Você está na página 1de 2

CIBRAFÉRTIL

Companhia Brasileira de Fertilizantes


CNPJ nº 00.117.842/0001-28

Relatório da Administração
Senhores acionistas, de acordo com as disposições legais e estatutárias, a Administração da Companhia submete à apreciação de V. Sa. as Demonstrações Financeiras relativas ao exercício social findo em 31 de dezembro de 2009.
Santo André, março de 2010 A Administração
Balanços Patrimoniais - 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais, exceto valor patrimonial por ação) Demonstrações do Resultado Demonstrações dos Fluxos de Caixa
Exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e 2008 31 de dezembro de 2009 e 2008
ATIVO 2009 2008 PASSIVO 2009 2008 (Em milhares de reais, exceto o lucro líquido (prejuízo) por ação) (Em milhares de reais)
Circulante 28.403 54.532 Circulante 72.055 68.741
Caixa e equivalentes de caixa 5.571 183 Fornecedores nacionais 14.845 8.266 2009 2008 2009 2008
Contas a receber de clientes (Nota 4) 1.860 1.403 Fornecedores estrangeiros 5.034 47.237 Receita bruta de vendas 60.915 93.252 Prejuízo do exercício (37.992) (22.779)
Estoques (Nota 5) 13.212 45.817 Empréstimos e financiamentos (Nota 7) 49.774 11.250 Mercado interno 60.915 85.219 Ajustes para reconciliar o prejuízo com recursos
Impostos e contribuições a recuperar 7.644 5.998 Salários e encargos sociais 559 482 Mercado externo – 8.033 provenientes de atividades operacionais
Demais contas a receber 59 1.077 Imposto de renda e contribuição Imposto e deduções sobre vendas (4.292) (2.746) Depreciação e amortização 3.900 4.923
Despesas antecipadas 57 54 social diferidos (Nota 13) 116 153 Receita líquida de vendas 56.623 90.506 Constituição de provisão para demandas judiciais 600 596
Não-circulante 2.907 9.174 Impostos e contribuições a recolher 73 63 Custo dos produtos vendidos (79.142) (81.831) Imposto de renda e contribuição social diferidos 6.047 (7.505)
Imposto de renda e contribuição Adiantamento de clientes 1.175 1.207 Lucro (prejuízo) bruto (22.519) 8.675 Encargos financeiros de itens de longo prazo 2.719 479
social diferidos (Nota 13) 2.497 8.773 Demais contas a pagar 479 83 Receitas (despesas) operacionais Valor residual de ativo permanente baixado 154 99
Depósitos para demandas judiciais (Nota 10) 356 301 Não-circulante 26.214 26.611 Comerciais (859) (695) (24.572) (24.187)
Impostos e contribuições a recuperar 54 100 Fornecedores Nacionais 1.179 1.179 Gerais e administrativas (1.003) (984) (Acréscimo) decréscimo de ativos
Permanente 24.379 27.058 Provisão para demandas judiciais (Nota 10) 1.446 858 Honorários da administração (392) (383) Contas a receber de clientes (457) 893
Participação dos empregados (525) (95) Estoques 32.605 (30.736)
Imobilizado (Nota 6) 24.241 26.846 Imposto de renda e contribuição
Outras operacionais, líquidas (Nota 12) (2.851) (12.448) Impostos e contribuições a recuperar (1.600) (2.239)
Intangível 138 212 social diferidos (Nota 13) 2.279 2.471
Prejuízo operacional antes Despesas antecipadas (3) (5)
Total do ativo não-circulante 27.286 36.232 Sociedades ligadas (Nota 8) 21.310 22.103 Depósitos para demandas judiciais (54) (48)
do resultado financeiro (28.149) (5.930)
Patrimônio líquido (Passivo a Despesas financeiras (Nota 14) (12.209) (25.776) Demais contas a receber 1.018 (1.039)
descoberto) (Nota 11) (42.580) (4.588) Receitas financeiras (Nota 14) 8.267 1.196 Acréscimo (decréscimo) de passivos
Capital social 27.662 27.662 Prejuízo antes do imposto de renda Fornecedores nacionais 6.579 5.458
Reserva de capital 3.057 3.057 e da contribuição social (32.091) (30.510) Fornecedores estrangeiros (42.203) 26.700
Reserva de reavaliação 4.114 4.471 Imposto de renda e contribuição Partes relacionadas (3.513) 21.596
Prejuízos acumulados (77.413) (39.778) social diferido (Nota 13) (5.901) 7.731 Impostos e contribuições a recolher 10 (1.157)
Total do passivo 55.689 90.764 Prejuízo do exercício (37.992) (22.779) Aumento (redução) em provisão para demandas judiciais (12) (1.201)
Total do ativo 55.689 90.764 Valor patrimonial por ação - em reais (R$) (96.117,38) (10.356,66) Prejuízo por ação - Em reais (R$) (85.760,72) (51.419,86) Redução em outros passivos 441 (1.238)
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras Caixa líquido aplicado nas atividades operacionais (31.761) (7.203)
Atividades de investimento
Demonstrações das Mutações do (Passivo a Descoberto - 31 de Dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais) com a referida norma, entende-se por partes relacionadas a parte que está relacionada Adições imobilizado e intangível (1.375) (3.778)
Reserva de Capital com a entidade: (a) direta ou indiretamente por meio de um ou mais intermediários, Caixa líquido aplicado nas atividades de investimento (1.375) (3.778)
Capital social Reserva de reavaliação Incentivos Fiscais Prejuízos acumulados Total quando a parte: (i) controlar, for controlada por, ou estiver sob o controle comum da Atividades de financiamento
entidade (isso inclui controladoras ou controladas); (ii) tiver interesse na entidade que Ingressos de empréstimos e financiamentos 38.524 9.404
Saldos em 31 de dezembro de 2007 27.662 4.877 3.101 (17.405) 18.235
lhe confira influência significativa sobre a entidade; ou (iii) tiver controle conjunto sobre Caixa líquido gerado pelas atividades
Realização da reserva de reavaliação – (406) – 406 –
a entidade; (b) se for coligada da entidade; (c) se for joint venture (empreendimento de financiamento 38.524 9.404
Redução de incentivos fiscais – – (44) – (44) conjunto) em que a entidade seja um investidor; (d) se for membro do pessoal-chave da
Prejuízo do exercício – – – (22.779) (22.779) (Redução) aumento nas disponibilidades
administração da entidade ou de sua controladora; (e) se for membro próximo da família e valores equivalentes 5.388 (1.577)
Saldos em 31 de dezembro de 2008 27.662 4.471 3.057 (39.778) (4.588) ou de qualquer pessoa referido nas alíneas (a) ou (d); (f) se for entidade controlada,
Realização da reserva de reavaliação – (357) – 357 – Caixa e equivalentes de caixa no início do exercício 183 1.760
controlada em conjunto ou significativamente influenciada por, ou em que o poder de Caixa e equivalentes de caixa no final do exercício 5.571 183
Prejuízo do exercício – – – (37.992) (37.992) voto significativo nessa entidade reside em, direta ou indiretamente, qualquer pessoa
Saldos em 31 de dezembro de 2009 27.662 4.114 3.057 (77.413) (42.580) (Redução) aumento nas disponibilidades
