Você está na página 1de 3

PORTUGUÊS

Profª. Gisela 7º Ano E.F.

PORTUGUÊS Profª. Gisela 7º Ano E.F. GABARITO – EXERCÍCIOS EXTRAS – 7º ANO Capítulo 1 -

GABARITO EXERCÍCIOS EXTRAS 7º ANO

Capítulo 1 - O futuro do planeta

1. O narrador quis dizer que o rio fica tão seco que se pode atravessá-lo sem molhar os pés.

2. Durante a estiagem sobram apenas alguns poços de água e "Nestes pequenos açudes se pescava, lavavam-se os cavalos, tomava-se banho. Nas vazantes plantavam batata-doce e cavavam

pequenas cacimbas [

]."

3. A classe gramatical das palavras é: se: pronome pessoal do caso oblíquo; de: preposição; esperar:

verbo; os: artigo definido; moleques: substantivo; isto: pronome demonstrativo.

4. O rio: sujeito; no verão ficava seco: predicado.

a)

b)

c)

Formavam-se: predicado; sujeito: grandes poços.

Nas vazantes plantavam batata-doce: predicado; sujeito indeterminado.

5. Sujeito simples e predicado nominal.

a)

b)

c)

Sujeito simples e predicado verbal.

Sujeito indeterminado e predicado verbal.

6. seguiram a rota prevista = predicado verbal

a)

b)

c)

d)

e)

voaram na direção oposta = predicado verbal

sempre ficou no ar = predicado verbal

assustou as borboletas = predicado verbal

colocaram as borboletas em gaiolas = predicado verbal

7. borboletas

a)

b)

c)

d)

e)

insetos

pergunta

vento

Todos

8. Todos: sujeito simples.

a)

b)

c)

d)

Nós: sujeito simples (pode ser descoberto pela desinência verbal).

O meio ambiente: sujeito simples.

A fauna e a flora da Amazônia: sujeito composto.

9. As orações a e b apresentam predicado nominal.

10. Resposta pessoal.

11. responsabilidade de todos.

a)

b)

importante.

c)

livres e saudáveis.

12. Tonalidade, pois pertence à classe dos substantivos.

13. a) arrancou

b) carregar

a)

b)

c)

d) Predicado verbal.

14. Predicado verbal.

Predicado nominal.

Predicado nominal.

15. Logo se viu que se tratava de uma pessoa rabugenta; por isso, sem motivos, decidiu impedir a entrada dos garotos naquela comemoração entre irmãos.

Capítulo 2 - O mundo animal e o mundo vegetal

1.

a) chorou = verbo transitivo direto

b) chorou = verbo intransitivo

c) sonharam = verbo transitivo direto

d) resistiram = verbo transitivo indireto

2.

a) você = objeto direto

b) o ar = objeto direto

c) apartamentos = objeto direto

d) não há complemento verbal

àquela criança = objeto indireto

4.

a)

me

b)

contra os maus governantes

c)

lhe

5.

a)

lhe = objeto indireto

b)

o = objeto direto

c) te = objeto indireto

d) no = objeto direto

6.

a)

(TD)

c) (VI)

b)

(TD)

d) (TI)

7.

Segundo o texto, a malária tem se desenvolvido em consequência "do desequilíbrio do ecossistema amazônico causado pelo desmatamento em grande escala e pela ocupação humana".

8.

Os fatores naturais que contribuem para a manifestação da malária são: "as condições climáticas, a

bacia hidrográfica acidentada, o índice pluviométrico anual elevado, ocasionando as constantes cheias dos rios e a formação de imensos lagos temporários".

9.

Os agravantes para a situação são: "a inacessibilidade a muitos locais, as condições de moradia e a ausência de uma política de saúde pública".

10.

a)

Sujeito: A doença Predicado: tornou-se a maior das endemias amazônicas Predicação nominal: verbo de ligação

b)

Sujeito: Vários fatores naturais Predicado: favorecem sua manifestação Predicação verbal: verbo transitivo direto Complemento verbal: objeto direto (sua manifestação)

11.

a)

Nesta avenida, existem cinco agências bancárias.

b)

Estas novidades não existiam, no tempo em que eu morava naquele lugar.

c)

Não existiam dúvidas sobre o comportamento honesto daquele aluno.

e)

Existem professores de geografia naquela sala?

