Você está na página 1de 9

É a fusão da preposição “a” com: I) Artigo a(s)

João voltou

cidade natal.

Os documentos foram apresentados

Volta

aulas.

Vou

feira

Obedece

norma.

A) Nunca ocorre crase

juíza.

1. Diante de palavras masculinas:

Andou

cavalo.

2. Diante de verbos:

Começou

berrar.

Ficamos

admirálos.

3. Nas expressões formadas por palavras repetidas:

Cara

cara, frente

frente, gota

gota, de ponta

ponta.

4.

Diante de pronomes oblíquos (mim, ti, si, nós, vós, ele, ela, eles, elas): Dirigiu

a

palavra

ela.

5.

Diante de pronomes indefinidos (alguém, ninguém, tudo, nada, algo, cada, outrem, mais, menos, demais,

algum, nenhum, todo, muito, certo, um, bastante, qualquer):

Obedecia

todos.

Obs.: Evidentemente, se o pronome admitir artigo, haverá crase:

Não fale nada

outras garotas.

6. Diante de pronomes demonstrativos (este(s), esse(s), esta(s), essa(s), isto, isso): Não foi

esta festa.

Obedeci

Vossa Senhoria.

8. Quando um a (sem o s de plural) estiver diante de uma palavra no plural:

Referia

se

cidades pequenas.

Obs.:

Referia

se

cidades pequenas.

9. Antes de artigo indefinido:

Dirigiu se

uma cidade distante.

10. Antes dos pronomes relativos que (quando o a que o precede for uma preposição), cujo, quem:

Ali havia uma árvore

cuja sombra eu desejava.

cuja sombra eu me dirigi.

Esta é a vida

que aspiramos.

que sonhamos.

A pessoa

Obs.:

A jovem

quem me refiro estuda neste colégio.

quem ele saiu.

a qual me refiro mora em São Paulo.

a qual ele saiu

a qual ele ama

12. Quando a preposição a estiver precedida por outra preposição: Viajou

para

Itália.

B) Sempre ocorre crase

I) Com artigo:

1. Hora especificada: Chegamos

oito horas.

Chegamos

oito horas.

Chegou

uma hora.

Chegou

uma hora em ponto.

Chegará daqui oito horas. Obs.:

Estou aqui desde

oito horas.

Chegou após

oito horas. Obs.:

De 9 a 10 horas

Das 9 às 10 horas

2. Diante da palavra moda da expressão à moda de, mesmo que a palavra moda fique

subentendida:

Poesia

Manuel Bandeira.

Gol

Pelé.

Calçados

Luís XV.

Cabelos

Sansão.

3. Nas expressões adverbiais femininas: Saiu

pressas

vezes, ele estuda

Ficou esquerda Escrever

 

máquina.

Fechar

chave.

4.

Nas locuções prepositivas femininas:

Estou

beira do rio.

* à procura de, à vista de, à custa de, à razão de, à mercê de, à maneira de, a fim de.

5. Nas locuções conjuntivas formadas por palavras femininas

Sua tristeza aumentava

medida que os amigos partiam.

6. Antes da palavra terra especificada

Chegou

terra.

Chegou

terra dos pais.

Visitou

terra dos pais.

7. Antes da palavra casa e da palavra distância especificada

Chegou

casa.

Voltou

casa amarela.

Visitou

casa amarela.

É necessário vêlos

distância. Achava

se

distância de cem metros.

Achava se

cem metros de distância.

8. Crase diante de nomes de lugar

Quem vai e vem da

Quem vai e vem de

Roma.

Voltou Curitiba. Foi

artigo há

crase pra quê? Foi

França. Retornou

Argentina.

Irão

Colômbia.

Visitou

Colômbia.

Referiu se

Londres do século 19.

II) Com os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo, a(s)

Haverá crase com os pronomes demonstrativos aquele (s), aquela (s), aquilo sempre que o termo

antecedente exigir a preposição a .

Não irás aquela festa.

Vou aquele cinema.

Muitos são insensíveis aquilo. Li

a que você indicou.

Refirome a que você namora.

A capitania de Minas Gerais estava unida a de São Paulo. Falarei

as que quiserem me ouvir.

Esta anedota é semelhante a que meu professor contou.

C) Pode ou não ocorrer crase (crase facultativa)

1. Diante de nomes de pessoas do sexo feminino: Ele

fez alusão

Joana.

2. Diante de pronomes possessivos adjetivos femininos.

Referia se

minha apostila e

tua. Pronome

possessivo:

Leu

meu texto e

teu.

Leu

minha redação e

tua.

Referia se

minha redação e

 

tua.

3. Depois da preposição até.

Fomos até

porta.

Obs.:

A onça a cobra matou.

I)

Exercícios de fixação

01)

Use o acento indicativo de crase:

1.

Fui a aula em companhia de outros colegas.

2.

Ele fez referência a análise feita por nós.

3.

Não conheço as que chegaram.

4.

Entregou a alma a Deus.

5.

Ela se referia as que chegaram.

6.

