Você está na página 1de 4

.

. PROCEDIMENTO OPERACIONAL CONTROLE DA QUALIDADE DE MATERIAIS P O 0 6

PROCEDIMENTO OPERACIONAL

CONTROLE DA QUALIDADE DE MATERIAIS

PO 06

Histórico de Revisões

Rev.

Data

Modificações

01

01/06/2007

Primeira Emissão

02

15/10/2007

Inclusão do FORM 3/1/40 – Piso Intertravado

03

15/06/2009

Alteração da numeração de PO 3.1 para PO 06. Inclusão de PO 10 e PO 01 no item 2 – Documentos de Referência. Item 5 – Registros e Dados da Qualidade: Alteração da numeração dos formulários de: 3.1 para: 06. Inclusão da NOTA 1 no item 4.1.1. Inclusão do registro FORM 06/41 – Laje Pré-moldada.

04

09/09/2009

Ajuste das nomenclaturas dos cargos: de Responsável pela Obra para Engenheiro da Obra; de Auxiliar Administrativo para Almoxarife / Apontador de Obra; Alteração do FORM 06/27 de: Tabela de Verificação de armazenamento e validade dos materiais para: Controle de verificação de armazenamento e validade dos materiais, nos itens 4 e 5.

1.OBJETIVO

Padronizar os processos de inspeção e ensaios no recebimento de materiais com a finalidade de verificar o atendimento aos requisitos especificados dos materiais empregados pela empresa ou por sub-contratados. Definir métodos de identificação da situação de inspeção e ensaio do material, através de meios adequados, a fim de indicar a conformidade ou não do material adquirido pela empresa ou por sub-contratados com relação à inspeção e ensaios realizados. Estabelecer os meios para identificação adequada de materiais, a partir do recebimento e durante todos os estágios de produção e entrega, de forma a assegurar s a rastreabilidade quando necessário; Padronizar a forma de manuseio e armazenamento de materiais a fim de evitar danos ou deterioração dos produtos da empresa ou que estejam sob a responsabilidade dos sub-contratados.

2.DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Nota Fiscal do Produto Pedido de Compra PO 10 - Controle de Produto Não Conforme PO 01 - Controle de Registros da Qualidade

3.RESPONSABILIDADES

3.1. Fornecedor externo Prover material aceitável, em conformidade com a Nota Fiscal, com a ordem de compra e com as especificações internas da empresa e normas técnicas aplicáveis.

3.2. Almoxarife / Apontador Conferir material no ato do recebimento conforme descrito no respectivo PRIM – Plano de Registro de Inspeção de Materiais, quando houver ou Ordem de Compra correspondente; Identificar e realizar inspeções e ensaios de recebimento de produtos e arquivar os registros de inspeções durante a execução da obra; Preencher arquivar as PRIM – Plano e Registro de Inspeção de Materiais:

Armazenar o material de forma adequada; Verificar a estocagem e a validade dos materiais estocados, Realizar a identificação de produtos de forma clara.

3.3. Engenheiro da Obra Orientar e supervisionar as atividades da obra no recebimento inspeção, ensaios dos materiais; Analisar os relatórios de ensaios laboratoriais e liberar o material para uso;

Elaboração / Revisão

Gestor

Aprovação

Emitente

Gestor

Representante da Direção

/

/

/

/

/

/

Data

Data

Data

.

. PROCEDIMENTO OPERACIONAL CONTROLE DA QUALIDADE DE MATERIAIS P O 0 6

PROCEDIMENTO OPERACIONAL

CONTROLE DA QUALIDADE DE MATERIAIS

PO 06

Analisar os motivos da recusa do material e autorizar o Almoxarife / Apontador a re-classificar, devolver integral ou parcialmente; Realizar as atividades necessárias para permitir a rastreabilidade dos materiais Decidir sobre o recebimento total ou recusa parcial ou total do material;

3.4. Sub-contratado Armazenar e manusear o material que esteja sob sua responsabilidade, respeitando o disposto na PRIM.

4.PROCEDIMENTOS

4.1. RECEBIMENTO E INSPEÇÃO DE MATERIAIS O Almoxarife / Apontador de obra recebe a Nota Fiscal do material e confere os dados do que está sendo entregue com o pedido de compra em mãos, comunica o Engenheiro da obra sobre a chegada do material e faz o registro do material na PRIM – Plano e Registro de Inspeção de Materiais:

Se o material que está sendo entregue corresponde ao que consta no pedido de compra de materiais e na Nota Fiscal Se a quantidade do material está correta utilizando romaneios específicos se houver; Quanto à qualidade do material com base na PRIM correspondente; Caso o material não seja objeto de controle em planos de inspeção padronizados, utilizar o verso da nota fiscal e registrar a verificação de acordo com o Pedido de Compra.

4.1.1. Após a inspeção do lote de acordo com os critérios de aceitação descritos na PRIM e o respectivo registro, o Almoxarife / Apontador da obra toma a decisão de aceitar ou não o material da seguinte forma:

a)Aceitação total do material Assina o canhoto, entrega-o ao transportador e libera sua saída do canteiro. Para os materiais que necessitarem de ensaio laboratorial o Almoxarife / Apontador de obra recolherá as amostras e as enviará para o laboratório. Após o recebimento do relatório na obra, o Engenheiro da Obra analisa os resultados e libera o lote de material para uso mediante aprovação na PRIM e rubrica o relatório. Em caso de resultados negativos deve-se proceder conforme procedimento de Controle de Produtos não Conforme.

b)Recusa parcial do material Informa a ocorrência de problemas ao Engenheiro da Obra e recebe autorização para devolução parcial; Carimba o verso da Nota Fiscal anotando a quantidade e descrição do material devolvido; Devolve o canhoto e uma via da Nota Fiscal com as anotações de devolução no verso; Segrega o material para evitar seu uso e será feito um acordo com os fornecedores para a troca desses produtos não conforme:

Assina o canhoto e libera a saída ao transportador do canteiro;

c)Recusa total do material Informa a ocorrência de problemas ao responsável pela obra e recebe autorização para devolução; Devolve a Nota fiscal ao transportador juntamente com o material recusado:

Libera a saída do transportador do canteiro.

OBSERVAÇÃO: A critério do Engenheiro da Obra, o material não conforme poderá ser re- classificado. Neste caso, o Almoxarife / Apontador da Obra assina o canhoto, entrega-o ao transportador e libera sua saída do canteiro.

NOTA 1: Quando o material for adquirido pela empresa contratante, o Almoxarife / Apontador da Obra é responsável somente pelo armazenamento e manuseio dos materiais. A PRIM do material é aberta somente, para a realização da inspeção. Quando o laudo acompanha o material, este é aprovado automaticamente. Caso contrário, a empresa contratante solicita ensaio do mesmo.

4.2. SITUAÇÃO DA INSPEÇÃO E ENSAIOS A empresa assegura que os materiais recebidos não são utilizados ou processados antes de terem sido inspecionados ou verificados:

.

. PROCEDIMENTO OPERACIONAL CONTROLE DA QUALIDADE DE MATERIAIS P O 0 6

PROCEDIMENTO OPERACIONAL

CONTROLE DA QUALIDADE DE MATERIAIS

PO 06

Quando algum produto é liberado antes da verificação para fins de utilização urgente, o mesmo é identificado no pedido de compra que permitindo assim, o seu recolhimento imediato e sua substituição no caso de existência de não-conformidade com os requisitos preestabelecidos.

O PQO define os materiais que são ensaiados por meio de laboratórios especializados.

A situação de Inspeção será identificada através de placas coloridas, conforme abaixo:

Aguardar – Amarelo: materiais recebidos e por algum motivo aguardando inspeção.

Rejeitado – Vermelho: materiais não conformes Aprovado – Nenhuma: material considerado aprovado para uso.

4.3.

IDENTIFICAÇÃO

 

A

empresa identifica os produtos a partir do recebimento e durante os estágios de produção e entrega da

 

seguinte forma:

 

As peças avulsas que são armazenadas no almoxarifado têm sua identificação através de etiquetas nas gavetas ou prateleiras;

Os insumos ensacados enlatados ou em caixas já vêm com a identificação clara em sua embalagem e

são armazenados em espaços previamente especificados para cada material. Em caso da embalagem não permitir tal identificação utiliza-se etiquetas em área de fácil visualização; Os insumos que são estocados na área externa do canteiro têm sua identificação através de plaquetas

em áreas de fácil visualização; Aço para montagem de armaduras deve ser identificado nas baias através de plaquetas que indiquem o

diâmetro das barras. Em caso de fornecimento de aço cortado e dobrado os kits de armadura devem ser claramente identificados por meio de etiquetas; Os materiais a granel têm sua identificação por meio de placas nas suas baias.

4.4.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO DE MATERIAL EM OBRA

O local de estocagem deve ser previsto para atender as necessidades de cada material de acordo com

as

recomendações dos fabricantes ou determinações do Engenheiro da Obra;

Também é recomendável que a data de entrega e o local de estocagem sejam planejados com antecedência. Com isso evita-se a pré-estocagem em locais inadequados, a interferência com outros serviços da obra ou a necessidade de transporte horizontal interno:

Ao receber o material na obra, o Almoxarife / Apontador de Obra deve armazená-lo conforme as orientações do fabricante e aquelas estabelecidas na PRIM para cada material.

Semanalmente, o Almoxarife / Apontador de Obra verifica os materiais em estoque e avalia os prazos de validade e as condições de armazenamento preenchendo o “Controle de Verificação do Armazenamento

Validade dos Materiais”. Caso haja materiais sem condições de uso, os mesmos devem ser segregados e identificados evitando-se o uso indevido.

e

4.5.

RASTREABILIDADE

Os produtos que necessitam de rastreabilidade nas obras da empresa são o concreto e o aço quando

REGISTROS DE INSPEÇÃO E ENSAIOS

este for utilizado sem resultado do ensaio laboratorial. Inicialmente são executadas as atividades descritas nas PRIM respectivas ao material ou PRIS se for serviço que discrimina as atividades para as inspeções. Concreto: Para marcação das regiões concretadas utiliza-se uma cópia do projeto ou croqui de formas

em folha padrão A4, onde em cada região concretada anota-se o número da nota fiscal: correspondente ao material aplicado. Aço Para marcação dos locais que utilizaram o aço, preenche-se o formulário de romaneio do aço

discriminando o local de utilização, o número da Nota Fiscal e o número do laudo. Conforme o tipo da obra, podem surgir outras necessidades de rastreabilidade. Nesse caso o PQO

4.6.

descreve quais são as atividades que garantem o atendimento a esse requisito.

Os resultados de inspeção e ensaios de recebimento de materiais são registrados nas PRIM (Plano e

Registro de Inspeção de Materiais). Laudos, certificados e pareceres de laboratórios também são arquivados como registros de inspeção e ensaios nas fases de recebimento.

.

. PROCEDIMENTO OPERACIONAL CONTROLE DA QUALIDADE DE MATERIAIS P O 0 6

PROCEDIMENTO OPERACIONAL

CONTROLE DA QUALIDADE DE MATERIAIS

PO 06

5.REGISTROS E DADOS DA QUALIDADE Form. 06/2 – Argamassa Industrializada Form. 06/3 – Aço cortado e Dobrado Form. 06/4 – Madeira Serrada para Forma Form. 06/5 – Chapa Compensada Form. 06/6 – Barra e fio de aço Form. 06/7 – Tela de aço soldada Form. 06/8 – Concreto dosado em central Form. 06/9 – Louças sanitárias Form. 06/10 – Cimento portland Form. 06/11 – Cal hidratada para argamassa Form. 06/12 – Bloco cerâmico não estrutural Form. 06/13 – Bloco de concreto Form. 06/14 – Conexão para tubulação Form. 06/15 – Ferragens para portas Form. 06/16 – Areia para concreto e argamassa Form. 06/17 – Louças sanitárias / bancadas e Tanques Form. 06/18 – Telha cerâmica Form. 06/19 – Batentes (aço/alumínio/madeira) Form. 06/20 – Portas e janelas (aço / alumínio) Form. 06/21 – Manta asfáltica Form. 06/22 – Portas de Madeira Form. 06/23 – Vidros para construção Form. 06/24 – Placa de gesso para forro Form. 06/25 – Tubo de pvc, galvanizado ou cobre Form. 06/26 – Sifão Metálico e PVC Form. 06/27 – Controle de verificação de armazenamento e validade dos materiais Form. 06/28 – Tomada e Interruptor Form. 06/29 – Disjuntor elétrico Form. 06/30 – Eletroduto Aço Galvanizado/PVC/Mangueira Form. 06/31 – Revestimento cerâmico Form. 06/32 – Fios e Cabos Form. 06/33 – Gesso e pó Form. 06/34 – Tinta e Vernizes Form. 06/35 – Brita Form. 06/36 – Pedras Naturais para Piso e Revestimento Form. 06/40 – Piso Intertravado Form. 06/41 – Laje Pré-moldada Form. 06/42 – Vigotas de Concreto Pré-Moldada Form. 06/43 – Lajotas Cerâmicas (Elemento de Enchimento p/ Laje Pré)