Você está na página 1de 65
Constituintes da MOS
Constituintes
da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Ecossistema Natural Agrosistema CO 2 Restos de Resíduos org: Liteira Pluviolixiviados culturas agrícola urbano
Ecossistema Natural
Agrosistema
CO
2
Restos de
Resíduos org:
Liteira
Pluviolixiviados
culturas
agrícola
urbano
industrial
Raízes
Macro e meso fauna
e microrganismos
Raízes
Carvão
Exsudatos
Exsudatos
Metabólitos
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

ORIGEM DO MATERIAL ORGÂNICO

PLANTA

Vivo Morto • Liteira Pluvio- • lixiviados Restos culturas de • Resíduos Acima superfície do
Vivo
Morto
Liteira
Pluvio-
lixiviados
Restos culturas de
Resíduos
Acima
superfície do solo
Abaixo
Exsudatos
Raizes

MACRO/MESOFAUNA E MICRORGANISMOS

Vivo

Morto

 

Macrofauna

Restos animais e excreções

Mesofauna

Biomassa

Restos de micro- organismos e metabólitos

Microbiana

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

CONSTITUINTES

Pluviolixiviados Liteira, restos de culturas e resíduos orgânicos Raízes e exsudatos Organismos do solo Substâncias não-húmicas Substâncias húmicas

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

CONSTITUINTES

Pluviolixiviados Liteira, restos de culturas e resíduos orgânicos Raízes e exsudatos Organismos do solo Substâncias não-húmicas Substâncias húmicas

Conceitos e constituintes da MOS Pluviolixiviados (throughfall) Definição: Porção da chuva que chega ao solo
Conceitos e constituintes da MOS
Pluviolixiviados (throughfall)
Definição: Porção da chuva que chega ao solo passando pela copa da vegetação,
pelas aberturas nas copas, gotejando das folhas, galhos e troncos.
Evapotranspiração
Interceptação
Pluviolixiviados
Armazenamento
(nas palntas)
Infiltração
Absorção
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS Metodologia e exemplos Coleta Preservação Tipos de coletores Análises Coletor de

Metodologia e exemplos

Coleta
Coleta
e constituintes da MOS Metodologia e exemplos Coleta Preservação Tipos de coletores Análises Coletor de

Preservação

Tipos de coletores

e exemplos Coleta Preservação Tipos de coletores Análises Coletor de chuva/pluviolixiviados Funil (16 cm
e exemplos Coleta Preservação Tipos de coletores Análises Coletor de chuva/pluviolixiviados Funil (16 cm

Análises

Coletor de chuva/pluviolixiviados Funil (16 cm ∅) Filtro de poliester Garrafa coletora Haste de metal
Coletor de chuva/pluviolixiviados
Funil (16 cm ∅)
Filtro de poliester
Garrafa coletora
Haste de metal (1,5 m)
1 m acima do solo
Solo
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

Tipos de coletores

Tipos de coletores
Tipos de coletores
Tipos de coletores
Conceitos e constituintes da MOS Tipos de coletores
Conceitos e constituintes da MOS
Tipos de coletores
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia

Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia

Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia
Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia
Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia
Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia
Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia
Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia
Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia
Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia
Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia
Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia
Conceitos e constituintes da MOS Exemplo de coleta de pluviolixiviados na Amazônia
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
 

Entrada de carbono

 

800

Floresta
Floresta

6000

600

 

Pluviosidade (mm)

C mg m -2

4000

400

2000

 

200

0

0

 

Jan

Fev

Mar

Abr

Mai

Total

 
Chuva

Chuva

 
Pluviolixiviado

Pluviolixiviado

Conceitos e constituintes da MOS Fluxos no sistema florestal (mg C m -2 ) Chuva
Conceitos e constituintes da MOS
Fluxos no sistema florestal (mg C m -2 )
Chuva
3022
Escoamento
superficial
Pluviolixiviado
173
5277
1 m
1 m
Lixiviado
1 m
7,34
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

Pluviosidade e entrada de C

 

Floresta

Pastagem

Mês

Chuva

Entrada C

Chuva

Entrada C

 

mm

mg m

-2

mm

mg m -2

Jan

282,7

862,23

277,4

806,07

Fev

248,8

510,04

219,4

409,77

Mar

243,8

867,92

206,3

734,60

Abr

89,9

435,11

109,5

489,11

Mai

55,6

346,38

47,9

278,41

Total

920,8

3021,68

860,5

2717,96

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

CONSTITUINTES

Pluviolixiviados Liteira, restos de culturas e resíduos orgânicos Raízes e exsudatos Organismos do solo Substâncias não-húmicas Substâncias húmicas

