Você está na página 1de 61

Semana da Matemática

8 a 12 de setembro de 2008
Matemática e suas aplicações tecnológicas

Em busca da felicidade (aritmética)

Tietri S. C. Filho
Matemática - UniABC
Felicidade:
substantivo feminino
1 qualidade ou estado de feliz; estado de
uma consciência plenamente satisfeita;
satisfação, contentamento, bem-estar
2 boa fortuna; sorte
3 bom êxito; acerto, sucesso
Houaiss
Matemática - UniABC

πρωτοι αριθµοι: números primos


(protói arithmói).
n > 1 cujos divisores são exclusivamente
1 e n.
Matemática - UniABC
Crivo de Eratóstenes
2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52
53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64
65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76
77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88
89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Matemática - UniABC
Crivo de Eratóstenes
2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52
53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64
65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76
77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88
89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Matemática - UniABC
Crivo de Eratóstenes
2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52
53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64
65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76
77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88
89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Matemática - UniABC
Crivo de Eratóstenes
2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52
53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64
65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76
77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88
89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Matemática - UniABC
Crivo de Eratóstenes
2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52
53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64
65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76
77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88
89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Matemática - UniABC
Há infinitos números primos.
(Euclides – Proposição IX – 20)

Quantos são os números primos no intervalo


de 1 a n ? (Teorema dos números primos)
Gauss propôs (aos 15 anos de idade) a
expressão n como uma aproximação.
ln n
Matemática - UniABC
Tomando a aproximação juvenil de Gauss
temos que a fração dos números entre 1 e n
que é composta por números primos é dada
por 1 .
ln n
Observando que esta função é decrescente e
positiva podemos concluir que à medida que
n cresce os números primos tornam-se cada
vez mais raros.
Matemática - UniABC
Matemática - UniABC
Números sortudos
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29
30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42
43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55
56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68
69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81
82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94
95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105
Matemática - UniABC
Números sortudos
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29
30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42
43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55
56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68
69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81
82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94
95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105
Matemática - UniABC
Números sortudos
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29
30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42
43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55
56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68
69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81
82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94
95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105
Matemática - UniABC
Números sortudos
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29
30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42
43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55
56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68
69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81
82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94
95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105
Matemática - UniABC
Números sortudos
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29
30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42
43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55
56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68
69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81
82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94
95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105
Matemática - UniABC
Números sortudos
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29
30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42
43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55
56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68
69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81
82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94
95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105
Matemática - UniABC
Números sortudos
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29
30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42
43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55
56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68
69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81
82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94
95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105
Matemática - UniABC
Números sortudos
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29
30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42
43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55
56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68
69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81
82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94
95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105
Matemática - UniABC
Os números sortudos compartilham diversas
propriedades com os números primos,
inclusive a densidade dada por 1 .
ln n
Serão estas propriedades uma implicação
lógica do processo de crivação?
Matemática - UniABC
n
2
Números de Fermat: Fn = 2 + 1
Fermat supôs que os números desta forma
fossem todos primos, mas na verdade apenas
os cinco primeiros são sabidamente primos.
Quanto aos seguintes, ou são compostos ou
ainda não tiveram a sua natureza determinada.
Os números de Fermat são um grande desafio
para a teoria dos números em seus aspectos
conceituais e computacionais.
Matemática - UniABC
n
Números de Mersenne: M n = 2 − 1
Uma condição necessária, mas não suficiente,
para que um número desta forma seja primo é
que n seja primo. São conhecidos apenas 44
primos de Mersenne (em 10/09/2008) e a sua
determinação é um grande desafio
computacional. Os primos de Mersenne estão
vinculados aos números perfeitos.
Matemática - UniABC
Números perfeitos
Um número igual a soma de seus divisores
próprios é chamado número perfeito.
Exemplo: 28 = 1 + 2 + 4 + 7 + 14.
p
( )
Se 2 − 1 é primo então 2 − 1 ⋅ 2
número perfeito.
p p −1
é um

(Euclides – Proposição IX – 36)


