Você está na página 1de 14
PRÁTICA DE ELETRICIDADE, MAGNETISMO e ÓTICA Prof. Paulino Frulani Ano: 2015

PRÁTICA DE ELETRICIDADE, MAGNETISMO e ÓTICA

Prof. Paulino Frulani

Ano: 2015

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

ELETROSTÁTICA

CAP. 1 INTRODUÇÃO À ELETRICIDADE

ELETROSTÁTICA CAP. 1 – INTRODUÇÃO À ELETRICIDADE 1.1 – Carga Elétrica A eletricidade como ciência data

1.1 Carga Elétrica

A eletricidade como ciência data de 600 a.C. Filósofos gregos que viveram nesse período sabiam

A eletricidade como ciência data de 600 a.C. Filósofos gregos que viveram nesse período sabiam que o âmbar uma resina vegetal fossilizada quando atritada com pele de animal adquire propriedade de atrair pequenos pedaços de palha. Assim, a

palavra eletricidade deriva de élektron, que, em grego, significa âmbar.

pequenos pedaços de palha. Assim, a palavra eletricidade deriva de élektron , que, em grego, significa
Muitas outras substâncias apresentam a mesma propriedade do âmbar: quando atritadas adquirem cargas elétricas ,

Muitas outras substâncias apresentam a mesma propriedade do âmbar: quando atritadas adquirem cargas elétricas, se eletrizam e passam a exercer força elétrica

sobre outros corpos.

quando atritadas adquirem cargas elétricas , se eletrizam e passam a exercer força elétrica sobre outros

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

1.2 Eletrização de um corpo

A

matéria e formada de pequenas partículas, os átomos. Cada átomo é

constituído de partículas menores, os prótons e os nêutrons, localizados na parte central do átomo, formando o núcleo desse átomo e os elétrons, que giram em torno

do núcleo, numa região chamada eletrosfera.

 
do núcleo, numa região chamada eletrosfera .   Os prótons e elétrons apresentam uma importante
Os prótons e elétrons apresentam uma importante propriedade física, a carga elétrica . A carga

Os prótons e elétrons apresentam uma importante propriedade física, a carga elétrica. A carga elétrica do próton e do elétron tem a mesma intensidade, mas sinais contrários. A carga do próton é positiva e a do elétron é negativa. O

nêutron é desprovido de carga.

contrários . A carga do próton é positiva e a do elétron é negativa . O
Num átomo não existe predominância de cargas elétricas; o número de prótons é igual ao

Num átomo não existe predominância de cargas elétricas; o número de prótons é igual ao número de elétrons. Assim, o átomo é um sistema eletricamente neutro. Entretanto, quando ele perde ou ganha elétrons, fica eletrizado. Eletrizado

positivamente quando perde elétrons e negativamente quando ganha elétrons.

, fica eletrizado . Eletrizado positivamente quando perde elétrons e negativamente quando ganha elétrons .

A

menor quantidade de carga elétrica encontrada na natureza é a carga do

elétron. Essa quantidade de carga, em valor absoluto, é chamada carga elementar e é representada por e. No sistema internacional SI, a unidade de carga é o coulomb, cujo

símbolo é o C.

 

O

valor da carga elementar é:

e = 1,6.10 -19 C

Assim, temos:

PARTÍCULA Sinal da carga elétrica Valor da carga elétrica Elétron - -1,6.10 -19 C Próton
PARTÍCULA
Sinal da carga elétrica
Valor da carga elétrica
Elétron
-
-1,6.10 -19 C
Próton
+
+1,6.10 -19 C
Nêutron
Nula
0

É importante observar que a carga que um corpo adquire ao se eletrizar não

aparece em qualquer quantidade, mas em múltiplos inteiros da carga elementar. Por essa razão dizemos que a carga é quantizada em múltiplos da carga elementar. Então

a carga Q de um corpo eletrizado por ser escrita sob a forma:

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

Q = n.e

onde:

n

número de elétrons ou prótons em excesso no corpo eletrizado

É usual o emprego dos submúltiplos:

um microcoulomb:

1µC = 10 -6 C 1nC = 10 -9 C

 

um nanocoulomb:

um picocoulomb:

1pC = 10 -12 C

:  um picocoulomb : 1pC = 10 - 1 2 C Exemplo: 1) Determine o

Exemplo:

1) Determine o número de elétrons existentes em uma carga de 1,0 C.

