Você está na página 1de 78

Sistemas Eletrônicos

A melhor maneira de se obter maior eficiência. Graças ao auxílio da tecnologia eletrônica, podemos, hoje, operar as lâmpadas com sistemas eletrônicos com a perfeita união jamais obtida anteriormente.

Isso nos possibilita obter maior eficiência luminosa, incrementando ainda mais a vida útil da lâmpada.

Obtemos ainda uma economia de energia de até 30% em comparação aos sistemas utiliza- dos com reatores eletromagnéticos conven- cionais, reduzindo significativamente o consumo de energia das instalações elétricas.

Por esta razão, os reatores eletromagnéticos convencionais serão descontinuados do mercado nos Estados Unidos, Europa e Japão até 2005, devido aos programas de conservação de energia presentes nesses países.

No Brasil, com um processo de certificação compulsória, exige-se, desde 2003, que os reatores eletrônicos para lâmpadas fluorescen- tes tubulares atendam às normas brasileiras relativas aos requisitos de segurança e desempenho (NBR 14417, NBR 14418), proporcionando, assim, uma garantia ao consumidor quanto aos sistemas disponíveis no mercado local.

Melhoria para todos. A luz produzida com auxílio da eletrônica proporciona ausência de cintilação. O

Melhoria para todos.

A luz produzida com auxílio da eletrônica

proporciona ausência de cintilação.

O acendimento das lâmpadas é feito

de modo mais suave, dispensando

o uso de starter. O uso de reatores

eletrônicos em sistemas de iluminação proporciona economia, flexibilidade, além de conforto ao usuário, garantin- do, assim, a realização de um trabalho perfeito, sem cansaço ou perda de con- centração durante sua execução.

Iluminação dinâmica. Com o uso do sistema DALI (Digi- tal Addressable Lighting Interface) é possível criar uma iluminação dinâmi- ca e flexível. Pode-se criar grupos de luminárias e cenários, de modo que possam ser acionados pelo usuário, de acordo com sua necessidade,

com um simples apertar de botão, seja em um interruptor de parede, seja via controle remoto. É possível também controlar persianas e outras cargas elétricas.

Reatores eletrônicos inteligentes. Com o uso de recursos tecnológicos de última geração, pudemos agora equipar os reatores eletrônicos com circuitos inteligentes. Surge, então, a linha de reatores MULTIWATT, que, além de operar as lâmpadas com maior perfeição, proporciona ainda flexibilidade, podendo operar lâmpadas de tipos e potências distintas, com as condições ideais de partida e funcionamento de cada modelo.

ReatoRes eletRônicos A OSRAM desenvolve fontes de luz inovativas e, do mesmo O “ESTADO DA
ReatoRes eletRônicos A OSRAM desenvolve fontes de luz inovativas e, do mesmo O “ESTADO DA
ReatoRes eletRônicos
A OSRAM desenvolve fontes de luz inovativas e, do mesmo
O “ESTADO
DA ARTE” EM
ILUMINAÇÃO.
modo, tem investido cada vez mais tempo no desenvolvimento
de reatores eletrônicos para essas lâmpadas de última geração.
As principais vantagens em se utilizar reatores eletrônicos são:
Economia de energia.
Incremento da vida útil das lâmpadas.
Ausência do efeito estroboscópico e de cintilação.
Ausência de ruído.
Altíssimo fator de potência.
Alimentação múltipla (50 Hz, 60 Hz e corrente contínua).
Peso e volume menores.
Desligamento automático no término da vida útil das lâmpadas.
Custos de instalação e manutenção reduzidos.
A
OSRAM oferece agora uma linha ampla de reatores eletrônicos
e
se coloca como uma das maiores fornecedoras de sistemas
de iluminação do mundo.
A evolução da iluminação moderna
Energia 100%
1º- Passo
Lâmpadas Lâmpadas T8 T8
70%
2º- Passo
Economia Economia
80% 80%
Modernas Modernas
luminárias luminárias
50%
3º- Passo
com com aletas aletas
40%
4º- Passo
Reatores Reatores
eletrônicos eletrônicos
Sistema Sistema T5 T5
20%
+ +
+ +
Luz natural
com sistemas
+ +
"dimmerizáveis"

7.02

ÍNDIcE Páginas ET-PARROT ® 7.08 Transformadores eletrônicos para lâmpadas de baixa tensão (12 volts)
ÍNDIcE
Páginas
ET-PARROT ®
7.08
Transformadores eletrônicos para lâmpadas de baixa tensão (12 volts)
QUICKTRONIC ®
7.10
Reatores eletrônicos para lâmpadas fluorescentes compactas e tubulares
FLUORTRONIC ®
7.19
Reatores eletrônicos para lâmpadas fluorescentes tubulares
Sistemas e reatores eletrônicos “dimmerizáveis”
com interface 1
10
7.21
V DC
Sistemas para gerenciamento da iluminação e criação
de efeitos especiais + reatores eletrônicos “dimmerizáveis”
com protocolo DALI
7.31
POWERTRONIC ®
7.59
Reatores eletrônicos para lâmpadas de descarga em alta pressão
OPTOTRONIC ®
7.61
Fontes de alimentação para módulos de LEDs e “dimmerizáveis”
com interface 1
10
V DC e protocolo DALI
DADOS TÉCNICOS
7.62
Tabela de aplicação de lâmpadas e módulos de LEDs
Tabela de aplicação de transformadores, reatores e fontes de alimentação
Dicas de instalação e dimensões

7.03

Tabela de aplicação de transformadores, reatores e fontes de alimentação Dicas de instalação e dimensões 7.03
R eatoRes eletRônicos I LUMINAÇÃO PERFEITA cOM EcONOMIA, cONFORTO, SEGURANÇA E FÁcIL INSTALAÇÃO. O que

ReatoRes eletRônicos

ILUMINAÇÃO PERFEITA cOM EcONOMIA, cONFORTO, SEGURANÇA E FÁcIL INSTALAÇÃO.

O que diferencia os reatores eletrônicos da OSRAM dos demais reatores do mercado? Reatores eletrônicos devem atender a certos requisitos básicos quanto à qualidade e à segurança:

• Compatibilidade com as características elétricas de cada lâmpada.

• Compatibilidade eletromagnética e imunidade.

• Operação segura e longa durabilidade.

O reator eletrônico foi desenvolvido de modo que não haja necessidade de medições adicionais na luminária para comprovação das normas mencionadas, desde que a fiação esteja de acordo com as especificações.

Supressão de radiointerferência

CISPR 15

 
CISPR 15  

EN 55015

Máx. EMI [dB V ]

 

110

110  
 

90

80

70

66

60

56

10 -2

10 -1

10 0

10 1

10 2

 

Freqüência [MHz]

 
10 1 10 2   Freqüência [MHz]   Imunidade EN 61547 IEC 1547 230 V 60
Imunidade EN 61547 IEC 1547 230 V 60 Hz
Imunidade
EN 61547
IEC 1547
230 V
60 Hz

Os reatores OSRAM QUICKTRONIC ® foram projetados de forma a não interferir no funcionamento dos equipamentos eletroeletrônicos e, ao mesmo tempo, estarem imunes a eventuais interferências externas que poderiam prejudicar o seu próprio funcionamento.

7.04

Apresentam a menor taxa de distorção harmônica do mercado.

Circuitos totalmente eletrônicos, empregando tecnologia digital, permitem o controle com a precisão dos computadores.

Harmônicas IEC 1000-3-2 EN 61000-3-2 Quantidadeharmônica[%] 30 25 Limites 20 máximos da IEC 15 10
Harmônicas
IEC 1000-3-2
EN 61000-3-2
Quantidadeharmônica[%]
30
25
Limites
20
máximos da IEC
15
10
5
0
3.
5.
7.
9.
11.
13.
Harmônica

Segurança

EN 60928, NBR 14417 IEC 928

Segurança EN 60928, NBR 14417 IEC 928 • Isolação. • Proteção contra corrente de fuga. •

• Isolação.

• Proteção contra corrente

de fuga.

• Desligamento automático

em caso de falha.

Performance

EN 60929, NBR 14418 IEC 929

Rel. uxo luminoso da aplicação [%] 100 Reator eletrônico 90 10 . 18. 80 Reator
Rel. uxo luminoso da aplicação [%]
100
Reator eletrônico
90
10
.
18.
80
Reator
magnético
70
60
50
2
4
6
8
10 12 14 16 18 20 22 24

Tempo de uso [1000h]

2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 22 24 Tempo de uso [1000h]
2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 22 24 Tempo de uso [1000h]

Limite de potência

Possui um cir cuito de potência constante que mantém inalterado o fluxo luminoso das lâmpadas, mesmo com a variação da tensão de rede.

Maior durabilidade do reator

• Capacitor eletrolítico para longa

durabilidade (50.000 h em t

c máx.

).

• Sofisticado design do circuito.

• Aquecimento interno mínimo.

Temp. no Funcionamento do reator [%] ponto de 100 medição t c 80 50°C 60
Temp. no
Funcionamento do reator [%]
ponto de
100
medição t c
80
50°C
60
60°C
40
70°C
20
90°C
0
0 20
40
60
80
100
120
140

Tempo de uso [1000]

Ignição confiável

Garante aumento da vida útil das lâmpadas em até 50%, dependendo da aplicação.

A vida útil do reator é o dobro da maioria dos reatores de primeira linha do mercado. Tempo médio entre falhas (MTBF) de 500.000 horas, o que significa uma vida útil, na prática, maior do que 15 anos para instalações comerciais.

Os reatores eletrônicos OSRAM estão de acordo com as normas técnicas nacionais e internacionais.

7.05

comerciais. Os reatores eletrônicos OSRAM estão de acordo com as normas técnicas nacionais e internacionais. 7.05
Garantia de qualidade com uso correto de cada sistema. EOL (desligamento automático). Quando a lâmpada
Garantia de qualidade com uso correto de cada sistema. EOL (desligamento automático). Quando a lâmpada
Garantia de qualidade com uso
correto de cada sistema.
EOL (desligamento automático).
Quando a lâmpada atinge seu final
de vida, o seu funcionamento passa a
ser instável, modificando-se, então, a
sua tensão de operação e aumentando
seu consumo de energia. Caso este
período de operação seja extenso,
poderá causar um aquecimento ex-
cessivo na base da lâmpada, trazendo
problemas ao soquete e à instalação.
Os reatores OSRAM que apresentam
o símbolo EOL detectam esta situação
crítica e desligam o circuito de ilumi-
nação, por meio de um sistema de
segurança, permanecendo desligado
até a substituição definitiva das lâmpa-
das. Futuramente, esse sistema estará
presente em toda a linha de reatores.
Com a tecnologia “Cut-off” obtemos
maior fluxo luminoso da luminária, com
maior durabilidade da lâmpada.
As perdas nesse tipo de sistema para
cada lâmpada são muito pequenas,
atingindo no máximo 3 W. Somando-se
a isto, reatores eletrônicos com tecno-
logia “Cut-off” apresentam de
5% a 7% de redução da potência do
sistema, comparados aos reatores
sem esta tecnologia.
Tecnologia “Cut-off”.
Após a partida da lâmpada, o circuito
de aquecimento dos eletrodos é
desligado. Reduzindo-se a carga nos
eletrodos consegue-se, então, obter um
incremento na vida útil das lâmpadas.
Combinações de lâmpadas.
As tabelas de aplicação estão dispo-
níveis a partir da pág. 7.56 e apresen-
tam todas as combinações possíveis
de reatores e lâmpadas. Isto significa
que qualquer uso que não respeite as
condições indicadas neste catálogo irá
acarretar o funcionamento inadequado
entre reator e lâmpada, prejudicando o
desempenho e comprometendo a vida
útil do sistema. As combinações possí-
veis também podem ser localizadas em
nosso site: http://www.osram.com.br.

7.06

Propriedades térmicas. Triângulo 110 EMC. . - 110 No caso de defeito ou falha, a
Propriedades térmicas.
Triângulo 110
EMC.
.
-
110
No caso de defeito ou falha, a temperatura
na carcaça do reator não irá ultrapassar o
valor 110°C em nenhum ponto. Esta in-
formação é bastante importante, pois, no
caso de luminárias de plástico, determi-
na qual o tipo de material que pode ser
utilizado para abrigar o sistema.
Laboratório independente de ensaios que
certifica reatores eletrônicos que atendem aos
requisitos relativos a imunidade, supressão
de radiointerferência e distorção harmô-
nica. Ao mesmo tempo, trata-se de uma
garantia para o uso da marca CE.
Temperatura de teste t c máx. = 70°C.
Triângulo sinalizado.
Símbolo que possibilita a venda desse
reator no mercado australiano.
A temperatura da carcaça não pode
em qualquer circunstância ultrapassar
o valor de 70°C no ponto de medição
indicado, de modo a garantir a vida útil
do reator. Cada 10°C de incremento de
temperatura neste ponto significa que a
vida do reator reduz-se à metade.
Portanto, sendo o inverso também
válido, quanto mais frio for mantido o
reator, maior será sua durabilidade.
Aprovações.
EEI = A2
Índice de eficiência energética.
Classificação do reator.
Este símbolo mostra ao consumidor
quão eficiente é o reator. Os reatores
eletrônicos normalmente apresentam a
melhor classificação quanto à eficiência
(A2 ou A3). Reatores eletrônicos “dimme-
rizáveis” apresentam classificação A1.
U-OUT
Tensão máxima de saída do reator eletrônico.
ENEC 10
Marca de conformidade européia.
O número após o símbolo ENEC repre-
senta a unidade onde foi realizado o
teste conforme os requisitos ENEC.
Por exemplo, 10 representa o laboratório
de ensaios VDE localizado na Alemanha.
Os ensaios abrangem os requisitos de
segurança EN 60928 e desempenho
EN 60929.
INMETRO
Marca de conformidade brasileira
aplicada a reatores que atendem aos
requisitos de segurança NBR 14417
Partida preaquecida.
Antes de acender a lâmpada, os reatores
eletrônicos modernos proporcionam
aos eletrodos da lâmpada a temperatura
ideal para emissão de elétrons. Isto é
extremamente importante em lâmpadas
de baixa potência por possuírem
eletrodos mais sensíveis. Somente siste-
mas com partida preaquecida inibem a
degradação dos eletrodos com sistemas
de acendimento freqüentes, não afetan-
do a vida útil das lâmpadas.
e de desempenho NBR 14418.
EN 60928 (NBR 14417)
Requisitos de segurança aplicáveis a
reatores para lâmpadas fluorescentes.
EN 60929 (NBR 14418)
Requisitos de desempenho aplicáveis
a reatores para lâmpadas fluorescentes.
Cabeamento.
Indicação de bitola de cabos e comprimento
máximo admissível dos cabos de interliga-
ção entre reator e lâmpada.
É imprescindível o cumprimento deste
quesito, de modo a não comprometer o
acendimento e funcionamento das lâmpadas.
Características térmicas
Desligamento automático
em fim de vida
(EOL)
Tecnologia “Cut-off”
Range of application:
AC/DC 198V to 264V
U-OUT = 380V
110
_
~
L
Range of battery voltage: 154V to 276V
Can be used for luminaires protection class I and II
3
1
1
leads 1,2
R
L
_
max. 1,5 m
~
N
2
Temp.-Test
Suitable for emergency installations acc. to VDE 0108
leads 3,4
max. 1,5 m
2
not used
t
= 70∞C max
Preheat time < 1 sec.
5
C
not used
L
4
3
lamp
U
N (V)
f
N (Hz)
I
N (A)
l t (∞C)
leads 5,6
a
max. 1,5 m
4
7
6
L
EEI = A2
7
4xFH 14W
230-240
0; 50-60
0,29
0,99
wire preparation
-20
50
6 9
leads 7,8
8
0,5 - 1,5 mm≤
max. 1 m
C
9
V E
leads 9,10
10 D
A 338 710 00 07
L
8,5 - 9,5 mm
max. 1 m
8
10 10
Made in Germany
Tensão de ali-
mentação
Cabeamento
Esquema de
Aprovações
ligação incluindo
comprimento
Combinações possíveis
máx. admissível

7.07

Cabeamento Esquema de Aprovações ligação incluindo comprimento Combinações possíveis máx. admissível 7.07

ET-ParroT ®

Transformador Eletrônico para Halógenas de Baixa Tensão

Transformador Eletrônico para Halógenas de Baixa Tensão Vantagens. A linha ET-PARROT ® é indicada para

Vantagens.

