Você está na página 1de 32

Revista

Tai Chi Brasil


Edição nº 3 - Janeiro/Fevereiro 2010 - Distribuição gratuita e dirigida
www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

Tai Chi Chuan


Estilo Chen

Fernando De Lazzari Tarcísio Tatit Sapienza


“A importância de conhecer profundamente “Liu Pai Lin,
a arte do Tai Chi para ensinar” O Mestre do Tao”
Pratique Tai Chi Chuan!

João Pedro Sol Sandi


7 anos
natural de Caxias do Sul, RS
local da foto: Praça do Japão
Curitiba, Paraná

LOCAIS DE PRÁTICA

Brasil e mundo
www.fotoserumos.com/
aipt_locais.htm
Revista
Tai Chi Brasil Sumário
revistataichibrasil.com.br
Caixa Postal 2233
Curitiba - PR - 80011-970 - Brasil 7 Estilo Chen de Tai Chi
Edição nº 3 jan/fev 2010 As histórias e experiências de seus praticantes
® Todos os direitos reservados
Registro nº 401.197 19 Tai Chi Chuan - Família Yang
4° ofício de registro de documentos Forma longa tradicional estilo Yang (Parte III)
editor
jornalista responsável diplomado
levis litz - mtb 3865/15/52v pr
21 Tai Chi Chuan - 2º Tratado
colaboraram nesta edição
Cheng Man-Ching: compreendendo o oculto e o físico
anderson rosa, aparecido de lira,
arthur dalmaso, bill douglas, bruno davanzo,
chang yuan chiang, eduardo molon,
22 Tai Chi Chuan - Princípios
eliane cardoso, élen natis, elli nowatzki, Os 10 princípios de Yang Cheng Fu (Parte III)
estevam ribeiro, fernando de lazzari,
liana netto, marcelo sato, natalia krause,
niall o´floinn, tarcisio tatit sapienza 23 Tai Chi Pai Lin
e valesca giordano litz.

agradecimentos
Liu ai Lin - o Mestre do Tao
adriane smythe, asanga josé cechin,
augusto svolenski, begoña javares,
eliabe serafim ferreira, fabio augusto furrier,
24 Tai Chi - Estilo Lam Kam
felim, flávio pontes, francis, gráinne, Forma do pequeno círculo (Parte III)
karen egan, j. corral, joão pedro sol sandi,
john vanko, josé luiz de castro junior,
josé onofre nunes, jussara m. dos santos, 26 Tai Chi Chuan - Níveis
luci hayashi, luiza ines wisniewski, Os cinco níveis de habilidade (Parte III)
marinei gabardo, maureen rabbitt,
moizes torquato, naiana bregolato bossle,
padraig higgins, pat doyle, roberto levy,
ronise santiago, soraya lacerda,
28 Opinião
sérgio (peng lai brasil), vilmar henemann A importância de conhecer profundamente
e wang hai jun. a arte do Tai Chi Chuan para ensinar
revisão
viviane giordano
29 Para a Ciência...
contato | publicidade Efeitos do Tai Chi nos sintomas de fibromialgia
revistataichibrasil@hotmail.com
levislitz@gmail.com
31 Aprendendo Chinês
Distribuição gratuita e dirigida. A reprodu-
ção parcial ou total dos textos é permitida
Traço a traço: wu shu (arte marcial)
desde que citada a fonte e autoria. Não são
de responsabilidade desta revista os artigos
de opinião e também as opiniões emitidas
32 Neijing Tu
em entrevistas e depoimentos, por não O diagrama das passagens internas do homem
representarem, necessariamente, o pensa-
mento do editor. Por questões de espaço, SEÇÕES
objetividade e clareza, a equipe editorial
reserva-se o direito de resumir os textos 4 CARTAS
recebidos. Foto com pouca definição é de 6 EDITORIAL
responsabilidade do autor. Os exemplares 17 RÁDIO CORREDOR
impressos em papel desta publicação serão 25 LIVROS
doados para bibliotecas públicas.
30 PONTO DE VISTA
Cartas
Revista Tai Chi Brasil: Caixa Postal 2233, Curitiba - Paraná - Brasil. CEP: 80011-970.
revistataichibrasil@hotmail.com ou levislitz@gmail.com
Por questões de espaço, a equipe editorial reserva-se o direito de resumir mensagens, depoimentos e textos recebidos.

“Acho muito legal a disponível para venda no portal www.


Foto: LL

concretização da Revista Tai Chi tao.org.br. Mas quero principalmente


Brasil. Eu conheço o Tai Chi a mais parabenizá-lo e a todos da sua
ou menos dois anos e sinto falta de equipe pelo trabalho que iniciaram e
informação. Até os livros, a literatura certamente terá sempre as bênçãos do
parece ser bem escassa. Que bom que Tao e muito êxito. Profundidade, bom
a revista está aí ajudando a divulgar gosto, riqueza de conteúdo, difusão de
essa grande arte, transmitindo conhecimento, simplicidade, beleza
ensinamentos para pessoas como eu de cores, ... tudo com gosto e cheiro
que já fizeram o Tai Chi parte de sua de música e poesia, só a energia do
vida. Paz e Luz!” Tai Chi Chuan para tão bem juntar.
Walter Martinez Weinheb Parabéns! O Tao agradece e o público
leitor também.”
“Grata pela rapidez em José Milton de Oliveira
mandar a cópia das revistas. Parabéns, Brasília, DF
as revistas estão ótimas, gostei muito.
Naiana Bregolato Bossle. Vocês realmente estão contribuindo “Só tenho a agradecer por
Praticante de Tai Chi da Alquimia Interna
Taoísta. Sistema Mantak Chia. com essa iniciativa para que a grande mais este presente seu oferecido a
-------------------------------------------------------- família do Tai Chi todos que praticam o Tai Chi Chuan,
“Tive a grata surpresa de obter se conheça melhor.” esta revista é o que há de melhor que
um espaço com informações de quali- Begoña Javares faltava para todos.”
dade sobre temas de interesse essencial Petrópolis, RJ Marcio Zaqueu
para todos (creio) aqueles que amam e Professor de Tai Chi Chuan
praticam essa preciosa arte chinesa - O “É maravilhoso saber que São Sebastião do Paraíso, SP
Tai Chi. Fiquei feliz por saber da pu- agora temos um revista de tamanha
blicação de uma revista voltada para o qualidade a nossa disposição. Parabéns “Muito obrigado pela pronta
tema, inclusive disponível em formato por esse incentivo, realmente é o que atenção. Parabéns pela iniciativa da edi-
digital. Quero parabenizá-lo pela ini- estava faltando. Muito sucesso. Já ção da Revista, que vai ser um sucesso.”
ciativa da publicação.” aguardo ansioso o próximo. Paz!” Antonio Vilhena
Elton Severino da Silva Barbosa Membro da Federação de
Montes Claros, MG
Recife, PE Tai Chi Chuan - Rio de Janeiro
“Parabéns!!! Maravilha! Gos-
“Revista Tai Chi Brasil. “Anos atrás tive a oportunidade
tei muito das matérias, Liu Pai Lin...
Aproveito a oportunidade para de praticar diretamente com o Mestre
tudo de bom !!! O formato, conteúdo,
agradecer. Um material realmente Pai Lin e isso me acompanha até
muito bom.”
precioso. É uma revista feita com agora. Eu estou vivendo na Alemanha
Eda Machado
muita seriedade e competência. e mantenho contato com praticantes da
Rio de Janeiro, RJ
Tenham muito sucesso nesse arte do Tai Chi da linha do Mestre no
empreendimento.” Uruguai e Argentina. Felicito a vocês
“Tivemos a satisfação de
Marinei Gabardo dos Santos pelo maravilhoso empreendimento
receber a segunda edição da publicação
e estamos procurando divulgar entre Curitiba, PR de sua revista, na verdade eu estava
aqueles interessados pelo Tai Chi. esperando que o fato fora um dia
Continuem firmes!” “Muito obrigado pela realidade em seu país, sabia que tal
Ernani Franklin referência ao livro “Tai Chi – Saúde dia chegaria.”
P/ Grupo Tai Chi Pai Lin do Ser” nesta segunda edição da Miguel Cabello
Bahia Revista Tai Chi Brasil. Ele está Alemanha

4 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Cartas
Foto: LL

“A segunda edição da “Fiz a impressão da Revista


Revista Tai Chi Brasil ficou ótima. que está fazendo bastante sucesso
A matéria sobre o Grão Mestre Yang em minha academia. Sendo assim,
Zhenduo foi merecida, pois este farei sempre uma cópia para deixá-
grande Mestre é um tesouro vivo e la a disposição dos meus alunos
um grande exemplo a ser seguido. praticantes de Tai Chi e para
Meus parabéns pela excelente visitantes.”
qualidade da revista.” Shifu Élen Natis
Prof. Fernando De Lazzari Peng Lai Brasil - Artes Marciais
EQUILIBRIUS Tradicionais Chinesas
Centro de Tai Chi Chuan, www.penglai.com.br
Acupuntura e Cultura Oriental São Paulo - SP
www.taichichuan.com.br
Ribeirão Preto, SP “Fiquei encantada com a Anderson Rosa.
iniciativa! Sou aluna da Georgia Praticante de Tai Chi Estilo Lam Kam Chuen.
“Venho através deste e-mail Welp e busquei a revista para ler --------------------------------------------------------
elogiar essa revista que me ajudou a o artigo dela, mas minha surpresa
entender um bocado de coisas.Tenho foi grande ao ver a qualidade das “Sou professor de Taijiquan
22 anos e comecei a praticar Kung Fu matérias, o cuidado com os temas e e um dos diretores do IFTB - Ins-
a 5 meses. Meu mestre já começou a o aprofundamento de todo o material tituto de Formação de Taijiquan de
me ensinar Tai Chi Chuan, além de e das imagens. Espero que venham Brasília. Aproveito para parabenizá-
outros estilos, e vejo que isso é muito muitas e muitas edições!” lo pela excelente contribuição da re-
mais sério do que eu imaginava, e Debora Luz vista Tai Chi Brasil na divulgação e
como tenho asma as expectativas são Porto Alegre, RS promoção desta arte tão importante
grandes para a melhora.... mandei essa
para a saúde dos brasileiros.”
revista para ele também e os elogios “Obrigada por esta enxurrada
Magno Bueno
não foram poucos... então gostaria de informações que tão gentilmente
Brasília, DF
de agradecer pelo envio da revista compartilha com os outros. Vi no seu
e com certeza ficarei atento para as livro que foi aluno do prof. Cézar.
“Sou aluno e instrutor de
próximas edições. PARABÉNS!” Foi exatamente assim que comecei o
Tai Chi, acho que por volta de 1990, Tai Chi Chuan do Prof. Márcio
Anderson de Meneses Floriano
na Padre Machado. Cursei por um Luiz Zaqueu, aluno do Mestre
Foto: Acervo/Élen Natis ano as aulas de sábado com o prof. Chan Wan San na qual a revista
Cézar, o assistente Adalberto e a Tai Chi Brasil trouxe uma matéria
coordenadora Luiza. Naquela época sobre sua trajetória dentro das artes
o mestre Pai Lin dava palestras, mas marciais. Vocês estão de parabéns
eu ainda não tinha compreendido pelas matérias apresentadas. É
a real dimensão do Tai Chi e perdi uma fonte rica de informações, que
esta grande oportunidade. Anos mais impulsionará cada vez mais a prática
tarde voltei às aulas com o prof. desta arte marcial que está crescendo
Shioda, discípulo do Pai Lin, a quem cada vez mais no Brasil e no mundo.
muito devo. Há seis anos no interior, Que Deus ilumine a todos.
alterno períodos em que pratico e Alexandre
estudo sozinha, por isso agradeço
todo material enviado que me puxa --------------------------------------------------------
de volta para meu caminho.” Mande seu comentário, sugestão,
Sérgio. Aluno da Peng Lai Brasil - Artes
Inês fotos, opinião e depoimento.
Marciais Tradicionais Chinesas. São Paulo,SP. Bom Jesus dos Perdões, SP Participe, escreva pra gente!
-------------------------------------------------------- --------------------------------------------------------