Solução:
Solução:

Dados:

Q = 1,0 C

 
 

e

= 1,6.10 -19 C

 

Da equação:

Q = n.e

, vem:

1,0 C = n . 1,6.10 - 1 9 C n = 6,25.10 1 8
1,0 C = n . 1,6.10 - 1 9 C n = 6,25.10 1 8
1,0 C = n . 1,6.10 - 1 9 C n = 6,25.10 1 8

1,0 C = n . 1,6.10 -19 C

1,0 C = n . 1,6.10 - 1 9 C
1,0 C = n . 1,6.10 - 1 9 C n = 6,25.10 1 8 elétrons
1,0 C = n . 1,6.10 - 1 9 C n = 6,25.10 1 8 elétrons
n = 6,25.10 1 8 elétrons

n = 6,25.10 18 elétrons

2) É dado um corpo eletrizado com carga 6,4 µC. Sabendo que a carga do

2) É dado um corpo eletrizado com carga 6,4 µC. Sabendo que a carga do elétron é

-1,6.10 -19 C, responda:

2) É dado um corpo eletrizado com carga 6,4 µC. Sabendo que a carga do elétron

a)

Determine o número de elétrons em falta no corpo.

 

b)

Quantos elétrons em excesso tem um corpo eletrizado com carga -16 nC?

Solução: a)
Solução:
a)

Dados:

Q = 6,4 µC = 6,4.10 -6 C

 
 

e

= 1,6.10 -19 C

 
 

n

= ?

 

Da equação:

Q = n.e

Da equação: Q = n.e → elétrons
Da equação: Q = n.e → elétrons

elétrons

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

b)
b)

Dados:

Q = 16 nC = 16.10 -9 C

 
 

e

= 1,6.10 -19 C

 
 

n

= ?

 

Da equação:

Q = n.e

 
Da equação: Q = n.e →   elétrons

elétrons

3) Um corpo tem 3.10 1 8 elétrons e 4.10 1 8 prótons. Sendo a

3) Um corpo tem 3.10 18 elétrons e 4.10 18 prótons. Sendo a carga elétrica elementar

1,6.10 -19 C, qual é a carga elétrica do corpo?

e 4.10 1 8 prótons. Sendo a carga elétrica elementar 1,6.10 - 1 9 C, qual
Solução:
Solução:

Dados:

n = 4.10 18 - 3.10 18 = 1.10 18 cargas positivas

 

e

= 1,6.10 -19 C

 
 

Q = ?

 

Q = n.e = 1.10 18 . 1,6.10 -19 C = 1,6.10 -1 C

1.3 Princípios da Eletrostática

A Eletrostática é a parte da Física que estuda as propriedades e a ação mútua

A Eletrostática é a parte da Física que estuda as propriedades e a ação mútua

das cargas elétricas em repouso em relação a um sistema inercial de referência

as propriedades e a ação mútua das cargas elétricas em repouso em relação a um sistema

1.3.1 Princípio de atração e repulsão

Da constatação da existência de forças de atração ou repulsão entre corpos

Da constatação da existência de forças de atração ou repulsão entre corpos

carregados podemos enunciar o princípio de atração e repulsão;

de forças de atração ou repulsão entre corpos carregados podemos enunciar o princípio de atração e
Cargas elétricas de mesmo sinal se repelem . Cargas elétricas de sinais opostos se atraem
Cargas elétricas de mesmo sinal se repelem . Cargas elétricas de sinais opostos se atraem

Cargas elétricas de mesmo sinal se repelem.

Cargas elétricas de sinais opostos se atraem.

Cargas elétricas de mesmo sinal se repelem . Cargas elétricas de sinais opostos se atraem .
Cargas elétricas de mesmo sinal se repelem . Cargas elétricas de sinais opostos se atraem .
e repulsão ; Cargas elétricas de mesmo sinal se repelem . Cargas elétricas de sinais opostos

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

1.3.2 Princípio de conservação das cargas elétricas

O princípio de conservação das cargas elétricas pode ser assim enunciado:

Num sistema eletricamente isolado , a soma algébrica das quantidades de cargas positivas e negativas
Num sistema eletricamente isolado , a soma algébrica das quantidades de cargas positivas e negativas

Num sistema eletricamente isolado, a soma algébrica das

Num sistema eletricamente isolado , a soma algébrica das
Num sistema eletricamente isolado , a soma algébrica das quantidades de cargas positivas e negativas é

quantidades de cargas positivas e negativas é constante.

sistema eletricamente isolado , a soma algébrica das quantidades de cargas positivas e negativas é constante
sistema eletricamente isolado , a soma algébrica das quantidades de cargas positivas e negativas é constante
sistema eletricamente isolado , a soma algébrica das quantidades de cargas positivas e negativas é constante
de cargas positivas e negativas é constante . Considerando o sistema eletricamente isolado (sistema que
Considerando o sistema eletricamente isolado (sistema que não troca cargas elétricas com o meio exterior
Considerando o sistema eletricamente isolado (sistema que não troca cargas

Considerando o sistema eletricamente isolado (sistema que não troca cargas

Considerando o sistema eletricamente isolado (sistema que não troca cargas elétricas com o meio exterior ):
elétricas com o meio exterior ):

elétricas com o meio exterior):

Q A + Q B

A +

B = constante

1.4 Isolantes e Condutores

Uma barra plástica atritada com um tecido de lã adquire cargas elétricas que permanecem na

Uma barra plástica atritada com um tecido de lã adquire cargas elétricas que permanecem na região atritada. O plástico, e todos os materiais que não permitem o

movimento de cargas elétricas, são chamados isolantes ou dielétricos.

, e todos os materiais que não permitem o movimento de cargas elétricas, são chamados isolantes

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

Segurando-se uma barra metálica e atritando-a com um tecido de lã , ela adquire cargas

Segurando-se uma barra metálica e atritando-a com um tecido de lã, ela adquire cargas elétricas, mas não permanece eletrizada. As cargas adquiridas fluem

pela barra, pelo corpo e escoam para a Terra.

elétricas, mas não permanece eletrizada . As cargas adquiridas fluem pela barra, pelo corpo e escoam
Entretanto, por atrito , pode-se eletrizar a barra metálica , bastando para isso segurá-la por

Entretanto, por atrito, pode-se eletrizar a barra metálica, bastando para isso segurá-la por um cabo de plástico. Neste caso, as cargas ficam retidas na barra e

se distribuem por toda a sua superfície.

por um cabo de plástico . Neste caso, as cargas ficam retidas na barra e se
 

Os

metais, o corpo humano, a

Terra e

os materiais que permitem

o

livre

movimento das cargas elétricas são chamados condutores.

 
 

O

diferente comportamento dos materiais isolantes e condutores em relação às

cargas elétricas pode ser assim explicado:

 

-

nos átomos dos metais, os elétrons das camadas mais distantes do núcleo libertam-

se do átomo, movimentando-se livremente através do metal;

 

- nos isolantes, os elétrons permanecem firmemente ligados aos átomos.

A tabela a seguir mostra a classificação de alguns materiais:

CONDUTOR

ISOLANTE

 

Prata

 

Mica

 
 

Cobre

 

Plástico

 
 

Alumínio

Vidro

 
 

Carvão

 

Porcelana

 

Solo

 

Borracha

Corpo humano

Vácuo

 

1.5 Processos de eletrização

Como vimos, um corpo se encontra eletrizado quando apresenta falta ou excesso de elétrons .

Como vimos, um corpo se encontra eletrizado quando apresenta falta ou excesso de elétrons. A seguir, trataremos de três processos de eletrização dos

corpos: por atrito, por contato e por indução.

. A seguir, trataremos de três processos de eletrização dos corpos: por atrito , por contato

1.5.1 Eletrização por atrito

Quando dois corpos diferentes são atritados , pode ocorrer a passagem de elétrons de um

Quando dois corpos diferentes são atritados, pode ocorrer a passagem de elétrons de um corpo para o outro. Nesse caso diz-se que houve uma eletrização por

atrito.

pode ocorrer a passagem de elétrons de um corpo para o outro. Nesse caso diz-se que
Na eletrização por atrito , os dois corpos ficam carregados com cargas iguais , porém
Na eletrização por atrito , os dois corpos ficam carregados com cargas iguais , porém
Na eletrização por atrito , os dois corpos ficam carregados
Na eletrização por atrito , os dois corpos ficam carregados

Na eletrização por atrito, os dois corpos ficam carregados

Na eletrização por atrito , os dois corpos ficam carregados com cargas iguais , porém com

com cargas iguais, porém com sinais contrários.

Na eletrização por atrito , os dois corpos ficam carregados com cargas iguais , porém com
Na eletrização por atrito , os dois corpos ficam carregados com cargas iguais , porém com
Na eletrização por atrito , os dois corpos ficam carregados com cargas iguais , porém com

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

Sabe-se ainda que uma mesma substância pode ficar eletrizada positiva ou

Sabe-se ainda que uma mesma substância pode ficar eletrizada positiva ou

negativamente, conforme o tipo da outra substância com que ela é atritada.

pode ficar eletrizada positiva ou negativamente , conforme o tipo da outra substância com que ela
Com base nesse fato elaborou-se uma lista de substâncias, de tal modo que cada uma

Com base nesse fato elaborou-se uma lista de substâncias, de tal modo que cada uma se eletriza com carga positiva quando atritada com qualquer outra substância que lhe é posterior na lista, ficando esta última, em consequência, carregada

negativamente. Esta lista é conhecida como série triboelétrica.

ficando esta última, em consequência, carregada negativamente . Esta lista é conhecida como série triboelétrica .

Série triboelétrica

como série triboelétrica . Série triboelétrica Exemplos: 1) Vidro atritado com lã: - a lã eletriza-se

Exemplos:

1) Vidro atritado com lã: - a lã eletriza-se negativamente - o vidro eletriza-se positivamente
1)
Vidro atritado com lã:
- a lã eletriza-se negativamente
- o vidro eletriza-se positivamente
2)
Plástico atritado com lã:
- a lã eletriza-se positivamente
- o plástico eletriza-se negativamente

1.5.2 Eletrização por contato

Quando colocamos dois corpos condutores em contato, um eletrizado e outro neutro, pode ocorrer a

Quando colocamos dois corpos condutores em contato, um eletrizado e outro neutro, pode ocorrer a passagem de elétrons de uma para outro, fazendo com que o

corpo neutro se eletrize.

e outro neutro, pode ocorrer a passagem de elétrons de uma para outro, fazendo com que
Consideremos duas esferas, uma eletrizada e a outra, neutra . As cargas em excesso no

Consideremos duas esferas, uma eletrizada e a outra, neutra. As cargas em excesso no condutor eletrizado negativamente se repelem e alguns elétrons passam para o corpo neutro, fazendo com que ele fique também com elétrons em excesso,

e, portanto, eletrizado negativamente.

o corpo neutro , fazendo com que ele fique também com elétrons em excesso , e,

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

contida no Plano de Ensino Prof. Paulino Frulani Se a esfera estiver eletrizada com cargas positivas
Se a esfera estiver eletrizada com cargas positivas , haverá também um passagem de elétrons

Se a esfera estiver eletrizada com cargas positivas, haverá também um passagem de elétrons, porém, desta vez, do corpo neutro para o eletrizado, pois este está com falta de elétrons e os atrai do corpo neutro. Portanto, a esfera neutra

também fica eletrizada positivamente, pois cedeu elétrons.

e os atrai do corpo neutro. Portanto, a esfera neutra também fica eletrizada positivamente , pois
fica eletrizada positivamente , pois cedeu elétrons . Na eletrização por contato , os corpos ficam
Na eletrização por contato , os corpos ficam eletrizados com cargas de mesmo sinal .
Na eletrização por contato , os corpos ficam eletrizados com cargas de mesmo sinal .
Na eletrização por contato , os corpos ficam
Na eletrização por contato , os corpos ficam

Na eletrização por contato, os corpos ficam

Na eletrização por contato , os corpos ficam eletrizados com cargas de mesmo sinal .

eletrizados com cargas de mesmo sinal.

Na eletrização por contato , os corpos ficam eletrizados com cargas de mesmo sinal .
Na eletrização por contato , os corpos ficam eletrizados com cargas de mesmo sinal .
Na eletrização por contato , os corpos ficam eletrizados com cargas de mesmo sinal .
Em termos de manifestações elétricas, a Terra é considerada como um enorme elemento neutro .

Em termos de manifestações elétricas, a Terra é considerada como um enorme elemento neutro. Dessa forma, quando um condutor eletrizado é colocado em contato com a Terra ou ligado a ela por outro condutor, há uma redistribuição de cargas elétricas proporcional às dimensões do corpo eletrizado e da Terra, ficando, na realidade, ambos eletrizados. Porém, como as dimensões do corpo são desprezíveis em relação às dimensões da Terra, podemos dizer que a carga elétrica que permanece no

corpo pode ser considerada nula.

às dimensões da Terra, podemos dizer que a carga elétrica que permanece no corpo pode ser
que permanece no corpo pode ser considerada nula . Na eletrização por contato , condutores de
Na eletrização por contato , condutores de mesmas dimensões e mesma forma apresentam cargas iguais
Na eletrização por contato , condutores de mesmas dimensões e mesma forma apresentam cargas iguais
Na eletrização por contato , condutores de mesmas dimensões e
Na eletrização por contato , condutores de mesmas dimensões e

Na eletrização por contato, condutores de mesmas dimensões e

Na eletrização por contato , condutores de mesmas dimensões e mesma forma apresentam cargas iguais .

mesma forma apresentam cargas iguais.

Na eletrização por contato , condutores de mesmas dimensões e mesma forma apresentam cargas iguais .
Na eletrização por contato , condutores de mesmas dimensões e mesma forma apresentam cargas iguais .
Na eletrização por contato , condutores de mesmas dimensões e mesma forma apresentam cargas iguais .

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

Exemplo:

1) Dispõe-se de três esferas metálicas idênticas e isoladas umas das outras. Duas delas, A

1) Dispõe-se de três esferas metálicas idênticas e isoladas umas das outras. Duas delas, A e B, estão neutras, enquanto a esfera C contém uma carga elétrica Q. Faz-se a esfera C tocar a primeiro a esfera A e depois a esfera B. No final deste procedimento,

qual a carga elétrica das esferas A, B e C, respectivamente?

A e depois a esfera B . No final deste procedimento, qual a carga elétrica das

Resolução:

Dados:

Q A =0

Q B =0

Q C =Q

Após o contato de A com C:

A

e

C

A soma das cargas dos corpos A e C é igual antes e após o contato, portanto:

dos corpos A e C é igual antes e após o contato, portanto: Após o contato
dos corpos A e C é igual antes e após o contato, portanto: Após o contato
dos corpos A e C é igual antes e após o contato, portanto: Após o contato
dos corpos A e C é igual antes e após o contato, portanto: Após o contato

Após o contato de B com C:

B

e

’’ C

Após o contato de B com C : ’ B e ’’ C Resposta - As
Após o contato de B com C : ’ B e ’’ C Resposta - As
Após o contato de B com C : ’ B e ’’ C Resposta - As
Após o contato de B com C : ’ B e ’’ C Resposta - As

Resposta - As cargas finais são:

,

Resposta - As cargas finais são: ,

2) Duas cargas elétricas Q 1 e Q 2 atraem-se quando colocadas próximas uma das outra.

a)

O que se pode afirmar sobre os sinais de Q 1 e Q 2 ?

 

b)

A carga Q 1 é repelida por uma terceira carga Q 3 , positiva. Qual os sinais das

cargas Q 1 , Q 2 e Q 3 ?

 

Resolução:

a)

As cargas Q 1 e Q 2 são opostas.

 

b)

Q 1 é positiva, Q 2 é negativa e Q 3 é positiva.

 

1.5.3 Eletrização por indução

A eletrização de um condutor neutro pode ocorrer por simples aproximação

de um outro corpo eletrizado, sem que haja contato entre eles.

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

Consideremos um condutor inicialmente neutro e um bastão eletrizado positivamente . Quando aproximamos o bastão

Consideremos um condutor inicialmente neutro e um bastão eletrizado positivamente. Quando aproximamos o bastão eletrizado do corpo neutro, as suas cargas positivas atraem os elétrons livres do corpo neutro para posições as mais próximas possíveis. Esse fenômeno da separação de cargas de um condutor, provocado pela aproximação de um corpo eletrizado, é denominado indução

eletrostática.

de cargas de um condutor, provocado pela aproximação de um corpo eletrizado, é denominado indução eletrostática

Condutor inicialmente neutro:

eletrostática . Condutor inicialmente neutro : Aproximação de indutor , provocando indução
eletrostática . Condutor inicialmente neutro : Aproximação de indutor , provocando indução

Aproximação de indutor, provocando indução eletrostática

Na indução eletrostática ocorre apenas uma separação entre algumas cargas positivas e negativas do corpo.
Na indução eletrostática ocorre apenas uma separação entre algumas cargas positivas e negativas do corpo.
Na indução eletrostática ocorre apenas uma separação
Na indução eletrostática ocorre apenas uma separação

Na indução eletrostática ocorre apenas uma separação

Na indução eletrostática ocorre apenas uma separação entre algumas cargas positivas e negativas do corpo.

entre algumas cargas positivas e negativas do corpo.

Na indução eletrostática ocorre apenas uma separação entre algumas cargas positivas e negativas do corpo.
Na indução eletrostática ocorre apenas uma separação entre algumas cargas positivas e negativas do corpo.
Na indução eletrostática ocorre apenas uma separação entre algumas cargas positivas e negativas do corpo.

O corpo eletrizado que provocou a indução é denominado indutor e o que sofreu

a indução é chamado induzido.

Se quisermos obter no induzido uma eletrização com cargas de um só sinal,

basta ligá-lo à Terra, na presença do indutor.

sinal , basta ligá-lo à Terra, na presença do indutor . No processo de indução eletrostática
No processo de indução eletrostática o corpo induzido se eletrizará sempre com cargas de sinal
No processo de indução eletrostática o corpo induzido se eletrizará sempre com cargas de sinal
No processo de indução eletrostática o corpo induzido se eletrizará
No processo de indução eletrostática o corpo induzido se eletrizará

No processo de indução eletrostática o corpo induzido se eletrizará

de indução eletrostática o corpo induzido se eletrizará sempre com cargas de sinal contrário à do

sempre com cargas de sinal contrário à do indutor.

de indução eletrostática o corpo induzido se eletrizará sempre com cargas de sinal contrário à do
de indução eletrostática o corpo induzido se eletrizará sempre com cargas de sinal contrário à do
de indução eletrostática o corpo induzido se eletrizará sempre com cargas de sinal contrário à do
Outro caso interessante é a eletrização por indução de dois corpos
Outro
caso
interessante
é
a
eletrização
por
indução
de
dois
corpos

inicialmente neutros.

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

Se aproximarmos da esfera A o bastão eletrizado positivamente, as suas cargas positivas atrairão os elétrons livres dos corpos A e B para o mais perto possível. Como as esferas estão em contato, esses elétrons se localizarão no lado da esfera A próximo ao

bastão.
bastão.
Eliminando-se, agora, o contato entre as esferas A e B e, posteriormente, tirando o bastão

Eliminando-se, agora, o contato entre as esferas A e B e, posteriormente, tirando

o bastão das proximidades, obteremos a eletrização dos corpos, com cargas de sinal

o bastão das proximidades, obteremos a eletrização dos corpos, com cargas de sinal

contrário.

tirando o bastão das proximidades, obteremos a eletrização dos corpos, com cargas de sinal contrário .

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

ATIVIDADE 1:

Introdução à Eletricidade

Aluno:

RA:

Nota:

1) A carga que um corpo adquire ao se eletrizar não aparece em qualquer quantidade,

1) A carga que um corpo adquire ao se eletrizar não aparece em qualquer quantidade, mas em múltiplos inteiros da carga elementar. Por essa razão dizemos que a carga é

quantizada em múltiplos da carga elementar.

inteiros da carga elementar. Por essa razão dizemos que a carga é quantizada em múltiplos da
Um corpo está carregado negativamente com uma carga de 10 µC. Quanto elétrons em

Um corpo está carregado negativamente com uma carga de 10 µC. Quanto elétrons em

excesso tem esse corpo?

Um corpo está carregado negativamente com uma carga de 10 µC. Quanto elétrons em excesso tem
2) Quando dois corpos diferentes são atritados, pode ocorrer a passagem de elétrons de um

2) Quando dois corpos diferentes são atritados, pode ocorrer a passagem de elétrons de um corpo para o outro. Nesse caso diz-se que houve uma eletrização por atrito. Sabe- se ainda que uma mesma substância pode ficar eletrizada positiva ou negativamente, conforme o tipo da outra substância com que ela é atritada, de acordo com sua posição

da chamada série triboelétrica.

o tipo da outra substância com que ela é atritada, de acordo com sua posição da

Com essas informações, responda:

a)

na experiência de eletrização por atrito entre a barra de plástico e a lã, a lã cede ou

recebe elétrons?

 

b)

O que isso tem a ver com a série triboelétrica?

 

FAINAM Faculdade Interação Americana

Eletricidade, Magnetismo e Ótica

Material elaborado com base na Bibliografia contida no Plano de Ensino

Prof. Paulino Frulani

3) Sabe-se que num sistema eletricamente isolado, a soma algébrica das quantidades

de cargas positivas e negativas é constante. Da mesma forma, a transferência de cargas

elétricas ocorre em múltiplos inteiros da carga elementar.

Considere duas esferas, A e B, idênticas e isoladas eletricamente. As esferas A e B possuem cargas respectivamente iguais a 3 µC e 1 µC. Colocam-se as duas esferas em

contato.
contato.

a) Qual a carga final de cada esfera?

b) Qual o número de elétrons transferidos no contato das duas esferas?

4) Dispõe-se de quatro esferas metálicas idênticas e isoladas umas das outras. Três

delas, A, B e C, estão descarregadas, enquanto a quarta esfera, D, contém carga negativa Q. Faz-se a esfera D tocar, sucessivamente, A, B e C. Determine a carga

elétrica final de D.