Você está na página 1de 10

VIRTUALIZATIONBRAZIL.WORDPRESS.COM E-GUIDE MELHORES PRÁTICAS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE CONSOLIDAÇÃO DE SERVIDORES

Melhores práticas para a elaboração de um plano de consolidação de servidores
Melhores práticas para a elaboração
de um plano de consolidação de
servidores

Embora a consolidação de servidores seja a principal vantagem da virtualização de ambientes computacionais, muitos profissionais de TI lutam para desenvolver um plano de consolidação que vá de encontro com as necessidades do seu ambiente ou do ambiente do cliente. Este E- Guide explica como decidir quais servidores consolidar e por que. Saiba como consolidar seus servidores podendo aumentar a utilização da capacidade do servidor de 50% para 80%. Aprenda também a forma de mensurar o sucesso do seu projeto de consolidação de servidores para maximizar as economias de custos e outros benefícios.

Virtualizationbrazil.wordpress.com |

1

VIRTUALIZATIONBRAZIL.WORDPRESS.COM E-GUIDE MELHORES PRÁTICAS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE CONSOLIDAÇÃO DE SERVIDORES

Virtualizationbrazil.wordpress.com

E-Guide

Melhores práticas para a elaboração de um plano de consolidação de servidores.

Conteúdo

Elaborar um plano de consolidação de servidores

3

Quais são os benefícios de um projeto de consolidação de servidores?

3

Primeiros candidatos a Virtualização

3

Segundos candidatos a Virtualização

4

Terceiros candidatos a Virtualização que precisam ser avaliados

6

A consolidação de servidores é benefício somente para as grandes empresas?

7

Como deve começar o meu projeto de consolidação de servidores?

7

Qual o benefício de criar um ambiente de teste antes de iniciar o planejamento para a consolidação dos servidores?

7

Como é um plano de consolidação de servidores trata o crescimento?

7

Existe ferramentas e como elas podem me ajudar no plano de consolidação de servidores? 7

Mensurar o sucesso do seu projeto de consolidação de servidores

8

Abordar a consolidação de servidores – bom mau e arriscado

8

Desafios na hora de mensurar á Consolidação de

9

Uma forma de medir o sucesso da consolidação de servidores

9

Ferramentas para a medição e consolidação de servidores

10

Virtualizationbrazil.wordpress.com |

2

VIRTUALIZATIONBRAZIL.WORDPRESS.COM E-GUIDE MELHORES PRÁTICAS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE CONSOLIDAÇÃO DE SERVIDORES

Elaborar um plano de consolidação de servidores

A consolidação de servidores é a principal vantagem da virtualização, mas a luta de muitos

administradores é desenvolver um plano de consolidação de servidores. Como você decide quais os servidores deve consolidar, e quando?

Como virtualizar uma infraestrutura de datacenter? Faça um balanço das necessidades de recursos, as necessidades de desempenho e as capacidades de cada host (servidor básico que hospedará a VMs). A capacidade de planejamento e alocação de recursos são elementos importantes de um projeto de consolidação de servidores porque, o objetivo é maximizar a capacidade e melhorar a utilização dos recursos.

A consolidação de servidores permite rodar varias máquinas virtuais (VMs ou Guests) em um

único servidor físico, o que reduz os custos de hardware, economiza espaço no datacenter e melhora o compartilhamento de recursos. A maioria dos servidores tradicionais utilizam apenas 5% a 10% da sua capacidade total, mas, você pode rodar servidores consolidados usando

quase sua capacidade total (embora isso nem sempre é uma boa prática, é preciso ficar de olho nos gargalos).

As repostas a estas perguntas os ajudarão a criar um plano de consolidação, decidir quais os servidores consolidar e compreender os benefícios de um projeto de consolidação de servidores em sua infraestrutura virtual.

Quais são os benefícios de um projeto de consolidação de servidores?

Há muitos benefícios na consolidação de servidores que vem com a virtualização. Com um bom planejamento, você pode aumentar a utilização da capacidade física do servidor cerca de 50% para 80%. E você pode executar um número maior de cargas de trabalho com menos

hardware, o que reduz o custo de energia no datacenter, refrigeração e os custos de hardware.