www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 5
Editorial
Praticar Tai Chi é bom,
mas de que forma? Revista Tai Chi Brasil
O Tai Chi Chuan (Tai Ji Quan), apesar da sua popularidade, Bibliotecas & Acervos
até mesmo hoje em dia ainda costuma ser visto como uma
“ginástica light” para idosos. É irrefutável que sua prática regular Campinas, São Paulo
proporciona benefícios para a saúde a todos aqueles que o Equilibrius - Centro de Tai Chi Chuan,
praticam, não importando a idade. Acupuntura e Cultura Oriental
Se o Tai Chi fosse apenas terapêutico, já teria sido um nobre Av. Oscar Pedroso Orta, 222. Barão Geraldo.
legado para a qualidade de vida de todos, entretanto, o Tai Chi vai -------------------------------------------
muito além disso, sua prática firme e forte pode levar o praticante Curitiba, Paraná
a “tocar o inatingível”, a “sentir o impensável” e a “conquistar
Biblioteca Pública do Paraná
novos limites”, seja no âmbito emocional, corporal, mental, Rua Cândido Lopes, 133. Centro.
filosófico e marcial. O Tai Chi não fragmenta suas benesses; é
pleno, completo e indivisível. Academia Paramitta
Av. Visc do Rio Branco, 84. Mercês.
Praticar o Tai Chi é bom, mas... de que forma? Com esse
questionamento sincero e sem pré-conceito é que procuramos Colégio Estadual do Paraná
nos aproximar do horizonte. Nesta edição a matéria principal, por Rua João Gualberto, 250. Alto da Glória.
exemplo, aborda, não um mestre específico, mas o Estilo Chen de Colégio Medianeira
Tai Chi; historicamente o mais antigo. A propósito, o praticante Av. José Richa, nº 10546. Prado Velho.
que se encontra na capa é um professor desse estilo, Niall
Nutribioforma
O´Floinn. Foi na residência dele, na Irlanda, entre a pausa de uma R. Jaime Balão,1150. Casa 1. Hugo Lange.
prática e outra do Tai Chi Chuan, que nasceu a Revista Tai Chi
Brasil. Nada mais correto do que homenagear sua boa vontade em SESC Paraná – Unidade Água Verde
prol da promoção dessa arte. Av. República Argentina, 944. Água Verde.
Afinal, investir no Tai Chi Chuan é estar consciente de poder -------------------------------------------
melhorar a nossa sociedade como um todo. Por isso, independente Uberlândia, Minas Gerais
de qual Forma de Tai Chi você faça, vá praticar! Mas, antes, Academia Budô Kan
aventure-se um pouquinho ao longo dessas páginas. Rua Benjamin Monteiro, nº 64. Centro.
Boa leitura! -------------------------------------------
Levis Litz Ribeirão Preto, São Paulo
O editor
Equilibrius - Centro de Tai Chi Chuan,
Acupuntura e Cultura Oriental
Rua Cerqueira César, 1825. Jd. Sumaré.
Contatos
-------------------------------------------
Revista Tai Chi Brasil - RTCB São Paulo, São Paulo
. website: www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
. e-mail e msn: revistataichibrasil@hotmail.com Peng Lai Brasil - Artes Marciais
. twitter: http://twitter.com/revistataichi Tradicionais Chinesas.
. orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=92660461 Av. Deputado Emílio Carlos, 121
Bairro do Limão.
Editor
. e-mail: levislitz@gmail.com | . msn: levislitz@hotmail.com -------------------------------------------
. twitter: http://twitter.com/LevisLitz Avise a gente!
. orkut: www.orkut.com/Profile.aspx?uid=11558296558846812654
. facebook: www.facebook.com/people/Levis-Litz/1108928437 Sua biblioteca tem um exemplar
. blog: http://levislitz.blogspot.com
. youtube: http://www.youtube.com/levislitz impresso da Revista Tai Chi Brasil?
. webpage: www.fotoserumos.com/levislitz_taichi -------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------
www.revistataichibrasil.com.br
Caixa Postal 2233, Curitiba, PR, CEP: 80011-970. Brasil

6 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Tai Chi Chuan Estilo Chen
O início do Taijiquan Estilo Chen no Rio de Janeiro
Texto e fotos: Estevam Ribeiro
Representante da CXWTABR
Chen Xiaowang World Taijiquan Association - Brasil
cxwtabr@gmail.com Abril 1997. Petropolis, RJ.

Mestres Chan Shek On e Chan Sok Kei

A história do Taijiquan (Tai Chi Chuan) no Brasil


vai, a partir dos anos 90, ter o seu maior salto qualitativo
desde a introdução desta arte nos anos 60. Graças à vinda
de mestres tradicionais importantes, como Chen Xiao Wang
do estilo Chen e Yang Zheng Duo e Fu Shen Yuan do estilo
Yang (os mais famosos representantes de seus estilos), assim
como outros menos famosos, mas de alta qualidade, como
Shen Hai Min, Chan Chek On e Chan Sok Kei.
Chen Xiao Wang é considerado o líder dos
representantes do estilo Chen de Taijiquan da 19ª geração da
família Chen, o estilo do qual todos os outros derivam. Mas
antes de escrever sobre a importância da vinda do mestre ao
Brasil em 1998, gostaria de voltar um pouco mais no tempo
para ilustrar como e em quais condições trouxeram o estilo
Chen ao Rio de Janeiro.
Praticante de estilo Yang desde 1975, em 85 me
tornei comissário de bordo da Varig e em 1992 fui morar em
Los Angeles, onde comecei a aprender os básicos do estilo
Chen. Em 1993 fiquei baseado em Hong Kong, onde então,
efetivamente, comecei a praticar este estilo com um casal de
professores, Mr Chan Shek On e Mrs Chan Sok Kei.

Esta forma foi criada pelo governo chinês nos anos


80 por uma equipe de mestres, como standard de competição
do estilo Chen. Ela é uma compilação da XIN JIA YI LU e
ER LU, formas criadas por CHEN FA KE, avô de CHEN
XIAO WANG. A forma de 56 posturas foi a escolhida pelo
mestre Chan Chek On como a mais conveniente de ser
introduzida no Brasil. Havia professores e praticantes de
São Paulo, Rio de Janeiro, Juiz de Fora/MG e Brasília.
Tendo feito outros baseamentos nos anos subsequen- A princípio os participantes ficaram empolgados
tes em Hong Kong, consegui, com o grupo de Tai Chi Ges- com os movimentos vigorosos e de certa forma exageraram
to Cotidiano, produzir a vinda dos mestres Chan Chek On e nas pisadas, fazendo mais força que necessário. Mestre
Chan Sok Kei, de Hong Kong, para realizar o que viria a ser Chan advertiu-nos, mostrando que não era preciso exagerar.
provavelmente o 1º Seminário deTaijiquan estilo Chen no Bra- Mas ainda assim a sua performance era tão espetacular que,
sil. Neste seminário, realizado em abril de 1997 no Museu Im- mesmo numa semana que durou o seminário, ele gastou um
perial em Petrópolis, RJ, foi ensinada a forma de 56 posturas. par e meio de tênis...

www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 7
Durante este primeiro baseamento eu tive a sorte de
ter como colega de tripulação Acácio Cabral, Acupunturista,
e um dos maiores conhecedores de terapias sino-nipônicas no
Rio de Janeiro. Tornamo-nos grandes amigos e na época ele
resolveu começar a praticar Tai Chi, então me seguiu e me
acompanhou desde o primeiro dia. Anos mais tarde, Acácio
seria o primeiro a ensinar estilo Chen na Sociedade Taoísta
do Brasil, RJ.
Estávamos ambos fora do fuso e por isso acordamos
sem sono às 4h30 da manhã, então as 5h15 já estávamos
saindo do hotel um pouco receosos de ser um pouco cedo
demais...
Nosso hotel ficava em Wan Chai, bem na área
central, e o parque mais perto era o Victoria Park, o que
equivaleria ao Central Park de NY.
Logo ao sair, ainda escuro, no meio de arranha–céus,
sem nenhum parque, nem mesmo uma planta, só concreto,
deparamos com um grupo de senhoras de meia idade praticando
espada Tai Chi numa das muitas passarelas de pedestres que
interligam os edifícios, onde horas mais tarde passariam rios
de pessoas. Passamos por mais uns cinco grupos desses, fora
os praticantes solitários, até chegarmos ao parque.
O Victoria Park, ainda madrugada, já estava cheio.
Muitas pessoas treinando Tai Chi, QiGong (chi kung),
correndo, jogando basquete, tênis e se balançando nos
balanços das crianças, que os chineses gostam tanto...
Depois de passearmos um pouco para avaliar os
vários estilos, não consegui ver o estilo Chen, a maioria
Alguns colegas que participaram do seminário era Yang ou Wu, ou então as formas modernas standard.
acharam o estilo muito difícil e alguns abandonaram, pois Resolvi então praticar com um grupo que estava treinando
tinham afinidade mais com o estilo Yang. Entretanto, todos as formas standard (24; 48; 42 etc.). Era um grupo que logo
gostaram de descobrir e puderam apreciar um seminário de nos despertou empatia, não só pelo nível que era muito
bom nível, assim como compartilhar a convivência com bom, como pelo bom astral que eles passavam entre eles,
esses professores, pessoas tão maravilhosas. e também como nos receberam: extremamente carinhosos e
O meu primeiro contato com estes mestres foi num ótimos anfitriões.
desses acasos que unem pessoas totalmente diferentes em Depois de sermos aceitos para praticar com eles,
torno de uma motivação comum. perguntei se conheciam algum professor de estilo Chen. Eles
Em novembro de 1993 fui enviado para o meu responderam que sim e que iriam nos apresentar quando ele
primeiro baseamento em Hong Kong. No ano anterior viesse ao parque, o que só acontecia aos domingos.
eu tinha vivido em Los Angeles, onde tinha atingido o No nosso primeiro domingo conhecemos o mestre
meu 1º salto qualitativo no Tai Chi ao me tornar aluno da Chan Shek On. Embora muito simpático, tentou nos
mestra Shen Hai Min, que me aprimorou no estilo Yang. desencorajar dizendo que o estilo Chen era muito difícil
Além disso, ela me ensinou as formas Standards, 42 e 48 e que necessitaríamos mais de ano para aprender (o que é
Posturas, 42 Espada. Essas formas foram o meu primeiro verdade), e seria melhor começarmos por outro estilo.
contato com o estilo Chen, pois são formadas pelos estilos Estávamos frustrados, mas insistimos em dizer que
faríamos tudo que fosse possível e que ele não se arrependeria
principais, Chen, Yang, Wu Hao, Wu e Sun. Na mesma
de ter-nos como alunos...
época fiz o meu 1º Seminário de CHAN SI GONG, o Qi
Neste momento surge uma de nossas colegas de
Gong principal do estilo Chen, com o mestre George Xu de
prática, que logo percebemos ser a esposa do mestre Chan,
São Francisco, CA. Mestra Chan Sok Kei, que o leva para longe de nós e, após
Quando cheguei a Hong Kong, eu queria aprender um breve diálogo, volta sorrindo e me diz para eu apresentar
o estilo Chen de Tai Chi, mas não tinha indicações. No a forma 48 que eu tinha aprendido com a mestra Shen Hai
meu primeiro dia após minha chegada resolvi procurar um Min em L.A., para que ele avaliasse o meu nível.
parque, pois como nas Chinatowns de L.A., eu sabia, haveria E lá estava eu, um ocidental num domingo de manhã,
praticantes de Taiji que poderiam me informar aonde achar num parque em Hong Kong, com um monte de chinês me
alguém que ensinasse o estilo Chen. olhando, fazendo um teste surpresa...
8 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Concentrei-me e fiz a 48 da melhor O casal de mestres Chan de Hong
maneira possível, enquanto o Acácio Kong, diferentemente da maioria dos
me dava força, única torcida brasileira... chineses, estudou vários estilos de Tai Chi,
Acabando, todos aplaudiram, mas o mais tradicionais Wu, Yang, Chen e também
importante foi que ele decidiu me ensinar a Taichi standard - 24, 42, 56 etc., assim
partir desta performance. A primeira forma como outros estilos internos como Pa Kua,
(sequência de posturas) que aprendi então Wudang e Mulanquan. Hoje se dedicam a
foi a Xin Jia, ironicamente a forma mais divulgar o estilo Wu de Wujianquan do qual
avançada do estilo. Como ele só poderia são representantes em Hong Kong, mas
dar aula aos domingos, durante a semana continuam treinando e ensinando os outros
éramos treinados pela mestra Chan S. Kei. estilos de Taichichuan e Pakuachang.
Logo percebi que a mestra era uma Graças a essa iniciação, no ano de
ótima professora e de boa didática, além de 1995 me tornei aluno do mestre Chen Xiao
detalhista, altamente bem humorada, Mrs. Wang, me dedicando principalmente, a
Chan, na casa dos 50 nesta época, tinha a partir de então, ao estilo Chen.
agilidade e vitalidade de uma adolescente. Em 1998 produzi, em conjunto
Em nossas práticas diárias, sete dias por com a professora Begoña Javares, o primeiro Workshop do
semana, treinávamos por quatro horas seguidas e no final Mestre Chen Xiao Wang na América do Sul. Neste mesmo
dos treinos, quando já estávamos exaustos, porém felizes, ela ano, o mestre Chen nos designou, através de um certificado,
continuava a nos propor mais repetições, com uma base super como seus primeiros representantes no Brasil.
baixa!!! Assim começou uma relação de alunos professores, Esta é a história do início do estilo Chen de Tai Chi
mas também de amizade que cultivamos até hoje. Chuan no Rio de Janeiro.

Estilo Chen de Tai Chi Chuan: histórias e comentários


Begoña Javares anos na linda cidade de Petrópolis, Rio de Janeiro. Pratico a
arte do Tai Chi faz 28 anos e há 24 que me dedico de corpo e
alma ao ensino. Comecei com o estilo Yang e nos últimos 12
anos tenho me dedicado mais ao estilo Chen, representando
o Grão Mestre Chen Xiao Wang em Petrópolis, onde nos
visitou para dar seminários durante 5 anos, de 1998-2002.”
Begoña Javares
Petrópolis, RJ

“1) A prática do Estilo Chen é


bem puxada e trás uma força enorme
principalmente nos membros inferio-
res e costas aumentando significati-
vamente a disposição e o equilíbrio
“Acredito que a grande família do Tai chi deva se nos movimentos.
conhecer melhor, viver em cooperação que gera a comunidade
2) Os movimentos do Estilo
e a participação de todos na construção de um mundo no
qual todos possam caber e viver. E como falou o Dalai Lama
Chen trazem grande consciência
sobre religião, quando perguntado por Leonardo Boff: “Qual corporal, deixando o corpo forte e
é a melhor religião?”. Pergunto então: Qual é o melhor Tai flexível. As aulas com Jan Silberstoff
Chi? O melhor Tai Chi é aquele que te faz melhor, aquele e Chen Yingjun promovidas pela
que te faz mais compassivo, aquele que te faz mais sensível, WCTA dá a oportunidade de
mais desapegado, mais amoroso, mais humanitário, mais aprender o estilo diretamente da
responsável, mais ético. O que realmente importa é a tua fonte do conhecimento dessa arte de
conduta perante a teu semelhante, tua família, teu trabalho, Consciência, Saúde e Paz.”
tua comunidade, perante o mundo. Sou de origem espanhola Flávio Pontes
/ suíça, mas brasileira por escolha, de coração. Estou há 25

www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 9
Tai Chi Chuan Estilo Chen
O Caminho do Aprendizado
Por Niall O´Floinn
Diretor da Galway Taiji Academy - Irlanda
www.chentaichiireland.com

Enquanto hoje é estimado que 35 milhões de pessoas


Grão-Mestre
praticam o Tai Chi Chuan (Taijiquan), é importante observar
porque isto acontece.
Chen Zheng Lei
A grande maioria das pessoas que praticam os
estilos tradicionais dos estilos Chen, Yang, Wu, Hao, Sun
e Zhaobao e os outros estilos tal como o Tai Chi Chuan
(taijiquan) de Chen de Yuan de Hun (de Feng Zhiqiang),
Cheng Homem Ching (aluno de Yang Cheng Fu), o Tai Chi
(Taiji) Taoísta, as Formas do Governo Chinês concebidas
como as de 24 e 48 movimentos e as formas de competição,
todos têm um interesse principalmente nos benefícios da
saúde pela sua prática.
Está claro que o não-impacto que os movimentos
lentos e a concentração exigida pela prática auxilia a acalmar
a mente, a melhorar o equilíbrio, a beneficiar o sistema
nervoso, digestivo, circulatório e respiratório do corpo.
Algumas pessoas praticam meditação sentada e em
pé e exercícios de Chi Kung (Qigong), assim como as for-
mas curtas concebidas por estilos tradicionais para auxiliar
os principiantes em sua aprendizagem e estão satisfeitos
com isto como um programa completo de exercício de cui-
dado de saúde para eles. Frequentemente, após alguns anos,
algumas destas pessoas tornam-se interessadas em aprender
as formas longas e começam a procurar professores mais Seda na obtenção de uma base muito forte antes de treinar
qualificados do estilo escolhido. em algo mais específico como o Empurrar com as Mãos,
Os objetivos dessas pessoas podem variar de querer outras formas de Tai Chi com armas etc.
progredir através dos níveis de Gong Fu (Gong Fu), a Esta é a maneira tradicional ensinada de Mestre a
desenvolver seu Chi (Qi) e as habilidades de luta ao assumir discípulo. Naturalmente quando o Estilo Chen de Tai Chi
o desafio de aprender uma nova forma e melhorar a sua Chuan (Taijiquan) começou a ser ensinado muito mais
aptidão, resistência e coordenação do corpo inteiro. amplamente na China e também no exterior com a adesão
No Estilo Chen de Tai Chi Chuan (Taijiquan) a forma de muitos estudantes em cada seminário, esta maneira
longa é chamada Lao Jia Yi Lu (Forma Antiga Primeira tradicional de ensino acabou mudando.
Rotina) e consiste em 74 posturas. Muitos estudantes ficavam impacientes para
Esta forma pode ser aprendida num nível básico aprender muitas formas, Empurrar com as Mãos etc. sem
de coreografia (pauta corporal) de 3 meses (se o praticante uma boa base (fundação). Não importa quantas formas
já aprendeu a forma curta e práticas de base com uma alguém aprende, se os movimentos não são corretos e se
certa proficiência) a 1 ano e meio dependendo do ritmo e esse alguém não desenvolveu seu neiqi então realmente esse
frequência de aula em que treina. praticante não conseguirá usar as formas de Tai Chi (Taiji)
Os antigos mestres do Estilo Chen costumavam corretamente. As formas se tornarão vazias.
praticar somente esta forma durante 6 a 10 anos (talvez Os praticantes normalmente usam a força bruta nos
também o tai chi espada) para desenvolver seu neiqi exercícios de Empurrar com as Mãos e pratica as formas
(energia interna) e obter a coordenação inteira corporal e pensando em aplicações quando eles nem mesmo treinaram
método de movimento do exercício Desenrolando o Fio de os seus corpos de forma correta.
10 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
2. O praticante de-
ve ter alguma capaci-
dade natural para poder
copiar os movimentos
corretamente, escutar
cuidadosamente e estu-
dar o que foi ensinado.
Com frequência, pesso-
as inteligentes podem
ser arrogantes ou pensar
que entendem e o aluno
mais humilde que pensa
que ele não entende as
Outros praticantes imaginam seu Chi (Qi) se práticas cuidadosamente e escuta com uma mente aberta é
movendo e com frequência pulam de um professor, estilo e o que obtém sucesso. Assim, ter a atitude mental correta e
exercício para outro, mas não chegam a lugar algum e pode naturalidade é muito importante.
até gastar 20 ou 30 anos praticando sem conseguir alguma 3. Praticar duro. Tai Chi (Taiji) não é uma herança
habilidade real. que o Mestre passa somente aos seus filhos. Muitos filhos de
Há 3 coisas que um praticante deve saber se deseja Mestres não praticam de forma dura e portanto seu nível pode
ter uma boa habilidade no Tai Chi Chuan (Taijiquan), estar muito abaixo. O praticante deve praticar um mínimo de
independente do estilo que faz. 5 Lao Jia Yi Lu por dia para o Kung Fu (Gong Fu). Kung Fu
1. Procurar saber quem é um bom professor e (Gong Fu) resulta do tempo e esforço que você se dedica à
estudar com ele. Se você não tem como treinar regularmente prática. O Mestre Chen Fa Ke que é um dos poucos mestres
com um professor de alto nível, certifique-se que o professor que chegaram ao nível 4 praticava a Forma 30 vezes por dia.
que você tem, também treina com um professor de nível A maioria das pessoas não tem o tempo ou
mais alto. Se possível procure ter aulas com um professor de disciplina para praticar assim muito duro (5 a 10 Formas
alto nível pelo menos algumas vezes por ano. O professor por dia). Podem acabar adquirindo uma lesão, ficar doentes,
não precisa ser famoso (às vezes estas pessoas não têm ter pouco tempo para a família etc. Desta maneira, poucos
muita habilidade, somente um bom marketing ou nem praticantes passam para o Nível 2 onde começam a sentir o
realmente se esforça em seus ensinamentos, mas apenas real Chi (Qi).
estão interessados em dinheiro). O professor, ao invés disso, Qualquer praticante pode obter um bom Kung
deve ter um profundo entendimento e atenção para com seus Fu (Gong Fu), mas deve ter a atenção de permanecer no
alunos, ensinar claramente e não economizar esforços para caminho correto.
melhorar as suas habilidades.

Depoimentos e perspectivas
“O Esporte e exercícios Galway, Irlanda, em setembro de 2003. atitudes e não pelo seus diplomas, pela
sempre foram uma parte importante Provou ser tudo que eu esperava…. sua simplicidade, possui qualidades
de minha vida, mas gradualmente uma forma verdadeiramente nobres, estava sempre disposto a
tive que abandonar certos esportes de abrangente e completa de exercício… ensinar e, pelo que notei, ele vive com
equipe assim que fiquei mais velho, absolutamente brilhante… minha intensidade, sua consciência permite-
até que eu fiquei só correndo e fazendo postura e força de corpo melhoraram lhe escutar, compreender e enxergar
natação. Soube que eventualmente teria muito. Mas, um conselho: deve-se ter além das possibilidades, nas simples
que abandonar estes, então comecei paciência… só recentemente, em 2009, atitudes revela sua grandeza, como ao
investigar outras formas de exercício sinto que começo a “compreendê-lo” pedir um facão emprestado do nosso
que eu poderia continuar pelo resto da corretamente.” Instituto. Ele passou também que a
vida. Vi um vídeo de um grupo grande Padraig Higgins amplitude de conhecimentos é ilimitada,
de pessoas fazendo Tai Chi na China Irlanda o treinamento deve ser constante e o
e fui tocado pelo perfil das idades das Tai Chi deve fazer parte da gente. Pelo
pessoas, variavam de jovens a idosos “Digamos que a primeira pouco tempo de contato, foi muita coisa
e como eram flexíveis os movimentos impressão é a que fica e a que tive que eu senti.
das pessoas mais velhas. Assim decidi com a passagem do Professor Niall Professor Aparecido de Lira
conhecer o estilo Chen de Tai Chi pelo Instituto Fu Hok foi a seguinte: Instituto Fu Hok de Cultura Chinesa
e comecei com Niall O´Floinn em um mestre é reconhecido pelas suas Curitiba, PR

www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 11
Quando o tempo certo chega, meio a meio em ambos os lados do
corpo. De repente, fiquei confusa
a correção certa aparece e, colocando a correção na mente,
decidi sentir mais e melhor,
No ano passado, o “Acam- observando esse sentimento e
pamento de Tai Chi 2009”, voltando ao mesmo sentimento
com o Mestre Wang Hai em que fui corrigida. Achei isso
Jun, aconteceu na King`s valioso e verdadeiro, muito melhor
Hospital School, em Du- do que fazia antes que era analisar
blin. Aquele foi o segundo com a mente e palavras. Nem tudo
acampamento - com 5 dias pode ser conceituado e as palavras
de duração -, que eu parti- são somente como pequenos sinais
cipei. Senti-me privilegia- de uma estrada para mostrar onde
da em ser uma das alunas devemos ir, mas nós precisamos
e pronta para treinar ardu- sentir mais para que possamos
amente, e também curiosa entender mais profundamente.
para comparar meu co- Natalia Krause
nhecimento e experiências
com as do encontro do ano
Mestre Wang Hai Jun anterior.

O acampamento foi muito bem organizado. Todos os dias nós


começávamos com uma meditação em pé e fazíamos alguns laojia yi lu. Então
nós tomávamos café, treinávamos mais, almoçávamos e treinávamos outra vez
ainda mais duro. Além da paciência e das incomparáveis instruções de ensino que
nós recebemos de nosso Shifu, houve uma grande surpresa de um treinamento
extra individual na parte da tarde. Foi muito benéfico para todos nós, pois o
Mestre Wang Hai Jun conseguia verificar cuidadosamente nossas habilidades e
corrigi-las, dependendo do nível de cada pessoa. Menos importante, mas também
que deve ser mencionado, é que havia trajes de Tai Chi especialmente trazidos da
China para nós e certificados de participação do acampamento.
Para meu assombro, observei que minha mente tornou-se muito tranquila
e eu fiquei totalmente focada no momento da prática. Algo que eu não tive no ano
anterior e que gostaria de compartilhar foi minha experiência e conversar mais
sobre a mente e o estado mental para correções mais detalhadas. Na minha opinião
isso é um assunto vital, pois as palavras podem, com muita frequência, serem mal
interpretadas nas instruções dadas para melhorar nossa postura, relaxamento do Felim Burke
corpo e nosso processo em desenvolvimento pleno na prática do Tai Chi. Comecei
a praticar o Tai Chi há pouco mais de 2 anos e 6 meses, então não sei muito, “Comecei a treinar o Tai Chi Estilo
mas ao menos humildemente posso expressar minha alegria com uma mudança Chen há 7 anos na Academia de
clara de meu nível de estado mental que era muito caótico e completamente em Tai Chi de Galway, Irlanda, sob
meus pensamentos para um momento de começar a compreender esse processo a orientação do Niall O’Floinn.
e prestar, pouco a pouco, mais atenção ao meu corpo e como uma certa postura Desde então, também fui
é sentida. Em um período tão curto de prática, eu descobri que a maneira como a afortunado em poder assistir aos
mente trabalha é absolutamente fenomenal e que o entendimento de algo no plano seminários do Shifu Wang Hai Jun
mental não necessariamente significa que você a tem (me refiro a correção) e que nas cidades de Galway e Limerick.
o seu corpo já o faz. Naturalmente, você pode entender plenamente a correção, Estes professores mostraram
mas o seu corpo pode não ter ainda praticado o suficiente para absorver a correção grande paciência, compartilharam
de uma postura. seus conhecimentos e dedicaram
O que talvez aconteça também é que você crie uma definição para você o seu tempo para cada aluno,
mesmo que pode se transformar num obstáculo para sua prática, por exemplo, enquanto mantinham um otimismo
quando minha postura em meditação em pé foi corrigida, senti como se os meus bem-humorado. É contagiante!”
quadris se deslocassem para a frente e mais peso do corpo foi para a minha Felim Burke
perna direita. Isso era o que o meu nível mental registrou e naquele ponto meu Professor de Taijiquan
diálogo interno se encerrou, porque eu pensava que meu peso estava dividido Estilo de Chen - Galway