referida nas alíneas (d) ou (e); ou (g) se for plano de benefícios pós-emprego para e valores equivalentes 5.388 (1.577)
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras benefício dos empregados da entidade, ou de qualquer entidade que seja parte
relacionada dessa Companhia. A Companhia considerou como “Pessoal chave da As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras
Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras - 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais - exceto quando indicado de outra forma) Administração”, conforme requerido pela Deliberação CVM nº 560/2008, os integrantes Demonstrações do Valor Adicionado
1. Contexto operacional: A Companhia tem por objeto social a exploração de rocha composição das contas a receber em valores a vencer e vencidos estão demonstradas da sua diretoria executiva, composto pelo diretor presidente e financeiro, relações com 31 de dezembro de 2009 e 2008
fosfática, a produção, comercialização (incluindo importação e exportação) de na Nota 4. f) Estoques: Os estoques são valorizados pelo custo médio de aquisição ou investidores e superintendente, e os membros do conselho de administração e fiscal. (Em milhares de reais)
insumos, produtos químicos e fertilizantes e o desenvolvimento de atividades de de produção, deduzidos por provisão para ajuste ao custo de reposição ou aos valores Adicionalmente, a Companhia não realizou operações com o acionista controlador, com
exceção do pagamento de dividendos. b) Remuneração dos administradores: A 2009 2008
mineração em todo o território nacional, além da participação em outras sociedades de realização. As importações em andamento são demonstradas ao custo acumulado de
remuneração total dos administradores para os exercícios findos em 31 de dezembro de 1 - Receitas 60.760 93.153
como sócia, quotista ou acionista. A Companhia possui benefício de redução de 75% cada importação. g) Imobilizado: Demonstrado ao custo corrigido monetariamente até
do imposto de renda e dos adicionais não restituíveis incidentes sobre o lucro da 31 de dezembro de 1995, combinados com os seguintes aspectos: • Depreciação de 2009 e de 2008 estão abaixo demonstrada: Vendas de mercadorias, produtos e serviços 60.915 93.252
exploração, decorrente da produção de até 320.000 toneladas/ano de fabricação de bens do imobilizado pelo método linear, às taxas médias anuais mencionadas na Nota 6, Remuneração dos administradores 2009 2008 Outras (155) (99)
adubos e fertilizantes, até o período-base de 2013. Esse incentivo está condicionado à que levam em consideração a vida útil-econômica dos bens. • Reavaliação de ativos Remuneração dos conselheiros e estatutários 392 383 2 - Insumos Adquiridos de Terceiros
constituição de reserva de incentivo fiscal (reserva de lucros) pelo montante efetuada com base em avaliações por empresas especializadas, realizada em montante Benefícios de curto prazo e participação nos resultados 274 146 (Inclui o valor dos impostos - ICMS e IPI) 87.141 85.112
equivalente ao imposto não recolhido. A reserva de incentivos fiscais constituída equivalente à depreciação dos bens reavaliados e sua realização líquida dos impostos, Outros (seguro de vida, seguros saúde, Matérias primas consumidas 62.260 66.549
somente poderá ser utilizada para aumentar o capital ou absorver prejuízos. Em 31 de computada a crédito da conta “lucros (prejuízos) acumulados”. h) Intangível: Ativos treinamento e previdência privada) 17 17 Materiais, energia, serviços de terceiros e outros 18.980 26.025
dezembro de 2009 a Companhia apresenta excesso de passivos circulantes sobre intangíveis adquiridos separadamente são mensurados no reconhecimento inicial ao 683 546 Perda (recuperação de valores ativos) 5.901 (7.462)
ativos circulantes no montante de R$43.652 (R$14.209 em 2008), apurou prejuízo de custo de aquisição e, posteriormente deduzidos da amortização acumulada e perdas do 9. Liquidação de débitos tributários - Lei 11.941/2009: Em 28 de Outubro de 2009, o 3 - Valor Adicionado Bruto (26.381) 8.041
R$37.992 (prejuízo de R$22.779 em 2008), ficando com um prejuízo acumulado até 31 valor recuperável, quando aplicável. Os ativos intangíveis com vida útil definida são Conselho de Administração da Companhia, aprovou em caráter irretratável, a adesão da 4 - Retenções
de dezembro de 2009 de R$77.413 (R$39.778 em 2008) e passivo a descoberto no amortizados de acordo com sua vida econômica estimada e, quando são identificadas Cibrafértil Companhia Brasileira de Fertilizantes ao programa de parcelamento de Depreciação, amortização e exaustão 3.900 4.923
montante de R$42.580 (R$4.588 em 2008). O acionista controlador Paranapanema indicações de perda de seu valor recuperável, submetidos a teste para análise de perda débitos tributários instituídos pela Lei nº 11.941/2009. Dessa forma em 30 de 5 - Valor Adicionado Líquido (30.281) 3.118
S.A. vem aportando os recursos necessários, bem como obtendo financiamentos para de seu valor recuperável. i) Provisão para recuperação de ativos: A Administração novembro de 2009 foi contabilizado na rubrica de “Impostos e contribuições a 6 - Recebido de Terceiros
a continuidade dos negócios. A Administração da Companhia entende que a liberação revisa anualmente o valor contábil líquido dos ativos com o objetivo de avaliar eventos recolher” os débitos e tributos federais elegíveis ao específico parcelamento no Receitas financeiras 8.267 1.196
dos saldos dos financiamentos e o aporte de recursos por parte dos acionistas ou mudanças nas circunstâncias econômicas, operacionais ou tecnológicas, que montante de R$373. Adicionalmente, foi reconhecido o montante de R$146, referente 7 - Valor Adicionado a Distribuir (22.014) 4.314
controladores permitirão o pagamento dos passivos de curto prazo. 2. Apresentação possam indicar a deterioração ou perda de seu valor recuperável. Quando tais evidências ao imposto de renda e contribuição social diferidos sobre os prejuízos fiscais 8 - Distribuição do Valor Adicionado (22.014) 4.314
das demonstrações financeiras: Em atendimento à Deliberação CVM nº 505/06, as são identificadas, e o valor contábil líquido excede o valor recuperável, é constituída acumulados até 31 de dezembro de 2008. Em 30 de novembro de 2009, foi Pessoal e encargos 4.525 4.626
presentes demonstrações financeiras foram aprovadas pelo Conselho de provisão para deterioração ajustando o valor contábil líquido. j) Outros ativos e compensado na rubrica de “Impostos e contribuições a recolher” o montante de R$146 Impostos, taxas e contribuições (756) (3.309)
