Você está na página 1de 7

Comemorações … do Centenário da República e do Centenário da Comemoração do Dia Internacional da Mulher

A

EDUCAÇÃO FÍSICA NA 1ª REPÚBLICA

- LEGISLAÇÃO PUBLICADA

Questão: neste período da nossa história, a educação física começou a ter um papel importante na educação e no desenvolvimento integral da criança de ambos os sexos? Consulta a legislação publicada para que possas fundamentar a tua resposta, partilhando os destaques mais apropriados no blogue: http://www.lersemmedo.blogspot.com/

INSTRUÇÃO PRIMÁRIA - Decreto de 29.03.1911

73, 30.03.1911)

Reorganizando os serviços da instrucção primaria. (DG n.º

. [Do ensino infantil, primario e normal. Da Direcção do ensino. Art.º 1.º A Direcção do ensino

infantil, primario e normal, enquanto se não organiza o Ministerio da Instrução Publica, pertence ao Ministerio do Interior, que a exercerá por intermedio da Direcção Geral da Instrução Primaria, da Inspecção

do Ensino Primario e da Secção de Instrução Primaria do Conselho Superior de Instrução Publica (

).

Art.º

6.º O ensino infantil, sob a forma de lição de cousas e como preparação para o ensino primario,

comprehende: (

)

4.º (

)

Jogos livres e outros exercicios, que sirvam para educar os sentidos e concorram

para o desenvolvimento physico da criança.

Do objecto, categoria e graus de ensino.Art.º 3.º Haverá duas

categorias de ensino: infantil e primario. (

)

Art.º 5.º O objecto do

ensino infantil

é

commum aos dois sexos

e tem em vista a educação e desenvolvimento integral, physico, moral e intellectual das crianças, desde os quatro aos sete annos de idade, com o fim de lhes dar um começo de habitos e disposições, nos quaes se

possa apoiar o ensino regular da escola primaria

(

)

Art.º 9.º

Constituem objecto do ensino primario

elementar: (

)

4.º Hygiene individual; gymnastica; jogos educativos e especialmente os nacionaes. §

único. Neste grau de ensino, que durará tres annos, nenhuma criança se poderá matricular com menos de

sete annos de idade.

(

)

Art.º 10.º Constituem objecto do ensino primario complementar: (

)

4

Desenvolvimento da hygiene; jogos, gymnastica; passo e attitudes militares

,

e exercicios militares para o

sexo masculino.

(

)

§ único. Neste grau de ensino, que durará

dois annos

,

nenhuma criança se poderá

matricular com menos de dez annos de idade e sem exame do grau elementar. Art.º 11.º O ensino primario superior será professado em tres annos e constituido pelas disciplinas constantes no seguinte quadro: ( )

16.ª Educação physica, exercicios militares, gymnastica, jogos, natação, remagem, etc.; 17.º Musica e canto coral. § 1.º Estas materias constituem um curso geral de tres annos. § 2.º Ninguém poderá matricular-se neste grau de ensino, cujo curso será de tres annos, com menos de doze annos de idade e sem exame do

curso complementar, ou transitoriamente, do segundo grau da antiga lei. (

)

Das escolas de instrução

primaria. (

)

Art.º 22.º As escolas infantis serão installadas em edificios proprios, construidos em terrenos

vedados, que sejam isolados de outras construções e da via publica, e com espaço bastante para

plantações, recreios e jogos ao ar livre. (

)

Do magisterio primario. Art.º 81.º Para o exercicio official do

magisterio primario

é necessario possuir titulo de habilitação legal conferida pelas escolas normaes. § 1.º

Enquanto não existir pessoal habilitado

para as escolas infantis,

poderão

ser providas, nas escolas que se

criarem, as actuaes professoras primarias. (

 

)

Do ensino primario normal. Do ensino. Art.º 106.º As escolas

normaes primarias são destinadas a formar professores primarios. (

)

)

Art.º 110.º O curso geral é ministrado Educação physica (jogos e gymnastica);

em quatro annos e as materias do seu ensino são as seguintes: (

generalidades de educação militar. (

)

Art.º 112.º Para o sexo masculino haverá, em especial: 1.º Trabalhos

manuais e agricolas; 2.º Exercicios militares e de natação. (

)

Art.º 114.º

 

haverá annexas às escolas

normaes, as seguintes instituições auxiliares: (.-

)

4.º Gymnasio e parque de jogos.] .NB Segundo o

Decreto n.º 11.730, de 15.06.1926, o ensino complementar primário foi obliterada com a criação das Escolas Primárias Superiores, com o Decreto n.º 5.504, de 05.05.1919, que substituem as anteriores

Escolas Normais de Lisboa, Porto e Coimbra.

 

GINÁSTICA TEATRAL - Decreto de 22.05.1911 - Institui em Lisboa uma escola denominada "Escola de Arte de Representar". (DG n.º 121, 25.05.1911) (M.Interior). Art.º 4.º - O ensino é feito em três anos e será

professado em oito cadeiras

§ 1.º - Todos os alunos da Escola da Arte de Representar receberão lições

:

(

)

de dança e de ginástica teatral. ( Art,º 18.º - A ginástica teatral será regida, de preferência, por um

professor de esgrima.

)

ESCOLAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA - Decreto de 26.05.1911 - São criadas duas Escolas de Educação Física, anexas às Universidades de Lisboa e Coimbra, para formar professores de educação física. (DG n.º 124, 29.05.1911) (M.Interior). Era um curso de 3 anos e figurava no programa a prática da educação física. Pelo art.º 5.º, as cadeiras de Higiene geral e escolar e de Pedologia, antropometria e higiene dos exercícios físicos serão dados por professores ou primeiros assistentes das Faculdades de Medicina. Pelo art.º 7.º a cadeira de Prática de educação física será provida por indivíduos habilitados com o diploma de professor de educação física da Escola. Art.º 11.º-A Escola terá anexos um ginásio modelo, campo de jogos, e utilizará os laboratórios e museus das universidades que forem necessárias ao ensino e segundo regulamentos que a seu tempo serão decretados. Art.º 18.º- Ninguém pode exercer a profissão de professor de educação física, sem ser diplomado pela Escola de Educação Física. §único. Exceptuam-se os professores exclusivamente aplicados ao ensino da esgrima, box, natação, equitação, ginástica atlética e desportos, quando exerçam apenas esse ensino e não o apliquem a indivíduos menores de 16 anos. Art.º 19.º- O Governo exercerá a fiscalização sobre o ensino particular da educação física quer no que diz respeito aos métodos e habilitações dos professores, quer no que se refere às condições materiais e higiénicas dos locais em que se pratica, podendo mandar fechar qualquer estabelecimento, caso não sejam, depois do primeiro aviso, cumpridas as indicações das autoridades competentes. Art.º 20.º- Em nenhum estabelecimento público ou particular se pode ensinar ou aplicar ginástica ortopédica, correctiva ou com qualquer outra designação, mas com fim médico ou terapêutico, sem o estabelecimento ser dirigido por médico diplomado numa das Faculdades de Medicina da República. Art.º 21- No ensino particular será obrigatório o ensino da educação física, que será ministrado por um professor diplomado e nas condições que a seu tempo serão decretadas. Art.º 22.º- Nenhum internato será autorizado sem ter o material necessário para o ensino da educação física, ginásio e campo de jogos. Art.º 23.º- Enquanto não forem publicados os programas e regulamentos necessários para a execução deste decreto, o ensino da educação física nas escolas oficiais continuará como actualmente. Art.º 24.º As Municipalidades promoverão que nos jardins públicos se arranjem clareiras com telheiros, onde as escolas primárias elementares e complementares próximas, que não possuam

Art.º 28.º São suprimidos os lugares

de inspector e sub-inspector do ensino de ginástica sueca, ficando os respectivos funcionários considerados

[ Pelo texto do Decreto n.º 7 246, de 22.01.1921, o presente

terrenos para jogos , possam ministrar o ensino da educação física. (

como professores oficiais de ginástica.(

)

)

decreto nunca foi executado ]. [ FOTOCÓPIA ].

REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO - Decreto de 26.06.1911 - Nomeia uma comissão para organizar um projecto de reforma do ensino secundário. (DG n.º 147, 27.06.1911). PROFESSOR DE GINÁSTICA - Decreto de 28.06.1911 - Substituindo o professor de ginástica do Liceu de Camões. (DG n.º 155. 06.07.1911) (M.Interior). Art.º 1.º - Atendendo à proposta da Direcção-Geral da Instrução Secundária, Superior e Especial; Considerando que as nomeações dos professores de ginástica têm um carácter provisório: Hei por bem nomear João Rouband, do lugar de professor de ginastica do Liceu de Camões, por se achar impossibilitado de exercer as funções do seu cargo, e nomear para o substituir o professor auxiliar Carlos Gonçalves, visto ser considerado como professor pelo art.º 28.º do decreto com força de lei de 26 de Maio último. Paços do Governo da República, 28 de Junho de 1911. = O Ministro do Interior, António José de Almeida.

REGULAMENTO DO ENSINO PRIMÁRIO - Decreto de 26.07.1911 - Inserindo e mandando pôr em execução o primeiro capítulo do regulamento do ensino primário. (DG n.º 173, 27.07.1911) (M.Interior). Art.º 1.º - O ensino primário elementar é obrigatório para todas as crianças em idade escolar, isto é, cuja idade, à data da matrículas, se compreender entre os sete e os catorze anos. (

SANIDADE ESCOLAR - Decreto de 02.08.1911 - Regulando os serviços de sanidade escolar. (DG n.º 181, 05.08.1911) (M.Interior). Art.º 1.º - Os serviços de sanidade escolar compreendem tudo o que diz respeito à higiene dos alunos e professores, bem como às condições médico-pedagógicas dos edifícios escolares e dos

Art.º 6.º - O

meios de ensino, a fim de garantir o normal desenvolvimento físico e mental do aluno. (

médico escolar visitará a meúde as aulas, ginásios e demais locais escolares para se certificar das suas condições higiénicas e se são cumpridos os preceitos determinados com o fim de as assefurar, dando

2

).

conhecimento imediato ao reitor de qualquer irregularidade encontrada, a fim de ser prontamente

remediada. (

durante o ano lectivo as observações antropométricas e os exames organo-anatómicos dos alunos que se

matricularem pela primeira vez no liceu

pelos professores de educação física, que as registarão devidamente no mapa (modelo D) anexo a este

dos médicos

escolares. (

estatística do serviço antropométrico a seu cargo. (

devidamente fundamentada do médico escolar, dos reitores ou directores dos respectivos estabelecimentos de ensino, adoptar as providências adequadas ao afastamento das causas de perversão para os alunos, que porventura existam nas proximidades das escolas, e ainda de qualquer ramo de indústria, comércio ou exploração, que possa prejudicar a saúde dos alunos ou o exercício do ensino.

regulamento. Para este efeito

Art.º 14.º - O médico escolar, coadjuvado pelos professores de ginástica, organizará a

Art.º 46.º - O Governo poderá, sob proposta

)

Art.º 8.º - Os médicos escolares envidarão os maiores esforços para promover e executar

1.º As observações serão feitas, sob a direcção do médico escolar,

os

professores de educação

física

)

receberão

instruções

)

ESCOLAS NORMAIS - Decreto de 23.08.1911 - Regulando o funcionamento das Escolas Normais. (DG n. º

197, 24.08.1911) (M.Int.). Art.º 1.º - As escolas normais primárias são destinadas a formar professores

primários. (

Lisboa, Porto e Coimbra. (

ensino são as seguintes: ( 18Educação física (jogos e ginástica); generalidades sobre educação militar.