12 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Estilo Chen de Tai Chi
“Tive a oportunidade de estar no Sim- “Meu professor é o Bruno Davanzo, na
pósio Internacional de Tai Chi Chuan Academia Paramitta. O Tai Chi trouxe
em julho de 2009, em Nashville, EUA, mais harmonia e energia à minha vida à
onde os mestres dos cinco estilos mais medida em que me aprofundei na práti-
tradicionais de Tai Chi Chuan estiveram ca. O estilo Chen vem somando benefí-
presentes. Não tive um contato mais cios físicos - o desenrolar do fio de seda,
pessoal com nenhum deles, pois fui ape- os movimentos circulares, todos os
nas uma das 400 pessoas que estavam exercícios proporcionam um bem estar
presentes nas oficinas, palestras e apre- de relaxamento, tranquilidade e oportu-
sentações. Porém Mestre Chen Zhenglei nidade de aprofundamento. Este estilo
foi o que mais me impressionou: nota 10 (Forma dos 18 Movimentos de Chen
pela simpatia, facilidade de comunica- Zheng Lei) é relativamente curto, fácil
ção, disposição para participar de pes- de aprender. É uma delícia praticar!
quisas científicas sobre taijiquan... isso Marinei Gabardo
Levis Litz sem falar na profundidade da arte mar-
cial em si.”
Francis “Sempre que faço aula de Tai Chi Estilo
“Em Curitiba, como em muitas cidades
São Paulo, SP Chen consigo me desligar de toda e
do Brasil e do mundo, acontece o Dia
qualquer preocupação e viver unicamente
Mundial do Tai Chi, uma comemoração
“Comecei 6 anos atrás a praticar o estilo e magicamente o momento presente.”
bacana que reúne praticantes de vários
Chen de Tai Chi com o professor Niall Jussara Marques dos Santos
estilos de Tai Chi Chuan. Este ano
O ‘Floinn. Eu agora tenho um círculo Psicóloga
apresentei, com o meu grupo, a Forma
de amigos aumentando e as pernas de Aluna do Prof. Bruno Davanzo
do Pequeno Círculo, do Mestre Lam
uma pessoa de 25 anos de idade”.
Kam Chuen, que me foi ensinada
Maureen Rabbitt (idade: 51)
pelo professor Levis Litz. Com ele “Por diversas vezes participei de even-
Galway, Irlanda
também me iniciei na Forma Yang e na tos realizados em Curitiba em come-
Forma de Pequim de 24 movimentos. “Como praticante do estilo Yang, moração ao Tai Chi Chuan, em espe-
Entretando, sempre o assisti, tanto em participar das práticas do Tai Chi cial os relativos ao Dia Mundial do Tai
Curitiba, como em São Paulo, em 2007, Chuan estilo Chen tem sido uma feliz Chi Chuan, quando apresentei com o
demonstrando o Estilo Chen de Tai Chi oportunidade de renovação, abertura de meu grupo o estilo Pai Lin de Tai Chi
Chuan. É bem interessante. Em janeiro novos conhecimentos e de uma possível Chuan. Nessas ocasiões tive a oportu-
deste ano é que iniciei meu contato futura opção por um dos dois estilos. nidade de ver a apresentação magistral
prático com as posturas do estilo Chen Enriquece também outras práticas pelo Professor Levis Litz, do Estilo
com o professor irlandês Niall que como a do pa kuá.” Chen de Tai Chi Chuan. Achei muito
auxiliou - e muito, em minhas práticas Aluno do prof. Bruno Davanzo bonita e interessante tal forma.”
do Tai Chi.” há sete anos. José Onofre Nunes
Augusto Svolenski Curitiba, PR Prof. do Estilo Pai Lin

John Vanko começou a estudar Taijiquan, Kung Fu Louva-a-Deus e


Qigong em 1986. Desde então, seu interesse em artes marciais chinesas
levou-o numa jornada envolvendo diversos aspectos desta arte, incluindo
métodos de treinamento, filosofia, teoria e aplicação marcial. Além disso,
ele foi bem sucedido como atleta, assim como árbitro em competições
regionais e nacionais de artes marciais. John é professor certificado de
Taijiquan Estilo Chen Tradicional pelo Mestre Chen Zhonghua,
sendo responsável pela propagação desta arte marcial maravilhosa no
Brasil. Além de Taijiquan, John é professor certificado de Kung Fu
Louva-a-Deus tradicional. Natural dos Estados Unidos, John mudou-se
para o Brasil em 2000 e atualmente dirige a Academia Hunyuan Taiji
na cidade de São Paulo. http://brazil.hunyuantaijiacademy.com
John Vanko

www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 13
Comentários sobre o estilo Chen
“Experimentei o Estilo Chen numa “Iniciei a prática do estilo Chen com
vivência em uma das disciplinas no a participação nos Seminários de
curso de formação em Tai Chi Chuan Taijiquan ministrados pelo Mestre
pela EBRAMEC, onde decidi iniciar Chen Yingjun no Rio de Janeiro em
o aprendizado.Estou gostando muito, 2008 e 2009. Participei também do 6º
pois seus movimentos fortes e ao Seminário de Taijiquan ministrado pelo
mesmo tempo suaves, instigam em mim Mestre Jan Silberstorff em Salvador em
a determinação de seguir avançando no 2009. É vigoroso e deixa a sensação de
caminho do Tai Chi Chuan. que o seu corpo existe. Excelente!”
Elli Nowatzki Flávio Pessoa
Praticante da Forma de Pequim Fortaleza, CE
e do Estilo Lam Kam
Grão-Mestre
Chen XiaoWang “Por dois anos seguidos (2008 e 2009)
“Tive a feliz oportunidade de participar tive a possibilidade de participar
de uma vivência do estilo Chen de Tai por dois proveitosos dias de um
“Não sou praticante do estilo Chen
Chi - forma de 18 movimentos - como seminário do estilo Chen, organizado
(por enquanto). Mais por falta de
parte do Curso de Formação em Tai por Eduardo Molon, com o Mestre
tempo que de vontade. Quando vejo o
Chi Chuan pela EBRAMEC. Espero Chen Yingjun. Realmente uma
Levis praticando, penso: “isso é para
ter novas oportunidades para relembrar oportunidade para quem como eu é
poucos!”. Ao refletir vejo que é um
o que aprendemos naquela vivência. É iniciante na prática do Tai Chi Chuan.
equívoco pensar assim. Meus alunos
ótimo poder aprender e praticar o estilo Vale ressaltar a dedicação do Mestre
também devem pensar o mesmo ao
de Tai Chi Chuan raiz dos demais nos ensinamentos como também a
me ver praticando (estilo Wu). Mesmo
assim não deixam de praticar e vencer estilos atuais”. efetiva participação do grupo de mais
seus próprios limites. A harmonia de Vilmar Henemann de 70 discípulos em diferentes níveis,
movimentos fortes com suaves, rápidos Praticante do Tai Chi Estilo Pai Lin mas que naquele momento tinham um
com lentos e as belíssimas posturas único objetivo de aprendizado.”
marciais refletem um estilo único. Roberto Levy
“Recentemente tive a oportunidade
É muito bom assistir o estilo Chen!
de conhecer o Estilo Chen de Tai
Praticar deve ser melhor ainda!”
Chi Chuan. Embora ainda no início
Cid Vicentini Silveira
de meu aprendizado nesse Estilo,
Professor de Estilo Wu
estou maravilhado com os efeitos da
Curitiba, PR
prática.”
Moizes Torquato
“Comecei o Estilo Chen de Tai Chi com Advogado
o Niall O´ Floinn de Academia de Chi
de Tai de Galway há 3 anos, mais por Mestre
curiosidade do que qualquer outra coisa. “Conheci o estilo Chen de Tai Chi Chen YingJun
Achei os exercícios e os movimentos Chuan há alguns anos, assistindo
de uma disciplina excelente para apresentações do professor Levis Litz
minha saúde mental e física. O que é no dia Mundial do Tai Chi Chuan, em “Praticante a mais de 20 anos, posso
mais importante, eu realmente aprecio Curitiba. Em janeiro de 2009 tive a dividir a minha prática em antes e
participar das aulas e eu sempre quero oportunidade de conhecer o professor depois de conhecer o estilo Chen,
melhorar minha postura e técnica. A Niall O´Floinn em sua visita ao Brasil primeiramente com Jan Silbertorff
instrução é do mais alto padrão e eu e o vi treinando várias vezes por dia e em seguida Chen Yingjun, sinto
acredito que o meu corpo é mais flexível o estilo Chen. Aprendi com ele os que a ênfase na compreensão dos
e meu equilíbrio é melhor desde que exercícios “Desenrolando o fio da princípios fez com que melhorasse não
comecei a me dedicar ao Tai Chi. Sinto Seda” e parte do estilo Chen de Tai só tecnicamente, mas também como
que é uma disciplina que eu posso fazer Chi: a Forma dos 18 movimentos do pessoa. É um mergulho na profundidade
para o resto de minha vida.” mestre Chen Zheng Lei.” de uma prática milenar.”
Pat Doyle Adriane Smythe Eliabe Serafim Ferreira
Galway, Irlanda Curitiba, PR Campina Grande, PB

14 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Uma Visão para o Futuro do Estilo Chen no Brasil