Administração da Companhia realizada em 10 de março de 2010. As demonstrações passivos: Um ativo é reconhecido no balanço quando for provável que benefícios referente a créditos de prejuízos fiscais e base negativa da contribuição (CSLL). O Juros e aluguéis 12.209 25.776
financeiras foram elaboradas e estão apresentadas em conformidade com as práticas econômicos futuros dele provenientes serão gerados em favor da Companhia e seu restante dos débitos incluídos no parcelamento no valor de R$227 foi pago à vista. Em
Prejuízo do exercício (37.992) (22.779)
contábeis adotadas no Brasil e normas da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), custo ou valor puder ser mensurado com segurança. Um passivo é reconhecido no conseqüência dessa adesão ao programa de parcelamento e respectiva contabilização,
observando as disposições contidas na Lei das Sociedades por Ações (Lei nº 6.404/76) balanço quando a Companhia possui uma obrigação legal ou constituída como o prejuízo da Companhia foi aumentado em R$227, conforme demonstrado a seguir: As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras
que incluem os novos dispositivos introduzidos, alterados e revogados pela Lei nº resultado de um evento passado, sendo provável que um recurso econômico seja 2009
11.638, de 28 de dezembro de 2007 e pela Lei nº 11.941, de 27 de maio de 2009. Em requerido para liquidá-lo. As provisões são registradas tendo como base as melhores Impostos e contribuições a recolher (373) 14. Receitas e (despesas) financeiras
conformidade com o disposto pela Deliberação CVM nº 565, de 17 de dezembro de estimativas do risco envolvido. Os ativos e passivos são classificados como circulante Imposto de renda e contribuição social diferidos 146 2009 2008
2008, que aprovou o pronunciamento contábil CPC 13 - Adoção Inicial da Lei nº quando sua realização ou liquidação é provável que ocorra nos próximos 12 meses, (227) Despesa de juros (8.070) (1.761)
11.638/2007 e da Medida Provisória nº 449/2008 (convertida na Lei nº 11.941, de 27 caso contrário, são demonstrados como não circulantes. k) Tributação: As receitas de Considerações gerais: O sistema tributário brasileiro é de auto-lançamento, portanto, Variação cambial passiva (1.790) (19.923)
de maio de 2009), a Companhia estabeleceu a data de transição para a adoção das vendas são calculadas pelo valor justo da compensação recebida ou a receber. as declarações de renda arquivadas permanecem abertas para revisão pelas IOF (1.539) (190)
novas práticas contábeis como 31 de dezembro de 2007. A data de transição é definida Adicionalmente, a receita é reduzida por impostos indiretos de venda, devoluções, autoridades fiscais por um período de cinco anos contados da data de arquivamento.
abatimentos e outras provisões similares de clientes. Esses encargos são apresentados 10. Provisão para demandas judiciais: A Companhia vem discutindo judicialmente Despesas bancárias (28) (194)
como sendo o ponto de partida para a adoção das mudanças nas práticas contábeis
adotadas no Brasil, e representa a data-base em que a Companhia preparou seu como deduções de vendas na demonstração do resultado. Os créditos são apresentados processos trabalhistas. Em 31 de dezembro de 2009 com base na opinião de seus Juros de mora - Lei 11.941/2009 (265) –
balanço patrimonial inicial ajustado por esses novos dispositivos contábeis de 2008. deduzindo o custo dos produtos vendidos na demonstração do resultado. A tributação assessores jurídicos mantêm provisão para contingências trabalhistas no montante Ajuste a valor presente (387) (3.666)
Com o advento da Lei nº 11.638/2007, que atualizou a legislação societária brasileira sobre o lucro compreende o imposto de renda e contribuição social corrente e diferido, de R$1.446 (R$858 em 2008), dos quais R$356 (R$301 em 2008) têm depósitos para Atualização monetária de impostos (1) (9)
para possibilitar o processo de convergência das práticas contábeis adotadas no Brasil que são calculados e registrados com base nas alíquotas efetivas vigentes na data da demandas judiciais. Outras despesas financeiras (129) (33)
com aquelas constantes nas normas internacionais de contabilidade (“International elaboração das demonstrações financeiras de acordo com o regime de competência. As 11. Patrimônio líquido: a) Capital social: Em 31 de dezembro de 2009 e 2008, o Total das despesas financeiras (12.209) (25.776)
Financial Reporting Standards - IFRS”), novos pronunciamentos contábeis vêm sendo antecipações ou valores passíveis de compensação são demonstrados no ativo capital social no montante de R$27.662 totalmente subscrito e integralizado, está
expedidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC, os quais foram circulante ou não-circulante, de acordo com a previsão de sua realização. l) Subvenções representado por 443 ações ordinárias, sem valor nominal. A Administração da Receita de juros 132 496
elaborados com base nos padrões internacionais de contabilidade. Os efeitos no e assistências governamentais: As subvenções e assistências governamentais são Companhia está autorizada a aumentar o seu capital social, independentemente da Variação cambial ativa 8.014 174
patrimônio líquido de 31 de dezembro de 2008 decorrentes da adoção inicial da Lei nº reconhecidas quando há razoável segurança de que foram cumpridas as condições decisão de Assembléia, mediante simples deliberação do Conselho de Administração, Ajuste a valor presente – 432
11.638/2007 e Lei nº 11.941/2009 estão demonstrados a seguir: estabelecidas pelo governo. A Companhia goza de benefício da redução de 75% do até o limite do capital autorizado da Companhia de 200.000 ações, podendo tais ações Juros de mora - Lei 11.941/2009 119 –
2008 imposto de renda sobre o lucro da exploração, e durante a utilização do benefício está serem ordinárias ou preferenciais. b) Direito das ações: Aos titulares de ações de Outras receitas financeiras 2 94
Ajuste a valor presente de ativos e passivos monetários qualificáveis 432 obrigada a constituir reserva de lucros pelo montante equivalente ao imposto de renda qualquer espécie será atribuído, em cada exercício, um dividendo não inferior a 25% Total das receitas financeiras 8.267 1.196
Total 432 não recolhido. • Incentivo SUDENE - Lucro da exploração; Registradas como receitas no do lucro líquido, ajustado nos termos da legislação societária brasileira. c) Reserva de
O CPC 13 desobrigou as companhias a aplicar o disposto na NPC 12 e Deliberação resultado, durante o período necessário para confrontar com a despesa que a reavaliação: Conforme mencionado na Nota 6, a Companhia mantém registrada 15. Instrumentos financeiros derivativos: 1) Política de Gestão de Riscos