Art.º 7.º - Para o sexo masculino haverá em especial: 1.º Trabalhos manuais e agrícolas; 2Exercícios

Art.º 14.º - A secção de ciências aplicadas divide-se em três grupos: 1.º grupo -

[ Dos exames ] Art.º 90.º - As provas

§

§ 2.º As lições de

de educação física, que fará a crítica pedagógica

)

Art.º 2.º - No território da República, haverá três escolas normais primárias com sede em

)

)

)

Art.º 5.º - O ensino geral é ministrado em quatro anos, e as matérias do seu

)

). (

militares e natação. (

Educação física - Ginástica, jogos, exercícios militares, natação. (

constam:

c) De uma prova teórica e prática de ginástica. (

)

[ Da prática dos alunos ] Art.º 117.º -

) Art.º 119.º -

único. As aulas de educação física serão separadas para os dois sexos. (

ginástica devem ser dirigidas pelo professor ou professora

ginástica devem ser dirigidas pelo professor ou professora da lição logo que as crianças saiam do
ginástica devem ser dirigidas pelo professor ou professora da lição logo que as crianças saiam do
ginástica devem ser dirigidas pelo professor ou professora da lição logo que as crianças saiam do

da lição logo que as crianças saiam do gimnásio. [ No programa curricular a educação física é dada em duas horas semanais ]. Há rectificações no DG n.º 206, 04.09.1911. ESCOLAS INFANTIS - Decreto de 23.08.1911 - Aprovando o programa das escolas infantis. (DG n.º 198, 25.08.1911) (M.Int.). Bases para o programa de educação física. O desenvolvimento físico nas escolas infantis obtem-se por meio de exercícios e jogos metódica e racionalmente organizados s aplicados, sem

Completam a educação física os mais escrupulosos

nada haver ainda de ginástica sistematizada. (

cuidados no asseio, alimentação e vestuário das crianças, na ventilação, distribuição de luz nas salas, capacidade e temperatura destas, etc

)

CASA PIA - Decreto de 04.11.1911 - Substituindo o capítulo I do regulamento dos serviços da Casa Pia de

Lisboa. (DG n.º 261, 08.11.1911) (M.Int.). (

conforme as suas idades, inteligência, aplicação, comportamento, aproveitamento, vocação e aptidões para

receber o ensino: No internato:

por meio do ensina da ginástica e exercícios militares, da dos jogos e desportos, dos trabalhos manuais e até do canto, a desenvolver harmonicamente as faculdades físicas, fortalecendo a saúde e tornando o indivíduo robusto, destro, resoluto e senhor de si mesmo.

§ 4.º A educação e instrução física visará,

Art.º 2.º - A Casa Pia de Lisboa ministrará aos seus alunos,

)

A educação e instrução física;

MANUAL DE GINÁSTICA - Portaria de 05.11.1911 Determinando que seja approvado e mandado seguir nos lyceus e escolas municipaes secundarias do reino o Manual de Gymnastica, de António Martins. (DG n.º 253, I Série, 8.11.1911).

ESCOLAS NORMAIS - Portaria de 22.11.1911 - Mandando que sejam convidados os candidatos a

determinadas cadeiras das novas escolas normais, para apresentarem os seus documentos no prazo de

manda o Governo da República Portuguesa que sejam

convidados os candidatos a apresentar os seus documentos durante quinze dias subsequentes à publicação

quinze dias. (DG n.º 274, 23.11.1911)

desta portaria, para o preenchimento, em cada uma das escolas normais de Lisboa, Porto e Coimbra, das

3

cadeiras que constam da seguinte relação: ( grupo da secção de ciências aplicadas); (

)

Educação física - ginástica, jogos, exercícios militares (1.º

1912

ENSINO NORMAL PRIMÁRIO Projecto de Lei de 30.05.1912 Declarando em vigor, enquanto se não procede à revisão do decreto de 29 de Março de 1910, o disposto na legislação de 1901, na parte respeitante ao ensino normal primário (Câmara dos Deputados) (DG n.º 128, 01.06.1912).

1913

GOLF NA CASA PIA - Lei n.º 2, de 30.06.1913 - Autoriza a construção de um pavilhão destinado ao jogo do golf .(DG nº 151, I Série, 01.07.1913) (M.Fom.). Art.º 1.º- Fica o Governo autorizado a construir na cerca da Casa Pia de Lisboa um pavilhão destinado ao jogo do Golf, que ficará para todos os efeitos pertencendo ao Estado.

