Você está na página 1de 1

GI INFANTIL BIBLIOTECA ITINERANTE

12
NA
Conheça mais sobre a Festa Junina Livros chegam ao norte
Existem duas explicações para o termo festa junina. A primeira dá conta que ele teria No dia 30 de abril, durante a manhã, um evento no auditório da
surgido em função das festividades que ocorrem durante o mês de junho. Outra versão diz subestação de Montes Claros marcou a chegada da Biblioteca
que a festa tem origem em países católicos da Europa e, portanto, seriam em homenagem Itinerante da Cemig na cidade.
a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina. Diante de 50 participantes, o gerente de Relacionamento
De acordo com historiadores, essa festividade foi trazida ao Brasil pelos portugueses, Comercial e Serviços de Montes Claros _ DO/MC, Evandro Magalhães
ainda durante o período colonial, quando o Brasil foi colonizado e governado por Portugal. Dantas, abriu a solenidade de inauguração das instalações e discorreu
Nessa época, havia, no País, grande influência de elementos culturais portugueses, sobre a importância da leitura. Em seguida, a bibliotecária da
chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica das Superintendência de Comunicação Empresarial _ CE, Maria Izabel
danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de Moreira Couto, explicou aos empregados o funcionamento da
soltar fogos de artifício veio da China, região em que teria surgido a manipulação da Biblioteca Itinerante.
pólvora para fabricá-los. Da Península Ibérica teria vindo a dança de fitas, muito comum A peça teatral O vendedor de palavras foi apresentada para a
em Portugal e na Espanha. Todos esses elementos foram, com o passar do tempo, platéia com o objetivo de suscitar nela o desejo pela leitura. A biblioteca
misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros. deverá permanecer em Montes Claros de dois a três meses, e os
empregados podem pegar, por vez, até quatro livros e conservá-los em
Festas Juninas no Nordeste seu poder, enquanto a biblioteca estiver na cidade.
Embora sejam comemoradas nos quatro cantos do Brasil, na região Nordeste, as Segundo Maria Izabel, somente no primeiro dia ocorreram 35
festas ganham grande expressão. Nos estados nordestinos, o mês de junho é dedicado às empréstimos. Ela afirma que é muito bom saber que os empregados
homenagens a três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio. estão interessados em freqüentar a biblioteca e exercitar a leitura.

Comidas típicas Biblioteca itinerante


Como o mês de junho é época da colheita do milho, grande parte dos doces, bolos e A Biblioteca Itinerante foi criada em 2005, devido a uma grande
salgados típicos é feita com esse alimento. Iguarias como pamonha, cural, milho cozido, demanda de livros por empregados de cidades do interior. A intenção é
canjica, cuzcuz, pipoca, bolo de milho e broa de fubá são apenas alguns exemplos. fazer com que as pessoas se interessem mais pela literatura, tornando-
Também fazem parte do cardápio: arroz-doce, bolo de amendoim, bolo de pinhão, bom- a um hábito. Desde então, a biblioteca percorre várias cidades levando
bocado, cocada, pé-de-moleque, quentão, vinho quente e batata doce, entre outros. acervo de mais de 400 livros, técnicos e literários, de temas ecléticos e
autores diversos, além de vídeos de entrevistas e campanhas da Cemig.
Tradições
As tradições fazem parte das festividades. O mês de junho é marcado pelas fogueiras,
centro da famosa dança de quadrilhas. Os balões também compõem esse cenário, embora
sejam cada vez mais raros, em função das leis que proíbem sua soltura, cuja prática
representa grande risco de incêndios. Fonte: www.suapesquisa.com

Av. Barbacena, 1.200 - 19º andar


(31) 3506-2052 - 3506-2051 - 3506-2049
Fax: (31) 3506-2039
CLASSIFICAÇÃO: PÚBLICO

energiadagente@cemig.com.br