CVM nº 506/06 - Práticas Contábeis, Mudanças nas Estimativas Contábeis e Correção subvenção ou assistência governamental pretende compensar e, posteriormente, são reserva de reavaliação no patrimônio líquido. A realização da reserva de reavaliação, Financeiros: O Conselho de Administração criou o Comitê de Riscos para assistir ao
de Erros, na adoção inicial da Lei nº 11.638/2007 e MP nº 449/2008. Essa deliberação destinadas a reserva para subvenção de investimentos no patrimônio líquido, exceto decorrentes da depreciação, baixa ou alienação dos bens reavaliados, é registrada na estabelecimento de políticas de gestão de risco e para supervisionar a gestão de risco
requer que, além de discriminar os efeitos da adoção da nova prática contábil na conta aquelas garantidas até 31 de dezembro de 2007 que foram reconhecidas diretamente no conta de lucros (prejuízos) acumulados, líquida dos efeitos tributários, a qual totalizou e uso de derivativos pela Companhia. O Comitê de Riscos é responsável em garantir
de lucros ou prejuízos acumulados, as companhias devem demonstrar o balanço de patrimônio líquido. m) Ajuste a valor presente de ativos e passivos: Os ativos e R$357 durante o exercício findo em 31 de dezembro de 2009 (R$406 em 2008). que os procedimentos apropriados estejam em vigor para que todas as exposições ao
abertura para conta ou grupo de contas relativo ao período mais antigo para fins de passivos monetários de longo prazo são ajustados pelo seu valor presente, e os de curto 12. Outras receitas (despesas) operacionais:
prazo, quando o efeito é considerado relevante em relação às demonstrações financeiras risco incorridas pela Companhia estejam identificadas e avaliadas. Além disso, o
comparação, bem como os demais valores comparativos apresentados, como se a 2009 2008
nova prática contábil estivesse sempre em uso. A Companhia exerceu a faculdade tomadas em conjunto. O ajuste a valor presente é calculado levando em consideração os Comitê deve monitorar para que estas exposições estejam dentro dos limites
Provisão para contingências e indenizações trabalhistas (600) (600)
prevista nesse CPC e refletiu os ajustes decorrentes da mudança de prática contábil na fluxos de caixa contratuais e a taxa de juros explícita, e em certos casos implícita, dos Reversão (provisão )para ajuste de estoques 5.426 (6.120) estabelecidos. Os riscos de negócio identificados incluem: • Risco de taxas de juros
conta de lucros acumulados em 1º de janeiro de 2008. As demonstrações contábeis respectivos ativos e passivos. Dessa forma, os juros embutidos nas receitas, despesas Provisões para perdas com indenização de seguros (1.065) – inerente às dívidas da Companhia. • Risco cambial decorrentes das matérias primas e
referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2007, apresentadas de forma e custos associados a esses ativos e passivos são descontados com o intuito de Despesa com capacidade ociosa (6.116) (4.848) produtos vendidos, transações projetadas e compromissos firmes. • Risco cambial
conjunta com as demonstrações contábeis de 2008, foram elaboradas de acordo com reconhecê-los em conformidade com o regime de competência. Posteriormente, esses Baixa de bens do ativo imobilizado (154) (99) decorrente de ativos e passivos como: estoques, empréstimos, fornecedores no
as práticas contábeis adotadas no Brasil vigentes até 31 de dezembro de 2007 e, como juros são realocados nas linhas de despesas e receitas financeiras no resultado por meio Outras (116) (781)
permitido pelo Pronunciamento Técnico CPC 13 - Adoção Inicial da Lei nº 11.638/2007 da utilização do método da taxa efetiva de juros em relação aos fluxos de caixa exterior, dentre outros. A política de Gestão de Riscos permite que a Companhia utilize
(2.625) (12.448) instrumentos financeiros derivativos aprovados com o objetivo de minimizar a
e da Medida Provisória nº 449/2008, não estão sendo reapresentadas com os ajustes contratuais. As taxas de juros implícitas aplicadas foram determinadas com base em Adesão Lei 11.941/2009
para fins de comparação entre os exercícios. O Comitê de Pronunciamentos Contábeis premissas e são consideradas estimativas contábeis. n) Estimativas contábeis: São Multas isoladas/ofício (17) – exposição a riscos de mercado: Câmbio e Taxas de Juros. A presente política foi
emitiu e a CVM aprovou ao longo do exercício de 2009 diversos pronunciamentos utilizadas para a mensuração e reconhecimento de certos ativos e passivos das Principal (217) – aprovada em reunião do Conselho de Administração em 11/08/2009. 2) Riscos
contábeis, novas interpretações e orientações técnicas, conforme abaixo, alinhados demonstrações financeiras da Companhia. A determinação dessas estimativas levou em Multa de mora (41) – financeiros: 2.1) Risco cambial: Como parte da sua atividade, a Companhia incorre
com as Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS) emitidas pelo IASB - consideração experiências de eventos passados e correntes, pressupostos relativos a Encargos legais (92) –
eventos futuros, e outros fatores objetivos e subjetivos. Itens significativos sujeitos às em riscos cambiais referentes à compra de matérias primas importadas e na venda de
International Accounting Standards Board, com vigência para os exercícios sociais Desconto Lei 11.941/2009 141 –
iniciados a partir de 1º de janeiro de 2010 e com aplicação retroativa a 2009 para fins estimativas incluem: a seleção de vida-útil do ativo imobilizado e ativos intangíveis; a seus produtos cotados em US$. De forma a minimizar descasamentos cambiais, a
(226) – Companhia entra em derivativos com o intuito de proteção. De forma a medir o
de comparabilidade. A Companhia decidiu adotar os novos pronunciamentos emitidos provisão para créditos de liquidação duvidosa; a provisão para perdas no estoque; a (2.851) (12.448)
pelo CPC somente para o exercício a findar-se em 31 de dezembro de 2010. Os CPCs e análise de recuperação dos valores dos ativos imobilizados e intangíveis; o imposto de As despesas com capacidade ociosa referem-se à paralisação do mercado por causa impacto econômico de variações cambiais dos derivativos na Companhia, foram
ICPCs que poderão ser aplicáveis à Companhia, considerando-se suas operações são: renda e contribuição social diferidos; as taxas e prazos aplicados na determinação do da crise financeira mundial e dificuldade de crédito pelo produtor no Brasil. efetuados cenários de choque em relação à taxa de câmbio vigente em 31/12/2009,
CPC Título ajuste a valor presente de certos ativos e passivos; a provisão para contingências; a 13. Imposto de renda e contribuição social: Em 31 de dezembro de 2009, a quadro a seguir. Conforme previsão da Instrução CVM nº 475/08, a Companhia
15 Combinação de Negócios mensuração do valor justo de instrumentos financeiros. As considerações de Companhia possui registrado na rubrica “Imposto de renda e contribuição social
reconhecimento e mensuração de custos de desenvolvimento capitalizados como ativos conduziu análise de sensibilidade utilizando o cenário provável e desvalorizações
16 Estoques diferidos”, o montante de R$2.497 (R$8.773 em 2008), classificado no ativo não-
17 Contratos de Construção intangíveis; as estimativas para divulgação do quadro de análise de sensibilidade dos cambiais de 25% (Cenário II) e 50% (Cenário III). O resultado econômico
circulante, apurado sobre despesas não dedutíveis temporariamente na apuração do situou-se entre R$299 e (R$1.921). Convém ressaltar que o cenário atual já
18 Investimento em Coligada e Controlada instrumentos financeiros derivativos conforme Instrução CVM n° 475/08. A liquidação
lucro tributável para fins de imposto de renda e contribuição social, os quais são
19 Investimento em Empreendimento Controlado em Conjunto (Joint Venture) das transações envolvendo essas estimativas poderá resultar em valores se encontra refletido nas informações financeiras. Além disto, os estoques
significativamente divergentes dos registrados nas demonstrações financeiras devido disponíveis para futuras compensações com o referido imposto, por entender que os
20 Custos de Empréstimos preceitos estabelecidos no pronunciamento do IBRACON - Instituto dos Auditores transformar-se-ão em vendas futuras, que pela dinâmica do negócio são indexadas
21 Demonstração Intermediária às imprecisões inerentes ao processo de sua determinação. A Companhia revisa suas ao USD, o que reduz a exposição cambial.
estimativas e premissas pelo menos trimestralmente. o) Demonstrações dos fluxos de Independentes do Brasil e nas Instruções CVM nºs 273/98 e 371/02, estão plenamente
22 Informação por Segmento atendidos. O imposto de renda e a contribuição social diferidos têm a seguinte origem:
23 Políticas Contábeis, Mudanças de Estimativas e Retificação de Erro caixa e demonstração do valor adicionado: As demonstrações dos fluxos de caixa Análise de Sensibilidade - Risco de variação cambial
foram preparadas e estão apresentadas de acordo com as Deliberações CVM nº 547, de Ativo não-circulante 2009 2008 Cenário II: Cenário III:
24 Eventos Subsequentes Créditos sobre diferenças temporárias:
25 Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes 13 de agosto de 2008, que aprovou o pronunciamento CPC 03 - Demonstração dos Desv. Desv.
fluxos de caixa emitido pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). As - Créditos sobre provisões 2.497 8.773
26 Apresentação das Demonstrações Contábeis Cenário Cambial Cambial
demonstrações do valor adicionado foram preparadas e estão apresentadas de acordo Ativo não-circulante 2.497 8.773
27 Ativo Imobilizado Risco Provável de 25% de 50%
com a Deliberação CVM nº 557, de 12 de novembro de 2008 que aprovou o Em 31 de dezembro de 2009, a Companhia possui registrado no passivo não-
28 Propriedade para Investimento Ativos e Passivos
29 Ativo Biológico e Produto Agrícola pronunciamento contábil CPC 09. p) Lucro (prejuízo) por ação: A Companhia efetua os circulante, na rubrica de “imposto de renda e contribuição social diferidos”, o
30 Receitas cálculos do lucro utilizando a quantidade de ações em circulação no final do exercício. montante de R$586 (R$479 em 2008), apurados sobre as variações cambiais ativas Financeiros
31 Ativo Não Circulante Mantido para Venda e Operação Descontinuada 4. Contas a receber de clientes: 2009 2008 não liquidadas, tributadas pelo Imposto de renda e contribuição social, pelo regime de Clientes Externos US$ R$ (5) R$ 117 R$ 239
32 Tributados sobre o Lucro Clientes no país: caixa. Estoques
33 Benefícios a Empregados Terceiros 5.290 4.832 Passivo 2009 2008
Reserva de reavaliação 1.809 2.145 (Importações
35 Demonstrações Separadas Ajuste a valor presente (3) – em Andamento) US$ R$ (10) R$ 23 R$ 56
36 (R1) Demonstrações Consolidadas Partes relacionadas 2 – Débitos sobre diferenças temporárias:
Provisão para créditos de liquidação duvidosa (3.429) (3.429) - Débitos sobre provisões 586 479 Fornecedores
37 Adoção Inicial das Normas Internacionais de Contabilidade
38 Instrumentos Financeiros: Reconhecimento e Mensuração 1.860 1.403 Total 2.395 2.624 Externos US$ R$ 314 R$ (951) R$ (2.216)
39 Instrumentos Financeiros: Apresentação A composição das contas a receber por idade de vencimento é descrita como segue: Passivo circulante (116) (153) Total R$ 299 R$ (811) R$ (1.921)
40 Instrumentos Financeiros: Evidenciação 2009 2008 Passivo não-circulante 2.279 2.471 Premissas
43 Adoção Inicial dos Pronunciamentos Técnicos CPC 15 a CPC 40 A vencer até 30 dias 438 178 O imposto de renda e a contribuição social diferidos sobre a reserva de reavaliação no
Taxa de Câmbio
ICPC Título A vencer de 31 a 60 dias 183 113 valor de R$1.809 (R$2.145 em 2008) estão registrados no passivo circulante R$116
(R$153 em 2008) e não-circulante R$1.693 (R$1.992 em 2008) e sua realização se dá Spot USD/BRL R$ 1,7412 R$ 2,1765 R$ 2,6118
3 Aspectos Complementares das Operações de Arrendamento Mercantil A vencer de 61 a 90 dias 21 –
4 Alcance do Pronunciamento Técnico CPC 10 - Pagamento Baseado em Ações A vencer de 91 a 120 dias – 14 na proporção da realização da reserva. A expectativa de realização dos impostos 2.2) Risco de taxas de juros: A Companhia possui exposições de empréstimos ao
5 Pronunciamento Técnico CPC 10 - Pagamento Baseado Vencidas há 30 dias 172 51 diferidos está abaixo demonstrada: CDI. O risco inerente é a alta dos juros, o que reduziria as receitas financeiras
em Ações - Transações de Ações do Grupo e em Tesouraria Vencidas há mais de 120 dias 4.476 4.476 Anos 2009 2008 líquidas. No quadro abaixo temos o impacto econômico líquido de choques paralelos
8 Contabilização da Proposta de Pagamento de Dividendo 5.290 4.832 2010 – 2.335 na curva de juros aumentando os juros em 25% (Cenário II) e 50% (Cenário III)
9 Demonstrações Contábeis Individuais, Demonstrações Partes relacionadas 2 – 2011 836 1.493
respectivamente, além do Cenário Provável que é a manutenção dos juros atuais.
Contábeis Separadas, Demonstrações Consolidadas e Aplicação Ajuste a valor presente (3) – 2012 1.044 2.093
Provisão para créditos de liquidação duvidosa (3.429) (3.429) 2013 617 2.852 Análise de sensibilidade - Risco de variação de taxas de juros - CDI
do Método de Equivalência Patrimonial
10 Esclarecimentos sobre os Pronunciamentos Técnicos CPC 27 - 1.860 1.403 2.497 8.773 Cenário Cenário
Ativo Imobilizado e CPC 28 - Propriedade para Investimento 5. Estoques: 2009 2008 De acordo com a Instrução CVM nº 371/02, a Companhia, fundamentada na II: III:
12 Mudanças em Passivos por Desativação, Restauração e Outros Produtos acabados 9.589 10.519 expectativa de geração de lucros tributáveis futuros, determinada em estudo técnico Cenário D de D de
Passivos Similares Matérias-primas 2.548 26.854 aprovado pela Administração, reconheceu créditos tributários sobre diferenças Risco Provável 25% 50%
A Administração da Companhia está analisando os efeitos que os novos Importação em andamento 132 6.597 temporárias, que não possuem prazo prescricional. O valor contábil do ativo diferido Ativos e Passivos
pronunciamentos listados acima poderiam ter em suas demonstrações financeiras. No Almoxarifado e outros 1.637 1.847 é revisado anualmente pela Companhia e os ajustes decorrentes não têm sido
Provisão para perdas (694) – significativos em relação à previsão inicial da Administração. Conciliação da despesa Empréstimos CDI R$ (410) R$ (310) R$ (208)
caso de ajustes decorrentes da adoção das novas práticas contábeis a partir de 1º de
janeiro de 2010, a Companhia avaliará a necessidade de remensurar os efeitos que 13.212 45.817 de imposto de renda e contribuição social: A conciliação da despesa calculada pela Total R$ (410) R$ (310) R$ (208)
seriam produzidos em suas demonstrações financeiras de 2009, para fins de 6. Imobilizado: 2009 2008 aplicação das alíquotas fiscais nominais combinadas e das despesas de imposto de 3) Riscos operacionais: 3.1) Risco de crédito: A política de venda de seus produtos
comparação, contudo não se espera efeitos significativos pela adoção descrita acima. A Taxas médias Custo Depre- renda e contribuição social registrada no resultado está demonstrada abaixo: da Companhia está ligada ao nível de risco de crédito a que está disposta a se sujeitar.
preparação das demonstrações financeiras requer o uso, pela Administração da anuais de corrigido e ciação Imposto Contribuição O crédito é um importante instrumento de promoção de negócios entre a Companhia
Companhia, de estimativas e premissas que afetam os saldos ativos e passivos e outras Depreciação % reavaliado acumulada Líquido Líquido de renda social e seus clientes. Essa característica se deve ao fato do crédito alavancar o poder de
transações. Sendo assim, nas demonstrações financeiras são incluídas diversas Terrenos 180 – 180 180 2009 2008 2009 2008
Prejuízo antes do imposto de compra do cliente. O risco é inerente às operações de crédito, devendo a Companhia
estimativas referentes ao cálculo do ajuste a valor presente, provisão para créditos de Edificações e construções 3,2 6.932 (2.174) 4.758 4.505
liquidação duvidosa, provisão para perdas nos estoques, provisões necessárias para Máquinas, equipamentos renda e da contribuição social (32.091)(30.510) (32.091)(30.510) efetuar uma minuciosa análise na concessão. Esse trabalho envolve avaliações de
passivos contingentes, avaliação da vida útil do ativo imobilizado e respectivo cálculo e instalações 5,6 31.717 (13.566) 18.151 20.692 Alíquota fiscal nominal combinada 25,0% 25,0% 9,0% 9,0% natureza quantitativa e qualitativa do cliente, não se dispensando a análise do setor em
das projeções para determinar a recuperação de saldos do imobilizado, intangível e Equipamentos de informática 20,0 261 (200) 61 59 8.023 7.628 2.888 2.746 que ele atua. Essa análise leva em conta o passado do cliente, mas constitui-se,
imposto de renda diferido ativo. Como o julgamento da Administração envolve a Móveis e utensílios 10,0 186 (164) 22 28 Adições permanentes – (15) – (5) essencialmente, na elaboração de um prognóstico sobre a sua solidez econômica -
determinação de estimativas relacionadas à probabilidade de eventos futuros, os Veículos e equipamentos 25,0 21 (21) – – Realização de reserva de financeira atual e suas perspectivas para o futuro. Nossa carteira de recebíveis
resultados reais eventualmente podem divergir dessas estimativas. 3. Sumário das Projetos em andamento 842 – 842 13 reavaliação (depreciação/baixa) (2) (144) (1) (41)
principais práticas contábeis: a) Apuração do resultado: O resultado das operações é Provisões indedutíveis (135) (2.055) (49) (740) diversificada, a seletividade dos clientes assim como o acompanhamento dos prazos
Outros 2.962 (2.735) 227 1.369
apurado em conformidade com o regime contábil de competência de exercício. As 43.101 (18.860) 24.241 26.846 Variação cambial líquida (regime caixa) 887 (3.896) 319 (1.402) e do limite de crédito individual por cliente são procedimentos adotados para
receitas de vendas estão sendo apresentadas brutas, ou seja, incluem os impostos e os A Companhia mantém registrado reserva de reavaliação dos bens do ativo imobilizado Ajustes a valor presente 3.595 108 1.294 39 minimizar os atrasos e a inadimplência do contas a receber. Quanto ao risco de crédito
descontos incidentes sobre as mesmas, os quais estão apresentados como contas para as quais foi constituído impostos diferidos passivos cujo saldo em 31 de Outros (97) – (35) – associado às aplicações financeiras, a Companhia sempre realiza aplicações em
redutoras das receitas. A receita de venda de produtos é reconhecida no resultado dezembro de 2009, corresponde a R$ 4.114 (R$ 4.471 em 2008). A realização da 12.271 1.626 4.416 597 instituições com baixo risco avaliadas por agências independentes de rating e
quando seu valor pode ser mensurado de forma confiável, todos os riscos e benefícios reserva por depreciação, venda ou perecimento dos bens é reconhecida mediante sua Compensação de prejuízos somente em instituições que nos apóiam nas necessidades de empréstimos para