A linha ET-PARROT ® é indicada para aplicações

profissionais. Podemos destacar as seguintes vantagens em relação aos transformadores convencionais:

• Longa durabilidade (15.000 horas), cinco vezes maior que a dos transformadores convencionais.

• Melhor estabilização na tensão de saída,

proporcionando mais luz e maior vida útil

para as lâmpadas.

• Baixo consumo, com menores perdas de energia.

• Pode ser utilizado com os mesmos

“dimmers” para transformadores magnéticos. • Tamanho compacto e design que facilita a instalação.

Conforto.

• Maior leveza e compactação.

• Ausência de ruído e cintilação.

• Facilidade de instalação.

Economia.

• Baixa dissipação térmica, aquecendo menos o ambiente (o calor gerado é até 60% menor que o gerado pelos transformadores magnéticos).

Segurança.

• Atende às normas internacionais de segurança e operação.

• Proteção contra curto-circuito na saída.

• Pode ser instalado em superfícies de madeira.

Aplicações.

• Lojas e centros comerciais.

• Escritórios.

• Residências.

Vida útil até 5 vezes maior!
Vida
útil
até
5 vezes
maior!
Aplicações. • Lojas e centros comerciais. • Escritórios. • Residências. Vida útil até 5 vezes maior!

7.08

ET-ParroT ® 70 E 105 I Transformador Eletrônico para Halógenas de Baixa Tensão

ET-PARROT ET-MV
ET-PARROT
ET-MV

Modelos de reatores ET-MV 70W/110-120 ET-ParroT 70W/230-240 ET-ParroT 105W/230-240

Características gerais.

• Tensão de Alimentação: 110-120 e 220 a 240V.

• Freqüência de rede: 50 a 60 Hz.

• Proteção contra curto-circuito.

• Proteção contra sobrecarga.

• Proteção contra elevação de temperatura.

• Supressão de radiointerferência: EN 55015.

• Harmônicas: EN 61000-3-2.

• Segurança: EN 61347-2-2.

• Imunidade: EN 61547.

• Segurança: EN 61347-2-2. • Imunidade: EN 61547. A linha ET-PARROT ® é composta de transformadores

A linha ET-PARROT ®

é composta de

transformadores eletrônicos compactos para utilização com lâmpadas halógenas de baixa tensão e se destaca devido à sua longa durabilidade (até 15.000 horas). Também pode ser utilizada com “dimmers”.

7.09

e se destaca devido à sua longa durabilidade (até 15.000 horas). Também pode ser utilizada com

QUICKTroNIC ® Para DULUX ® (4 pinos) reatores Eletrônicos para Fluorescentes Compactas

Para a linha de fluorescentes compactas

surgem os reatores eletrônicos QUICKTRONIC ® .

Conforto.

• Ausência de cintilação.

A

compactação das lâmpadas fluorescentes

• Ausência de efeito estroboscópico.

e

dos reatores eletrônicos permite a construção

• Ausência de ruído.

permite a construção • Ausência de ruído. de luminárias mais compactas, decorativas e de alta

de luminárias mais compactas, decorativas e de alta eficiência para os sistemas de iluminação moderna. Permitindo, ainda, a “dimmerização”, fornece conforto e flexibilidade às instalações (QUICKTRONIC ® DIMMABLE).

QUICKTRONIC ® MULTIWATT:

MAIOR FLEXIBILIDADE E COMPACTAÇÃO.

Economia.

• Altíssima eficiência energética.

• Aumento da vida útil da lâmpada em até

50%.

• Permitem o desenvolvimento de luminárias menores e mais leves.

• Possibilidade de “dimmerização” desde 100% a 3% (QUICKTRONIC ® DIMMABLE).

Nos últimos anos surgiu um grande número de lâmpadas fluorescentes inovadoras, com um número também cada vez maior de reatores compatíveis para cada uma das aplicações. Isso se torna um problema não somente no que se refere aos diferentes tipos de reatores em estoque, mas, principalmente, prejudica sua aplicação nos sistemas de iluminação, nos quais

se deseja obter maior flexibilidade na utilização de lâmpadas e luminárias. No intuito de resolver

o problema de um número desproporcional de

reatores, a OSRAM apresenta, então, uma nova linha de reatores eletrônicos QUICKTRONIC ® MULTIWATT. Capazes de operar lâmpadas fluorescentes de 17 tipos diferentes e potências distintas, sempre nas condições ideais de cada lâmpada, possibilitam ainda (com o reator na versão dupla) mais de 100 combinações distintas.

Segurança.

• Distorção harmônica IEC 1000-3-2, EN 61000-3-2 e VDE 838.

• Interferências eletromagnéticas CISPR 15, EN 55015 e VDE 0875.

• Imunidade IEC 1547 e EN 61547.

• Desempenho IEC 929, EN 60929 e VDE 0712 T23.

• Segurança elétrica IEC 928, EN 60928 e VDE 0712 T22.

Aprovações

elétrica IEC 928, EN 60928 e VDE 0712 T22. Aprovações Aplicações • Escritórios, lojas, supermercados,

Aplicações

• Escritórios, lojas, supermercados,

restaurantes, residências, auditórios, salas de reunião.

Sistema de partida preaquecida garantindo maior vida útil das lâmpadas.
Sistema de partida
preaquecida garantindo
maior vida útil das
lâmpadas.

A compactação das lâmpadas fluorescentes e dos reatores eletrônicos permite a construção de luminárias mais compactas, decorativas e de alta eficiência para os sistemas de iluminação moderna.

7.10

Q UICKTroNIC ® Para DULUX ® (4 pinos) reatores Eletrônicos para Fluorescentes Compactas Modelos de
Q UICKTroNIC ® Para DULUX ® (4 pinos) reatores Eletrônicos para Fluorescentes Compactas Modelos de

QUICKTroNIC ® Para DULUX ® (4 pinos) reatores Eletrônicos para Fluorescentes Compactas

Modelos de reatores QT-D/E 1x9-13/230-240 QT-T/E 1x18/230-240 QT-M 1x26-42/230-240 QT-T/E 1x57/230-240

QT-T/E 1x70/230-240 QT-D/E 2x10-13/230-240 QT-D/E 2x18/230-240 QT-M 2x26-32/230-240 QT-/E 2x42-57/230-240

1 2 3 QT-D/E 2x10-13/230-240 QT-T/E 2x18/230-240 5 QT-M 2x26-32/230-240 1) 6 7 Terra 1
1
2
3
QT-D/E 2x10-13/230-240
QT-T/E 2x18/230-240
5
QT-M 2x26-32/230-240
1)
6
7
Terra
1
2
3
4
QT-T/E 2x42-57/230-240
5
6
7
QT-D/E 1x9-13/230-240
QT-T/E 1x18/230-240
1
2
QT-M 1x26-42/230-240
1)
3
4
QT-T/E 1x57/230-240
Terra
1
2
QT-T/E 1x70/230-240
3
4

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 230V/240V ou 176-254 V DC .

• Freqüência de rede: 0/50/60 Hz.

• Partida da lâmpada: partida com preaquecimento em até 1,5 s.

• Desligamento automático no fim de vida da lâmpada.

• Reacendimento automático após a troca da lâmpada.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em

1) Com este reator é possível operar também lâmpadas de tipos e formatos diferentes, em mais de 100 combinações. No caso de operação com lâmpadas distintas, a soma do consumo das duas lâmpadas em alta freqüência W HF não deve ser superior a 64 W. Exemplo: 1x DULUX T/E 42 W + 1 x DULUX L 18 W = 42 W HF + 17 W HF = 59 W HF 64 W HF . CORRETO 1x DULUX T/E 42 W + 1 x LUMILUX T5 FC 22 W = 42 W HF + 23 W HF =65 W HF > 64 W HF . INCORRETO Consulte a OSRAM para obter informações específicas.

corrente alternada e em corrente contínua.

• Selos de aprovação:

alternada e em corrente contínua. • Selos de aprovação: • Atendem às seguintes normas internacionais: –

• Atendem às seguintes normas internacionais:

– Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica DIN VDE 0712/IEC 929/ EN 61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

• Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

7.11

Imunidade EN 61547. • Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

QUICKTroNIC ® ECoNoMIC Para DULUX ® (4 pinos) reatores Eletrônicos para Fluorescentes Compactas

Modelos dos reatores QT-ECo T/E 2x18/220-240 QT-ECo T/E 2x26/220-240

A tendência na indústria de iluminação caminha

no sentido de sistemas de iluminação mais eficientes com uso de reatores eletrônicos.

A linha QUICKTRONIC ® ECONOMIC é a melhor

solução para substituição de reatores eletromagnéticos, pois possui eletrônica integrada de alto rendimento que traz os seguintes benefícios:

• Aumento da vida útil da lâmpada em até 50%.

• Economia de energia de até 30% em relação a

sistemas utilizando reatores eletromagnéticos.

• Ausência de cintilação.

• Ausência de efeito estroboscópico.

• Desligamento automático no caso de defeito na lâmpada.

• Partida com preaquecimento dos filamentos.

• Vida média de 30.000 h com taxa de falha

< 10% a 70ºC ou 50.000 h com taxa de falha

< 10% a 60ºC.

10% a 70ºC ou 50.000 h com taxa de falha < 10% a 60ºC. Características gerais.
10% a 70ºC ou 50.000 h com taxa de falha < 10% a 60ºC. Características gerais.

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 220V a 240V.

• Freqüência de rede: 50/60 Hz.

• Partida da lâmpada: partida com preaquecimento em até 2 s.

• Reacendimento automático após a troca da lâmpada.

• Selos de aprovação:

após a troca da lâmpada. • Selos de aprovação: • Atende às seguintes normas internacionais: –

• Atende às seguintes normas internacionais:

– Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica DIN VDE 0712/IEC 929/ EN 61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

– Segurança EN 60928/IEC 61347-2-3.

• Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

60928/IEC 61347-2-3. • Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s). 7.12

7.12

QUICKTroNIC ® Para LUMILUX ® T2 FM reatores Eletrônicos para Fluorescentes Tubulares T2

Modelos de reatores QT-ECo FM 1x11-13/220-240

Soluções excepcionais de iluminação chamam componentes excepcionais.

de iluminação chamam componentes excepcionais. Um ótimo exemplo de soluções inovativas são as

Um ótimo exemplo de soluções inovativas são as fluorescentes miniatura LUMILUX ® T2 FM. São lâmpadas extremamente finas (apenas 7 mm de

diâmetro). Devido às suas características elétricas

e geométricas, operam com reatores eletrônicos.

elétricas e geométricas, operam com reatores eletrônicos. U N QT-ECO FM 1x11-13 Características gerais. •

U

N

QT-ECO FM 1x11-13
QT-ECO FM
1x11-13
U N QT-ECO FM 1x11-13

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 220V a 240V.

• Freqüência de rede: 50/60 Hz.

• Partida da lâmpada: partida com preaquecimento em até 1,5 s.

• Reacendimento automático após a troca da lâmpada.

• Apagamento da lâmpada no caso de qualquer falha que prejudique o seu funcionamento correto.

• Selos de aprovação:

• Atende às seguintes normas internacionais:

aprovação: • Atende às seguintes normas internacionais: – Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR

– Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica DIN VDE 0712/IEC 929/EN 61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

– Segurança EN 60928/IEC 61347-2-3.

Imunidade EN 61547. – Segurança EN 60928/IEC 61347-2-3. • Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo

• Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

7.13

QUICKTroNIC ® Para LUMILUX ® T5 reatores Eletrônicos para Fluorescentes Tubulares T5

T5 reatores Eletrônicos para Fluorescentes Tubulares T5 QUICKTRONIC ® PARA LUMILUX ® T5 As lâmpadas

QUICKTRONIC ® PARA LUMILUX ® T5 As lâmpadas LUMILUX ® T5 (16 mm) representam a nova geração de sistemas de iluminação fluorescente modernos. Além de seu tamanho mais compacto e leve, os reatores eletrônicos QUICKTRONIC ® de dimensões menores dão a liberdade de se criarem luminárias mais leves e elegantes, com melhor eficiência. As lâmpadas LUMILUX ® T5 (16 mm) devem operar somente com reatores eletrônicos de par- tida preaquecida.

Duas famílias de produtos.

1. QUICKTRONIC ® QT-FH: disponível em 230V, operam as lâmpadas de 14 W, 21 W, 28 W e 35 W. Projetados de forma a obter o máximo de eficiência luminosa (104 lm/W).

2. QUICKTRONIC ® QT-FQ: disponível nas potências de 54 W e 80 W. Projetados de

forma a obter o máximo pacote de luz (até 50% mais luz que as lâmpadas T8 do mesmo comprimento).

Conforto. •Ausência de cintilação. •Ausência do efeito estroboscópico, graças à operação em alta freqüência. •Excelente conforto visual. •Desligamento automático, no caso de fim de vida útil da lâmpada. •Maior facilidade na instalação.

Economia. •Excelente eficiência energética no sistema FH ® . •Elevado pacote de luz no sistema FQ ® . •Aumento da vida útil, graças à tecnologia “Cut-off”.

• Custo reduzido de manutenção, devido à longa durabilidade, garantindo longos intervalos entre reposições. •Redução do consumo de energia do sistema de ar-condicionado devido à baixa potência dissipada e ao menor aquecimento do ambiente.

Segurança. •Desligamento automático no caso de defeito ou final de vida da lâmpada. •Atendem às normas européias relativas à segurança, à operação e à interferência eletromagnética (EMC). •Supressão de transientes de curta duração (DIN VDE 0160) e para sobretensões. •Menor risco de inflamabilidade nas luminárias pelo fato de as lâmpadas operarem com baixas temperaturas. •Podem ser utilizados em iluminação de emergência DIN VDE 0108. •Atendem às normas de segurança NBR 14417 e desempenho NBR 14418. •Garantia de qualidade, com maior vida útil do mercado (50.000 h com taxa de falha menor que 10%).

Aplicações. Sistema FH ® :

Sistema FQ ® :

Escritórios. Vitrines. Lojas. Iluminação direta/indireta. Industrial. Pé-direito elevado.

Escritórios. Vitrines. Lojas. Iluminação direta/indireta. Industrial. Pé-direito elevado.
Tecnologia “Cut-off”: maior durabilidade para a lâmpada!
Tecnologia “Cut-off”:
maior durabilidade
para a lâmpada!

7.14

QUICKTroNIC ® Para LUMILUX ® T5 reatores Eletrônicos para Fluorescentes Tubulares T5

Circuito eletrônico evita aquecimento Com a tecnologia "Cut-off" é possível o aumento dos eletrodos
Circuito eletrônico evita aquecimento
Com a tecnologia "Cut-off" é possível o aumento
dos eletrodos (tecnologia "Cut-off").
da vida útil.
100%
I filamento
= I Lâmpada
90%
80%
Fluxo
70%
Tecnologia "Cut-off"
Ponto Frio
luminoso
Reator eletrônico
60%
I Lâmpada
convencional
relativo
50%
(%)
I filamento
40%
16. 18.
20.
24.
Temperatura menor
nos eletrodos da lâmpada.
Tempo de uso (1.000 h)
Benefícios da tecnologia "Cut-off" em ambientes
Benefícios adicionais com tecnologia "Cut-off".
de maior temperatura.
110
� Redução de 3 W de potência da lâmpada.
35C
100
6% a 8% de aumento
� Redução da potência do sistema de 5% a 7%.
da eficiência luminosa
90
em iluminação direta.
Fluxo
80
luminoso
Tecnologia "Cut-off"
Todos os reatores eletrônicos
relativo
70
Reator eletrônico
(%)
convencional
OSRAM T5 operam com
60
10
20
30
40
50
tecnologia "Cut-off".
Temperatura ambiente (C)

Elevado pacote de luz e aumento da vida útil, graças à tecnologia “Cut-off”.

Vantagens dos reatores eletrônicos com tecnologia “Cut-off” (partida preaquecida).