Por Liana Netto


Diretora Executiva da World Chen Xiaowang Taijiquan Association Brasil (seção Bahia)
lianetto@uol.com.br
http://wcta.com.br
A seção Bahia da World Chen Xiaowang Taijiquan Xiaowang Taijiquan Association (WCTA) e tornou-se o
Association Brasil (WCTA-Br) foi fundada em 15/03/2006 presidente da WCTAG, o ramo alemão da Associação. Sob a
em Salvador, pelo Mestre Jan Silberstorff, formalmente liderança de Jan Silberstorff a WCTAG tornou-se membro-
autorizada e funcionando sob o patriarcado do Grão-Mestre fundador da DDQT, a organização geral na Alemanha para
Chen Xiaowang. Mas esta frase formal não conta a história Taijiquan e Qigong. Além disso, a WCTAG é o ramo alemão
por trás do evento, nem transmite o espírito que forma a da IAMTJQA, a associação de Taijiquan de Chenjiagou e
visão que o Grão-Mestre, o Mestre Jan Silberstorff e nós é membro da TCFE, a Federação Europeia de Taijiquan. A
associados da WCTA-Br seção Bahia temos para o futuro da WCTAG é a maior associação independente de Taijiquan da
Associação. Europa, contando com quase 150 professores e 2000 alunos
Comecei a praticar arte marcial em 1993, fui vice- filiados e está presente em 35 cidades do seu país.
campeã brasileira de Taijiquan em 1995, mas acredito que Obviamente, com este passado, Jan Silbertorff
somente comecei a saber algo de Taijiquan (e principalmente, enxergou muito mais que um seminário no meu convite.
saber o quanto que eu ainda não sei) depois que conheci o Embora o primeiro seminário, em 2004, não tenha gerado
Grão-Mestre Chen Xiaowang durante seus seminários no retorno suficiente para cobrir sequer as despesas, o Mestre
Rio de Janeiro. A suavidade e ao mesmo tempo vigor dos Jan não hesitou em estimular-me a continuar promovendo os
seus movimentos, sua clareza didática e o domínio profundo seminários e, generosamente, repetiu a viagem da Alemanha
da sua arte me impressionaram tanto quanto a todos os outros ao Brasil em 2005. Graças à dedicação de Jan, à ajuda dos
participantes dos seminários. No último deles, em 2002, meus alunos em Salvador e muito especialmente ao apoio
minha filha Lara tinha poucos meses e, ao mesmo tempo, participativo de Paulo Roberto Silva Santos, que levou seus
em que praticava e fazia pequenas pausas para amamentá-la, alunos de Aracaju até Salvador para os seminários, estes
deparei-me com a realidade de que no futuro seria cada vez tornaram-se uma realidade duradoura. Agora em 2009
mais difícil cuidar da família e viajar para aprender com o realizamos o 6º seminário e a cada ano não só cresce o
Grão-Mestre, uma vez que ele deixaria de vir ao Brasil. número de participantes, como também a diversidade da sua
O Mestre Jan Silberstorff estivera no Brasil em procedência. O seminário anual tornou-se um evento sul-
2001 assistindo ao seminário do Grão-Mestre e na ocasião americano: recebemos participantes do Chile, Argentina,
tive a oportunidade, não só de treinar com Jan no jardim do Paraíba, Recife, Aracaju, Rio Grande do Sul, São Paulo,
hotel em que estávamos hospedados, mas de ser sua parceira Brasília e Rio de Janeiro. Ao mesmo tempo, a generosidade
nos treinamentos em dupla durante todo o seminário de e a profundidade dos ensinamentos de Jan Silberstorff
Chen Xiaowang e, portanto, de receber suas correções. também continuam a surpreender.
Impressionada com sua habilidade e ciente de sua trajetória No decorrer de 2005, após o sucesso do 2º seminário,
na família Chen, vislumbrei em 2002 o convite ao Mestre Jan e percebendo a vontade do nosso grupo de não realizar
para ministrar seminários em Salvador, como a alternativa apenas treinos pontuais, mas de seguir com um processo de
para seguir aperfeiçoando a minha prática. educação continuada, Jan expôs sua vontade de fundar um
Jan Silberstorff nasceu em 1967, na Alemanha. ramo da WCTA com sede na Bahia, mas de atuação e alcance
Em 1989, com apenas 22 anos de idade, recebeu o diploma nacionais. É claro que a ideia foi acolhida com entusiasmo.
que a República Popular da China outorga em nível estatal Em 2006, ao chegar ao Brasil para seu 3º seminário, Jan
por seus estudos em Taijiquan e foi o primeiro ocidental a Silberstorff comunicou-me que a fundação da Seção Bahia
conquistar uma medalha de ouro no torneio de Taijiquan em havia sido formalmente autorizada pelo Grão-Mestre Chen
Chenjiagou, o vilarejo da família Chen. Em 1993 foi admitido Xiaowang, que eu ocuparia a posição de Diretora Executiva
pelo Grão-Mestre Chen Xiaowang como seu discípulo “a e ele próprio a posição de Diretor Técnico. A cerimônia
portas fechadas”, tornando-se o primeiro ocidental a receber de fundação ocorreu durante o seminário e as filiações
esta honraria. Jan residiu com o Grão-Mestre na China e começaram a ser aceitas em 2007. Já em 2008 - uma vez
na Austrália para receber treinamento. Em 1994 Jan co- que os seminários ocorriam havia vários anos - a WCTA-
fundou com o Grão-Mestre Chen Xiaowang a World Chen Br seção Bahia começou a certificar instrutores. A WCTA-
www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 15
Foto: Acervo/Liana Netto
regulares com o Mestre Chen Yingjun (filho do Grão-
Mestre Jan Siberstorff Mestre Chen Xiaowang), no Rio de Janeiro e com Jan
Silberstorff. Jan decidiu dedicar o ano de 2010 à expansão e
fortalecimento da WCTA-Br seção Bahia no país e, por isto,
residirá em Salvador neste ano, possibilitando a realização
de cinco seminários em quatro cidades distintas.
É de conhecimento comum que um ou dois anos
não são suficientes para formar um professor de Taijiquan,
por isto a WCTA-Br seção Bahia adota uma solução
multifacetada. As aulas em que são formados os instrutores
e professores são as próprias aulas regulares a que têm
acesso todos os alunos: isto faz com que a informação
seja difundida honesta e completamente, sem segredos ou
aulas fechadas. Um curriculum em degraus, com 5 níveis
de certificações, é oferecido aos instrutores: isto faz com
que haja uma rota clara de aprendizado e progresso, com
prerrogativas correspondentes. Os exames de certificação
são prestados perante o Mestre Jan Siberstorff, até o 3º
nível e perante o Grão-Mestre Chen Xiaowang para o 4º e
5º níveis. Os mestres da família Chen são os depositários
da herança do gongfu dos seus ancestrais: o acesso direto a
eles, através dos seminários e de aulas particulares, oferece
horizontes de aprendizado que vão muito além do nível
técnico dos instrutores e professores e mantém a qualidade
do Taijiquan transmitido pela WCTA-Br.
Br seção Bahia é uma representação oficial do Grão-Mestre Uma vez que o Grão-Mestre especificou que os
Chen Xiaowang no Brasil. ramos da Associação não são geograficamente limitados,
Observando esta história em retrospecto, chego a WCTA-Br seção Bahia almeja estar presente em todo o
a ficar surpresa com o desenvolvimento que alcançou Brasil. Já temos instrutores certificados em Salvador, Rio de
a simples ideia de promover um seminário. Refletindo a Janeiro, Aracaju, Brasília e Campina Grande. O movimento
respeito, vejo que a fundação da WCTA-Br seção Bahia foi dos alunos entre os instrutores da WCTA-Br seção Bahia é
na verdade um marco na realização da visão do Grão-Mestre livre. O objetivo disto é que se um aluno mudar de bairro, de
Chen Xiaowang para o futuro do estilo Chen de Taijiquan no estado, ou simplesmente se desejar, encontre um professor
Brasil e no mundo. Viajando incessantemente para difundir da WCTA-Br disponível e tenha certeza de continuar
os princípios da arte da sua família, Chen Xiaowang deseja aprendendo segundo a transmissão do Grão-Mestre. Se um
não apenas ensinar, mas plantar sementes que cresçam aluno esgotar o conhecimento do seu instrutor, este deverá
de modo sustentável e contínuo. Para tanto, é necessário colocá-lo em contato com um instrutor de nível superior
estabelecer uma estrutura que permita este crescimento: a e assim, sucessivamente, até Jan Silberstorff ou o próprio
World Chen Xiaowang Taijiquan Association. Chen Xiaowang. Desta forma, a Associação serve ao aluno
A WCTA-Br seção Bahia promove um sistema de e apoia o professor e estes fortalecem a Associação.
Educação Continuada, com um calendário de seminários

16 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Rádio Corredor - I
Foto: Divulgação/IFTB

Curso de Exposição Pós-Graduação


formação em Tai Itinerante de em Tai Chi
Chi do IFTB Fotografia sobre Rio de Janeiro - RJ

A UCB - Universidade Cas-


Brasília - DF
Tai Chi Chuan telo Branco e a Didática Serviços
No Distrito Federal hou- Educacionais disponibiliza para
ve a entrega dos certificados de Curitiba - PR os interessados o curso de “Artes
Marciais Chinesas - Tai Chi Chuan:
conclusão do primeiro ano do
Professores e praticantes de Aplicações na Educação, na Saúde
curso de formação em Tai Chi do e no Lazer”. Duração de 19 meses,
vários estilos de Tai Chi Chuan se
IFTB (Instituto de Formação em reuniram e confeccionaram dezenas carga horária: 420 horas. Local:
Tai Chi Chuan de Brasília). Com de fotografias, tamanho 30X45cm, Universidade Castelo Branco - Uni-
demonstração de Tai Chi Espada de posturas de Tai Chi Chuan (Tai dade Recreio. Se houver o número
Estilo Yang de 16 Movimentos, Ji Quan), tanto individuais como de alunos mínimo previsto, o início
esse evento marcou a finalização em grupos. As imagens, a princípio, do curso será em março deste ano.
do primeiro ano. O curso tem ain- serão expostas na Biblioteca Públi- As aulas serão aos sábados quinze-
da um segundo ano e um estágio ca do Paraná e depois seguem, de nalmente, das 08h às 18h. Público
forma itinerante, para espaços alter- alvo: graduados nas áreas de Saúde e
supervisionado. Interessados pode
nativos de Curitiba. O objetivo da Educação, bem como graduados em
entrar em contato com o IFTB outras áreas. Maiores informações:
exposição fotográfica é divulgar e
(Instituto de Formação em Tai Chi promover a arte do Tai Chi Chuan Didática Serviços Educacionais,
Chuan de Brasília) pelo e-mail: na capital paranaense. Tel.: 21 2437-0711 / 3936-0711, e-
cursoiftb@gmail.com mail: contatos@didaticase.com.br

www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 17
Rádio Corredor - II
Jornal Praça a Mestra Helen Wu no Brasil, em
Ribeirão Preto-SP. Mestra Helen
Pesquisa mostra
da Harmonia Wu foi reconhecida na publicação que há 3.613
“Extraordinários Artistas Marciais
Universal Chineses pelo Mundo” como uma praticantes de
entre os 100 extraordinários e emi-
Brasília, DF
nentes educadores de Wushu (Top Tai Chi no Brasil
Uma publicação bimestral One Hundred Extraordinary & Pro- Curitiba, PR
está circulando em Brasília, DF. É minent Wushu Educators). Todas as
uma ideia concretizada pelos pra- informações sobre o Workshop no A AIPT: Associação Inter-
ticantes de Tai Chi, discípulos do site: www.taichichuan.com.br nacional de Praticantes de Tai Chi
mestre Woo que levou essa arte para Chuan, concluiu seu levantamento
a cidade em 1974. em 2009 do número
O Jornal Praça da de praticantes de Tai
Harmonia Uni- Chi Chuan. A pes-
versal, com dois quisa demonstrou,
mil exemplares, com a participação
tem como jorna- de 53 grupos, que no
lista responsável ano passado no Bra-
Antônio R. Pra- sil houveram 3.613
tes. Contato: Pra- praticantes dessa
ça da Harmonia arte. Acredita-se que
Universal - EQN esse número é muito
104/105. Todos maior do que revela
os dias, das 6 às 7 a pesquisa, mas já foi
da manhã, inclusi- um primeiro passo
para dados mais concretos sobre o
ve domingos e feriados. Em caso de
chuva: escola-classe da 104 Norte,
Pic-nic, amizade assunto. Mais detalhes você pode
ao lado da Praça; e-mail@phu.org.br
e Tai Chi conferir no site www.fotoserumos.
com/aipt
-----------
Curitiba, PR -----------

Chi Kung Alguns alunos praticantes

Terapêutico e
do Tai Chi Chuan estilo Lam Kam Sua Participação
e da Forma de Pequim (24 movi-

Filosofia Oriental mentos) da Professora Elli Nowat-


zki, se reuniram num simples e
Você também pode colaborar
com esta seção. Envie notas curtas
delicioso pic-nic no belo espaço do sobre temas relacionados com o
Ribeirão Preto, SP
Jardim Botânico em Curitiba. Para Tai Chi: revistataichibrasil@gmail.
Em Abril de 2010 haverá agraciar o evento que aconteceu com. Por questões de espaço, a
um Workshop de Chi Kung Tera- num fim de tarde, estiveram pre- equipe editorial reserva-se o direito
pêutico e Filosofia Oriental com sentes o sol e a lua. de resumir os textos recebidos.

18 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Tai Chi Chuan - Família Yang
Forma Longa Tradicional Estilo Yang
(Parte III)
Arthur Dalmaso
Professor de Tai Chi Chuan - Estilo Tradicional da Família Yang
Espaço Bem Estar (Yoga e Tai Chi Chuan) - São Paulo, SP. www.taichichuanyang.org
Foto: Acervo/Arthur Dalmaso

11 – Jou Wei Pi PA
Tocar a harpa
Da postura anterior, empurre o peso à frente sobre
a perna esquerda, estreite a largura do pé direito mantendo
o ângulo do pé, se prepare para dar um passo cheio e vazio,
passe o peso para a perna direita, empurrando o peso para trás
com a perna esquerda, tire a ponta do pé esquerdo do chão e
coloque o calcanhar, ao mesmo tempo o braço direito recolhe
um pouco e o esquerdo avança, subindo a mão esquerda até a
altura do centro do peito, dedos da mão direita apontam para
o centro do antebraço esquerdo.

12 – Tsou Lou Xi Au Bu
Defender o joelho à esquerda e empurrar
Veja o movimento nº 10 na edição anterior. (Apenas
a mão direita já começa da altura do peito).

