Você está na página 1de 5

Roní Siefert Völz

Página 1

30/11/2015

Testes de Fixação

1)

As bases de cálculo do Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) são:

a)

Lucro Líquido do Período Base e Lucro Presumido;

Página 02

b)

Lucro Real, Presumido ou Arbitrado;

Conforme 1.1.3

c)

Lucro Bruto, Lucro Líquido e Lucro Real;

Base de Cálculo

d)

Lucro Inflacionário e Ganho em Mercados de Renda Variável;

e)

Lucro Arbitrado, Lucro Presumido e Lucro líquido do Período Base.

2) A Cia. PEVV Comércio de Tecidos apurou lucro Real referente a determinado trimestre equivalente a $ 300.000,00. O imposto e adicional devido pela Cia. São, em $:

a)

75.000

300.000

300.000

24.000

Página 02

b)

45.000

X 15%

20.000

- 60.000

240.000

+ 45.000

Item 1.1.4

c)

69.000

45.000

X 3

240.000

X 10%

69.000

d)

24.000

60.000

24.000

e)

99.000

3)

Observe os dados abaixo da Cia. Silpa:

 

Lucro Líquido do Exercício (antes do Imposto de Renda)

$ 1.500,00

Dividendos Recebidos, já tributados, de investimentos avaliados pelo custo de aquisição.

$ 210,00

Despesas indedutíveis

$ 1.050,00

Com base nos dados acima, a alternativa que contém o Lucro Real do Período é, em $:

a)

3.120,00

+ 1.500

Página 04 Item 1.2.2 a

b)

1.500,00

- 210

c)

2.340,00

+ 1.050

1.2.2.5

d)

60,00

2.340

e)

2.550,00

4)

Observe os dados a seguir da Empresa Fábio, Karina e Cia. Ltda., relativos a um determinado

trimestre do ano calendário:

Lucro Líquido do Trimestre (antes do Imposto de Renda)

$ 2.100,00

Total das Adições, conforme LALUR

$ 600,00

Total de Exclusões, conforme LALUR

$ 300,00

Pode-se afirmar que o imposto devido pela Cia. Com base no lucro real é:

a)

405,00

+ 2.100

2.400

Página 04 Item 1.2.2 a

b)

315,00

+ 600

X 15%

c)

800,00

- 300

360

1.2.2.5

d)

360,00

2.400

e)

525,00

5)

Dados:

a)

Lucro Líquido do Período (antes do Imposto de Renda)

$ 1.000,00

b)

Adições, registradas no LALUR

$ 4.000,00

c)

Exclusões, registradas no LALUR

$ 10.000,00

d)

Prejuízo fiscal, saldo de períodos de apuração anteriores

$ 20.000,00

Com base nos dados acima, a pessoa jurídica apurou no período:

a)

Prejuízo fiscal real de $ 5.000,00

+ 1.000

b)

Prejuízo fiscal real de $ 25.000,00

+ 4.000

c)

Prejuízo fiscal real de $ 7.000,00

- 10.000

d)

Lucro real tributável de $ 1.000,00

- 5.000

e)

Lucro real de $ 7.000,00

Roní Siefert Völz

Página 2

30/11/2015

6) Em relação à pessoa jurídica que opte pela tributação com base no lucro real anual, é correto

afirmar que:

a) ela deverá efetuar o pagamento do imposto de renda referente ao ano calendário somente por

ocasião da entrega da respectiva declaração de rendimentos;

b) a opção por este tipo de tributação pode ser alterada, bastando à pessoa jurídica calcular e

recolher o imposto relativo ao primeiro trimestre do ano calendário para concretizar a mudança dessa opção;

c) na determinação da base de cálculo da estimativa mensal, a pessoa jurídica deverá incluir os

rendimentos obtidos em suas aplicações financeiras de renda fixa e variável; d) a diferença entre o imposto devido com base no lucro real anual e o somatório das

importâncias pagas por estimativa, caso positiva, deverá ser paga em até três parcelas iguais e sucessivas;

e) ela deverá, obrigatoriamente, recolher tanto o IRPJ quanto a CSLL na sistemática da

estimativa mensal. ( Página 14; item 1.2.5)

7) Assinale a alternativa incorreta:

a) O Lucro Real é o Lucro Líquido do período de apuração antes do IR, ajustado pelas adições,

exclusões e compensações prescritas ou autorizadas pela legislação do imposto de renda;

b) considera-se como lucro líquido do período de apuração, para fins de cálculo do lucro real, a

soma algébrica do lucro operacional, dos resultados não-operacionais, das participações nos

lucros e da provisão para o pagamento da contribuição sobre o lucro; c) a pessoa jurídica sujeita à tributação com base no lucro real deve manter escrituração

completa e comprovada com observância das leis comerciais e fiscais e dos Princípios Contábeis;

d) os ganhos em aplicações financeiras de renda fixa e os decorrentes de operações realizadas

em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas integram a receita bruta mensal da pessoa jurídica para fins de cálculo do limite para opção pelo lucro presumido;

e) o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto sobre

Serviços (ISS) não fazem parte da receita bruta da pessoa jurídica para fins de cálculo do limite para opção pelo lucro presumido. (Página 18; item 1.3.4; Quadro atenção)

8) Calcule o Lucro Presumido da Cia. Comercial Kafa, relativo à sua receita bruta, sabendo-se

que, no trimestre:

Receita Bruta de Venda de Mercadorias

$ 60.000,00

Receita Bruta de Venda de Serviços

$ 22.000,00

E que os porcentuais de presunção são, respectivamente, 8% e 32%.

a)

20.960,00

60.000

4.800

Página 18

b)

6.500,00

X 8%

22.000

+ 7.040

Item 1.3.4

c)

26.240,00

4.800

X 32%

11.840

d)

11.840,00

7.040

e)

8.200,00

9)

Não tem respaldo legal o arbitramento do lucro da pessoa jurídica, pela autoridade tributária,

com base no valor:

a)

do aluguel das instalações;

Página 22

b)

do ativo;

Receita Bruta não Conhecida

c)

do patrimônio líquido;

Tabela de Coeficientes

d)

das compras;

e)

do passivo circulante.

Roní Siefert Völz

Página 3

30/11/2015

10) Dados:

Prejuízo do período de apuração, antes do IR

$ 20.000,00

Adições conforme LALUR

$ 48.000,00

Exclusões conforme o LALUR

$ 13.000,00

Prejuízo Fiscal de período base anterior

$ 8.000,00

Esta pessoa jurídica apresentou no período:

a)

prejuízo fiscal no valor de $ 20.000

- 20.000

+ 15.000

Página 06

b)

lucro real no valor de $ 10.500

+ 48.000

- 4.500

Item 1.2.2.4

c)

imposto devido com base no lucro

- 13.000

15.000

10.500

real no valor de $ 2.250

 

d) prejuízo fiscal no valor de $ 55.000

+ 15.000

X 30%

e) lucro real no valor de $ 7.000

4.500

11) Assinale a alternativa incorreta:

a) à opção da pessoa jurídica, o imposto devido no trimestre poderá ser pago em até três quotas

mensais iguais e sucessivas, acrescidas de juros;

b) a diferença positiva entre o imposto devido com base no lucro real de 31 de dezembro de cada

ano e o imposto pago por estimativa no decorrer do ano calendário deverá ser paga em cota

única; c) a partir de 01/01/97, os rendimentos e ganhos líquidos auferidos em aplicações financeiras não farão parte da base de cálculo do lucro presumido; (Página 17; Item 1.3.3; Determinação do Lucro Presumido)

d) o auto-arbitramento somente será permitido se a receita bruta da pessoa jurídica for conhecida;

e) as companhias estrangeiras de navegação marítima e aérea gozarão de isenção do imposto

de renda se, no país de sua nacionalidade, as companhias brasileiras de igual objetivo social gozarem de igual prerrogativa.

12) Uma pessoa jurídica cujo objeto social é a revenda de mercadorias teve seu lucro arbitrado num determinado trimestre do ano calendário. Sabendo-se que a receita bruta da atividade no período foi de $ 50.000,00, o imposto devido com base no lucro arbitrado, supondo-se que não haja qualquer outro valor a ser acrescido à base de cálculo, é de:

a)

720,00

50.000

Página 21 Item 1.4.1 Receita Bruta Conhecida Item “e” da Tabela

b)

2.400,00

X 9,6%

4.800

c)

4.800,00

4.800

X 15%

d)

1.200,00

720

e)

1.440,00

13) Assinale a alternativa onde figure uma entidade imune ao imposto de renda da pessoa jurídica:

a)

entidade binacional ITAIPU;

Página 27

b)

empresa estrangeira de transporte;

Item 1.7 Imunidades, Isenções e não

c)

microempresa

Incidência

d)

fundação instituída pelo Poder Público;

1.7.1.2 Partidos Políticos, Sindicatos,

e)

sociedade cooperativa.

Autarquias e Fundações

14) Os rendimentos e ganhos de capital auferido por instituições de educação ou assistência social:

a) estão abrangidos pela imunidade que gozam essas entidades;

b) são tributados pelo imposto de renda, mas com alíquotas diferenciadas dos demais

contribuintes;

c) são excluídos da base de cálculo do imposto de renda dessas entidades;

d) são tributados pelo imposto de renda na fonte pagadora, constituindo antecipação do devido na

declaração;

Roní Siefert Völz

Página 4

30/11/2015

e) são tributados exclusivamente na fonte. (Página 30; Item 1.7.1.3.1; Rendimentos e ganhos de capital de aplicações Financeiras)

Utilize as informações a seguir, relativas à Cia. Delta, para responder as questões nº. 15 a 18.

Receita Bruta do Trimestre:

Valores

Venda de Mercadorias

$ 380.000,00

Venda de Serviços

$ 100.000,00

Rendimentos de Aplicações Financeiras Juros Ativos = juros recebidos

Imposto na Fonte:

Sobre Serviços Sobre Aplicações Financeiras

$ 6.000,00

$ 3.000,00

$ 1.500,00

$ 600,00

15) Caso a companhia opte pela tributação com base no lucro presumido, o IRPJ a ser recolhido

corresponderá, em $ a:

a)

8.610

380.000 x 8% =

30.400

65.400 x 15% = 5.400 x 10% =

9.810

Pág. 13

b)

9.750

100.000 x 32% =

32.000

540

Item

c)

10.350

62.400

10.350

1.2.4.1

d)

11.250

+3.000

- 600

e)

11.850

65.400

9.750

16) A CSLL devida (alíquota de 9%) com base no lucro presumido será:

a)

5.454,00

480.000 x 12% =

57.600

Pág. 14

b)

5.724,00

+ 9.000

Item 1.2.5

c)

5.994,00

66.600 x 9% =

5.994

d)

6.194,00

e)

6.660,00

17) Se a companhia optasse pelo auto-arbitramento, o IRPJ a ser recolhido corresponderia a:

a)

12.870,00

380.000 x 9,6% =

36.480

77.800 x 15% = 17.880 x 10% =

11.682

Pág. 17

b)

12.582,00

100.000 x 38,4% =

38.400

1.788

Item

c)

14970,00

74.880

11.682

1.3.3

d)

14.370,00

+3.000

- 600

e)

13.470,00

77.880

12.870

18) A CSLL devida, no caso de auto-arbitramento, corresponderia a:

a)

6.194,00

380.000 + 100.000 =

480.000

Pág. 14 Item 1.4.5 Contribuição Social Item 1.4.5.1 Receita Bruta Conhecida

b)

5.424,00

c)

5.394,00

480.000 x 12% =

57.600

d)

7.192,80

+ 9.000

e)

5.994,00

66.600 x 9% =

5.994

19) Não constitui requisito para gozo da imunidade por parte das instituições de educação e de assistência social:

a) manter escrituração completa de suas receitas e despesas em livros revestidos de

formalidades que assegurem a respectiva exatidão;

b) recolher os tributos retidos sobre os rendimentos por ela pagos ou creditados;

c) em caso obter superávit, destiná-lo integralmente para a manutenção e desenvolvimento de

seus objetivos sociais;

Roní Siefert Völz

Página 5

30/11/2015

d) destinação de 80% (oitenta por cento) das receitas para as despesas com pessoal

técnico administrativo; Assistência Social)

e) não remunerar, por qualquer forma, seus dirigentes pelos serviços prestados.

e

(Página

28

e

29;

Item

1.7.1.3;

Instituições

de

Educação

20) Uma companhia obrigada ao lucro real não manteve escrituração comercial regular nem tampouco mantinha registro de seu faturamento. Ao sofrer um procedimento de fiscalização da Receita Federal, a única informação obtida pela autoridade fiscal foi o valor dos aluguéis pagos pela empresa no trimestre, que montaram a $ 120.000,00. Inexistindo qualquer outro acréscimo e informação, a base de cálculo do lucro arbitrado será:

a) 120.000,00

b) 108.000,00

c) 96.000,00

d) 60.000,00

e) 48.000,00

120.000 x 9% =

108.000

Pág. 22 Item 1.4.2 Receita Bruta não Conhecida

Tabela item “b”