ASSOCIAÇÃO ESCOLAR - Despacho de 02.08.1913 - Louva a Associação Escolar do Liceu de Pedro Nunes. (DG

nº 180, 04.08.1913). [Atendendo aos serviços prestados à causa da educação pela Associação Escolar do

Liceu de Pedro Nunes, com a realização de frequentes festas artísticas e desportivas de grande alcance

educativo: manda o Governo da República Portuguesa que os corpos gerentes dedicação, competência e zelo de que têm dado provas no exercício dos seus cargos].

louvados pela

de

sejam

1914

PROFESSOR DE GINÁSTICA - Decreto de 14.02.1914 Nomeando provisoriamente um professor de gimnástica para o Liceu de Póvoa de Varzim. (DG n.º 103, II Série, 05.05.1914). [Demitido Maximiano Maria Rodrigues Pereira por abandono do lugar, e nomeado provisoriamente o tenente de Infantaria n.º 18 Joaquim Peixoto Martins Mendes Norton]

ADMINISTRAÇÃO INTERNA LICEUS - Decreto n.º 503, de 20.05.1914 - Insere disposições sobre administração interna dos liceus. (DG n.º 78, I Série, 20.05.1914, com rectificações no DG n.º 79, I Série,

21.05.1914) (M.Inst.Públ.). (

)

Art.º 15.º- Quando haja longos intervalos entre as aulas,

o reitor procurará

, promovendo, pelos meios ao seu alcance, a sua ocupação nos

jogos, exercícios físicos, trabalhos manuais, etc., dentro do liceu e, quando isso não seja possível, nas suas imediações.

evitar que os alunos se conservem ociosos

ENSINO NORMAL PRIMÁRIO - Lei n.º 233, de 07.07.1914 Reorganizando os serviços de ensino normal primário. (DG n.º 111, I Série, 07.07.1914). [Art.º 1.º -São criadas tres escolas normais, respectivamente em Lisboa, Coimbra e Porto, mandando o Governo proceder à sua instalação completa até Setembro de 1916, em substituição das actuais escolas do ensino normal e de habilitação ao magistário (…). Art.º 2.º - (…) as suas disciplinas distribuem-se por três anos, compreendendo: (…) § 2.º Constituem os cursos práticos: d) Gimnástica pedagógica (…). Art.º 3.º - Junto de cada uma das escolas normais haverá as seguintes instituições: (…); d) Campo de jogos (…)].

1915

LICEU MARIA PIA - Decreto n.º 1 637, de 11.06.1915 - Cria junto do Liceu de Maria Pia um

(DG n.º 110, I Série,

curso especial de educação feminina paralelo ao de instrução secundária

.

11.06.1915). Art.º 5.º- A organização dos horários será feita de acordo com os conselhos escolares

tendo porém em vista que, exceptuando as aulas de matemática e as de trabalhos práticos deverão realizar-se no segundo tempo diário.

educação física

, as aulas de

INSTITUTO

regulamento do Instituto Feminino de Educação e Trabalho. (DG n.º 177, I Série, 04.09.1915) (Ministério da

Guerra). No art.º 8.º, no pessoal docente, não figura o da

Art.º 114.º- Como elemento

DE EDUCAÇÃO E TRABALHO - Decreto n.º 1 868, de 12.06.1915 - Aprova o

FEMININO
FEMININO
educação física
educação física

. Art. 44.º- À médica

)

compete:

9.º Superintender no ensino da ginástica e na prática dos jogos físicos. (

4

Art.º 116.º- Além destas

)

Art.º 121.º- Os jogos a que se refere o art.º 114.º, serão o cricket, lawn-tennis, bola, paciência, bilhar e

Art.º 113.º-O curso de

educação física, que tem por fim conservar a saúde entre as alunas, torná-las robustas, e ágeis e graciosas, é professado durante todo o tempo em que as alunas permaneçam no Instituto e compreenderá as seguintes disciplinas: a) Ginástica, b) Jogos; c) Danças; d) Passeios. § único. Os jogos, danças e passeios serão

Poderão ser

escolhidos cuidadosamente e executados sob a vigilância das professoras durante os recreios

autorizados exercícios de patinagem, bicicleta, remo e natação, para os quais se adquirirá o preciso

outros próprios para desenvolver a agilidade, iniciativa e engenho das educandas. (

festas haverá aos domingos sessões educativas que constarão de:

educativo proporcionar-se-ão às alunas festas, divertimentos, jogos e brinquedos

4.º Partidas de jogos, gincana, etc. (

)

material. (

)

Art.º 262.º-

haverá no Instituto os seguintes estabelecimentos e dependências:

9.º

Ginásio;

14.º Jogos Escolares. (

)

Art.º 313.º- O ginásio e respectivo material estarão a cargo da

professora encarregada deste ensino, que terá os deveres de vigilância consignados aos outros chefes de

serviço. § único. Na parte técnica serão os exercícios regulados de acordo com a médica.

LICEU MARIA PIA - Decreto n.º 1 802, de 07.08.1915 - Aprova o regulamento do curso especial de educação

) Art.º 5.º-

Art.º 7.º- No corpo

Art.º 19.º- O provimento do lugar de

do período complementar (4.º ano) regular-se-á pela legislação que vigorar

feminina. (DG n.º 154, I Série, 07.08.1915, com rectificações no DG n.º 158, I Série, 12.08.1915). (

Do 1.º ao 4.º ano há duas horas semanais de educação física, e nenhuma no 5.º ano. (

 

docente há lugar para uma professora de educação física

.

professora de educação física

 

(

)

)

para a instrução secundária quando existam candidatas nessas condições, preferindo porém as que apresentarem a carta do curso de medicina e a certidão de curso especial pelo menos no seu período elementar.

ORÇAMENTO MINISTÉRIO INSTRUÇÃO PÚBLICA - Lei n.º 410, de 31.08.1915 - Insere o orçamento do

Ministério de Instrução Pública. (DG n.º 181, I Série, 09.09.1915). (

contratar dois professores para o ensino de música e ginástica na Escola Normal de Coimbra, com o

vencimento de 200$ anuais cada um. (

Art.º 16.º- Fica o Governo autorizado a

)

)

Art.º 22.º-

São criadas cem missões móveis especiais contra o

analfabetismo feminino.

) (

Art.º 27.º- Da verba de 200.000$, para subsídios para construções escolares,

para a instalação de

fica o Governo autorizado a aplicar um ginásio, balneário

no corrente ano económico a verba de 8.500$

ESCOLA NORMAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA Decreto n.º , de 24.12.1915 Projecto da Escola Normal de educação Física.

(1918 1926) - Decreto n.º 4.152, de 23.03.1918 Aprovando o regulamento geral para

os institutos do sexo feminino integrados na Provedoria Central da Assistência de Lisboa, anexo ao mesmo

figura no programa

decreto. (DG n.º 89, I Série, 27.04.19180). Ministério do Interior. [A educação física

apesar de haver menores dos 7 aos 10 anos (1.ª Secção), dos 10 aos 13 (2.ª Secção), dos 13 aos 16 (3.ª Secção), e dos 16 até à saída do instituto (4.ª Secção)].

INSTITUTO DO SEXO FEMININO

não
não

LICEU DE CASTELO BRANCO - Decreto n.º 4.353, de 01.06.1918 Cedendo ao Liceu de Castelo Branco, a título de venda, 500 metros quadrados de terreno para construção de um ginásio anexo ao referido Liceu. (DG n.º 123, I Série, 05.06.1918). Secretaria de Estado da Justiça e dos Cultos. [Mediante o preço de $03 por cada metro quadrado].

INSTITUTO DO PROFESSORADO PRIMÁRIO - Decreto n.º 4.463, de 23.06.1918 - Cria sob a directa

dependência do Secretariado de Estado da Instrução Pública e com sede em Lisboa, e sucursais em Coimbra

e Pôrto, um internato de educação moral e profissional para os filhos dos professores primários,

denominado Instituto do Professorado Primário. (DG n.º 140, I Série, 26.06.1918).Secretaria de Estado da Instrução Pública. [Art.º 3.º O internato dura dos 6 aos 19 anos, sob regime de coeducação até aos doze

anos. (

Art. 5.º- No Instituto serão ministrados os seguintes cursos: a) Instrução primária; b) De habilitação

)

5

ao exame de admissão às Escolas Normais Superiores (

)

d) De prática e correspondência comercial em

língua francesa e inglesa; e) Comercial (

).]

A educação física

não
não

figura.

REFORMA SERVIÇOS INSTRUÇÃO SECUNDÁRIA - Decreto n.º 4 650, de 14.07.1918 - Reformando os serviços da instrução secundária. (DG n.º 157, I Série, 2.º Suplemento, 14.07.1918). Art.º 1.º - Nos cursos complementares a aula de ginástica poderá constar de jogos próprios da escola e da idade dos alunos e doutros meios de educação física. O art.º 12.º refere que haverá 2 horas semanais de ginástica, do 1.º ao

5.º ano, em quatro sessões de trinta minutos cada uma e 1 hora semanal de ginástica para os 6.º e 7.º anos.

O art.º 21.º refere que o ano lectivo termina em 30 de Junho excepto para os 3.º, 4.º e 6.º anos que acabam

de cultura intelectual e provas de

cultura física. (

não são eliminatórias. (

serão nomeados pelo Governo, mediante concurso documental, de entre os indivíduos habilitados com o curso normal de educação física que oportunamente for organizado. Art.º 85.º- O vencimento dos professores efectivos de educação física será de 720$ anuais pagos em duodécimos. É-lhes concedido o aumento de 120$ anuais aos cinco, dez e quinze anos de serviço e terão direito ao subsídio de residência

fixado para os restantes professores, quando pertençam aos quadros dos liceus de Lisboa, Porto e Coimbra.

§ único. Os vencimentos dos professores agregados de educação física serão oportunamente afixados. Art.º 86.º- Os professores de educação física são obrigados ao mesmo número de horas de serviço semanal que todos os outros professores, podendo-lhes ser distribuídas até mais seis horas semanais de serviço extraordinário mediante a remuneração mensal de 4$ por cada uma. § único. Para a contagem das horas, a

) Art.º

que se refere este artigo, somar-se-ão as fracções correspondentes aos diferentes tempos de aulas. ( 104 - Para os liceus masculinos não poderão ser nomeadas professoras.

Art.º 84.º- Haverá professores efectivos e agregados de educação física, os quais

§ 2.º Em canto coral, gimnástica e trabalhos manuais educativos as notas

a 20, mas entre esta data e o fim do mês deverão fazer exposições

provas

)

Art.º 31.º (

)

)

REGULAMENTO INSTRUÇÃO SECUNDÁRIA - Decreto n.º 4.799, de 08.09.1918 - Aprovando o Regulamento

da instrução secundária. (DG n.º 198, I Série, 12.09.1918) 1. Alterações introduzidas pelo decreto n.º 5.787- N, de 10.05.1919 (DG n.º 98, I Série, 19.º Suplemento); 2. Refundido pelo Decreto n.º 6 675, de 12.06.1920

(D.G. n.º121, I Série, 12.06.1920). [(

diferentes anos ou classes dos liceus, de conformidade dos seguintes quadros que designam o número de

horas de lição semanal, destinadas em cada classe a cada disciplina: do 1.º ao 5.º anos, 2 horas de ginástica

Art.º 143.º- A

ginástica será praticada nos liceus que tenham as condições materiais indispensáveis para o regular aproveitamento dos alunos e professor legalmente habilitado para o ministrar. § único. A existência das condições materiais indispensáveis para o ensino da ginástica deve ser veridificada nos termos do artigo

10.º, § 1.º; a idoneidade do professor, nos termos dos artigos 306.º, 328.º e seus parágrafos e 329.º e seus parágrafos. Art.º 144.º- O ensino da ginástica será ministrada em todas as classes do liceu; em todas as classes, e especialmente nas dos cursos complementares, compreenderá jogos próprios da escola e da idade dos alunos e outros meios de educação física. § único. Os alunos deverão apresentar-se com vestuário

e calçado próprios para a execução dos exercícios. Art.º 145.º- As aulas de ginástica entrarão no horário

com tempo igual ao do funcionamento das outras aulas; os exercícios durarão trinta minutos nas classes do curso geral e quarenta nas dos cursos complementares. O tempo restante é destinado à mudança de fato e ao banho, que se realizarão sob a vigilância obrigatória do professor. Art.º 146.º- O ensino da ginástica pode ser feito no fim das outras aulas ou intervalado com estas, não podendo, em caso algum, realizar-se ao primeiro tempo de cada dia. ( )]

(em quatro sessões de maia hora cada uma); nos 6.º e 7.º anos, uma hora de ginástica. (

Art.º 23.º- As disciplinas do ensino secundário distribuem-se pelos

)

)

ENSINO SECUNDÁRIO

§ 2.º Haverá também no curso geral

Art.º 18.º Enquanto não houver edifícios próprios para

as Escolas de Educação Feminina, a que se refere o artigo 1.º, funcionarão estas junto dos liceus e

subordinadas aos respectivos reitores.]

trabalhos manuais, canto coral, jogos e danças. (

- Decreto n.º 4.961, de 11.11.1918 Aprova o regulamento do ensino

secundário feminino. (DG n.º 247, I Série, 14.11.1919). [Art.º 2.º (

FEMININO
FEMININO

)

).

6

ESCOLAS PRIMÁRIAS SUPERIORES - Decreto n.º 5.078, de 24.12.1918 Aprovando o regulamento das Escolas Primárias Superiores. (DG n.º 1, 02.01.1919). [Art.º 1.º. As escolas primárias superiores são instituições de coeducação geral e de preparação técnica de carácter regional. Art.º 2.º O ensino ministrado

nesta escola processa-se em cinco anos e reparte-se em dois ciclos; o primeiro abrange duas classes: A e B, e

)

15.º Vestiários / 16.º Gimnásio. (

subgrupos da forma seguinte: (

VI são agregados. (

repartem-se por

Art.º 20.º Os professores do grupo

Art.º 25.º Os professores efectivos e agreghados são obrigados ao mínimo de doze

horas de serviço semanal, podendo acumular até ao mínimo de vinte horas, sendo cada hora, além do

mínimo obrigatório, remunerada com a gratificação de 1$. (

anos de idade para a classe A, e entre 11 e 14 para a B. No 2.º ciclo, os indivíduos com a idade mínima de 12

anos. (

§ 1.º No período decorrido de 22 a 30 de Junho farão os alunos admitidos

demonstrações colectivas de educação física, música e canto coral. (

educação física; 2.º ciclo: 3 horas semanais para a 1.ª classe, e 2 semanais para as b3.ª e 4.ª classes.]. Este

decreto foi anulado pelo decreto n.º 5.207, I Série, de 28.02.1919, no DG n.º 46, I Série, 07.03.1919.

1.º ciclo A e B: 3 horas semanais de

o segundo abrange três: 1.ª, 2.ª e 3.ª. (

)

)

Capítulo LI, Art.º 15.º O edifício da escola deve compreender: (

)

)

)

Art.º 18.º Os professores efectivos e agregados (

13.º De educação física (Grupo VI). (

)

)

Art.º 74.º No 1.º ciclo alunos entre 10 e 13

)

)

Art.º 102.º (

)

Selecção de leis extraídas do documento 1911.pdf, [acedido em 06/03/10]

Nota: a primeira Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa ocorreu a 12 de Setembro de 1911 entre outras modificações, abolição das consoantes dobradas e dos símbolos ph, th, rh, y e ch com o valor de K e na introdução ou normalização dos acentos agudo, grave e circunflexo e do trema)

BE-ESOD Centenário da República Centenário da Comemoração do Dia Internacional da Mulher

7