A consolidação de servidores faz com que seja mais fácil executar uma ação de recovery

quando uma VM falhar (basta retornar um snapshot). Ela também pode melhorar na migração de uma carga de trabalho, gerenciamento e intercomunicação entre o host e a VM. Em um plano de consolidação, você deve consolidar os servidores menos críticos em primeiro lugar,

em seguida consolidar os servidores que tem cargas de trabalhos mais critica.

Primeiros candidatos a Virtualização

Quando as organizações estão priorizando quais os servidores que vão virtualizar, muitos dos serviços abaixo se tornam candidatos perfeitos para a virtualização. Veja alguns serviços/servidores que entram nessa lista.

DHCP servers O Dynamic Host Configuration Protocol (DHCP) Server atribui endereço

de rede para dispositivos de rede utilizando os protocolos IPv4/IPv6. A maioria das organizações deve ter pelo menos um servidor DHCP, se não vários, tanto para redundância e para associar endereços IP para diferentes grupos de usuários. No entanto, os Servidores DHCPs raramente têm aproveitamento superior a 5% e são candidatos perfeitos para a virtualização.

DNS servers O domain name System (DNS) mantém uma lista de Servidores de rede e

sistemas e seus endereços IP associados. Um servidor DNS é consultado e responde com a informação. Em geral, os servidores de DNS, como servidores DHCP, raramente tem mais de 5% de utilização. E porque os servidores DNS são tão importantes na resolução de nome do

Virtualizationbrazil.wordpress.com |

3

VIRTUALIZATIONBRAZIL.WORDPRESS.COM E-GUIDE MELHORES PRÁTICAS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE CONSOLIDAÇÃO DE SERVIDORES

servidor e os endereços, as organizações geralmente tem vários servidores DNS para redundância. Estes sistemas são os candidatos ideias para a virtualização.

Network policy servers Network policy Server (NPS) é a implementação da Microsoft de um Remote Authentication Dial-in User Service (RADIUS) e proxy no Windows Server 2008. NPS é o substituto do Internet Authentication Services (IAS) no Windows Server 2003. Com um servidor RADIUS, o NPS executa autenticação de conexão centralizada, autorização e contabilidade para diversos tipos de acesso à rede, incluindo rede sem fios e VPN. O NPS também atua como um servidor de avaliação de saúde Network Access Protection (NAP). Com esse tipo de serviço de rede as politicas são consultadas apenas quando uma politica exige a validação, as demandas dos servidores de politica são bastante limitadas, pois eles são, portanto, bons candidatos à virtualização.

Web servers Enquanto as tecnologias se tornam mais e mais dependente da web e possuem interfaces web para acesso dos usuários, servidores web corporativos têm proliferado. E porque muitos servidores Microsoft front-end baseado na web não funcionam bem quando combinados, cada servidor web front-end precisa estar em sua própria “server session”. Esta multidão de servidores web podem ser virtualizado e hospedado em um número limitado de host virtual. Então são bons candidatos a virtualização.

Certificate and Rights Management servers Tal como acontece com os servidores de Network policy servers, certificate servers e rights management servers são consultados quando são necessários ou quando o certificado ou as politicas são solicitados. Muita das vezes esses servidores permanece inativo. Assim, esses servidores são os principais candidatos para a virtualização.

Segundos candidatos a Virtualização

Uma série de servidores de aplicativos podem ser virtualizados. Estes serviços serão diferentes para cada organização, e por isso a decisão de virtualizar esses servidores deve ser analisada. Os candidatos secundários a virtualização são:

File servers – A maioria das organizações tem um monte de dados armazenados em servidores de arquivos, mas a realidade é que o acesso à utilização de servidores de arquivos é ocasional durante o dia. Normalmente, um usuário abre um arquivo, trabalha nele por um tempo, e depois salva. Mesmo arquivos com gráficos como o computer –aided design (CAD), são abertos, e utilizado por um tempo e depois são salvos. Assim, as demandas de processamento são relativamente baixas. Na maioria dos casos, os sistemas de servidor de arquivos são bons candidatos à virtualização. No entanto, não consideram os dados reais para servidores de arquivos gravados em um storage área network (SAN) ou outro sistema de armazenamento que pode lidar com grandes massas de dados.

Virtualizationbrazil.wordpress.com |

4

VIRTUALIZATIONBRAZIL.WORDPRESS.COM E-GUIDE MELHORES PRÁTICAS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE CONSOLIDAÇÃO DE SERVIDORES

Print servers – Os servidores de impressão normalmente têm rajadas de dados quando os usuários enviam os trabalhos para o servidor de impressão, o trabalho é processado, e então o trabalho é enviado para uma impressora. O servidor de impressão, em seguida, permanece inativo até que outra tarefa de impressão é enviada. Embora esses servidores devam ser analisados e testados, eles geralmente são bons candidatos a virtualização.

Global Catalog – O servidor de catálogo global em um ambiente Active Directory do Windows normalmente é duplicado de modo que haja dois ou mais servidores no ambiente. No entanto, a decisão de virtualizar um servidor de catálogo global é aquela que exige uma reflexão e planejamento. Normalmente, um servidor que hospeda as Máquinas Virtuais é um membro do domínio do Active Directory (para que um administrador de rede possa gerenciar o Host com Hyper-V). Entretanto, você não quer que seu sistema host como um membro de um domínio que é o host que está executando o catálogo global pare. Mas, enquanto um servidor físico que hospeda os serviços de catálogo global exista na rede que permite que o host com Hyper-V se autentique e está sendo executado na rede, ter um segundo servidor de catálogo global dentro do host virtual como “Guest” funciona muito bem.

Domain Controller – Tal como acontece com o servidor de catálogo global, enquanto há um controlador de domínio ou servidor de catálogo global fora do host virtual, um controlador de domínio irá trabalhar muito bem.

Remote-access server – Servidores de acesso remoto são frequentemente colocados em uma DMZ e não na rede. Para os servidores deste tipo, um host virtual pode ser colocado na DMZ para hospedar os servidores virtuais, como o servidor de acesso remoto. Por razões de segurança, geralmente os hosts não são membros do domínio da rede interna.

Edge Servers – Assim como os servidores web têm proliferado em ambiente de servidores de aplicação, de modo que os servidores edge (por exemplo, o servidor Exchange 2007 Edge server, o Office Communication Edge Server, ForeFront antivírus/antispam servers, e até mesmo o TMG ou Internet Security and Acceleration [ISA] Servers). Esses servidores de borda podem ser instalados em um host virtual como VMs na DMZ de uma organização, minimizando assim a necessidade de ter dezenas de servidores físicos na DMZ.

Media Servers – Com a informação que ultrapasse documentos baseados em texto e planilhas, tais como áudio e vídeo, servidores de mídia começaram a aparecer nas organizações. Servidores de mídia normalmente requerem grandes subsistemas de armazenamentos para armazenar conteúdo de vídeo e áudio. Se os armazenamentos de dados são colocados em SANs, no entanto, e o servidor de mídia gerenciar o acesso e dados dos usuários eles podem ser virtualizados.

Virtualizationbrazil.wordpress.com |

5

VIRTUALIZATIONBRAZIL.WORDPRESS.COM E-GUIDE MELHORES PRÁTICAS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE CONSOLIDAÇÃO DE SERVIDORES

Terceiros candidatos a Virtualização que precisam ser avaliados

Os sistemas de servidor a seguir podem ser virtualizados, mas toda a organização deve avaliar se o uso da aplicação excede a capacidade razoável de um host virtual, se assim for o servidor deverá permanecer em um servidor físico. Esses servidores são:

Database Servers – Servidores de banco de dados incluem sistemas tais como servidores de SQL e Exchange Mailbox Servers. Embora muitas organizações desejem virtualizar esses servidores para que eles sejam colocados em cluster e disaster-recovery, muitas vezes as demandas de processamento dos servidores excedem as expectativas de desempenho de uma VM. A avaliação de desempenho deve ser feita antes de virtualizar esses sistemas.

Cluster Servers – Quando a tolerância a falhas é importante para uma organização, o cluster fornece esse tipo de solução. Windows Server 2008 Hyer-V suporta cluster das máquinas virtuais, e funciona bem tanto dentro de um único host virtual ou estendido entre dois hosts virtuais separados. Assim como os servidores de banco de dados, uma organização precisa validar que o I/O atenda as exigências do aplicativo que está sendo colocado em cluster não exceda as capacidades da máquina virtual (VM).

Terminal Services thin cliente servers - Terminal Services fornece “muitas conexões a um servidor” para acessar aplicativos e recursos de rede. Como os serviços de terminal já é uma forma de virtualização (tendo muitas sessões e executá-las em um único sistema), um administrador precisa avaliar se a virtualização desse serviço realmente não necessita de um servidor físico.

Application servers – Finalmente, “outros servidores” são a virtualização de qualquer outro servidor de aplicativos em um ambiente de rede. Este pode ser uma aplicação line-of- business como SAP, ou Great Plains, ou Seibel, ou pode ser uma aplicação web personalizada, um sistema de portal, ou sistema de gerenciamento de documentos. Os servidores devem ser avaliados quanto ao uso de memoria, exigência por demanda de processador, I/O de disco, e I/O de rede para ter certeza que um servidor pode ser virtualizado sem ocupar todos os recursos do host virtual.

Nota: Para todos esses serviços e aplicações que acabamos de descrever, já podem ser virtualizados, pois já existem vários casos de sucesso com esses serviços e aplicações virtualizados com Hyper-V e Hyper-V server 2008/2008 R2.

Virtualizationbrazil.wordpress.com |

6

VIRTUALIZATIONBRAZIL.WORDPRESS.COM E-GUIDE MELHORES PRÁTICAS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE CONSOLIDAÇÃO DE SERVIDORES

A consolidação de servidores é benefício somente para as grandes empresas?

Não, a consolidação de servidores também se beneficia para pequenas empresas. Escritórios menores são geralmente os sites ideais para um projeto de consolidação de servidores, porque eles têm uma menor utilização de recursos, e a consolidação reduz o espaço e o consumo de energia. Planejamento para a consolidação de servidores pode também reduzir a reposição de desktops ou servidores. Quando um datacenter tem menos servidores, é mais fácil gerenciar. E especialmente em pequenos escritórios, onde a segurança física é uma das principais preocupações.

Como deve começar o meu projeto de consolidação de servidores?

Deve determinar o número de servidores físicos e você precisa identificar quais as aplicações requerem o hardware certo e organizar as VMs. Em vez dos tradicionais backups baseados em fita, você deve executar migrações de máquinas virtuais para backup. Configurando um ambiente de teste é uma boa maneira de começar a planejar a consolidação de servidores. Antes de executar sua estratégia de consolidação de servidores, é importante entender os benefícios e qual recompensa irá lhe fornecer.

Qual o benefício de criar um ambiente de teste antes de iniciar o planejamento para a consolidação dos servidores?

Os ambientes de teste permite que você mantenha atualizado sobre as estratégias de virtualização. Mas a consolidação de servidor em ambiente de teste e desenvolvimento oferece inúmeros benefícios, incluindo o tempo de implantação. Você pode maximizar CPU e memória, otimizando os recursos sob teste de estresse. Você pode até salvar as máquinas virtuais como modelos de teste para ambiente futuro ou novos hosts. A consolidação de servidores também permite que você crie consistência em um ambiente de teste e criar estratégias de backups.

Como é um plano de consolidação de servidores trata o crescimento?

Executando várias máquinas virtuais num único servidor impede que um problema comum nos datacenters: a proliferação de servidores físicos. Mas, claro, com a virtualização, você ainda tem que analisar e prevenir a expansão da VM. Ao implantar novas aplicações ou atribuir tarefas rapidamente, este excesso de proliferação de máquinas virtuais, muitas vezes acontece. Um plano de consolidação de servidores, no entanto, ajuda a evitar o acúmulo de servidores físicos, eliminando servidores desnecessários em um datacenter.