inerentes ao produto são transferidos para o comprador, a Companhia não detém mais transferência da conta de reserva de reavaliação para a conta de prejuízos acumulados. de anos anteriores (30%) – – – –
controle ou responsabilidade sobre a mercadoria vendida e é provável que os benefícios 7. Empréstimos e financiamentos: Os empréstimos estão garantidos por avais do Despesa de imposto de renda capital de giro e financiamento do nosso trade finance. 3.2) Risco de liquidez: A
econômicos serão gerados em favor da Companhia. Uma receita não é reconhecida se acionista controlador e empresa ligada. e contribuição social corrente – – – – política de gerenciamento de risco de liquidez implica em manter um nível seguro de
há uma incerteza significativa da sua realização. As receitas e despesas de juros são 2009 2008 Alíquota efetiva disponibilidade de caixa e acessos a recursos imediatos. Em 31/12/2009 a Companhia
reconhecidas pelo método da taxa efetiva de juros na rubrica de receitas/despesas Em moeda nacional Imposto de renda e contribuição social diferidos não possuía aplicações financeiras. 16. Seguros: A Companhia mantém cobertura de
financeiras. b) Conversão de saldos denominados em moeda estrangeira: b1) Moeda Leasing – 12 sobre prejuízos fiscais e base negativa de seguros por montantes considerados suficientes para a cobertura de eventuais perdas
funcional e de apresentação das demonstrações financeiras: A moeda funcional da Capital de giro - CCB 49.774 10.368 contribuição social e diferenças temporárias (4.694) 5.378 (1.690) 1.941 decorrentes de sinistros, considerando a natureza de suas atividades, os riscos
Companhia é o Real, mesma moeda de preparação e apresentação das demonstrações Conta Garantida – 358 Imposto de renda diferido sobre reserva
financeiras da Companhia. b2) Transações denominadas em moeda estrangeira: Os Em moeda estrangeira de reavaliação 355 271 128 97 envolvidos nas suas operações e a orientação de seus consultores de seguros. Em 31
ativos e passivos monetários denominados em moeda estrangeiras, são convertidos Capital de giro – 512 Incentivos fiscais – 44 – – de dezembro de 2009, os ativos cobertos na apólice de seguros e as especificações
para a moeda funcional, o Real, utilizando-se a taxa de câmbio vigente na data dos 49.774 11.250 Efeito final do imposto de renda por modalidade de risco e data de vigência dos principais seguros, de acordo com os
respectivos balanços patrimoniais. Os ganhos e perdas resultantes da atualização Passivo circulante (49.774) (11.250) e contribuição social no resultado (4.339) 5.693 (1.562) 2.038 corretores de seguros contratados pela Companhia estão demonstrados a seguir:
desses ativos e passivos verificados entre a taxa de câmbio vigente na data da transação Passivo não-circulante – –
e os encerramentos dos exercícios são reconhecidos como receitas ou despesas Os empréstimos e financiamentos possuem as seguintes características: Cibrafértil Companhia Brasileira de Fertilizantes
financeiras no resultado. c) Instrumentos financeiros: Os instrumentos financeiros Curto Longo Bens segurados Riscos cobertos Modalidade e Nº apólice Verbas/montante segurado
somente são reconhecidos a partir da data em que a Companhia se torna parte das Moeda Curto prazo prazo Instalações, Equipamentos, Incêndio, Raio, Explosão, Danos Riscos
disposições contratuais dos instrumentos financeiros. Quando reconhecidos, são Instituição de Encargos Vencto. prazo (Prin- (Prin- Estoques e Matéria-Prima Elétricos, Pequenas Obras, Despesas Operacionais -
inicialmente registrados ao seu valor justo acrescido dos custos de transação que sejam Financeira Modalidade Origem (% a.a.) (Ano) (Juros) cipal) cipal) Extraordinárias, Roubo em Depósito Apólice nº 680.306-5 R$ 45.880.141,20
diretamente atribuíveis à sua aquisição ou emissão, exceto no caso de ativos e passivos ABC Brasil, Responsabilidade Civil e Geral Responsabilidade Civil Geral
financeiros classificados na categoria ao valor justo por meio do resultado, onde tais Pine, Capital 144,10% para Diretores e Administradores Reclamações de Terceiros Apólice nº 243.510-7 RCG = R$ 4.000.000,00 RC
custos são diretamente lançados no resultado do exercício. Sua mensuração Banrisul Giro R$ do CDI 2010 1.191 48.583 – Responsabilidade Civil D&O = US$ 10,000,000.00
subseqüente ocorre a cada data de balanço de acordo com as regras estabelecidas para 1.191 48.583 – Diretores e Adm. Apólice nº 4201
cada tipo de classificação de ativos e passivos financeiros em: (i) ativos e passivos 8. Sociedades ligadas: a) Saldos e transações com sociedades ligadas: Veículos Colisão, Incêndio e Roubo RC Automóveis Valor de Tabela do Veículo
financeiros mensurados ao valor justo por meio do resultado, (ii) mantido até o Compra Facultativa - Veículos Apólice nº 1021185341 RC = R$ 150.000,00
vencimento, (iii) empréstimos e recebíveis e (iv) disponível para venda. Os principais Passivo de merca- Despesas Vida em Grupo Morte, Invalidez, Cesta Básica Vida em Grupo - Apólice 30 Vezes o Salário Base
ativos financeiros reconhecidos pela Companhia são: caixa e equivalentes de caixa e Não dorias e Finan- e Assistência Funeral nº 853261 do Colaborador
contas a receber de clientes. Os principais passivos financeiros reconhecidos pela Circulante Circulante serviços ceiras Transportes Nacionais e
Companhia são: contas a pagar a fornecedores, operações de mútuo e empréstimos. Paranapanema S.A. 12.898 21.310 346 2.613 Transportes Nacionais Danos as Cargas Transportadas Internacionais - TN = 605 = Valor de Nota Fiscal ou
c1) Valor de mercado: O valor de mercado dos instrumentos financeiros ativamente Eluma S.A. Indústria e Comércio 19 – 27 – e Internacionais e Roubo EXP 1020030934 e IMP Fatura Comercial
negociados em mercados organizados é determinado com base nos valores cotados no Total em 31 de dezembro de 2009 12.917 21.310 373 2.613 1020030923
mercado na data de fechamento do balanço. Para instrumentos financeiros que não Total em 31 de dezembro de 2008 7.528 22.103 25.665 462 As apólices de riscos operacionais, responsabilidade geral, responsabilidade civil desligado da Companhia. Da mesma forma no caso de ocorrência de falecimento ou
