Você está na página 1de 11

Como instalar o PHP no Windows do jeito certo e usar o servidor

embutido
Muitas vezes procuramos ferramentas que vão facilitar a configuração do ambiente de
desenvolvimento, mas temos que tomar o devido cuidado para que não fiquemos presos
nestas ferramentas de modo que não saibamos a trabalhar em outro ambiente. Ainda
mais para quem é iniciante ou está aprendendo, é importante saber trabalhar de modo
“desapegado”, tanto para ter flexibilidade, quanto para entender como as coisas
funcionam.
Há alguns anos, quando comecei a trabalhar com PHP no Windows, me disseram:
“Instala o Xampp“, “instala o Wamp“, “instala Vamp“. Aparecia de tudo em quanto
“amps” para eu instalar. Eu como inexperiente, fui lá e instalei o Wamp, excelente! Tudo
funcionou de primeira, PHP, Apache e Mysql sem fazer nenhuma configuração,
maravilha! Mas isso foi um desastre!
Quando acontecia algum erro ou precisa mudar alguma coisa era um martírio, eu não
entendia nada, não sabia onde as coisas estavam e como funcionavam. Resultado: foram
muitas guerras em fóruns, Google e etc, até começar a entender alguma coisa, mas o que
foi isto? Pressa e afobação em fazer as coisas e não ter procurado alguém que de fato
que me apresentasse uma outra opção.
No Windows, há uma série ambientações prontas, programas que já configuram tudo
pra gente em muitos assuntos. Os usuários mesmos avançados, sofrem uma coerção a
ficarem preguiçosos nas tarefas que fazem. Nada contra o Windows e estes
ambientadores de desenvolvimento PHP, mas, o desenvolvedor tem que desapegar e ser
mais flexível.
O desenvolvedor de PHP no Windows precisa no mínimo saber usar o PHP instalado do
zero, até mesmo porque a partir da versão 5.4, o PHP vem com um servidor fantástico
embutido que nos permite executar uma aplicação rapidamente usando o terminal.
Agora podemos executar as aplicações apenas com o PHP. Não há desculpa! O
desenvolvedor tem que saber instalar o PHP manualmente, senão estará perdendo uma
etapa muito importante no aprendizado e maturidade como profissional. Isto vale
também para quem usa Mac e Linux, porque, neles também existem ferramentas
automatizadas de ambientação de desenvolvimento.
Qual é a ideia?
Pegar o PHP diretamente do site php.net e configurar manualmente no Windows e
mostrar o uso do servidor embutido para executar scripts, aplicações ou qualquer coisa
que seja PHP.
O que faremos?
1. Fazer download do PHP e configura-lo no Windows
2. Usar o servidor embutido do PHP.

php e fazer o download do PHP para o Windows.4 (dê preferência para Thread Safety). (Dica: Se no seu Windows tiver uma pasta Arquivos de Programas e Arquivos de Programas (x86).3. Fazer o download do PHP e configura-lo no Windows.net/downloads. Passos 1. Vamos em http://php. x86 ou x64. Você pode fazer o download da versão que quiser desde que seja maior que a 5. Após o download. descompacte o arquivo . seu Windows é x64). Escolha a plataforma do PHP em relação ao seu computador.zip na partição principal do seu computador (normalmente C:) e renomeie a pasta para simplesmente php. Considerações finais. Veja: .

Clique em abrir e siga o caminho . depois clique em Variáveis de ambiente no rodapé da janela. ficará assim: …. 7 e 8 é necessário iniciar algum editor de texto em modo administrador. vá até o final do campo de texto. No Windows XP abre o Executar e digite: notepad c:\windows\system32\drivers\etc\hosts No Windows Vista. Confirme tudo e o PHP está configurado. agora clique em Editar. mas no Vista. vá em Sistema.c:\php. em Valor da variável.1. selecione Path.. Na seção Variáveis do sistema. selecione a guia Avançado. Então vamos lá. 7 ou 8 selecione seu editor de texto com o botão direito do mouse e clique em Executar como administrador. Agora temos que configurar o arquivo de hosts para apontar o nome localhost para 127.0. agora iremos colocar o caminho onde o nosso PHP está. então. Abra o Painel de Controle.Temos que configurar o PHP para funcionar em qualquer momento no terminal. acrescente antes um . (ponto e vírgula) para finalizar os caminhos anteriores e coloque c:\php. No Windows Xp é fácil editar o arquivo de host diretamente.0.

Abra o arquivo hosts. Agora olhe para tudo isso. foi difícil? 2. Usar o servidor embutido do PHP.c:\windows\system32\drivers\etc. se ele não aparecer selecione Todos os arquivos para ele ser mostrado na janela. Reinicie sua máquina. se existir está pronto. senão acrescente-a ao final do arquivo. Agora verifique se existe a linha 127. Abra o terminal de sua preferência e digite: php --version 1 php --version .0. salve e feche o programa.0.1 localhost.

