Você está na página 1de 13
Setor A: Movimento circular, dinâmica do movimento circular; princípio da ação e reação e aplicações das

Setor A: Movimento circular, dinâmica do movimento circular; princípio da ação e reação e aplicações das leis de Newton B: Teorema da energia cinética, teorema da conservação de energia mecânica;

Setor A: Movimento circular, dinâmica do movimento circular; princípio da ação e reação e aplicações das

1. (PUC-SP) Leia a tira abaixo.

Calvin,

o garotinho assustado da tira,

é muito

pequeno para entender que pontos situados a diferentes distâncias de centro de um disco em

rotacão têm:

  • a) mesma frequência, mesma velocidade angular

e mesma velocidade linear.

  • b) mesma frequência, mesma velocidade angular

e diferentes velocidades lineares.

  • c) mesma frequência, diferentes velocidades

angulares e diferentes velocidades lineares.

  • d) diferentes frequências, mesma velocidade

angular e diferentes velocidades lineares.

  • e) diferentes frequências, diferentes velocidades

angulares e mesma velocidade linear.

2. Uma polia A, de raio 8 cm, é ligada por uma correia à uma polia B, de raio 20 cm. Não havendo deslizamento enquanto giram, o período da polia A é de 0,50 s. Determine o período de rotação da polia B.

Setor A: Movimento circular, dinâmica do movimento circular; princípio da ação e reação e aplicações das

3. Determine o período e a frequência do disco A, sabendo que o disco B tem velocidade angular = 30rad/s. Dados: R A = 4m e R B = 2,5m.

A B
A
B

4.(Enem) As cidades de Quito e Cingapura encontram-se próximas à linha do equador e em pontos diametralmente opostos no globo terrestre. Considerando o raio da Terra igual a

6370 km, pode-se afirmar que um avião saindo de Quito, voando em média 800 km/h, descontando as paradas de escala, chega a Cingapura em aproximadamente:

  • a) 16 horas.

  • b) 20 horas.

  • c) 25 horas.

  • d) 32 horas.

  • e) 36 horas

. 5.Um avião de brinquedo

é

posto a girar num plano horizontal

preso

a

um

fio

de

comprimento 4,0 m. Sabe-se que o fio suporta uma tração máxima de valor 20 N. Sabendo-se que a massa do avião é 0,8 kg, qual a máxima velocidade que pode ter o avião, sem que ocorra o rompimento do fio?

. 6.Uma bola de aço de massa 0,5 kg, presa a um fio inextensível de comprimento igual a 1,5 m, descreve uma circunferência vertical de raio igual ao comprimento do fio. Quando passa pelo ponto inferior, sua velocidade é 3 m/s. Determine a intensidade da tração do fio nesse ponto. Considere g = 10 m/s².

. 7.(PUC-MG) A respeito das leis de Newton, são feitas três afirmativas:

  • I. A força resultante necessária para acelerar, uniformemente, um corpo de massa 4,0kg,

de 10m/s para 20m/s, em uma trajetória retilínea, em 5,0s, tem módulo igual a 8,0N.

II. Quando uma pessoa empurra uma mesa, ela não se move, podemos concluir que a força de ação é anulada pela força de reação. III. Durante uma viagem espacial, podem-se desligar os foguetes da nave que ela continua a se mover. Esse fato pode ser explicado pela primeira lei de Newton. Assinale:

  • a) se todas as afirmativas estiverem corretas.

  • b) se todas as afirmativas estiverem incorretas.

  • c) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas.

  • d) se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas.

  • e) se apenas as afirmativas II e III estiverem corretas

. 8.PUC-MG) De acordo com a terceira lei de Newton, a toda força corresponde outra igual e oposta, chamada de reação. A razão por que essas forças não se cancelam é:

  • a) elas agem em objetos diferentes.

  • b) elas não estão sempre na mesma direção.

  • c) elas atuam por um longo período de tempo.

  • d) elas não estão sempre em sentidos opostos.