existem mercado ativo, o valor de mercado é determinado por meio de técnicas de O saldo em 31 de dezembro de 2009, no montante de R$12.898, registrado no passivo D&O, transportes nacionais e internacionais, saúde e vida em grupo, são apólices invalidez permanente. Em caso de desligamento da Companhia antes de se tornar
avaliação. Essas técnicas incluem o uso de transações de mercado recentes entre partes circulante, refere-se a compras de ácido sulfúrico junto à controladora Paranapanema estipuladas pela controladora Paranapanema S.A. As demais apólices são exclusivas elegível, o beneficiário terá direito à retirada de no máximo 80% do valor depositado
independentes, referência ao valor de mercado de instrumentos financeiros S.A., utilizado no processo de industrialização de fertilizantes. O saldo em 31 de de cada empresa. pela Companhia. ii) VGBL: A Companhia é contratante do seguro de vida por
similares, análise dos fluxos de caixa descontados ou outros modelos de avaliação. dezembro de 2009, no montante de R$21.310 (R$22.103 em 2008) classificado na conta 17. Previdência privada: O plano de previdência complementar e contrato de seguro sobrevivência sem, no entanto participar do custeio. O custeio consistirá no
d) Caixa e equivalentes de caixa: Incluem caixa, saldos positivos em conta movimento. “Sociedades ligadas”, no passivo não-circulante, refere-se a contrato de mútuo com a de vida com cobertura por sobrevivência instituídos em 2005 pela Companhia é um pagamento de prêmios pelo segurado à BrasilPrev e os benefícios a serem gerados no
Os saldos de caixa e saldos positivos em contas bancárias possuem liquidez imediata, e controladora Paranapanema S.A., sujeito a encargos financeiros idênticos à taxa de Plano Gerador de Benefício Livre - PGBL e um Plano de Vida Gerador de Benefício futuro são originários do fundo acumulado formado pelos prêmios líquidos efetuados
estão apresentadas ao seu valor de mercado, com risco insignificante de mudança de 103,75% CDI - (Certificado de Depósito Interbancário) médio CETIP, calculados pró-rata Livre - VGBL, respectivamente, com administração contratada à BrasilPrev e ao plano. Portanto, os planos não incluem benefícios de risco e, assim, não produzem
seu valor de mercado. e) Contas a receber de clientes: São apresentados de acordo sobre o saldo credor diário, com vencimento para 31 de dezembro de 2010, prorrogável. viabilizada com as contribuições da Companhia e dos empregados cujas principais passivos atuariais. No caso de opção do participante por renda vitalícia a
com os valores de realização. A provisão para devedores duvidosos é constituída com As principais transações mantidas entre a Companhia e empresas ligadas referem-se a características são assim resumidas: i) PGBL: Após atendidos os pré-requisitos responsabilidade pela manutenção da reserva, conforme contrato, é da BrasilPrev. As
base no histórico de perdas, em montante considerado suficiente pela Administração compras, industrialização ou venda de minérios, observadas as condições comutativas cumulativos de 120 meses de contribuição e 60 anos de idade, os beneficiários terão contribuições efetuadas aos planos pela Companhia em 2009 foram de R$35 (R$36
para os créditos cuja recuperação é considerada duvidosa. Informações referentes à de mercado. O conceito de “partes relacionadas” foi estabelecido pelo CPC 05. De acordo direito de resgatar 100% da poupança formada por eles e pela Companhia, desde que em 2008).
continua
continuação

CIBRAFÉRTIL
Companhia Brasileira de Fertilizantes
CNPJ nº 00.117.842/0001-28

Conselho de Administração Diretoria Contador

Conselheiros Luiz Antonio de Souza Queiroz Ferraz Júnior


Luiz Antonio de Souza Queiroz Ferraz Júnior Diretor Presidente Sergio Libralon
Marco Aurélio Luiz Martins Walter de Oliveira CRC 1SP123967/O-6
Marcos Henrique Carlos de Souza Diretor CPF 803.218.288-87
Parecer dos Auditores Independentes

Aos 2. Nossos exames foram conduzidos de acordo com as normas de auditoria aplicáveis da Cibrafértil - Companhia Brasileira de Fertilizantes em 31 de dezembro de 2009 e Santo André, 10 de março de 2010
Acionistas e Conselho de Administração da no Brasil e compreenderam: a) o planejamento dos trabalhos, considerando a 2008, o resultado de suas operações, as mutações de seu patrimônio líquido, os seus
CIBRAFÉRTIL - Companhia Brasileira de Fertilizantes relevância dos saldos, o volume de transações e os sistemas contábil e de controles fluxos de caixa e o valor adicionado nas operações referentes aos exercícios findos
Santo André - SP internos da Companhia; b) a constatação, com base em testes, das evidências e dos naquelas datas, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil.
1. Examinamos os balanços patrimoniais da Cibrafértil - Companhia Brasileira de registros que suportam os valores e as informações contábeis divulgadas; e c) a 4. As demonstrações financeiras referidas no primeiro parágrafo foram elaboradas
Fertilizantes em 31 de dezembro de 2009 e 2008, e as respectivas demonstrações do avaliação das práticas e das estimativas contábeis mais representativas adotadas pela considerando-se a continuidade operacional normal dos negócios da Companhia.
resultado, das mutações do patrimônio líquido, dos fluxos de caixa e do valor Administração da Companhia, bem como da apresentação das demonstrações O plano da Administração e dos acionistas, com relação a este assunto está Luiz Carlos Nannini
adicionado correspondentes aos exercícios findos naquelas datas, elaborados sob a financeiras tomadas em conjunto. descrito na nota explicativa 1. As demonstrações financeiras não incluem Ernst & Young Contador CRC 1SP171638/O-7
responsabilidade de sua Administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma 3. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras acima referidas representam quaisquer ajustes que poderiam ser requeridos no caso de eventual paralisação Auditores Independentes S.S. Shirley Nara S. Silva
opinião sobre essas demonstrações financeiras. adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira das operações da Companhia. CRC-2-SP-015199/O-6 Contadora CRC-1BA 022.650/O-0-S-SP