Matemática - UniABC
Números perfeitos
Euler demonstrou que todo número perfeito
par é da forma proposta por Euclides.
Acredita-se que não existam números perfeitos
ímpares, mas ainda não existe uma prova.
Matemática - UniABC
Números felizes
Vamos considerar o número 7.
2
7 = 49
2 2
4 + 9 = 97
2 2
9 + 7 = 130
2 2 2
1 + 3 + 0 = 10
2 2
1 + 0 =1
Matemática - UniABC
Números felizes
Partindo de um número e calculando a soma
dos quadrados de seus algarismos,
repetimos o processo recursivamente até
obtermos o número 1.
Vamos considerar agora o número 4.
Matemática - UniABC
Números felizes
2 2 2
4 = 16 1 + 6 = 37
2 2 2 2
3 + 7 = 58 5 + 8 = 89
2 2 2 2 2
8 + 9 = 145 1 + 4 + 5 = 42
2 2 2 2
4 + 2 = 20 2 +0 =4
Matemática - UniABC
Números felizes
Partindo de um outro número e calculando a
soma dos quadrados de seus algarismos,
repetimos o processo recursivamente até
obtermos o próprio número do qual
partimos.
Matemática - UniABC
Números felizes
Quando o processo recursivo de adição dos
algarismos de um número conduzir ao
número 1 diremos que o número em
questão é um número feliz, caso contrário,
diremos que este é um número infeliz.
Matemática - UniABC
Números felizes
No intervalo entre 1 e 100 são felizes os
números 1, 7, 10, 13, 19, 23, 28, 31, 32, 44,
49, 68, 70, 79, 82, 86, 91, 94, 97, 100.
Quais as propriedades dos números felizes?
Qual a probabilidade de um número ser
feliz?
Como determinar se um número é feliz
usando programação de computadores?
Matemática - UniABC
Números felizes
Seja ` = {1, 2, 3, ...} o conjunto dos
números naturais.
Vamos considerar o número natural N com
d algarismos, de modo que
d
i −1
N = ∑ X i ⋅10
i =1
Matemática - UniABC
Números felizes
E vamos definir o operador S definido por
d
S ( N ) = ∑ Xi 2
i =1
Denotaremos por S ( N ) , n > 1, a aplicação
n

recursiva por n vezes do operador S sobre N.


Matemática - UniABC
Números felizes
O conjunto K = {4, 16, 37, 58, 89, 145, 42, 20}
é fechado sob o operador S. Denotaremos por k
qualquer elemento de K. Temos que S ( k ) = k .
8

Lema 1: Para todo número natural N com d


algarismos, d ≥ 4 , temos S ( N ) < N .
Matemática - UniABC
Números felizes
De fato, para d = 1 o maior N é 9 e 92 ≤ 81 ⋅1 ,
2 2
para d = 2 o maior N é 99 e 9 + 9 ≤ 81 ⋅ 2 ,
generalizando, S ( N ) ≤ 81 ⋅ d . Ainda, para
1−1
d = 1 o menor N é 1 e 10 ≤ 1 , para d = 2 o
2−1
menor N é 10 e 10 ≤ 10 , generalizando
d −1
10 ≤ N.
Matemática - UniABC
Números felizes
Também 81 ⋅ d < 10d −1 , pois
(
log ( 81 ⋅ d ) < log 10)d −1

E assim log81 + log d < d − 1 , ou ainda,


log d < d − 2,9085 para d ≥ 4 , o que pode ser
d −1
verificado graficamente. E de 81 ⋅ d < 10
concluímos S ( N ) < N
Matemática - UniABC
Matemática - UniABC
Números felizes
Lema 2: Para todo número natural N existe
um inteiro positivo n tal que S n ( N ) ≤ 162
De fato, para d ≥ 4 o lema 1 garante que a
aplicação recursiva do operador S sobre N
produzirá, após um número finito de vezes,
um número com menos de quatro algarismos,
uma vez que para d = 4 temos S ( N ) ≤ 324
Matemática - UniABC
Números felizes
Para d < 4 o maior N é 999, e neste caso
S ( N ) ≤ 243 uma vez que S ( N ) ≤ 81 ⋅ d
e d = 3. E avaliando S ( N ) devemos
2

considerar N tal que seja máximo S ( N ) com


N ≤ 243 . Assim N = 199 e ficamos com
2
S ( N ) ≤ 163 = S (199 )
Matemática - UniABC
Números felizes
3
Do mesmo modo, para avaliarmos S ( N )
devemos considerar N tal que seja máximo
S ( N ) com N ≤ 163 . Assim N = 99 e ficamos
com S ( N ) ≤ S ( 99 ) = 162 o que demonstra
3

o lema 2.
Matemática - UniABC
Números felizes
Teorema: Para todo número natural N existe
um inteiro positivo n tal que S ( N ) = 1
r

para todo r ≥ n ou existe um inteiro positivo


m tal que S ( N ) = k para todo r ≥ m , onde
r

k é algum elemento do conjunto K.


