Você está na página 1de 4

Ediç ão n º 84 – an o 2 – 16/04/2009

A newsletter Criatividade em Vendas é enviada toda quinta-feira para seus assinantes

NESTA EDIÇÃO:

Para poucos Passando o recado Atendimento de ouro


pág. 2 pág. 3 pág. 4

po s icionamento
Bar self-service
Uma das grandes queixas dos frequentadores de bares e locais de happy hour é a demora no serviço. Em geral, é preciso “caçar”
um garçom e esperar para ser atendido. Para as empresas, o sistema também não é perfeito. Enquanto as pessoas estão aguardan-
do alguém que as atenda ou o pedido, não estão consumindo, o que faz com que gastem menos que poderiam.

Um bar em Washington, nos Estados Unidos, parece ter encontrado a solução para o problema: cada um de seus clientes tem
acesso a um frigobar para servir-se à vontade.

Ao entrar, eles entregam um documento à recepcionista e dizem o que gostariam de beber – há vários tipos de minibares à dis-
posição, com champanhe, cerveja, destilados... enfim, bebidas variadas.

Então, recebem um balde de gelo e a chave do minibar, que foi especialmente adaptado, com portas envidraçadas na frente e
atrás. Através da porta da frente, os frequentadores do bar servem-se à vontade e pela de trás os funcionários da casa repõem
constantemente o estoque dos minibares. A solução é conveniente tanto para os clientes quanto às empresas, pois faz com que as
pessoas consumam mais e permite que o bar funcione com menos funcionários, baixando o custo. Assim, todos ganham!

ma rketing social

Refeições gratuitas durante a crise


A lanchonete Taberna Bocatín, da Espanha, ofereceu durante todo mês de
março um menu anticrise gratuito, sempre as quartas-feiras, para pessoas
que comprovassem estar sem trabalho.

O kit incluía dois sanduíches, que podiam ser escolhidos pelos fregueses,
uma porção de batata frita e 300 ml de bebida (cerveja ou refrigerante).

Foram oferecidos, em média, 40 menus gratuitos por hora nos 26 estabe-


lecimentos da franquia, presentes em 13 cidades espanholas.

Os custos dessa iniciativa foram divididos entre o restaurante (60%),


empresários locais (20%) e empregados da rede, através de doações (20%).
Inicialmente, a ação ocorreu somente no mês de março, mas a empresa já
pensa em repeti-la.
Foto: Divulgação

Fale conosco: criatividade@criatividadeemvendas.com.br


1
Ediç ão n º 84 – an o 2 – 16/04 /2 0 0 9

n i c ho d e m e r cad o

Para poucos
Visionaire é uma revista de moda e arte, mas não se espante se você nunca ouviu
falar dela, pois cada exemplar custa mais de 500 dólares. Edições antigas atingiri-
am, na teoria, a cifra de alguns milhares de dólares. Teoria, pois quem tem uma,
Foto: Divulgação

geralmente os papas da moda como Karl Lagerfeld, não a vende.

A publicação acabou de colocar na rua sua edição número 55, inspirada nos livros
animados infantis, com esculturas de papel feitas por artistas famosos. Custa 750
dólares, se você ainda encontrar alguma.

Seu produto ou serviço não tem de ser popular nem precisa estar em todos os
lugares para dar certo. Se você se fixar em um nicho rentável, por menor que seja,
terá grandes chances de sucesso.

no vo produto

Carona
Hoje, muitas empresas, como a Amazon, investem pesado nos leitores de e-book, livros eletrônicos. O maior desafio é fazer as
pessoas, acostumadas com o bom e velho livro, adaptarem-se a uma interface fria e cheia de botões. Para ajudar nessa migração,
existem companhias vendendo um incrível aromatizador com cheiro de livro novo para pendurar no leitor de e-book, dando a
impressão de ser o livro impresso.

Pro moção

Os problemas da internet
Caso faça uma promoção na internet, lembre-se de que você não terá controle algum sobre a quantidade de respostas e o
conteúdo que receberá.

Recentemente, a Rede Globo estimulou músicos a postarem seus videoclipes caseiros em páginas especiais do YouTube para
participarem de dois programas da rede. O retorno foi muito maior que o esperado, e a Globo não soube como separar os
vídeos nem de que forma analisar todos.

A Nasa, agência espacial dos Estados Unidos, também sofreu com algo similar. Para gerar interesse no programa espacial,
ela resolveu fazer uma votação em seu site a fim de escolher o nome do novo módulo da estação espacial. Além do campo
para colocar os nomes “oficiais”, as pessoas tinham um para pôr suas sugestões.

Então, um comediante famoso dos Estados Unidos não perdeu a piada e pediu para que as pessoas sugerissem seu nome à
Nasa. Para não ficar atrás, dois sites de relacionamentos, tipo MySpace, sugeriram o mesmo a seus usuários.

Resultado: o nome do comediante ganhou disparado e os dos sites de relacionamento apareceram entre os cinco mais votados.

Para satisfazer a todos, a Nasa vai batizar o módulo com o nome oficial que recebeu mais votos e o banheiro com o nome
do comediante.

Fale conosco: criatividade@criatividadeemvendas.com.br 2


Ediç ão n º 84 – an o 2 – 16/04 /2 0 0 9

po s icionamento

Balada do bem
Você já imaginou uma casa noturna que tem o chão revestido de tapetes e esteiras e espaço para praticar yoga, no qual é preciso
tirar os calçados para entrar? Pois é, parece difícil imaginar, mas existe e é frequentada por muitas pessoas.

É o Instituto de Desenvolvimento da Consciência Humana (IDCH), que funciona em São Paulo e atrai pessoas preocupadas com o
equilíbrio e bem-estar. Além da programação noturna, o IDCH também abre para almoço, oferecendo refeições vegetarianas.

Preste atenção nas novas tendências, a indústria do bem-estar é uma delas. Então, como sua empresa pode aproveitá-la?

dica do leitor
Passando o recado
Grandes
O leitor Paulo Afonso Simões Nery Filho, de Recife, PE, conta uma
história que aconteceu com um colega de seu pai chamado Cândido,
Números
2 mil
que era vendedor da Shell. Um dos prospects de Cândido era cliente
da Texaco há anos. Foram meses insistindo para falar com o possível É o número
cliente, reuniões desmarcadas, até que este se cansou e foi aberto que as empre-
com o vendedor: estava satisfeito com o fornecedor atual e não pen- sas exportadoras e importadoras que
sava em mudar. Cândido disse que queria lhe mostrar os produtos deixaram o comércio exterior brasileiro
para que ele tivesse mais opções na hora da compra. O prospect foi superaram no mês de janeiro. A infor-
inflexível: mação é da Associação de Comércio
Exterior do Brasil (AEB), que chegou
― Olha, pode ir embora, pois eu não quero mesmo mudar de fornece-
a essa informação com base nos dados
dor.
― Tudo bem, eu irei. Mas fique com meu cartão. Se precisar, estarei da balança comercial divulgados pelo
sempre à disposição. Ministério do Desenvolvimento, Indús-
tria e Comércio Exterior.
O prospect, nesse momento, rasga o cartão de Cândido e diz: Fonte: Agência Brasil
― Eu não quero nem seu contato!
― Tudo bem, eu estou aqui para isso, para tentar lhe fornecer produ-

R$8,2
tos bons e úteis à sua empresa. A Shell me paga tudo mesmo: carro,
milhões é o valor
amostras, material promocional. Só não fornece os cartões, esses eu
pago do próprio bolso, inclusive o que o senhor rasgou me custou que a Condor,
cinco centavos. fabricante nacional de escovas para
― Por isso não se preocupe, tome aqui – disse o cliente, sacando uma cabelo e produtos de limpeza, investirá,
moeda de 25 centavos para dar a Cândido, que não perdeu tempo: em 2009, na aquisição de tecnologia para
― Não tenho troco, mas tenho isso – puxou mais quatro cartões do a produção e no desenvolvimento de
bolso e entregou ao prospect –, agora estamos quites. novos produtos. Os recursos serão des-
tinados para as áreas de higiene bucal,
Nesse momento, os dois começaram a rir, fizeram uma grande amizade beleza, limpeza e pintura.
e, hoje, a empresa divide suas compras entre a Shell e a Texaco.
Fonte: Canal Executivo
E você, tem alguma história de criatividade em vendas para con-
tar? Mande-a para nós. Se publicada, você poderá ganhar um ano
da newsletter Criatividade em Vendas totalmente grátis. Envie sua
história para: criatividade@criatividadeemvendas.com.br. 25% foi o porcentual que
os supermercados
no Rio Grande do Sul venderam dos 12
milhões de ovos encomendados para a
Páscoa de 2009.
Fonte: Jornal do Comércio

Fale conosco: criatividade@criatividadeemvendas.com.br


3
Ediç ão n º 84 – an o 2 – 16/04 /2 0 0 9

Uma experiência criativa


Atendimento de ouro
A Associação Brasileira das Relações Empresa Cliente (Abrarec), pioneira em valorizar agentes, atendentes e operadores dos
SACs e demais centrais de atendimento, acabou de criar o prêmio Atendimento de Ouro, que teve sua primeira edição realizada
no mês de março.

A ideia da premiação visa mostrar o lado engajado, proativo e fundamental desses profissionais que, na maioria das vezes, são mar-
ginalizados pela sociedade e alvo de chacotas de muitos que desconhecem a importância de sua atuação para a economia do País.

“Os casos recebidos pela Abrarec foram muito variados: desde atendimentos que seguiram à risca os padrões habituais, passando
pelos de grande apelo emocional, até chegarmos àqueles que eram o nosso objetivo: os que fizeram a diferença e superaram ex-
pectativas quanto à proatividade e atingiram melhores resultados”, explica o diretor-executivo da Abrarec, Stan Braz.

Veja o caso de um dos premiados, Williams Farias, da


Algar Tecnologia, que conseguiu reverter um quadro de
corte do fornecimento de gás de uma cliente no momen-
to em que o técnico efetuaria o desligamento.

A consumidora, desesperada e sem condições de quitar


as contas em atraso, acionou a central de atendimento
da companhia de gás e o atendente, sensibilizado com
a situação, tentou falar com o técnico que estava na
residência da cliente, mas não teve sucesso, pois ele
afirmava que teria de efetuar o bloqueio.

Não convencido, Williams acionou, via rádio da super-


visão, o inspetor de assistência técnica que, também
pelo rádio, ordenou que o técnico cancelasse o corte de
fornecimento. Com isso, a consumidora ficou bastante
satisfeita, pois o serviço não foi interrompido, e parcelou
o débito, possibilitando a liquidação da dívida.

Frase da semana:
“Um aspecto essencial da criatividade é não ter
medo de fracassar”
Doutor Edwin Land

Diretor: Raúl Candeloro | Equipe editorial: Brasílio Andrade Neto, Cione dos Santos, Cleverson Uliana, Francisco Tramujas e Karen Jardzwski
Direção de arte: Bruna C. Montenegro | Diagramação: Daniel Keller | Revisão: Tania Cheremeta

Fale conosco: criatividade@criatividadeemvendas.com.br


4