Você está na página 1de 2

PRODUÇÃO

MONITORAÇÃO
Quem nunca passou
pela situação de fazer
aquela mixagem
“perfeita” no estúdio,
P arece aquele aparelho que a gente
compra, dá defeito e quando a gen-
te vai à loja reclamar, ele funciona.
Este tipo de situação se deve à moni-
toração. Isso porque o áudio viaja por
mixagem? Resposta correta: não existe. Os
grandes estúdios contam com, pelo menos,
três pares de monitores de referência. A
mixagem soa diferente em cada um deles. É
claro que, quanto maior os falantes dos
mas quando foi ouvir
duas vias. Uma vai por cabo direto para monitores, mais resposta de graves teremos,
em outro lugar não
um gravador ou então de um ponto para e a mixagem terá mais grave, ressaltando
estava tão perfeita
outro no HD no momento do bounce baixo e bumbo. Quanto menor os falantes, o
assim... O cliente
(ou renderização, ou ainda mixdown) e efeito é inverso. No entanto, imagine que
adora o resultado na não sofre influência do ambiente exter- sua mesma mixagem pode ser ouvida tanto
hora, mas depois ele no. A outra, que é a que escutamos, vai em um P.A. quanto em um par de caixinhas
liga dizendo que está por cabo, passa por um amplificador, por de computador. Pode ser escutada em
sobrando baixo, um alto falante, viaja através do ar até headphones ou em uma boate. Isso sem di-
faltando guitarra, que chegar aos nossos ouvidos. Esses três zer o som do carro. Pode ter certeza que em
tem reverb de menos, componentes não existem na primeira cada lugar desses, ela irá soar diferente.
aí ele volta para o via, normalmente afetam o que escuta- O segredo está no fato de fazer uma
estúdio para fazer os mos. O amplificador pode dar uma colo- comparação entre vários monitores e
ajustes, e quando ele ração ou distorção no som, a caixa do conseguir um resultado em que a mi-
chega, para a som idem, e a sala por onde o som viaja xagem soe equilibrada e agradável em
surpresa dos dois, a não dá distorção, mas pode além de colo- todos. E também é importante a mudan-
ração, alterar o som com reverberação, ça rápida de uma monitoração para ou-
mixagem soa bem...
comb-filtering, ondas estacionárias, re- tra para que se faça uma comparação do
flexões e outro tipo de coisas relativas ao tipo AB. No meu estúdio tenho três pares
formato, tamanho e material da sala. de monitores. Uma HHB Circle 5, uma
Vamos começar pelas caixas de som. Yamaha HS-80 e uma Creative, que
Existem milhares de caixas de som, mais para mim é uma das melhores caixas de
conhecidas como monitores. O monitor computador que existem. Por que caixas
ideal seria um que reproduzisse exata- de computador? Por que hoje muita gen-
mente o som que está sendo enviado te escuta música no computador. Ainda
para o HD. Isso ainda não existe. Os tenho um headphone AKG 460. Ou
monitores de resposta flat (os que não seja, eu tenho quatro “opiniões” diferen-
acentuam nenhuma determinada fre- tes para a minha mixagem. Se as quatro
qüência soam diferentes entre si) teori- estiverem de acordo, provavelmente eu
camente deveriam todos soar iguais. Na estarei certo. Lembre-se de que se a mi-
prática constata-se que cada fabricante xagem estiver perfeita em um dos mo-
Ricardo Mendes é produtor musical, formado e cada modelo têm características e so- nitores, mas não estiver boa nos outros,
pelo Guitar Institute of Technology, autor do noridade próprias. você provavelmente estará errado.
método Guitarra - Harmonia, Técnica e Então fica a pergunta óbvia: qual o Ter quatro monitorações diferentes
Improvisação, e professor da EM&T. monitor perfeito em que nunca irei errar a não significa um gasto do outro mundo.

