Você está na página 1de 2

[BIOLOGIA – ENSINO MÉDIO] Reino Plantae- Parte 1

Professora:Andréa Barreto Martins da Poça


reprodutivas aparentes ( Gimnospermas e
Introdução: Angiospermas).
O Reino Plantae tem sido, ao longo do tempo,
definido de várias maneiras diferentes.
Inicialmente, Lineu definiu o reino Plantae
incluindo todos os tipos de plantas "superiores",
as algas e os fungos.

Aristóteles dividia todos os seres vivos em


plantas (sem capacidade motora ou órgãos
sensitivos), e em animais - esta definição foi
aceita durante muito tempo.

A classificação biológica mais moderna – a


cladística – procura enfatizar as relações
evolutivas entre os organismos: idealmente, um Espermatófitas = plantas com sementes
taxon (ou clado) deve ser monofilético, ou seja,
todas as espécies incluídas nesse grupo devem Briófitas:
ter um antepassado comum. O grupo das briófitas (ou plantas avasculares)
apresenta algumas características marcantes:
Com este novo conceito de classificação
moderna, as plantas passaram a ser definidas  Não possuem sistema de condução de
como um grupo monofilético de organismos seivas (o transporte dentro da planta é
eucarióticos que realizam a fotossíntese, são feito por difusão célula a célula – por
multicelulares ( ou pluricelulares). osmose);
 Apresentam rizóides, caulóide e filóides
Divisões: (órgãos não verdadeiros).
O Reino Plantae é subdividido em 4 divisões ( ou  Transporte lento;
filos): Briófitas , Pteridófitas , Gimnospermas e  O tamanho da planta é reduzido;
Angiospermas. Alguns autores adotam uma  Alta dependência da água (ambientes
classificação maior, mas vou adotar essas úmidos).
divisões por ser mais conhecidas.
Apresenta alternância de gerações (
Algumas plantas, como as Briófitas ( brio= Metagênese) , com uma característica
musgo; fitas= plantas) ,são pequenas e não importante: o gametófico é a geração duradoura,
possuem vasos condutores – são avasculares. com o esporófito (geração efêmera) crescendo
sobre o gametófito ( G>E).
As Pteridófitas, Gimnospermas e Angiospermas
possuem vasos condutores ( são vasculares ou Processo evolutivo:
traqueófitas), com isso os nutrientes chegam com A transição da água para a terra foi possível por
maior rapidez as células , o que as torna maiores. causa do desenvolvimento de características
para evitar a dessecação:
As Pteridófitas ( pteri = feto :
samambaias,avencas,...) não possuem flor ou  Camada externa estéril, protetora das
semente. Mas as Gimnospermas e Angiospermas células reprodutivas. Anterozóide (gameta
possuem flores e sementes. Porém, somente as masculino) protegido pelo anterídio.
Angiospermas têm frutos. Oosfera (gameta feminino) protegida pelo
arquegônio.
São também usadas os termos critógamas (  Camada protetora estéril também envolve
cripto= escondido; gamas= casamento) para as as células produtoras de esporos
plantas com estrutura reprodutora pouco visível ( (esporângios).
Briófitas e Pteridófitas) e fanerógamas ( fanero
=aparente) para as plantas com as estruturas
[BIOLOGIA – ENSINO MÉDIO] Reino Plantae- Parte 1
Professora:Andréa Barreto Martins da Poça
 Presença de cutícula (cera) e estômatos O musgo verde, clorofilado, constitui, como
(aberturas responsáveis pelas trocas vimos, a fase denominada gametófito,
gasosas). considerada duradoura porque o musgo se
mantém vivo após a produção de gametas. Já a
Ciclo Reprodutivo: fase denominada esporófito não tem clorofila;
Os musgos verdes que vemos num solo úmido, ela é nutrida pela planta feminina sobre a qual
por exemplo, são plantas sexuadas que
cresce. O esporófito é considerado uma fase
representam a fase chamada gametófito, isto é, a
fase produtora de gametas. passageira porque morre logo após produzir
esporos.
Nas briófitas, os gametófitos em geral têm sexos
separados. Em certas épocas, os gametófitos
produzem uma pequena estrutura, geralmente na
região apical - onde terminam os filóides. Ali os
Para pensar e fazer:
gametas são produzidos. Os gametófitos 1. Cite as características das
masculinos produzem gametas móveis, com Pteridófitas que lhes permitiram ser
flagelos: os anterozóides. Já os gametófitos maiores que os musgos.
femininos produzem gametas imóveis, 2. O que significa ser um grupo
chamados oosferas. Uma vez produzidos na monofilético ?
planta masculina, os anterozóides podem ser
3. Com que base podemos afirmar
levados até uma planta feminina com pingos de
água da chuva que caem e respingam. que as Briófitas não ficaram totalmente
independentes da água?
4. (FCC- BA) Os musgos que
crescem nos muros úmidos são:

(a) Gametófitos de Briófitas


(b) Esporófitos de Briófitas
(c) Gametófitos de Pteridófitas
(d) Esporófitos de Pteridófias
(e) Uma associação de algas e fungos.

5. (UEPB) O fato das Briófitas não


atingirem grande tamanho se deve em
parte:
(a) Não possuírem cloroplastos
(b) Viverem em habitat restrito
(c) Não possuírem vasos condutores
(d) Serem esporófitas
No esporófito possui uma haste e uma cápsula. (e) Serem gametófitas
No interior da cápsula formam-se os esporos. 6. (Unicamp- SP) Em um brejo,
Quando maduros, os esporos são liberados e encontrou-se grande quantidade de
podem germinar no solo úmido. Cada esporo, briófitas e pteridófitas. Todas as briófitas
então, pode se desenvolver e originar um novo eram pequenas, com poucos centímetros
musgo verde - a fase sexuada chamada de altura, ao passo que as pteridófitas
gametófito. alcançavam até 2 m. Que diferença
anátomo-fisiológica desses grupos justifica
Como você pode perceber, as briófitas essa diferença de tamanho? Justifique
dependem da água para a reprodução, pois os
anterozóides precisam dela para se deslocar e
alcançar a oosfera.