Você está na página 1de 5

29/09/2015

Tipoetipicidade,tipoobjetivoetiposubjetivo.Doloeculpa|ArtigosJusBrasil

JusBrasil­Artigos

29desetembrode2015

Tipoetipicidade,tipoobjetivoetiposubjetivo.

Doloeculpa

PublicadoporBrunoFlorentino­5mesesatrás

Tipoetipicidade

AfunçãoprecípuadotipoédescreverobjetivamenteumcomportamentoproibidopeloDireitoPenal, limitandoeindividualizandoas condutas relevantes paraoDireitoPenal.Todos os elementos que compõemadescriçãodeumcomportamentoabstratoproibidopeloDireitoPenalformamotipo.

Jáatipicidaderesultadaanálisedeumacondutarealizadanoplanoconcretoedeseuposterior enquadramentonaprevisãoabstratadeumcomportamentodescritonotipo.Atipicidadenadamais édo queasubsunçãodacondutaconcretanacondutaabstratamenteprevistanotipo.

Todacondutarealizadanoplanoconcretoquesejaconsideradatípicapelofatodeestarprevistanotipo penal,sofreráaincidênciadeumapresunçãorelativadeantijuridicidade.Assim,umadas funções exercidas pelotipopenaldenomina­sefunçãoindiciáriapois,umacondutatípicafaz surgirindícios de antijuridicidade.

Os elementos quecompõemotipopenalpodemserobjetivos,normativos esubjetivos.Os elementos objetivos sãofacilmenteconstatados pelosistemasensorialdecadaindivíduo.Jáos elementos normativos,paraseremconstatados,exigemaaplicaçãodeumaatividadevalorativa,ouseja,umjuízo devalor.Porfim,os elementos subjetivos têmorigemnapsiqueenoespíritodoautoremanifestam­se comoavontadequeregeaaçãodoautor.

Tipoobjetivoetiposubjetivo

Tipoobjetivo

Otipoobjetivoabstratotemcomoúnicafunçãodescreveros elementos quedevemserconstatados no planodos fatos capazes deidentificaredelimitaroconteúdodaproibiçãopenal.Tudoaquiloqueestiver previstonotipoobjetivodeveráestarobjetivadonomundoexterior.Os elementos quecompõemotipo objetivosão:autordaação,umaaçãoouumaomissão,umresultado,nexocausaleimputaçãoobjetiva.

29/09/2015

Tiposubjetivo

Tipoetipicidade,tipoobjetivoetiposubjetivo.Doloeculpa|ArtigosJusBrasil

Otiposubjetivoreúnetodas as características subjetivas direcionadas àproduçãodeumtipopenal objetivo.Os elementos queformamotiposubjetivosão:odolonacondiçãodeelementogeraleos elementos acidentais tambémdenominados elementos subjetivos especiais dotipocomincidência esporádica.

subjetivos especiais dotipocomincidência esporádica.

Otiposubjetivotemcomofinalidadeinvestigaroânimodosujeitoquepraticarumtipopenalobjetivo,ou seja,suafunçãoéaveriguaroânimoeavontadedoagente.Odolo,comoelementosubjetivogeral, resume­seàconsciênciaevontadedoagentedirecionadas àrealizaçãodacondutadescritaemumtipo penalobjetivo.Odolo,emsuma,éavontadederealizarumtipoobjetivoorientadapeloconhecimentode todos os elementos componentes dotipoobjetivoconstatadas nocasoconcreto.

Oelementocognitivoouintelectualquecompõeodoloérepresentadopelaconsciênciaouprevisãodo agenteemrelaçãoàquiloquepretenderealizar(crime).Oelementocognitivodeveabrangertodos os elementos queformamotipopenalobjetivo,porém,nãoseexigequeaconsciênciadailicitudeesteja presentenaprevisãodoagente.

Jáoelementovolitivorepresentadopelavontadedoagenteemrealizaracondutatípica,deveabrangera

açãoouomissão,oresultadoeonexocausal.