58 www.backstage.com.br
PRODUÇÃO

O seu home studio ou seu estúdio prova- lantes através de vibração transmitida ao Outro ponto: se você estiver mixando
velmente já tem uma monitoração prin- pedestal que sustenta o monitor. em uma sala de alvenaria, relativamente
cipal. Caixas de computador você deve ter A sala é outro fator que influencia grande e vazia, você irá ter um pouco de
em casa, e se não tiver são bem baratas. bastante no som. Normalmente em es- reverberação natural da própria sala, e a
Qualquer aparelho de som ou microsystem truturas de home studio não existe um sua tendência será retirar um pouco do
que tenha uma entrada auxiliar pode ser grande planejamento acústico, pois o es- reverb na mixagem. É óbvio que se você
usado como uma outra referência. E existe túdio é montado em um dos cômodos da for escutar a mesma mixagem em outro
um ponto positivo nisso: é onde você costu- casa que não foi projetado originalmente ambiente que não tenha reverberação, a
ma escutar música. É uma referência bem para ser uma sala técnica ou sala de gra- sua mixagem vai soar um pouco seca.
familiar aos seus ouvidos. A quarta pode ser vação e, com certeza, apresentará algu- É possível fazer um tratamento acústi-
um headphone. Ou seja, não estamos falan- mas imperfeições quanto às reflexões do co sem gastar outros milhares de dólares.
do de milhares de dólares, mas sim de coisas som e seus efeitos na monitoração. 1 – afaste seus monitores o máximo
que você já deve provavelmente ter em A primeira coisa que se deve ser evitada possível das paredes, especialmente do
casa. O que você terá que fazer é providen- canto da sala. A distância ideal é de um
ciar uma chave dupla de três pólos e três po- metro a um metro e meio. Se isso não for
sições. O áudio entra pela chave e é dire- possível, coloque na parede que fica atrás
cionado para um dos três sistemas. Você po-
O segredo está no fato do monitor um material extremamente
deria fazer a mudança simplesmente abai- de fazer uma absorvedor e de formato difusor. Espumas
xando e aumentando o volume de cada sis- comparação entre vários do formato “caixa de ovo” ou espumas
tema de monitoração, mas isso é chato fazer monitores e conseguir próprias para isso como Sonex funcionam
e diminui a precisão da comparação AB. um resultado em que a bem. Outra boa solução é um painel de
Outro ponto importante é a posição mixagem soe um tecido grosso forrado com lã de vidro.
dos monitores. O ouvinte deve estar equilibrada e agradável 2 – Tapetes ajudam a “quebrar” a su-
posicionado no vértice de um triângulo perfície dura e reflexiva do chão. Eles
em todos
formado pelas duas caixas e ele. A dis- deixam a sala um pouquinho mais morta
tância do ouvinte tem de ser ligeiramen- e isso é bom para uma sala de mixagem.
te maior do que a distância entre os dois Uma ótima solução para “quebrar” os
falantes. Ou seja, um triângulo isóscele, é colocar os seus monitores encostados na cantos inferiores seria colocar almofadas,
quase eqüilátero. Outro fator importan- parede, pois como já foi falado antes, as fre- puffs, sofás ou poltronas “fofas”.
te: as caixas devem estar anguladas com qüências médias e altas são mais direcionais 3 – Use bass traps. Os cantos trasei-
a frente apontando para a face do ouvin- do que as graves. Isso significa que as médias ros são o lugar mais problemático da
te. A altura das caixas também é impor- e altas se projetarão para frente do alto falan- sala. Lá existe um acúmulo de fre-
tante. Os tweeters devem estar na mes- te em direção aos seus ouvidos, mas as gra- qüências graves que podem retornar e
ma altura dos ouvidos, pois as freqüênci- ves se propagam em todas as direções. Isso alterar sensivelmente a sua percepção
as altas são mais direcionais do que as quer dizer que elas irão bater na parede da sua monitoração.
graves. Outra coisa importante: se você atrás dos monitores e irão retornar a você so- 4 – Use painéis difusores no teto para
tiver uma mesa de som ou uma mesa mando com as graves que foram projetadas quebrar o paralelismo com o chão.
grande onde fica o seu monitor de com- para frente. Ou seja, você estará ouvindo 5 – Difusão e absorção nas paredes laterais.
putador, não coloque as caixas direta- mais graves do que existe no áudio que está No próximo artigo vamos falar sobre as vá-
mente sobre ela, pois a superfície da mesa sendo enviado para o HD. A tendência rias soluções (para vários tipos de bolso) que
pode causar reflexões indesejadas e mas- será retirar o excesso de graves cortando as podemos usar para atingir essas difusões e ab-
carar o som dos monitores. O ideal é colo- freqüências baixas na mixagem, mas sorções para que tenhamos uma sala mais
car os monitores sobre pedestais atrás da quando você for ouvir a mixagem em outro neutra e equilibrada para a mixagem.
mesa. Outra coisa que também ajuda: se ambiente onde as caixas não estão coladas Abraços e até lá.
puder, coloque uns pezinhos de borracha na parede, com certeza você irá sentir algu-
embaixo dos monitores, isso irá evitar dis- ma falta nos graves. A mixagem irá ficar e-mail para esta coluna:
persão de energia mecânica dos alto-fa- “magrinha” e sem peso. backstage@backstage.com.br

60 www.backstage.com.br