A traição de Adão foi um duro golpe para os planos de Deus.

Ao crer na mentira que o diabo
disse a Eva, o homem praticou um ato que, até a volta de Cristo e a consequente destruição de
todas as coisas por fogo, fará vítimas em todos os lugares. Aquele que foi feito à imagem e
semelhança do Todo-Poderoso e seus descendentes, a partir de então, passaram a ser
oprimidos pelas forças das trevas. Afastado de Deus, o homem conheceu o ódio de Satanás.
Com a queda, o diabo entrou no mundo e se tornou senhor do homem; afinal, uma pessoa é
serva daquele a quem ela obedece. Com isso, diversos problemas e sofrimentos afligiram a
humanidade. De início, o primeiro casal, com apenas dois filhos, teve de sepultar um deles,
morto pelo irmão. Que dor devem ter sentido! Além disso, constataram que o pecado não
presta, pois quem o pratica fica sob a servidão do maligno, que, como o nome diz, é cruel.
Como Deus é amor e misericordioso, Ele começou a trabalhar o plano da vingança e das
retribuições desde o momento em que fomos separados dEle. Durante milênios, Aquele que é
Perfeito e Perito em tudo o que faz conduziu os eventos até o momento em que tudo colaborou
para a grande exclamação: “Está consumado!”. Desde então, ninguém mais deve se sujeitar
aos desejos de Satanás, pois o preço já foi pago. Agora é crer e viver a liberdade.
O Filho de Deus morreria de um modo vergonhoso – a morte de cruz –, mas, ao terceiro dia,
ressuscitaria e, na Sua descida ao Inferno, aniquilaria para sempre o diabo, que tinha o poder
da morte. A morte de Jesus era necessária, para que Seu sangue inocente nos comprasse
para Deus. Agora, já não há necessidade de nenhum sacrifício; basta assumir o que Cristo fez
por nós. É assim que desfrutamos da vida abundante trazida por Ele.
Depois que o Verbo de Deus Se tornou carne e pagou a nossa dívida, não há nenhum tipo de
sofrimento a ser requerido de qualquer cidadão. Todo aquele que conhece a Verdade tem o
potencial para se livrar definitivamente das maldades do inimigo. Os salvos fazem parte da
Igreja do Senhor, por isso não devem deixar que o diabo os oprima. Afinal, como pode um ser
derrotado afligir aquele que o venceu? Nós o derrotamos em Cristo para sempre.
O período após o plano da salvação seria de retribuições. Hoje, o Senhor está concedendo
dons aos homens, para que O representem à altura dEle, com dignidade. No Evangelho, não
há essa coisa de sofrer por amor a Jesus; se alguém o fizer, estará beneficiando o diabo ou
dando-lhe uma prova de amor a ele. Misericórdia! Mesmo que alguém aja assim, Satanás é tão
mau que não pensará duas vezes em destruir tal pessoa.
Sião representa a Igreja liberta das suas lutas. Nós, que somos parte do Corpo de Cristo – a
Igreja –, devemos resistir a toda tentativa do diabo em nos subjugar. Este é o dia da vingança
do Senhor, no qual Ele está retribuindo à humanidade por aquilo que sofreu até Jesus
exclamar que o cativeiro do maligno estava terminado. Assuma a sua libertação!

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful