Você está na página 1de 4
Universidade Federal de Pernambuco Centro de Tecnologia e Geociências Curso de Engenhara Eletrônica Fenômenos de

Universidade Federal de Pernambuco

Centro de Tecnologia e Geociências

Curso de Engenhara Eletrônica

de Tecnologia e Geociências Curso de Engenhara Eletrônica Fenômenos de Transportes Prof. Anderson Paiva Aula 7

Fenômenos de Transportes

Prof. Anderson Paiva Aula 7 – Exercícios de Revisão – 2ºSem/2015 – 09/10/2015

1. Explique o que é capilaridade. O que acontece no caso do mercúrio num tubo “capilar” de vidro?

2. Para o fluido estático mostrado na figura, a pressão no ponto B é de 20 kPa maior que no ponto A.

Determine o peso específico do fluido manométrico. Dados: γ A = 1,2; ρ B = 1500Kg/m³.

Dados: γ A = 1,2; ρ B = 1500Kg/m³. 3. No topo do reservatório, figura abaixo,

3. No topo do reservatório, figura abaixo, o manômetro registra a pressão efetiva de -0,122 Kgf/cm².

Os líquidos de densidades δ 1 e δ 2 não são miscíveis com a água. Obter:

a) as cotas nas colunas piezométricas A, B e C; b) a deflexão h m de mercúrio.

A, B e C; b) a deflexão h m de mercúrio. 4. Um cilindro que pesa

4. Um cilindro que pesa 500N e cujo diâmetro é 1m flutua na água, com seu eixo na vertical. A âncora

consiste de 0,23m³ de concreto de peso específico 25.000N/m³. Qual é a elevação da maré necessária

para elevar a âncora do fundo? Dados: g =9,8m/s²; ρ água = 1000Kg/m³.

5. Um tanque contém água na sua parte inferior até uma altura de 6,0m e

5. Um tanque contém água na sua parte inferior até uma altura de 6,0m e mais 5,0m de óleo (densidade

0,8) sobre a água. Qual a força exercida sobre a comporta de 1,0m por 2,0m e qual o ponto de atuação da força? (g =9,8m/s²).

2,0m e qual o ponto de atuação da força? (g =9,8m/s²). 6. A parede de um

6. A parede de um reservatório apresenta seção transversal de forma parabólica. Calcular as componentes da força horizontal e vertical que atuam sobre a parede. Dados: largura da barragem = 5,0m; z=k.x².

sobre a parede. Dados: largura da barragem = 5,0m; z=k.x². 7. Numa indústria, um eixo de

7. Numa indústria, um eixo de diâmetro “D” escorrega com velocidade “v” dentro de uma bucha de

comprimento “L” e com folga radial “e” quando uma força “F” é aplicada. Determinar a viscosidade do óleo entre o eixo e a bucha.

Determinar a viscosidade do óleo entre o eixo e a bucha. 8. Explique como pode ser

8. Explique como pode ser analisado a estabilidade de corpos total ou parcialmente submerso em

repouso.

9. Um veículo carrega um recipiente que contém água, movimentando-se com uma velocidade constante de 72Km/h. Calcular o tempo mínimo de frenagem com desaceleração constante para que

a água não transborde. Dados: g = 10m/s²; ρ = 1000Kg/m³.

não transborde. Dados: g = 10m/s²; ρ = 1000Kg/m³. 10. Um grande tanque aberto contém água

10. Um grande tanque aberto contém água e é conectado a uma tubulação de 6pés de diâmetro, como

mostrado na figura. Um plug circular é usado para vedar a circulação para a tubulação. Determinar a magnitude, direção, e localização da força da água sobre o plug.

direção, e localização da força da água sobre o plug. 11. Um fluido escoa sobre uma

11. Um fluido escoa sobre uma placa com o diagrama dado. Considere: atrito com o ar desprezível;

µ = 10 -2 N.s/m². Pede-se:

a) a equação da velocidade em função da profundidade.

b) a tensão de cisalhamento junto à placa.

profundidade. b) a tensão de cisalhamento junto à placa. 12. Uma placa de espessura desprezível e

12. Uma placa de espessura desprezível e área A 1 = 2m² desloca-se com v = 5m/s constante, na

interface de dois líquidos, tracionada por uma força F = 400N. Na parte superior ε = 1mm e o diagrama de velocidades é considerado linear. Na parte inferior, o diagrama é dado por v = ay² + by

+ c. Dados: µ 1 = 3x10 -2 N.s/m²; µ 2 = 4N.s/m². Pede-se:

a) a tensão de cisalhamento na parte superior da placa em movimento

b) a tensão de cisalhamento na face inferior da mesma placa

c) a expressão do diagrama de velocidades (v=f(y)) no fluido superior

d) a expressão do diagrama de velocidades (v=f(y)) no fluido inferior

e) a força resultante R que mantém a placa da base em repouso.

do diagrama de velocidades (v=f(y)) no fluido inferior e) a força resultante R que mantém a
1. Discursiva 2. 7100 N/m³ Universidade Federal de Pernambuco Centro de Tecnologia e Geociências Curso

1. Discursiva

2. 7100 N/m³

Universidade Federal de Pernambuco

Centro de Tecnologia e Geociências

Curso de Engenhara Eletrônica

de Tecnologia e Geociências Curso de Engenhara Eletrônica Fenômeno de Transportes Prof. Anderson Paiva Aula 7

Fenômeno de Transportes

Prof. Anderson Paiva Aula 7 – Exercícios de Revisão – 1ºSem/2015 – 15/05/2015

Respostas

3.a) y = 1,36 m; ZF = 908,64 m; hHG = 1,48 m; ZG = 908,48 m; hJI = 2,9 m; ZI = 907,9 m 3.b) hm = 0,62 m

4. h > 0,30 m

5. F = 137,2 KN; yCP = 7,048 m (com relação a altura equivalente); yCP = 8,048 m (altura real)

6. FH = 882 KN; FV = 392 KN

7. µ = F.e / (π. D. L. v)

8. Discursiva

9. t = 5s

10.

FH = 21172 lb; a força é perpendicular ao plug (horizontal para direita); yCP = 12,19 ft

11.

a) v = -0,75y² +3y + 2

11.

b) τ = 0,03 N/m²

12.

a) 150 N/m²

12.

b) 50 N/m²

12.

c) v = 5000Y

12.

d) v = 5y² +7,5y

12.

e) 60 N