Você está na página 1de 9

Soluções para o caso: Rastejante, Nojenta e Prejudicial

Solução 1 ‐Medidas químicas (lesmicidas)

y Uso de
d iscas
i tóxicas
ó i à base
b d METALDEÍDO:
de Í
◦ Tóxico às lesmas;
◦ Deve‐se evitar o contato direto do produto na planta;
◦ Trata‐se de uma prática eficiente em pequenas áreas, porém cara e impraticável
em áreas extensivas.

y Uso de iscas à base de FOSFATO FÉRRICO (FePO4):


◦ Mais recomendáveis do que as iscas à base de metaldeído porque apresentam
baixos custo,
custo toxicidade e periculosidade ambiental;
◦ Não agem sobre outros organismos do ecossistema e podem ser utilizados em
quaisquer culturas onde ocorram as pragas pois, o ingrediente ativo, fosfato
férrico, é um componente natural do solo;
◦ O produto age na ingestão. Após se alimentarem da isca, as lesmas cessam sua
alimentação e morrem depois de 3 a 6 dias;
◦ É resistente à água, mesmo após ser umedecido ele não perde sua forma e ação
atrativa e lesmicida, sem o risco de perda do produto após a aplicação.
Conceitos que podem ser trabalhados em aula
y Fórmulas químicas e estruturais de compostos iônicos e
covalentes; Comparação entre substâncias iônicas e covalentes;
Formação de íons e ligação iônica.
Fórmula estrutural: 
Metaldeído
Fórmula química: C8H16O4
Grupo químico: Tetroxocano
( ) , , , y
Nome Químico (IUPAC): r‐2,c‐4,c‐6,c‐8‐tetramethyl‐
1,3,5,7‐tetroxocane
Classe: Moluscicida

Fórmula estrutural: 
Fosfato férrico
Fórmula química FePO4
Fórmula química: FePO
Nome Químico (IUPAC): ferric phosphate
Classe: Moluscicida
Conceitos que podem ser trabalhados em aula
y Misturas, dispersões e soluções;
y Concentração de soluções – título,
título porcentagem e partes por milhão.
milhão

Composição dos produtos

METAREX®

Composição: Metaldeído 5% (p/p), Desnaturante 0,02%


(p/p), Carga, Corante e Conservante, q.s.p. 100% (p/p)

FERRAMOL®

Mistura de aditivos atrativos de lesma


l e caracoll com
fosfato de ferro (FePO4) como ingrediente ativo, na
concentração de 10 g/kg (1% m/m).
Soluções para o caso: Rastejante, Nojenta e Prejudicial
Solução 2 ‐ Medidas caseiras e profiláticas

y Uso de extratos de plantas aromáticas:


◦ Material: hortelã ou alho ou cebola ou pimenta.
pimenta Preparo/aplicação: moer qualquer
dos materiais com um pouco de água e extrair o suco. Diluir em água limpa e
pulverizar as plantas.
◦ Limitação: ação estritamente repelente,
repelente ineficaz para uma grande infestação.
infestação

y Uso de cal virgem ou cinza fria:


◦ Esses materiais evitam que as lesmas subam na planta, pois não deslizam sobre
superfícies rugosas. Atuam também como barreiras, pois secam o visgo necessário à
progressão
p g das lesmas no solo.
◦ Limitação: essa medida somente apreende a praga, sendo necessária uma medida
de eliminação e inviável para uma grande infestação.
Soluções para o caso: Rastejante, Nojenta e Prejudicial
Solução 2 ‐ Medidas caseiras e profiláticas
y Uso de iscas:
◦ Cerveja – Encher um recipiente pouco profundo e colocado ao nível da superfície do
solo com cerveja. As pragas são atraídas pela cerveja, caem dentro do recipiente e
afogam‐se.
◦ Limitação: Inviável para uma grande infestação.

y Uso de saco de estopa:


◦ Umedece‐se com bastante água um saco de tecido a base de algodão, estendendo‐o
sobre a superfície do terreno infestado pelas lesmas. Após um período de 24 horas ou
menos as lesmas migrarão para o pano em busca de ambiente fresco e úmido.
menos, úmido
◦ Limitação: essa medida somente apreende a praga, sendo necessária uma medida de
eliminação e inviável para uma grande infestação.

y Uso de cloreto de sódio (NaCl):


◦ Como são muito sensíveis à desidratação,
ç as lesmas p podem morrer ao se jjogar
g sal
sobre elas. Tal fenômeno é devido à osmose, já que a concentração salina fora de seu
corpo é muito maior.
Conceitos que podem ser trabalhados em aula

y Métodos de separação e extração; Misturas, dispersões e


soluções

◦ Pode
Pode‐se
se explicar aos alunos que o ato de misturar as ervas aromáticas
com água, com posterior moagem para obtenção do suco, corresponde a
um processo de separação e extração da substância que exala o odor que
repele
l as pragas que se quer combater;
b
◦ O “suco” obtido constitui uma solução formada pela junção da água com
a substância aromática proveniente da erva;
◦ Outro conceito que pode ser trabalhado com os alunos é o de absorção.
Tal fenômeno ocorre q
quando se adiciona materiais rugosos
g que absorvem
q
a umidade presente nas lesmas e impedem a progressão das mesmas em
busca do alimento.
Conceitos que podem ser trabalhados em aula
y Osmose e pressão osmótica
◦ A osmose é o nome dado ao movimento da água entre meios com
concentrações
t õ dif
diferentes
t d solutos
de l t separados
d por uma membrana
b
semipermeável;
◦ A água
g movimenta‐se sempre p de um meio menos concentrado p para um
mais concentrado, com o objetivo de se atingir a mesma concentração em
ambos os meios através de uma membrana semipermeável, ou seja, uma
membrana cujos poros permitem a passagem de moléculas de água,
água mas
impedem a passagem de outras moléculas;
◦ Quando uma solução aquosa está separada da água pura por uma
membrana
b permeável
á l apenas à água,
á o valor
l exato de
d pressão
ã que se deve
d
aplicar sobre a solução para impedir a osmose é denominado pressão
osmótica da solução;
◦ A pressão osmótica de uma solução diluída de soluto não‐eletrólito é
diretamente proporcional à concentração de partículas dissolvidas em
solução expressa em mol/L e à temperatura da solução na escala kelvin: π =
M.R.T
Soluções para o caso: Rastejante, Nojenta e Prejudicial
Solução 3 ‐ Medida biológica

y Recorrer ao auxílio de cobras conhecidas como dormideiras ou come‐lesmas.


Tais cobras são consideradas úteis para a agricultura, hortas, quintais e jardins
porque são inofensivas para humanos (não‐venenosas)
(não venenosas) e ajudam a controlar
os ataques de lesmas às plantas, uma vez que estas se constituem a sua única
fonte de alimentação.
Considerações sobre a melhor solução para o caso

y Considera‐se que a melhor solução para a situação específica demonstrada no


caso seja uma das medidas químicas apresentadas: a aplicação de fosfato
férrico;
y As medidas caseiras,
caseiras conforme demonstrado,
demonstrado são eficazes apenas quando a
infestação não atingiu a gravidade apresentada no caso;
y O uso de metaldeído não é o mais indicado porque sua toxicidade não afeta
somente as lesmas, mas também a plantação, os animais domésticos e os
lençóis freáticos;
y Desta forma, o fosfato férrico, por se tratar de um componente natural
presente no solo e ser tóxico somente às lesmas, ter custo mais baixo quando
comparado
p ao metaldeído e não acarretar riscos ambientais,, constitui a
medida mais adequada para solucionar o caso.