Você está na página 1de 4

FACULDADES INTEGRADAS CAMÕES (FICA)

CURSO: TECNOLOGIA EM ANÁLISE DE SISTEMAS


DISCIPLINA: EMPREENDEDORISMO
PROFESSOR: MARCUS ROBERTO DE OLIVEIRA

AULA dia 23/03/2010

Na aula passada...

- AVANÇOS TECNOLÓGICOS
- A fundação de uma nova ordem econômica
- Novas oportunidades de emprego existirão em atividades pouco conhecidas
hoje.

- A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) COMO PRESSUSPOSTO PARA O


DIMENSIONAMENTO DE OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS.
- A TI consiste num conjunto de equipamentos, aplicações, serviços e
tecnologias que envolvem: hardwares, softwares e netwares, que garante uma
variedades de recursos.
- A TI também garante ganhos de produtividade desde que a empresa (ou
organização) administre bem a sua base informacional e saiba aproveitar as
oportunidades que as novas tecnologias oferecem.

Na aula de hoje:

- A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) E A GESTÃO EMPRESARIAL


- Como gerenciar a TI numa oportunidade de negócio?
- Como fazer uso racional da TI enquanto estratégia de resultado? O resultado
de uma empresa expressa quantitativamente o seu lucro num contexto de
atividade comercial.
- Uma reengenharia dos processos empresariais para adequação á nova
ordem econômica fundada pelos avanços tecnológicos, tendo como referência
não só o corte quantitativo de gastos, mas também o fortalecimento da
integração dos grupos sociais que compõem uma empresa.
- A reengenharia de processos vigente foi influenciada por diversos conjuntos
de conhecimentos referentes à administração: destaque para Taylorismo,
Teoria das Relações Humanas a Teoria Sistêmica.
- TAYLORISMO
- Teoria da Administração Científica
- O Taylorismo, foi idealizado no início do século XX nos EUA por Frederick
Taylor, e compreendia a melhora dos processos empresariais de gestão a
partir da análise do trabalho e sua decomposição em partes seriais.
- A partir do Taylorismo o trabalho industrial foi fragmentado, pois cada
trabalhador passou a exercer uma atividade específica no sistema industrial. A
organização foi hierarquizada e sistematizada, e o tempo de produção passou
a ser cronometrado.
- Desde então, e cada vez mais, tempo é uma mercadoria, e o trabalhador, que
”vende” sua mão-de-obra, portanto, seu tempo, tem a incumbência de cumprir
com suas tarefas no menor tempo possível, para que possa produzir mais e
mais.
- Como pode ser observado no filme clássico “Tempos Modernos” de Charles
Chaplin, o trabalhador passa a efetuar movimentos repetitivos e bem
elementares, com o ritmo imposto pelas máquinas, e por quem as comandava.
Seus supervisores diretos cronometravam seus movimentos e observavam
quais os trabalhadores que otimizavam o próprio tempo, e portanto a produção.
Prêmios eram dados aos trabalhadores com melhor tempo/desempenho. Essa
competição promovida pelos gerentes fez com que a velocidade da produção
aumentasse cada vez mais.
- Compreendia a organização empresarial de um ponto de vista altamente
mecanicista e viam no trabalhador um elemento do sistema, racional e
maximizador de lucros.
- No entanto, a fragmentação de trabalhos evidenciou os diversos grupos
sociais de trabalho que integram uma empresa. Sobretudo no período pós-crise
de 1929, as Teorias de Relações Humanas.

- TEORIA DAS RELAÇÔES HUMANAS


- Em 1927 Elton Mayo coordenou uma experiência numa empresa de
equipamentos e componentes telefônicos, chamada Western Eletric Company,
(em Chicago, EUA) onde percebeu que os trabalhadores eram conduzidos pela
fadiga, excesso de trabalho, acidentes no trabalho, rotatividade do pessoal,
causas da má condição do local de trabalho.
- Melhoria das interações humanas dentro de pequenos grupos de trabalho e a
compreensão de suas relações sociais.
- A integração social e comportamento social dos empregados.
- As necessidades psicológicas e sociais e a atenção para novas formas de
recompensa e sanções não-materiais.
- O estudo de grupos informais e da chamada organização informal.
- O despertar para as relações humanas dentro das organizações.
- Consideração pelos aspectos emocionais e não-racionais do comportamento
das pessoas.
- A importância do conteúdo dos cargos e tarefas para as pessoas.

- TEORIA SISTÊMICA
- Década de 50: EUA
- Permitiu que a gestão empresarial pudesse evoluir no entendimento da
organização através de seus processos internos e externos.
- O desenvolvimento da teoria sistêmica nos estudos organizacionais abriu
novas possibilidades de análise para o espaço das organizações ao considerá-
las não mais como um sistema fechado, mas ao contrário disso, demonstrando
seu contínuo intercâmbio com ambiente e a influência deste na sua
estruturação.
- Possibilitou o estudo das relações entre os diversos elementos componentes
do sistema empresarial, ou seja: o objetivo do sistema, as entradas, o seu
processamento, as saídas, os mecanismo de controle do sistema e o seu
processo de retroalimentação.
- Para gestão a empresa constitui um grande processo formado por vários
subprocessos interdependes.
- Manutenção da unicidade (conjunto) e qualidade das informações envolnendo
os processos empresariais.

- A ATUAL REENGENHARIA DE PROCESSOS


- Influenciada pelo Taylorismo, pela Teoria das Relações Humanas e pela
Teoria Sistêmica.
- Para encarar novos desafios postos pela sociedade e pelo mercado, uma
empresa precisa repensar seus procedimentos operacionais. A meta é a de
tornar as pessoas e as máquinas mais eficientes. Assim será possível reduzir
custos sem prejudicar produtos e serviços. A ciência da Reengenharia
apresenta-se em três dimensões, conforme o nível hierárquico visado: a
Reengenharia de cargos ou tarefas, a Reengenharia de processos e a
Reengenharia organizacional da empresa.
- As metas fixadas genericamente pela Reengenharia são: redirecionar a
operação, reduzir os custos, melhorar a qualidade, aumentar a receita,
incrementar a orientação do cliente e ajudar na fusão de empresas.
- Tem como filosofia básica a mudança dos paradigmas empresariais atuais,
ou seja: a quebra dos padrões adotados até então na administração de
empresas, possibilitando a transformação radical na forma de organizá-las,
tonando-as eficientes, eficazes, flexíveis e voltadas para seus clientes.
- Consiste no repensar dos propósitos da empresa
- Consiste na análise profunda dos atuais processos de empresa
- Consiste na utilização de TI para modificar fundamentalmente a forma de
condução da empresa e não para simplesmente fazê-la funcionar mais rápido.
- Consiste na transformação total da empresa através do remodelamento sem
resprições de todos os processos existentes, tecnológico e sistemas
administrativos, bem como da estrutura e valores da empresa.
- Introduz um modelo de gestão voltado para os diversos processos.
- A Reengenharia dos processospossui algumas características básicas que
devem ser levadas em consideração para sua implementação:
a) objetivo estratágico
b) visão por processos de negócios
c) melhoria significativa nos resultados
d0 impacto organizacional amplo e profundo
e) esforço abrangente e multidisciplinar