QUICKTroNIC ® MULTIWaTT Para LUMILUX ® T5 FH (HE)

reatores Eetrônicos para Fluorescentes Tubulares T5

QT-FH 1x14-35/230-240 CW

QT-FH 2x14-35/230-240 CW

QT FH 1x14-35 QT FH 2x14-35 A fixação do reator na luminária deve ser realizada
QT FH
1x14-35
QT FH
2x14-35
A fixação do reator na luminária deve ser realizada com parafusos, por-
cas e arruelas dentadas, garantindo assim o aterramento da carcaça.

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 230V/240V.

• Freqüência de rede: 0; 50 a 60 Hz.

• Partida da lâmpada: partida rápida com preaquecimento em até 1 s.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em corrente alternada e em corrente contínua.

• Reacendimento automático após a troca da lâmpada.

• Selos de aprovação:

• Atendem às seguintes normas internacionais:

Podem operar simultaneamente com lâmpadas e diferentes potências (por exemplo FH 35W + FH 14W).

– Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica EN61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

– Segurança EN 60928.

– Desempenho EN 60929.

• Atende às seguintes normas brasileiras:

– NBR 14417.

– NBR 14418.

• Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s). Q UICKTroNIC ® Para LUMILUX ® T5 FH (HE)

QUICKTroNIC ® Para LUMILUX ® T5 FH (HE) Modelos de reatores

QT-FH 3x14-35/230-240 CW

QT-FH 3x14-35/230-240 CW

reatores QT-FH 3x14-35/230-240 CW QT-FH 3x14-35/230-240 CW Características gerais. • Tensão de alimentação:

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 230V/240V.

• Freqüência de rede: 0; 50 a 60 Hz.

• Partida da lâmpada: partida rápida com preaquecimento em até 1s.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em corrente alternada e em corrente contínua.

• Reacendimento automático após a troca da lâmpada.

• Selos de aprovação.

• Atendem às seguintes normas internacionais:

– Supressão de radiointerferência

DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica EN61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

– Segurança EN 60928.

– Desempenho EN 60929.

• Atendem às seguintes normas brasileiras:

– NBR 14417.

– NBR 14418.

• Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

7.15

14417. – NBR 14418. • Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s)

QUICKTroNIC ® Para LUMILUX ® T5 FQ (Ho) reatores Eletrônicos para Fluorescentes Tubulares T5

Modelos de reatores QT-FQ 1x54/230-240 CW QT-FQ 1x80/230-240 F/CW

QT-FQ 2x54/230-240 CW QT-FQ 2x80/230-240 F/CW

QT-FQ 2 x / 230-240L A fixação do reator na luminária deve ser realizada com
QT-FQ 2 x
/ 230-240L
A
fixação do reator na luminária deve ser realizada com parafusos, porcas
e
arruelas dentadas, garantindo assim o aterramento da carcaça.
dentadas, garantindo assim o aterramento da carcaça. Características gerais. • Tensão de alimentação:

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 230V/240V.

• Freqüência de rede: 0/50/60 Hz.

• Partida da lâmpada: partida rápida com preaquecimento em até 0,5 s.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em corrente alternada e em corrente contínua.

• Reacendimento automático após a troca da lâmpada.

• Selos de aprovação:

• Atendem às seguintes normas internacionais:

• Atendem às seguintes normas internacionais: – Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR

– Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica EN 61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

– Segurança EN 60928.

– Desempenho EN 60929.

• Atendem às seguintes normas brasileiras:

– NBR 14417.

– NBR 14418.

• Os reatores não neces- sitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s). Q UICKTroNIC ® ProFESSIoNaL Para T8 Modelos de reatores

QUICKTroNIC ® ProFESSIoNaL Para T8 Modelos de reatores QTP 2x32 T8 UNV ISN-SC

Para T8 Modelos de reatores QTP 2x32 T8 UNV ISN-SC Características gerais. • Tensão de alimentação:
Para T8 Modelos de reatores QTP 2x32 T8 UNV ISN-SC Características gerais. • Tensão de alimentação:
Para T8 Modelos de reatores QTP 2x32 T8 UNV ISN-SC Características gerais. • Tensão de alimentação:

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 120 a 277 V.

• Freqüência de rede: 50 a 60 Hz.

• Freqüência de funcionamento: > 40 kHz.

7.16

• Partida instantânea

• Opera também com apenas uma lâmpada.

• Funciona com uma ou duas lâmpadas de 16 W.

QUICKTroNIC ® Para FC ® T5 reatores Eletrônicos para Fluorescentes Circulares T5

O novo sistema de fluorescentes circulares FC ® representa mais um avanço dos produtos inovativos que operam com reatores eletrônicos. Fornecem até 50% mais luz do que as fluorescentes circulares comuns, com um diâmetro de apenas 16 mm. Surge, então, a oportunidade de se desenvolverem luminárias menores e mais leves, com design arrojado e ao mesmo tempo com alta eficiência, sem deixar de lado a elegância e a sofisticação. Aqueles que buscam novas soluções para iluminação comercial ou decorativa encontram nas lâmpadas FC ® uma solução realmente original. Os benefícios relativos ao conforto, à economia e à segurança, presentes na linha de reatores eletrônicos, também se aplicam à linha de reatores eletrônicos OSRAM QUICKTRONIC ® QT-FC.

Aplicação. Iluminação decorativa, comercial, hotéis, restaurantes, auditórios, associados a serviços (ar-condicionado, sonorização etc.).

a serviços (ar-condicionado, sonorização etc.). Características gerais. • Tensão de alimentação:

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 230V/240V.

• Freqüência de rede: 0/50/60 Hz.

• Partida da lâmpada: partida rápida com preaquecimento em até 2 s.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em corrente alternada e em corrente contínua.

• Reacendimento automático após a troca da lâmpada.

• Selos de aprovação:

após a troca da lâmpada. • Selos de aprovação: • Atendem às seguintes normas internacionais: –

• Atendem às seguintes normas internacionais:

– Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica EN 61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

– Segurança EN 60928.

– Desempenho EN 60929.

• Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

Desempenho EN 60929. • Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

7.17

Desempenho EN 60929. • Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

QUICKTroNIC ® ProFESSIoNaL Para T8/T10 reatores Eletrônicos para Fluorescentes Tubulares T8/T10

Modelos de reatores QTP 1x18/230-240 CW QTP 1x36/230-240 CW QTP 1x58/230-240 CW

QTP 2x18/230-240 CW QTP 2x36/230-240 CW QTP 2x58/230-240 CW

  QTP 1x…/ 230-240     QTP 2x…/ 230-240  
  QTP 1x…/ 230-240     QTP 2x…/ 230-240  
  QTP 1x…/ 230-240  
  QTP 1x…/ 230-240  
 

QTP 1x…/

230-240

230-240
 
  QTP 2x…/ 230-240  
  QTP 2x…/ 230-240  
 

QTP 2x…/

  QTP 2x…/
  QTP 2x…/

230-240

 
    QTP 2x…/ 230-240   Características gerais. • Tensão de alimentação: 230 a

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 230 a 240 V.

• Freqüência de rede: 0, 50 a 60 Hz.

• Partida da lâmpada: partida rápida com preaquecimento em até 0,5 s. No caso de uma interrupção temporária na alimentação (< 0.5 s), a lâmpada partirá em 0,3 s.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em corrente alternada e em corrente contínua.

• Reacendimento automático após a troca da lâmpada.

• Operam com apenas uma lâmpada no reator para duas lâmpadas.

• Selos de aprovação:

• Atendem às seguintes normas internacionais:

- Segurança EN 61347-2-3.

- Desempenho to EN 60929.

- Supressão de radiointerferência EN 55015.

- Harmônicas EN 61000-3-2.

- Imunidade EN 61547.

• Atendem às seguintes normas brasileiras:

- NBR 14417.

- NBR 14418.

• Podem ser utilizado em sistemas de ilumina- ção de emergência.

• Os reatores não necessitam de qualquer dis- positivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

de emergência. • Os reatores não necessitam de qualquer dis- positivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

7.18

FLUorTroNIC ® aFP (alto Fator de Potência) reatores Eletrônicos para Fluorescentes Tubulares T8/T10

Modelos de reatores FTa 1x16W BIV o LT FTa 1x32W BIV o LT FTa 2x16W BIV o LT

Os reatores FLUORTRONIC ® são produtos de alta eficiência, isto é, produzem menor aquecimento do ambiente e consomem até 30% menos energia quando comparados com os reatores eletromagnéticos comuns, e ainda apresentam alto fator de potência.

FTa 2x32W BIV o LT FTa 2x36W BIV o LT FTa 2x40W BIV o LT

Conforto.

• Ausência de ruído.

• Ausência de cintilação.

Economia.

• Menor consumo de energia (economia de até

30%).

A facilidade na instalação é outro ponto de

destaque, pois os fios possuem as pontas estanhadas que garantem maior rapidez, praticidade e segurança na conexão com os soquetes da lâmpada. Além disso, contam com 2 anos de garantia.

• Menor aquecimento do ambiente, reduzindo

a carga do sistema de ar-condicionado.

• Pesos e volumes menores.

Segurança.

• Atendem às normas relativas a segurança

Seu uso é indicado para ambientes com no máximo 3 a 4 acendimentos por dia.

e desempenho.

Aplicações.

A

caixa plástica evita o risco de choque elétrico

• Escritórios, lojas, supermercados.

e

ainda dispensa o aterramento.

• Estúdios de som, fábricas, hospitais.

• Shopping centers, escolas, aeroportos etc.

Branco

Reator Eletrônico Vermelho Vermelho Lâmpada 1 - Fluor Lâmpada 2 - Fluor Azuis
Reator Eletrônico
Vermelho
Vermelho
Lâmpada 1 - Fluor
Lâmpada 2 - Fluor
Azuis

127W

Preto

220W

Marrom

Azuis

Lâmpada 2 - Fluor Azuis 127W Preto 220W Marrom Azuis Branco 127V Preto 220V Reator Eletrônico
Branco 127V Preto 220V Reator Eletrônico Marrom Lâmpada 1 - Fluor Azuis Vermelho
Branco
127V
Preto
220V
Reator Eletrônico
Marrom
Lâmpada 1 - Fluor
Azuis
Vermelho
127W Preto 220W Marrom Azuis Branco 127V Preto 220V Reator Eletrônico Marrom Lâmpada 1 - Fluor
Preto 220W Marrom Azuis Branco 127V Preto 220V Reator Eletrônico Marrom Lâmpada 1 - Fluor Azuis

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 127 ou 220 Vca.

• Máxima variação da tensão de alimentação: +/– 10%.

• Freqüência de rede: 50 ou 60 Hz.

• Temperatura de operação: 0

• Partida das lâmpadas: ultra-rápida.

• Freqüência de funcionamento:

35 a 65 kHz.

• Atendem às seguintes normas brasileiras:

– NBR 14417.

– NBR 14418.

• Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

+ 50°C.

NBR 14418. • Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s). +

7.19

NBR 14418. • Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s). +

FLUorTroNIC ® BFP (Baixo Fator de Potência) reatores Eletrônicos para Fluorescentes Tubulares T8/T10

Modelos de reatores FTB 1x20W BIV o LT FTB 1x40W BIV o LT FTB 2x20W BIV o LT

FTB 1x16W BIV o LT FTB 1x32W BIV o LT FTB 2x16W BIV o LT

Os reatores FLUORTRONIC ® são produtos de alta eficiência, isto é, produzem menor aque- cimento do ambiente e consomem até 30% menos energia quando comparados com os reatores eletromagnéticos comuns.

A embalagem em blister facilita muito a

exposição no ponto-de-venda.

A facilidade na instalação é outro ponto de

destaque, pois os fios possuem as pontas estanhadas, que garantem maior rapidez, praticidade e segurança na conexão com os soquetes da lâmpada. Além disso, contam

com 2 anos de garantia.

Seu uso é indicado para ambientes com no máximo 3 a 4 acendimentos por dia.

A

caixa plástica evita o risco de choque elétrico

e

ainda dispensa o aterramento.

Conforto.

• Ausência de ruído.

• Ausência de cintilação.

Economia.

• Menor consumo de energia (economia de até 30%).

• Menor aquecimento do ambiente, reduzindo

a carga do sistema de ar-condicionado.

• Pesos e volumes menores.

Segurança.

• Atendem às normas relativas a segurança

e desempenho.

Aplicações.

• Escritórios, lojas, supermercados.

• Estúdios de som, fábricas, hospitais.

• Shopping centers, escolas, aeroportos etc.

Branco Reator Eletrônico Vermelho Vermelho Lâmpada 1 - Fluor Lâmpada 2 - Fluor Azuis 127W

Branco

Reator Eletrônico Vermelho Vermelho Lâmpada 1 - Fluor Lâmpada 2 - Fluor Azuis
Reator Eletrônico
Vermelho
Vermelho
Lâmpada 1 - Fluor
Lâmpada 2 - Fluor
Azuis

127W

Preto

220W

Marrom

Azuis

Lâmpada 2 - Fluor Azuis 127W Preto 220W Marrom Azuis Branco 127V Preto 220V Reator Eletrônico
Branco 127V Preto 220V Reator Eletrônico Marrom Lâmpada 1 - Fluor Azuis Vermelho
Branco
127V
Preto
220V
Reator Eletrônico
Marrom
Lâmpada 1 - Fluor
Azuis
Vermelho
127W Preto 220W Marrom Azuis Branco 127V Preto 220V Reator Eletrônico Marrom Lâmpada 1 - Fluor
Eletrônico Marrom Lâmpada 1 - Fluor Azuis Vermelho Características gerais. • Tensão de alimentação: 127

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 127 ou 220 Vca.

• Máxima variação da tensão de alimentação:

+/– 10%.

• Freqüência de rede: 50 ou 60 Hz.

• Temperatura de operação: 0

• Partida das lâmpadas: ultra-rápida.

• Freqüência de funcionamento: 35 a 65 kHz.

• Atendem às seguintes normas brasileiras:

– NBR 14417.

– NBR 14418.

• Os reatores não necessitam de qualquer

dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

+ 50°C.

7.20

SISTEMaS “DIMMErIZÁVEIS” CoM INTErFaCE 1

10

V DC

Sistemas “dimmerizáveis”.

Acendimento automático.

DC Sistemas “dimmerizáveis”. Acendimento automático. A iluminação, hoje, está presente em todo tipo

A

iluminação, hoje, está presente em todo tipo

Acendimento automático utilizando sensores é

de ambiente, desempenhando um papel muito importante no nosso dia-a-dia. Em instalações comerciais ou residenciais, a “dimmerização” passa a ser cada vez mais utilizada. Podemos citar algumas vantagens desse tipo de solução:

uma das soluções clássicas para economia de energia. Numa instalação onde ainda estão asso- ciados sensores de luz que se adaptam à ilumi- nação do ambiente, mesclando a luz natural e a artificial, a economia de energia pode chegar até

•Economia.

60%. Associados ainda a sensores de presença e

•Conforto.

timers, a economia pode chegar a 70%.

•Flexibilidade.

Controle manual.

•Flexibilidade. Controle manual.

Os modernos reatores “dimmerizáveis”

QUICKTRONIC ® com interface para sinais

de controle 1

sistemas de iluminação para ambientes dinâmi- cos adaptados a cada tipo de aplicação.

10V

permitem a criação de

Para cada aplicação, uma solução diferente. Os controles para esses sistemas também têm

evoluído no decorrer dos anos, permitindo cada vez mais soluções diferenciadas para cada tipo de aplicação.

• Acendimento automático.

• Controle manual.

• Sistemas automatizados.

Com o controle manual com potenciômetros é

possível ajustar a iluminação para o nível desejado.

Nesse caso, a linha de controle de 1

caminho para se realizar esta tarefa, podendo ainda se realizar o controle de um mesmo circuito em diferentes locais.

10

V é o

Sistemas automatizados. O acionamento e “dimmerização” de um sistema de iluminação também pode ser utilizado em conjunto com sistemas de automação predial, garantindo ainda mais flexibilidade e intercambia- bilidade, cada vez mais presentes nos empreen- dimentos comerciais.

Exemplos de aplicação são escritórios e centros comerciais com aproveitamento da iluminação natural, auditórios, centros de conferência e residências.