a partir da versão 5.3 tínhamos que ter um servidor web (Apache. Até a versão do PHP 5. 3. aí é só acessar no seu browser localhost:8080/index. mas. em diferentes sistemas operacionais. Para iniciar o servidor embutido. na raiz de qualquer pasta de projeto PHP seu.8081.9999.etc). faça: php -S localhost:8080 1 php -S localhost:8080 Só isto já iniciará o servidor embutido no projeto. Com ele podemos iniciar um servidor a qualquer momento e em qualquer pasta e ainda ter múltiplos servidores rodando simultaneamente em portas diferentes. claro.4 a comunidade introduziu um servidor embutido nele. Isto para o desenvolvimento é uma “mão na roda”. . espero ter sido claro sobre a importância de saber trabalhar com diferentes configurações de ambientes de desenvolvimento PHP.Se logo em seguida você ver uma mensagem com a versão do PHP instalada então ocorreu tudo bem. e se tornará mais simples ainda com um pouco de costume. Perder o medo de “meter a mão na massa”. Então. Isto só trará maturidade profissional e mais conhecimento não só em PHP como em TI de modo geral. Nginx. principalmente no Windows.php por exemplo e sua aplicação já está rodando. etc) a parte instalado para trabalhar. para usar o servidor embutido é só digitar no terminal: php -S localhost:(porta que esteja livre: 8080. Considerações Finais Depois deste tutorial. e que não é necessário ficar preso aos “amps” da vida para trabalhar com PHP. A configuração que fizemos foi simples.

verifique os requisitos mínimos da sua versão). Considerações finais. de acordo com a sua plataforma. Integrá-lo ao PHP 3. Instalar o Apache 2. etc. senão. mostrarei em seguida como instalá-lo e configurá-lo. ou seja. Passos 1. É necessário que você instale o Visual C++ Redistributable for Visual Studio 2012 também. é só instalar e usar. e que não é necessário nenhum servidor web a parte para que o PHP funcione em cliente/servidor. espero também. Eu mencionei anteriormente: Não é necessário o Apache se você está usando o servidor embutido do PHP (PHP builtserver). ter levantando bem esta idéia de que com o servidor embutido do PHP. e atendendo aos pedidos. além do ganho em se iniciar o servidor embutido a qualquer momento e em qualquer projeto. mas. Instalando e Integrando o Apache com PHP no Windows Nos posts anteriores. Muitas pessoas mandaram comentários e dúvidas sobre o uso do Apache. como instalar o Apache manualmente no Windows. Baixe o Apache 2 de acordo com a plataforma da sua máquina (32 ou 64bits). O que faremos? 1. Qual é a ideia? Instalar o Apache 2 no Windows e integrá-lo ao PHP. Descompacte o Apache em C:\Apache24. vimos como instalar o PHP no Windows e integrá-lo ao MySQL. o Apache não funcionará como serviço no Windows (Se você tiver instalando outra versão do Apache ou PHP você pode precisar instalar outra versão do Visual C++ Redistributable. . podemos ter algumas situações específicas que precisaremos rodar o Apache. Instalar o Apache 2 2.Além disto. o que não nos obriga a colocar todos projetos em um só lugar.

para os outros Windows sucessores. ela deverá ficar assim: ServerName localhost:80 1 ServerName localhost:80 Salve o arquivo e não feche-o ainda. Procure pela linha #ServerName www. abra o terminal em modo de Administrador e execute: cd\ 1 cd\ cd Apache2. simplesmente abra o seu terminal.conf que está dentro da pasta conf.com:80.example.4 . Se estiver usando Windows XP.Abra o arquivo httpd.

abra o executável ApacheMonitor. Para verificar se está funcionando. se você clicar . ele ficará sempre como ícone perto do relógio do Windows.exe -k install 1 httpd.1 cd Apache2.exe -k install Isto fará com que o Apache seja instalado como serviço. através dele você pode iniciar ou parar o Apache.exe.4 cd bin 1 cd bin httpd.

especificamos a extensão dos arquivos PHP e o caminho para as configurações do php.conf.html e acrescente index.ini. 2. então estará tudo certo.php 3 PHPIniDir "C:/php" Importamos a DLL do PHP para integração com o Apache. procure uma seção cheia de linhas “LoadModule” e adicione as linhas seguintes no final desta seção: LoadModule php5_module "C:/p AddType application/x-httpd-ph PHPIniDir "C:/php" 1 LoadModule php5_module "C:/php/php5apache2_4.dll" 2 AddType application/x-httpd-php . abra o seu browser e digite: http://localhost. Agora.iniciar e ele mudar o ícone para verde.html index. Se aparecer como esta tela abaixo. já podemos verificar se o servidor também está funcionando no browser. 1 DirectoryIndex index. Agora.php .php.html index. está tudo ok. Novamente no arquivo httpd. Crie um atalho dele na área de trabalho para futuramente iniciar automaticamente o Apache. Integrá-lo ao PHP. A linha deverá ficar assim: DirectoryIndex index. procure pela linha DirectoryIndex index.

portanto. resta permitirmos a função de reescrita no Apache.Isto fará com que o Apache procure como arquivo padrão não só o index. . procure a linha #LoadModule rewrite_module modules/mod_rewrite. Reinicie o Apache. o Apache procurará os arquivos em uma pasta interna. então está tudo ok. Abra no browser http://localhost/test. Quando digitamos http://localhost.php para renderização.php e executá-lo no browser: <?php phpinfo().conf.html. também o index.php. mas. esta a pasta é a htdocs. no arquivo httpd. você deverá colocar seus projetos e arquivos dentro desta pasta para poder trabalhar. Para testar se o PHP está integrado ao Apache. se mostrar algo assim. Para uma configuração básica.so e retire o # salve e reinicie o Apache. 1 <?php phpinfo(). vamos criar um arquivo test.

=) . Considerações finais É isso aí pessoal. 3. Desapeguem dos “amps”. Depois de tudo isto. porque. já que só está ativo o necessário.Agora você já poderá usar o Zend Framework. vemos realmente como são as três tecnologias. além de que para o conhecimento é muito bacana. com este tutorial. percebam que fazer a configuração de tudo manualmente não é nada complicado e ainda o desenvolvimento ficará mais leve. MySQL e Apache. como diriam os comerciais da OLX. completamos o famoso ciclo de PHP. Symfony e outros frameworks que utilizam a reescrita de URL.