Conceitos e constituintes da MOS Liteira, restos de culturas e resíduos orgânicos Ecossistema natural Agrossistema
Conceitos e constituintes da MOS
Liteira, restos de culturas e resíduos orgânicos
Ecossistema natural
Agrossistema
Definição: resíduos
vegetais e animais
depositados na
superfície do solo
Resíduos orgânicos
Conceitos e constituintes da MOS Composição elementar e bioquímica Matéria seca 25% Água 75% Gorduras
Conceitos e constituintes da MOS
Composição elementar e bioquímica
Matéria seca
25%
Água
75%
Gorduras e
ceras 2 %
Carbono
Celulose
44 %
Hidrogênio 8 %
45%
Açúcar e gomas
Oxigênio
5 %
Cinzas 8 %
Hemicelulose
40 %
Proteína
Lignina
20 %
8 %
20 %
Tipos de compostos
Composição elementar
A a
gu
75
%
Conceitos e constituintes da MOS Natureza bioquímica dos tecidos vegetais e animais Tecidos vegetais Carboidratos
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS Natureza bioquímica dos tecidos vegetais e animais Tecidos vegetais Carboidratos

Natureza bioquímica dos tecidos vegetais e animais

Tecidos vegetais

Carboidratos

dos tecidos vegetais e animais Tecidos vegetais Carboidratos Aminoácidos e proteínas Lipídeos Ácidos nucleicos

Aminoácidos e proteínas Lipídeos

Ácidos nucleicos Lignina

e proteínas Lipídeos Ácidos nucleicos Lignina { Monossacarídeos: glicose, frutose Oligossacarídeos:

{

Monossacarídeos: glicose, frutose Oligossacarídeos: maltose, sacarose Polissacarídeos: celulose, amilose, hemicelulose e ácidos poligalacturônicos

amilose, hemice lulose e ácidos poligalacturônicos Tecidos animais Quitina (parede celular de fungos) Ácido
amilose, hemice lulose e ácidos poligalacturônicos Tecidos animais Quitina (parede celular de fungos) Ácido

Tecidos animais Quitina (parede celular de fungos) Ácido murâmico (parede celular de bactérias

Côr verde-azulada indica presença de lignina na epiderme e córtex

Conceitos e constituintes da MOS Velocidade de decomposição dos constituintes orgânicos RRáápidapida
Conceitos e constituintes da MOS
Velocidade de decomposição dos constituintes orgânicos
RRáápidapida
Monossacarídeos
Proteínas
Hemicelulose
Celulose
Lipídeos
Compostos fenólicos
Lignina
LentaLenta
Conceitos e constituintes da MOS Produção de liteira e restos de culturas Produção anual de
Conceitos e constituintes da MOS
Produção de liteira e restos de culturas
Produção anual de liteira de florestas em relação à latitude
12
Equatorial
Temperado quente
Temperado frio
Ártico
6
4
0
20
40
60
Latitude Norte/Sul (graus)
(Adaptado de Bray and Gorham, 1964)
Produção ot t
dal
e l
et rii
a ( hat
-1
-1
ano
)
Conceitos e constituintes da MOS Dinâmica sazonal da produção de liteira Final do “verão” (período
Conceitos e constituintes da MOS
Dinâmica sazonal da produção de liteira
Final do “verão”
(período seco)
Meio do “ inverno”
(período de chuvas)
Final do “verão”
(período seco)
Acúmulo
liteira
Estações do ano
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Liteira Somente Floresta Folhas total folhas t ha -1 ano -1 % A. Primária (platô)
Liteira
Somente
Floresta
Folhas
total
folhas
t ha
-1 ano -1
%
A.
Primária (platô)
7,5
4,4
59
B.
Primária (várzea)
6,5
4,0
62
C.
Secundária jovem
6,1
5,2
85
Estação seca
Estação chuvosa
Tempo (dias)
Matéria seca remanescente durante processo de decomposição
em relação ao peso inicial
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

Quantidade de restos vegetais (matéria seca) de diferentes culturas

de restos vegetais (matéria seca) de diferentes culturas Palhada no campo Culturas Massa kg ha -
de restos vegetais (matéria seca) de diferentes culturas Palhada no campo Culturas Massa kg ha -

Palhada no campo

(matéria seca) de diferentes culturas Palhada no campo Culturas Massa kg ha - 1 Soja Nabo
(matéria seca) de diferentes culturas Palhada no campo Culturas Massa kg ha - 1 Soja Nabo

Culturas

Massa

kg ha -1

Soja Nabo forrageiro Aveia preta Cevada Centeio Trigo Milho

Soja Nabo forrageiro Aveia preta Cevada Centeio T r i g o M i l h

2.000

4.000

5.000

2.000

3.000

1.500

6.000

Clube Amigos da Terra, 1995

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

Composição dos restos de algumas culturas

 
 

Cultura

N

P

K

Ca

Mg

 

----------------%--------------------------

 
 

Trigo

2.80 0.36 2.26 0.61 2.97 0.30 2.39 0.41 4.59 0.25 2.03 1.24 5.55 0.34 2.41
2.80
0.36
2.26
0.61
2.97
0.30
2.39
0.41
4.59
0.25
2.03
1.24
5.55
0.34
2.41
0.88
3.25
0.20
7.5
0.43
3.76
0.38
4.01
0.78
3.29
0.37
2.07
2.48

0.58

Milho

0.16

Amendoim

0.37

Soja

0.37

Batata

0.20

Beterraba

0.68

Algodão

0.49

Alfafa

4.63

0.48

2.76

2.38

0.66

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

c0 m2

Metodologias de quantificação e exemplos

Ecossistema natural: liteira

80

quantificação e exemplos Ecossistema natural: liteira 80 15 cm cm 70 60 cm cm Polietileno duro
15 cm cm 70 60 cm cm Polietileno duro malha de nylon Tecido robusto (1mm)
15
cm
cm
70
60
cm
cm
Polietileno duro
malha de nylon
Tecido robusto
(1mm)
Recipiente
m1
duro malha de nylon Tecido robusto (1mm) Recipiente m1 plástico removível (material fino) Tela de arame

plástico removível (material fino)

(1mm) Recipiente m1 plástico removível (material fino) Tela de arame removível (material grosseiro) Estaca de

Tela de arame removível (material grosseiro)

Estaca de

suporte

Superfície

do solo

Coletor de liteira em queda

de suporte Superfície do solo Coletor de liteira em queda C o l e t a
de suporte Superfície do solo Coletor de liteira em queda C o l e t a

Coleta de liteira do solo

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS Agrossistema: restos culturais Exemplo: cana-de-açúcar Corte sem queima x com queima

Agrossistema: restos culturais Exemplo: cana-de-açúcar

Agrossistema: restos culturais Exemplo: cana-de-açúcar Corte sem queima x com queima Medida do volume de material

Corte sem queima x com queima

Exemplo: cana-de-açúcar Corte sem queima x com queima Medida do volume de material coletado Palhada ~

Medida do volume de material coletado

Palhada ~ 14 Mg ha -1

matéria seca

Campos 2003

Conceitos e constituintes da MOS Agrossistema: restos culturais Exemplo: plantio direto Exemplos: Região Mg ha
Conceitos e constituintes da MOS
Agrossistema: restos culturais
Exemplo: plantio direto
Exemplos:
Região
Mg ha -1
Sul (Tibagi-PR)
Centro-Oeste (Rio Verde-GO)
10,5
5,9
Siqueira-Neto, 2002
Conceitos e constituintes da MOS Preparo das amostras Separação por classes Secagem Moagem Análises
Conceitos e constituintes da MOS
Preparo das amostras
Separação por classes
Secagem
Moagem
Análises
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

Tipos de resíduos orgânicos

Vinhaça

Conceitos e constituintes da MOS Tipos de resíduos orgânicos Vinhaça Composto de lixo urbano Biossólido
Conceitos e constituintes da MOS Tipos de resíduos orgânicos Vinhaça Composto de lixo urbano Biossólido
Conceitos e constituintes da MOS Tipos de resíduos orgânicos Vinhaça Composto de lixo urbano Biossólido

Composto de lixo urbano

Biossólido

Conceitos e constituintes da MOS Tipos de resíduos orgânicos Vinhaça Composto de lixo urbano Biossólido
Conceitos e constituintes da MOS Tipos de resíduos orgânicos Vinhaça Composto de lixo urbano Biossólido
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS Tipos de resíduos orgânicos Estercos Resíduos de cortume Resíduos petroquímicos

Tipos de resíduos orgânicos

Estercos

constituintes da MOS Tipos de resíduos orgânicos Estercos Resíduos de cortume Resíduos petroquímicos Farinhas e
constituintes da MOS Tipos de resíduos orgânicos Estercos Resíduos de cortume Resíduos petroquímicos Farinhas e

Resíduos de cortume

Resíduos petroquímicos

Farinhas e resíduos frigoríficos

Torta de origem vegetal

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

Composição percentual de resíduos frescos de animais

 
 

Fonte

N

P

K

Ca

Mg

Gado leiteiro

0.53

0.35

0.41

0.28

0.11

Gado de corte

0.65

0.15

0.30

0.12

0.10

Cavalo

0.70

0.10

0.58

0.79

0.14

Galinha

1.50

0.77

0.89

0.30

0.88

Porco

0.58

0.15

0.42

0.57

0.08

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

CONSTITUINTES

Pluviolixiviados Liteira, restos de culturas e resíduos orgânicos Raízes e exsudatos Organismos do solo Substâncias não-húmicas Substâncias húmicas

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

Raízes

Conceitos e constituintes da MOS Raízes
Conceitos e constituintes da MOS Raízes
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
 

Produção de raízes pelas principais culturas tropicais

 
 

Prof.

Raízes

Restolho

Total

(cm)

 

Trigo de inverno (não fertilizado)

0-30

0,69

0,45

1,14

Trigo de inverno (com N,P,K)

0-30

0,88

0,59

1,47

Aveia

0-30

1,00

0,57

1,57

Milho (com N, P, K)

0-80

1,04

---

---

Soja

0-60

0,82

---

---

Conceitos e constituintes da MOS Produção de raízes pelas principais culturas tropicais Brachiaria decumbens
Conceitos e constituintes da MOS
Produção de raízes pelas principais culturas tropicais
Brachiaria decumbens
Profundidade (cm)
Matéria seca t.ha -1
Distribuição %
0-4
0,938
54
4-9
0,191
11
9-15
0,140
8
15-30
0,150
9
30-60
0,175
10
60-100
0,147
8
Total
1,741
100
FUNDAÇÃO MS, 2000
Avaliado após 16 anos de formação e pastejo contínuo
Conceitos e constituintes da MOS Produção anual de biomassa de raízes com a liteira da
Conceitos e constituintes da MOS
Produção anual de biomassa de raízes com a liteira da floresta Amazônica
Floresta Amazônica
Total
N
P
Mg.ha -1 .ano -1
kg.ha -1 .ano -1
Biomassa aérea
Biomassa de raízes
7,6
121
2
8,0
190
9
Biomassa de raízes
Conceitos e constituintes da MOS Comparação entre biomassa aérea, raízes e produção de grãos Cultura
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS Comparação entre biomassa aérea, raízes e produção de grãos Cultura Raízes

Comparação entre biomassa aérea, raízes e produção de grãos

Cultura

Raízes finas

Biomassa aérea

Grãos

Soja Caupi Milho Arroz sequeiro

1,39

1,03

0,97

0,62

Mg ha -1

2,76

1,70

3,03

1,60

1,80

0,86

3,00

1,41

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

Metodologias de amostragem

Placa com Pregos comprimento das raízes diâmetro das raízes

Filmagem no Perfil do Solo comprimento das raízes distribuição do sistema radicular no perfil do solo

Monolito densidade de massa (MS raízes/ Vol. terra coletada) comprimento (compr. raízes / Vol. terra coletada)

Conceitos e constituintes da MOS Método da placa com pregos no campo
Conceitos e constituintes da MOS
Método da placa com pregos no campo
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

Método da placa com pregos no campo

Conceitos e constituintes da MOS Método da placa com pregos no campo
Conceitos e constituintes da MOS Método da placa com pregos no campo
Conceitos e constituintes da MOS Prepação do perfil do solo no campo
Conceitos e constituintes da MOS
Prepação do perfil do solo no campo
Conceitos e constituintes da MOS Filmagem do perfil do solo no campo
Conceitos e constituintes da MOS
Filmagem do perfil do solo no campo
Conceitos e constituintes da MOS Fixação dos moldes para o corte dos monolito no perfil
Conceitos e constituintes da MOS
Fixação dos moldes para o corte dos monolito no perfil
Conceitos e constituintes da MOS Metodologias de quantificação e exemplos Amostragem Análise de imagens Corel
Conceitos e constituintes da MOS
Metodologias de quantificação e exemplos
Amostragem
Análise de imagens
Corel Draw
SIARCS
Quantificação
Conceitos e constituintes da MOS Análise das imagens no Corel Draw Raízes obtidas por filmagem
Conceitos e constituintes da MOS
Análise das imagens no Corel Draw
Raízes obtidas por filmagem da placa com pregos
Conceitos e constituintes da MOS Método Monolito (raízes grossas derivadas do método da extração) Imagem
Conceitos e constituintes da MOS
Método Monolito (raízes grossas derivadas do método da extração)
Imagem binarizada
Imagem binarizada
com afinamento
Conceitos e constituintes da MOS Imagens processadas no programa SIARCS Raízes finas “ scanner” Raízes
Conceitos e constituintes da MOS
Imagens processadas no programa SIARCS
Raízes finas
“ scanner”
Raízes grossas
“scanner”
2. Características dos compartimentos
2. Características dos compartimentos

Distribuição do sistema radicular obtido por filmagem do perfil

(a) Testemunha

50 cm

lar obtido por filmagem do perfil (a) Testemunha 50 cm 0 10 20 30 40 50
lar obtido por filmagem do perfil (a) Testemunha 50 cm 0 10 20 30 40 50
0 10 20 30 40 50 60 PROFUNDIDADE, cm
0
10
20
30
40
50
60
PROFUNDIDADE, cm

(d) C alcário + gradagem (C G )

0 10 20 30 40 50 60 PROFUNDIDADE, cm
0
10
20
30
40
50
60
PROFUNDIDADE, cm
(b) Gradagem
(b) Gradagem

(c) Calcário na superfície (CS)

cm (b) Gradagem (c) Calcário na superfície (CS) (e) C S + fertilizantes (f) C G
(e) C S + fertilizantes (f) C G + fertilizantes
(e) C S + fertilizantes
(f) C G + fertilizantes

L egenda: C om prim ento de raízes (cm 4,0 cm -2 solo)

0-1,5

1,5-3,0

3,0-4,5

4,5-6,0

6,0-7,5

7,5-9,0

> 9,0

L egenda: C om prim ento de raízes (cm 4,0 cm - 2 solo) 0-1,5 1,5-3,0
C om prim ento de raízes (cm 4,0 cm - 2 solo) 0-1,5 1,5-3,0 3,0-4,5 4,5-6,0
2. Características dos compartimentos
2. Características dos compartimentos

Distribuição do sistema radicular obtido no monolito

DENSIDADE DE RAÍZES, cm cm -3 solo MASSA TO TAL DE RAÍZES, mg cm -3
DENSIDADE
DE
RAÍZES, cm cm -3 solo
MASSA TO TAL DE RAÍZES, mg cm -3 solo
a
b
012345678
012345678
0-10
0-10
10-20
10-20
20-40
20-40
40-60
40-60
C.V. = 12,44 %
C.V. = 22,38 %
MASSA SECA DE RAÍZES (MSR), mg cm -3 solo
MSR EM DECO MPO SIÇÃO , mg cm -3 solo
c
d
0
0.5
1
1.5
2
2.5
3
3.5
4
4.5
0
0.5
1
1.5
2
2.5
3
3.5
4
4.5
0-10
0-10
10-20
10-20
20-40
20-40
40-60
40-60
C.V. = 26,24 %
C.V. = 24,93 %
PROFUNDIDADE, cm
PROFUNDIDADE, cm
PROFUNDIDADE, cm
PROFUNDIDADE, cm

Legenda:

Testemunha Gradagem Calcário na supefície (CS) Calcário + gradagem (CG) CS + Fertilizantes
Gradagem Testemunha Calcário na supefície (CS) Calcário + gradagem (CG) CS + Fertilizantes
Calcário na supefície (CS) Testemunha Gradagem Calcário + gradagem (CG) CS + Fertilizantes
Calcário + gradagem (CG) Testemunha Gradagem Calcário na supefície (CS) CS + Fertilizantes
CS + FertilizantesTestemunha Gradagem Calcário na supefície (CS) Calcário + gradagem (CG)

CG + FertilizantesGradagem Calcário na supefície (CS) Calcário + gradagem (CG) CS + Fertilizantes D.M.S. Tukey a 5

D.M.S. Tukey a 5 %Gradagem Calcário na supefície (CS) Calcário + gradagem (CG) CS + Fertilizantes CG + Fertilizantes Erro

Erro padrãoCalcário na supefície (CS) Calcário + gradagem (CG) CS + Fertilizantes CG + Fertilizantes D.M.S. Tukey

(CS) Calcário + gradagem (CG) CS + Fertilizantes CG + Fertilizantes D.M.S. Tukey a 5 %
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS Exsudatos Definição : Compostos orgânicos secretados superfície de raízes jovens. ou

Exsudatos

Definição:

Compostos

orgânicos

secretados

superfície de raízes jovens.

ou

liberados

pela

secretados superfície de raízes jovens. ou liberados pela Ponta de uma raiz penetrando no solo. Rizosfera:

Ponta de uma raiz penetrando no solo.

Rizosfera: porção do solo na vizinhança imediata das raízes que influencia a abundância e a composição da população microbiana.

do solo na vizinhança imediata das raízes que influencia a abundância e a composição da população
Conceitos e constituintes da MOS Tipos de rizodepósitos Raiz Solo Classes de material Células da
Conceitos e constituintes da MOS
Tipos de rizodepósitos
Raiz
Solo
Classes de
material
Células da epiderme
e do córtex alteradas
e invadidas por
bactérias
1. Exsudatos simples vazam
das células das plantas para
o solo
5
3
2. Secreções, lançadas por
processos metabólicos
Pêlo da raiz
1
3
Micoorganismos
10 mm
3. Mucilagens, compostos
orgânicos mais complexos
com
mucilages
4
microbiana
e
de
plantas
1 e 2
originados das células da
raíz e da degradação
bacteriana
3
Células de coifa da raíz
4. Mucigel, capa gelatinosa
composta de mistura de
Coifa da raíz
3
mucilagens e argilas
5. Lisados, compostos
liberadas durante a digestão
de células por bactérias.
Conceitos e constituintes da MOS Composição bioquímica da mucilagem (Exemplo para raiz de milho) Composto
Conceitos e constituintes da MOS
Composição bioquímica da mucilagem (Exemplo para raiz de milho)
Composto
%
Ribose
Arabinose
Fucose
Galactose
Acidos urônicos
Glicose
Monose
Xilose
5,3
3,6
23,3
26,2
23,1
8,4
5,9
4,2
Conceitos e constituintes da MOS Método de estudo qualitativo
Conceitos e constituintes da MOS
Método de estudo qualitativo
Conceitos e constituintes da MOS Destino no solo CO 2 Mineralização (NH4+, NO3-, assimilação pelas
Conceitos e constituintes da MOS
Destino no solo
CO 2
Mineralização (NH4+, NO3-,
assimilação pelas plantas
)
Plantas
Mucilagem
M
Secreções
u
c
• Lubrificante para movimento da raiz no solo
i
• Melhora contacto raiz-solo
Biomassa
g
e
microbiana
l
Coloides
minerais
orgânicos
humina
Humificação (humina microbiana)
Conceitos e constituintes da MOS Interações raíz/solo Raíz Solo
Conceitos e constituintes da MOS
Interações raíz/solo
Raíz
Solo
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

CONSTITUINTES

Pluviolixiviados Liteira, restos de culturas e resíduos orgânicos Raízes e exsudatos Organismos do solo Substâncias não-húmicas Substâncias húmicas

Conceitos e constituintes da MOS Tamanho relativo Ameba Protozoa cilicata Bactérias Macrofauna: 2-20 mm Mesofauna:
Conceitos e constituintes da MOS
Tamanho relativo
Ameba
Protozoa
cilicata
Bactérias
Macrofauna: 2-20 mm
Mesofauna: 100 μm-2 mm
Microfauna: < 100 μm
Parede
celular
Pelo da
da raiz
raíz
Fungos
Núcleo
Cabeça de
nematóide
bacteriófago
Actinomicetos
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Tesourinha Larvas de borboleta Larva bezouro Ordem Dermaptera Ordem Lepidoptera Ordem Coleoptera Larva de môsca
Tesourinha Larvas de borboleta Larva bezouro Ordem Dermaptera Ordem Lepidoptera Ordem Coleoptera
Tesourinha
Larvas de borboleta
Larva bezouro
Ordem Dermaptera
Ordem Lepidoptera
Ordem Coleoptera
Larva de môsca Excrementos
Larva de môsca
Excrementos

Ordem Diptera

Excrementos
Excrementos
Conceitos e constituintes da MOS Classe Oligochaeta Ordem Megascolecidae Minhoca Trato digestivo Minhoca Excrementos
Conceitos e constituintes da MOS
Classe Oligochaeta
Ordem Megascolecidae
Minhoca
Trato digestivo
Minhoca
Excrementos
Trato digestivo
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

Biomassa microbiana do solo

Definição: Organismos menores do que 0,1 mm, predominando fungos, bactérias e actinomicetos em número, massa e capacidade metabólica.

