UNIVERSIDADE REGIONAL INTEGRADA DO ALTO URUGUAI E DAS

MISSÕES - URI CAMPUS DE ERECHIM

 
 
 

LUCAS PELICER
WILIAN M. TONIAL

 
 

 

TRABALHO DE DIREITO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIO

 
 
 
 
 

ERECHIM
2013

passando pelas características dos abusadores e os principais perfis dos abusados. correrias e metas. tanto psicológicos quanto físicos. partindo para níveis ofegantes e ofensivos. No presente trabalho relataremos como é caracterizado o assédio moral e também como ele acontece dentro do ambiente de trabalho.     . tanto na lei como em órgãos de proteção. mesmo que brevemente. muitos de nós sofrem com essas cobranças “injustas” sem nos darmos por conta que estamos sofrendo abusos morais. insônia. e cada vez mais somos cobrados por isso. Não menos. como dores musculares. Em nosso dia a dia. alguns problemas de saúde. Finalizando o trabalho será mencionado o que fazer para se evitar esse tipo de situação dentro das suas empresas e se por acaso acontecer onde encontrar amparo. irritabilidade e até o ato extremo de suicídio. nos cobramos cada vez mais para que consigamos atingir nossas metas pessoais. ou mais como conhecido como assédio moral. Estamos falando de efeitos gravíssimos que podem destruir famílias e caracterizar outros crimes. Será relatado.            1 INTRODUÇÃO Tecnologicamente estamos em uma era onde o dia a dia é marcado por desafios. A cobrança excessiva de segundos ou terceiros contra nós pode ser prejudicial ao ego e a saúde quando esta deixa de ser saudável.

em todo país e no mundo.  2 ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO O assédio moral não pode ser considerado um fenômeno novo. 2. e os senhores de engenho visando obter lucros nas suas lavouras mantinham os seus escravos de forma desumana.br/fsp/ilustrad/fq2511200003.htm). rádio e televisão. tanto na iniciativa privada quanto nas instituições públicas. assédio moral são atos que caracterizam uma atitude violenta e sem ética nas relações de trabalho.folha. em que o trabalho era realizado por escravos. reuniões comunitárias. constrangedoras e humilhantes durante o exercício de sua função. A partir desse momento o tema tem tomado cada vez mais destaque em matérias nos jornais. Trata-se da exposição de trabalhadoras e trabalhadores a situações vexatórias. empresas. grupos de apoio.uol. e em particular no movimento sindical e no âmbito do legislativo. O assunto vem sendo discutido amplamente pela sociedade em escolas. na coluna de Mônica Bérgamo a qual pode ser conferida a seguir (http://www1. É considerado um crime e a prática desse efetivamente fortalece a discriminação no trabalho. revistas. pois há vários relatos desde o Brasil Colônia. desqualificar e desestabilizar emocionalmente a relação da .com. É o que chamamos de violência moral. O assédio moral nas relações de trabalho ocorre frequentemente.1 O QUE É O ASSÉDIO MORAL? Segundo cartilha do MTE. praticada por um ou mais “chefes” contra seus subordinados. A primeira matéria sobre uma pesquisa brasileira saiu na Folha de São Paulo. no dia 25 de novembro de 2000. a manutenção da degradação das relações de trabalho juntamente com a exclusão social. Esses atos visam humilhar.