13 – You Lou Xi Au Bu
Defender o joelho à direita e empurrar
Da postura anterior, leve o peso um pouco para trás
para poder abrir o quadril para a esquerda e o pé esquerdo
45º acompanhando o quadril, ao mesmo tempo em que o pé e
quadril giram traga a mão que estava ao lado da perna esquerda
para a altura do peito, palma para dentro e dedos apontando
para o antebraço direito, caminhe com a perna direita, passo
arco, ao mesmo tempo o braço esquerdo descreve um arco
grande até a diagonal atrás e o direito arredonda, palma para
baixo protegendo a frente do corpo, vá girando o quadril
e empurrando o peso para a frente de maneira que a mão
esquerda venha próxima ao ombro esquerdo e a direita fique
na direção do pé direito, acabe o movimento empurrando
a mão esquerda, cotovelo apontado para baixo, dedos para
cima e a direita ao lado da coxa direita, axilas abertas, palma
paralela ao chão e dedos apontados para a frente, olhar na Arthur Dalmaso
altura do horizonte, quadril encaixado. lou xi ao bu - defender o joelho e empurrar

14 – Tsou Lou Xi Au Bu Defender o joelho à esquerda e empurrar


Defender o joelho à esquerda e empurrar Veja o movimento nº 10.
Veja o movimento nº 10.
15 – Jou Wei Pi PA 17 – Jin Bu Ban Lan Chuie
Tocar a harpa Avançar o passo, bloquear e socar
Veja o movimento nº11. Da postura anterior, leve o peso um pouco para trás
para poder abrir o quadril para a esquerda e o pé esquerdo
16 – Tsou Lou Xi Au Bu 45º acompanhando o quadril, ao mesmo tempo em que o
www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 19
pé e quadril giram traga a mão que estava ao lado da perna puxando a mão direita mais próxima e a mão esquerda, mais
esquerda para a altura do peito, palma para dentro e dedos longe, dedos da mão direita apontados para o antebraço
apontando para o antebraço direito, o braço esquerdo vai esquerdo, peso atrás, gire o quadril de frente, aproxime as
executar um grande círculo para a diagonal atrás, dedos mãos de seu tronco, altura das costelas e empurre à frente,
para cima, ao mesmo tempo a mão direita abaixa até a altura como em An (movimento nº 6).
da cintura, fechando o punho, proteja a região do baixo
ventre, ao mesmo tempo dê um passo intermediário com a 19 – Tzie Tse Shou
perna direita abrindo o ângulo do pé direito 45º, o punho Mãos Cruzadas
direito desvia um oponente a frente com o giro do quadril Da postura anterior, torça para fora um pouco o
para a direita, dê agora um passo arco com o pé esquerdo, cotovelo direito, comece a girar o quadril para a sua direita
recolhendo o punho direito até a altura da cintura, axilas 90º, mão esquerda fica onde está, mão direita acompanha o
abertas, palma para cima e a mão esquerda acompanha o giro do quadril executando um arco à sua frente, ao mesmo
pé esquerdo, ao mover o restante do peso à frente avance o tempo o pé esquerdo fecha 90º, os braços giram para baixo,
punho direito, socando à frente, proteja o antebraço direito palmas para dentro cruzando os antebraços à sua frente altura
com a mão esquerda, dedos para cima. da cintura, tire o pé direito do chão e traga-o paralelo ao
esquerdo, largura de ombros, braços cruzados executam um
18 – Ru Fung Si Bi movimento para cima até a altura do peito, arredondando as
Fechamento aparente costas, alongando os tendões dos braços, quadril encaixado.
Chegamos ao final da primeira parte da sequência da prática
Do movimento anterior, abra o punho direito, palma
de toda a Forma Longa Tradicional Estilo Yang.
para cima e passe a mão esquerda, palma para cima sob o a
axila direita, ao mesmo tempo gire o seu quadril para a direita, Prof. Arthur Dalmaso

Anderson Rosa
Qigong
Acupuntura
Cromopuntura
Moxibustão
Ventosa-terapia
Auriculoterapia
http://oraculo.cih.org.br
fone: (041) 9916-3989

Revista Tai Chi Brasil Cultura Chinesa


Saúde Ciência
Anuncie! História Opinião
É fácil, prático e bem acessível. Livros Imagem
Solicite maiores informações! Fatos Notícias
Ponto de Vista
revistataichibrasil@hotmail.com
levislitz@gmail.com www.revistataichibrasil.com.br

Lembre-se de mencionar a Revista Tai Chi Brasil quando contactar nossos anunciantes.
Assim, a Revista Tai Chi Brasil será sempre grátis e nós seremos sempre gratos.

20 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Tai Chi Chuan - Tratado
O 2º Tratado de Cheng Man-Ching - Parte I
Compreendendo o oculto e o físico
Por Aparecido de Lira e Eliane Cardoso a postura de controle. Este é um princípio importante e
-------------------------------------------------------- relativamente simples: a aplicação é repelir quinhentos
O termo “Tai Chi” aparece no livro da Mutação quilos com cem gramas, determinando o centro de
(I Ching) e também é encontrado nos clássicos da gravidade de seu oponente provocando-lhe apoiar-se
Medicina Chinesa e nas Leis Taoístas (Tao Tsang). em um lado, sem, todavia, aplicar cem gramas para
Sua teoria é vasta e suas aplicações ilimitadas, ou repeli-lo, ele tombará por si só. Apresentando estes tipos
como esclarecia Confúcio, “compreendendo todas de princípios para os atletas mundiais, nós preferimos
as transformações no céu e terra, sem engano”. Seus enfatizar sua correspondência com filosofia ou ciência.
princípios estão todos contidos dentro do Yin e Yang e Além disso, é o que chamamos de concentração do
as transformações do Chi são explicadas pelos Cinco Chi nos ossos. Quando alcança o ponto onde os ossos
Elementos. Este é o embrião da cultura e filosofia da atingem a “dureza absoluta”, “não há nada que possa
nação chinesa. Abandonar Yin e Yang e os Cinco enfrentá-los”. Explicar isso é um desperdício de
Elementos no estudo do Tai Chi envolveria uma falta de palavras.
fundamento, indigno de uma deferência séria. Se alguém Ao ensinar a um aluno sobre afundar o Chi no
insistir em desconsiderá-los no exame da filosofia e Tan Tien, ele me questionou sobre as vantagens deste
medicina chinesa ou Taoísmo, deveria ignorar também procedimento. Eu lhe falei que certamente era benéfico,
a adição, subtração, multiplicação, divisão e álgebra no mas não tanto quanto manter ambos (mente e Chi) no
exame da matemática. Seria isso possível? Tan Tien. No abdome encontramos a maior
Hoje, o progresso científico é tanto “As escritas originais concentração de água do corpo. No meio
que nós avançamos da elétrica para a era do Tai Chi Chuan externo, os efeitos nocivos da água resulta
atômica. Entretanto, permita-me perguntar são excessivamente numa larga escala em grandes inundações
se é possível desviar da função de Yin e Yang? sutis e sua prática ou numa escala menor em rupturas de
Tai Chi Chuan se concilia com a filosofia e a extraordinariamente diques e barragens ou chuva excessiva. No
ciência, pela sua teoria é puramente filosófica verdadeira.” corpo humano, o excesso produz distensão
e sua atitude completamente científica. Isso abdominal, icterícia, catarro, feridas,
pode ser demonstrado através de seus atuais princípios edemas, paralisias, salivação excessiva, micose,
e prática e não requer retórica especializada. As escritas erupções da pele, problemas com pulmões, baço,
originais do Tai Chi Chuan são excessivamente sutis estômago e intestinos. São muitos exemplos a serem
e sua prática extraordinariamente verdadeira. No enumerados. Para dispersar este excesso, nada é mais
momento, vamos nos restringir aos conceitos gerais e efetivo do que exercitar-se. O imperador Yü controlava
analisar alguns exemplos. Em relação ao movimento, as inundações com a dragagem e canalizando a água,
quando se fala em “usando a mente para direcionar o com grande sucesso. Muito parecido com o processo
Chi e o Chi para mobilizar o corpo”, é como um trem natural de evaporação da água com a luz do sol,
elétrico ou um navio a vapor que empresta a energia do dispersão na escuridão, transformando nuvens e chuva.
Chi e o mobiliza produzindo a ação. É diferente chamar Se isto pode ser duplicado no corpo humano, então,
de movimento a mera movimentação dos membros pode-se dizer que nós roubamos o secreto poder do
ou partes isoladas do corpo. Da mesma forma, o que céu.
denominamos “relaxamento do abdome”, “leveza e (Continua na próxima edição.)
sensibilidade do corpo todo” e “usando cem gramas para -------------------------------------------
repelir quinhentos quilos” todos remetem ao não uso da Aparecido de Lira e Eliane Cardoso
força. Aqueles que não usam a força não podem ser o Instituto Fu Hok de Cultura Chinesa
objeto da força de ataque do oponente e assim manter institutofuhok@hotmail.com
www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 21
Tai Chi Chuan - Princípios
Os 10 Princípios de Yang Cheng Fu
(Parte III)
Por Bruno Davanzo
Professor de Tai Chi Chuan
www.academiaparamitta.com.br

Ponto 3 - “Sung” (relaxe) a Entre a segunda e terceira isolados ajudam muito a trazer esta
cintura. A cintura é o comando de vértebras lombares, está o ponto consciência corporal. Se tivermos
todo o corpo; se você pode relaxar a VG4, Portão da Vida, Ming Men, êxito em realizar o “afundar o chi
cintura, as duas pernas terão poder que é estimulado pelo movimento para o Tan Tien” (ponto dois), a
e a parte baixa do corpo estará da cintura. Entre outras funções, consciência de se mover pela cintura
firme e estável. O cheio e o vazio este ponto serve para tonificar nossa vai melhorar, e muito. Quando
mudam e isto é baseado na rotação energia dos rins, onde fica armazenada deixamos a cintura no comando nosso
da cintura. Dizem: a origem das nossa energia raiz. Talvez por isso movimento ganha unidade, paramos
posturas está na cintura. Se você o Tai Chi seja conhecido como de fragmentar entre movimento do
não pode adquirir poder, procure o o exercício da longevidade, pois braço, da perna, da cabeça. Todo o
defeito nas pernas e na cintura. quando nos movimentamos deixando corpo se move harmonizado com a
a cintura no comando, durante todo cintura. Sentimos que o movimento
Aqui ressalto a importância o tempo, estamos estimulando nossa ganha fluidez. Então começamos a
de diferenciar quadril e cintura. energia raiz. Além disso, temos tomar gosto pela prática, pois a cada
A cintura, que está logo acima vários meridianos longitudinais vez estamos cultivando nosso chi.
do quadril, quando se move, descendo da cabeça aos pés, assim Procuro sempre seguir os
naturalmente também movimentará o como subindo dos pés à cabeça. conselhos de Yang Cheng Fu. Os
quadril, assim como todo o corpo, “a Mas temos um único meridiano na dois primeiros pontos são como uma
origem das posturas está na cintura”. linha horizontal, na cintura, um dos preparação. Estabelecer uma coluna
Quando movemos a cintura estamos oito meridianos curiosos, que ajuda ereta, uma ligação céu e terra, depois
massageando suavemente nossa a regular o fluxo da energia entre a deixar o chi submergir para o Tan
coluna lombar como um benefício parte superior e inferior. Daí a ênfase Tien. Então estamos prontos para
mais direto. Porém estamos fazendo que se dá no Tai Chi, “A cintura é o o movimento, que irá fluir através
muito mais do que isso. Este é um comando de todo o corpo”. do comando da cintura. Assim
dos pontos que tornam evidente a Para muitos alunos esse estamos como que contemplando,
origem do Tai Chi Chuan, a Medicina é um ponto que demora a ser tentado realizar na prática do kati os
Tradicional Chinesa. compreendido e os exercícios conselhos deste grande mestre.

Elli Nowatzki
Professora de Tai Chi Chuan
Curitiba - Paraná
ellitaichi@gmail.com
Tel: (41) 9164-3184

22 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Tai Chi Pai Lin
Liu Pai Lin - O Mestre do Tao
O texto a seguir foi redigido por Tarcísio Tatit Sapienza, discípulo do Mestre Liu,
para o artigo Liu Pai Lin publicado na Wikipédia, está disponível na íntegra em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Liu_Pai_Lin.
É reproduzido aqui com seu conhecimento e aprovação.
Mestre Liu Pai Lin

Na introdução de seu artigo Mestres do Tao: juventude praticou artes marciais e viajou muito por todo
tradição, experiência e etnografia, José Bizerril Neto o país pondo em prática o espírito cavalheiresco chinês.
destaca que: “A idéia de conhecimento no taoísmo Se estabeleceu durante um tempo como comerciante no
baseia-se em uma noção pragmática: conhece-se distrito de Changpin. Faleceu com 93 anos.”
por experiência pessoal corporificada o legado da O Mestre Liu comentava que ter lido notícias
tradição.” da divulgação sobre o conhecimento de Tui Na no
Assim, afirma que nas linhagens taoístas “as Ocidente a partir de ocidentais que aprenderam a
conquistas da longevidade, da saúde, da graciosidade, técnica com alunos de seu tio-avô ser um dos motivos
da vivacidade do espírito e da espontaneidade são que o levou a se dedicar à transmissão deste tipo de
índices de compreensão do Tao, de realização espiritual. terapia no Brasil.
O mestre literalmente encarna a sabedoria.” Prosseguindo seus estudos, o Mestre Liu foi
Falando especificamente sobre o Mestre Liu, iniciado nas seguintes linhagens taoístas:
Bizerril faz o seguinte depoimento: “Aos noventa e . pertence à 11ª geração da linhagem da Porta
poucos anos, Liu Pai Lin era idoso, mas sem sinais do Dragão (Longmen pai), famosa escola de alquimia
visíveis de decrepitude: a pele e os músculos ainda interior da tradição do norte da China. Foi discípulo
firmes, as articulações e tendões flexíveis, os dentes direto do Mestre Liao Kun (Liaokong Shizun);
em bom estado. Os olhos brilhantes transpareciam uma . representa a 5ª geração da linhagem da
inteligência viva e rápida. Capaz de trabalhar por horas Montanha Dourada (Jinshan pai). A foto do Mestre
a fio como médico ou palestrante, aparentemente sem Tanbai (Laisheng zhenren) era uma das presentes em
se esgotar. Parte de seu prestígio derivava daquilo que seu espaço de treino;
ele expressa constantemente pelo corpo.” . Kun Lun Chien Shan. Em Taiwan foi discípulo
O título de Mestre que Liu Pai Lin recebeu não direto do Mestre Liu Peizhong. Este Mestre é citado
se refere apenas ao seu trabalho de ensino ou ao grau de pela sinóloga Despeux ao explicar os métodos de
realização que atingiu nas práticas taoístas, é também circulação de energia em seu livro Tai-Chi Chuan: arte
um reconhecimento dado pelos mestres das linhagens marcial, técnica de longa vida;
a que pertence a quem assume de coração a missão de . e Fuchow.
divulgar o conhecimento do Tao. Aprendeu com o longevo Mestre Li Ching Yuen
a suprema importância do cultivo do Vazio (Wu Wei).
Iniciação no Taoísmo O Mestre Liu enfatizava que o Taoísmo praticado
e divulgado por ele não é o Taoísmo religioso, nem
Ainda criança começa a estudar as artes taoístas se trata da prática de uma seita. Sua transmisão é um
com seu tio-avô Liu Yunpu (Liu Yuen Pu), reconhecido conhecimento de natureza espiritual, onde a tradição
na China como um Grande Mestre Taoísta. Catherine de uma linhagem e a iniciação são tratadas de forma
Despeux, em sua tradução do Tratado de Alquimia laica. Esta distinção entre o Taoísmo enquanto religião
e Medicina Taoísta de Zhao Bichen, comenta que o (Taochiao) e enquanto filosofia de vida (Taochia) é uma
Mestre autor deste tratado foi o segundo discípulo do questão antiga na cultura chinesa.
Mestre Liu Yunpu, que era “originário da cidade de
Titou, próxima a Tianjin, na província de Hebei. Em sua Por Tarcísio Tatit Sapienza

www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 23
Tai Chi - Estilo Lam Kam
Forma do Pequeno Círculo (Parte III)
Anderson Rosa Aparar (Direita)
Instrutor de Qigong 28. Erga o pé direito ligeiramente do chão. Deslize-o
http://oraculo.cih.org.br para a diagonal direita, apoiando apenas o calcanhar no chão.
A cabeça deve acompanhar o movimento, voltando-se para a
Pressionar (Esquerda) diagonal direita também. O peso permanece no pé esquerdo.
21. Transfira o peso da perna direita para o pé No final deste movimento, os calcanhares deverão estar
esquerdo que está à frente. Visualize que balão de energia formando um ângulo de 90º.
entre seus braços e o peito começa a se expandir. Na medida 29. Permaneça imóvel. A mão direita se ergue em
em que o corpo se move diagonalmente para a esquerda, os frente ao peito, sob o cotovelo esquerdo, cruzando os braços
braços se elevam ligeiramente até a altura do peito. na região do antebraço (braço direito para dentro). As palmas
das mãos permanecem voltadas para cima. Gire a cabeça
Empurrar (Esquerda) para a esquerda, para que você possa enxergar a mão direita.
22. Continue mantendo seus cotovelos dobrados. Embora estejam cruzados, os braços não se tocam.
Vire as palmas para baixo enquanto separa as mãos. Estenda 30. Continue com o movimento da mão direita,
os braços para frente, mantendo a mesma largura dos ombros. levando-a para a diagonal direita. O quadril e a parte superior
Os dedos devem apontar para frente. do corpo giram acompanhando o movimento do braço. Gire a
23. As mãos deverão permanecer imóveis, enquanto, palma da mão direita para o centro do peito (VC17). Visualize
cuidadosamente, você desloca metade do peso para o pé que você segura um grande balão e que ele está se expandindo
direito, mantendo seu tronco ereto. no espaço entre o antebraço e o peito. Durante o movimento
24. Continue transferindo o peso do corpo para o pé da mão direita, coloque os dedos do pé direito no chão e leve
direito e flexione o joelho. O tronco permanece ereto, mas o o peso do corpo para frente.
peso do corpo está se apoiando na perna e no pé direito (perna 31. Gire sobre a ponta do pé esquerdo, voltando-o
cheia). Enquanto isso, leve os braços para trás e para baixo, para frente. Leve a mão esquerda para trás e para baixo, ao
realizando um movimento diagonal em direção à cintura. lado do quadril, mantendo a palma voltada para baixo.
Na medida em que as mãos abaixam, a distância entre elas
aumenta. Mantenha apenas o calcanhar do pé esquerdo no Desviar (Direita)
chão, erguendo ligeiramente a ponta do pé. 32. Gire a mão esquerda, num movimento de pulso,
25. Empurre para cima e para a frente com o pé direito. até que a palma fique voltada para a mão direita. Os dedos da
Os braços devem acompanhar o movimento. As mãos devem mão esquerda estão apontando para baixo e a palma aponta
manter a largura dos ombros aproximadamente. O peso deve pra a diagonal direita.
estar no pé esquerdo (perna cheia) e a panturrilha da perna 33. Erga a mão esquerda lentamente. A palma
esquerda está em ângulo reto (90º) em relação ao chão. O permanece voltada para cima, como se carregasse um grande
tronco permanece reto, voltado para a diagonal esquerda. As balão entre as mãos.
mãos permanecem voltadas pra frente, formando um ângulo 34. Forme um pequeno círculo com a mão direita e
de 45º, na altura dos ombros. Os cotovelos devem estar leve-a para a diagonal direita. Gire o pulso direito erguendo
ligeiramente dobrados. os dedos acima da mão esquerda. Continue o movimento do
pulso até que os dedos se voltem para baixo. Então, leve a
Segurar a bola (Esquerda) mão para fora e para cima, para a diagonal direita. Pare ao
26. Permaneça imóvel. Todo o peso agora se concentra conseguir ver as costas da mão direita diante de você.
no pé esquerdo. Levante ligeiramente o pé direito do chão e 35. Traga o peso para o pé esquerdo, flexionando
aproxime-o do pé esquerdo. A ponta do pé direito deverá estar levemente o joelho. Abaixe as duas mãos simultaneamente,
tocando levemente o chão ao lado do peito do pé esquerdo. trazendo-as em direção a sua barriga, como se trouxesse com
Os joelhos estão quase se tocando. elas um grande objeto, de forma lenta. As mãos devem manter
27. Levante o antebraço esquerdo na horizontal, para a mesma distância entre si enquanto realizam o movimento. A
frente do peito, mantendo a palma da mão voltada para baixo. mão esquerda fica parada diante da parte inferior do abdome
Abaixe a mão direita até a altura do umbigo, com a palma e a direita continua o movimento descendo até que o braço
voltada para cima. As mãos devem estar com as palmas voltadas esteja quase reto e a palma da mão esteja voltada para baixo,
uma para a outra, visualizando uma grande bola entre elas. em direção ao pé direito.

24 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Livros
Tai Chi Chuan: Saúde e Equilíbrio
Este livro fornece informações e ensinamentos acumulados por mestres de Tai Chi Chuan,
que ajudarão o leitor a compreender melhor a essência desta arte chinesa antiga e ao
mesmo tempo uma ciência moderna, que tem efeitos benéficos sobre a saúde, a paz interior,
a longevidade, o desenvolvimento espiritual e a qualidade de vida. É uma inspiração
para o desenvolvimento dos praticantes de Tai Chi Chuan principalmente do Estilo Yang
Tradicional. A 2ª Edição está com 45 páginas a mais de informações e ensinamentos em
relação à 1ª Edição. Autor: Fernando De Lazzari - www.taichichuan.com.br
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Pequeno Livro do Tao
Essa obra apresenta a visão da Mestra Jerusha acerca do legado de Liu Pai Lin, cuja
trajetória acompanhou por 23 anos. Ensinamentos sobre saúde, vitalidade, meditação e o
simbolismo das práticas milenares chinesas são revelados por meio de aforismos singelos,
que carregam grande sabedoria e poesia. O formato do livro, 10X13 cm, permite a leitura
aleatória; quando aberto ao acaso pode prestar-se ao aconselhamento.
Autora: Jerusha Chang. Editora OP Livros - http://oplivros.com.br.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Meditação Taoísta
Este livro, de 326 páginas, é de leitura indispensável para quem espera compreender a
filosofia que permeia o pensamento oriental, oportunidade ímpar de se conhecer uma obra
escrita por um mestre taoísta contemporâneo. Os ensinamentos deste livro são baseados
também no texto Zhuowanglun (Tratado de Esquecer a Si Mesmo) que é um dos mais
importantes textos taoístas que já foram escritos.
Autor: Wu Juh Cherng. Editora: Mauad X - www.mauad.com.br
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Tai Chi Saúde do Ser
Tai Chi Chuan e o Chi Kung são práticas de origem milenar em benefício da saúde e da
longevidade. Desenvolvidas e pesquisadas na China ao longo dos séculos, atualmente,
apresentam crescimento de popularidade em todo o mundo. Este livro, tamanho 18x25
cm, relata algumas considerações sobre o Tai Chi a partir das percepções, intuições e
sentimentos do autor, em sua vivência recém iniciada nas trilhas do Tai Chi. Autor: José
Milton de Oliveira (j1000tao@gmail.com). www.tao.org.br
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Você pode adquirir bons livros de tai chi nas melhores livrarias do Brasil ou pela internet:
Livraria Cultura: www.livrariacultura.com.br | Submarino: www.submarino.com.br
Amazon: www.amazon.com | Redwing Book Company: www.redwingbooks.com

Ler sobre tai chi, além de importante, é bom!


www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 25
Tai Chi Chuan - Níveis
Os Cinco Níveis de Habilidade no Taijiquan
(Parte III)
Eduardo Molon
Secretário-Geral da World Chen Xiaowang Taijiquan Association Brasil - Bahia
molon@taijiquan.pro.br | http://taijiquan.pro.br

Este texto foi dividido em cinco partes para publicação. Cada uma delas trata de um dos cinco níveis
mencionados. O texto é de autoria do Grão-Mestre Chen Xiaowang e foi traduzido para o português
sob sua autorização expressa. Publicado originalmente em: http://taijiquan.pro.br

O terceiro nível de gongfu (kung fu) Deve-se ajustar o corpo e as formas para assegurar um
fluxo suave da energia interna qi. Quando progredindo
“Se você deseja melhorar na sua forma, você para o terceiro nível de gongfu, o praticante já deve ter
tem que praticar para tornar seus círculos menores”. a energia interna fluindo suavemente: o que é requerido
Os degraus na prática do Taijiquan Chen envolvem é yi e não força bruta. Os movimentos devem ser leves
progredir do domínio do círculo grande para o domínio mas não “flutuando” e pesados mas não desajeitados.
do círculo médio e do círculo médio para o círculo Isto implica que os movimentos aparentem maciez, mas
pequeno. A palavra “círculo” aqui não significa o a força interna seja na verdade forte, ou que haja força
caminho resultando dos movimentos dos membros, mas implícita nos movimentos macios e que o corpo todo
sim o fluxo harmonioso do qi. Neste sentido, o terceiro seja bem coordenado e que não existam movimentos
nível de gongfu é um estágio em que se começará com irregulares. No entanto, não se deve prestar atenção
círculos grandes e se terminará com círculos médios apenas ao movimento do qi no corpo e negligenciar as
(na circulação do qi). ações externas, sob pena de parecer-se estar num transe,
O Clássico do Taijiquan mencionava que “yi e como resultado o fluxo interno do qi não apenas ficaria
e qi são superiores às formas”, o que significa que ao obstruído mas poderia também ser dispersado. Assim,
praticar Taijiquan deve-se colocar ênfase em usar yi como está escrito nos Clássicos sobre Taijiquan, “a
(consciência). No primeiro nível de gongfu, a mente e atenção deve estar no espírito e não somente no qi, com
a concentração do praticante estão principalmente em excesso de ênfase no qi haverá estagnação (do qi)”.
aprender e dominar as formas externas do Taijiquan. No Um praticante pode ter dominado as formas
segundo nível de gongfu, o praticante deve se concentrar externas entre o primeiro e o segundo níveis de
em detectar conflitos ou descoordenação entre membros gongfu, mas ele pode não ter atigindo a coordenação
e o corpo e entre os movimentos externos e internos. entre os movimentos externos e os internos. Algumas