Existe ferramentas e como elas podem me ajudar no plano de consolidação de servidores?

Existem ferramentas que pode melhorar o planejamento na hora da consolidação de servidores. Essas ferramentas melhoram os índices de consolidação de servidores através de um gerenciamento de configuração, gerenciamento de máquinas virtuais, automação de carga de trabalho e agendamento de tarefas. Indicadores de desempenho importantes incluem o número de servidores físicos que se aposentou por causa da virtualização, as percentagens de utilização de recursos e o número de máquinas virtuais por servidor físico. Com ferramentas de gerenciamento, você pode acompanhar e controlar a alocação de recursos, de forma dinâmica

Virtualizationbrazil.wordpress.com |

7

VIRTUALIZATIONBRAZIL.WORDPRESS.COM E-GUIDE MELHORES PRÁTICAS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE CONSOLIDAÇÃO DE SERVIDORES

e gerenciar máquinas virtuais dinamicamente equilibrando as cargas de trabalho entre os servidores chamados de host virtuais.

Mensurar o sucesso do seu projeto de consolidação de servidores

Muitas empresas estão usando a consolidação e virtualização de servidores em conjunto para reduzir custos, menores níveis de consumo de energia aumento na eficiência dos seus datacenter. Essas organizações também tem uma excelente aderência de sucesso com essas iniciativas. A realidade é que na maioria das organizações, isto simplesmente não é o caso.

Dica Vou descrever uma metodologia testada e bem sucedida para medir o sucesso da

consolidação de servidores através da virtualização. Vamos ver também porque as organizações frequentemente ignora este etapa critica.

Apesar do foco na hora de mensurar o valor de TI nos últimos anos, alguns departamentos de TI têm colocado os bois a frente dos servidores onde a consolidação e virtualização é a questão em causa. Eles instalaram máquinas virtuais (VM) de forma rápida para combater os desafios de gestão da proliferação de servidores em datacenter de hoje. Uma abordagem melhor é ver estas iniciativas como fariam com qualquer outro, e qualquer iniciativa de grande porto exige monitoramento e medição do seu impacto nos custos e eficiência no datacenter.

Abordar a consolidação de servidores – bom mau e arriscado.

As maiorias das organizações se enquadram em uma das três categorias, quando se trata de medir o impacto da consolidação:

Esperança para o melhor: Estas organizações não implementam programas de medição. Em vez disso usam a promessa de redução de custos e espera que uma tendência geral de redução de custos como base, como energia ou de hardware. Embora estes custos são importantes, eles não fornecem uma visão completa do custo operacional do datacenter e do verdadeiro impacto com essa iniciativa. Custo também não é a única medida de eficiência de TI.

Melhor do que nada: Algumas organizações colocam algumas ferramentas e variáveis para mensurar a utilização básica do hardware. No entanto, simplesmente controlando a utilização do hardware sem vinculá-lo em volta do custo, não precisa avaliar o impacto global em matéria de eficiência. Total do pacote: As organizações que estão começando corretamente a implementar alguma solução/sistema no qual eles possam acompanhar e mensurar o custo real da entrega de processamento para o usuário final.

Virtualizationbrazil.wordpress.com |

8

VIRTUALIZATIONBRAZIL.WORDPRESS.COM E-GUIDE MELHORES PRÁTICAS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE CONSOLIDAÇÃO DE SERVIDORES

Desafios na hora de mensurar á Consolidação de servidores.