Apresentou lhe a professora.

7.

Apresentou o a professora.

8.

Era uma calça semelhante a que o professor usava.

9.

Ele desconhecia aquela lei.

10.

Ele não obedecia aquela lei.

11.

Não me refiro aquilo.

12.

Não li aquilo.

13.

Esta é a regra a qual fiz alusão.

14.

Esta é a regra a qual desconhecia.

15.

Esta é a criança a quem fiz referência.

16.

Esta é a criança a qual fiz referência.

17.

Ela se dedica a empresa e obedece as leis.

18.

O juiz, indiferente as súplicas, condenou o réu.

19.

Nas próximas férias, iremos a Suécia e a Portugal.

20. Viajaremos a Londres.

21. Já fomos a Pernambuco e a Goiás.

22. Também fomos a Manaus e a progressista Belém.

23. As vezes, os alunos saem as escondidas.

24. A reunião vai das oito as dez horas.

25. A reunião vai durar de oito a dez horas.

QUESTÕES DE PROVAS

01) (FCC / TRF 5ª REGIÃO / TÉCNICO JUDICIÁRIO) O respeito

organização dos grupos sociais, permitindo, dessa forma,

As lacunas da frase acima estarão corretamente preenchidas, respectivamente, por: (A) a à – a (B) a à – à (C) à a a

(D) a a – à (E) à à – a

uma série de regras foi fundamental

evolução da humanidade.

02) (FCC / TRT 7ª REGIÃO / ANALISTA JUDICIÁRIO) Pela internet, um grupo de jovens universitários

buscou a melhor formar de ajudar

vítimas de

enchentes em Santa Catarina, e um deles foi cidade.

As lacunas da frase acima estarão corretamente preenchidas, respectivamente, por: (A) as a – a (B) às à – a (C) as à à

(D) às a – à(E) as a – à

Itapema, disposto

colaborar na reconstrução da

03) (FCC / MPE SE / TÉCNICO DO MP) Os objetivos

Direitos Humanos referiamse

planeta. As lacunas da frase acima estarão corretamente preenchidas, respectivamente, por:

que se propunham os idealizadores da Declaração dos

mais diversas populações do

criação de situações favoráveis de vida

(A)

à à – as (B) à à – às (C) à a as

(D)

a à – às(E) a a – às

04) (FCC / BANCO DO BRASIL / ESCRITURÁRIO) Quando comparado

parecem ser bem maiores

Os espaços pontilhados da frase acima estarão corretamente preenchidos, na ordem, por:

outras aves, os tucanos

quem os observa,

voar na natureza.

(A) às a a

(B) às à a (C)

as a a (D) às a à (E) as à – à

05) (FCC / INFRAERO / TÉCNICO DE EDIFICAÇÕES) Neurologistas têm se dedicado

muda no cérebro

resgatar informações abstratas diminui, enquanto a propensão

Preenchem corretamente as lacunas da frase acima, respectivamente:

investigar o que

medida que envelhecemos; segundo alguns estudos, a aptidão da memória para

divagar aumenta.

(A)

a

a

a

(B)

a

à

a

(C)

à

a

à

(D)

a

à

à

(E)

à à – à

06) (FCC / DPE RS / DEFENSOR PÚBLICO) A crase é facultativa em SOMENTE uma alternativa abaixo.

(A)

por

toda sua carreira graças a pontas de cigarro

(B)

chegou",

disse a promotora pública no caso, Kathleen Rice . (C)

receber

pena de 25 anos a prisão perpétua

(D)

ligou

Roger Williams a uma ponta de cigarro

(E)

dentro

de seu carro em frente a sua casa

07) (CESPE / UNB / TST) O cenário econômico otimista levou os empresários brasileiros a aumentarem a formalização do mercado de trabalho nos últimos cinco anos. As contratações com carteira assinada cresceram 19,5% entre 2003 e 2007, enquanto a geração de emprego seguiu ritmo mais lento e aumentou 11,9%, segundo estudo comparativo divulgado pelo IBGE. In: Correio Braziliense, 25/1/2008 (com adaptações). No primeiro período do texto, a partícula “ a” ocorre tanto como preposição quanto como artigo: a primeira ocorrência é uma preposição exigida pelo emprego do verbo “levou” ; a segunda ocorrência é um artigo que determina “ formalização” .

08) (CESPE / UNB / TRE GO / ANALISTA) O conceito era sempre aplicado, isto é, remetia a uma história vivida que pudesse ou não ser comprovada. Preservam se as relações de regência de “remetia ”, bem como a correção gramatical do texto, ao se inserir um sinal indicativo de crase em “ a uma história ”.

09) (CESPE / UNB / TCE RN / SUPERIOR) Mas até o Iluminismo, no século XVIII, a humanidade não recorreu a teses raciais para justificar a escravidão — tratava se de uma decorrência natural das conquistas militares.

A ausência do sinal indicativo de crase em “a teses ” indica que o substantivo está sendo usado em sentido generalizado, sem a determinação marcada pelo artigo.