De acordo com Barreto M. Esse tipo de violência pode ocasionar desordens emocionais. sua pesquisa em pós graduação das relações psico-sociais. as quais são agredidas emocionalmente por chefes geralmente do sexo oposto. da tortura psicológica e outros danos psíquicos relacionados com as novas políticas de gestão na organização de trabalho e que estão vinculadas às políticas neoliberais (OIT. 2001). do pânico.. 2000. são pessoas do sexo feminino. Geralmente o assedi começa com a vítima sendo isolada dos demais grupos do ambiente de trabalho. Agressões morais caracterizam-se basicamente pela degradação das condições de trabalho em que prevalecem atitudes e condutas negativas dos chefes em relação a seus subordinados. Em suma. Se mal administrado. 7 entre 10 pessoas assediadas. A partir daí então. pois influencia diretamente no clima organizacional. mas sim por colegas de trabalho. que por muitas vezes sentem-se “chefes e donos da verdade” no ambiente do trabalho. o qual influencia por sua vez no comportamento dos funcionários. ela passa a ser ridicularizada e hostilizada perante seus colegas de trabalho ou em particular. 2. essa será a década do estresse. da depressão. a própria vida da vítima e seu emprego.vítima com a organização e o ambiente de trabalho. Esse tipo de atitude deve ser coibida pela organização. atingindo a identidade e a integridade do agredido. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Organização Mundial da Saúde (OMS). é a exposição de colaboradores a situações humilhantes e/ou constrangedoras. O assédio moral pode acontecer não só por chefes e subordinados. O assédio interfere negativamente na qualidade de vida dos assediados. o que põe em risco a saúde. o clima organizacional pode passar de um ambiente de .2 COMO ACONTECE O ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO. É comum alguns colegas romperem relações com a vítima e até mesmo reincidir os atos do abusador. repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício de suas funções no seu dia a dia. realizada em parceria com a PUC/SP. provocando danos a saúde e em casos mais graves levar a morte.

de apatia. isolamento. e desinteressante. restrições com grávidas.3 VIOLÊNCIA MORAL CONTRA A MULHER De acordo com o MTE. os constrangimentos começam na procura do emprego. Em alguns casos. Não fornecer ou retirar instrumentos de trabalho. ou ainda ser colocado em local sem função alguma também caracterizam assedio.animação. Oferecer cursos de aperfeiçoamento preferencialmente para os homens pode ser uma causa de assédio moral. 2. Essa prática é mais frequente com as afro-descendentes. mulheres com filhos e casadas são comuns. além do controle e da fiscalização cerrada. pois. Posteriormente. Revista vexatória e outras atitudes também caracterizam assédio moral. Outras formas de agressão tais como ter outra pessoa na função quando retorna ao serviço. a partir da apresentação estética. restrição ao uso sanitário. insulto. de cor negra ou possuir algum tipo de limitação física ou de saúde.4 VIOLÊNCIA MORAL CONTRA O HOMEM Os homens não estão livre do assédio moral. satisfatório e amigável para um ambiente hostil. ações como ameaça.   2. de colaboração. estimular a discriminação entre os sadios e os adoecidos ou dificultar a entrega de documentos necessários à concretização da perícia médica pelo INSS também são formas dessa violência psíquica. particularmente se for homoafetivo (o mais comum). ocasionando desmotivação na equipe comprometendo o desempenho do setor. alguns legados também propõe isso como assedio moral trabalhista. Cuidado ao demitir após o transcurso da estabilidade legal. Muitas vezes o assédio moral diferido contra elas é precedido de uma negativa ao assédio sexual. são discriminadas. o ambiente de trabalho é o mais perverso para as mulheres. geralmente. interessante. .

