Você está na página 1de 25

INTRODUÇÃO AO SISTEMA SENSORIAL

Permite a detecção pelo nosso corpo de formas de energia 
diferentes (internas ou externas): Fótons/Luz
Substâncias químicas
q
Energia Mecânica
Energia Térmica

Células especiais capazes de traduzir a linguagem do ambiente
em linguagem neuronal 
•VISÃO COR 

• AUDIÇÃO SONS

• SOMESTESIA
(propriocepção, termossensibilidade e nocicepção) TATO/DOR

• GUSTAÇÃO
à SABOR

• OLFATO CHEIRO
FUNÇÕES

‐ Controle Motor  Estiramento e tensão muscular

‐ Manutenção da Vigília

‐Equilíbrio Posição da cabeça

‐Controle da hidratação Concent. de Na+ no sangue (osmolaridade)

‐Controle da Digestão
‐Controle da Digestão Distensão visceral
Distensão visceral

‐Controle da Temperatura Corporal Temperatura

‐Controle Cardiovascular Pressão sanguínea

‐Controle Cardiorespiratório  pH, CO2, O2
Mundo Real X Mundo Percebido

‐ Sensação: capacidade de alguns seres vivos codificarem energia química 
e física do ambiente na forma de impulsos nervosos.

‐ Percepção: capacidade de vincular os sentidos a outros aspectos da vida 
(comportamento, memória, pensamento). Complexidade maior.
MODALIDADES SENSORIAIS
• VISÃO
• AUDIÇÃO
• SOMESTESIA (Tato, propriocepção, termossensibilidade e dor)
• GUSTAÇÃO
• OLFATO

ATRIBUTOS DOS SENTIDOS:
• LOCALIZAÇÃO ESPACIAL
Ã
• INTENSIDADE
• DURAÇÃO
Tabela 6.1.
Os sistemas sensoriais do homem, e seus receptores
Modalidade Sub- Estímulo Órgão Tipo funcional Tipo morfológico
modalidade específico receptor
Visão Todas Luz Olho Fotorreceptores Cones e
bastonetes
Audição Todas Vibrações Ouvido Mecanoceptores Células ciliadas
mecânicas auditivos da cóclea
do ar
Tato Estímulos -- Mecanoceptores Neurônios
mecânicos ganglionares
da raiz dorsal
Sensibilidade Calor e frio -- Termoceptores Neurônios
térmica ganglionares
da raiz dorsal
Somestesia Estímulos -- Nociceptores Neurônios
Dor mecânicos,
mecânicos ganglionares da
térmicos e raiz dorsal
químicos
intensos
Movimentos e Fuso Mecanoceptores Neurônios
Propriocepção posição estática muscular,
muscular ganglionares da
do corpo órgão raiz dorsal
tendinoso
Olfato Todas Substâncias Nariz Quimioceptores Neurônios da
químicas mucosa
olfatória
lf ó i
Paladar Todas Substâncias Boca Quimioceptores Células das
químicas papilas gustativas
Diferentes Estágios de Funcionamento
do Sistema
do Sistema Sensorial

1 RECEPTOR (Célula Receptora!!!!)
1. RECEPTOR (Cél l R !!!!)

2. FIBRA NERVOSA AFERENTE

3. TRACTO CENTRAL

4 CÓRTEX CEREBRAL
4. CÓRTEX CEREBRAL
RECEPTORES SENSORIAIS: Células primárias ou de primeira ordem 
Células adaptadas para captar determinados tipos de energia
Células adaptadas para captar determinados tipos de energia. 

Traduzem para a linguagem do sistema nervoso (TRANSDUÇÃO).

Céls em verde 
Céls em verde
são 
especializadas
em captar
NÃO CONFUNDIR COM 
NÃO CONFUNDIR COM
energias que
RECEPTORES DE MEMBRANA!!!
vem 
do ambiente
(interno ou
(interno ou 
externo) 
Resposta elétrica gerada pelos RECEPTORES SENSORIAIS também é chamada de 

POTENCIAL RECEPTOR
POTENCIAL RECEPTOR

Podem ou não gerar potenciais de ação


de ação

Detecção dos Atributos de 
INTENSIDADE E DURAÇÃO INTENSIDADE
se dão pela 
p
CODIFICAÇÃO NEURAL:

FREQUÊNCIA DE DIPARO
Ê
(CÓDIGO DE FREQUÊNCIA)

DURAÇÃO
Localização do Estímulo e Campo Receptor

RARAMENTE UM ESTÍMULO ATINGE UM 
ÚNICO RECEPTOR

CAMPO RECEPTOR:
toda célula sensorial é ativada por uma porção
toda célula sensorial é ativada por uma porção 
restrita do ambiente.
Capacidade discriminativa varia nas 
diferentes partes do corpo:

DISCRIMINAÇÃO ENTRE DOIS PONTOS

1. Densidade de receptores sensoriais;

2. Tamanho dos campos receptores 
(C.R. menores=maior discriminação);

3. Área cerebral dedicada à informação 
3 Á b l d di d à i f ã
sensorial;
CLASSIFICAÇÃO QUANTO A ENERGIA DO ESTÍMULO

1‐ Mecanorreceptores : Detectam estímulos mecânicos contínuos os vibratórios.

2‐ Quimiorreceptores: Detectam estímulos químicos.

3‐ Fotorreceptores: Detectam estímulos luminosos.

4‐ Termorreceptores
p : Detectam variações de temperatura.
CLASSIFICAÇÃO QUANTO A ADAPTAÇÃO AO ESTÍMULO
Em resposta a um estímulo o potencial receptor atinge uma certa amplitude
Em resposta a um estímulo o potencial receptor atinge uma certa amplitude
e logo decresce. Essa adaptação pode ser lenta ou rápida. 

LENTA (TÔNICOS)
LENTA  (TÔNICOS) RÁPIDA (FÁSICOS)
RÁPIDA (FÁSICOS) A‐ LENTA:
Útil para est. persistentes

B‐ TÔNICOS
Ô
Não são bons 
Indicadores de
estímulos
persistentes.

Ex: 
Tônicos
‐ mecanorreceptores da pele
Fásicos
‐ folículo piloso
Mecanorreceptores

Dor, Tato (movimento, vibrações), Audição 

N i t
Nociceptores F lí l
Folículo capilar
il C ú l d P i i
Corpúsculo de Pacini
Múltiplos Mecanorreceptores medeiam a 
SOMESTESIA
Função, Localização, Tipo de fibra e de Adaptação são 
Diferentes para cada Mecanorreceptor Somestésico
Tabela 6.3.
Os receptores da sensibilidade corporal
Tipo Transdução Tipo de Localização Função Adaptação
morfológico
f g ffibra*
Terminações Mecanoelétrica, Toda a pele, órgãos Dor, temperatura, Lenta
C, Aδ
livres Termoelétrica, internos, vasos tato grosseiro,
Quimioelétrica sangüíneos, propriocepção
articulações
Corpúsculos
C ú l M
Mecanoelétrica
lé i Epiderme glabra Tato, pressão
T ã Rá id
Rápida

de Meissner vibratória
Corpúsculos Mecanoelétrica Derme, periósteo, Pressão vibratória Rápida

de Pacini paredes das
visceras
Corpúsculos Mecanoelétrica Toda a derme Indentação da pele Lenta

de Ruffini
Discos de Mecanoelétrica Aβ Toda a epiderme Tato, pressão estática Lenta
Merkel glabra e
pilosa
Bulbos de Mecanoelétrica? Aβ Bordas da pele com as Tato? Lenta?
Krause Termoelétrica? mucosas Temperatura?
Folículos Mecanoelétrica Pele pilosa Tato Rápida

pilosos
Órgãos Mecanoelétrica Ib Tendões Propriocepção Lenta
tendinosos
de Golgi
Fusos Mecanoelétrica Ia e II Músculos esqueléticos Propriocepção Lenta e
musculares rápida
Mecanorreceptores Auditivos
Transdução pelas Células Ciliadas da Cóclea
Fotorreceptores
Transdução pelos Fotoreceptores
Quimiorreceptores Olfatórios e sua Transdução
FIBRAS AFERENTES

Diâmetro e mielinização
do axônio:

Correlação com velocidade 
de condução e com o tipo
de condução e com o tipo 
de receptor sensorial.
Diferentes Estágios de Funcionamento
do Sistema
do Sistema Sensorial

1 RECEPTOR (Célula Receptora!!!!)
1. RECEPTOR (Cél l R !!!!)

2. FIBRA NERVOSA AFERENTE

3. TRACTO CENTRAL

4. CÓRTEX CEREBRAL
Mapeamento Sensorial do Córtex Cerebral

(Giro pós‐central)

olfato

gustação

Olfato‐ lobo frontal
Olfato lobo frontal

Visão‐ lobo occipital

G t ã córtex insular
Gustação‐ ót i l