Nesses termos,oincisoI,doartigo18doCódigoPenaldeterminaqueocrimeserádolosoquandoo agentequeroresultadoouentãoassumiroriscodeproduzi­lo.

Odoloapresentaduas espécies,odolodiretoouimediatoeodoloindiretooueventual.

Nodolodiretoafinalidadedoagenteéaproduçãodoresultadoproibidopelotipoobjetivo,ouseja,a vontadeeaconsciênciadoagentesãovoltadas àrealizaçãodofatotípico.Nessaespéciededoloo agentequeroresultado,queros meios necessários paraproduziroresultadoequeros efeitos gerados noplanoconcreto(realidade)comapráticadaconduta.

Nodoloeventualoagentenãopretenderealizardiretamenteotipopenalobjetivo,porém,aceitaasua

realizaçãocomopossíveleprovável,assumindooriscodeproduziroresultado.Oagenterealizaa

condutaapesardaprevisãodoresultando,assumindooriscodesuarealização.

Elementosubjetivoespecialdotipo

Oelementosubjetivoespecialdotipopodeserconsideradocomoumacaracterísticasubjetivaqueintegra ouentãofundamentaodolo,contudo,oelementosubjetivoespecialdotiponãointegraodolo.O elementosubjetivoespecialdotipointegradeterminados tipos objetivos,condicionandooufundamentando

29/09/2015

Tipoetipicidade,tipoobjetivoetiposubjetivo.Doloeculpa|ArtigosJusBrasil

ailicitudedofato,eéconsideradoumelementosubjetivodotipoobjetivo,deformaautônomae

independentedodolo.ArealizaçãodoelementosubjetivoespecialdotiponãoéexigidapeloDireito

Penal,sendosuficientequeexistanopsiquismodoautor.

Tipodeinjustoculposo

Antes deadentrar­senareflexãosobreotipodeinjustoculposo,sefaz misteradefiniçãodoconceitode culpa.Assim,culpaéainobservânciadeumdeverdecuidado,manifestadanumacondutaqueproduz umresultadoqueoagentenãoqueria,porém,esseresultadoforaotempotodoprevisível.Noinjusto culposoapuniçãodireciona­secontraacondutamaldirigida.

NotipodeinjustoculposooagentegeralmentequerrealizaralgoirrelevanteparaoDireitoPenal,porém os meios escolhidos eempregados peloagentesãorelevantes paraoDireitoPenal.Dessaforma“a tipicidadedocrimeculposodecorredarealizaçãodeumacondutanãodiligentecausadoradeumalesão

oudeumperigoconcretoaumbem­jurídicopenalmenteprotegido”(BITERNCOURT,2015).

Os elementos componentes dotipodeinjustoculpososão:inobservânciadodeverdecuidadoobjetivo, produçãodeumresultadoenexodecausalidadeeaprevisibilidadeobjetivadoresultado.

Odeverdecuidadoobjetivoresume­seaoreconhecimentodoperigogeradoparaobemjurídicotutelado peloDireitoPenalenapreocupaçãocomas consequências oriundas deumacondutadescuidadaque podemafetarobemjurídicotutelado.Odeverdecuidadoédirigidoàtodas as pessoas ecadauma delas devecomportar­sediligentemente,comaprudênciaeainteligêncianecessárias paraaconservação doequilíbriosocial.

Emrelaçãoàconstataçãodonexocausaledoresultadoconclui­sequeainobservânciadodevidodever

decuidadosejaacausadarealizaçãodoresultadotipificado,realizando­se,dessaforma,oinjusto

culposo.

Aprevisibilidadeobjetivadoresultadoconsistenaprevisão,peloagente,doresultadoquepodevira

ocorrerquandopraticadaacondutadescuidada.

Aculpapodeapresentar­sesobaformadetrês modalidades:imprudência,negligênciaeimperícia.

Aprimeiraocorremedianteapráticadeumacondutaperigosaearriscadadeformacomissiva.Aconduta

érealizadadeformaintempestiva,comprecipitaçãoeinsensatez.

