Você está na página 1de 3

Carlos Tafarel Davi Ricarto Curso Técnico em Segurança do Trabalho

Legislação aplicada a área de riscos e emergências Professor: Arthur Paiva Polo Petrolina EREM Clementino Coelho Petrolina, 21 de outubro de 2015

Descrição dos principais pontos de convergência e divergência entre a NR-23 e o COSCIP

Fazendo um comparativo entre a NR-23 e o COSCIP podemos perceber que quanto a exigências do sistema de extintores ambos exigem que em todos os estabelecimentos ou locais de trabalho devam existir extintores afim de

combater possíveis focos de incêndio em seu início[1]. A COSCIP neste aspecto

é um pouco mais rígida, pois trata dos sistemas de combate e prevenção de

incêndios com maiores detalhes nas especificações técnicas, chamando atenção para a quantidade de extintores a serem utilizados nos ambientes, tipos de ocupações, tipos de extintores, entre outros. A NR-23 trata dessas questões relacionada a extintores de forma mais geral, sendo a COSCIP mais específica em todos os aspectos. Sendo que neste sentido ambas convergem para os mesmos pontos, diferenciando apenas o quão mais especificas é uma da outra.

Observando a NR-23 e o COSCIP quanto do combate de incêndio por água podemos perceber que a Norma Regulamentadora 23 não trata desse ponto de forma sucinta, sempre deixando vários pontos em aberto que são completamente sanados pelo COSCIP, pois ele aborda de maneira mais completa. O que se entende é que a NR-23 é mais geral e o COSCIP é mais

especifica, adequando-se a restrições de cada estado. A NR-23 não fala sobre

o uso de hidrantes e mangotinhos, claramente, como forma de extinção do fogo

usando a água para este fim, esse tipo de sistema de combate a incêndio são

considerados como sistemas fixo sob comando. A COSCIP trata desse tipo de sistema a especificar todas as exigências necessárias desde do local adequado

a sua instalação até a obrigatoriedade em certos tipos edificações, além disso caracteriza os hidrantes, os mangotinhos e seus reservatórios.

A título de observação a tabela abaixo mostra os diâmetros mínimos das

mangueiras e dos mangotinhos que serão determinados em função da classe de risco das áreas a serem protegidas, em conformidade com a tabela[2]:

1 Para o sistema de Hidrantes

com a tabela[2]: 1 – Para o sistema de Hidrantes 2 – Para Sistema com Mangotinho

2 Para Sistema com Mangotinho

o sistema de Hidrantes 2 – Para Sistema com Mangotinho Essas especificações relacionadas a Hidrantes e

Essas especificações relacionadas a Hidrantes e Mangotinhos só estão disponíveis no COSCIP, coisa que a NR-23 não trata especificamente. Nesse ponto elas divergem em partes, pois uma NR 23 não trata da forma que deveria ser tratada. Em suma ambas convergem para o mesmo propósito, sendo que uma com o objetivo de regulamentar a nível nacional todas as atribuições necessárias para a prevenção e combate a incêndio NR 23 e a outra mais especifica em contribuição a NR 23 COSCIP.

O Técnico em Segurança do Trabalho é parte fundamental em todo esse

processo de prevenção e combate a incêndios, a sua responsabilidade na construção de um plano para esse proposito deve partir do conhecimento técnico

sobre as normas que regulamentam a área, em todos os níveis de regulamentação. O conhecimento sobre a infraestrutura, as atividades e os riscos aos quais a empresa estar exposta devem ser levados em consideração na elaboração desse plano. Programas de prevenção de incêndio são extremamente importantes, pois eles tentam minimizar ao máximo os riscos e ajudam a evitar desastres, preservando assim a vida e a saúde do trabalhador.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

mg.edu.br/segurancadotrabalho/files/file/nr-23.pdf>, acessado em 21/10/1990 às 18:30h; [2] COSCIP Código de Segurança Contra incêndio e pânico para o Estado de Pernambuco, <www.bombeiros.pe.gov.br/web/cbmpe/coscip>, acessado em 21/10 às 20:30h; [3] - Paiva, Arthur. Legislação Aplicada à Área de Riscos e Emergências: Curso Técnico em Segurança do Trabalho: Educação a distância / Arthur Paiva. Recife: Secretaria Executiva de Educação Profissional de Pernambuco, 2015.

[1]

NR

23

Proteção

contra

Incêndios,