Matemática - UniABC
Números felizes
De fato, o lema 2 permite considerarmos
apenas N ≤ 162 , e a demonstração será por
inspeção. Consideremos dois casos, 1º caso:
100 ≤ N ≤ 162 , vamos tomar N tal que seja
máximo S ( N ) no intervalo em questão,
então, para N = 159 temos S ( N ) = 107, de
modo que podemos inspecionar apenas o
Matemática - UniABC
Números felizes
o intervalo 100 ≤ N ≤ 107 . E obteremos
S (100 ) = 1 S 6 (104 ) = 89
S (101) = 4
2
S (105 ) = 16
3

S (102 ) = 89
5
S (106 ) = 37
S 2
(103) = 1 S (107 ) = 89
5
Matemática - UniABC
Números felizes
2º caso: 1 ≤ N ≤ 99
Fazendo N = 10 X + Y , onde 0 ≤ X ≤ 9 e
0 ≤ Y ≤ 9 , temos S (10 X + Y ) = S (10Y + X )
Ainda, se S ( A ) = k e S m ( B ) = A então
n

existe h = n + m tal que S h ( B ) = k


Estas considerações simplificam a inspeção
do intervalo.
Matemática - UniABC
Números felizes
S 5 ( 3) = 37 S 6 (14 ) = 89 S 6 ( 27 ) = 89 S 4 ( 44 ) = 1
S 4 ( 5 ) = 89 S 3 (15 ) = 16 S ( 28 ) = 1
3
S 7 ( 45 ) = 89
S ( 6 ) = 89
9
S (17 ) = 89 S ( 29 ) = 89
5 2 S 4 ( 46 ) = 89
S (7) = 1
5
S (18 ) = 37 S ( 33) = 37
3 4
S ( 47 ) = 37
3

S ( 8 ) = 89
5
S (19 ) = 1
4
S ( 34 ) = 89
4
S ( 48 ) = 89
6

S 4 ( 9 ) = 37 S 6 ( 22 ) = 89 S 5 ( 35 ) = 89 S ( 49 ) = 1
4

S (11) = 4
2 S ( 23) = 1
3
S ( 36 ) = 89
8
S ( 55 ) = 89
5

S (12 ) = 89
5
S ( 25 ) = 89 S ( 38 ) = 58
3 2
S ( 56 ) = 37
2

S 2 (13) = 1 S 2 ( 26 ) = 16 S 5 ( 39 ) = 37 S 4 ( 57 ) = 37
Matemática - UniABC
Números felizes

S ( 59 ) = 37
2
S ( 77 ) = 145
2

S 7 ( 66 ) = 89 S 4 ( 78 ) = 4
S 2
( 67 ) = 89 S 3
( 79 ) = 1
S 2
( 68 ) = 1 S 7 ( 88 ) = 16
S 5 ( 69 ) = 16 S 8 ( 99 ) = 89
Matemática - UniABC
O mais conhecido teorema demonstrado por
inspeção computacional se refere ao famoso
“Problema das quatro cores”. O teorema foi
estabelecido por Appel e Haken em 1976, mas
muitos matemáticos não admitiram a inspeção
computacional como prova. Hoje, após verificações
(computacionais), poucos recusam a validade da
demonstração, mas permanecem interessantes
questões filosóficas sobre a construção do
conhecimento matemático.
Matemática - UniABC
Números felizes
Corolário: Para todo número natural N
existe um inteiro positivo n tal que S ( N ) = 1
n

ou existe um inteiro positivo m tal que


Sm (N ) = 4 .
Este corolário oferece um critério para
implementar um algoritmo para determinar
se um número é feliz ou infeliz.
Matemática - UniABC
Números felizes
“DESMONTANDO UM NÚMERO”
n ← 1372
log (n) = 3,137354
piso ( log (n) ) = 3 “tamanho do número”
10 ^ piso ( log (n) ) = 1000
n / (10 ^ piso ( log (n) ) ) = 1,372
piso ( n / (10 ^ piso ( log (n) ) ) ) = 1
a ← piso ( n / (10 ^ piso ( log (n) ) ) )
a recebeu o primeiro algarismo de n
Matemática - UniABC
Números felizes
“DESMONTANDO UM NÚMERO”
n – piso(n/(10^piso(log(n)))) · 10^piso(log(n))
1372 – 1 · 10 ^ 3 = 372
m ← n – piso(n/(10^piso(log(n)))) · 10^piso(log(n))
m = 372
log (m) = 2,570543
piso ( log (m) ) = 2
10 ^ piso ( log (m) ) = 100
m / (10 ^ piso ( log (m) ) ) = 3,72
Matemática - UniABC
Números felizes
“DESMONTANDO UM NÚMERO”
piso ( m / (10 ^ piso ( log (m) ) ) ) = 3
b ← piso ( m / (10 ^ piso ( log (m) ) ) )
b recebeu o segundo algarismo de n
m – piso(m/(10^piso(log(m)))) · 10^piso(log(m))
372 – 3 · 10 ^ 2 = 72
p ← m – piso(m/(10^piso(log(m)))) · 10^piso(log(m))
p = 72
Matemática - UniABC
Números felizes
“DESMONTANDO UM NÚMERO”
log ( p ) = 1,857332
piso ( log ( p ) ) = 1
10 ^ piso ( log ( p ) ) = 10
p / (10 ^ piso ( log ( p ) ) ) = 7,2
piso ( p / (10 ^ piso ( log ( p ) ) ) ) = 7
c ← piso ( p / (10 ^ piso ( log ( p ) ) ) )
c recebeu o terceiro algarismo de n
Matemática - UniABC
Números felizes
“DESMONTANDO UM NÚMERO”
p – piso(p/(10^piso(log(p)))) · 10^piso(log(p))
72 – 7 · 10 ^ 1 = 2
q ← p – piso(p/(10^piso(log(p)))) · 10^piso(log(p))
q=2
log ( q ) = 0,301030
piso ( log ( q ) ) = 0
10 ^ piso ( log ( q ) ) = 1
q / (10 ^ piso ( log ( q ) ) ) = 2
Matemática - UniABC
Números felizes
“DESMONTANDO UM NÚMERO”
piso ( q / (10 ^ piso ( log ( q ) ) ) ) = 2
d ← piso ( q / (10 ^ piso ( log ( q ) ) ) )
d recebeu o quarto algarismo de n
q – piso(q/(10^piso(log(q)))) · 10^piso(log(q))
2 – 2 · 10 ^ 0 = 0 FIM DO DESMONTE
Matemática - UniABC
Números felizes
“DESMONTANDO UM NÚMERO”
Com os algarismos separados podemos calcular a
soma de seus quadrados e repetir o processo
recursivamente, “desmontando” os algarismos da
soma e somando seus quadrados. O critério de
parada das iterações é dado pelo corolário já
referido. Quando obtivermos 1 diremos que se trata
de um número feliz, quando obtivermos 4 diremos
que se trata de um número infeliz.
Matemática - UniABC
Números felizes
“Implementação computacional através do MAPLE ™”

n:=1372:
m:=n:
while n<>4 and n<>1 do
soma:=0:
while n<>0 do
soma:=soma+floor(1.0*n/10^floor(log10(1.0*n)))^2;
n:=n-floor
(1.0*n/10^floor(log10(1.0*n)))*10^floor(log10(1.0*n));
end do;
n:=soma;
end do:
if n=1 then printf("%d is a happy number",m)
else printf("%d is an unhappy number",m) end if;
Matemática - UniABC
Números felizes
“Pesquisa computacional da densidade através do MAPLE ™”
k:=100000:
h:=0:
for m from 1 to k do
n:=m;
while n<>4 and n<>1 do
soma:=0:
while n<>0 do
soma:=soma+floor(1.0*n/10^floor(log10(1.0*n)))^2;
n:=n–floor
(1.0*n/10^floor(log10(1.0*n)))*10^floor(log10(1.0*n));
end do;
n:=soma;
end do:
if n=1 then h:=h+1 end if;
end do:
h;
evalf(h/k);
evalf(1/7);
Matemática - UniABC
Números felizes
“Pesquisa computacional da densidade através do MAPLE ™”
Números felizes entre 1 e 105 : 14377
Densidade no intervalo : 0.1437700000
1/7 : 0.1428571429

A densidade dos números felizes parece se aproximar


da constante 1/7, mas ainda não existe prova.
Matemática - UniABC
Números felizes
Diversas questões interessantes sobre os números
felizes permanecem sem respostas conclusivas e são
desafios para a teoria dos números. O que se sabe
sobre eles foi obtido por inspeção computacional. A
convergência de Sn( ) é muito rápida. Sabe-se que o
menor número feliz para o qual a convergência ocorre
em 7 iterações é 78999. Para convergência em 8
iterações o menor número feliz tem 977 algarismos.
Matemática - UniABC
Números felizes
A origem do emprego do adjetivo feliz para estes números
é controversa. Números felizes aparecem num livro de
curiosidades matemáticas de Henry Ernest Dudeney,
falecido em 1930. O termo foi difundido por Reg Allenby,
que alega ter tomado conhecimento através da filha que o
teria aprendido na escola elementar. Richard K. Guy
acrescenta que o problema dos números felizes teria
origem na Rússia. No extremo oriente o número 4 é
considerado aziago, e como vimos ele está vinculado aos
números infelizes...
Matemática - UniABC
Números felizes
Bibliografia
GUY, Richard K. Unsolved problems in number theory. 3. ed.
New York: Springer, 2004.
PORGES, Arthur. A set of eight numbers. The American
Mathematical Monthly. vol. 52, nº. 7, pp. 379-382, Aug.- Sep. 1945.
Dictiografia
DEVLIN, Keith. THE MATHEMATICAL ASSOCIATION OF
AMERICA. Last doubts removed about the proof of the Four
Color Theorem. Disponível em:
<http://www.maa.org/devlin/devlin_01_05.html>
WEISSTEIN, Eric W. MATHWORLD – A WOLFRAM WEB
RESOURCE. Happy number. Disponível em:
<http://mathworld.wolfram.com/HappyNumber.html>