Obviamente, as duas primeiras abordagens destina-se mensurar o impacto de um projeto de consolidação ao longo do tempo. Então porque é que as organizações não colocam os sistemas necessários no lugar? Estes sistemas podem ser difícil de implementar, que é uma das principais razões e a maioria das organizações não consegue finaliza-las. A diversidade e complexidade dos grandes datacenters por si só constituiria em um grande desafio quando se trata de colocar os sistemas comuns de medição no local. Por exemplo, um objetivo fundamental da consolidação de servidores é maximizar a utilização de cada servidor. Assim aumentando a eficiência. No entanto o novo hardware, muitas vezes não proporciona uma maior capacidade. Taxas de utilização em servidores mais antigos pode ser maximizada, mas novos servidores com maior poder de processamento resultam em um declínio nas taxas de utilização. Atualizações do hardware irá produzir um padrão de picos nos relatórios de medição de utilização. Portanto, a medida não é exatamente em função do progresso da iniciativa de consolidação ao longo do tempo.

Outra barreira importante para sistemas de medição e pôr em pratica é exatamente a imputação dos custos de forma significativa. A maioria das organizações atualmente olham para os custos combinados, as medidas de nível superior que não fazem distinção entre diferentes tipos de servidores ou até as divisões operacionais. Alguns departamentos de TI têm grandes recursos no local para realizar este por conta própria, mas a maioria precisa de ajuda de terceiros, que por vezes apresenta ainda outra barreira.

Uma forma de medir o sucesso da consolidação de servidores.

A maioria das iniciativas de consolidação é planejada para alavancar suposições e estimativas

de quanto uma organização pode ir a termos de aumento da eficiência. O que é preciso são os sistemas de medição que fornecem ás organizações uma visão mais clara dos potenciais ganhos de eficiência, de modo que eles possam se ajustar e adaptar os planos de

consolidação, que começam a implementar a tecnologia.

Na minha experiência, a melhor maneira de medir o progresso da virtualização de servidores é quantificar o custo de entregar o poder de processamento para o usuário final através de um custo de CPU/segunda métrica. Para fazer isso, as organizações de primeira necessidade precisa determinar a capacidade e potencia para cada servidor em seu datacenter. Eu usei uma fórmula padrão baseado em padrões da indústria para controlar a capacidade do hardware e para ajudar as organizações a descobrir a repartição dos custos por máquina.

Uma empresa que dispõem de um tempo para avaliar cada servidor, em termos de capacidade

e custo antes da virtualização, pode então ver o custo por unidade de processamento. Esta

métrica permite o gerenciamento de TI uma verdadeira representação da eficiência ao longo do

tempo.

Idealmente, as organizações vão implementar um programa de medição antes de um projeto

de consolidação e virtualização. No entanto, mesmo sem esse ponto de partida para trabalhar,

é sempre melhor ter a medida no local, independentemente de qual estágio se encontra. Sem ele, seu grupo de TI não pode dizer que o pagamento foi ou contato causa e efeito das mudanças no desempenho.

Os benefícios dessa capacidade estendem para além de um projeto de consolidação do gerenciamento de desempenho. As normas como o custo permitem que as organizações vejam como essas alterações impactam na eficiência e nos custos.

Virtualizationbrazil.wordpress.com |

9

VIRTUALIZATIONBRAZIL.WORDPRESS.COM E-GUIDE MELHORES PRÁTICAS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE CONSOLIDAÇÃO DE SERVIDORES

Uma compreensão detalhada dos custos unitários também pode ser incorporada em uma metodologia mais abrangente para modelar e prever as necessidades operacionais das estratégias de negocio. É o planejamento de negócios para defender agressivamente aquisições ou para expandir através de crescimento. Se você sabe de existentes custos unitários e taxas de utilização e pode razoavelmente prever as tendências de tecnologia e seu impacto sobre os preços, você será capaz de definir claramente os custos e riscos associados com qualquer curso de ação.

Ferramentas para a medição e consolidação de servidores

Microsoft Assessment and Planning (MAP) Toolkit :

http://technet.microsoft.com/en-us/solutionaccelerators/dd537566

System Center Virtual Machine Manager 2008 R2

http://www.microsoft.com/systemcenter/en/us/virtual-machine-manager.aspx

Disk2vhd

http://technet.microsoft.com/en-us/sysinternals/ee656415

Virtualizationbrazil.wordpress.com |

10