Asegundaocorreantes darealizaçãodaação.Nessaespécieoagenteagecomdesleixoesem precaução,mesmopodendoadotartodas as cautelas necessárias.

29/09/2015

Tipoetipicidade,tipoobjetivoetiposubjetivo.Doloeculpa|ArtigosJusBrasil

Aterceiraéconstatadapelafaltadecapacidadedoagente,pelasuafaltadeaptidão,peloseu despreparoepelainexistêncianoagentedeconhecimentos técnicos paraoexercíciodearte,profissão ouofício.

Jáas espécies deculpaqueserãotratadas nos parágrafos seguintes são:culpaconsciente,culpa inconscienteeculpamistaouporassimilação.

Aculpaconscientesurgequandooagenteconheceoriscoquesuacondutadescuidadageraaobem

jurídicotuteladopelanormapenal,conseguepreverapossibilidadedeocorrênciadoresultadotípico,

porém,atuadeformanãodiligenteporacreditarconvictamentequeoresultadotípiconãoserealizará.

Aculpainconscientesurgequandooagenteagesempreveroresultadoquedeveriaserprevisto,apesar

deexistirapossibilidadedeprevisãodoresultadotípico.Oagenteagecomdescuido,desleixoe

insensatez,deixandodepreverumresultadotípicopossíveldeserprevisto.Nessaespécieapunição

incidejustamentenainobservânciapeloagenteinsensato,doresultadoprevisível.

Jáaculpaimprópriaouporassimilaçãoocorrequandooagentepraticaumacondutadolosacomobjetivo

deproduzirdeterminadoresultadotípico,porémagecomerro.Esseerrosobreoqualincideoagenteé

umerroevitávelrelacionadoaalgumacausadejustificação.

Dessaforma,antes depraticaraaçãooagentevaloramuitomalumasituaçãoouos meios autilizar, incorrendoemerropelafaltadecautelanaavaliação.Nomomentoseguinte,enquantopraticaaação,o agenteagedolosamenteobjetivandooresultadoproduzido,emboraestejaemsituaçãodeerro(Exemplo:

Oagenteimaginaestaratuandoemlegítimadefesa,quandonaverdadenemchegouaseragredidopelo

terceirocontraquematua).

Podeocorreraindaadenominadaconcorrênciadeculpas quandodois agentes,umignorandoa participaçãodooutro,praticamdeformaculposaeconcomitantemente,aproduçãodeumcrime.Nesse caso,cadaumdos agentes respondeisoladamentepeloresultadoproduzido.Emrelaçãoàcompensação deculpas,essefatonãoéadmitidonoDireitoPenal.Muitoemboraaculpaexclusivadavítimaexcluia culpadoagente.

Os crimes culposos sãotodos previstos notipopenalculposo,nos termos doparágrafoúnico,doartigo

Porderradeiro,cumpremencionaroconceitodecrimepreterdoloso.Segundoadefiniçãoconceitual,o crimepreterdolosoocorrequandooresultadoproduzidovaialémdoprevistopeloagente.Dessaforma,a condutainicia­sedeformadolosaeterminadeformaculposapois oresultadoproduzidoestavaforado âmbitodeprevisãodoagente.

Bibliografia

29/09/2015

Tipoetipicidade,tipoobjetivoetiposubjetivo.Doloeculpa|ArtigosJusBrasil

BITENCOURT,CezarRoberto.TratadodeDireitoPenal.EditoraSaraiva,2015.

JESUS,DamásioEvangelistade.DireitoPenal.EditoraSaraiva,2013.

BrunoFlorentino bacharelemDireito. FormadoemDireitopelaUniversidadePresbiterianaMackenzie. 12 14 Seguir
BrunoFlorentino
bacharelemDireito.
FormadoemDireitopelaUniversidadePresbiterianaMackenzie.
12
14
Seguir
publicações
seguidores

Disponívelem:http://brunoflorentinosilva.jusbrasil.com.br/artigos/183249818/tipo­e­tipicidade­tipo­objetivo­

e­tipo­subjetivo­dolo­e­culpa