CEB JAMES AZEVEDO

ALUNO: ___________________________________________________
TURMA: __________ SALA: _______ TURNO: ____________

AVALIAÇÃO DE PORTUGUES
Leia o texto abaixo, de Ferreira Gullar, e responda às questões 1 a 5.
Traduzir-se
Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Traduzir uma parte
na outra parte
- que é uma questão
de vida ou morte será arte?

1. No poema o “eu” está dividido em duas partes. Copie no quadro a seguir quatro palavras ou
expressões relativas à cada uma das partes, de acordo com e exemplo.
UMA PARTE
OUTRA PARTE
todo mundo
ninguém

2. Nas expressões “Todo mundo” e “multidão”, o poeta expressa o seu lado social, o conhecido, que
obedece as regras da sociedade. E nas expressões “ninguém” e “solidão”, que lado quer revela?
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
3. Ponderar significa examinar com atenção, avaliar, pensar muito sobre alguma coisa. Delirar quer
dizer sair de si, agir de forma confusa ou sem coerência.como voce explica esses dois lados do
“eu”?
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
4. Explique com suas palavras:
Traduzir uma parte
na outra parte
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
5. Nem sempre é fácil agir de acordo com o desejo pessoal quando se está em grupo. Você concorda
que é necessário fazer as duas partes do eu se juntarem? Por quê?

_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
6. Identifique as figuras de linguagem presentes nos textos e frases abaixo:
a) Viverei para sempre ou morrerei tentando,
Onde queres prazer sou o que dói,
Residem juntamente no teu peito
um demônio que ruge e um deus que chora
E onde queres tortura, mansidão
Onde queres um lar, revolução
E onde queres bandido sou herói. (Caetano Veloso) _____________________________________________

b) Das minhas coisas cuido eu!
_______________________________________________________________

c) Meu coração é um balde despejado (Fernando Pessoa) __________________________________________
d) Lemos Machado de Assis por interesse. ______________________________________________________
e) O brasileiro somos uns apaixonados pelo futebol. _____________________________________________
f) A Bomba atômica é triste, Coisa mais triste não há Quando cai, cai sem vontade" (Vinícius de Morais)
____________________________________________________________________________________

g) Vozes veladas, veludosas vozes,
Volúpias dos violões, vozes veladas
Vagam nos velhos vórtices velozes
Dos ventos, vivas, vãs, vulcanizadas ( Cruz e Sousa) ____________________________________________

h) João estava com pressa. Preferiu não entrar. ___________________________________________________
i) O gaúcho é bravo e forte. Não fogem da luta. __________________________________________________
j) Esperando, parada, pregada na pedra do porto _________________________________________________
k) A excelente Dona Inácia era mestra na arte de judiar de crianças. _________________________________
l) O jardim olhava as crianças sem dizer nada. __________________________________________________
m) Não tinha teto em que se abrigasse. _________________________________________________________
7. (VUNESP) No trecho: "...dão um jeito de mudar o mínimo para continuar mandando o máximo", a
figura de linguagem presente é chamada:
a) metáfora
b) hipérbole
c) hipérbato
d) anáfora
e) antítese

8. Assinale a alternativa em que ocorre aliteração:
a) "Água de fonte .......... água de oceano ............. água de pranto. (Manuel Bandeira)
b) "A gente almoça e se coça e se roça e só se vicia." (Chico Buarque)
c) "Ouço o tique-taque do relógio: apresso-me então." (Clarice Lispector)
d) "Minha vida é uma colcha de retalhos, todos da mesma cor." (Mário Quintana)
e) N.d.a.

9. "Seus óculos eram imperiosos." Assinale a alternativa em que aparece a mesma figura de
linguagem que há na frase acima:
a) "As cidades vinham surgindo na ponte dos nomes."
b) "Nasci na sala do 3° ano."
c) "O bonde passa cheio de pernas."
d) "O meu amor, paralisado, pula."
e) "Não serei o poeta de um mundo caduco."

10. “ O vento está dormindo na calçada,
O vento enovelou-se como um cão...
Dorme, ruazinha... Não há nada...” ( Mário Quintana)
No primeiro verso da passagem acima, ocorre:
( ) metáfora. ( ) onomatopéia. ( ) personificação. (

) hipérbole. (

) catacrese.

11. Retire do texto ‘Traduzir-se’ uma:
a) Antítese:
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
b) Metáfora:
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful