Você está na página 1de 16

“O futuro das Nações será condicionado pela forma como as novas tecnologias

de informação e de comunicação forem assimiladas e do êxito e da rapides dessa absorção.”

In Sociedade da Informação, 1997:7

Maria de Balsamão Mendes 2


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
O Microsoft Power Point é um aplicativo que permite criar e visualizar de forma
muito simples e rápida apresentações multimédia.
As apresentações podem ser construídas, através de uma sequência de
diapositivos com transições variadas, recorrendo a imagens, som, movimento,
imagens estáticas ou com movimento, vídeo e áudio.

Iniciar o Power Point:

Para dar inicio ao Power Point, pressiona-se o botão & &


.

Figura 1
Abre a janela do Programa (fig.1), onde
podemos observar:

• A Barra de Título do Programa


(fig.2), com os

botões minimizar ( ), diminuir

( ), maximizar ( ) e fechar ( )restaurar,


Figura 2

• A Barra de Menus (fig. 3), constituída por vários botões, que quando
pressionados abrem um menu com várias opções;

Figura 3

Maria de Balsamão Mendes 3


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
• A Barra de Ferramentas de Formatação, formada por botões de acesso
rápido a várias funções de formatação. 1

Figura 4

• A Barra de Ferramentas Padrão possui ícones de acesso rápido a várias


ferramentas de trabalho.

Figura 5

Dependendo da necessidade e/ ou do tamanho do monitor podemos ter visíveis


outras barras de ferramentas a que podemos aceder através do botão, &
& pressionar a barra pretendida.

Uma barra importante para o arranjo gráfico e de fácil manuseio no PowerPoint, é


a Barra de Ferramentas de Desenho (fig.6).

Figura 6

Na parte inferior da janela do programa vemos:


• A Barra de Estado (fig.7), onde surgem mensagens descritivas do que
estamos a efectuar ou a visualizar na janela do Power Point.
Figura 7

o A Barra de Modos de Visualização (fig.8),


permite-nos alternar entre cada um dos trem
módulos em que podemos visualizar a
apresentação, enquanto estamos a trabalhar. O
PowerPoint permite três modos de visualização,
cada um deles com recursos diferentes.

Figura 8

Na janela do lado direito observamos:


• O Esquema do Diapositivo (fig.9); Figura 9

1
Ao aproximar o apontador do rato de cada um dos botões, abre uma caixa de diálogo amarela, que nos indica a sua
função.

Maria de Balsamão Mendes 4


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
• A Estrutura de Diapositivo:
o Modelos de Apresentação;
o Esquema de cores;
o Esquemas de Animação;
• Animação Personalizada;
• Transição entre Diapositivos.

Para circular entre cada uma destas opções, usamos os botões , ou .

Na janela do lado esquerdo visualizamos:


• Os diapositivos criados, em modo de:
o Diapositivos
2
o Destaques

Criar uma Apresentação:

No menu , seleccionar a opção .

Inserir Diapositivos:

• Para inserir novos diapositivos pressiona-se o botão &


ou então o botão , na barra de Ferramentas Formatação.

• A escolher do esquema do diapositivo concretiza-se com a selecção do


esquema pretendido na janela da direita, integrada na Janela do PowerPoint.
Para alterar o esquema do diapositivo, basta seleccionar outro.

2
O modo destaques, permite a criação e escrita de diapositivos, sem qualquer formatação, dentro da própria janela.

Maria de Balsamão Mendes 5


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
Esquema
seleccionado

Figura 10
Para escrever, coloque o apontador do rato, na zona onde diz .

Formatar:

Para formatar:
• O texto usamos a barra de ferramentas de formatação, ou então o botão
& .

• Marcas e numeração: & . Se pretendermos usar

imagens, no separador , pressionamos o botão .


Poderemos optar por marcas:
o Do ClipArt & seleccionar a marca pretendida e

pressionar de seguida o botão (fig.11).

o Temáticas & Escrever o tema escolhido no rectângulo

posterior à expressão . Pressionar, de


seguida, o botão (fig.12).