9.(UFPel) Analise a afirmativa a seguir:

Em uma colisão entre um carro e uma moto, ambos em movimento e na mesma estrada, mas em sentidos contrários, observou-se que após a colisão a moto foi jogada a uma distância maior do que a do carro. Baseado em seus conhecimentos sobre mecânica e na análise da situação descrita acima, bem como no fato de que os corpos não se deformam durante a colisão, é correto afirmar que, durante a mesma:

  • a) a força de ação é menor do que a força de reação, fazendo com que a aceleração da

moto seja maior que a do carro, após a colisão, já que a moto possui menor massa.

  • b) a força de ação é maior do que a força de reação, fazendo com que a aceleração da

moto seja maior que a do carro, após a colisão, já que a moto possui menor massa.

  • c) as forças de ação e reação apresentam iguais intensidades, fazendo com que a

aceleração da moto seja maior que a do carro, após a colisão, já que a moto possui menor massa.

  • d) a força de ação é menor do que a força de reação, porém a aceleração da moto, após a

colisão, depende das velocidades do carro e da moto imediatamente anteriores a colisão.

  • e) exercerá maior força sobre o outro aquele que tiver maior massa e, portanto, irá adquirir

menor aceleração após a colisão.

10.(Acafe-SC) A folha de São Paulo de 9/5/2000, apresentou uma reportagem sobre a descoberta de “novos candidatos a planetas distantes do sistema solar” com os dizeres:

“Cada candidato foi descoberto na órbita de uma estrela. Essa detecção é feita de forma indireta, ou seja, os astrônomos não veem os planetas, mas sim pequenas oscilações que eles causam nas estrelas que orbitam. Assim como um planeta é atraído gravitacionalmente pela estrela, fazendo com que ele se mova ao seu redor, a estrela também é atraída pelo planeta, tendo assim pequenas

oscilações. É exatamente o estudo dessa ‘dança’ da estrela que ajuda a ‘ver’ o planeta” O trecho em negrito é uma aplicação do(a):

  • a) Princípio de Arquimedes

  • b) Lei de Newton da ação e reação

  • c) Princípio da conservação da energia

  • d) Lei de Faraday

  • e) Lei da Reflexão da Luz

11.(ITA-SP) Um balão preenchido com gás tem como hóspede uma mosca.

a) a força de ação é menor do que a força de reação, fazendo com que

Um balão preenchido com gás tem como hóspede uma mosca. O balão é conectado a uma balança por meio de um fio inextensível e de massa desprezível, como mostra a

figura a seguir. Considere que o balão se move somente na direção vertical e que a balança fica em equilíbrio quando a mosca não está voando. Sobre a condição de equilíbrio da balança, pode-se concluir que:

  • a) se a mosca voar somente na direção horizontal, a balança ficará em equilíbrio.

  • b) o equilíbrio da balança independe da direção de vôo da mosca.

  • c) a balança só ficará em equilíbrio se a mosca permanecer no centro do balão.

d)

se a mosca voar somente na direção vertical a balança jamais ficará em equilíbrio.

 

e)

a balança só ficará em equilíbrio se a mosca não estiver voando

12.(UFPEL- RS) Um pescador possui um barco a vela que é utilizado para passeios turísticos. Em dias sem vento, esse pescador não conseguia realizar seus passeios. Tentando superar tal dificuldade, instalou, na popa do barco, um enorme ventilador voltado para a vela, com o objetivo de produzir vento artificialmente. Na primeira oportunidade em que utilizou seu invento, o pescador percebeu que o barco não se movia como era por ele esperado. O invento não funcionou!

d) se a mosca voar somente na direção vertical a balança jamais ficará em equilíbrio. e)
 

A razão para o não funcionamento desse invento é que

a)

a força de ação atua na vela e a de reação, no ventilador.

b)

a força de ação atua no ventilador e a de reação, na água.

c)

ele viola o princípio da conservação da massa.

d)

as forças

que

estão

aplicadas no barco formam

um sistema cuja resultante

é

nula.

 

e)

ele não produziu vento com velocidade suficiente para movimentar o barco.

 

13.(ETEC-SP)

 

A maçã, alimento tão apreciado, faz parte de uma famosa lenda ligada à biografia de Sir Isaac Newton. Ele, já tendo em mente suas Leis do Movimento, teria elaborado a Lei da Gravitação Universal no momento em que, segundo a lenda, estando Newton ao pé de uma macieira, uma maçã lhe teria caído sobre sua cabeça. Pensando nisso, analise as afirmações:

I. Uma maçã pendurada em seu galho permanece em repouso, enquanto duas forças de mesma intensidade, o seu peso e a força de tração do cabinho que a prende ao galho, atuam na mesma direção e em sentidos opostos, gerando sobre a maçã uma força resultante de intensidade nula. II. Uma maçã em queda cai mais rápido quanto maior for a sua massa já que a força resultante, nesse caso chamada de peso da maçã, é calculada pelo produto de sua massa pela aceleração da gravidade. III. A maçã em queda sofre uma ação do planeta Terra, denominada força peso, que tem direção vertical e o sentido para baixo, e a maçã, por sua vez, atrai a Terra com uma força de mesma intensidade e direção, contudo o sentido é para cima.

É correto o que se afirma em

  • (A) I, apenas.

  • (B) II, apenas.

  • (C) I e III, apenas.

  • (D) II e III, apenas.

  • (E) I, II e III.

14.(PUC-RS) Vamos supor que você esteja em um supermercado, aguardando a pesagem de uma quantidade de maçãs em uma

14.(PUC-RS) Vamos supor que você esteja em um supermercado, aguardando a pesagem de uma quantidade de

balança de molas cuja unidade de medida é o quilograma-força. A leitura da balança corresponde:

  • a) ao módulo da força normal,

pois essa

é

a força

de interação

entre as

maçãs e

a

balança, cujo valor é supostamente igual ao do módulo do peso das maçãs.

  • b) tanto ao valor do módulo da força peso quanto ao do módulo da força normal, pois

ambas constituem um par ação-reação, segundo a terceira lei de Newton.

  • c) ao módulo do peso das maçãs, pois essa é a força de interação entre as maçãs e a

balança.

  • d) ao módulo da força resultante sobre as maçãs.

  • e) à quantidade de matéria de maçãs.

15.(UNIRIO-RJ) Um objeto está suspenso ao teto de uma sala por meio de dois fios como mostra a figura.

14.(PUC-RS) Vamos supor que você esteja em um supermercado, aguardando a pesagem de uma quantidade de

A força resultante que age sobre o objeto é representada por:

14.(PUC-RS) Vamos supor que você esteja em um supermercado, aguardando a pesagem de uma quantidade de

16.Questão Um esqueitista de massa 50 kg, partindo do repouso, desce uma rampa curva de altura vertical de 5 m, conforme mostra a ilustração abaixo.

Supondo que o atrito seja desprezível e g =10 m/s², determine a velocidade do esqueitista no

Supondo que o atrito seja desprezível e g =10 m/s², determine a velocidade do esqueitista no ponto mais baixo da trajetória.

Supondo que o atrito seja desprezível e g =10 m/s², determine a velocidade do esqueitista no

17. Com essa o Garfield não contava!!! Será que ele vai aprender a lição? Suponha que a mola é ideal e que estava comprimida de 35 cm. Considerando a constante elástica da mola igual 1,2 x 10 4 N/m, assinale a opção que expressa a ordem de grandeza da energia potencial elástica, em Joules, armazenada na mola.

1 a) 10 2 b) 10 3 c) 10 4 d) 10 5 e) 10
1
a)
10
2
b)
10
3
c)
10
4
d)
10
5
e)
10

18.Considerando que na tirinha acima, a massa da melancia seja 5 kg e é abandonada de uma

altura de 5 m num local onde a gravidade é g = 10 m/s². A velocidade máxima que ela chega ao solo e sua respectiva energia cinética é:

  • a) 5 m/s e 150 J

  • b) 10 m/s e 250 J

  • c) 15 m/s e 300 J

  • d) 20 m/s e 350 J

  • d) 25 m/s e 4000 J

19.
19.

Thor é um super-herói que possui um martelo com poderes mágicos, chamado Mjolnir.

Considere que o poderoso Thor gira seu martelo descrevendo numa trajetória circular de raio 1,0 m com uma frequência de 1 MHz e num dado momento o lança para acertar o Hulk, outro herói que integra “Os Vingadores”.

19. Thor é um super-herói que possui um martelo com poderes mágicos, chamado Mjolnir. Considere que

A velocidade de lançamento de Mjolnir, nessas condições é:

  • a) .10 5 m/s

  • b) .10 5 m/s

  • c) .10 6 m/s

  • d) 2.10 6 m/s

  • e) .10 7 m/s

Questão 20. Uma atração muito popular nos circos é o “Globo da Morte”, que consiste numa gaiola de forma esférica no interior da qual se movimenta uma pessoa pilotando uma motocicleta conforme a figura. Considere um globo de raio R = 3,6 m (cuidado, a altura não é essa! pense um pouquinho). Para efeitos práticos, considere 100 kg a massa do conjunto piloto + motocicleta e g = 10 m/s². A velocidade mínima no ponto C da figura é 6m/s. Determine a energia mecânica total do conjunto moto+motocicleta no ponto C.

19. Thor é um super-herói que possui um martelo com poderes mágicos, chamado Mjolnir. Considere que

Questão 21. João, Pedro e Marcos observem um ponto P na borda de um disco que gira em um plano horizontal (figura). João se encontra acima do disco, sobre seu eixo, Pedro está no mesmo plano do disco e Marcos entre João e Pedro. A alternativa que melhor indica como seriam as trajetórias do ponto P observadas por João, Marcos e Pedro, respectivamente é:

a) b) c) d) e) 22. Considere a massa de Calvin 40 kg e a altura

a)

b)

a) b) c) d) e) 22. Considere a massa de Calvin 40 kg e a altura
c) d) e)
c)
d)
e)

22. Considere a massa de Calvin 40 kg e a altura vertical da escada h = 1,8 m. adote a aceleração da gravidade local g = 10 m/s². I – A energia potencial gravitacional para o garoto no alto da escada é de Ep = 720 J II – A velocidade com que Calvin chega ao solo é de 1,8 m/s desprezando o atrito e as forças dissipativas III – O tempo de queda do garoto leva 0,6s

É correto o que se afirma em:

  • a) I apenas

  • b) I e II apenas

  • c) I e III apenas

  • d) II e III apenas

  • e) I, II e III

É correto o que se afirma em: a) I apenas b) I e II apenas c)

23. Supondo que o peso de Garfield seja de 50 N e que sua altura em relação ao nível de referência do solo seja de 2,5 m, podemos concluir que a energia potencial elástica da cortina quando enrolada sobre ele seja de:

a)

50 N

b)

75 N

c)

100 N

d)

125 N

e)

150 N

Questão 24

Questão 25

É correto o que se afirma em: a) I apenas b) I e II apenas c)
Questão 27. (ENEM –2006) A figura ao ilustra uma gangorra de brinquedo feita uma vela. A

Questão 27. (ENEM –2006) A figura ao

ilustra uma gangorra de brinquedo feita uma vela. A vela é acesa nas duas extremidades e, inicialmente, deixa-se

das

extremidades

mais

baixa

que

a

A combustão da parafina da extremidade

baixa provoca a fusão. A parafina da extremidade mais baixa da vela pinga rapidamente que na outra extremidade. pingar da parafina fundida resulta na diminuição da massa da vela na extremidade mais baixa, o que ocasiona inversão das posições. Assim, enquanto queima, oscilam as duas extremidades. brinquedo, observa-se a seguinte seqüência de transformações de energia:

Questão 26

lado com uma outra. mais mais O a a vela Nesse
lado
com
uma
outra.
mais
mais
O
a
a vela
Nesse

a)

energia resultante de processo químico _ energia potencial gravitacional _ energia

cinética

 

b)

energia potencial gravitacional _ energia elástica _energia cinética

 

c)

energia

cinética

_

energia

resultante

de

processo

químico

_

energia

potencial

gravitacional

 

d)

energia mecânica _ energia luminosa _ energia potencial gravitacional

 

e)

energia resultante do processo químico _ energia luminosa _ energia cinética

 
Questão 29.
Questão 29.

