Você está na página 1de 5

CONSIDERAÇÕES FINAIS: IMPORTÂNCIA DA LEI DO VENTRE-LIVRE

SIGNIFICADOS DA LEI

Lei destrói o significado central do escravismo no Brasil:


Histórico
inviolabilidade da vontade senhorial.
Primeira clara indicação de divórcio entre o rei e os barões.
Pela 1ª vez o estado se intrometia na relação senhor X
Político
escravo, minando a autoridade do primeiro e fornecendo
um ponto de apoio legal para o segundo.

1865: D.Pedro solicita a Visconde de São Vicente estudos


legislativos para emancipação do elemento servil.
Início 1866: Ficam prontos  engavetamento por Sir. Marquês de
Olinda.
1866: D.Pedro responde a Comitê pour l’Abolition de l’
Esclavage  fim da escravidão é questão de forma e
oportunidade. Será dada máxima oportunidade após a
Guerra do Paraguai

Não queria contrariar o imperador


O conselho
Nem aos seus interesses escravocratas
TEMA PROPOSTA DO GOVERNO EMENDAS
“Considerados de condição livre e havidos por “Considerados de condição livre e havidos
NATUREZA JURÍDICA DOS
ingênuos”. por ingênuos”  evitar redundâncias.
NASCITUROS
Princípio condição do filho segue a da mãe.
PECÚLIO/ALFORRIA Escravo tem $$$ para alforria  SR deve Cria 2 situações
FORÇADA conceder alforria. • SR não decide 
Se não  autoridade pública decreta doações/heranças/legados
Inviolabilidade da liberdade. • SR decide  trabalhos e economias.
vontade senhorial Desorganizar a produção &
comprometer a disciplina das fazendas
EXECUÇÃO DA LEI: MATRÍCULA
(ART. 8º)
(VISÃO DOS SENHORES DA LEI)
• Requisito para aplicação do Escravo não matriculado presume-se livre Só serão livres os escravos não
fundo de emancipação e independente das razões matriculados por culpa ou omissão do SR.
outros dispositivos
• Nome, sexo, estado, aptidão
para o trabalho e filiação
• Destinado a promover, anualmente, a libertação do > nº de escravos possível.
• Composição: taxas de escravos; impostos sobre transmissão da propriedade escrava; multas decorrentes
da aplicação da lei; recursos orçamentários
FUNDO DE PARTICIPAÇÃO (ART. • Regulamento 13/09/1872  Critérios para alforriar: famílias a indivíduos; cônjuges escravos de ≠s SRs,
3º) etc.
• 1876  230 escravos alforriados de uma população de 1 milhão de escravos no Brasil.
20/9/1876  Governo determinava mudanças no regulamento para simplificar o processo. Problemas
continuaram.
Porque o governo aceitou? Aumentava a possibilidade de aprovar a lei; deixava a oposição sem argumento e legava para a execução a batalha de considerá-
los ingênuos na prática.

LIBERTO INGÊNUO
A criança nasceu escrava para ser libertada Cria-se uma ficção jurídica (ventre-livre) para
combater outra ficção jurídica (direito de escravizar
humanos)
Há direito de propriedade do senhor sobre a criança Não há direito de propriedade sobre a criança
Possibilidade de indenização Possibilidade de ressarcimento
Cap VI/Art. 94 Constituição do Império Não existia interdições; desde que cumprissem os
• Podiam votar nas eleições indiretas, mas não nas outros requisitos de cidadania poderiam ser eleitos.
secundárias.
• Eram votantes; não eram eleitores ou elegíveis
• Funções públicas para as quais se ascendiam por
eleição ficavam-lhes interditas.
EXEMPLO DA PENDENGA: JUIZ DE PAZ EM NITERÓI.

• Caetano Luiz Machado (Jurujuba/Niterói) impetra recurso contra a eleição do juiz de paz
João José da Costa alegando os impedimentos do art. 94 da constituição + vários documentos
para comprovar que o juiz de paz era filho de ventre escravo, não sendo elegível.
• Documentos  SR de Albiana (mãe de João) lhe concedeu liberdade. Ou seja: nascera escravo
e fora libertado. Era liberto e não ingênuo.
• Vigário  Sabia por ouvir dizer que João nascera de ventre escravo.
• João era fazendeiro abastado (situação de exceção)
• Por mais rico que fosse deveria conviver sempre com investigações sobre sua origem
OS PROPRIETÁRIOS FRENTE À ABOLIÇÃO  4 segmentações econômico-geográficas

REGIÕES ECONÔMICO -GEOGRÁFICAS POSTURA


• A favor da preservação da escravidão.
• Dispunham de abundante mão de obra livre.
Regiões de grande agricultura do nordeste
• Não tomaram nenhuma atitude contra as possíveis
conseqüências do fim da escravidão  busca de imigrantes].
Regiões de pequena propriedade/pecuária Caminharam com tranqüilidade para abolição
• Dispunham de suficiente estoque de mão de obra escrava.
• Região economicamente decadente em função do declínio de
Regiões do Sul cafeicultor decadente
produtividade das terras
• Se manteve escravista até o final.
• Possuidora de terras mais produtivas e sedentas de mão de
obra.
• Importação de mão de obra de imigrantes sem abrir mão da
Sul cafeicultor próspero
escravidão.
• Atitude pragmática; não derivou de nenhum cálculo sobre a
> ou < produtividade de um ou outro tipo de mão de obra.