Actinomicetos
Actinomicetos
Actinomicetos
Actinomicetos

Actinomicetos

B a c t é r i a s P r o t o z
B a c t é r i a s P r o t o z
B a c t é r i a s P r o t o z
B a c t é r i a s P r o t o z

Bactérias

Protozoários

Fungos

Jenkinson et al., 1986

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

CONSTITUINTES

Pluviolixiviados Liteira, restos de culturas e resíduos orgânicos Raízes e exsudatos Organismos do solo Substâncias não-húmicas Substâncias húmicas

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS Substâncias não-húmicas Definição: Compostos derivados de carboidratos,

Substâncias não-húmicas

Definição: Compostos derivados de carboidratos, aminoácidos e proteínas, lipídeos, compostos fenólicos e lignina provenientes da decomposição de restos vegetais e animais no solo

Carboidratos

Glucose(aldose)
Glucose(aldose)

Celulose

e animais no solo Carboidratos Glucose(aldose) Celulose Lipídeos Ácidos nucleicos Aminoácidos Glicina

Lipídeos

no solo Carboidratos Glucose(aldose) Celulose Lipídeos Ácidos nucleicos Aminoácidos Glicina (aminoácido) Quitina

Ácidos nucleicos

no solo Carboidratos Glucose(aldose) Celulose Lipídeos Ácidos nucleicos Aminoácidos Glicina (aminoácido) Quitina

Aminoácidos

Glicina (aminoácido)
Glicina (aminoácido)
Glicina
(aminoácido)

Quitina

no solo Carboidratos Glucose(aldose) Celulose Lipídeos Ácidos nucleicos Aminoácidos Glicina (aminoácido) Quitina
Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

Carboidratos

Carboidratos Degradação Microbiológica Bioquímica Produtos da degradação Substâncias não-húmicas Carboidratos
Carboidratos Degradação Microbiológica Bioquímica Produtos da degradação Substâncias não-húmicas Carboidratos

Degradação

Microbiológica

Bioquímica

Carboidratos Degradação Microbiológica Bioquímica Produtos da degradação Substâncias não-húmicas Carboidratos
Produtos da degradação Substâncias não-húmicas Carboidratos Síntese Ceras Resinas
Produtos da degradação
Substâncias não-húmicas
Carboidratos
Síntese
Ceras
Resinas

Degradação

Produtos da degradação Substâncias não-húmicas Carboidratos Síntese Ceras Resinas Degradação Húmus

Húmus

Proteínas

Lignina

Ácidos graxos

Ceras

Resinas

Pigmentos

Outros

Conceitos e constituintes da MOS
Conceitos e constituintes da MOS

CONSTITUINTES

Pluviolixiviados Liteira, restos de culturas e resíduos orgânicos Raízes e exsudatos Organismos do solo Substâncias não-húmicas Substâncias húmicas

Conceitos e constituintes da MOS Definição (antiga) de substâncias húmicas Mistura complexa e recalcitrante de
Conceitos e constituintes da MOS
Definição (antiga) de substâncias húmicas
Mistura complexa e recalcitrante de substâncias orgânicas amorfas e coloidais de
cor marrom ou marrom escuro, modificadas a partir de tecidos orgânicos ou de
materiais orgânicos pelos organismos do solo (Stevenson, 1994)
Conceitos e constituintes da MOS Modelo Supramolecular Associação de moléculas de pequeno tamanho estabilizadas por
Conceitos e constituintes da MOS
Modelo Supramolecular
Associação de moléculas de
pequeno tamanho estabilizadas
por forças fracas: interações
hidrofóbicas, pontes de H e
forças de van der Waals
(Piccolo, 1996)
Cátions metálicos
polissacarídeos
polipeptídios
cadeias alifáticas
fragmentos aromáticos
Simpson et al., 2002