sentimento de revolta. vontade de vingar-se. dores de cabeça.1 Para o indivíduo ♦ Dores generalizadas. palpitações e tremores. arterial ♦ Depressão.6. Dentre os mais comuns sintomas relatados pelos assediados. dores generalizadas e esporádicas.6. ♦ Hipertensão (pressão alta). Também são comuns assédios com pessoas devido a sua orientação sexual. quando enfatizou em sua obra as graves consequências à saúde do trabalhador por essa degeneração das relações de trabalho. ♦ Problemas familiares. deficiências e raça. o principal alvo dos assediadores são mulheres da cor negra. tristeza. físico e . Não menos importante.5 PERFIL DAS PREFERENCIAIS DOS ASSEDIADOS Assedio moral acontece em todos os ambientes de trabalho e com todos os estereótipos. ♦ Abandono de relações pessoais. ♦ Dores de cabeça. mas todavia em menos número assédios acontecem com colaboradores do sexo masculino. ♦ Palpitações. ♦ Irritabilidade.IMPACTOS NA SAÚDE DO TRABALHADOR Margarida Barreto ganhou respaldo científico. medo exagerado. ♦ Distúrbios digestivos. O assédio moral pode trazer danos as três facetas envolvidas na agressão.2. 2. ♦ Alteração do sono. ♦ ♦ Crises de choro. raiva. ♦ Síndrome do pânico. alteração do sono. ♦ Isolamento. o colaborador. a empresa e a sociedade. ♦ Estresse. vontade de chorar por tudo. 2. manifestações depressivas. Esgotamento emocional. no entanto. pensamentos confusos e alterações na pressão arterial. podemos destaca os seguintes: irritação.

7.6. 2.7 OBJETIVOS E ESTRATÉGIAS DOS AGRESSORES 2. ♦ Demissões. ♦ Licenças médicas. trabalho. 2. ♦ Clima desfavorável para o trabalho. 2. ♦ Despesas com benefícios sociais (dependência de auxílio doença e aposentadoria precoce). ♦ Absenteísmo.6. ♦ Multas administrativas por manifestações de discriminação. ♦ Custos dos processos administrativos e judiciais. ♦ Passivos trabalhistas decorrentes de indenizações.2 Para a organização/empresa: ♦ ♦ Redução da produtividade. ♦ Aumento na rotatividade de pessoal.♦ Perda do significado do ♦ Suicídio.1 Objetivo do(a) agressor(a) ♦ Desestabilizar emocional e profissionalmente ♦ Livrar-se da vítima: forçá-lo(a) a pedir demissão ou demiti-lo(a). por insubordinação . em geral.3 Para sociedade: ♦ Custos com tratamento médico e reabilitação. Aumento de erros e acidentes. ♦ Aposentadoria prematura. ♦ Exposição negativa da marca.

♦ Impedir que a vítima se expresse e não explicar o porquê. negando informações. Ele(a) se isola da família e dos amigos. ♦ Sobrecarregar de tarefas ou impedir a continuidade do trabalho. levando os comentários sobre a incapacidade da vítima. com frequência.7. ♦ Mandar executar tarefas acima ou abaixo do conhecimento do trabalhador. ♦ Repetir a mesma ordem para realizar tarefas simples. ♦ Destruir emocionalmente a vítima por meio da vigilância acentuada e constante. ♦ Desviar da função ou retirar material necessário à execução da tarefa. desencadeando ou agravando doenças preexistentes. ♦ Impor à equipe sua autoridade para aumentar a produtividade. 2. ♦ Troca de turno de trabalho sem prévio aviso. centenas de vezes. ♦ Querer saber o que se está conversando. impedindo sua execução.2 Estratégia do(a) agressor(a) ♦ Escolher a vítima e o(a) isolar do grupo. menosprezar em seu local de trabalho.8 ATITUDES AGRESSORAS: ♦ Ameaçar constantemente. ridicularizar. a distância e em pequeno grupo. ♦ Desmoralizar publicamente. inferiorizar. ♦ Fragilizar. ♦ Ignorar a presença do(a) trabalhador(a). direcionando os risos ao trabalhador. principalmente o álcool. ♦ Subir na mesa e chamar a todos de incompetentes. ♦ Rir. muitas vezes. passa a usar drogas. até o espaço familiar.2. . ♦ Culpar/responsabilizar publicamente. até desestabilizar emocionalmente o(a) subordinado(a). amedrontando quanto à perda do emprego.

