Você está na página 1de 4
ISO – Introdução aos Sistemas Operacionais A A u u l l a a 1

ISO – Introdução aos Sistemas Operacionais

AAuullaa 1122 NNooççõõeess BBáássiiccaa MMSS--DDOOSS

Os comandos no MS-DOS são palavras chave que executam ações no computador. Muitas vezes o comando necessita de informações adicionais para sua execução. Estas informações adicionais são chamadas de parâmetros e são digitadas no prompt, separados dos comandos por espaços em branco. Dependendo do caso o parâmetro pode ser opcional ou obrigatório, conforme veremos a seguir.

IInniicciiaannddoo oo PPrroommpptt ddee CCoommaannddoo

1. Clique no botão IInniicciiaarr do Windows;

2. Em executar digite ccmmdd;

3. Tecle EEnntteerr. Ou

1. Clique no botão Iniciar do Windows;

2. Selecione Todos os Programas > Acessórios;

3. Selecione o programa Prompt de Comando.

MMuuddaannddoo ddee UUnniiddaaddeess

Ao ligar o computador com o MS-DOS instalado você esta trabalhando na unidade C:. Quando for necessário é possível passar para as outras unidades de disco existentes. Por exemplo, sua unidade D: é a unidade do CD\DVD. Para mudar para esta unidade digite o seguinte no aviso de comando (prompt):

D:

Observe que seu prompt alterou-se para a unidade desejada: D:\>

FFoorrmmaattaannddoo UUnniiddaaddeess

Para formatar a unidade de disco digite o seguinte comando:

format [unidade]:

VViissuuaalliizzaannddoo oo ccoonntteeúúddoo ddee uunniiddaaddeess ee ddiirreettóórriiooss

Exibe os diretórios e arquivos contidos no diretório/unidade especificados. Se não for especificados o diretório e unidade, são exibidos os dados na unidade e diretório corrente. Exibe também o tamanho, data e hora da última atualização do arquivo, espaço ocupado pelo diretório e espaço livre na unidade.

dir

Parâmetros principais:

/p – Efetua uma pausa depois de cada tela exibida.

/w – Exibe a lista em várias colunas.

/o – Exibe os arquivos em ordem alfabética.

/s – Exibe o arquivo na pasta especificada e em suas subpastas.

MMuuddaannddoo ddee ddiirreettóórriioo

Para mudar de diretório use o comando cd. Sem nenhum parâmetro o comando exibe o diretório atual.

cd <nome do diretório>

Ao usar este comando o prompt se altera para c:\nomedodiretorio.

VVoollttaannddoo ppaarraa oo ddiirreettóórriioo

Para voltar ao diretório principal digite:

ISO – Introdução aos Sistemas Operacionais cd\ Observe que esta é a barra invertida (\)

ISO – Introdução aos Sistemas Operacionais

cd\

Observe que esta é a barra invertida (\) e não a barra diagonal (/) como a usada em alguns comandos. Ao usar este comando o prompt do MS-DOS volta ao estado inicial c:\>.

Para acessar um subdiretório a partir do diretório principal digite:

cd\<nome do diretório>\<nome do diretório>\<nome do diretório>

Para retornar um diretório acima digite:

cd

CCrriiaannddoo uumm ddiirreettóórriioo

Para criar um diretório usamos o comando md.

md <nome do diretório>

Para visualizar o diretório criado usamos o comando dir.

EExxcclluuiinnddoo uumm ddiirreettóórriioo

Para excluir um diretório usamos o comando rd.

rd <nome do diretorio>

Ao visualizarmos o conteúdo da unidade atual vemos que o diretório foi removido. Este diretório só pode ser excluído se estiver vazio. Caso ele esteja com algum arquivo ou contendo um diretório devemos usar a opção /S.

EExxeerrccíícciioo

1. Mude o prompt para o diretório raiz (\).

2. Verifique o conteúdo do diretório raiz. Teste os parâmetros do comando utilizado.

3. Crie um diretório chamado tteessttee dentro do diretório raiz.

4. Mude para o diretório tteessttee.

5. Crie um diretório chamado tteessttee22.

6. Mude para o diretório tteessttee22.

7. Retorne para o diretório tteessttee.

8. Retorne para o diretório raiz (\).

9. Exclua a pasta tteessttee.

CCooppiiaannddoo aarrqquuiivvooss

Para copiar um arquivo use o comando copy. Ao especificar esse comando, você deve incluir dois

parâmetros. O primeiro é o local e o nome do arquivo que você deseja copiar, ou a origem. O segundo é o local para o qual você deseja copiá-lo, ou o destino. Separe a origem e o destino com um espaço. O comando copy segue este padrão:

copy [origem] [destino]

O uso de caracteres coringas (* ou ?) permite copiar um grupo de arquivos em uma mesma cópia.

Parâmetros principais:

/v - Faz com que o MS-DOS verifique se a cópia foi feita corretamente. Esta opção deixa o comando mais

lento, pois faz com que seja verificado cada setor gravado no disco. /y – Não pede confirmação para o usuário para a substituição de um arquivo.

ISO – Introdução aos Sistemas Operacionais M M o o v v e e n

ISO – Introdução aos Sistemas Operacionais

MMoovveennddoo AArrqquuiivvooss oouu PPaassttaass

O comando move movimenta um ou mais arquivos ou pastas para outra localização no mesmo disco.

move [origem] [destino]

RReennoommeeaannddoo AArrqquuiivvooss

O comando ren renomeia arquivos ou diretórios.

ren [antigo] [novo]

Podemos renomear um grupo de arquivos usando os caracteres curingas. Para trocar, por exemplo, todos os arquivos iniciando por eeddiitt para um novo nome iissoo.

ren edit.* iso.*

EExxcclluuiinnddoo AArrqquuiivvooss

Para excluir um ou mais arquivos usamos o comando del.

del nome_do_arquivo

Podemos usar os caracteres curingas para excluir grupos de arquivos.

del *.txt

VVeerrssããoo ddoo SSOO uussaaddoo

O comando ver exibe a versão do Sistema Operacional usado.

DDaattaa ee hhoorraa ddoo ssiisstteemmaa

Os comandos date e time permitem alterar a data e hora interna do sistema.

VViissuuaalliizzaannddoo oo ccoonntteeúúddoo ddee uumm aarrqquuiivvoo

Exibe o conteúdo de um arquivo de texto. Podemos usar o parâmetro |more para fazer uma paginação da tela.

type c:\autoexec.bat |more

LLiimmppaannddoo aa tteellaa

O comando cls limpa a tela e posiciona o cursor na primeira linha da tela.

EExxeerrccíícciioo

1. Mude o prompt para o diretório raiz (\).

2. Crie um diretório chamado tteessttee.

3. Crie um segundo diretório chamado tteessttee22.

4. Crie um arquivo chamado [[sseeuunnoommee]]

ttxxtt

dentro da pasta tteessttee via Windows.

5. Mova o arquivo [[sseeuunnoommee]]

ttxxtt

para a pasta tteessttee22.

6. Copie o arquivo [[sseeuunnoommee]]

ttxxtt

da pasta tteessttee22 para a pasta tteessttee.

7. Renomeie o arquivo [[sseeuunnoommee]]

 

ttxxtt

para [[sseeuunnoommee22]]

ttxxtt.

8. Exclua o arquivo [[sseeuunnoommee]]

ttxxtt

.

9. Exclua o arquivo [[sseeuunnoommee22]] ttxxtt.

10. Exclua o diretório tteessttee e tteessttee22.

11. Verifique se a data e hora do sistema estão corretas.

12. Verifique a versão do SO instalado.

ISO – Introdução aos Sistemas Operacionais V V e e r r i i f

ISO – Introdução aos Sistemas Operacionais

VVeerriiffiiccaannddoo eerrrrooss eemm uummaa uunniiddaaddee ddee ddiissccoo

O comando chkdsk gera um relatório do estado do disco, com informações como, total de espaço em

disco, espaço ocupado em disco, espaço livre em disco (todos em bytes), total de arquivos do disco, total de arquivos ocultos do disco, total de memória, total de memória disponível. Este comando, também, exibe possíveis erros lógicos e físicos do disco, como por exemplo, unidades de alocação (erro lógico) perdidas

ou setores defeituosos (erro físico do disco).

chkdsk [unidade:] /F /V

Parâmetros

/f -Corrige possíveis erros lógicos do disco, como unidades de alocação perdidas

/v - Exibe o nome de cada arquivo que está sendo verificado.

NNoommee ddoo VVoolluummee

O comando vol é utilizado para se exibir o nome de volume de um disco e seu número de série.

vol [unidade:]

AAlltteerraannddoo oo NNoommee ddoo VVoolluummee

O comando label é utilizado para se incluir, alterar ou excluir o nome de volume de um disco.

label [unidade:] nome

DDeessffrraaggmmeennttaannddoo aarrqquuiivvooss

O defrag é o desfragmentador de arquivos do DOS. O MS-DOS pode ou não gravar um arquivo em

clusters sequenciais. À medida que os arquivos vão sendo gravados ou apagados, o disco começa a ficar fragmentado, ou seja, esse fato acaba fazendo com que o acesso para leitura ou gravação de um arquivo acabe ficando mais lento. O DEFRAG copia os arquivos para setores consecutivos.

defrag [unidade]

LLiissttaa ddee CCoommaannddooss UUssaaddooss

O doskey é utilizado para manter uma lista dos comandos digitados.

A seta para cima - Exibe o comando anterior da lista.

A seta para baixo - Exibe o próximo comando da lista.

PgUp - Exibe o 1º comando da lista.

PgDn - Exibe o último comando da lista

F7 - Exibe a lista de comandos.

F9 - Exibe a mensagem: "número da linha".

doskey /history >lista.txt Joga a lista de comandos no arquivo lista.txt