Questão 28. (FATEC 2002) Um bloco de massa 0,60kg é abandonado, a partir do repouso, no ponto A de uma pista no plano vertical. O ponto A está a 2,0m de altura da base da pista, onde está fixa uma mola de constante elástica K = 150 N/m. São desprezíveis os efeitos do atrito e adota-se g=10m/s 2 a) Qual o valor da energia potencial máxima? b) Calcule a velocidade máxima atingida pelo bloco c) Sendo a energia potencial elástica dada por k.x 2 /2, determine a medida x na mola após ser pressionada pelo bloco

Considere a massa de Calvin 40 kg e a altura vertical do brinquedo H = 1,8 m. adote a aceleração da gravidade local g = 10 m/s². I – O tempo de descida do garoto leva 0,6s II – a energia potencial gravitacional para o garoto sentado é de Ep = 720 J III – a velocidade máxima de chegada tanto para Calvin quanto para um garoto cuja massa seja de 80 kg é de 6 m/s, desprezando o atrito e as forças dissipativas É correto o que se afirma em:

  • a) I apenas

  • b) I e II apenas

  • c) I e III apenas

  • d) II e III apenas

  • e) I, II e III

Questão 30. (ENEM) Na preparação da madeira em uma indústria de móveis, utiliza- se uma lixadeira constituída de quatro grupos de polias, como ilustra o esquema ao lado. Em cada grupo, duas polias de tamanhos diferentes são interligadas por uma

correia provida de lixa. Uma prancha de madeira é empurrada pelas polias, no sentido A _ B (como indicado no esquema), ao mesmo tempo em que um sistema é acionado para frear seu movimento, de modo que a velocidade da prancha seja inferior à da lixa. O equipamento acima descrito funciona com os grupos de polias girando da seguinte forma:

  • (A) 1 e 2 no sentido horário; 3 e 4 no sentido anti-horário.

  • (B) 1 e 3 no sentido horário; 2 e 4 no sentido anti-horário.

  • (C) 1 e 2 no sentido anti-horário; 3 e 4 no sentido horário.

  • (D) 1 e 4 no sentido horário; 2 e 3 no sentido anti-horário.

  • (E) 1, 2, 3 e 4 no sentido anti-horário.

Questão 30. (ENEM) Na preparação da madeira em uma indústria de móveis, utiliza- se uma lixadeira
Questão 30. (ENEM) Na preparação da madeira em uma indústria de móveis, utiliza- se uma lixadeira

Questão 31. (FATEC 2002) Um bloco de massa 0,60kg é abandonado, a partir do repouso, no ponto A de uma pista no plano vertical. O ponto A está a 2,0m de altura da base da pista, onde está fixa uma mola de constante elástica K = 150 N/m. São desprezíveis os efeitos do atrito e adota-se g=10m/s 2

  • a) Qual o valor da energia potencial máxima?

  • b) Calcule a velocidade máxima atingida pelo

bloco

  • c) Sendo a energia potencial elástica dada por

k.x 2 /2, determine a medida x na mola após ser pressionada pelo bloco Questão 32. (UFPB) Um esquiador desliza sem atrito por uma pista de esqui, mostrada na figura a seguir, sob a ação apenas da gravidade. Ele parte do repouso do ponto A e passa pelos pontos B e C, mantendo sempre o contato com a pista.

Questão 30. (ENEM) Na preparação da madeira em uma indústria de móveis, utiliza- se uma lixadeira

Os valores das energias mecânica (E), cinética (K) e potencial (U) do esquiador são representados por colunas verticais, em que o comprimento da parte sombreada é proporcional a esses valores. Com base nessas informações, analise os diagramas numerados de I a VI.

Os diagramas que melhor representam a distribuição energética, nos pontos A, B e C, respectivamente, são:

Os diagramas que melhor representam a distribuição energética, nos pontos A, B e C, respectivamente, são:

  • a) I, IV e V

  • b) II, IV e VI

  • c) II, III e V

  • d) I, II e III

  • e) I, II e V

Bons estudos!