Você está na página 1de 55

MINHAS DICAS

SOBRE

FINANÇAS PESSOAIS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Em comemoração ao primeiro ano do nosso blog,

Pessoais , fizemos este pequeno e-book com uma coletânea de alguns artigos publicados no blog.

Você pode:

Transmitir este e-book a quem quiser desde que seja de forma gratuita.

Pode utilizar o conteúdo em sites, blogs, desde que seja fornecida a fonte de forma integral.

Você não pode:

Fazer quaisquer alterações no conteúdo, nem retirar links ou créditos.

Obrigado a todos pela constante presença em nosso blog, que de algumas pessoas em seu início hoje temos uma audiência crescente de algumas centenas de visitantes diariamente.

Estamos longe de grandes blogs e sites que tratam sobre finanças pessoais , porém a nossa equipe já está bastante satisfeita pelo progresso que vem obtendo e temos a mais absoluta certeza, de que podemos conquistar um espaço ainda maior.

Sucesso a todos.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Denilson Garcia dos Santos

20 dicas financeiras como economizar

1. Não compre por impulso: por mais que tenha achado interessante o

produto, avalie muito bem antes de comprar. Muitas vezes, compramos coisas que passado uma, duas semanas, já não conseguimos entender porque motivo adquirimos aquilo. Infelizmente, somos muitos suscetíveis a produtos novos, novidades e assim mesmo que não o precisemos acabamos por comprar e gastar o nosso rico dinheirinho de forma supérflua.

2. Poupe : se você tem preocupação com as suas finanças pessoais é imprescindível que se planeje para começar a criar o habito de poupar e investir pensando no futuro como algo muito próximo e que necessita de cuidado.

3. Compre após as datas comemorativas: um exemplo simples que ilustra bem o que eu estou querendo dizer: NÃO COMPRE ROUPA DE INVERNO NO INVERNO, MAS SIM NO VERÃO. Compre roupa de verão no inverno, compre presentes bem antes do Natal ou Dias das Crianças e por aí vai

4. Viaje em baixa temporada: na alta temporada, os preços sobem muito, dependendo do destino, em baixa temporada você pode conseguir descontos surpreendentes se comparados com a alta temporada. Acesse qualquer site de viagens e faça simulações e verifique quanto é possível economizar.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

5. Pague sempre à vista : por mais que determinadas loja digam o preço à vista pode ser parcelado em “n” parcelas, porém, tente negociar e pergunte quanto que pode fazer pelo produto se você realmente pagar à vista.

Você observará que conseguirá um desconto surpreendente. O pagamento à vista é uma excelente moeda de troca e compensa muito ser utilizado.

6. Reduza as despesas mensais: por mais que pense ser impossível à redução de tais despesas, coloque tudo na ponta do lápis e verifique quantas coisinhas baratas e desnecessárias são compradas. Não seria possível cortá-las para o mês seguinte?

Pense que hoje existe muita concorrência entre os mais variados tipos de serviços e que há diferença nos preços. Por exemplo, tinha um plano de tevê por assinatura com mais de 100 canais, no entanto, assistíamos basicamente quatro ou cinco canais, optei por um plano mais barato e esta despesa caiu quase 50% do valor; o mesmo vale para telefonia celular, telefonia fixa, gastas com eletricidade e água, sempre há uma forma de reduzir custos.

7. Controle as suas despesas: além de reduzir as suas despesas, você também necessita controlá-las. No importa o valor, pode parecer irrisório, mas pense que valores baixos vão se somando e acabam prejudicando o orçamento domestico.

Não permita que gastos desnecessários aconteçam, policie a você e a sua família, para que se habitue a gastar com o que realmente for necessário.

8. Pesquise preços: nunca compre na primeira loja que entrar, faça pesquisas pela internet ou em duas, três lojas antes de fechar negócio. Não tenha pressa de finalizar a transação Se você está lendo este artigo é porque tem internet em sua casa, então desfrute desta ferramenta poderosíssima e pesquise sobre o produto que deseja.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Caso em sua cidade, não encontre o produto mais em conta, peça pela internet e desfrute do melhor preço localizado.

9. Aproveite liquidações e pontas de estoque: pelos mais variados motivos, o comercio em geral costuma oferecer os seus produtos em situações mais vantajosas e esta é uma boa oportunidade para se comprar.

10.Pechinche: não tenha vergonha deste artifício, use e abuse. A loja e o vendedor têm mais interesse no sucesso da transação do que você mesmo. Se você pagar a primeira proposta, com certeza você estará perdendo muito dinheiro, portanto, mesmo que você esteja morrendo de vontade de adquirir o bem, resista à tentação e exija um preço melhor e você com certeza, verá que alguma coisa pode ser tirada do preço original proposto.

11.Não use o seu carro: se você não tem carro, só o compre se realmente for imprescindível para a sua vida, caso contrário, use ônibus ou táxi, que são meios de transporte muito mais vantajosos do que ter o próprio carro.

Caso contrário, se você já tem um carro, tente usar o mínimo possível, talvez revezando com colegas de trabalho, indo a pé trabalhar ou de carona, pois o custo com combustível e manutenção costuma dificultar muito as finanças pessoais da família.

12.Viva num padrão de viva inferior: se você tem um padrão de classe B, viva com o “conforto” de uma classe C, habitue-se a sempre ter um padrão de viva abaixo do que é a sua realidade atual.

13.Divida o seu salário: por exemplo, 10% do seu salário devemos ser reservados para poupar, 30% para custos com a casa, 30% para escola e os

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

30% restantes para lazer. Este é apenas um modelo que pode ser alterado de acordo com cada realidade.

Se ao final do mês, determinada reserva acabar, deve-se planejar de forma diferente para o mês seguinte, de preferência podando despesas para que o orçamento de adapte a realidade da familia.

14. Registre todas as despesas : não basta tentar cortar e controlar as despesas, mas também registrá-las de forma minuciosa.

Você gastou dois reais com um café, marque na sua planilha e saiba quanto você gastou efetivamente com café ao final do mês. Descobrirá que coisas pequenas que você sempre pensou não fazerem diferença, acumuladas podem ajudar no seu orçamento domestico.

15.Sempre que for às compras saiba exatamente o que deseja: se você vai à loja para comprar um ferro de passar roupa, não volte da loja com uma TV de 50 polegadas e sem o ferro de passar roupa.

Compre aquilo que realmente precisa e resista à tentação. Da mesma forma, que quando for ao supermercado, faça uma lista do que precisa e compre exatamente o que está descrito na sua lista, nada mais daquilo que está previsto.

16. Utilize uma planilha financeira: com a popularização da internet, planilhas financeiras eletrônicas estão disponibilizadas em muitos sites e de forma gratuita e o seu uso constante, pode fazer com que se mude conceitos e se ganhe uma cultura financeira.

Você aprenderá que realmente tudo o que é lançado nela merece ser estudado e analisado, fazendo-se comparações de um mês com o outro para tentar conter as despesas e sobrar mais dinheiro em caixa.

17. Dê dicas financeiras aos seus filhos : não adianta apenas você querer mudar o seu comportamento financeiro se o restante da família continuar no mesmo padrão de gastos. Tente transmitir a todos os integrantes da família,

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

que o assunto é sério e todos necessitam fazer a sua parte para que consigam obter o sucesso pleiteado.

18.Não compre por modismo: a propaganda realmente é algo fantástica, quantas vezes não vimos uma marca na tevê, ou na internet e vamos à loja querendo aquele mesmo produto, mesmo que nunca o tenhamos experimentado e mesmo que ele seja muito mais caro do que um produto talvez com qualidade até superior?

Portanto, não compre apenas porque é da marca X ou Y, mas compre baseado no custo benefício, não há necessidade de se comprar um produto mais caro e de qualidade inferior apenas porque ele aparece mais na televisão.

19.Pague em dias as suas contas: pois caso contrário você pagará com multa, juros e outras atualizações, que podem aumentar consideravelmente a sua dívida.

20.Compre a granel: muitos atacadistas permitem que particulares comprem em suas prateleiras e lá, comprando-se pacotes de gêneros alimentícios, material escolares, entre outros itens domésticos conseguem-se preços muito melhores aos fornecidos pelos supermercados, livrarias e papelarias.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

A dificuldade de se poupar

Muitas pessoas alegam que não poupam porque a situação financeira realmente está difícil, que possui um salário que mal dá para custear as despesas mensais.

No entanto, entendo que poupar está mais ligado à cultura, ao hábito do que a qualquer outro problema que a pessoa alegue possuir para deixar de iniciar esta ação.

É compreensível que excepcionalmente, alguém realmente não consiga depositar nenhum valor em investimentos financeiros, no entanto, eu considero que a grande maioria tenha condições de adentrar neste mundo, o mundo dos investidores.

Logicamente, que inicialmente, a pessoa começará de forma discreta, depositando pequenas importâncias mensais, porém o mais importante é criar o habito de poupar.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Isto mesmo, habitue-se a poupar. Assim como você tem tantos e tantos vícios, “vicie-se” em poupar, trate tal ato como imprescindível para o seu desenvolvimento financeiro e pessoal.

Se no momento em que você recebe o seu salário, você reserva uma importância para o pagamento de água, energia elétrica, telefone, escola, plano de saúde, TV por assinatura, aluguel, entre outras tantas obrigações mensais impossíveis de se deixar de lado, então por que motivo, você que é a pessoa mais importante de sua vida não pode também ser remunerado?

Se você trabalha e recebe o seu salário apenas para pagar aos outros, então algo muito grave está acontecendo em sua vida financeira e você necessita reverter este quadro, você precisa tomar a seguinte decisão: o seu maior credor é você mesmo.

Você é o seu credor preferencial. Não, eu não estou dizendo para você parar de pagar as suas dividas, estou falando sim, que antes de pagar aos outros, pague-se a si mesmo.

Ou seja, no exato momento em que estiver recebendo o seu suado salário reserve uma porcentagem de no mínimo 10% dele para você.

Isto de forma religiosa chova ou faça sol, recebeu o salário, reserve a porcentagem que lhe cabe e faça o investimento deste valor na instituição financeira que mais lhe inspira credibilidade.

Habitue-se a sobreviver com 90% do seu salário, pois os outros 10% já estão comprometidos de forma irreversível.

Tente entender o meu raciocínio: se você trabalhou o mês inteiro, deu o maior duro, fez das tripas coração para conseguir receber o seu rico dinheirinho, não seria justo com você, pagar a todas as outras pessoas e deixar a si próprio sem receber nada.

Você fez por merecer, você tem direito a uma fatia deste salário e esta é a mais absoluta verdade.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Este hábito de poupar tem que ir se aprimorando, onde você passará com o tempo a aumentar a porcentagem que reservará de seu salário e esta reserva, você constatará que progressivamente vai crescendo, capital e juros vão se somando e aumentando o valor das suas economias.

Não basta poupar. Você além de poupar, necessita também não gastar.

Assuma estes dois compromissos consigo mesmo: poupe e não gaste esta reserva, pelo menos até o momento em que tenha condições de realizar com estas economias algo muito importante para você ou para a sua família.

Por mais que você pense que este meu pensamento é supérfluo, tente colocá-lo em prática, tente mudar a forma como você se comporta em relação ao dinheiro, pois se a sua vida financeira está um caos, ou na melhor das hipóteses não está regular, então você necessita quebrar paradigmas, precisa mudar de postura e estou lhe proporcionando uma opção de mudança.

Se você pensa que poupar é só quando está “sobrando dinheiro”, então você está enganado.

Poupar antes de tudo é hábito. Você necessita poupar em tempos de vacas gordas, porém também em tempos de vacas magras.

Parta deste principio: pague-se primeiro a você e depois pague aos outros, Não renuncie a este direito, pois dele pode depende toda a prosperidade da sua vida financeira e porque não falar da sua vida pessoal também, pois todos sabem que quando as finanças vão mal, reflete-se diretamente na nossa vida pessoal também.

Portanto, mãos à obra. Se você trabalhou e teve o seu salário, não se esqueça:

primeiro, pague a si mesmo e do que sobrar pague aos seus credores.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Aposentadoria

Conseguir atingir a aposentadoria é o objetivo da maior parte da população ativa de nosso país. Todos enxergam a aposentadoria como algo utópico, perfeito, desejam-na com verdadeira obsessão, vendo-a como a solução para todos os problemas.

Claro, pois o que pode ser melhor do ganhar o mesmo salário sem ter que fazer nada? Apenas aproveitando a vida, viajando, pescando, tomando uma cerveja e ainda no começo do mês, chova ou faça sol, o governo federal religiosamente depositará o seu merecido pagamento, para que você continue nesta “vida dura”.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Não é esta a impressão que grande parte dos brasileiros tem sobre a aposentadoria?

Apenas se esquecem que no momento da aposentadoria, em quase todos os casos, o salário tem uma redução radical, você que tinha um salário, por exemplo, de 5000 reais, se aposentado terá um benefício de 1500 reais (são casos hipotéticos tais valores). Realmente, a redução normalmente é assustadora o que lhe impedirá de manter a mesma qualidade de vida.

Entendo o objetivo de se aposentar, mas esta “conquista” só será gratificante se você durante toda a sua vida se programou para isto, seja através de aposentadoria, seja consciente de corte nas despesas, seja aceitando possíveis reduções na sua qualidade de vida e assim vai

Normalmente, neste período ao invés de termos conquistas temos mais derrotas como as que seguem:

a) Redução salarial;

b) Depressão: normalmente problemas psicológicos atingem com extrema intensidade os aposentados que pela inatividade laboral, em muitos casos passam a se considerar inúteis;

c) Doenças físicas: as doenças físicas tendem a atacá-los também com todas as forças, visto que normalmente não mais praticam atividades físicas e mentais além é claro do envelhecimento natural, o que causa enfraquecimento físico e se vêem cada vez mais na necessidade de tomarem remédios;

e) Aumento nos gastos com remédios: o consumo de remédios entre os aposentados é muito alto, assim como também são altos os preços dos remédios. O gasto com remédios representa uma fatia muito grande do beneficio.

Realmente, a nossa previdência oficial é lastimável, temos que trabalhar por dezenas de anos para conseguirmos aposentar e no momento da aposentadoria, sofre uma redução salarial enorme, porém esta redução não pára por aí e gradativamente ainda vamos sofrendo novos cortes em nosso benefício.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Hoje é muito comum se aposentar e ainda necessitar trabalhar, pois o que recebem do INSS não é suficiente para arcar com as despesas da prole familiar.

Eu conheço muito esta situação, pois na empresa em que trabalho, temos nada mais nada menos do que oito funcionários que já estão aposentados, mas que, porém necessitam ainda trabalhar.

Pode até ser que para algumas pessoas a aposentadoria tenha sido uma conquista, porém para a grande maioria, creio que não foi.

Aposentadoria: início de uma nova renda

Hoje em dia, é cada vez maior pessoas que se aposentam, porem continuam trabalhando da mesma forma.

O conceito de aposentadoria está mudando, o trabalhador já não deseja chegar à aposentadoria para ter “férias intermináveis”, porem para agregar mais um salário.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

O recém aposentado sabe que com um beneficio de X ele mantém a

sua casa, porem com ½ X é difícil e situações deste tipo são comuns nos benefícios pagos pelo INSS, onde o aposentado inicialmente recebe um beneficio e com o passar do tempo passa a ganhar muito menos, então ele recea sobreviver apenas com o beneficio do INSS e continua na ativa.

O trabalhador precisa se programar para a aposentadoria e uma das

opções disponíveis no mercado é a Previdência privada, onde o trabalhador na hora oportuna terá a disposição dois salários, o do INSS e o da Previdência privada, dando uma segurança financeira maior e o trabalhador poderá escolher se continuará na ativa apenas por prazer, não mais por necessidade.

O roteiro do trabalhador que está em via de se aposentar é o seguinte:

INSS: que é onde a aposentadoria acontece e atualmente, tem sido muito ágil; Caixa Federal: o trabalhador se dirigirá para receber o FGTS e o PIS; Banco do Brasil: se for Pasep, receberá no BB.

Mesmo tendo uma reserva financeira acumulada ao longo dos anos (FGTS e PIS), o aposentado teme sofrer cortes em seu beneficio que o impossibilite a manutenção de seu lar e este temor é a mola propulsora da manutenção no emprego.

Aprendendo a investir em ações

Um dos investimentos mais controversos e que oferece mais polêmicas, sem

sombras de duvida, são as defensores deste produto.

ações . Há inúmeros críticos e alguns ferrenhos

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Para alguns, trata-se do melhor investimento que oferece às mais altas rentabilidades e que pode fazer com que um investidor experiente e treinado possa obter retornos financeiros excepcionais e até mesmo ficar rico, como se diz popularmente e que tem sido o objetivo de todos os que se aventuram nesta modalidade financeira.

Para a maioria, contudo, investir em

capaz de acarretar sérias e irrecuperáveis perdas financeiras, uma modalidade financeira totalmente instável e perigosa.

é altamente perigoso e imprevisível,

Mas afinal de contas, investir em ações é assim mesmo tão perigoso como alegam muitos ou é tão rentável como dizem alguns?

Tentaremos desvendar o mito desta modalidade financeira em vários artigos interligados, para evitar ficar muito cansativo e tirem as suas próprias conclusões.

Investir em ações é simples, pelo menos no que se refere ao operacional, pois semelhantemente aos investimentos em títulos do tesouro direto , pode ser o investidor que administra os seus investimentos livremente através da internet. Você pode comprar vender tudo de forma prática e rápida, como se estivesse no home banking da sua conta corrente ou no site do Tesouro direto, fazendo as transações desejadas relacionadas aos títulos do governo.

AÇÕES DA BOVESPA, O QUE SÃO?

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Uma empresa considerada aberta libera o seu patrimônio para ser comercializado por intermédio da bolsa de valores em pequenas frações chamadas de Ações e onde os investidores que compram tais ações passam a ser investidores desta empresa, passam a ser um “pouquinho dono” da empresa.

A intenção da empresa que disponibiliza as suas cotas para venda na Bovespa é muito simples: adquirir recursos financeiros.

Investidores compram tais ações e o dinheiro da venda é repassado a empresa que liberou o seu patrimônio para se tornar uma empresa aberta, uma sociedade anônima.

Para os investidores, investir em uma sociedade anônima também, pode ser extremamente lucrativo e a expectativa é comprar tais ações a preços baixos e revendê-las a preços superiores proporcionados pela valorização da empresa.

HOME BROKER Este sistema onde o próprio investidor realiza as operações de compra e venda de ações chama-se Home Broker.

Home Broker é um sistema desenvolvido pela Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&F Bovespa) e possibilita que o investidor doméstico transacione papéis em bolsa de valores por meio de comandos eletrônicos permitindo a compra e a venda de títulos para corretoras credenciadas.

Renda Variável Quando se investe em ações, você está lidando com o que tecnicamente se denomina de Renda Variável e podemos conceituá-la como sendo o investimento no qual o investidor não tem como saber de quanto será o retorno financeiro do valor investido, podendo ser tal resultado positivo ou negativo.

Ou seja, o investidor em Renda Variável, não tem como dimensionar o que acontecerá com o dinheiro investido. O resultado pode ser totalmente imprevisível; pode-se conquistar uma lucratividade bastante satisfatória, como também podem ocorrer grandes perdas.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

INVESTIMENTO EM AÇÕES NECESSITA EXPERIÊNCIA O investimento em ações, indubitavelmente necessita de duas premissas:

a) Sangue frio para suportar com tranqüilidade as oscilações naturais das ações negociadas;

b) Experiência e conhecimento em ações: é imprescindível que o investidor

modalidade

estude,

financeira.

faça

cursos

e

realmente

se

prepare

para

investir

nesta

Investir em ações mesmo para investidores experientes já é arriscado, portanto, necessita conhecimentos técnicos, pois os riscos aos inexperientes maximizam enormemente.

Não espere entrar no investimento em ações como uma aventura e conseguir obter resultados satisfatórios, pois a possibilidade de se ter experiências extremamente desagradáveis é extremamente alta.

FUNDOS DE AÇÕES Se você não sabe como funciona o mercado de renda variável e não quer aprender ou se preparar adequadamente e mesmo assim deseja investir em ações, uma alternativa interessante e que pode ser menos arriscada, é investir em Fundos de Ações, que são negociados diretamente nas instituições bancárias.

Fundos de Ações é um produto administrado por especialistas profissionais em renda variável e que farão todo o possível para obter uma rentabilidade satisfatória.

Se você não tem conhecimentos técnicos e nem tempo para gerir a sua carteira de ações na bolsa, o Fundos de Ações pode ser uma opção plenamente substituível, embora, necessite que o investidor escolha entre os vários bancos, aquele que lhe proporcione uma taxa de administração menor.

Este é primeiro artigo sobre Ações, o mais elementar, e que objetivou apenas fornecer conceitos primários sobre o investimento em ações. Darei continuidade a este pequeno curso sobre o citado assunto posteriormente, na expectativa de

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

escrever no mínimo um artigo por semana, tentando transmitir muitas informações sobre o tema.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Bolsa de Mercadorias e Futuros

Só deve ser investida em ações a importância que realmente não for necessária, aquele valor que realmente pode ser descartado.

Você não deve aplicar na Bovespa aquele dinheiro que está reservando para comprar um apartamento, ou um carro, ou uma chácara ou para realizar qualquer sonho.

Investir em ações significa aplicar aquele valor que não fará falta nenhuma as suas necessidades financeiras do dia a dia, que se por acaso você perder 30% ou 40%, você não se desesperará, Investimento em ações não se denomina Renda Variável por acaso.

É um investimento muito instável, dependendo de inúmeros fatores, como política internacional e nacional, tendências comerciais e financeiras, no entanto, não significa que não tenha ciência, que não tenha conhecedores profundos nesta modalidade financeira e que mesmo para os iniciantes, não seja possível fazer alguns prognósticos, desde que estudem, preparem-se para isto e possam obter lucros e minimizarem as possibilidades de perdas.

Tecnicamente, dizemos que se é possível ter duas formas de análise para as ações:

Análise Gráfica ou técnica propriamente dita: em que o analista baseará as suas analises com base em gráficos e tendências. Por meio deste instrumento, procura-se verificar durante um determinado intervalo de tempo, as variações de um papel, suas tendências de alta e queda, para tentar vender ou comprar no momento mais lucrativo, mais interessante para o investidor.

Análise Fundamentalista: é uma análise mais aprofundada e profissional na qual um especialista analise a real situação da empresa que se pretende investir, identificando o valor mais justo para as suas ações e o valor da empresa com base nos próprios balanços contábeis do empreendimento.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Escolhendo uma corretora

No momento em que o investidor decidir por ações, tiver plena consciência de que quer entrar neste novo mundo, o primeiro passo a tomar é decidir por uma corretora.

Corretora de valores, para quem não sabe, fará a intermediação entre o investidor, ou seja, você e a bolsa de valores. Você dará o comando para comprar ou vender e a corretora executará as suas ordens e logicamente, que cobrará por tais serviços.

A escolha da corretora é de extrema importância e disto pode representar o sucesso ou o fracasso no investimento em ações e na própria Bovespa você pode identificar se a sua corretora está habilitada para exercer as atividades na Bolsa de Valores,

Consulte a sua corretora clicando AQUI

.

Você daria o seu rico e suado dinheiro para ser administrado por uma corretora com mau retrospecto? Então, tal seleção necessita de extremo zelo e prudência, consultando as corretoras credenciadas através do próprio site da Bovespa, ou no site da Comissão de Valores Mobiliários.

FUNÇÕES DA CORRETORA Fornece informações e orientações ao investidor Libera ferramentas adicionais para análise e execução de transações ao investidor, como o sistema de home broker, gráficos de empresas, relatórios comparativos, etc. Portanto, um ponto que deve ser questionado antes de contratar a corretora é identificar quais são as ferramentas adicionais que ela disponibiliza o usuário.

CUSTOS DE CORRETAGEM São muito variáveis, havendo corretoras que cobram uma porcentagem sobre a compra ou a venda e aquelas que cobram um valor fixo por operação, portanto, é

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

necessário pesquisar entre várias corretoras para se encontrar as que possuem um custo mais baixo, aliado a maior credibilidade.

TAXA DE CUSTÓDIA É mais uma cobrança que o investidor deve se preparar para pagar no momento em que se envolver com a Bolsa de Valores e é um valor mensal cobrado pela guarda das ações na Bolsa e varia ainda de acordo com as ferramentas disponibilizadas pela corretora também.

ABERTURA DA CONTA Escolhido a melhor corretora, o próximo passo, é efetuar a abertura da conta, que é semelhante à abertura de uma conta corrente em uma agencia bancária, onde você precisará fornecer as suas informações pessoais e documentais para se cadastrar.

Haverá a necessidade de cópia do CIC, RG, comprovante de residência, preenchimento de uma ficha cadastral e de um termo de adesão e contrato de intermediação.

DEFINIR ONDE INVESTIR Estando habilitado para investir na Bolsa de Valores, o investidor pode começar a analisar da forma mais detalhada possível, os papeis onde investir, as empresas onde passará a ser “sócio”.

Você deverá definir junto a sua corretora sobre as formas como serão administradas as transações dos papeis, se será mediante um contato do investidor e a corretora atendendo a solicitação negociará ou se o próprio investidor executará as compras e vendas das ações por meio de comandos eletrônicos (home broker).

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Poupança

Quando se fala sobre finanças pessoais, toda e qualquer possibilidade de lucros deve ser bem analisado, pois se você tem o intuito de poupar por um grande período, de realmente fazer um pé de meia para ter um futuro mais tranqüilo, não se pode dar ao luxo de investir o seu tão suado dinheiro, em investimentos que não valham à pena.

Para a grande se não, talvez a esmagadora maioria, pensou em guardar dinheiro, pensou em poupança e é plenamente justificável tal pensamento, pois é um produto de história secular que criou fortes raízes na sociedade brasileira. Ela integra não só a historia dos produtos bancários como também a história do Brasil. Deve ser respeitada, com certeza.

No entanto, por mais que haja defensores ferrenhos da poupança, porém ela não vive um bom momento, pois no último ano, praticamente perdeu para a inflação.

Com certeza, que aplicar na poupança é fácil e rápido, posso resgatar na hora em que bem desejar não cobrar imposto de renda, ou seja, há muitos atrativos, porém o maior atrativo para um produto financeiro ela hoje não possui: a rentabilidade.

Para os investidores mais tradicionais e conservadores que temem deixar o dinheiro em um outro investimento que não seja a poupança, talvez o façam também, por desconhecerem a existência de outros produtos, tão bons e confiáveis como a poupança, mas que porem possuem rentabilidades maiores.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Um destes produtos que eu tenho utilizado com bastante freqüência e que tem me agradado bastante é o Tesouro direto, pois praticamente não oferece riscos para o seu capital, há produtos variados, de acordo com o que você intenciona fazer, por exemplo, comprar um carro, poupar com intuito de previdência privada (previdência), etc.

um simulador bastante

interessante, que tenta identificar o que você deseja adquirir no momento do resgate, detalhando o valor que você necessita investir e o tempo de contribuição.

Há também no site do

Para quem não sabe, quando você adquire títulos do Tesouro direto, você está adquirindo títulos do próprio governo federal, que financiam a dívida pública e os investimentos do governo federal e com risco mínimo, só se o país quebrar realmente para você perder o investimento feito, no entanto, é cobrado IOF se você decidir resgatar o valor antes de 30 dias assim como também, Imposto de renda, que é regressivo, quanto mais você deixar aplicado o dinheiro, menor o imposto cobrado. A alíquota menor do IR é de 22,50% para aplicações de até 180 dias e a menor é de 15%, para prazos de mais de 320 dias.

O operacional do Tesouro direto é todo efetuado pela internet ainda, talvez este um fator que o torne menos popular, pois cabe ao investidor gerir a sua conta através do site do Tesouro direto e não o gerente do seu banco.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

TESOURO DIRETO NTN F

As pessoas que me acompanham no blog, sabem da minha preferência pelo Tesouro Direto, que considero uma forma de investimento muito atrativa e com risco mínimo.

Porém entre os vários tipos de títulos disponíveis, o que mais me agrada é a Nota do Tesouro Nacional Série F ( NTN F), pois ela paga um rendimento a cada seis meses que posso contar como uma renda extra em meu orçamento domestico.

Esta modalidade de título é indicada para o investidor que tenha o seguinte perfil:

a) Quer saber no momento da compra a rentabilidade total até a data do vencimento do título; b) Prefere um título que lhe pague juros periódicos.

É um título pré-fixado que você sabe exatamente o valor que receberá no momento do vencimento de seu título, não haverá surpresas desagradáveis, além do fato de que você pode contar com o pagamento do cupom dos juros semestrais, seja para utilizá-lo no pagamento de despesas, seja para investir em outros títulos ou investimentos.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Na data do vencimento do título você receberá o valor do titulo e a cada seis meses os juros.

Considero a NTN F, como indicada principalmente para os investidores de perfil mais conservador, pois você sabe exatamente quanto irá receber, além de poder receber os juros de forma periódica.

Muitas pessoas gostariam de investir em ações, não só pela valorização das ações em si, como também pelo recebimento dos dividendos, que em muitas empresas de sociedade anônima, costumam ser valores interessantes, porém não o fazem, por não terem o sangue frio necessário para suportar as bruscas oscilações da bolsa de valores.

Então está aí, a opção perfeita, um investimento com rentabilidade pré-fixada e que ainda paga juros semestrais ao investidor.

Você estará recebendo tais juros semestrais até o vencimento do

título.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Comprar a prazo ou à vista? Qual a melhor opção?

Muitas e muitas vezes, queremos muito um determinado produto, podemos dizer, que temos verdadeira obsessão por algo, como se comprando aquilo tivesse o dom de nos fazer mais felizes ou pessoas melhores ou mudar as nossas vidas e acabamos por esquecer que a tal compra pode comprometer as nossas finanças pessoais.

Hoje em dia, somos extremamente capitalistas, queremos porque queremos comprar a todo custo itens que estão na moda, que aparecem na televisão, que nos são indicados, que vimos na casa de alguém e por outros tantos exemplos e temos que comprar não importe o que isto possa acarretar ao nosso orçamento domestico.

Precisamos comprar agora, não podemos esperar, temos que comprar tenhamos ou não o dinheiro necessário.

Você já viveu tal situação?

Infelizmente, creio que sim. Todos já vivemos isto, por mais que sejamos comedidos em comprar, em uma ou outra oportunidade, temos este irresistível

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

desejo de adquirir algo, seja uma TV, ou um celular, um tênis, ou um carro, uma moto, os exemplos são infinitos.

Quando queremos algo costumamos até mesmo pagar mais do que realmente vale, perdemos a coerência e a razão e as finanças pessoais ficam para segundo plano.

Podemos pegar um exemplo muito popular que é o de um carro novo.

Normalmente temos este desejo e não temos o recurso financeiro necessário, então vamos até uma concessionária apenas para “olhar” e quando nos damos conta, já estamos dentro do carro e com um pequeno carnê que mais parece uma bíblia de tão grosso com suaves parcelas mensais de 50% do nosso salário.

Realmente, a quantidade de benefícios e promoções imperdíveis tem um poder de persuasão muito forte, trata-se de jogada de mestre de marketing para vender mais produtos e realmente conseguem.

Quantas propagandas existem onde dizem que é juro zero para financiar o carro zero km.

Agora eu pergunto: é possível acreditar em tal alegação?

Infelizmente, as financeiras não são tão boazinhas assim.

Você vai financiar um veiculo em cinco anos e ela vai cobrar por isto, com toda certeza.

Já pararam para pensar o tamanho do prejuízo?

Vamos a uma situação hipotética, onde você compra um carro por R$ 50 mil e financia a um juro baixíssimo de 0,99%.

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Teríamos uma parcela de mais de R$ 1100,00 que em cinco anos o seu carro teria um custo superior a R$ 66.000,00.

O carro que você pagou ao final R$ 66.000 quanto que estará valendo em cinco

anos?

Talvez R$ 20.000,00 ou talvez menos ainda.

Portanto, só aí você já estaria perdendo R$ 46.000,00, isto sem considerar:

Seguro obrigatório

IPVA

Seguro Particular

Combustível

Licenciamento

Mão de obra de mecânico

Revisões mecânicas

Tudo isto que foi elencado, referente a cinco anos de uso.

Você tem duvidas de que o carro que estava na concessionária por R$ 50 mil, se você chegasse com R$ 46 ou R$ 47 mil você não levaria para a sua casa?

Então é aí que eu quero chegar.

O pagamento à vista é muito mais interessante do que o pagamento parcelado, por

mais que o vendedor tente demonstrar que o financiamento é com juros baixíssimos, que a compra é interessante, que a promoção é imperdível, que você está pagando o preço de fábrica, que a concessionária não está ganhando nada para vender o produto; você tem que analisar que se arrastar por cinco longos anos pagando um bem pode comprometer e atrapalhar de forma muito pesada às finanças pessoais de sua casa.

Em cinco anos, as coisas podem mudar radicalmente e você necessita estar preparado para possíveis alterações.

Não é prudente fazer contratos de longo prazo, pois não se sabe o dia de amanhã.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Se você tem o valor necessário para o bem desejado, pague à vista, porém negocie um abatimento no preço, pois o recebimento integral também é importante para o comerciante e ele com certeza, cederá e poderá lhe oferecer um desconto considerável.

Caso não tenha o valor integral, dê uma entrada e financie o restante no prazo mais curto possível, pois assim, o juro que você estará pagando será menor.

Se você tem uma parte do valor, talvez seja mais coerente para as suas finanças pessoais, esperar um pouco mais, poupar, esperar completar a importância restante e pagar o bem à vista.

Atinja a independência financeira

Normalmente, as pessoas não dão muita atenção ao planejamento financeiro, um assunto tão delicado e importante que deveria ser ensinado desde o berço até as cadeiras da universidade.

É algo cultural, todos sabem desta necessidade de conhecermos o básico de finanças pessoais para que possamos ter uma vida financeira saudável, no entanto, isto não nos é ensinado nem em casa, nem nas escolas.

Infelizmente demonstramos este despreparo no nosso dia a dia e totalmente despreparados, é como se fossemos o cordeiro para enfrentarmos leões.

Despreparados para tomarmos as decisões mais acertadas vamos aprendendo basicamente com os nossos erros, que por mais que sejamos prudentes, acabam

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

sendo

psicológicos.

muitos

e

nos

proporcionam

grandes

prejuízos

materiais

e

mesmo

Atingir a independência financeira, portanto, acaba por ser uma conquista extremamente difícil, pois temos que ser autodidatas, aprendermos um assunto tão importante e difícil no campo de batalha e praticamente sozinhos, porém não impossível de se conseguir.

Se você tem este objetivo, você necessita realizar muitas ações para direcionar nesta direção.

A primeira providência essencial a que você deve se submeter é tentar a todo custo

cortar ou eliminar com as suas despesas. Tudo aquilo que possa ser considerado supérfluo necessita ser eliminado das suas obrigações financeiras.

Revise valores de academia, tevê por assinatura, telefonia, internet e todos os seus compromissos financeiros e verifique se não é possível mudar para planos ou empresas mais baratos do que você está pagando atualmente.

Lembre-se de que para atingir a independência financeira você necessita ter planejamento, deve preparar-se para evitar despesas desnecessárias e abusivas e elaborando estudos e pesquisas, com certeza, você pode localizar pontos vermelhos que podem ser apagados ou minimizados de sua vida financeira.

Após você reduzir despesas, o próximo passo é iniciar com um processo intensivo

e bem elaborado de investimento financeiro. Estude ou consulte especialistas

financeiros para identificar as melhores opções de investimento para a sua pessoa.

Passe a investir cada vez mais em investimentos que lhe proporcionem a maior rentabilidade possível com o menor risco.

Esqueça todo o seu passado desgarrado dos assuntos de finanças e passe a ler sobre o tema, tentando aprender como funciona e a gostar do assunto, pois por mais que aparenta ser um bicho de sete cabeças na realidade não o é.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

O pavor que o cidadão mediano encontra com relação a tais assuntos deriva

unicamente da nossa falta de educação financeira e dos tropeços e quedas ocasionadas desta falta de conhecimento.

Normalmente, prefere justificar o erro que acarretou em algum prejuízo como culpa do gerente do banco ou do governo ou da esposa ou do cachorro, todos tiveram culpa, mas ele próprio não teve culpa nenhuma.

Deixe de se fazer de vítima e de acusar aos outros por erros cometidos única e exclusivamente por você. Assuma os seus erros e tente consertá-los se possível.

Se já não houver condições de corrigir os erros cometidos, tome como uma lição

valiosa que levará pela vida toda e continue o seu caminho em direção ao sucesso sem se lamentar.

O universo odeia pessoas que querem se passar por vítimas.

Se você quer atingir a estabilidade financeira, necessita conhecer os produtos financeiros que podem levar a conquistar o seu objetivo e sempre manter o foco, seguir em frente, apesar das possíveis dificuldades que venha a enfrentar pelo caminho.

Manter o objetivo é muito importante, por mais que o desânimo lhe ataque não se importe com isto e continue a sua trajetória em direção ao sucesso financeiro.

Se atingir o sucesso neste setor fosse fácil, teríamos muitas pessoas em situação de

plena estabilidade financeira, porem não é isto que acontece. Portanto, não

esmoreça, todos os obstáculos estão ali para serem vencidos.

Mais um procedimento que você deve tentar desenvolver em sua vida, é tentar melhorar a sua renda.

Sim, entendo que isto realmente possa ser difícil, pois o seu emprego atual talvez lhe tome todo o tempo, porém é um requisito de extrema importância para ter estabilidade financeira.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Quem sabe fazer horas extras ou arrumar um emprego como free-lance, há opções disponíveis, agora você deve tentar encontrar a que melhor enquadra em seu padrão de vida.

Devo deixar bem claro, que o tema a que propus escrever não é uma ciência exata, não existe uma receita pronta, como se fosse culinária, no entanto, tais dicas podem servir como um roteiro a seguir.

Logicamente que para determinadas pessoas, o que eu tentei transmitir pode ser muito mais difícil ou até mesmo impossível de se atingir, tornando totalmente inútil estas linhas.

Para estas pessoas, necessita-se um estudo preciso sobre as dificuldades encontradas e tentar obter um caminho executável.

Comprar ou alugar uma casa? Qual a melhor opção?

Com toda certeza, falar sobre imóveis é demasiado complicado, pois cada imóvel em si carrega características únicas que dificilmente podemos traçar paralelos.

Em um passado não muito distante, investimento em imóveis representava certeza absoluta de lucro, numa sociedade altamente inflacionária, onde não tínhamos bons produtos financeiros que fizessem frente à fome da inflação.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Costumeiramente neste período, com receio do valor do dinheiro ser engolido pela inflação, os investidores da época adquiriam imóveis e viam neles a possibilidade clara de ter uma rentabilidade bastante satisfatória.

Porém hoje, vivemos tempos diferentes, ainda podemos encontrar boas opções de imóveis que com toda a certeza podem representar certeza absoluta de lucro muito superior às fornecidas pelos mais atrativos produtos financeiros.

No entanto, não podemos generalizar tudo depende de cada caso concreto, pois você pode comprar uma casa que não valorizará nada, mesmo a mantendo por muito tempo, ou ao contrário, pode até ter redução no seu valor, como também pode acontecer de adquirir um imóvel por X e no ano seguinte vendê-lo por 2 X

A dica que podemos fornecer é analisar muito bem a localização do imóvel, caso

se localize em um bairro em franca expansão com boas opções comerciais na

vizinhança a tendência é que o imóvel possa ter valorização e tal investimento pode valer a pena.

Passemos agora a um caso concreto, suponhamos que você esteja adquirindo uma casa por R$ 250 mil, um imóvel confortável e em boas condições físicas, no entanto, tal bem se localiza m um bairro estagnado, que já cresceu tudo que podia.

Qual seria a melhor opção, comprar ou alugar?

O comprador com esta importância de R$ 250 mil tem conseguido em sua

aplicação financeira cerca de R$ 2 mil mensais.

Esta mesma casa que ele está adquirindo está alugada por R$ 1200,00.

O imóvel em questão não tem perspectiva de conseguir valorização imobiliária, pois a sua localização já não enseja investimentos imobiliários de qualquer natureza, sendo muito difícil vender um imóvel nesta região. Possui uma liquidez extremamente baixa.

Nesta situação hipotética, com toda certeza, o melhor seria tal pessoa deixar o dinheiro investido e alugar a casa, com a lucratividade fornecida pelo investimento

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

de R$ 2 mil paga o aluguel e ainda lhe sobra R$ 800, 00, economizando ainda em IPTU, pagamento de escritura e possíveis manutenções do imóvel.

Pode ainda, ir investindo estes R$800,00 para aguardar encontrar um outro imóvel que lhe forneça melhores condições para investimento e mesmo moradia.

Cheque especial: evite utilizar

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

O Crédito Rotativo de uma conta bancária, mais popularizado como Cheque especial, é um valor a mais disponibilizado pela empresa financeira na conta do cliente e se houver a utilização deste valor, o correntista terá que pagar com encargos muito altos, em muitas vezes, superior a 10% ao mês.

Com certeza, assim como o cartão de crédito, o cheque especial tem

o seu ”lado bonzinho”, possibilitando lhe socorrer em momentos em que estiver despreparado para determinado compromisso financeiro assumido e também a confiança da instituição financeira em seu favor.

Porem, por mais que haja a boa vontade dos bancos, o uso do cheque especial só deve ser utilizado em momentos de extrema necessidade financeira e mesmo assim, pago de forma imediata e integral, pois deixar sem pagamento pode se tornar uma verdadeira bola de neve e comprometer a situação de sua conta bancaria, assim como a toda a sua situação financeira.

Caso esteja devendo o limite de sua conta corrente e não tenha condições de pagar, o melhor que você faz, é efetuar um empréstimo bancário (CDC ou consignação), pois os juros dos empréstimos são muito menores do que os disponibilizados para o credito rotativo.

Devemos tomar especial atenção em nosso estrato, pois muitos bancos constam como nosso saldo a soma do nosso saldo mais o limite do cheque especial

o que você acarretar sérios enganos e utilizarmos o cheque especial como se fosse o nosso dinheiro disponível na conta.

Cartão de crédito:

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

Dicas de utilização

e

Embora em todos os meus post anteriores eu tenha apenas criticado o cartão de credito, no entanto, devo deixar bem claro, de que não o considero um produto ruim.

Se ele for bem utilizado pode ser muito útil e facilitar muito a vida das pessoas no mundo em que vivemos hoje.

Portanto neste artigo, eu não demonstrarei os pontos negativos se o cartão for mal utilizado, pois creio que exaustivamente eu já escrevi sobre eles e se houver interesse de sua parte, peço que veja os artigos anteriores sobre cartões de crédito e poderá ter uma noção legal do prejuízo que tal produto mal utilizado pode acarretar.

Este artigo é apenas para dar pequenas e valiosas dicas de utilização do cartão de crédito:

Procure sempre pagar o valor total da sua fatura, Embora as mantenedoras do cartão de crédito possibilitem que você pague um valor mínimo de 10% do valor da fatura, no entanto, sobre o restante não pago, incidirá juros e são altíssimos, Só utilize o cartão quando tiver a certeza absoluta de que terá condições de pagar o valor total, não deixando nada para o mês seguinte.

Data de vencimento do cartão coincidindo com o dia de recebimento de seu salário. Esta dica é extremamente básica, mas que, porém é de importância bastante significativa na utilização do cartão de crédito é de solicitar que a data de vencimento da fatura coincida com o dia do seu salário.

Se você recebe no dia 20, peça que a fatura de seu cartão vença sempre no dia 21, pois nesta data, com certeza, você ainda estará com o seu salário integral e terá fôlego para pagar o valor total da sua fatura.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Nunca saque dinheiro através do cartão de crédito Lembre-se sempre, que o juro cobrado é altíssimo, por mais que você se veja em necessidades, tente se socorrer de outra forma, como empréstimos bancários (Cdcs ou consignados têm taxas muito mais baixas do que as cobradas por cartão de crédito e cheque especial).

Inegavelmente, o cartão de crédito é uma ferramenta de extrema importância e utilidade nos dias atuais, posso chegar até mesmo ao extremo, de dizer que seja imprescindível.

Com ele, as transações comerciais tornam-se menos burocráticas, o consumidor não precisa perde tempo no preenchimento de longos cadastros, não precisa passar por avaliação cadastral e resumindo, podemos dizer que realmente simplifica muito a vida, tanto do comerciante como do consumidor.

O cartão de crédito oferece muitas vantagens para o seu usuário, como o fato de não precisar portar dinheiro ou os volumosos e ultrapassados talões de cheque; de comprar parceladamente e sem cobrança de juros; de comprar agora e só começar a pagar posteriormente e a grande aceitação comercial existente.

Ainda pode ser utilizado em compras virtuais, seja nacional ou internacional e em se tratando de usuário em viagem, todas estas vantagens descritas ganham uma importância muito grande, pois é questão de segurança você não portar muito dinheiro consigo ou talões de cheque e com o cartão este problema está resolvido, além de fato de você poder sacar dinheiro no momento em que houver necessidade.

Sem contar que muitos cartões de credito ainda incluem vantagens adicionais para o seu usuário como, por exemplo, acumulando pontos através do seu uso pode-se trocar por produtos ou serviços de forma prática e segura, o que o torna, para o consumidor controlado, uma ferramenta de extrema utilidade em todas as situações da vida cotidiana.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Com esta pontuação acumulada o consumidor consciente e que se programa pode até mesmo pagar viagens aéreas, o que proporciona uma enorme economia, não havendo necessidade de dispor de capital próprio para o custeio de tais passagens.

Porém, não são só flores que temos no cartão de crédito, pois no Brasil, ele é o campeão absoluto na cobrança de juros pela sua inadimplência, 240% ao ano.

Um juro altíssimo que realmente pode comprometer as finanças pessoais das mais estáveis famílias.

Ou seja, é um excelente produto constituído de inúmeros benefícios, porém se o usuário desta ferramenta for um consumidor compulsivo, se deseja comprar tudo o que pensa sem analisar a real capacidade financeira de se adquirir o bem, infelizmente ele pode se envolver em sérios apuros financeiros.

Este é o principal ponto negativo deste produto: o não pagamento no prazo pactuado no contrato compromete a vida financeira do inadimplente.

Se você adquire o bem e não o paga ou paga apenas o valor mínimo determinado na fatura, este valor tende a crescer muito e se você não o saldar rapidamente, pode se tornar impossível a sua liquidação sem lhe privar de recursos essenciais a sua manutenção.

Portanto, se você deseja ter uma vida financeira saudável, contenha-se na utilização do cartão de crédito, utilizando-o somente em momentos de extrema necessidade e quando tenha a certeza absoluta de que no mês seguinte você terá condições de arcar com o compromisso assumido em sua forma integral, pois muito embora as entidades financeiras possibilitem pagar no mínimo 10% do valor da fatura, porém esta diferença que não foi paga será cobrada com juros e convenhamos, juros altíssimos.

Algo absolutamente claro e que acho até desnecessário comentar é que nunca gaste mais do que você ganha.

Esta é a regra mais básica das finanças públicas e das finanças pessoais. Se você ganha 100, você não pode gastar 110, porém infelizmente, esta regra é quebrada com muita freqüência.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Disto que disse acima, podemos extrair uma importante premissa: o seu cartão de crédito não é uma extensão do seu salário. Não gaste além do seu salário mensal.

Uma dica interessante que pode ajudar muito é solicitar que a data do vencimento da fatura seja em uma data apropriada, ou seja, se você recebe o seu salário mensal no dia 20, você deveria solicitar à mantenedora do cartão que o vencimento ocorra no dia 21, pois desta forma, você com certeza terá dinheiro para saldar o seu compromisso.

Porém se você já está endividado com o seu cartão e não acha a saída para conseguir colocar em dia tal compromisso, tente procurar o banco e tentar renegociar a sua dívida.

Pois enquanto você não fizer um acordo, os juros continuarão rolando como uma verdadeira bola de neve, porem no momento em que você conseguir renegociar tal débito, os juros deixam de rolar, desde que você novamente não entre em atraso com as novas parcelas da negociação.

Para muitas pessoas, o fato de ser casado é a maior desculpa para não poupar, para estar endividado, para não se programar e estabelecer metas para melhorar a sua situação financeira.

Alegam que a esposa gasta demais, que os filhos pedem muitas coisas, que necessita pagar escola, supermercado, farmácia e nunca sobra algum dinheiro para poupar, ao contrário disto, sempre falta dinheiro para pagar às necessidades básicas.

Com toda a certeza, existem pessoas que realmente, temos que concordar não tem a mínima condição de se planejarem financeiramente.

No entanto, usarmos em todas as situações o casamento como um elemento agravador desta situação é um equivoco, pois na sociedade atual em que vivemos, na grande maioria dos lares, o marido e a esposa trabalham, ambos estão na ativa para conseguir recursos financeiros para o sustento da casa, então se as despesas

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

são maiores na vida de casado, também, a renda costumeiramente é dobrada, é multiplicada por no mínimo dois mantenedores do lar.

O casamento deveria sim, ser utilizado como um grande aliado para se ter uma

vida financeira próspera e em desenvolvimento crescente, principalmente se o casal tem noções básicas de finanças pessoais, devem apenas enxergar as despesas

e as rendas como se fossem de todo casal e não fazerem restrições a compartilhar tais direitos e obrigações.

Casamento é compartilhar, é cumplicidade em todos os momentos, seja nos momentos de ligação sentimental, seja nos momentos de ligação material, há a necessidade do casal realmente, conversar sobre o que desejam para o rumo da vida financeira comum, estabelecendo metas e objetivos comuns, como a compra de uma casa, de um carro, de uma chácara e mediante isto, determinarem qual o valor mensal que necessitam investir para obter tal desejo em um determinado lapso de tempo.

O marido e a mulher tem que entender que o seu salário pertence ao casal com o

intuito de se fazer o melhor para o casal e não enxergar apenas de forma mesquinha, egoísta, dizendo que “eu trabalhei e então é apenas meu”.

Para o casal obter sucesso financeiro em conjunto há a necessidade desta união e para isto seria muito útil o casal ter uma conta corrente em conjunto onde os dois salários seriam depositados nela para que o casal os utilize da melhor forma possível em favor do lar, do casal, da família.

Se o casal trabalha e está disposto a cumprir em conjunto com todos os afazeres

financeiros da casa, verão que o salário é plenamente possível de saldar com todas

as obrigações e ainda sobrar dinheiro para investir. Tudo depende de planejamento

e as metas que objetivam conquistar.

Todas as despesas extraordinárias devem ser conversadas e verificadas se realmente, são imprescindíveis e se não irão comprometer o orçamento domestico

e é com base nesta responsabilidade de ambos, que o casamento, sim, é ideal para

se obter prosperidade econômica.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Deseja ser rico?

Uma prioridade para quem deseja obter a independência financeira e realmente se tornar rico é não depender apenas de uma fonte de renda.

Exatamente. Mesmo que você tenha um emprego que lhe proporcione um salário mensal razoável ou mesmo, um excelente vencimento no seu final de mês, se você deseja se tornar rico, você precisa criar outras fontes de renda, pois por mais que você esteja satisfeito com o seu salário atual, porém e se você vir a perdê-lo o que você fará?

Portanto, é imprescindível desenvolver fontes alternativas de renda, mesmo que inicialmente, lhe proporcione valores irrisórios, mas que lhe dê a certeza, que você tem rendas adicionais que em necessidades emergenciais podem lhe ser de extrema utilidade.

Tais fontes adicionais não necessitam ser exatamente nos moldes convencionais que estamos acostumados, como com carteira assinada, tendo patrão, horário rígido de trabalho e coisas neste estilo.

Podem ser sim:

Formas inovadoras, como vender produtos físicos ou virtuais pela internet, pois uma loja virtual implica em custos infinitamente menores do que uma loja física, pois não há a necessidade de se pagar aluguel, nem custos com empregados, nem despesas adicionais com telefone, computador, internet, pois tudo pode ser realizado na estrutura de sua própria casa.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Pode ser também, dinheiro investido em bons investimentos que proporcionem um bom retorno financeiro e de preferência com baixo risco, como os proporcionados pelo tesouro direto e CDB ou aqueles que podem lhe fornecer excelentes lucros, mas que são incrivelmente arriscados como as ações, se você for um investidor ousado.

Trabalhos eventuais como freelancer, onde na internet temos grande procura por escritores, webdesigners e outras atividades. Uma dica para quem procura ser escritor freelancer é contactar principalmente os sites que tratem sobre todos os assuntos, pois normalmente, o conteúdo não é realizado por uma única pessoa, mas sim por uma equipe que costumeiramente é freelancer.

Pequenos negócios como quiosques (sorveteria, café, banca de revistas, entre outros temas) em shopping centers, supermercados, galerias e outros locais de grande movimento, que implica em um investimento inicial não muito elevado e pode proporcionar um grande lucro, visto que as despesas fixas tendem a ser baixas.

Estes são algumas sugestões de como se criar uma renda adicional resta a cada um verificar a viabilidade e empreender na procura de se melhorar a situação financeira.

O quê costuma acontecer com pessoas que estão empregadas é que normalmente

se acomodam, alegam falta de tempo, cansaço, falta de capital inicial para tentarem um empreendimento e continuam toda a vida sendo escravas do trabalho e tendo uma vida com muitas restrições, em todos os sentidos, seja financeiro ou pessoal, que não lhe permite sequer sonhar.

O

mundo está aí a espera de pessoas criativas e sonhadoras que tenham a ousadia

de

procurarem uma melhora de vida.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Cartão de crédito

Neste mundo capitalista em que vivemos o cartão de crédito tem sido uma das ferramentas mais utilizadas no comércio atual.

(entenda-se isto como atingir uma situação financeira saudável), o uso do

cartão pode ser benéfico, porém o atraso no seu pagamento pode causar lesões irreparáveis na vida financeira.

Para a pessoa que se

e intenciona

Inegável a facilidade e a praticidade do uso de tais cartões sejam para o comprador ou para o vendedor, pois evita calote, burocracia, portar dinheiro entre outros benefícios.

No entanto, também são inegáveis os transtornos financeiros que o atraso no pagamento do cartão de credito pode proporcionar, pois seus juros costumam ser muito salgados e se a divida não for saldada em pouco tempo, rapidamente fica muito pouco provável ser paga.

` No momento de comprar com o

imprescindível é que pague a fatura em dia, de preferência o seu valor integral, evitando ao máximo pagar o valor mínimo ou outro valor que não seja o total da fatura.

o

que

é

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Se vai usar de tal modalidade de pagamento, tenha a certeza de que realmente conseguirá quitar tal compromisso na data acertada e no valor total, pois se utilizar desta forma, o cartão de crédito tende a ser um instrumento muito útil para as transações comerciais, mesmo através da internet.

Outra coisa impossível de ser tolerada e feita é financiar o cartão de credito através do credito rotativo do seu cheque especial, pois embora os dois tenham juros altos, no entanto, o cheque especial ainda tem um juro mais alto do que o do cartão.

Portanto, não cometa o erro de pagar o seu cartão usando do limite do seu cheque especial.

Caso esteja devendo o cartão de crédito, a multa tende a ser de 2% e juros de 1% ao mês mais correção monetária, o que acarretará uma atualização diária.

Se entender estar praticamente impossível tal pagamento, resta a você ligar para a operadora e tentar a renegociação, onde aí no momento em que tivermos fixado o valor da parcela, não mais teremos variação diária, a não ser que você deixe de pagar a renegociação também.

Havendo exageros na cobrança de sua divida do cartão de crédito, você pode se socorrer dos órgãos de defesa do consumidor ou no juizado especial cível, para importância abaixo de quarenta salários mínimos.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Finanças pessoais, a chave para o sucesso financeiro.

Finanças pessoais é um assunto tão importante e tão (mal) utilizado em nossas vidas, que eu penso que deveria ser ensinado pelos nossos pais desde o momento em que tomamos os primeiros contatos com o mundo financeiro, assim como deveria ter matérias específicas que disciplinassem o assunto desde o primeiro ano de escola até no último ano de faculdade.

Sim, deveria ser obrigatório e para todos os cursos, de quaisquer áreas, não apenas para os estudantes ou graduados da área de economia ou administração, pois qualquer profissional, qualquer pai de família, necessita de noções básicas sobre finanças pessoais, pois do contrario a sua vida inteira pode ruir.

Mas infelizmente não é isto o que acontece e este aprendizado acontece aos “trancos e barrancos”, normalmente da pior maneira possível, pois nós entramos neste novo mundo desconhecido totalmente despreparados e prontos para sermos engolidos por todos os habitantes deste mundo.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Não, não estou sendo exagerado. Pergunto a cada um dos leitores, se os seus pais deram-lhe dicas de finanças, se lhe passou informações relacionadas ao tema quando vocês tinham seis ou sete anos idade e tenho certeza, que a resposta será negativa e você mesmos, procurarão defender os seus pais, dizendo que nesta idade é muito cedo para se passar informações tão difíceis de assimilar. Porem, eu acho que o ensinamento sobre este assunto deve realmente iniciar na infância, tentando demonstrar à criança a necessidade de se poupar no seu cofrinho, de efetuar pequenas compras no mercadinho da esquina e guarda as moedinhas e por ai vai.

E a ausência desta noção básica de poupar pode atrapalhar a vida

financeira desta criança por toda a sua vida. Ela pode se formar ser um excelente

profissional, ganhar muito e muito dinheiro, porem não conseguir administrar a sua vida financeira, porque no seu berço não lhe foi transmitido tal informação.

E em nossas escolas acontece a mesma coisa, temos tantas e tantas

disciplinas, porem até o ensino médio nada relacionado às finanças.

O cidadão vai tentar aprender sobre o assunto convivendo com feras

prontas a lhe devorar, aprendendo com os próprios erros e este despreparo financeiro acarreta dívidas e mais dividas e não podemos culpá-lo por isto, pois ele não foi treinado, ensinado como se comportar em tais situações e é aí que vive devendo para o banco em empréstimos, cheque especial e cartão de credito, gastando mais do que recebe e acha que esta situação é normal.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Investidores conservadores

Se fizermos uma pesquisa entre os investidores mais conservadores, disparadamente temos que os ‘INVESTIMENTOS’ preferidos deste perfil são poupança e imóveis.

Antes de tudo, devo definir de forma simplória o que significa investidor conservador: é aquele investidor que possui um perfil extremamente prudente em seus investimentos, ele se recusa terminantemente a correr qualquer tipo de risco no dinheiro empregado. Ele prefere ganhar muito pouco a ter que perder algo do capital empregado.

Bem, depois de conceituado o significado de investidor conservador, devo discorrer algumas linhas sobre as formas de investimento preferidas por este perfil de investidor.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Caderneta de poupança é a linha preferida da camada mais popular da população e também dos conservadores e assim tem sido por décadas seguidas, onde pensou em poupar, pensou em poupança.

Nada contra tal produto, que creio que teve um papel social muito importante até mesmo histórico, porém hoje creio que no mundo capitalista em que vivemos, temos opções mais lucrativas e que também oferecem risco extremamente baixo.

Um produto financeiro que perde para a inflação, como foi no ano de 2010, não pode ser considerado investimento.

Se você deseja poupar, investir, você não quer que o seu dinheiro perca para os

números da inflação e em razão disto, que considero a poupança um produto superado.

O outro produto muito apreciado pela classe mais conservadora de investidores são os imóveis. Este eu entendo ser mais difícil de atacar, pois é muito complexo a sua sistemática.

O imóvel, se destinado a aluguel, pode agregar a renda do aluguel, que

normalmente não chega a 0,6 do valor do imóvel, mas também possui a chamada

valorização imobiliária, que é muito variável, mesmo numa mesma cidade, pode

ter variações muito grandes.

Imóvel para aluguel possui características muito diferentes entre si: posso ter um imóvel alugado para um inquilino que cuida muito bem do imóvel ou que “detona o imóvel” o que proporcionará ao proprietário despesas com manutenção; posso ter o imóvel em uma região em franco desenvolvimento, que acarretará valorização imobiliária ou o contrário, não se valoriza há anos.

Então, quando o assunto é investir em imobiliário, tudo deve ser muito bem analisado.

Podemos dizer grosso modo, que se o aluguel lhe proporciona um índice superior a 0,6% do valor do imóvel e tenha obtendo uma valorização imobiliária

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

considerável, então tal investimento é viável e interessante, sendo superior às outras aplicações financeiras disponíveis no mercado financeiro.

Porém se o aluguel lhe proporciona menos de 0,6% e tem tido valorização imobiliária nula ou mesmo negativa, seria talvez o momento, de se pensar sobre investir em um outro produto financeiro, talvez o fundo imobiliário, que é semelhante ao investimento em imóveis, porém não precisa se preocupar com inquilinos, com manutenção do imóvel e pode ter uma liquidez muito melhor do que a proporcionada pelos imóveis.

Liquidez por sua vez, é a facilidade com que pode reaver o dinheiro e neste caso, os imóveis possuem uma liquidez baixíssima, dificilmente você conseguirá vender o seu imóvel no momento em que precisa, a menos é claro, que aceite negocia-lo por valor abaixo ao do mercado.

Cartão Aluguel

A Caixa Econômica Federal lançou no dia 20 de dezembro, mais um produto que possivelmente venha a fazer muito sucesso. Trata-se do chamado Cartão Aluguel e ele nada mais é do que um cartão que oferece uma garantia locatícia às imobiliárias, que com ele podem dispensar a figura do fiador, do cheque-caução ou do seguro fiança.

Conseguir um fiador, por mais que a pessoa seja seu amigo, no entanto, é uma situação muito constrangedora, propor isto a quem quer que seja é muito chato, além do que o Seguro-Fiança costuma ter um valor exorbitante que

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

impossibilita a sua utilização e com este produto, a Caixa vem suprir uma lacuna existente no mercado imobiliário e financeiro de nosso país.

Ele é muito semelhante ao cartão de crédito tradicional, tendo cobrança da anuidade e de uma nova cobrança, chamada de Taxa de Manutenção Mensal, cobrada enquanto houver contrato de locação em vigor, que será da ordem de6, 67% do valor do aluguel.

O proponente, que necessita ter renda bruta individual de pelo menos R$1000, 00, passará por uma avaliação comercial para verificar a sua capacidade de pagamento e lhe será disponibilizado um limite para que ele possa utilizar na função de aluguel. De posse do cartão, basta ir à imobiliária, escolher o imóvel, apresentar o cartão e pronto. Estará dispensado de apresentação de qualquer outra garantia locatícia.

Este cartão terá dois limites distintos: o limite para o aluguel e um outro limite específico para compras em lojas e serviços, sendo que a utilização de um limite não reflete no outro, pois são independentes.

Havendo inadimplência, a Caixa suspende o pagamento do aluguel, para caracterizar o atraso no pagamento e o descumprimento contratual e entra com ação de despejo, reembolsando a imobiliária por todos os aluguéis vencidos.

Como poupar?

Tenho recebido questionamentos de certas pessoas, algumas delas até mesmo duvidando dos métodos que procuro transmitir no blog de como poupar.

Devo deixar bem claro, que não sou um especialista em finanças e como já mencionei em um artigo anterior, este trabalho tem mais a intenção de ser uma troca de experiências do que um manual sobre finanças.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

O que eu tento passar são formas ligadas a finanças que funcionam para mim e

entendo que possa ser utilizado por muitas outras pessoas, que talvez estejam em situação semelhante a minha, também de forma eficaz.

Se conseguir poupar determinado valor do meu salário do meu salário independente do que eu tenha que pagar, então o que escrevi sobre poupar para mim funciona.

Se tenho conseguido fazer com que minha filhinha tenha contato com dinheiro e com isto vai aprendendo a ter noções sobre finanças e também aprendendo a guardar dinheiro em seu cofrinho, então também, isto tem sido eficaz para mim.

Agora, cada um tem a sua vida, o que é executável para mim pode não ser para uma outra pessoa, mas a minha experiência pode servir como uma experiência para ser aplicada ou não.

Na vida, creio que não existe uma “receita pronta” como se fosse culinária, você necessita ir se moldando às circunstancias, aos acontecimentos e tentando obter resultados cada vez mais satisfatórios.

Por exemplo, felizmente, eu não tenho qualquer divida, não pago financiamento de carro ou de casa, não devo cheque especial ou cartão de credito, então pode ficar muito fácil para eu dizer que é possível investir uma parte de seu salário, se comparado com uma pessoa que tenha tais obrigações ou mesmo esteja desempregada.

Eu entendo as dificuldades de cada individuo e não tenho as respostas para todas

as perguntas que me chegam. Infelizmente não existe mágica para colocar em dia a vida financeira.

Se você está devendo e não está conseguindo pagar, precisa renegociar correr atrás

de juros melhores, situações mais vantajosas para que consiga ter uma situação melhor, além é claro de tentar cortar todas as despesas supérfluas ou na pior das hipóteses, diminuí-las.

Quem sabe tentar arrumar um serviço extraordinário que lhe proporcione uma renda mensal maior. Eu estou fazendo isto, estou praticamente em dois empregos.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

É difícil, porem quando se dispõe a solucionar um problema, de uma forma ou de outra a solução acaba chegando, o que não se pode é desesperar.

Autônomo, não tem férias, nem 13º. Salário

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

Difícil analisar quem tem mais benefícios: um assalariado ou um

autônomo.

Podemos dizer que tanto um como outro, tem vantagens e desvantagens, sendo difícil, optar de forma categórica sobre o melhor, pois enquanto um tem que obedecer a um patrão, visto como muitos, como um bicho papão, o outro não precisa obedecer a ordens de quem quer que seja; enquanto um tem horário rígido, ou outro faz o seu próprio horário, enquanto um sabe o tão pouco irá ganhar no final do mês, o outro não tem a mínima idéia, podendo ser muito ou muito pouco.

Porém, apesar de tantas diferenças que nos impossibilitam de chegarmos a uma conclusão convincente, creio que o ponto determinante, que coloca o autônomo numa situação mais desfavorável em relação a do assalariado é a falta de décimo terceiro salário e as férias (tanto a remunerada, quanto o descanso legal).

Por mais que o trabalhador tenha um rendimento satisfatório e esteja muito satisfeito com o próprio trabalho, no entanto, a ausência destes benefícios citados acima, dificulta muito a sua situação, que normalmente, pelo fato de trabalharem sozinhos ou não terem como se ausentar do trabalho, pois tudo gira em torno dele, impossibilitam-no de fazer uma viagem de férias, além do fato, é claro de não terem recursos financeiros de imediato, visto não receberem férias e décimo terceiro.

No entanto, estas desvantagens podem ser eliminadas ou ao menos reduzidas, desde que o autônomo se programe e esta programação deve começar a partir do primeiro mês do ano através de uma provisão dos seus recebimentos com o intuito de no final do ano utilizá-lo como se fossem o justo pagamento das férias e do décimo terceiros, utilizando-o da melhor possível, no custeio de uma futura viagem.

Ou seja, todos os meses, faça uma reserva de aproximadamente 10% dos seus recebimentos e ao final do ano, terá acumulado em uma conta específica para este

DENILSON GARCIA DOS SANTOS

MINHAS DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS

e

fim, 120% do seu rendimento médio, o que seria suficiente para aproveitar um período de descanso e descontração.

O autônomo teria dinheiro suficiente, em tese, para ficar sem trabalhar por aproximadamente 30 dias e com direito a uma pequena viagem de descanso igual acontece com os assalariados.

Portanto, estabelecendo metas e se programando é possível resolver todos os problemas relacionadas às finanças pessoais.

DENILSON GARCIA DOS SANTOS