26 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
vezes, devido à rigidez ou estagnação das ações, não é contínua desta maneira, geralmente pode-se atingir o
possível inspirar completamente. Por outro lado, sem a quarto nível de gongfu.
coordenação apropriada entre os movimentos externos Com o terceiro nível de gongfu, embora
e internos, não é possível expirar completamente. haja um fluxo harmonioso da energia interna qi e as
Por isto, quando praticando a forma deve-se respirar ações sejam melhor coordenadas, o qi ainda é fraco
naturalmente. Após entrar no terceiro nível de gongfu e a coordenação entre os movimentos dos músculos
há uma melhor coordenação entre os movimentos e o funcionamento dos órgãos internos não está
externos e os internos. Assim, geralmente as ações suficientemente estabelecida. Enquanto praticando
podem ser sincronizadas com a respiração bastante sozinho sem perturbações externas, o praticante pode
precisamente. No entanto, é necessário sincronizar conseguir coordenação entre o externo e o interno.
conscientemente a respiração com os movimentos para Durante o tuishou competitivo e durante o combate, se a
algumas ações mais rápidas, complicadas e refinadas. força do oponente é mais fraca e mais lenta, o praticante
Isto é para melhor assegurar a pode ser capaz de acompanhar o
coordenação entre a respiração e as oponente e mudar as próprias ações
ações de modo que ela gradualmente de acordo e de aproveitar quaisquer
instale-se de modo natural. oportunidades para levar o oponente
O terceiro nível de gongfu a uma situação desvantajosa; ou
envolve basicamente dominar de evitar os movimentos firmes
os requisitos externos e internos do oponente e de atacar quando
do estilo Chen de Taijiquan e o houver qualquer fraqueza deste,
ritmo do exercício tanto quanto manobrando com facilidade. No
a habilidade de auto-correção. O entanto, ao encontrar um oponente
praticante pode também ser capaz mais forte, o praticante pode sentir
de comandar as ações com mais que seu pengjin é insuficiente e que
facilidade e deverá possuir mais há uma sensação de que a própria
energia interna qi. Neste nível, postura está sendo pressionada e
é necessário compreender melhor a habilidade de está prestes a colapsar (isto pode destruir a postura
combate implícita em cada forma e sua aplicação. infalível, que se supõe ser impossível de inclinar ou
Por isto, é necessário praticar tuishou, e verificar declinar e que é apoiada por todos os lados) e não pode
nas formas a qualidade e quantidade de força interna manobrar conforme sua vontade. O estudante pode
e a expressão da força tanto quanto a dissolução não atingir o que os Clássicos descrevem como “bater
da força. O praticante adquire mais confiança com os punhos sem que estes sejam vistos; uma vez
conforme continua a praticar duramente. Ele pode visíveis, é impossível manipular”. Mesmo nas ações de
então aumentar sua rotina de exercícios e adicionar direcionar para dentro e de expelir para fora o oponente,
práticas complementares como bastão longo, espada o estudante pode sentir-se rígido e muito esforço é
ou sabre, lança e o exercício com a estaca, e praticar necessário. Desta forma este estágio é descrito como
fajin (expressão da força). Com dois anos de prática “30% yin, 70% yang, ainda no lado duro”.

Revista Tai Chi Brasil Mande pra nós


. seu comentário
Participe! . sua foto tai chi
Escreva sobre sua relação com o Tai Chi. . sua história tai chi
Faça seu depoimento; dê sua opinião! . sua sugestão
Escreva!
revistataichibrasil@hotmail.com
levislitz@gmail.com Caixa Postal 2233 - Curitiba - Paraná

www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 27
Opinião
A importância de conhecer profundamente
a arte do Tai Chi Chuan para ensinar
Prof. Fernando De Lazzari
Diretor do EQUILIBRIUS – Centro de Tai Chi Chuan, Acupuntura e Cultura Oriental
Representante do Estilo Yang Tradicional de Tai Chi Chuan - www.taichichuan.com.br

Muitas pessoas que me procuram pela primeira As pessoas que desejam aprender o Tai Chi Chuan
vez em busca do Tai Chi Chuan não sabem exatamente para ensinar para outras pessoas, ajudando-as a melhorar
o que é esta Arte e, pior ainda, alguns professores de Tai sua qualidade de vida, devem realizar uma Formação
Chi Chuan ainda não conhecem todos os aspectos da arte e adequada em uma escola que ensina e representa uma
ensinam de uma forma limitada. Muitas pessoas têm uma tradição verdadeira da arte. Um professor deve ter bons
visão errada do que é o Tai Chi Chuan, pensam que são conhecimentos da Cultura Chinesa, Filosofia Oriental,
exercícios muito suaves e moles, indicados apenas para Chi Kung, Meditação, Artes Corporais Chinesas, além de
pessoas idosas. Pensar assim é um grande erro, pois o Tai conhecer as técnicas e práticas do Estilo de Tai Chi Chuan
Chi Chuan é composto por um complexo de exercícios e que ensina. Paciência, persistência, honestidade, vontade
práticas internas que abrangem vários aspectos que incluem, de aprender e ensinar, e uma motivação correta são algumas
desde alongamentos e movimentos para o fortalecimento do características de um professor que realmente poderá ajudar
corpo, até treinamentos intensos de Chi Kung e avançadas outras pessoas. Respeito pelos outros estilos, escolas e
e eficientes técnicas de defesa pessoal. A filosofia do Tai professores de Tai Chi Chuan também é fundamental para
Chi Chuan é muito rica, abrangente e inclui vários aspectos um bom relacionamento com outros professores e para
da cultura chinesa, com uma história de milhares de anos. ajudar no desenvolvimento da arte em geral.
O praticante de Tai Chi Chuan precisa praticar Toda pessoa que ensina o Tai Chi Chuan deve
a arte intensamente, estudando a teoria, pesquisando estudar e praticar constantemente, buscando melhorar
profundamente a filosofia e buscando a perfeição em todos suas habilidades e seu entendimento sobre a arte, para
os movimentos e técnicas. É necessário entender que o Tai verdadeiramente ensinar e beneficiar muitas pessoas. É
Chi Chuan enfatiza o movimento e a quietude e, através da uma grande responsabilidade. Aprender corretamente,
praticar corretamente e ensinar corretamente, este é o
concentração mental, a mente atingirá um estado de paz,
caminho ideal.
alegria e equilíbrio. Quando a mente está verdadeiramente
Sabemos que a prática do Tai Chi Chuan auxilia
calma, o lado espiritual das coisas se abre e é possível
na melhoria da saúde física, emocional e mental, então,
ver mais profundamente tudo o que está ao redor, sem
vamos divulgar e promover esta arte maravilhosa para que
confusão ou dúvida. Isso proporciona uma nova visão da
muitas pessoas possam se beneficiar e viver em harmonia
vida e do mundo, melhorando o estilo de vida do praticante.
consigo mesmas, com os outros e com a natureza.
Como dizia o grande Mestre Lao Tzu: “Inteligente é quem
conhece os outros e Sábio é quem conhece a si mesmo”. Prof. Fernando De Lazzari

28 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Para a Ciência...

Efeitos do Tai Chi nos Sintomas


de Fibromialgia e na Qualidade de Vida
Taggart HM, Arslanian CL, Bae S, Singh K.

Armstrong Atlantic State University, Savannah, GA, USA.

Introdução: Fibromialgia (FM), uma das desordens musculoesqueléticas mais comuns, está
associada a altos índices de comprometimento da saúde associados a sintomas limitantes. A
causa dessa complexa síndrome é desconhecida e ainda não há cura. Numerosos resultados de
pesquisas indicam que a combinação de exercícios físicos e terapias complementares (mente-
corpo) são efetivas no controle dos sintomas. T´ai Chi, um exercício chinês antigo, combina
as duas coisas.

Objetivo: investigar os efeitos do exercício do T´ai Chi nos sintomas de fibromialgia e na


qualidade de vida.

Método: participantes com fibromialgia (n=39) formaram um único grupo para fazer aulas de
T´ai Chi durante 6 semanas (2x por semana com aulas de 1 hora de duração). Os sintomas de
fibromialgia e escala de qualidade de vida foram mensurados antes e após os exercícios.

Resultados: 21 participantes completaram no mínimo 10 do total de 12 sessões de T´ai Chi.


Apesar da desistência ser mais alta que o esperado, os resultados do FIQ (Fibromyalgia Impact
Questionnaire – Buckhardt & Bennett, 1991) e o SE-36 (Short Form-36, Were & Sherbourne,
1992) que medem os sintomas fibromiálgicos e a qualidade de vida, respectivamente,
revelaram uma melhora estatisticamente significante do controle dos sintomas fibromiálgicos
e da qualidade de vida dos participantes.

Referência
PMID: 14595996 [PubMed - indexed for MEDLINE]
1: Orthop Nurs. 2003 Sep-Oct;22(5):353-60.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14595996
NCBI – PubMed – www.pubmed.gov
U.S. National Library of Medicine and the National Institutes of Health

Versão para o idioma


português brasileiro
Levis Litz
Revisor Técnico
Marcelo Sato
Médico - CRM: 17.790 – PR
Professor de Farmacologia

Pratique tai chi chuan - faz bem para a saúde!


www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 29
Ponto de Vista
O Tao de Nossa Crise Econômica
(Parte II)
Bill Douglas
Fundador do Dia Mundial do Tai Chi & Chi Kung
World Tai Chi & Qigong Day

Versão para o idioma português brasileiro:


Levis Litz. Autorizada pelo autor.

Por décadas, metade do planeta tem para catapultar a economia global em energia
sobrevivido com salários de fome. Por quê? Quando renovável barata. Porque no final seria muito mais
a riqueza de algumas nações puxa recursos de barato, não apenas na produção de energia, mas na
nações pobres como um ímã de sucção, não deixa manutenção do sistema, sem desastres ambientais,
nada para a população local. Quando eu era jovem, além dos ganhos que essa energia renovável
meu pai trabalhou com um homem mexicano envolveria.
que vinha de uma parte de México que plantava O cuidado com a saúde é outra área que
melancias para exportar para os Estados Unidos. Em será posta a prova para experimentar uma mudança
toda sua vida no México ele nunca tinha provado de paradigma. Tendências atuais projetam que
melancia, até sua chegada nos Estados Unidos como nos próximos anos os custos anuais de saúde dos
um adulto jovem. Estados Unidos excederão 4 trilhões de dólares.
Assim como o combustível torna-se caro, Isto é insustentável e, se essa situação permanecer
exportações de longo alcance tornam-se menos inalterada, vai causar a falência dos Estados
atraentes. Terras locais nos países pobres podem, Unidos. No entanto, ela está mudando nosso
eventualmente, ser mais voltadas para a nutrição comportamento.
das populações locais, assim como nós, países (Continua na próxima edição.)
desenvolvidos mais ricos, nos acostumamos com a
sazonalidade na produção de alimentos produzidas Bill Douglas
localmente. billdouglas@worldtaichiday.org
No entanto, a crise dos combustíveis também http://worldtaichiday.org/
pode estimular um grande investimento privado e
público em direção ao verde, energias renováveis e
baratas do tipo solar-eólica. Esta tecnologia então
pode ser exportada ao mundo, como por exemplo, a
uma China necessitada de energia.
Nosso ambiente está chegando ao seu limite.
Poucas pessoas ainda não se deram conta disso. Um
ponto crítico se aproxima e se nós não mudarmos
radicalmente de combustíveis fósseis (óleo/carvão)
à renováveis (vento, maré, solar), podemos danificar
nosso ecossistema além do ponto de reparação.
Qualquer um que esteja consciente disso sabe que o
tempo mudou de quando éramos crianças. Podemos
chegar a um ponto onde essa mudança poderá ser
intensamente dolorosa para todo o planeta.
Este momento de “crise” econômica é
perigoso, mas juntar-se à ela pode ser a oportunidade
30 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br
Aprendendo Chinês
Traço a Traço: Wu Shu (Arte Marcial)

:
Wu

:
Shu
Chang Yuan Chiang
Professor do Curso do Idioma Chinês (Mandarim)
CELIN (Centro de Línguas e Interculturalidade)
Universidade Federal do Paraná
chang.yu@terra.com.br

Revista Tai Chi Brasil Cultura Chinesa


Saúde Ciência
Anuncie! História Opinião
É fácil, prático e bem acessível. Livros Imagem
Solicite maiores informações! Fatos Notícias
Ponto de Vista
revistataichibrasil@hotmail.com
levislitz@gmail.com www.revistataichibrasil.com.br
O diagrama das passagens internas do homem
Acredita-se que
Neijing Tu esta antiga ilustra-
ção foi desenhada
por um taoísta da
Dinastia Tang da
China. Encontrada
numa biblioteca
nas “Altas Mon-
tanhas de Pinhei-
ros”, ficou lá,
oculta do público,
por centenas de
anos. A ilustração
foi reproduzida e
impressa para ser
compartilhada com
o mundo.

Detalhes podem
ser obtidos
baixando-se
gratuitamente o
livro “A Alquimia
Interior Taoísta”,
de Sun Tun no
seguinte endereço
da internet: http://
www.4shared.com/
file/83242997/
e1c15978/A_
Alquimia_Interior_
Taoista.html

Referência: http://
en.wikipedia.org/
wiki/Neijing_Tu

Observação: informa-
ções disponíveis em
1º de janeiro de 2010.

Colaboração:
Anderson Rosa