Você está na página 1de 2

AO INOXIDVEL MARTENSTICO

VC140

Composio Qumica:
C

Cr

0,10

12,00

Normas / Similares:

ABNT NBR 5601 Tipo 410 AISI 410 ASTM A 276-81a Tipo 410 SAE 51410
DIN X 10 Cr 13 Wnr 1.4006 UNS S41000 BS 970:1970 Tipo 410S41 JIS G 4303-81
Tipo SUS 410

Caractersticas gerais:

Ao cromo inoxidvel martenstico. Ferromagntico. No estado recozido, apresenta


estrutura ferrtica; no estado temperado, estrutura predominantemente martenstica.

Aplicaes Tpicas:

Ps e outras peas de turbinas a vapor, peas de vlvulas, eixos e peas roscadas das
indstrias qumica, petroqumica e do petrleo, eixos de bombas, material ferrovirio,
peas de equipamentos da indstria do papel e celulose, peas de fornos que operam
abaixo de 400C, etc.

Estado de fornecimento:

Recozido, com dureza mxima de 220 HB.

Forjamento:

Aquecer a 1100 - 1200C, manter em temperatura at completa homogeneizao e iniciar


o forjamento. No forjar abaixo de 760C. Em caso de recalcamento, terminar o trabalho
entre 800 e 850C. Resfriar lentamente.

Recozimento:

Visando-se dureza mais baixa, o ao VC140 deve ser aquecido at 840 - 900C e
resfriado lentamente no forno. Para melhorar a usinabilidade, recomenda-se aquecer a
750 - 790C e resfriar ao ar.

Tmpera:

Aquecer lentamente at 950-1000C, manter cerca de meia hora em temperatura e resfriar


em leo. Peas de grande seo devem ser pr-aquecidas a cerca de 700C e em
seguida levadas temperatura de tmpera. No caso de peas pequenas, o resfriamento
pode ser feito com ar soprado.

Revenimento:

A temperatura de revenimento determinada pelas caractersticas mecnicas desejadas.


A faixa entre 420 e 600C deve ser evitada, pois o revenimento realizado entre essas
temperaturas tende a produzir fragilidade e uma brusca queda da resistncia corroso.

Dez/2004

AO INOXIDVEL MARTENSTICO
Diagrama de
Revenimento:

VC140

O diagrama a seguir indica as principais caractersticas mecnicas alcanadas em


diferentes temperaturas de revenimento. Os valores do diagrama so apenas orientativos
e foram obtidos com corpos de prova de 15 mm, temperados em leo a partir de 950C
e revenidos em temperaturas diversas.

Resistncia corroso:

O ao VC-140 apresenta suas melhores caractersticas de resistncia corroso no


estado temperado e com a superfcie finamente polida.
CORROSO GERAL
O ao VC-140 resiste bem aos agentes fracamente agressivos, como gua doce e vapor
dgua isento de contaminante, alguns cidos e lcalis suaves, etc.
CORROSO INTERCRISTALINA
No estado temperado, o ao VC-140 normalmente pouco propenso a sofrer corroso
intercristalina.

Solda:

Observadas certas cautelas, o ao VC-140 pode ser soldado pelos processos usuais de
solda, sendo prefervel, contudo, evitar o uso da solda oxi-acetilnica.
Recomenda-se pr-aquecer a pea a 200 300C, ou eventualmente um pouco mais, e
no permitir que a temperatura atinja menos de 200C durante a execuo da soldagem;
reaquecer se necessrio. Imediatamente aps a soldagem, a pea deve ser recozida a
cerca de 700C, com resfriamento lento, para remoo de tenses residuais.
Para indicao do tipo de eletrodo mais adequado a cada aplicao, recomendamos
consultar empresas especializadas.

Nota: Todas as informaes apresentadas so apenas orientativas. Elas no tm relao com garantias de propriedades especficas.

Dez/2004

Você também pode gostar