste Código, será admitida a decretação da prisão preventiva:

I - nos crimes dolosos punidos com pena privativa de liberdade máxima superior a 4 (quatro) anos;

II - se tiver sido condenado por outro crime doloso, em sentença transitada em julgado, ressalvado o disposto no inciso I do caput do art. 64 do Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 - Código Penal;

III - se o crime envolver violência doméstica e familiar contra a mulher, criança, adolescente, idoso, enfermo ou

pessoa com deficiência, para garantir a execução das medidas protetivas de urgência;

IV - (revogado).

Parágrafo único. Também será admitida a prisão preventiva quando houver dúvida sobre a identidade civil da pessoa ou quando esta não fornecer elementos suficientes para esclarecê-la, devendo o preso ser colocado imediatamente em liberdade após a identificação, salvo se outra hipótese recomendar a manutenção da medida.

15°

O princípio da reformatio in pejus tem disposição expressa no art. 617 CPP:

Art. 617. O tribunal, câmara ou turma atenderá nas suas decisões ao disposto nos arts. 383, 386 e 387, no que for aplicável, não podendo, porém, ser agravada a pena, quando somente o réu houver apelado da sentença. Percebam que esta proibição de piorar a decisão só se aplica quando somente o réu interpor o recurso.

Roteiro de Estudos

Introdução:

Este roteiro de estudos foi baseado em algumas percepções ao longo dos anos de preparação para a 2ª Fase de Penal. A semana da prova é especialmente diferente na vida de todos nós. A sensação de que não estudou o suficiente, não sabe nada ou até mesmo que a prova vai ser impossível, ilude muitos candidatos que precisam entender que reforçar pensamentos como esses podem realmente prejudicar durante a prova. Por que pensar em algo que nos atrapalha? Comande a situação, não deixe de ser comandado. Notamos também que durante a preparação, administrar o tempo é uma benção para alguns. Acreditamos fielmente que esta postura só é conseguida quando se fiscaliza o mesmo, se olha para os dias e estabelece tarefas a serem cumpridas. Inegável que foram mais de 30 dias estudando todos os dias e pensando todos os dias nessa prova, por isso nossa sugestão de estudos é baseada em visualizar a matéria, peças, aulas e artigos. O momento “braçal” da

6

nossa sugestão de estudos é baseada em visualizar a matéria, peças, aulas e artigos. O momento
preparação, ao nosso ver, já passou. Peças e questões foram feitas. Antes de uma batalha

preparação, ao nosso ver, já passou. Peças e questões foram feitas. Antes de uma batalha o guerreiro precisa se concentrar. Antes de uma grande prova, o futuro advogado precisa de descanso e concentração. Em práticas esportivas de grande intensidade, é exatamente isso que acontece. Descanso, paz e concentração. Que tal experimentar dessa via de preparação? Nesse sentido, permita-nos indicar para agregar nessa reta final o módulo de resolução de provas onde nós dois professores literalmente corrigimos e comentamos TODAS as provas FGV 2ª Fase. São aulas estrategicamente pensadas na identificação da peça, como pensar e responder, além dos comentários e críticas exame a exame. Confira todos os detalhes no site do Curso Forum.

Roteiro:

Dia

Dia da Semana

Tarefas de Revisão

07

Segunda

Feriado. Aproveite-o! Revisar o Procedimento Ordinário, as peças Queixa-Crime, Resposta do Acusado e Memoriais. Busque analisar as peças feitas, o que pedir em cada uma.

08

Terça

Iter Criminis, Conduta, Tentativa, Desistência, Arrependimento Dedicação ao Direito Material

09

Quarta

Excludentes de Ilicitude Revisar Recurso em Sentido Estrito e Agravo em Execução

10

Quinta

Excludentes da Culpabilidade Erro de Tipo e Erro de Proibição Revisar Apelação

11

Sexta

Revisão Geral no Curso Forum Período para rever todas as peças feitas, erros cometidos. Alerta.

12

Sábado

Manhã de Revisão Tarde de Descanso

13

Domingo

Dia da Aprovação

cometidos. Alerta. 12 Sábado Manhã de Revisão Tarde de Descanso 13 Domingo Dia da Aprovação 7

7