colegas que testemunharam os fatos. ♦ Sugerir que o trabalhador peça demissão devido a problemas de saúde. conteúdo da conversa e o que mais . ♦ Divulgar boatos sobre a moral do trabalhador. 2. ressentimentos e mágoas. estando ele em gozo de férias. com raiva. todas as humilhações sofridas com referências como dia. Já os homens sentem-se revoltados.10 O QUE A VÍTIMA DEVE FAZER: Resistir e anotar. local ou setor. tremores e palpitações. fracasso e baixa auto-estima. indignados. ♦ Espalhar entre os(as) colegas que o(a) trabalhador(a) está com problemas nervosos. depressão e diminuição da libido são manifestações características desse trauma.♦ Dispensar o trabalhador por telefone. na maioria das vezes. com detalhes. Cartilha do MTE). tristeza. As mulheres geralmente são humilhadas e expressam sua indignação com choro. 2. nome do(a) agressor(a). ano. Homens e mulheres reagem de forma diferente aos insultos. fracasso e baixa auto-estima. Podem surgir ideias de suicídio e possuem tendências ao alcoolismo. desonrados. hora. telegrama ou correio eletrônico. Sentem-se envergonhados diante da mulher e dos filhos. traídos e têm vontade de vingar-se. mês. Insônia. O trabalhador.9 PASSIVIDADE DO TRABALHADOR EM RELAÇÃO AO ASSÉDIO MORAL Geramos aqui uma pergunta: Por que os assediados mantem-se nos ambientes hostis os quais sofrem as ações? Uma resposta simples pode acabar com essa dúvida. Sentimento de inutilidade. sobressaindo o sentimento de inutilidade. submete-se à agressão porque precisa muito do emprego e já com a sua autoestima tão abalada ele acredita que não será capaz de conseguir outro trabalho.

sem testemunhas.(Região Sul e Centro-Oeste. processos judiciais que envolvem assédio moral estão cada vez mais presentes na Justiça do Trabalho. No Brasil. amigos e colegas.11 INSTITUIÇÕES E ÓRGÃOS QUE DEVEM SER PROCURADOS: ♦ Ministério do Trabalho e Emprego ♦ Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego ♦ Conselhos Municipais dos Direitos da Mulher ♦ Conselhos Estaduais dos Direitos da Mulher ♦ Comissão de Direitos Humanos ♦ Conselho Regional de Medicina ♦ Ministério Público ♦ Justiça do Trabalho ♦ Ouvidoria 0800 61 0101 . No entanto. Atualmente. . as que dizem respeito às relações interpessoais no trabalho. com o(a) agressor(a) e ainda procurar seu sindicato e relatar o acontecido. uma vez que envolvem outras áreas do conhecimento humano.gov. Procurar a ajuda dos colegas. Rondônia e Tocantins) 0800 285 0101 (Para as demais localidades) ♦ www. 2.br/ouvidoria 2.12 LEIS E DECRETOS QUE DISPÕEM SOBRE O ASSÉDIO MORAL. em especial. alguns projetos de lei estão em debate. é preciso aprofundar os estudos sobre o assunto. principalmente daqueles que testemunharam o fato ou que sofrem humilhações do(a) agressor(a) Outras atitudes como evitar conversa. Estados do Acre.achar necessário. Pode também buscar apoio junto a familiares.mte.

assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”. 1º. A importância desse artigo consiste em entendermos a educação como forma de desenvolver valores no ser humano. também aplicáveis ao Direito do Trabalho. à liberdade. a vida em sociedade e as relações de trabalho. ao estabelecer princípios gerais. sem distinção de qualquer natureza.1Constituição Federal Em respeito à dignidade do trabalhador. comete ato ilícito”. violar direto e causar dano a outrem. 205 considera que: “a educação. 186. visando ao pleno desenvolvimento da pessoa. 5º e incisos V e X. nos termos seguintes: [. a Constituição Federal. a vida privada. ♦ O art. direito de todos e dever do Estado e da família. será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade.12. como um dos fundamentos da República Federativa do Brasil. que o art. . moral ou à imagem.. é taxativa ao afirmar que: “Todos são iguais perante a lei. “a dignidade da pessoa humana”. ♦ No art. por ação ou omissão voluntária. consagra em seu art..2. justa e solidária”. garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país a inviolabilidade do direito à vida. à segurança e à propriedade. 2. inciso III. além de outros objetivos fundamentais. 3º.. ainda que exclusivamente moral.12..] X – são invioláveis a intimidade. proporcional ao agravo. ♦ O art. a honra e a imagem das pessoas. fundamentais para o exercício da cidadania. seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”. prevê “a construção de uma sociedade livre.2 Código Civil Brasileiro Conforme dispõem os artigos 186 e 187 do Código Civil Brasileiro: ♦ Art.] V – é assegurado o direito de resposta. ♦ Cumpre mencionar ainda. como ética e caráter. “Aquele que. à igualdade. [. 7º dispõe especificamente sobre “os direitos dos trabalhadores urbanos e rurais”. além da indenização por dano material. negligência ou imprudência. e. portanto.

E mais importante talvez seja. ao passo que o art. o exemplo que vem dos escalão majoritário. necessitando para isso constituir um advogado. 482 referese aos empregadores e dispõe sobre a rescisão por justa causa. ao exercê-lo. mas tão ou mais importante de saber o que. Existem várias maneiras de prevenir assédio moral dentro das empresas.♦ Art.3 Consolidação das Leis do Trabalho CLT A CLT estabelece as situações de rompimento unilateral de contrato de trabalho quando houver uma falta grave de uma das partes. 483 dispõe sobre a rescisão por iniciativa do trabalhador. 2. ♦ Enfatizar a importância das boas relações entre líder e subordinado. Como o assédio moral se constitui numa falta grave por parte da empresa. O art. aonde ocorrem e com que principalmente ocorrem. ♦Ter líderes setoriais engajados com as diretrizes da empresa. 2. problemas.13 O IMPORTANTE É COIBIR RESQUÍCIOS DE ASSÉDIO Até então vimos perfis. . excede manifestamente os limites impostos pelo seu fim econômico ou social. 187. “Também comete ato ilícito o titular de um direito que. ♦ Ter gestores preparados para monitorar as empresas. ♦ Posuir um departamento de recursos humanos capacitado para contratar perfis adequados e condizentes com as suas funções dentro da empresa. oque pode acontecer e como procurar ajuda é prevenir que isso ocorra.12. o trabalhador pode recorrer a esse dispositivo para pleitear a rescisão do contrato de trabalho. pois não pode se dar exemplos e exigir algo que você mesmo não faça. pela boa-fé ou pelos bons costumes”. ♦ Deixar clara as diretrizes a respeito de relacionamentos dentro do ambiente do trabalho.

  3 CONSIDERAÇÕES FINAIS Em um mundo globalizado somos cada vez mais cobrados por resultados. as quais extrapolam nos controles e com isso ultrapassam os limites entre as cobranças e opressões. entre outros. Esses “estrapolamentos” como discriminação. prazos e horários. reações dos assediados entre outras informações importantes. cada um com sua especificidade dentro da corporação. recrutando perfis incompatíveis com cargos de chefias. e é inevitável ambientes rodeados de pressão por atingimentos de metas. . Por isso para evitar problemas entre chefe e subordinado. dias super atarefados. tornando o ambiente o qual deveria ser amigável em um ambiente hostil. são considerados assédios morais contra os colaboradores. entretanto existem outras tantas ou mais situações que podem ser consideradas abusos e quq caracterizam assédio moral. passiveis de punições judiciais. humilhação. perfis dos assediadores. nada melhor que contratar pessoas capacitadas tanto para ser líderes quanto para serem subordinados. A falta de investimentos em Recursos Humanos nas empresas acaba que favorecendo algumas contratações errôneas. É importante deixa claro as diretrizes da empresa e ficar sempre alerta a sinais onde possam desenvolver esses tipos de situações. No presente trabalho. foram expostas algumas condições as quais identificam os assédios.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful