Você está na página 1de 19

A CRISE DO MOVIMENTO

MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS

O Modernismo:

-um movimento amplo.

-diverso e
internacional.

-arquitetura que
pretendia ser
libertadora, livre
de estilos.
A CRISE DO MOVIMENTO
MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS

O Estilo Internacional:
-soluções
generalistas.
-pureza formal.
-ênfase na idéia de
flexibilidade.
-foco no edifício.
-programa e estrutura
como principais
condicionantes de
projeto.
-volumes retangulares.
-os 5 pontos da
arquitetura moderna.
-interpenetração
espacial.
-Carta de Atenas.
A CRISE DO MOVIMENTO
MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS
Críticas ao Estilo
Internacional:
-Homem universal
hipotético.
-Falta de orientação da
cidade moderna.
-Monotonia da cidade
moderna.
-Imposição de dogmas.
-Destruição do patrimônio
existente.
-Problemas de habitação
coletiva.
-Linguagem do especulador
imobiliário.
-Relação público privado.
-Critica a idéia de
originalidade.
-Falta de identidade.
-Pouca atenção aos
aspectos psi.
Brasilia
Plano Voisin
A CRISE DO MOVIMENTO
MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS

Considerações gerais:
-período pós 2 Guerra
e a continuidade do
movimento moderno.
-crise a partir da
metade dos anos 50.
-1965 morte de Le
Corbusier e 1969
morte de Walter
Gropius e Mies Van
der Rohe.
-3 publicações mais
importantes: Morte e
Vida nas Grandes
Cidades [Jane
Jacobs],Complexidade e
Contradição em
Arquitetura [Robert
Venturi] e Collage
City (Colin Rowe].
Conjunto Pedregulho - RJ
1961 1916-2006
1966 1925
1978 1920-1999
A CRISE DO MOVIMENTO
MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS

Andre Derain Vanguardas


artísticas: FOVISMO
[1905].

-exagero nas cores e


nas manchas.

Henry Matisse
A CRISE DO MOVIMENTO
MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS

Vanguardas artísticas:
EXPRESSIONISMO [1905].
-primeira vanguarda
do séc. XX;
-deformação da
realidade;
Edvard Munch
-a arte brota da vida
interior; do íntimo do
ser.
-a obscuridade do ser
é transportada para a
expressão.
-as telas retratam o
patético, os vícios,
os horrores, a guerra.
-protesta contra a
violência e usa cores
explosivas.

Vincent Van Gogh


A CRISE DO MOVIMENTO
MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS

Vanguardas
Pablo Picasso artísticas: CUBISMO
[1907].

-geometrização da
figura.

George Braque
A CRISE DO MOVIMENTO
MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS

Vanguardas
artísticas:
SURREALISMO [anos 20].

- Usa a potência do
subconsciente como
fonte de imagens
fantásticas.

Salvador Dali
A CRISE DO MOVIMENTO
MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS

Vanguardas
artísticas: DADAÍSMO
[1916].

-Artistas descrentes
com a sociedade após
a Primeira Guerra
Mundial.

-Rompimento com
padrões
estabelecidos.

-Liberdade de
criação, abolição da
lógica.

Marcel Duchamp
A CRISE DO MOVIMENTO
MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS

Vanguardas
artísticas:
CONSTRUTIVISMO RUSSO
[1919].

-mais forte
influência na
arquitetura
ocidental;

-nega a arte como


um elemento
especial.

-elementos
geométricos,
Cartazes colagens,
fotomontagens.
A CRISE DO MOVIMENTO
MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS

Vanguardas
artísticas:
ABSTRACIONISMO [anos
40].

-Descarta todo o
realismo;

-Manchas, formas
geométricas
Kandinsky improvisadas.
Paul Klee
Jackson Pollock
A CRISE DO MOVIMENTO
MODERNO E AS
PRIMEIRAS VANGUARDAS

PRÓXIMA AULA TRAZER:

-revistas.

-cola.

-tesoura.

-papel branco.