Você está na página 1de 3

BRASIL IMPÉRIO – O PRIMEIRO REINADO

• Independência:

- 7 de setembro de 1822

- Estrutura socioeconômica e política permaneceram idênticas

- Povo participou pouco, um grupo governava, escravos


existiam

- Exércitos “lutam” entre si (a favor de Pedro e a favor de Dom João

- Cisplatina

- Bahia

- Ceará – Piauí

- Maranhão

- Grã Pará

- Exércitos mercenários ingleses ajudam na luta contra exército


português (que era a favor de Dom João), pois aqueles que eram contra
Dom João não lutariam “entre si” (com outros portugueses).

- Não houve pagamento ao exército mercenário, fazendo com


que o Brasil ficasse devendo à Inglaterra.

- Prometeu-se constituição, surgiu assembléia constituinte

- Partido brasileiro são maioria dos membros da constituição e


“determinam” que senhores de engenho deveriam ter mais poder que Dom
Pedro.

- Constituição da mandioca

* Poder para o legislativo

* voto sensitivo (voto por alqueires de mandioca, pois


essa era comida de escravos, então na realidade era pelo número de
escravos que cada pessoa tinha, pois quem possuía escravos morava aqui,
ou seja, principalmente membros do partido brasileiro.)

* Monarquia constitucional parlamentar

- Dom Pedro recusa constituição, exército português fica a


favor de Pedro, fazendo com que os senhores de engenho se oponham a
decisão. Eles então permanecem na assembléia legislativa até que Dom
Pedro aceitasse a constituição.

* Noite da Agonia: exército português mata membros da


assembléia.
- 1ª Constituição é imposta por Dom Pedro (1824)

* Outorgada

* 4 Poderes (legislativo, judiciário, executivo e


moderador – evitar conflito entre os poderes, pois Pedro, que era do poder
executivo, tomaria a decisão final, pois possuía o poder moderador)

* Senado vitalício

* Domínio do estado sobre a igreja

- Padroado: Padrinho imperador tinha que aprovar


qualquer pessoa para profissões eclesiásticas.

- Beneplácido: Leis da igreja de Roma só seriam


executadas se o imperador quiser (Pedro não podia criar leis da igreja, mas
podia vetá-las)

* Voto censitário (por dinheiro podia-se votar ; favorecia


partido português) ; acima de 21 anos; alfabetizados; homens; quanto mais
dinheiro tinha-se, maior o poder que podia ser votado.

* “ABSOLUTISMO” DISFARÇADO

• Revolta do partido Brasileiro – Confederação do equador (1724)

- Ocorreu no nordeste (onde havia mais senhores de engenho)

- Ligados às idéias iluministas, liderado pela maçonaria.

- Revolta separatista: separar nordeste do Brasil

- Grandes líderes: Paes de Andrade (amigo de Boliviar); Cipriano


Barata; Frei Caneca.

- Diziam-se já separados do Brasil, porém não era a realidade.

- Contra a revolução do equador, Pedro contrata novamente


mercenários ingleses para contê-la. Nordestinos desistem

• Crise do Primeiro Reinado.

- Oposição à Dom Pedro (o “absolutista”): partido brasileiro

- Brasil não possuía produtos rentáveis (cana de açúcar em crise)

- Gastos excessivos

- Mercenários
- Reconhecimento da independência: Inglaterra fala com
Portugal para pedir que torne o Brasil independente; EUA já considerava o
Brasil independente e já comercializava com ele, para assim ganhar
mercado consumidor; Inglaterra emprestou dinheiro para o Brasil pagar a
dívida externa que Portugal tinha com Inglaterra (acordo para
independência); Após Brasil tornar-se independente, Inglaterra declara que
só considerará o Brasil independente se eles renovarem tratados de 1810
(onde o imposto dos produtos ingleses eram menores do que o de todos os
outros países, incluindo Brasil); Brasil aceita, vendendo apenas produtos
ingleses no país.

- Luxo da corte