Você está na página 1de 4

EDIÇÃO ESPECIAL 15º CONGRESSO DA UJS

Nas ruas, a UJS inicia


o 15º Congresso

A UJS iniciou a mobilização para o seu 15º Con-


gresso ocupando as ruas das maiores cidades do
país na Jornada de Lutas.

Agora, o desafio é levar para milhões nossas pro-


postas para um país mais justo, desenvolvido e so-
berano - o Brasil Socialista!

Avançar nas mudanças é Pré-Sal, Copa do Mundo


contribuir para a e Olimpíadas:
construção Oportunidades para
do Socialismo o Brasil

jornalujs-1.indd 1 30/03/2010 23:23:14


A UJS realiza seu 15º Congresso em tempo de comemorações de seus 25 anos de história. Em todo
esse tempo, nos mantivemos firmes na busca da construção de um país melhor para todos, cientes
de que a saída de fundo para os problemas do Brasil e do mundo está na luta pelo Socialismo.

E impregnados dessa convicção revolucionária convidamos você para conhecer nossas ideias,
debatê-las de maneira livre e franca, participar do processo de nosso Congresso e se filiar na
UJS. Venha construir o Brasil socialista com a gente! Filie-se!

Oportunidades para o Brasil:


15º Congresso da UJS
Pra Ser Muito Mais Brasil! Pré-Sal, Copa do Mundo e Olimpíadas!
Estamos diante de uma oportuni- Alguns acontecimentos recentes
dade histórica para transformar o abrem possibilidades de trilharmos
Brasil numa grande nação, mais um caminho de muita prosperidade
próspera, desenvolvida e justa, no nos próximos anos. São eles a des-
presente. Concretizar essa opor- coberta do Pré-Sal e a escolha do
tunidade é o desafio de nossa Brasil para sediar a Copa de 2014 e
geração e o chamado deste 15º as Olimpíadas de 2016.
Congresso da União da Juventude
Socialista. A descoberta do pré-sal, resultado
da retomada do papel do Estado
As elites brasileiras sempre joga- como indutor do desenvolvimento,
ram contra o êxito do país, sempre trará uma riqueza fabulosa para o
viveram atreladas aos interesses país, o que poderá contribuir para
das potências estrangeiras de cada enfrentar uma série de problemas
época. Sempre quem dedicou es- históricos do país, além de ajudar
forço, luta e, muitas vezes, o pró- a modernizar a indústria nacional.
prio sangue para construir o país A UJS luta para que 50% do Fundo
que conhecemos hoje foi o povo. Social, que será criado com os recur-
sos da exploração do petróleo, seja
Nessa disputa de projetos, nós destinado à educação, pois dessa
sempre jogamos no time do avan- forma conseguiremos atingir o in-
ço. Por isso, dizemos que aprovei- vestimento necessário para obter os
tar tal oportunidade vai depender, níveis de qualidade e universalidade
em grande medida, da luta dos que o ensino brasileiro precisa.
jovens de hoje. A UJS joga água
no moinho das mudanças e luta A Copa e as Olimpíadas não devem ser vistas como meras competições es-
para ser a principal força de mo- portivas. Em primeiro lugar, a mobilização e o sentimento de brasilidade que
bilização da juventude na constru- elas fomentaram ajudam o povo a acreditar que o país pode dar certo. De-
ção do Brasil socialista! pois, elas representam a nova forma como o país é visto pelo mundo e tam-
bém oportunidades para investimentos em turismo, infraestrutura, transporte
público, habitação, novas praças esportivas... enfim, são oportunidades para
melhorar a qualidade de vida nas grandes cidades.

Transformar otimismo em mobilização


Claro que não será fácil transformar essas oportunidades em realidade. Para
isso, será preciso fazer com que esse “otimismo” que toma conta do país vire
capacidade de mobilização popular para conquistar o avanço das mudanças.
Até porque as elites ainda são muito fortes e vão fazer de tudo para que as
pautas positivas para o povo não sejam implementadas.

A arma mais importante para atingirmos nossos objetivos é a unidade dos


movimentos sociais na construção de pautas comuns de mobilização. Nesse
sentido, a Coordenação dos Movimentos Sociais e a união das centrais
sindicais têm jogado papel determinante para impulsionar as mudan-
ças. Só assim, com união e muita luta, aproveitaremos a chance “Pra
ser muito mais Brasil!”

EXPEDIENTE:
Executiva Nacional:
Marcelo Brito da Silva Gavião , André Tokarski, Anderson Oliveira de Souza,
Fernando Henrique Borgonovi, Luana Bonone, Renata Lemos Petta,
Ticiana Álvares, Vítor Espinoza, Elisangela Lizardo, Marcelo Buraco .
Diagramação:
R30 Design e Publicidade - http://r30design.wordpress.com
(11)6704-4181 - r30ricardo@yahoo.com.br
Fotos:
R30 - Ricardo dos Reis, Vitor Vogel e Agência Brasil
Tiragem: 300.000 exemplares

jornalujs-1.indd 2 30/03/2010 23:24:10


Crise capitalista Eleições 2010:
num mundo em transição
Avançar nas mudanças e
A grave crise financeira que afetou
o mundo, com epicentro nos EUA, impulsionar a luta pelo socialismo
demonstrou a falência das políticas
neoliberais e desmoralizou a tese O processo eleitoral de 2010 será deci-
de autorregulação dos mercados, sivo para que o país siga avançando no
à margem dos Estados. Tal realida- caminho certo. Não é uma frase feita
de pode acelerar uma transição à dizer que dois pólos estarão em disputa
multipolaridade no mundo, pois os feroz, sendo que um deles representa o
Estados Unidos vem perdendo es- campo que tem buscado transformar a
paço de única potência à medida realidade nacional e outro que deseja
em que países em desenvolvimento voltar ao poder para reinstalar seu velho
(como China, Índia, Rússia e Brasil) receituário neoliberal.
e blocos econômicos buscam fazer
contraponto às suas imposições. Olhando o presente com a perspectiva
revolucionária, para os jovens socialistas
A América Latina segue como pólo não basta a mera continuidade. Quere-
avançado da luta anti-imperialista, mos derrotar definitivamente os setores
com a reafirmação de caminhos da elite que jogam contra os interesses
soberanos para o desenvolvimento nacionais e avançar para um país mais
acontecendo em vários países. São democrático, soberano e desenvolvido
os casos de Venezuela, Brasil, Ar- – uma realidade que melhore as condições de lutarmos pela nova sociedade.
gentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Isso só será possível enfrentando os poderosos interesses dos setores financei-
Equador, Nicarágua e El Salvador. ros e especuladores e vencendo seus representantes políticos (PSDB/DEM).

No entanto, as elites ainda conser- Derrotar a direita neoliberal vai requerer uma ampla união de forças em torno
vam muita força e impõem dificul- de uma candidatura que represente o legado dos governos Lula, traga pro-
dades às mudanças. Recentemente postas que renovem as esperanças por maiores conquistas e aproveite os altos
colocaram pedras nos caminhos de índices de popularidade do governo e do presidente.
Lugo e Cristina, no Paraguai e na
Argentina, patrocinaram um golpe
de Estado contra o presidente Ze- Brasil, um país melhor para a juventude
laya em Honduras e, nas eleições
presidenciais do Chile, impuseram o As intensas lutas travadas tiveram resultado e o Brasil de 2010 é um país me-
retrocesso a este país com a eleição lhor para a juventude do que era no período neoliberal de FHC. Muitas políti-
do direitista Sebástian Piñeira. Os cas públicas buscaram atender demandas históricas dos movimentos popula-
EUA aproveitam para fazer ameaças res, como são os casos do ProUNI e da ampliação das vagas nas universidades
à paz continental através da reativa- federais; da criação do Conselho e da Secretaria Nacional de Juventude; da
ção da 4ª Frota e da instalação de aprovação do Fundeb e do fim da DRU para a Educação; das políticas que de-
novas bases militares na Colômbia. mocratizaram a produção e o acesso à cultura; das políticas sociais que tira-
Agora, aproveitam o desastre no ram 20 milhões de pessoas da miséria; da relação aberta do governo com os
Haiti para tentar ocupar papel mili- movimentos sociais; da política de valorização do salário mínimo e da geração
tar mais protagonista naquele país. de 8,5 milhões de empregos com carteira assinada, entre tantas outras.

Tudo isso, aliado à posição soberana da política externa, contribuiu para que o
Brasil pudesse inclusive sair da crise capitalista antes e em melhores condições
que outras nações. Mas ainda restam muitas coisas a fazer, coisas perante as
quais o governo teve postura tímida e recuada. É preciso resolver definitiva-
Visite o site da UJS mente os graves problemas que ainda perduram na educação; gerar emprego
e renda para os jovens, principal parcela dos desempregados; enfrentar os pri-
vilégios do capital financeiro, o inimigo número 1 do desenvolvimento; demo-
cratizar a mídia; combater a violência urbana; prover saúde pública e de qua-

www.ujs.org.br lidade para todos. Enfim, se é verdade que o Brasil mudou; também é verdade
que precisa mudar muito mais para ser o país justo, soberano e desenvolvido
que pode e merece ser.

É por isso que o povo prefere Lula!


FHC LULA
Salário
R$200,00 R$510,00
Mínimo
Universidades Nada 12 Unidades
Federais
Empregos
780 mil 12 milhões
Gerados

jornalujs-1.indd 3 30/03/2010 23:24:51


Pra ser muito mais Brasil
25 anos em defesa do Brasil,
da Juventude e do Socialismo
Uma das características mais importantes da juventude é a vontade de participar e lutar para melhorar as coisas. A UJS
nasceu assim, do sonho de jovens em construir uma nova sociedade – a sociedade socialista.

A marca do 15º Congresso deve ser a aberta para os debates, buscando formas flexíveis de apresentar nossas ideias para
milhões de jovens brasileiros, que se organizam das maneiras mais diversas. Será essencial a criatividade na abordagem,
usar e abusar de novos recursos oferecidos pela tecnologia. Entendendo a internet como uma forma nova de vivência e
de mobilização juvenil, estamos lançando a “Rede UJS”, a rede social que integrará todos os filiados que participarem do
Congresso.

Ao mesmo tempo, devemos fazer do Congresso um momento para fortalecer nossa organização, através de núcleos, dire-
ções municipais e estaduais, pois este tem de ser um esforço permanente dos jovens socialistas.

Por fim, é preciso fazer com que o 15º Congresso seja um momento de muito debate, mas também de muita descontra-
ção e muita atividade. É preciso que a UJS seja identificada com a paisagem de cada lugar em que a juventude brasileira
está, vive e sonha. Assim, nos consolidaremos como a grande força de mobilização juvenil pelo Socialismo no Brasil.

Venha com a gente lutar por um país mais justo, desenvolvido e com
mais direitos para a juventude. Participe do Congresso e filie-se à UJS

Salvador - BA - 17 a 20 de Junho de 2010

15º Congresso da UJS


Ficha Nacional de Filiação
( ) Filiação ( ) Recadastramento

Nome: _____________________________________________________________________Data de Nasc:__________________________

Endereço: _____________________________________________________________________________________________________

CEP: _____________________ Cidade:__________________________________ Estado:________________________________

E-mail: _______________________________________________________________ Tel: ___________________________________

MSN: ______________________________ Orkut: _____________________________ Twitter: _____________________________

Vota? ( ) Sim ( ) Não Cidade:_____________________________________ Zona: ______________ Seção:__________

Estuda? ( ) Sim ( ) Não Qual sua escolaridade? _________________________________________________________

Qual o seu colégio, faculdade ou universidade? _______________________________________________________________

Em qual movimento deseja atuar? ( ) Secundarista ( ) Universitário ( )Jovens Trabalhadores ( ) Hip-Hop


( ) Cultura ( ) Esporte ( ) Jovens Mulheres ( ) Comunitário ( ) Luta Antirracista ( ) Jovens Cientistas
( ) LGBT ( ) Outros

Participa ou tem mandato em alguma entidade? ( ) Sim ( ) Não Qual? __________________________________

Participa de alguma instãncia de direção da UJS? ( ) Núcleo ( ) Municipal ( ) Estadual ( ) Nacional

Quer contribuir anualmente com a UJS e receber a carteira militante (R$15,00)? ( )Sim ( ) Não

Data: ____________________________ Assinatura: ______________________________________________________________

jornalujs-1.indd 4 30/03/2010 23:25:21