Consumo de Energia em Relação ao Fluxo Luminoso

100% 80% 50% ® QUICKTRONIC DE LUXE DIMMABLE 20% 1% Fluxo Luminoso
100%
80%
50%
®
QUICKTRONIC
DE LUXE DIMMABLE
20%
1%
Fluxo Luminoso

13%

Potência do Sistema

100%

luminária 1 luminária 2 luminária 3 Consumo de energia em diferentes soluções: 1. Sensor de
luminária 1
luminária 2
luminária 3
Consumo de energia em diferentes soluções:
1. Sensor de luz
2. Sensor de luz
3. Sensor de luz
Luminária com reator
"dimmerizável" e
amplificador de sinal.
Magnético
janela
Nível de iluminação
ajustado (constante).
Eletrônico
Nível de
iluminação
artificial.
Nível de
iluminação
natural.
"Dimmerizável"
luminária 1
luminária 2
luminária 3
O exemplo acima está baseado numa sala com a seguinte configuração:
luminária 1
luminária 2
luminária 3
distância da janela
nível de luz natural
1,35 m
4,05 m
6,75 m
10%
3%
1,8%
nível de luz natural 1,35 m 4,05 m 6,75 m 10% 3% 1,8% Consumo de energia

Consumo de energia em uma sala que possui incidência de iluminação natural, com luminárias que utilizam lâmpadas de 58 W associadas a sensores de luz. Pode-se observar que quanto mais próximo da janela a luminária estiver (luminária 1), menor é o consumo de energia. Nesse caso, o “sistema inteligente” possibilitou uma economia de energia de 60% em relação ao sistema com reatores magnéticos.

7.21

SISTEMAS “DIMMERIZÁVEIS” COM INTERFACE 1 10 V DC D IM MCU P Dispositivos para controle

SISTEMAS “DIMMERIZÁVEIS” COM INTERFACE 1

10

V DC

DIM MCU P

Dispositivos para controle de sistemas de iluminação com

interface 1

10

V DC

de sistemas de iluminação com interface 1 10 V DC 71 54 33 51 71 80
71 54 33 51 71
71
54
33 51
71
80 54 33 60 80
80
54
33 60
80

Unidade de controle manual - DIM MCU P.

Potenciômetro eletrônico para

controle de luminosidade utilizado em conjunto com reatores “dimmeri-

záveis” com interface 1

10V.

• Interruptor integrado.

• Botão rotativo.

• Capacidade de chaveamento: 6A em

250V (10 reatores simples ou 5 reato-

res duplos).

• Número máximo de reatores controlá- veis: 50.

• Temperatura ambiente de operação:

-20ºC até 50ºC.

DIM MICO

Dispositivos para controle de sistemas de iluminação com

interface 1

10

V DC

de sistemas de iluminação com interface 1 10 V DC Minissensor de luz - DIM MICO.
de sistemas de iluminação com interface 1 10 V DC Minissensor de luz - DIM MICO.
de sistemas de iluminação com interface 1 10 V DC Minissensor de luz - DIM MICO.
de sistemas de iluminação com interface 1 10 V DC Minissensor de luz - DIM MICO.
de sistemas de iluminação com interface 1 10 V DC Minissensor de luz - DIM MICO.
de sistemas de iluminação com interface 1 10 V DC Minissensor de luz - DIM MICO.

Minissensor de luz - DIM MICO.

• Minissensor de luz para controle de luminosidade utilizado em conjunto com reatores “dimmerizáveis” com

interface 1

10V.

• Economia de até 60% de energia.

• Aproveitamento de até 100% da luz natural do ambiente.

• Ajuste de luminosidade através de parafuso.

• Clipe para fixação incluso.

• Número máximo de reatores controláveis: 100.

• Ângulo de detecção: 90º.

• Comprimento do cabo: 80 cm (pode ser estendido até 50 m).

• Temperatura ambiente de operação:

0ºC até 45ºC.

7.22

SISTEMAS “DIMMERIZÁVEIS” COM INTERFACE 1

10

V DC

NOTAS SOBRE FIAÇÃO DA LINHA DE CONTROLE 1 10

V DC .

1. Comprimento máximo da linha admitido: 300 m.

2. Bitola do cabo indicada: 1,5 mm 2 .

3. Todas as alimentações dos componentes do sistema devem ser ligadas à tensão de rede 230V.

4. Certifique-se de que os sinais positivo (+) e negativo (-) da linha de controle estejam ligados corretamente, sem inversão de polaridade.

5. O controle é feito por um sinal de baixa tensão que atua na faixa de 10V (máximo fluxo luminoso) a 1V (mínimo fluxo luminoso).

6. A corrente de alimentação dos sensores é fornecida pelo reator “dimmerizável” (máx. 0,6 mA por reator), não sendo necessária, portanto, uma alimentação separada.

7. Os reatores “dimmerizáveis” podem operar num mesmo circuito, mesmo que estejam conectados a fases diferentes da alimentação.

CONFIGURAÇÃO 1:

CONTROLE DE NO MÁX. 10 REATORES “DIMMERIZÁVEIS” SIMPLES OU 5 DUPLOS.
CONTROLE DE NO MÁX. 10 REATORES “DIMMERIZÁVEIS” SIMPLES OU 5 DUPLOS.

O módulo de controle manual DIM MCU é utilizado para “dimmerizar” no máximo 10 reatores simples

(1 lâmpada) ou 5 duplos (2 lâmpadas).

Nesta configuração é possível, além de “dimmerizar”, ligar e desligar os reatores apenas com o módulo DIM MCU.

A limitação da quantidade de reatores nesta configuração se deve à capacidade máxima dos contatos do

controle manual.

CONFIGURAÇÃO 2:

CONTROLE DE NO MÁX. 50 REATORES “DIMMERIZÁVEIS”.

2: CONTROLE DE NO MÁX. 50 REATORES “DIMMERIZÁVEIS”. Possibilidade de “dimmerização” de até 50 reatores e

Possibilidade de “dimmerização” de até 50 reatores e também de ligar e desligar o sistema com

a utilização de contatores ligados ao controle manual (aumento da capacidade de chaveamento).

7.23

o sistema com a utilização de contatores ligados ao controle manual (aumento da capacidade de chaveamento).
SISTEMAS “DIMMERIZÁVEIS” COM INTERFACE 1 10 V DC C ONFIGURAÇÃO 3: CONTROLE DE MAIS DE

SISTEMAS “DIMMERIZÁVEIS” COM INTERFACE 1

10

V DC

CONFIGURAÇÃO 3:

CONTROLE DE MAIS DE 50 REATORES “DIMMERIZÁVEIS”.

3: CONTROLE DE MAIS DE 50 REATORES “DIMMERIZÁVEIS”. Neste tipo de configuração, em virtude da quantidade
3: CONTROLE DE MAIS DE 50 REATORES “DIMMERIZÁVEIS”. Neste tipo de configuração, em virtude da quantidade

Neste tipo de configuração, em virtude da quantidade de reatores que serão controlados,

é necessária a utilização de um amplificador de sinal SA para “reforçar” o sinal de controle proveniente do módulo de controle manual.

CONFIGURAÇÃO 4:

CONTROLE COM DIM MICO COM APROVEITAMENTO DA ILUMINAÇÃO NATURAL.
CONTROLE COM DIM MICO COM APROVEITAMENTO DA ILUMINAÇÃO NATURAL.
COM DIM MICO COM APROVEITAMENTO DA ILUMINAÇÃO NATURAL. O sensor DIM MICO pode ser conectado diretamente

O sensor DIM MICO pode ser conectado diretamente às entradas 1

necessitando de alimentação auxiliar.

Para regulação, ajustar o potenciômetro que se encontra incorporado ao sensor até atingir

o nível de iluminação desejado. O sensor possui um clipe de fixação para ser conectado às lâmpadas fluorescentes T8 ou compactas DULUX ® . Esse clipe pode ser removido para montagem direta na luminária. Comprimento máximo da linha de controle: 100 m.

dos reatores, não

10V

7.24

SISTEMAS “DIMMERIZÁVEIS” COM INTERFACE 1

10

V DC

CONFIGURAÇÃO 5:

CONTROLE MANUAL OU AUTOMÁTICO VIA DIM MICO (NÍVEL DE ILUMINAÇÃO CONSTANTE).

AUTOMÁTICO VIA DIM MICO (NÍVEL DE ILUMINAÇÃO CONSTANTE). Nota: Comprimento máx. da linha de controle: 100
AUTOMÁTICO VIA DIM MICO (NÍVEL DE ILUMINAÇÃO CONSTANTE). Nota: Comprimento máx. da linha de controle: 100

Nota:

Comprimento máx. da linha de controle: 100 m.

A escolha entre os sistemas manual ou automático é feita por chaveamento do sinal positivo (+) da linha de controle.

INSTALAÇÃO DOS SENSORES DE LUZ.

DIM MICO Distância mínima Janela Altura em relação ao início da janela
DIM MICO
Distância mínima
Janela
Altura em relação
ao início da janela

O sensor de luz deve ser instalado tendo uma superfície como referência (plano de trabalho) onde,

no caso, em conjunto com o reator eletrônico “dimmerizável”, será mantido um nível de iluminação constante, mesclando a luz natural e a artificial. Uma exposição direta do sensor à iluminação natural prejudica o funcionamento adequado do sistema. Do mesmo modo, deve ser posicionado a uma certa distância da janela (veja esquema). O sensor deve ser instalado a uma certa distância das extremidades da lâmpada (elevação de temperatura) e longe da fiação, para evitar contato.

AJUSTE DO NÍVEL DE ILUMINAÇÃO.

O ajuste é feito com auxílio de um luxímetro, sem influência da luz do dia (ajuste à noite ou fechando-se as

persianas).

DIM MICO:

O ajuste é feito com um potenciômetro.

Sentido horário > mais claro. Sentido anti-horário > mais escuro.

7.25

ajuste é feito com um potenciômetro. Sentido horário > mais claro. Sentido anti-horário > mais escuro.

QUICKTRONIC ® DIMMABLE PARA DULUX ® (4 pinos)

COM INTERFACE 1

Reatores Eletrônicos “Dimmerizáveis” para Fluorescentes Compactas

10

V DC

Modelos de Reatores QT-T/E 1x18/230-240 DIM QT-T/E 1x26-42/230-240 DIM

QT-T/E 1x32/230-240 DIM QT-T/E 2x18/230-240 DIM QT-T/E 2x26-42/230-240 DIM

QT -T/E 1x…/ (sinal de controle 1-10 V) 230-240 DIM
QT -T/E 1x…/
(sinal de controle 1-10 V)
230-240 DIM

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 230V/240V.

• Freqüência de rede: 0/50/60 Hz.

• Partida da lâmpada: rápida, até 2 s para qualquer ajuste.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em corrente alternada e em corrente contínua.

• Reacendimento automático após a troca da lâmpada.

• Selos de aprovação:

• Atendem às seguintes normas internacionais:

• Atendem às seguintes normas internacionais: – Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR

– Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica DIN VDE 0712/IEC 929/ EN 61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

– Desempenho EN 60929.

– Segurança EN 60928.

Recomendável o acendimento de novas lâmpadas com máximo fluxo luminoso durante 100 horas.

– Segurança EN 60928. Recomendável o acendimento de novas lâmpadas com máximo fluxo luminoso durante 100
– Segurança EN 60928. Recomendável o acendimento de novas lâmpadas com máximo fluxo luminoso durante 100

7.26

QUICKTRONIC ® DIMMABLE PARA LUMILUX ® T5 FH (HE) e FQ (HO)

COM INTERFACE 1

Reatores Eletrônicos “Dimmerizáveis” para Fluorescentes Tubulares T5

10

V DC

QUICKTRONIC ® DIMMABLE PARA LUMILUX ® T5 FH (HE) e FQ (HO) Com os reatores eletrônicos “dimmerizáveis” é possível variar o fluxo luminoso das lâmpadas fluorescentes desde 1% até 100%, utilizando uma linha de controle de sinal 1-10V. Na linha de controle 1-10V é possível conectar uma grande variedade de acessórios. Desde um simples controle manual para pequenos sistemas até sistemas mais complexos, onde é possível aproveitar a iluminação natural de um ambiente, associados a modernos equipamentos de controle de energia ligados a PCs e sistemas automatizados (BUS).

A linha de reatores eletrônicos “dimmerizáveis”

QUICKTRONIC ® é, com certeza, a melhor solu- ção, comparando-se com os sistemas tradicio-

nais, não somente no que se refere a conforto

e economia de energia, mas também à simplici- dade de operação e instalação.

Conforto.

• “Dimmerização” de 1% a 100% para as lâmpadas fluorescentes tubulares.

• Diversas opções de controle para a linha de sinal 1-10V.

• Facilidade de adaptação a sistemas de iluminação já existentes.

• Não há distorção de sinal da tensão da rede como ocorre com os “dimmers” convencionais.

Economia.

• Economia de energia de no mínimo 20% devido à operação em alta freqüência. Associados a

sistemas em que há aproveitamento da iluminação natural, é possível uma economia de energia de até 70%.

• Incremento da vida útil das lâmpadas.

• Partida preaquecida.

• Longa durabilidade.

Segurança.

• Desligamento automático no caso de defeito da lâmpada.

• Atendem às normas européias relativas à segurança, à operação e à interferência eletromagnética.

• Menor risco de inflamabilidade nas luminárias pelo fato de as lâmpadas operarem com baixas temperaturas.

Podem ser utilizados em iluminação de emergência DIN VDE 0108. •Aprovações:

de emergência DIN VDE 0108. •Aprovações: • Aplicações. Indicados para ambientes dinâmicos que

Aplicações. Indicados para ambientes dinâmicos que necessitam mudar ou adaptar a iluminação, como auditórios, salas de treinamento, estúdios e escritórios em que exista incidência de iluminação natural.

Operam também as fluorescentes T5 coloridas.
Operam também
as fluorescentes
T5 coloridas.
e escritórios em que exista incidência de iluminação natural. Operam também as fluorescentes T5 coloridas. 7.27

7.27

e escritórios em que exista incidência de iluminação natural. Operam também as fluorescentes T5 coloridas. 7.27

QUICKTRONIC ® INTELLIGENT QTi

Reatores Eletrônicos “Dimmerizáveis” para Fluorescentes Tubulares T5

Modelos de Reatores QTi 1x14/24/220-240 DIM QTi 1x28/54/220-240 DIM QTi 1x35/49/80/220-240 DIM QTi 2x14/24/220-240 DIM

DIM

COM INTERFACE 1

10

V

DC

QTi 2x28/54/220-240 DIM QTi 2x35/49/80/220-240 DIM QTi 3x14W/24W/230 DIM QTi 4x14W/24W/230 DIM

U N       QTi 1x…   U N QTi 2x… � 1 21

U

N

   
 

QTi 1x…

 
 
U N QTi 2x…
U
N
QTi 2x…
� 1 21 � N/L 1 21 N/L 2 22 2 22 � 3 23
1
21
N/L
1
21
N/L
2
22
2
22
3
23
3
23
(–)
4
QTi 3x
DIM
24
(–)
4
QTi 4x
DIM
24
(+)
5
25
(+)
5
25
6
26
QTi DALI 3x
DIM
6
26
7
27
QTi DALI 4x
DIM
7
27
8
28
8
28
9
29
9
29
10
30
10
30
L
L
L
L
L
L
L
28 8 28 9 29 9 29 10 30 10 30 L L L L L

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 220V a 240V.

• Freqüência de rede: 0, 50 a 60 Hz.

• Partida da lâmpada: rápida, com preaquecimento em até 1s.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em corrente alternada e em corrente contínua.

• Desligamento automático no caso de defeito da lâmpada.

• Reacendimento automático após a troca da lâmpada.

• Operam com apenas uma lâmpada no reator para duas lâmpadas.

• Selos de aprovação:

no reator para duas lâmpadas. • Selos de aprovação: Recomendável o acendimento de novas lâmpadas com

Recomendável o acendimento de novas lâmpadas com máximo fluxo luminoso durante 100 horas.

7.28

• Atendem às seguintes normas internacionais:

– Segurança EN 61347-2-3.

– Desempenho to EN 60929.

– Supressão de radiointerferência EN 55015.

– Harmônicas EN 61000-3-2.

– Imunidade EN 61547.

• Atendem às seguintes normas brasileiras:

– NBR 14417.

– NBR 14418.

EN 61547. • Atendem às seguintes normas brasileiras: – NBR 14417. – NBR 14418. Foto: Rainer

Foto: Rainer Rehfeld, Köln

QUICKTRONIC ® INTELLIGENT PARA T8 COM INTERFACE 1 10

Reatores Eletrônicos “Dimmerizáveis” para Fluorescentes Tubulares T8

V DC

REATORES “DIMMERIZÁVEIS” OSRAM QUICKTRONIC ®

Conforto. •“Dimmerização” de 1 a 100% para as lâmpa- das fluorescentes tubulares, de 100% a 1,7% para as lâmpadas fluorescentes compactas

DULUX ® L e DULUX ® F, e de 100% a 3% para as lâmpadas fluorescentes compactas DULUX ® T/E. • Diversas opções de controle para a linha de sinal

1 10V

DC . •Permitida a “dimmerização” de fluorescentes compactas e tubulares num mesmo circuito, mesmo com reatores ligados a diferentes fases no circuito de alimentação. •Facilidade de adaptação a sistemas de iluminação já existentes. •Não há distorção de sinal da tensão da rede como ocorre com os “dimmers” convencionais.

Economia.

•Aumento da vida útil das lâmpadas em até 50%. •Economia de energia de no mínimo 20% devido

à operação em alta freqüência. Associados

a sistemas em que há aproveitamento da

iluminação natural, é possível obter uma

economia de energia de até 70%. •Partida rápida com um tempo de 0,5 s.

Segurança. •Desligamento automático no caso de defeito da lâmpada. •Atende às normas européias relativas à segurança, à operação e à interferência eletromagnética. • Taxa de distorção harmônica total: THD < 5%. •Supressão de transientes de curta duração (DIN VDE 0160) e para sobretensões. •Menor risco de inflamabilidade nas luminárias pelo fato de as lâmpadas operarem com baixas temperaturas. •Podem ser utilizados em iluminação de emergência: DIN VDE 0108. •Aprovações:

iluminação de emergência: DIN VDE 0108. •Aprovações: Aplicações. Indicados para ambientes dinâmicos que

Aplicações. Indicados para ambientes dinâmicos que necessitem mudar ou adaptar a iluminação, como auditórios, salas de treinamento, estúdios e escritórios em que exista incidência de iluminação natural.

Possibilidade de conectar uma grande variedade de acessórios, desde um sim- ples controle manual para pequenos sistemas até sistemas mais complexos em que se queira aproveitar a iluminação natural de um ambiente.

pequenos sistemas até sistemas mais complexos em que se queira aproveitar a iluminação natural de um

7.29

pequenos sistemas até sistemas mais complexos em que se queira aproveitar a iluminação natural de um

QUICKTRONIC ® INTELLIGENT PARA T8 COM INTERFACE 1 10

Reatores Eletrônicos “Dimmerizáveis” para Fluorescentes Tubulares T8

V DC

Modelos de Reatores QTi 1x18/220-240 DIM QTi 1x36/220-240 DIM QTi 1x58/220-240 DIM

QTi 2x18/220-240 DIM QTi 2x36/220-240 DIM QTi 2x58/220-240 DIM

U N QTi 1x… (–) (+) U N (–) (+) QTi 2x… A fixação do

U

N QTi 1x… (–) (+)
N
QTi 1x…
(–)
(+)

U N

U N QTi 1x… (–) (+) U N (–) (+) QTi 2x… A fixação do reator

(–)

(+)

QTi 2x…
QTi 2x…

A

fixação do reator na luminária deve ser realizada com parafusos, porcas

e

arruelas dentadas, garantindo, assim, o aterramento da carcaça.

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 230V/240V.

• Freqüência de rede: 0/50 a 60 Hz.

• Partida da lâmpada: até 0,5 s para qualquer ajuste.

• Selos de aprovação:

• Atendem às seguintes normas internacionais:

• Atendem às seguintes normas internacionais: –Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR

–Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

–Distorção harmônica DIN VDE 0712/IEC 929/ EN 61000-3-2/EN 60929. –Imunidade EN 61547. • Atendem às seguintes normas brasileiras:

– NBR 14417.

– NBR 14418.

• Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

Recomendável o acendimento de novas lâmpadas com máximo fluxo luminoso durante 100 horas.

da(s) lâmpada(s). Recomendável o acendimento de novas lâmpadas com máximo fluxo luminoso durante 100 horas. 7.30
da(s) lâmpada(s). Recomendável o acendimento de novas lâmpadas com máximo fluxo luminoso durante 100 horas. 7.30

7.30

Sistemas para Gerenciamento da Iluminação.

Sistemas para Gerenciamento da Iluminação. Nos últimos anos, o mercado de iluminação tem sido incrementado com

Nos últimos anos, o mercado de iluminação tem sido incrementado com modernas fontes de luz:

lâmpadas e mais recentemente LEDs, que apresentam inúmeras vantagens em relação aos produtos disponíveis até então, no que se refere a maior durabilidade, economia de energia, melhor qualidade de luz, menores dimensões etc.

Modernos sistemas de iluminação têm que fazer muito mais, além de ligar e desligar a luz.

Simultaneamente, os equipamentos auxiliares ganham inteligência através da tecnologia eletrônica digital, fazendo com que os ambientes possam ser controlados de forma mais eficiente, econômica

e com inúmeros recursos, trazendo flexibilidade e conforto às pessoas que utilizam e habitam os

ambientes. Estes sistemas eletrônicos com poderosos recursos para controle total da iluminação são chamados de SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DA ILUMINAÇÃO.

são chamados de SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DA ILUMINAÇÃO. Exemplos: APLICAÇÃO Normalmente, recomendamos a sua
são chamados de SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DA ILUMINAÇÃO. Exemplos: APLICAÇÃO Normalmente, recomendamos a sua

Exemplos:

de SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DA ILUMINAÇÃO. Exemplos: APLICAÇÃO Normalmente, recomendamos a sua utilização em

APLICAÇÃO Normalmente, recomendamos a sua utilização

em ambientes multifuncionais, ou seja, onde

o mesmo ambiente é utilizado para várias

atividades distintas e/ou em situações diferen- tes, sejam eles residenciais ou comerciais. É

exatamente nesses ambientes que necessitamos que a iluminação se modifique, adequando-se

ao clima/atmosfera desejado, ou ainda tornando

o ambiente mais agradável para a realização

de tarefas específicas.

1) Em residências, podemos utilizá-los na sala de estar, criando diferentes atmosferas:

• cena para receber os amigos/festa;

• cena romântica;

• cena para assistir à televisão/home theater;

• cena para leitura;

• etc.

7.31

amigos/festa; • cena romântica; • cena para assistir à televisão/home theater; • cena para leitura; •

2) Em aplicações comerciais, como salas de múltiplo uso, podemos adequar a iluminação para que:

• na sala seja realizada uma conferência;

• esteja mais adequada para apresentações que utilizem datashow;

• deixe o ambiente com uma atmosfera mais agradável para um jantar;

• etc.

com uma atmosfera mais agradável para um jantar; • etc. Cena 1: Recepção Cena 3: Reunião

Cena 1: Recepção

mais agradável para um jantar; • etc. Cena 1: Recepção Cena 3: Reunião CONCEITOS BÁSICOS Cena

Cena 3: Reunião

CONCEITOS BÁSICOS

etc. Cena 1: Recepção Cena 3: Reunião CONCEITOS BÁSICOS Cena 2: Projeção em Datashow Necessidades essas

Cena 2: Projeção em Datashow

Necessidades essas muito presentes em hotéis, centros de convenções, auditórios, salas de reunião etc. Com esses modernos e flexíveis sis- temas de gerenciamento da iluminação podemos controlar individualmente as luminárias de um ambiente, e/ou agrupá-las, permitindo ligar/desli- gar, ajustar a luminosidade, ou ainda a criação de cenas que são facilmente recuperadas, ou seja, com um simples apertar de botões podemos mudar completamente a atmosfera dos ambien- tes, com pontos de controle centralizados ou distribuídos por todo o ambiente, utilizando controles remotos ou de parede. Exemplos de diferentes situações da iluminação em um mesmo ambiente, criando diversas atmosferas, chamadas de cenas, e adequando-se a ilumina- ção a cada atividade a ser realizada na sala.

“Dimmerizar”: Ajustar a luminosidade das lâmpadas, aumentando ou reduzindo a quantidade de luz no ambiente.

aumentando ou reduzindo a quantidade de luz no ambiente. Grupo : É o agrupamento de várias

Grupo: É o agrupamento de várias luminárias, que serão controladas conjuntamente, ou seja, quando ligamos ou “dimmerizamos” um de- terminado grupo, todas as luminárias pertencentes àquele grupo serão ligadas ou “dimmerizadas” simultaneamente.

grupo serão ligadas ou “dimmerizadas” simultaneamente. Cena : É o status de cada grupo/luminária presente no

Cena: É o status de cada grupo/luminária presente no ambiente, ou seja, quais estão desligadas, quais estão ligadas, e quais são os níveis de “dimmerização” (quantidade de luz) de cada uma delas naquela cena em específico.

7.32

DALI: A SOLUÇÃO SIMPLES E FLEXÍVEL PARA ILUMINAÇÃO

DALI: A SOLUÇÃO SIMPLES E FLEXÍVEL PARA ILUMINAÇÃO O termo técnico “protocolo” refere-se a um tipo

O termo técnico “protocolo” refere-se a um tipo de

padrão de linguagem que permite que equipamentos dis-

tintos possam se comunicar e realizar tarefas específicas, da mesma forma que nós, seres humanos, nos comuni- camos pela fala através de uma determinada língua. DALI

é

um protocolo de comunicação padrão que foi criado

e

adotado pelos principais fabricantes de produtos para

iluminação, cujo nome vem da abreviação do termo em inglês Digital Addressable Lighting Interface, que significa Interface para Iluminação com Endereçamento Digital.

Com tecnologia totalmente digital, o protocolo DALI proporciona inúmeros recursos de controle

e gerenciamento dos sistemas de iluminação, sendo o seu funcionamento extremamente simples.

Ao mesmo tempo que os sistemas com protocolo DALI possuem recursos muito mais avançados

e instalação mais simplificada que os sistemas com interface 1-10V DC , também não são tão onerosos quanto os sistemas de gerenciamento de edifícios (BUS SYSTEM).

A OSRAM é uma das empresas criadoras dessa moderna tecnologia. A seguir, ela apresenta sistemas

completos de gerenciamento da iluminação e/ou componentes que possuem a tecnologia DALI incor- porada com objetivo de oferecer o que há de mais moderno em iluminação, onde, além da economia

e eficiência, o conforto das pessoas ocupa um papel preponderante.

SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE EDIFÍCIOS (BUS SYSTEM)

Trata-se de sofisticados sistemas de controle e informação centralizada de uma infinidade de equipamentos dentro de um edifício, tais como:

sistema de ar-condicionado, comunicação, ventilação, bombeamento de água, distribuição de gás, elevadores, segurança e acesso etc.

Eles são comercializados no mercado utilizando

vários protocolos, entre eles: EIB e LON. Devido

à sua complexidade e abrangência de tarefas e

funções que realizam, sempre irão demandar maiores investimentos, tornando-se viáveis apenas em grandes instalações, como por exemplo:

shopping centers, aeroportos e edifícios comerciais de grande porte.

Nesses sistemas, os componentes DALI mais à frente apresentados (reatores eletrônicos DALI, transformadores eletrônicos DALI, fontes de alimentação DALI etc.) podem formar subsistemas de iluminação que se comunicam com o sistema central através de “gateways” já disponíveis e comercializados pelos fabricantes dos sistemas de gerenciamento de edifícios (BUS SYSTEM).

De forma definitiva, a tecnologia DALI já é aplicada nos mais variados portes de instalações, desde pequenas aplicações residenciais, passando por médias aplicações comerciais, e por fim chegando

a grandes instalações comerciais e/ou industriais.

passando por médias aplicações comerciais, e por fim chegando a grandes instalações comerciais e/ou industriais. 7.33

Sistema OSRAM DALI RADIO DIMMER

DALI RADIO DIMMER é o mais simples sistema para gerenciamento de iluminação. Utiliza apenas lâmpadas incandescentes e/ou halógenas de tensão de rede (220 volts), ou ainda de baixa tensão (12 volts).

O sistema opera totalmente por radiofreqüência, o que significa dizer que não existe necessidade de nenhuma fiação entre as luminárias e os pontos de controle da iluminação, podendo ser utilizado facilmente em instalações já existentes e/ou novas instalações, sem ter qualquer preocupação com fiação, quebra de paredes para a passagem de dutos de fios etc.

Ao mesmo tempo, proporciona sofisticadas funções para o controle total da iluminação dos ambientes: liga/desliga de luminárias de vários pontos e/ou através de vários controles remo- tos, “dimmerização”, memorização de cenas para a criação de atmosferas distintas no mes- mo ambiente etc. (vide conceitos básicos sobre sistema de gerenciamento da iluminação).

básicos sobre sistema de gerenciamento da iluminação). Componentes do sistema DALI RADIO DIMMER Pontos de controle

Componentes do sistema DALI RADIO DIMMER

Pontos de controle

DALI RMC ADVANCED CONtROLE REMOtO:

através do qual podemos acio- nar uma enorme quantidade de funções, tais como:

• ligar/desligar luminárias;

• “dimmerizá-las”;

• acionar cenas de iluminação;

• etc.

Toda a comunicação com os módulos “dimmerizadores” é realizada por radiofreqüência. Assim sendo, sem necessi- dade de nenhuma fiação.

Assim sendo, sem necessi- dade de nenhuma fiação. Botões LIGA/DESLIGA MASTER Botões de nível A, B

Botões LIGA/DESLIGA MASTERAssim sendo, sem necessi- dade de nenhuma fiação. Botões de nível A, B e C Botões

Botões de nível A, B e Cdade de nenhuma fiação. Botões LIGA/DESLIGA MASTER Botões de GRUPOS Botões de CENAS Botão MASTER DIMMER

Botões de GRUPOSBotões LIGA/DESLIGA MASTER Botões de nível A, B e C Botões de CENAS Botão MASTER DIMMER

Botões de CENASMASTER Botões de nível A, B e C Botões de GRUPOS Botão MASTER DIMMER Dimensões do

Botão MASTER DIMMERde nível A, B e C Botões de GRUPOS Botões de CENAS Dimensões do controle remoto:

Dimensões do controle remoto: 19,2 cm x 5,3 cm x 2,3 cm. Alcance máximo até os módulos “dimmerizadores”:

100 metros. Alimentação: 4 pilhas AAA alcalinas. Duração das pilhas em uso normal: aproximadamente 3 anos.

DALI WCU 8 ADVANCED W CONTROLE DE PAREDE: trata-se também de um controle sem fio para ser fixado sobreposto à parede, ou qualquer outro local, permitindo também a realização de várias funções: liga/ desliga de luminárias, acionamento de cenas etc.

Onde instalar: o controle de parede é normalmente instalado próximo a entradas e/ou saídas dos ambientes, em locais onde normalmente se instalariam interruptores comuns (vide manual de instalação).

interruptores comuns (vide manual de instalação). Dimensões: 8,3 cm x 8,3 cm x 0,7 cm Alcance

Dimensões:

8,3 cm x 8,3 cm x 0,7 cm

Alcance máximo dos módulos “dimmerizadores”: 30 metros. Alimentação: 2 pilhas de lítio (CR2016). Duração das pilhas em uso normal: aproximadamente 3 anos.

7.34

CARGAS

a) Consistem exclusivamente de lâmpadas incandescentes e/ou halógenas de tensão de rede

(220 volts) + módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI.

b) Lâmpadas incandescentes e/ou halógenas de baixa tensão (12 volts) + transformador eletrônico

ET-PARROT ® 70W 230V ou ET-PARROT ® 105W 230V + módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI.

230V + módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI . Cada módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI
230V + módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI . Cada módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI

Cada módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI poderá armazenar até 5 cenas distintas e tem

a capacidade de alimentar/controlar cargas com potência total de 50 W a 315 W.

Como funciona o sistema DALI RADIO DIMMER

Através do(s) controle(s) remoto(s) e/ou controle(s) de parede, o usuário irá apertar o botão correspon- dente à função desejada (por exemplo: ligar as luminárias do grupo 2, ou acionar a cena previamente armazenada para o ambiente de festa). Esses controles irão enviar um sinal de radiofreqüência aos módulos “dimmerizadores” DALI DM ADVANCED LI existentes na instalação. Esse sinal, que se propaga pelo ar sem necessidade de fios,

é chamado de telegrama e contém o comando correspondente à função acionada.

Os módulos “dimmerizadores” DALI DM ADVANCED LI irão receber o telegrama, identificando a função a ser acionada. Caso a função esteja programada nesse módulo, será automaticamente executada. Assim, de ma- neira extremamente simples, podemos ter total controle da iluminação do ambiente e, com um único apertar de botão, mudar completamente sua atmosfera.

Como programar os botões/funções

1) Se necessário, desligue as lâmpadas conectadas ao módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI,

que será programado pressionando-se o botão ON/OFF com um breve toque.

2)

Pressione o mesmo botão por mais de 4 segundos. O LED ao lado começará a piscar lentamente.

3)

Agora mantenha pressionado o botão de grupo, de cena, ou master dim do controle remoto ou do

controle de parede que deseja programar até que o LED no módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI fique constantemente aceso. Chegando a esse ponto, o respectivo botão (de grupo, cena etc.) já será programado, e o módulo “dimmerizador” passará a obedecer à respectiva função de cada botão. Ex.: ligar/desligar o grupo, “dimmerizar”, acionar determinada cena etc.

4) Repita a operação para os demais botões dos controles remotos e/ou controles de parede que

deverão acionar o respectivo módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI.

Como desprogramar os botões/funções

1) Seguir procedimento idêntico ao da programação.

2) Quando o módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI já possuir um botão programado em sua memória, após o pressionamento do respectivo botão no controle remoto e/ou no controle de parede, o LED do módulo “dimmerizador” irá piscar rapidamente para indicar que se trata de uma desprogramação, diferentemente da situação constantemente acesa quando da programação.

Como instalar:

constantemente acesa quando da programação. Como instalar: A carga acima indicada pode ser para lâmpadas de
constantemente acesa quando da programação. Como instalar: A carga acima indicada pode ser para lâmpadas de

A carga acima indicada pode ser para lâmpadas de tensão de rede (220 volts) ou transformadores

eletrônicos ET-PARROT ® + lâmpadas de baixa tensão (12 volts).

Obs.: caso seja necessária a instalação de mais de uma carga no módulo “dimmerizador” DALI DM ADVANCED LI, estas deverão ser conectadas em paralelo.

As lâmpadas devem ser instaladas em luminárias adequadas, e os módulos “dimmerizadores” DALI DM ADVANCED LI podem ser instalados nas próprias luminárias, desde que nelas comportem

e sejam projetadas para tal, ou fora delas, como por exemplo: sobre um forro de gesso (o importante

é sempre obedecer às instruções específicas de instalação, fiação etc. de cada um deles).

Para mais informações, solicite o manual de instalação do sistema RADIO DALI DIMMER ao nosso Serviço de Atendimento ao Cliente, ou baixe diretamente de nossa homepage: www.osram.com.br.

Sistema OSRAM DALI EASY II

O sistema DALI EASY II foi desenvolvido com o objetivo de atender a três necessidades distintas:

Gerenciamento da iluminação: cada sistema possui capacidade para controlar até 4 grupos de luminárias, 16 cenas.

Seqüenciador automático: permitindo a criação de diversos efeitos especiais, entre eles o

chamado efeito RGB dinâmico (mistura das cores vermelha, verde e azul), gerando uma enorme diversidade de tonalidades de cor.

Simulador da luz do dia: controlando de forma dinâmica a luminosidade e tonalidade de luz ao longo

do dia ou da noite, através da mistura de diversas tonalidades de luz branca, por exemplo: 3.000 K, 4.000 K e 6.000 K.

Com o sistema DALI EASY II podemos controlar (ligar, desligar e “dimmerizar”) os seguintes tipos de

cargas:

desligar e “dimmerizar”) os seguintes tipos de cargas: • Lâmpadas halógenas de baixa tensão (12 volts)

• Lâmpadas halógenas de baixa tensão (12 volts) + transformadores eletrônicos DALI

• Lâmpadas fluorescentes compactas + reatores eletrônicos DALI

• Lâmpadas fluorescentes tubulares + reatores eletrônicos DALI

• Lâmpadas fluorescentes circulares + reatores eletrônicos DALI

• Módulos de LEDs + fontes de alimentação DALI

Outros tipos de lâmpadas e cargas (apenas as funções liga/desliga) via módulo conversor DALI/1-10V DC DALI CON 1-10V LI

7.36

O sistema DALI EASY II possui os seguintes componentes:

CENTRAL DE CONTROLE = DALI EASY II

É a inteligência central de todo o sistema, e será através dela que todas as funcionalidades do sistema serão gerenciadas.

que todas as funcionalidades do sistema serão gerenciadas. CONTROLE REMOTO = DALI EASY RMC Através do

CONTROLE REMOTO = DALI EASY RMC Através do qual podemos acionar uma enorme quantidade de funções, tais como:

• ligar/desligar luminárias

• “dimmerizá-las”

• acionar cenas de iluminação

• programar e regular todas as funcionalidades do sistema DALI EASY II

• iniciar e pausar um seqüenciamento automático de controle de RGB, simulação da luz do dia

• etc.

RECEPTOR DE INFRAVERMELHO = DALI EASY IR

É a interface entre o controle remoto e a central de controle DALI EASY II recebendo os comandos via infravermelho.

FUNÇÃO MODO SEQÜENCIADOR

Exemplo com 4 cenas programadas.

FUNÇÃO MODO SEQÜENCIADOR Exemplo com 4 cenas programadas. A seqüência sempre é iniciada na cena 1,
FUNÇÃO MODO SEQÜENCIADOR Exemplo com 4 cenas programadas. A seqüência sempre é iniciada na cena 1,

A seqüência sempre é iniciada na cena 1, passando em seguida pela cena 2, depois pela cena 3,

finalizando o ciclo na cena 4, e a partir daí repetindo essa seqüência, ciclicamente. Qualquer cena que possua todos os grupos desligados será automaticamente desconsiderada. Através do controle remoto podemos controlar o tempo de transição entre as cenas (“fade time”), podendo variar de 0,1 segundo a 99 minutos. Exemplo de uma seqüência executando a mistura de cores RGB:

Cena 1: grupo 1 (com lâmpada vermelha) com 100% de luz, demais grupos 2, 3 e 4 desligados. Cena 2: grupo 2 (com lâmpada azul) com 100% de luz, demais grupos 1, 3 e 4 desligados. Cena 3: grupo 3 (com lâmpada verde) com 100% de luz, demais grupos 1, 2 e 4 desligados. Cena 4: todos os grupos ligados com 100% de luz.

lâmpada verde) com 100% de luz, demais grupos 1, 2 e 4 desligados. Cena 4: todos

FUNÇÃO MODO SIMULADOR DA LUZ DO DIA O funcionamento é parecido com o modo seqüenciador, necessitando apenas escolher o tempo total do ciclo, podendo este variar de 1 a 24 horas.

Já o tempo de transição entre cenas (“fade time”) é definido por:

Fade time =

tempo total do ciclo

(número de cenas ativas -1)

Exemplo: se os grupos possuírem lâmpadas com diferentes tonalidades de luz, além da mudança do brilho, teremos também mudança da temperatura de cor ao longo do dia.

tonalidades de luz, além da mudança do brilho, teremos também mudança da temperatura de cor ao
tonalidades de luz, além da mudança do brilho, teremos também mudança da temperatura de cor ao
tonalidades de luz, além da mudança do brilho, teremos também mudança da temperatura de cor ao

7.38

DIAGRAMAS DE LIGAÇÃO

Exemplo do diagrama de instalação para controle de lâmpadas fluorescentes/compactas e lâmpadas halógenas de baixa tensão (12 V).

e lâmpadas halógenas de baixa tensão (12 V). Vide no manual de instalação, disponível em nosso

Vide no manual de instalação, disponível em nosso Web Site, outros diagramas de ligação.

EXTENSÃO DO SISTEMA DALI EASY

Nesta configuração, possibilita-se a utilização de um número maior de reatores eletrônicos DALI, transformadores eletrônicos DALI e fontes de alimentação DALI para módulos de LEDs.

DALI e fontes de alimentação DALI para módulos de LEDs. Para mais informações, solicite o manual
DALI e fontes de alimentação DALI para módulos de LEDs. Para mais informações, solicite o manual

Para mais informações, solicite o manual de instalação e operação do sistema DALI EASY ao nosso Serviço de Atendimento ao Cliente, ou baixe diretamente de nossa homepage: www.osram.com.br.

7.40

Easy Color Control

O sistema EASY COLOR CONtROL é a solução nos sistemas de iluminação dinâmica para um

vasto número de aplicações, incluindo: sistemas de iluminação com efeito RGB utilizando lâmpadas fluorescentes coloridas e LEDs, simulação da luz do dia com lâmpadas fluorescentes, iluminação

dinâmica para lojas e vitrines com lâmpadas halógenas de baixa tensão e sistemas de controle para iluminação em salas de conferência e treinamento.

A nova unidade de controle DALI EASY II possui capacidade para controlar até 4 grupos de luminárias e

16 cenas, além de uma interface serial (USB) que permite a conexão com um software de configuração.

Componentes do sistema EASY COLOR CONtROL:

UNIDADE DE CONTROLE DALI EASY II ou OT EASY 60 SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO EASY PC KIT (INTERFACE USB) CONTROLE REMOTO DALI EASY RMC RECEPTOR DE INFRAVERMELHO DALI EASY IR MÓDULO ACOPLADOR PARA CONTROLE VIA BOTÕES PUSH-BUTTON

IR MÓDULO ACOPLADOR PARA CONTROLE VIA BOTÕES PUSH-BUTTON O software de configuração permite a execução de

O software de configuração permite a execução de uma completa seqüência de cor com até 16

cenas. Através do software, a transição entre as cenas (“fade time”) e o ajuste de “hold time” podem ser ajustados separadamente. A interface com o usuário foi projetada para ser auto-explicativa e clara. A forma como as palhetas se apresentam na tela facilita e agiliza a construção de seqüências passo a passo.

Criando até 16 cenas individuais com visualização prévia de cada um dos 16 canais.

com visualização prévia de cada um dos 16 canais. Criando uma seqüência dinâmica RGB (W). Requerimentos

Criando uma seqüência dinâmica RGB (W).

um dos 16 canais. Criando uma seqüência dinâmica RGB (W). Requerimentos do sistema: Windows XP, 2000,

Requerimentos do sistema: Windows XP, 2000, porta USB.

VIStA GERAL DO SIStEMA

Ferramenta para copiar e colar

a cena anterior.

Janela de visualização do canal.

Ajuste das cores.

Ajuste individual de saturação

e brilho dos canais.

Função de reprodução das seqüências.

Carrega e salva seqüências.

Função Preview.

Hold e Fade Time para cada cena.

Diagrama de ligação simplificado utilizando o software configurável, unidades de controle DALI EASY II e OT EASY 60, reatores e transformadores eletrônicos DALI para lâmpadas fluorescentes, módulos de LEDs e lâmpadas de baixa tensão.

módulos de LEDs e lâmpadas de baixa tensão. Vide no manual de instalação, disponível em nosso
módulos de LEDs e lâmpadas de baixa tensão. Vide no manual de instalação, disponível em nosso

Vide no manual de instalação, disponível em nosso Web Site, outros diagramas de ligação.

7.42

Função e acessórios TOUCH DIM

Além de entender os comandos do protocolo DALI, os equipamentos auxiliares DALI da OSRAM, reatores eletrônicos DALI, transformadores eletrônicos DALI e fontes de alimentação DALI incorporam em sua inteligência local funções adicionais chamadas de TOUCH DIM, exclusividade esta presente somente nos produtos da OSRAM.

Função tOUCH DIM

Com os equipamentos auxiliares da OSRAM que possuem esta função

é possível realizar a montagem de sistemas simples e, ao mesmo tem-

po, flexíveis para controlar de forma inteligente a iluminação dos mais variados ambientes. Com a utilização de interruptores do tipo push button (pulsadores)

é possível realizar as seguintes funcionalidades:

é possível realizar as seguintes funcionalidades: a) Ligar e desligar as luminárias b) “Dimmerizar”

a) Ligar e desligar as luminárias

b) “Dimmerizar” (aumentar ou diminuir) a quantidade de luz das luminárias

c) Memorizar o status da “dimmerização”

d) Possibilidade de utilizar inúmeros pontos de controle (interruptores push button) distribuídos pelo ambiente (entradas e saídas em especial).

pelo ambiente (entradas e saídas em especial). Obs.: máximo 20 dispositivos DALI, distância máxima do

Obs.: máximo 20 dispositivos DALI, distância máxima do interruptor: 25 m.

Sistema tOUCH DIM

Permite o controle, sem fio, de 2 grupos distintos de luminárias, com capacidade de até 15 reatores eletrônicos DALI ou 15 transformadores eletrônicos DALI por grupo.

O sistema possui os seguintes componentes:

Central de controle (tOUCH DIM RC)

É a central de controle que recebe os telegramas (comandos) dos controles de parede TOUCH

DIM WCU e/ou de simples interruptores do tipo push button (pulsadores) acionando as funções TOUCH DIM.

parede TOUCH DIM WCU e/ou de simples interruptores do tipo push button (pulsadores) acionando as funções
Controle de parede (tOUCH DIM WCU) É o controle de parede que envia comandos à

Controle de parede (tOUCH DIM WCU)

É o controle de parede que envia comandos à central de controle por radiofreqüência, sem fio, e ainda sem necessidade de baterias, pois utiliza tecnologia “piezo”, que extrai a sua energia para funcionamento diretamente de cristais internos.

Cargas: lâmpadas, reatores eletrônicos DALI, transformadores eletrônicos DALI, fontes de alimentação DALI etc.

Diagrama

DALI, fontes de alimentação DALI etc. Diagrama grupo 1 grupo 2 Obs.: máximo 15 carga DALI.
grupo 1 grupo 2
grupo 1
grupo 2

Obs.: máximo 15 carga DALI.

Para mais informações, solicite o manual de instalação do sistema e componentes TOUCH DIM ao nosso Serviço de Atendimento ao Cliente, ou baixe diretamente de nossa homepage:

www.osram.com.br

7.44

Sistema OSRAM DALI ADVANCED

O mais moderno sistema para gerenciamento da iluminação, sem fios, sem complicações, tudo com

um simples apertar de botão!

sem complicações, tudo com um simples apertar de botão! O sistema OSRAM DALI ADVANCED é o

O sistema OSRAM DALI ADVANCED é o mais moderno sistema para gerenciamento de iluminação,

que utiliza tecnologia digital e sem fio, de forma simples e sem complicações. O sistema OSRAM DALI ADVANCED permite o total controle da iluminação de um ou vários ambientes.

Pelo fato de os pontos de controle se comunicarem por radiofreqüência (sem fio), a sua instalação (principalmente no que se refere ao cabeamento/fiação) é relativamente simples, podendo ser adap- tados facilmente às instalações elétricas já existentes, ou novas, sem necessidade de quebrar paredes para a passagem dos dutos de fiação.

COMPONENtES DO SIStEMA DALI ADVANCED

São três os componentes básicos desse sistema, a saber:

Central de controle (DALI RC ADVANCED CI) Como o próprio nome diz, é a inteligência central de todo o sistema, que gerencia todas as funcionalidades do sistema.

Onde instalar: recomendamos que seja instalada sobreposta em qualquer parede do ambiente (vide manual de instalação).

em qualquer parede do ambiente (vide manual de instalação). Caixa plástica com dimensões: 20 cm x

Caixa plástica com dimensões:

20 cm x 13 cm x 5,2 cm.

Pontos de controle Controle remoto (DALI RMC ADVANCED)

Através do qual podemos acionar uma enorme quantidade de funções, tais como:

• ligar/desligar luminárias

• “dimmerizá-las”

• acionar cenas de iluminação

• etc.

Toda a comunicação com a central de controle é realizada por radiofreqüência e, assim sendo, sem necessidade de nenhuma fiação.

Controle de parede (DALI WCU8 ADVANCED W)

nenhuma fiação. Controle de parede (DALI WCU8 ADVANCED W) Dimensões: 19,2 cm x 5,3 cm x

Dimensões:

19,2 cm x 5,3 cm x 2,3 cm. Alcance máximo da central de controle:

100 metros. Alimentação: 4 pilhas AAA alcalinas. Duração das pilhas em uso normal:

aproximadamente 3 anos.

Trata-se também de um controle sem fio para ser fixado sobreposto à parede, ou qualquer outro local, permitindo também a realização de várias funções: liga/desliga de luminárias, acionamento de cenas etc.

liga/desliga de luminárias, acionamento de cenas etc. Onde instalar : o controle de parede é normalmente
liga/desliga de luminárias, acionamento de cenas etc. Onde instalar : o controle de parede é normalmente

Onde instalar: o controle de parede é normalmente instalado próximo às entradas e/ou saídas dos ambientes, em locais onde normalmente são instalados interruptores comuns (vide manual de instalação).

7.46

Dimensões: 8,3 cm x 8,3 cm x 0,7 cm. Alcance máximo da central de controle: 30 metros. Alimentação: 2 pilhas de lítio (CR2016). Duração das pilhas em uso normal: aproximadamente 3 anos.

30 metros. Alimentação: 2 pilhas de lítio (CR2016). Duração das pilhas em uso normal: aproximadamente 3

CARGAS

São compostas de todas as luminárias do ambiente, dentre as quais estão as lâmpadas e equipamentos auxiliares necessários para o seu funcionamento, tais como: transformadores, reatores ou ainda módulos “dimmerizadores”. As luminárias podem ser equipadas com os seguintes tipos de lâmpadas e equipamentos auxiliares:

os seguintes tipos de lâmpadas e equipamentos auxiliares: Incandescentes comuns e/ou halógenas para tensão de rede

Incandescentes comuns e/ou halógenas para tensão de rede (220 V) + módulo “dimmerizador”.

para tensão de rede (220 V) + módulo “dimmerizador”. Halógenas de baixa tensão (12 V) +

Halógenas de baixa tensão (12 V) + transformador “dimmerizável” DALI (HTi).

(12 V) + transformador “dimmerizável” DALI (HTi). Fluorescentes compactas de 4 pinos + reator eletrônico

Fluorescentes compactas de 4 pinos + reator eletrônico “dimmerizável” DALI.

de 4 pinos + reator eletrônico “dimmerizável” DALI. Fluorescentes tubulares + reator eletrônico

Fluorescentes tubulares + reator eletrônico “dimmerizável” DALI.

tubulares + reator eletrônico “dimmerizável” DALI. Fluorescentes circulares + reator eletrônico
tubulares + reator eletrônico “dimmerizável” DALI. Fluorescentes circulares + reator eletrônico

Fluorescentes circulares + reator eletrônico “dimmerizável” DALI.

Módulo “dimmerizável” + fonte DALI para LEDs RGB (colormix).

O sistema permite controlar (ligar, desligar, “dimmerizar” etc.) praticamente todos os tipos de lâmpa-

das, com exceção das lâmpadas de descarga de alta pressão, que podem também ser conectadas ao sistema via módulo conversor DALI/1-10V DC apenas com a função liga/desliga (vide componentes adicionais mais à frente).

Onde instalar: os respectivos equipamentos auxiliares podem ser instalados nas próprias luminárias, desde que comportem e sejam projetadas para tal, ou ainda fora delas, como por exemplo: sobre um forro de gesso. O importante é sempre obedecer às instruções específicas de instalação, fiação, de cada um deles.

Obs.: além desses 3 componentes básicos, o sistema DALI ADVANCED possui outros para fins espe- cíficos. Por favor, vide item Componentes Adicionais.

espe- cíficos. Por favor, vide item Componentes Adicionais. COMO INSTALAR O SISTEMA DALI ADVANCED A central

COMO INSTALAR O SISTEMA DALI ADVANCED

Adicionais. COMO INSTALAR O SISTEMA DALI ADVANCED A central de controle e as respectivas cargas devem

A central de controle e as respectivas cargas devem ser alimentadas diretamente pela tensão de rede

de 220 V, não sendo necessários interruptores, uma vez que o liga e desliga das cargas será geren - ciado pela central de controle. Recomendamos, apenas por questão de segurança, que esta alimen- tação seja protegida através da utilização de disjuntores com capacidade de corrente adequada às suas respectivas cargas.

7.48

Adicionalmente, conectar todas as cargas em paralelo através de um par de cabos que pode ser com seção de 0,5 mm 2 a 1,5 mm 2 . Será através deste par de cabos que a central de controle enviará para as cargas todos os comandos necessários, tais como: ligar/desligar, “dimmerizar”, acionar cenas etc. Este par de fios é chamado de fiação de controle ou simplesmente de fiação DALI.

Em resumo: em cada luminária deveremos ter um par de fios com a alimentação de 220 Vac, que pode vir diretamente do quadro de alimentação, e um par de fios DALI, que conecta todas as luminárias em paralelo e termina na central de controle.

Apenas o módulo “dimmerizador” de incandescentes ou halógenas de tensão de rede (DALI DM ADVANCED DI) não necessita da fiação DALI, pois ele se comunica diretamente e sem fio com os pontos de controle (controles remotos ou controles de parede). Vide informa- ções sobre Componentes Adicionais.

Aqui está mais uma das grandes vantagens do sistema DALI ADVANCED em comparação aos outros sistemas para gerenciamento da iluminação existentes no mercado. Da central de controle sairá um único par de fios que será conectado em paralelo a todas as cargas existentes que estarão distribuídas por todo o ambiente. Os outros sistemas existentes no mercado necessitam que para cada grupo sejam retornados até a central pelo menos 2 pares de fios de controle. Por exemplo: tendo 16 grupos, seria necessário retornar à central 16 pares de fios de controle inde- pendentes, o que complica muito a instalação, pois muitas vezes será necessário quebrar as paredes para a passagem dos dutos de fiação.

FUNCIONAMENtO DO SIStEMA DALI ADVANCED

1) Através do(s) controle(s) remoto(s) e/ou controle(s) de parede, o usuário aperta o botão corres- pondente à função desejada (por ex.: ligar as luminárias do grupo 2 ou acionar a cena previamente armazenada para o ambiente de congresso). 2) Esses controles enviam um sinal de radiofreqüência à central de controle, que se propaga pelo ar, sem necessidade de fios, chamado de telegrama, contendo o comando correspondente à função acionada. 3) A central de controle recebe o telegrama, identificando a função a ser acionada, que através do par de fios DALI envia de forma digital os comandos necessários para as cargas (equipamentos auxiliares DALI conectados a luminárias). 4) Cada carga (equipamento auxiliar) possui um endereço específico e inteligência localizada, que identifica se aquele comando enviado pela central de controle foi endereçado a ela ou não. Caso tenha sido, realiza o comando especificado (por ex.: ligar a luminária, ou “dimmerizá-la” no nível de iluminação programado na cena congresso).

no nível de iluminação programado na cena congresso). Assim, de maneira extremamente simples, poderemos ter total

Assim, de maneira extremamente simples, poderemos ter total controle da iluminação dos ambientes, e com um único apertar de botão mudar completamente a atmosfera do ambiente.

Obs.: no caso dos módulos “dimmerizadores” para lâmpadas incandescentes e/ou halógenas de tensão de rede (DALI DM ADVANCED LI), os telegramas enviados pelos pontos de controle (controles remotos e/ou controles de parede) são recebidos diretamente e processados por sua inteligência local, sem que haja necessidade de qualquer interação com a central de controle.

COMPONENtES QUE PODEM SER CONECtADOS AO SIStEMA DALI ADVANCED

Sensores de luz (DALI LS ADVANCED) (sem fio, alimentação por bateria)

São sensores sensíveis à luz que detectam a quantidade de luz no ambiente, enviando esta informação por radiofre- qüência (sem fio) à central de controle.

Através da programação podemos determinar na central de controle qual grupo de luminárias o sensor irá comandar, fazendo com que esse grupo seja “dimmerizado” de acordo com a quantidade de luz presente no ambiente.

de acordo com a quantidade de luz presente no ambiente. Aplicação: em escritórios com janelas nas
de acordo com a quantidade de luz presente no ambiente. Aplicação: em escritórios com janelas nas

Aplicação: em escritórios com janelas nas laterais, onde existe uma forte contribuição da luz do sol, com diferen- tes intensidades de luz natural ao longo do dia. Podemos programar o sistema DALI ADVANCED para que ele man- tenha sempre o mesmo nível de iluminação no ambiente, de forma totalmente automática, reduzindo a quantidade de luz do grupo de luminárias quando o sol está mais forte, e aumentando-a quando estiver mais fraco (ao en- tardecer). Economizamos assim uma significativa parcela de energia elétrica, que pode chegar até 70% em termos práticos e, ao mesmo tempo, garantimos que o nível de iluminação esteja sempre dentro de valores adequados às tarefas ali realizadas.

Onde instalar: trata-se de uma caixa plástica em formato circular com diâmetro de 5,2 cm e altura máxima de 2,3 cm, que recomendamos ser instalada sobreposta ao teto, no ponto onde se deseja controlar o nível de iluminação (vide manual de instalação do sistema DALI ADVANCED).

Sensores de luz + presença (DALI LS/PD ADVANCED) (sem fio, alimentação por pilhas)

Adicionalmente ao sensor de luz, e suas possibilidades de con- trole do nível de iluminação, temos o sensor de presença que detecta os movimentos das pessoas através da radiação infraver- melha emitida pelo corpo, fazendo com que o respectivo grupo de luminárias a ele associado seja ligado ou desligado automati- camente quando da existência ou não de pessoas no ambiente (sensor de movimento).

ou não de pessoas no ambiente (sensor de movimento). Onde instalar : trata-se de uma caixa

Onde instalar: trata-se de uma caixa plástica em formato circular com diâmetro de 10,3 cm e altura máxima de 4,2 cm, que reco- mendamos ser instalada sobreposta ao teto, no ponto onde se deseja controlar o nível de iluminação. Cada sensor pode monito- rar uma área circular com diâmetro de 8 m, quando instalado no teto com pé-direito de 2,5 m.

de 8 m, quando instalado no teto com pé-direito de 2,5 m. Pode-se ainda inibir pontos

Pode-se ainda inibir pontos dentro desta área para que não seja acionado o sensor de presença (vide manual de instalação do sistema DALI ADVANCED).

7.50

Controladores de persianas (DALI BC ADVANCED RI) (sem fio, apenas alimentação de rede 220 volts)

Controladores de persianas (DALI BC ADVANCED RI) (sem fio, apenas alimentação de rede 220 volts)

São módulos que recebem os sinais do(s) controle(s) remoto(s) ou controle(s) de parede acionando os motores de comandos das cortinas e/ou persianas. Com ele, pode-se abrir ou fechar completamente as cortinas/persianas, ou ainda controlar de forma gradativa a passagem de luz através delas. Da mesma forma que os grupos, o posicionamento das cortinas (fechado ou aberto) pode ser atribuído a uma determinada cena, que será acionada com um simples apertar de botão.

Exemplo: em uma sala de reunião, a cena 2 foi programada para uma apresentação com datashow. A situação desejada nesta cena é com as luminárias do grupo 1 desligadas, as do grupo 2 “dimme- rizadas” a 50% e a cortina completamente fechada. Estando a sala com as luminárias do grupo 1 e 2 ligadas a 100% e a cortina permitindo a passagem de luz parcial (60%), apenas apertando o botão associado à cena 2, automaticamente os grupos de luminárias irão se adequar aos valores previa- mente armazenados na cena 2, e a cortina será automaticamente fechada, sem necessidade de apertar qualquer botão adicional.

sem necessidade de apertar qualquer botão adicional. Onde instalar : com formato circular, diâmetro de 5,2

Onde instalar: com formato circular, diâmetro de 5,2 cm e altura 2,3 cm, recomendamos que seja instalado próximo aos motores controladores de cortina (vide manual de instalação do sistema DALI ADVANCED).

Módulo conversor DALI/1 10 V D C (DALI CON 1 10V D C LI) Através

Módulo conversor DALI/1

10

V DC (DALI CON 1

10V

DC LI)

Através da utilização destes módulos, pode-se conectar ao sistema DALI ADVANCED equipamentos

. Por possuir um relê interno, para a função de liga e desliga, pode ser também utilizado para ligar e desligar a alimentação de outros tipos de aparelhos através do sistema DALI ADVANCED, ligando/ desligando lâmpadas de descarga e ainda os aparelhos elétricos/eletrônicos que não estejam ligados diretamente à iluminação, como por exemplo: ventiladores etc.

auxiliares (reatores eletrônicos “dimmerizáveis”) que possuam interface de 1

10V

DC

“dimmerizáveis”) que possuam interface de 1 10V DC Onde instalar : com dimensões de 18,9 cm

Onde instalar: com dimensões de 18,9 cm x 3 cm x 2,9 cm, recomendamos que seja instalado dentro das luminárias ou forros (vide manual de instalação do sistema DALI ADVANCED).

Módulos “dimmerizadores” (DALI DM ADVANCED LI) (sem fio, apenas alimentação de rede 220 Vac)

São módulos “dimmerizadores” utilizados exclusivamente para lâmpadas incandescentes e/ou halógenas de tensão de rede - 220 Vac. Eles recebem os sinais do(s) controle(s) remoto(s) ou controle(s) de parede diretamente, sem que seja necessário qualquer processamento pela central de controle, e assim co- mandam as lâmpadas incandescentes de tensão de rede e/ou halógenas. Cada módulo pode armazenar até 5 cenas diferentes.

Onde instalar: com dimensões de 18,7 cm x 2,8 cm x 2,8 cm, recomendamos que seja instalado dentro das luminárias ou forros (vide manual de instalação do sistema DALI ADVANCED).

que seja instalado dentro das luminárias ou forros (vide manual de instalação do sistema DALI ADVANCED).
que seja instalado dentro das luminárias ou forros (vide manual de instalação do sistema DALI ADVANCED).

7.52

Obs.: a estes módulos também se podem conectar transformadores eletrônicos HALOTRONIC ® Mou- se + lâmpadas de baixa tensão (12 Vac). Para esses casos, porém, é mais recomendável a utilização do transformador eletrônico DALI diretamente.

DIStRIBUIÇÃO DAS LUMINÁRIAS POR GRUPO NO SIStEMA DALI ADVANCED

Aqui está mais um poderoso recurso do sistema DALI ADVANCED. Os outros sistemas fazem essa separação das luminárias através da passagem e divisão por fios, tarefa esta complicada, limitando, assim, qualquer nova divisão e/ou redistribuição das luminárias em grupos diferentes e distintos dos inicialmente planejados.

Já o sistema DALI ADVANCED utiliza inteligência distribuída entre os seus diversos componentes, que com tecnologia digital permite a redefinição dos grupos a qualquer momento apenas com uma simples reprogramação dos grupos, através da ferramenta de programação DALI HPT ADVANCED, que se comunica sem fios com a central de controle.

Dessa forma, sem necessidade de qualquer mudança na fiação (vide o manual de programação do sistema DALI ADVANCED).

(vide o manual de programação do sistema DALI ADVANCED). Programador (DALI HPt ADVANCED) (sem fio, alimentação

Programador (DALI HPt ADVANCED) (sem fio, alimentação por pilhas)

Obs.: a ferramenta de programação DALI HPT ADVANCED possui recursos avançados, não sendo necessário que o usuário final a adquira. Trata-se de uma ferramenta para uso dos instaladores do sistema DALI ADVANCED.

CAPACIDADE DO SIStEMA DALI ADVANCED

Cada central de controle do sistema DALI ADVANCED permite:

• A divisão das luminárias em até 16 grupos.

• 15 cenas distintas.

• A conexão de até 64 cargas diferentes (equipamentos auxiliares),

não existindo limitação para o tipo e potência das lâmpadas/equi-

pamentos auxiliares.

Obs.: mesmo que um reator venha a alimentar mais de 1 lâmpada (exemplo: reator duplo – para 2 lâmpadas), ele é considerado como uma única carga para a central de controle.