Figura 11
Figura 12

o Importar & Pressionar o botão . Procurar no disco a


imagem que queremos importar, à semelhança do que fazemos com
outros aplicativos.

Maria de Balsamão Mendes 6


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
• & Abre na janela do
lado esquerdo os modelos de apresentação existentes no
PowerPoint.

• Formata o fundo do(s) diapositivo(s), com uma cor


( ) ou com .
Figura 13

o Os , podem ser feitos com , ,

ou .

Em relação à , para a inserir, após termos seleccionado o separador

, pressionamos o botão , procuramos a imagem no


disco do computador, pressionando por fim o botão .
Falta ainda um ultimo passo, que é aplicar aquele fundo apenas ao

diapositivo em que estamos a trabalhar ( ) ou aplicá-lo em todos

os diapositivos da apresentação ( ).

Inserir:

• Novo diapositivo: botão & ;


• Duplicado do diapositivo: botão & ;
• N.º no diapositivo: : botão & & insere o n.º no

diapositivo em que se está a trabalhar ( ) ou numera todos os

diapositivos da apresentação ( ) (fig.14) ;


• Data e Hora: & botão & insere a data e a hora no

diapositivo em que se está a trabalhar ( ) ou em todos os diapositivos

que constituem a apresentação ( ). (fig.14)

Maria de Balsamão Mendes 7


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
Figura 14

• Diapositivos a partir de ficheiros: & Permite


integrar numa apresentação diapositivos de outra;

• Imagem: & (fig. 15) &:

o & insere uma imagem do ClipArt.


o & Insere uma imagem de um ficheiro localizado no nosso
computador.

o & Permite a digitalização e/ou


captura de imagens, seguida de inserção das mesmas
no PowerPoint.
o & Permite a criação automática de
álbuns de fotografias, após selecção ou captura das
mesmas (fig. 16).

Figura 15
Figura 16

o & Permite a inserção de formas


automáticas da Barra de Ferramentas de desenho
(fig.17);

Maria de Balsamão Mendes 8


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
Figura 17

o & Permite a criação de títulos utilizando o WordArt;


o & Permite a criação e formatação de organigramas;

• Diagramas : & Permite a criação e formatação de


diagramas;
• Filmes e sons : & & Permite a inserção de filmes e
sons. Apresenta diversas opções de acordo com a origem do elemento
multimédia que se pretende inserir:
o Neste caso deve-se indicar o caminho para o ficheiro que
se pretende inserir, utilizando a função (fig.18).

Figura 18

Após ter encontrado e seleccionado o


ficheiro, clique em .

Surge a seguinte janela (fig.19), em que o utilizador deve optar de acordo com o
comportamento que
espera do elemento
multimédia:

Maria de Balsamão Mendes 9


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
Figura 19

É aconselhável ver a apresentação no sentido de


verificar se o elemento multimédia ficou inserido
de forma correcta, ou clicar sobre o mesmo na
“vista normal”.

Figura 20

No caso de filmes com resoluções elevadas, ou determinados formatos, a


aplicação poderá reproduzir estes elementos de forma incorrecta. Como
alternativa o utilizador poderá criar hiperligações para estes ficheros (menu

& ). Nestas situações a reprodução não é automática, devendo o


utilizador “clicar” sobre o elemento, no decorrer da apresentação, para
desencadear a sua reprodução.

A área de visualização dos vídeos pode ser dimensionada e colocada na posição


mais adequada. Estes procedimentos são realizados tal como se tratassem de
elementos de desenho ou imagem.

Figura 21
As configurações de entrada, reprodução e
saída do elemento multimédia, podem ser
configuradas no menu de “animação
personalizada”, pela introdução de efeitos e
selecção das diversas opções disponíveis. 3

o e
o

3
Os ficheiros multimédia não são incorporados na apresentação, devendo acompanhar o ficheiro
da apresentação numa pasta criada para o efeito.

Maria de Balsamão Mendes 10


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
A aplicação abre o ClipArt onde podem ser encontrados e
inseridos diversos elementos.

Figura 22

Figura 23

o (fig.23)
Permite associar à apresentação, a reprodução
automática de uma faixa de música de um CD de áudio
que tem de estar introduzido no CD-Rom

o & Permite gravar


uma narração que é incorporada
na apresentação. Implica a
ligação de

Figura 24

• Hiperligação: & Possibilita concretizar hiperligações a outros ficheiros, a


páginas web e a endereços de correio electrónico.

Para fazer uma hiperligação4, acedemos ao menu & .


Abre a janela representada na figura 25, que nos permite efectuar várias acções:

Figura 25

4
Para fazer uma hiperligação a palavra ou imagem em que queremos a hiperligação, tem que
estar seleccionada.
Maria de Balsamão Mendes 11
Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
o Hiperligação a um ficheiro & Pressionar os botões:

seleccionar o ficheiro ( ),

cujo nome surge no rectângulo à frente de

. . Pressionar

de seguida o botão .

5
o Hiperligação a uma página web:
o A um dos diapositivos:

Seleccionar o diapositivo ( )

o A um endereço de correio electrónico:

Escrever o endereço de correio

O é assumido por defeito.

Apresentações:

Figura 26

No menu , (fig.26) são-nos


disponibilizadas várias ferramentas. As mais
importantes são:

5
O URL deve ser preferencialmente colado
Maria de Balsamão Mendes 12
Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
• , a que também podemos aceder através da
tecla F5 ou do ícone da barra de modos de visualização. Permite visualizar a
apresentação construída, no modo de “Apresentação do Power Point ( .pps).

Figura 27

• Permite fazer uma animação


personalizada dos objectos.

o Para aceder a esta ferramenta pressionamos o botão

&
o Abre, à direita da janela do PowerPoint uma janela
semelhante à representada na figura 27.
o Com o objecto que pretendemos animar seleccionado, pressionamos o botão

.
o
o Abre um menu, (fig. 28), onde podemos optar por

adicionar efeitos de , ,

ou ,
seleccionando a opção pretendida.

Figura 28

Figura 29

Maria de Balsamão Mendes 13


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
Cada uma dessas opções ainda abre para um
submenu, onde podemos optar pelos últimos
efeitos utilizados, ou ir buscar mais efeitos,

seleccionado a opção .

o Se quisermos dar outra ordem aos efeitos,


seleccionamos o que pretendemos e
pressionamos o botão .

Figura 30

• & Introduz o movimento de entrada ao de


saída aos diapositivos. Acedemos-lhe também através do menu ,

seguido de .

Figura 31
o Na janela da esquerda do PowerPoint,
semelhante à representada na figura 31
seleccionamos o movimento que desejamos,

para ou

, com , ou marcando o tempo

( ).

& Os botões de acção (fig.32) são elementos do ecran


que avançam os diapositivos na apresentação, criando um efeito de beleza e de
sincronização entre um diapositivo e o outro.

Maria de Balsamão Mendes 14


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
Figura 32

& Permite o ensaio dos tempos


que os efeitos e o movimento necessitam para a
visualização automática da apresentação. Figura 33

Ao pressionar o menu & , surge a caixa


representada na figura 33, que vai contando o tempo de que cada animação ou

cada diapositivo necessita para correr. O botão , permite-nos avançar para o

diapositivo seguinte. O botão , permite-nos fazer uma pausa. Para sair,


pressiona-se o botão .
Surge uma caixa semelhante à representada na figura 34. Se considerarmos que
os tempos ensaiados estão adequados à apresentação criada, pressionamos o

botão .

Figura 34

Guardar a Apresentação

Para guardar a nossa apresentação como:

Maria de Balsamão Mendes 15


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt
• Uma apresentação multimédia, acedemos ao menu & &
, obviamente, após
termos localizado a pasta onde o queremos guardar e dado nome ao ficheiro.

Ele fica com a configuração .

• Uma apresentação para abrir posteriormente dentro do PowerPoint, acedemos

ao menu & &


.

Ele fica com a configuração .

Bom Trabalho!!! :)

Maria de Balsamão Mendes 16


Centro de Competência CRIE - CAPAG
mbmendes@cap-alda-guerreiro.rcts.pt