12.

a)

Há flores cujo perfume é muito delicado.

b)

Nunca houve por aqui uma situação desagradável como esta.

c)

Tais práticas esportivas não havia naquele clube.

d)

Haverá ainda dúvidas sobre o ocorrido?

13.

a)

Sujeito inexistente. (Oração sem sujeito)

b)

Sujeito simples: aplausos.

c)

Sujeito desinencial (nós).

d)

Sujeito simples: passagens interessantes sobre a cidade de São Paulo.

14.

a)

Há manchas azuis em seus chapéus.

b)

Sempre havia festas nos casarões dos coronéis.

c)

Os capitães informaram-nos que haverá assembleias nas próximas sextas-feiras.

d)

As dúvidas existem porque há questionamentos.

15.

= não há sujeito para o verbo haver, pois ele indica tempo transcorrido.

descobriram: os biólogos = sujeito simples.

Capítulo 3 - Montanhas de lixo

1.

a)

a par de

b)

de acordo com

c)

a fim de

2.

Resposta pessoal.

3.

a) Nós ontem tivemos uma grande ideia e contamos com você para colocá-la em prática.

b) Eu apoio a sua decisão em devolver à delegação o seu troféu.

4.

a) coronéis: acentua-se o ditongo aberto das palavras oxítonas.

b) geleia: não se acentua o ditongo aberto das palavras paroxítonas.

c) tabloide: não se acentua o ditongo aberto das palavras paroxítonas.

5.

O lixo sólido era despejado às margens dos rios da região, como muitas cidades fazem.

6.

A decisão de solucionar o problema do lixo foi tomada pela prefeitura da cidade em parceria com Secretarias de Obras, de Limpeza e de Educação e teve participação de vários órgãos da cidade, como Câmara Municipal, e também de trabalhadores da limpeza urbana, educadores, lideranças religiosas e comunitárias, associações de classe da cidade e associações de moradores.

7.

Com essa nova postura, a coleta regular e seletiva atinge toda a cidade.

8.

a)

posso

b) poderíamos

c) poderão

 

d) puder

9.

Resposta pessoal.

10.

Se ela estava feliz, não a fizesse chorar.

11.

Tu tens a certeza de que tu não cabes nesse espaço.

12.

Eu farei aniversário e você será o convidado de minha festa.

13.

Esta decisão não caberá agora em nossa discussão.

14.

Os meninos trarão os peixes e nós deveremos limpá-los.

15.

Vós conhecereis a verdade por meio de todos nós.

Capítulo 4 - Riquezas e contrastes

1. O narrador é personagem, participa das ações, pois os verbos estão flexionados na 1 ª pessoa do

singular.

2. O narrador observa no mesmo país as diferenças sociais e culturais entre ele e as pessoas que estão à sua frente, reflete sobre os dois mundos que se encontram, fraternalmente, naquele momento.

3. É o mundo rude, simples, inculto, desprovido de oportunidades, no qual habitam não só a garota que acena para ele, mas todos aqueles que ali convivem.

4. É um gênero textual, geralmente narrativo, que apresenta de modo especial, poético, um fato do cotidiano das pessoas em curto espaço de tempo.

5.

a) da

b)

c)

d)

àquele / ao àquele / ao naquele / no

6. (garota) = artigo

a

a

a

(ela) = preposição

(considerava) = pronome

7. O azul = substantivo um céu límpido e azul = adjetivo

8. Pedi à garota a repetição das palavras proferidas pelo professor.

a)

b)

É necessário o estudo de toda a matéria para obter bons resultados.

9. Os nativos são presenteados com um veado e miçangas.

10. Ele diz que os nativos, quando vestidos, pareciam malandros cariocas com cabelos longos.

11. O narrador percebe que os nativos estão em paz porque já voltaram a andar nus e não se incomodam mais com a sua presença ("Não nos ligam mais").

12. andem sempre nus

a)

b)

andassem sempre nus

c)

andarem sempre nus

13. Certamente, naquela festa haverá muitos rapazes.

14. Se houvesse tempo, nós iríamos visitá-lo.

15. Se dúvidas, é necessário esclarecê-las.