Você está na página 1de 4

UNIP – ICET – CAMPUS SWIFT – CAMPINAS – SP

HIDRÁULICA E HIDROLOGIA - ENGENHARIA CIVIL – 4º/5º SEMESTRE

VASOS COMUNICANTES E MANÔMETROS

Considerando um fluido incompressível num tubo em U cujas extremidades


estão submetidas a pressão p1 e p2 respectivamente.

Também neste caso as linhas horizontais são isobáricas e equipotenciais.


A pressão em um nível arbitrário a-a é dada por:

pa = p1 + γ h1 (através do ramo 1)

pa = p2 + γ h2 (através do ramo 2)
Igualando estas duas equações:

p1 + γ h 1 = p2 + γ h 2

p1 − p 2 = γ ( h2 − h1 ) = γ h

Se p2 = p1 ⇒ h = 0, ou seja, ambos os ramos devem se encontrar no mesmo


nível.
Baseados neste princípio funcionam alguns tipos de manômetros.

MANÔMETROS
Manômetros são dispositivos que utilizam colunas de líquidos para determinar
diferenças de pressões.

Prof. Me. Eng. Civil Pedro Augusto Pinheiro Fantinatti 1


UNIP – ICET – CAMPUS SWIFT – CAMPINAS – SP
HIDRÁULICA E HIDROLOGIA - ENGENHARIA CIVIL – 4º/5º SEMESTRE

PIEZÔMETRO
O mais simples dos manômetros, usualmente chamado de piezômetro, pode
medir a pressão sempre que ela for maior que o zero efetivo.
Um tubo de vidro é ligado verticalmente ao recipiente. O líquido subirá no tubo
até alcançar o equilíbrio.

A pressão é expressa em ft, in, cm ou m de líquido do recipiente e será dada


pela distância vertical h entre o menisco (superfície livre do líquido) e o ponto
onde a pressão está sendo medida.
É obvio que o piezômetro não servirá para pressões efetivas negativas, pois
haverá através do tubo um fluxo de ar para o recipiente.

sendo hA a pressão de A expressa em termos de altura de coluna de H2O.


Para medidas de pressões efetivas pequenas em um líquido, sejam positivas
ou negativas, o tubo deverá ter a forma indicada na figura a seguir.

Prof. Me. Eng. Civil Pedro Augusto Pinheiro Fantinatti 2


UNIP – ICET – CAMPUS SWIFT – CAMPINAS – SP
HIDRÁULICA E HIDROLOGIA - ENGENHARIA CIVIL – 4º/5º SEMESTRE

Na escala efetiva a pressão no menisco é nula, então:

pA = p B − γ h
Como

pB = pC = 0
pA = − γ h
pA = − dL γ H 2 O h
Dividindo por γH2O:

hA = − dL h (em coluna de H2O)


Para maiores pressões efetivas negativas ou positivas é utilizado um segundo
líquido de maior peso específico, que deve ser imiscível com o primeiro.

PRINCÍPIO DO MANÔMETRO EM “U”

pB = pC
pB = pA + γ 1 h2
pC = pD + γ 2 h1

pD = 0 (escala efetiva)
De onde:

Prof. Me. Eng. Civil Pedro Augusto Pinheiro Fantinatti 3


UNIP – ICET – CAMPUS SWIFT – CAMPINAS – SP
HIDRÁULICA E HIDROLOGIA - ENGENHARIA CIVIL – 4º/5º SEMESTRE

pA + γ1 h2 = γ2 h1 ∴ pA + γ1 h2 − γ2 h1 = 0 ou
pA = γ 2 h1 − γ 1 h2
pA = d2 γH2O h1− d1 γH2O h2
Dividindo por γH2O:

hA = d2 h1 − d1 h2 (em coluna de água)


Se A contiver um gás, d1 é em geral suficientemente pequeno para que se
possa desprezar h2d1, então:

hA = d 2 h1

REFERÊNCIAS
LOPES, F. Fenômenos de transporte I. Apostila. Departamento de
Engenharia Química, Escola Politécnica, Universidade Federal da Bahia,
Salvador, 2005. p. 94-97.

Prof. Me. Eng. Civil Pedro Augusto Pinheiro Fantinatti 4