Para mais informações, solicite o manual de instalação, o manual de programação e o manual de operação do sistema DALI ADVANCED ao nosso Serviço de Atendimento ao Cliente ou baixe diretamente de nossa homepage: www.osram.com.br

QUICKTRONIC ® DIMMABLE DALI PARA DULUX ® (4 pinos) Reatores Eletrônicos “Dimmerizáveis” com Interface DALI para Fluorescentes Compactas

Modelos de Reatores QT DALI-T/E 1X18/230-240 DIM QT DALI-T/E 1X26-42/230-240 DIM QT DALI-T/E 2X18/230-240 DIM QT DALI-T/E 2X26-42/230-240 DIM

DA QT -T/E DALI 1x 230-240 DIM (sinal de controle DALI) DA QT-T/E DALI 1x/2x
DA
QT -T/E DALI 1x
230-240 DIM
(sinal de controle DALI)
DA
QT-T/E DALI 1x/2x
DA
(sinal de controle DALI)
DA
QT-T/E DALI 2x
230-240 DIM
(sinal de controle DALI) DA QT-T/E DALI 2x 230-240 DIM Características gerais. • Tensão de alimentação:

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 230V/240V.

• Freqüência de rede: 0/50/60 Hz.

• Partida da lâmpada: rápida, até 2 s para qualquer ajuste.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em corrente alternada e em corrente contínua.

• Selos de aprovação:

• Reatores com função Touch DIM.

• Controle via interface DALI.

• Entrada de controle DALI protegida contra sobretensão e inversão de polaridade.

protegida contra sobretensão e inversão de polaridade. 7.54 • Atendem às seguintes normas internacionais: –

7.54

• Atendem às seguintes normas internacionais:

– Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica DIN VDE 0712/IEC 929/EN 61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

– Segurança EN 60928.

– Operação da lâmpada EN 60929.

• Os reatores não necessitam de quaquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

QUICKTRONIC ® INTELLIgENT QTi DALI

T5 Fh (hE) E FQ (hO). Reatores Eletrônicos “Dimmerizáveis” com interface DALI para Fluorescentes Tubulares T5

DIM

PARA LUMILUX ®

Modelos de Reatores QTi DALI 1X14/24/220-240 DIM QTi DALI 1X28/54/220-240 DIM QTi DALI 1X35/49/80/220-240 DIM

U N QTi 1x… DA(–) DA(+)
U N QTi 1x… DA(–) DA(+)
U
N
QTi 1x…
DA(–)
DA(+)

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 230V/240V.

• Freqüência de rede: 0/50/60 Hz.

• Partida da lâmpada: rápida, até 0,5 s para qualquer ajuste.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em corrente alternada e em corrente contínua.

• Selos de aprovação:

• Reatores com função Touch DIM.

• Controle via interface DALI.

• Entrada de controle DALI protegida contra sobretensão e inversão de polaridade.

protegida contra sobretensão e inversão de polaridade. • Atende às seguintes normas internacionais: –

• Atende às seguintes normas internacionais:

– Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica DIN VDE 0712/IEC 929/EN 61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

– Segurança EN 60928.

– Operação da lâmpada EN 60929.

• Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

QUICKTRONIC ® INTELLIgENT QTi DALI

T5 Fh (hE) E FQ (hO). Reatores Eletrônicos “Dimmerizáveis” com Interface DALI para Fluorescentes Tubulares T5

DIM

PARA LUMILUX ®

Modelos de Reatores QTi DALI 2X14/24/220-240 DIM QTi DALI 2X28/54/220-240 DIM QTi DALI 2X35/49/80/220-240 DIM

U N QTi 2x… DA(–) DA(+)
U
N
QTi 2x…
DA(–)
DA(+)
DALI 2X35/49/80/220-240 DIM U N QTi 2x… DA(–) DA(+) Características gerais. • Tensão de alimentação:

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 230V/240V.

• Freqüência de rede: 0/50/60 Hz.

• Partida da lâmpada: rápida, até 0,5 s para qualquer ajuste.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em corrente alternada e em corrente contínua.

• Selos de aprovação:

• Reatores com função Touch DIM.

• Controle via interface DALI.

com função Touch DIM. • Controle via interface DALI. 7.56 • Entrada de controle DALI protegida

7.56

• Entrada de controle DALI protegida contra sobretensão e inversão de polaridade.

• Atendem às seguintes normas internacionais:

– Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica DIN VDE 0712/IEC 929/EN 61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

– Segurança EN 60928.

– Operação da lâmpada EN 60929.

• Os reatores não necessitam de qualquer

dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

QUICKTRONIC ® INTELLIgENT DIMMABLE DALI PARA T8 Reatores Eletrônicos “Dimmerizáveis” com Interface DALI para Fluorescentes Tubulares T8 e Compactas

Modelos de Reatores QTi DALI 1X18/230-240 DIM QTi DALI 1X36/230-240 DIM QTi DALI 1X58/220-240 DIM

QTi DALI 2X18/220-240 DIM QTi DALI 2X36/220-240 DIM QTi DALI 2X58/220-240 DIM

QTi DALI 1x QTi DALI 2x Para garantir o aterramento da carcaça, utilizar parafusos, porcas
QTi DALI 1x QTi DALI 2x Para garantir o aterramento da carcaça, utilizar parafusos, porcas
QTi DALI 1x
QTi DALI 1x
QTi DALI 2x
QTi DALI 2x

Para garantir o aterramento da carcaça, utilizar parafusos, porcas e arruelas dentadas.

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 220V a 240V.

• Freqüência de rede: 0/50/60 Hz.

• Partida da lâmpada: rápida, com preaqueci- mento em até 0,6 s para qualquer ajuste.

• Mesmo fluxo luminoso para alimentação em corrente alternada e em corrente contínua.

• Selos de aprovação:

• Reatores com função Touch DIM.

• Controle via interface DALI.

• Entrada de controle DALI protegida contra sobretensão e inversão de polaridade.

• Atendem às seguintes normas internacionais:

polaridade. • Atendem às seguintes normas internacionais: – Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR

– Supressão de radiointerferência DIN VDE 0875/CISPR 15/EN 55015.

– Distorção harmônica DIN VDE 0712/IEC 929/EN 61000-3-2/EN 60929.

– Imunidade EN 61547.

– Segurança EN 60928.

– Operação da lâmpada EN 60929.

• Reacendimento automático após a troca da lâmpada. • Os reatores não necessitam de qualquer dispositivo auxiliar de partida da(s) lâmpada(s).

Recomendável o acendimento de novas lâmpadas com máximo fluxo luminoso durante 100 horas.

lâmpadas com máximo fluxo luminoso durante 100 horas. Recomendável o acendimento de novas lâmpadas com máximo

Recomendável o acendimento de novas lâmpadas com máximo fluxo luminoso durante 100 horas.

QUICKTRONIC ® PARA OsRAM ENDURA ®

QUICKTRONIC ® específico para OSRAM ENDURA ®

O reator eletrônico de alta freqüência foi

desenvolvido especialmente para a lâmpada fluorescente de alto desempenho, sem eletrodos ENDURA. Essas lâmpadas são instaladas nos

locais onde os custos de energia são elevados.

A combinação das lâmpadas ENDURA com os

confiáveis reatores QUICKTRONIC QT ENDURA garantem a máxima eficiência luminosa. Conseguem-se então intervalos de manutenção maiores e maior economia de energia.

Conforto.

• Ausência de cintilação.

• A alta confiabilidade leva a uma vida útil de 60.000 horas com uma taxa de falha de apenas 10% para Tc = TcMax.

• Sem efeitos adversos pelo freqüente chaveamento liga/desliga.

efeitos adversos pelo freqüente chaveamento liga/desliga. Modelos de reatores QT ENDURA 70-100W/120-240 s QT ENDURA

Modelos de reatores QT ENDURA 70-100W/120-240 s QT ENDURA 100-150W/120-240 s

Economia.

Pelo fato de sua longa vida útil e alta eficiência luminosa, o sistema ENDURA é ideal para aplicações em que os custos de energia são altos e a confiabilidade é um fator importante.

O sistema oferece benefícios reais nesses

aspectos. Com custos baixos de manutenção, baixo consumo de energa, material reduzido e custos personalizados, esses sistema de iluminação oferece uma alta economia em longo prazo.

Segurança.

• Atende às normas européias relativas à seguran-

ça, à operação e à interferência eletromagnética.

• Pode ser utilizado em sistemas de iluminação de emergência com central de baterias.

Aplicações.

• Teto de indústrias.

• Túneis de uso constante.

• Iluminação urbana.

• Túneis de uso constante. • Iluminação urbana. a Características gerais: • Atendem às seguintes normas
a
a

a

• Túneis de uso constante. • Iluminação urbana. a Características gerais: • Atendem às seguintes normas

Características gerais:

• Atendem às seguintes normas internacionais:

– Segurança EN 60928.

– Supressão de radionterferência EN 55015

– Harmônicas EN 61000-3-2.

– Imunidade EN 61547.

7.58

EN 60928. – Supressão de radionterferência EN 55015 – Harmônicas EN 61000-3-2. – Imunidade EN 61547.

POWERTRONIC ® Reatores Eletrônicos para Lâmpadas de Descarga

POWERTRONIC ® para lâmpadas multivapores metálicos HCI ® e HQI ® e vapor de sódio NAV ® . POWERTRONIC ® possui uma ampla gama de aplicações. Graças à sua leveza e compactação, possibilita o desenvolvimento de um novo design de luminária, além de proporcionar uma relação custo/benefício muito mais vantajosa.

Conforto.

• Ausência de cintilação.

• Maior estabilidade da temperatura de cor das lâmpadas ao longo da sua vida útil.

• Desligamento no final da vida ou no sobreaquecimento.

• Menor tempo de acendimento comparado com os reatores magnéticos convencionais.

Segurança.

• Atende às normas européias relativas à segurança, ao desempenho e à interferência eletromagnética EMC.

Aplicações.

• Lojas e vitrines.

• Edifícios comerciais.

• Iluminação de fachadas.

• Showrooms.

Halls.

Importante:

Recomendado somente para uso interno.

Economia. • Incremento da vida útil das lâmpadas em até 50%. • Redução do consumo
Economia.
• Incremento da vida útil das lâmpadas em até 50%.
• Redução do consumo de energia em até 20%.
• Alto fator de potência, dispensando o uso
de capacitores.
• Menor aquecimento do reator, reduzindo
a carga no sistema de ar-condicionado.

POWERTRONIC ® PTI

Modelos de reatores PTI 35/220-240 s

PTI 2x35/220-240 s PTI 70/220-240 s

PTI 35/220-240 s PTI 2x35/220-240 s PTI 70/220-240 s Características gerais. • Tensão de alimentação: 198

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 198 a 254V.

• Freqüência de rede: 50 a 60 Hz.

• Atende às seguintes normas internacionais:

– Supressão de radiointerferência EN 55015

– Harmônicas EN 61000-3-2.

– Imunidade EN 61547.

• Fator de fluxo luminoso igual a 1 se comparado aos reatores convencionais.

POWERTRONIC ® e as lâmpadas de vapores metálicos proporcionam uma iluminação econômica e confortável.

proporcionam uma iluminação econômica e confortável. P OWERTRONIC ® Modelos de reatores PTU 20/220-240 PTU
proporcionam uma iluminação econômica e confortável. P OWERTRONIC ® Modelos de reatores PTU 20/220-240 PTU
proporcionam uma iluminação econômica e confortável. P OWERTRONIC ® Modelos de reatores PTU 20/220-240 PTU

POWERTRONIC ®

Modelos de reatores PTU 20/220-240

PTU 150/220-240

h PTU 70/220-240 PTU 150/220-240 l 1 b 1 b PTU + PTU SR
h
h
PTU 70/220-240 PTU 150/220-240 l 1 b 1
PTU 70/220-240
PTU 150/220-240
l 1
b
1

bPTU + PTU SR

PTU + PTU SR
PTU + PTU SR

Características gerais.

• Tensão de alimentação: 198 a 254V.

• Atende às seguintes normas internacionais:

• Freqüência de rede: 50 a 60 Hz.

– Supressão de radiointerferência EN 55015

7.60

– Harmônicas EN 61000-3-2.

– Imunidade EN 61547.

• Fator de fluxo luminoso igual a 1 se comparado aos reatores convencionais.

OPTOTRONIC ® Fontes de Alimentação para Módulos de LEDs

OPTOTRONIC ® ideal para aplicações com módulos de LEDs.

A OSRAM disponibiliza ao mercado uma linha de módulos de LEDs para iluminação geral, prontos

para utilização. Foram desenvolvidos em tensão contínua (10V e 24V) e podem operar em conjunto com as fontes de alimentação da linha OPTOTRONIC ® . OPTOTRONIC ® converte alta tensão AC/DC

em baixa tensão DC estabilizada para operação dos módulos de LEDs. Com excelente performance

e economia, proporciona a criação de novos sistemas de iluminação com tecnologias de última geração.

Vários módulos de LEDs de mesma tensão podem operar em paralelo com as fontes, desde que não ultrapassem o limite de capacidade de cada modelo. No que se refere à “dimmerização” dos módulos de LEDs, a OSRAM apresenta os módulos “dim-

merizadores”, podendo ser controlados por interface analógica 1 via protocolo DALI.

10Vdc ou digital

A linha OPTOTRONIC ® possui a solução adequada para cada aplicação.
A linha OPTOTRONIC ®
possui a solução
adequada para cada
aplicação.

Vantagens.

•Baixas perdas.

•Compactação.

Conforto. •OPTOTRONIC ® proporciona desligamento automático no caso de curto-circuito, sobrecarga ou aquecimento excessivo. •Reacendimento automático. •Compactação. •Longa durabilidade.

Segurança. •Aprovado conforme VDE. •Isolação galvânica entre entrada e saída.

Aplicações. •Luminárias decorativas. •Orientação e sinalização. •Luminosos. •Iluminação de efeito.

Características gerais.

• Proteção contra curto-circuito.

• Proteção contra sobrecarga.

• Proteção contra sobreaquecimento

•Supressão de radiointerferência: EN 55015. •Distorção harmônica: EN 61000-3-2. •Imunidade: EN 61547.

Para informações mais específicas, consulte as fichas técnicas da linha OPTOTRONIC disponíveis em nosso website: www.osram.com.br.

.

dC

Tipo de

Tipo de

partida

partida

Combinações possíveis entre lâmpadas fluoresCentes e reatores eletrôniCos “dimmerizáveis” Com interfaCe 1

Combinações possíveis entre lâmpadas fluoresCentes e reatores eletrôniCos.

Obs. O fluxo luminoso das lâmpadas T5 é medido na temperatura de 35ºC

Modelo do reator

Reator

de lâmpadas

Quantidade

de lâmpadas

Quantidade

Tipo de lâmpada

Tipo de lâmpada

+50ºC +50ºC +50ºC +50ºC +50ºC +50ºC +50ºC +50ºC +50ºC +50ºC +50ºC +50ºC +50ºC +50ºC +50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
+50ºC
Fluor T8
T8 36W
36W
220
QTP 1X40W
2X36/230-240
3200
3350
96%
1,36
70
0,31
0,98
pré-aquecimento
Fluor
127
1 2
FT
BIVOLT BFP
3015
3350
90%
2,25
40
0,57
0,55
ultra-rápida
10ºC
Fluor T8
T8 36W
36W
127
FT 1X40W
2X40W BIVOLT
BIVOLT AFP
3015
3350
90%
1,06
85
0,7
0,96
ultra-rápida
10ºC
Fluor
220
1 2
FT
BFP
3015
3350
90%
2,50
36
0,33
0,49
ultra-rápida
10ºC
Fluor T8
T8 58W
36W
220
FT 2X40W
BIVOLT AFP
3015
3350
90%
1,18
76
0,37
0,94
ultra-rápida
10ºC
Fluor
220
1 2
QTP
1X58/230-240
5000
5200
96%
1,75
55
0,25
0,98
pré-aquecimento
-25ºC
Fluor T5
T8 HE
58W 14W
220
QTP 2X58/230-240
5000
5200
96%
0,87
110
0,49
0,98
pré-aquecimento
-25ºC
Fluor
220
1 2
QT-FH