Você está na página 1de 7

1

FLUXOGRAMA PARA CALCULO DOS COMPONENTES DA PARTIDA DIRETA DE MOTORES TRIFÁSICOS

Este trabalho visa fornecer um guia prático para a determinação dos componentes que compõem um sistema de partida direta. Na figura 1 tem- se uma visão geral do sistema.

direta. Na figura 1 tem- se uma visão geral do sistema. Figura 1- Fonte: SALA DA

Figura 1- Fonte: SALA DA ELÉTRICA

Para se determinar os componentes da partida, se faz necessário os dados elétricos do motor que podem serem obtidos pela placa de identificação ou pelo catálogo do fabricante, sendo eles:

Tensão nominal: (Tensão de trabalho do motor)

Corrente nominal: (Corrente de trabalho do motor)

Ip/In: (Relação da corrente de partida/ corrente nominal)

2

Fs: (Fator de serviço (Reserva de potência para trabalho contínuo sob condições específicas)

Tp (Tempo máximo com rotor bloqueado (S) a quente)

Dimensionamento do contator K1.

Ie In x Fs onde:

Ie --> Corrente nominal do contator em A

In --> Corrente nominal do motor em A

Fs --> Fator de serviço

Dimensionamento do relé de sobrecarga F7.

IF7 = In x Fs onde:

IF7 --> Corrente no relé de sobrecarga em A

In --> Corrente nominal do motor em A

Obs: O relé de sobrecarga deverá ser escolhido no catálogo do fabricante onde sua faixa de ajuste deverá conter a IF7 bem como ser compatível com o contator K1.

Dimensionamento dos Fusíveis F123.

Primeiro critério: Os fusíveis escolhidos devem suportar o pico de corrente (Ip) durante o tempo de partida sem se fundir. Com o valor de Ip e Tp determina-se pelas curvas características dos fusíveis fornecidas pelos fabricantes o valor necessário do fusível.

Segundo critério: Devem ser especificados com uma corrente superior a 20% acima do valor nominal da corrente (In) do circuito que irá proteger. Este procedimento preserva o fusível do envelhecimento prematuro, mantendo a vida útil do fusível.

IF 1.2 x In onde:

IF --> Corrente nominal do fusível em A

3

In

--> Corrente nominal do motor em A

Critério: Devem proteger também os dispositivos de acionamento

(contatores e relés de sobrecarga) evitando assim a queima destes. Para isso

verifica-se o valor máximo do fusível admissível na tabela dos contatores e relés.

Exemplo de aplicação:

Dados do motor 15cv, retirados da tabela, figura 2:

In

--> 39.3A

Ip/In --> 8.3

Fs --> 1.15

Tp --> 4s

Ip/In --> 8.3 Fs --> 1.15 Tp --> 4s Figura 2 - Tabela de motores WEG

Figura 2 - Tabela de motores WEG

Contator K1.

Ie In x Fs

Ie39.3 x 1.15 = 45A

O contator escolhido de acordo com a figura 3 foi a CWM50 classe AC3.

4

4 Figura 3 - Tabela de contatores WEG Relé de sobrecarga. IF7 = In x Fs

Figura 3 - Tabela de contatores WEG

Relé de sobrecarga.

IF7 = In x Fs

IF7 = 45A

Conforme figura 4, o relé escolhido foi o RW67-1D, contemplando este a corrente de 45 A. Este relé também é compatível com o contator CWM50.

A. Este relé também é compatível com o contator CWM50. Figura 4 - Relés de sobrecarga

Figura 4 - Relés de sobrecarga WEG

Fusíveis.

Primeiro critério:

In= 39.3 e Ip/In = 8.3 temos que Ip= 8.3 x 39.3 = 326.19A

Tp = 4 x 0.8 = 3.2 s

Conforme a figura, através da intercessão das retas vertical referente á corrente de 326 A e a reta horizontal com tempo de 3.2s, determina-se o fusível tipo Diazed classe gL/gG de 63A.

5

5 Segundo critério: IF = 1.2 x In IF= 1.2 x 39.3 = 47 A Terceiro

Segundo critério:

IF = 1.2 x In IF= 1.2 x 39.3 = 47 A Terceiro critério:

Conforme as tabelas das figuras 5 e 6, tem-se:

gL/gG máx do contator = 100A gL/gG máx do relé sobrecarga = 125A

do contator = 100A gL/gG máx do relé sobrecarga = 125A Figura 5 - Tabela com

Figura 5 - Tabela com características elétricas Contatores WEG

6

6 Figura 6 - Tabela com características elétricas relés sobrecarga WEG Concluindo: O fusível escolhido Diazed

Figura 6 - Tabela com características elétricas relés sobrecarga WEG

Concluindo:

O fusível escolhido Diazed gL/gG de 63A atende á todos os três critérios.

--> Não se fundirá com uma corrente de partida de 326 A em 3.2s

--> Não se fundirá com a corrente nominal de trabalho do motor

63A > 47A

--> Protegerá o contator e o relé de sobrecarga de acordo com a coordenação tipo 2, em que no momento de um curto circuito os contatos não sofrerão danos, pois:

63A < 100A

63A < 125A

Considerações finais:

Neste roteiro de cálculo não foi considerado o acréscimo do fator de segurança para determinar a corrente de trabalho dos componentes contator e relé de sobrecarga, se apoiando no fato de que o fabricante garante pleno funcionamento sem uma redução em sua vida útil com uma corrente nominal especificada no catálogo.

7

O fator de serviço foi considerado haja visto que se trata de uma reserva de potência em que o motor pode trabalhar em regime contínuo nesta condição.

Referências bibliográficas:

http://ecatalog.weg.net/files/wegnet/WEG-contatores-e-reles-de-

sobrecarga-catalogo-geral-50026112-catalogo-portugues-br.pdf

http://www.hd.ind.br/PDF/manual_TECNICO-motores.pdf

http://www.joinville.ifsc.edu.br/~matsumi/geral/Eletronica_material/Coma

ndos%20El%C3%A9tricos%20Industriais%20Aula.pdf

http://www.saladaeletrica.com.br/partida-direta-de-motor-trifasico/

PEREIRA, Sidnei (UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS PATO BRANCO ENGENHARIA ELÉTRICA ACIONAMENTOS ELÉTRICOS)

Autor:

Eng. Eletricista TEÓFILO GOMES MOREIRA.