Você está na página 1de 4

MICROECONOMIA I – LICENCIATURA EM GESTÃO ANO LECTIVO 2004-05 EXERCÍCIOS SOBRE O CAPÍTULO I

*******

Exercício 1 1

Leia com atenção a seguinte transcrição de uma conversa telefónica entre os namorados Diana e Carlos:

Diana: Bem, hoje não me convinha nada encontrar contigo, Carlos. Sabes, é que tenho de estudar microeconomia, o que exige concentração.

Carlos: Oh! Lá vens tu com o estudo! Desde que andas lá nessa Faculdade de Economia da Universidade do Porto parece que deixaste de gostar de estar comigo.

Diana: Gosto muito de ti e de estar contigo mas, também gosto de tirar boas notas e, por vezes tenho que escolher entre as duas coisas.

Carlos: Agora deu-te para analisar todos os problemas em termos de escolhas, escassez e mais não sei o quê… Essa Faculdade está mesmo a dar-te a volta à cabeça.

Diana: Já que falas nisso, sempre te vou dizendo para tomares cuidado, porque para mim, o teu custo de oportunidade é o João, aquele meu colega que te apresentei no outro dia.

Carlos: Custo de oportunidade?! O meu custo de oportunidade!? Fica sabendo que eu não estou à venda! A minha dignidade não tem preço.

Diana: Está bem, está bem, escusas de usar essas frases pomoposas. De qualquer maneira o amor não é um fenómeno económico… Temos é de desligar, porque o meu pai já está a dizer que quanto ao amor não se pronuncia, mas quanto às conversas telefónicas, têm de certeza custos.

Questões:

1. Enuncie o Principio da Escassez.

2. Num contexto de escassez qual deverá ser o princípio a adoptar na tomada de decisões ?.

3. Quais as armadilhas que poderão surgir nesse processo de tomada de decisões?.

4. O que entende por custo de oportunidade. Analise o diálogo citado à luz desse conceito.

1 Retirado da 1ª prova escritas E101 de Introdução à Economia 1995/1996.

Exercício 2 Suponha que o Luís está indeciso sobre o programa para a Passagem de Ano. Em concreto, ele dispõe de duas alternativas:

Alternativa A: Passagem de ano no Café Central do seu bairro Custos de deslocação: 5€ Custo de entrada: 10€ (com tudo incluído)

Alternativa B: Passagem de ano no local mais in do Porto Custos de deslocação: 15€; Parque de estacionamento: 10€ Custos de entrada: 50€; Benefício (preço de reserva): 100€.

Admita que o custo de oportunidade temporal do Luís é o mesmo em ambas alternativas.

1. Qual o custo de oportunidade da opção pelo Café Central?

2. Qual terá que ser o benefício (preço de reserva) mínimo para que o Luís prefira a alternativa A?.

Exercício 3

A Liliana tinha comprado um bilhete para ir ver ao estádio do Dragão, o jogo entre o

FCP, a sua equipa e o SCP. A Liliana desejava muito assistir a esse jogo, no entanto nesse dia houve um engarrafamento do trânsito de tal ordem que a Liliana ficou

impedida de ir ver o jogo, para o qual já tinha o bilhete.

1. Defina o conceito de custo afundado;

2. Analise a situação anterior à luz do conceito de custo afundado.

3. Dê um exemplo, em que o custo suportado com o bilhete pela Liliana, poderia não ser um custo afundado.

Exercício 4 Considere uma empresa produtora de aparelhos desportivos que vende cada aparelho a um preço de 105€.

A produção de aparelhos desportivos implica que a empresa suporte custos totais de

acordo com a seguinte tabela:

Nº de aparelhos

Custo total

1

100

2

150

3

220

4

310

5

420

Então, poderá afirmar-se que:

2

(1) A empresa deve produzir 5 aparelhos porque as receitas totais ultrapassam os custos totais de produção (2) A decisão óptima da empresa é produzir 4 aparelhos (3) A decisão óptima da empresa é produzir 5 aparelhos, pois o benefício médio do 5º aparelho (105€) supera o seu custo médio (84€) (4) A decisão óptima da empresa é produzir 2 aparelhos, porque o custo marginal é o mais baixo (5) A decisão óptima da empresa é produzir 3 aparelhos, porque a diferença entre o benefício médio e o custo médio é a mais elevada.

Exercício 5 O Manuel pensou fazer uma plantação de morangos no seu quintal. Assim, poderá vender na vizinhança, cada embalagem de morangos a 2,5€. Neste momento, o Manuel está a ponderar sobre a possibilidade de utilizar na sua produção um fertilizante com propriedades químicas que lhe permitem obter uma maior produção. Cada saco de fertilizante custa 1,5€. O número de embalagens de morangos que o Manuel consegue obter em função do número de sacos de fertilizante utilizados, é dado pela seguinte tabela:

Nº de sacos

Produção

0

50

1

100

2

140

3

170

4

165

5

175

6

175,5

Quantos sacos de fertilizante deve o Manuel adquirir?

Exercício 6 Diga o que entende por Fronteira de Possibilidades de Produção(FPP). Explique em que medida, a FPP, reflecte o Principio da Escassez e o Principio dos custos de oportunidade crescentes.

Exercício 7

Suponha que numa economia existe um único individuo, o Paulo, que dispõe de 8 horas diárias para dividir entre a pesca e a caça.

Por cada hora diária dedicada à pesca, o Paulo consegue pescar 1.5 Kg de peixe, enquanto que, por cada hora dedicada à caça, ele consegue 3.5 Kg de caça

1. a) Represente graficamente a Fronteira de Possibilidades de Produção para o Paulo. b) Qual é, para o Paulo, o custo de oportunidade da caça em termos de pesca? E o custo de oportunidade da pesca em termos de caça?

3

c)

Como

é

que

oportunidade?

graficamente,

podemos

obter

uma

medida

do

custo

de

Suponha agora, que nessa economia passa a haver um novo elemento, o Bruno, que dispõe de 10 horas diárias. Em cada hora dedicada à pesca, o Bruno obtêm 1Kg de peixe. No entanto, em cada hora dedicada à caça o Bruno obtém 4kg de carne.

2. a) Represente graficamente a Fronteira de Possibilidade de Produção para o

Bruno b) Qual é, para o Bruno, o custo de oportunidade da caça em termos de pesca? E o custo de oportunidade da pesca em termos de caça?

3. Represente graficamente a Fronteira de Possibilidades de Produção para a economia constituída por estes dois indivíduos.

4. Interprete o significado da representação gráfica que obteve na alínea anterior,

5. Se esta economia fosse constituída por 10.000.000 de indivíduos, que forma seria de esperar para a fronteira de possibilidades de produção. Justifique.

Exercício 8 Um nadador-salvador, todas as manhãs, entre as 7h e as 9h, tem de montar as barracas de praia e apanhar o lixo do areal. O João consegue em cada hora montar 8 barracas ou apanhar 4 kg de lixo.

1)

Para o João qual é o custo de oportunidade de montar uma barraca?

2)

Represente graficamente a Fronteira de Possibilidades de Produção e interprete o significado da sua inclinação.

3)

Se houver outro nadador salvador, o António, capaz de, numa hora, montar 9 barracas ou recolher 3 kg de lixo por hora, qual será a nova Fronteira de Possibilidades de Produção?

Exercício 9 Programados para a mesma noite estão dois concertos: o da Banda Elétrica, no Coliseu, e o da Banda Acústica, no salão nobre da FEP. O Francisco atribui ao concerto da Banda Elétrica um benefício de 60 euros e quanto a

custos, além do bilhete de 20 euros, estima em 10 euros o valor da deslocação e incómodos. Quanto ao concerto na FEP, estima o seu benefício em 15 euros, não havendo qualquer custos directo a suportar: a entrada é gratuita e não há deslocações e incómodos associados.

a) Qual o custo de oportunidade de assistir ao concerto da Banda Eléctrica?

b) Qual o custo de oportunidade de assistir ao concerto da Banda Acústica?

c) A que concerto deve ir o Francisco ?

4