Você está na página 1de 6

OS TRANSPORTES E AS COMUNICAÇÕES E A

QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO

 Como é que os transportes e as comunicações contribuem para o aumento da qualidade de


vida?
 Quais os principais problemas decorrentes da sua utilização?
 Que medidas podem ser adoptadas com vista à resolução desses problemas?
 Qual o contributo dos transportes e das comunicações para a globalização?

O desenvolvimento dos transportes e das


telecomunicações reflecte-
reflecte-se na qualidade de
vida.. A mobilidade (ou facilidade de se mover) da
vida
população tornou-
tornou-se muito maior,
maior, aumentando a
frequência e a distância das deslocações. Estas fazem-
fazem-
se, agora, com maior conforto e segurança e em
menos tempo, o que permite reduzir as distâncias
físicas e aumentar a acessibilidade às diferentes
regiões do país (Doc. 1).
1). A mobilidade constitui,
hoje, um dos principais factores de localização da
população e das actividades económicas.
económicas.
As novas tecnologias da informação e
comunicação (TIC
TIC),
), além de facilitarem e
viabilizarem um grande número de actividades
económicas, enriquecem a nossa vida pessoal,
pessoal,
permitindo--nos aceder a informação de todo o mundo,
permitindo
conhecer realidades geográficas e humanas muito
diferenciadas, comprar e vender bens e serviços,
participar em programas de televisão e de rádio,
tomar parte e dar a nossa opinião sobre documentos e
decisões oficiais em discussão pública, etc.

_________

Doc. 1 – Deformação virtual do país, 1986-


1986-2006

Este desenvolvimento tem,


tem, no entanto, alguns efeitos perversos na qualidade de vida da
população.. Surgem problemas que se prendem, essencialmente, com a poluição
população poluição,, a saúde
saúde,, a segurança
e a qualidade dos serviços.
serviços. Daí a importância de se reconhecer o direito a mais e melhores
transportes,, nomeadamente transportes públicos que, de modo geral, no nosso país, ainda suscitam
transportes
insatisfação.
É necessário garantir a igualdade de oportunidades no acesso às tecnologias da informação e
comunicação (TIC
TIC),
), de modo a que este sector possa contribuir para a inclusão de todas as pessoas e
regiões na sociedade da informação.
informação.

A MULTIPLICIDADE DOS ESPAÇOS DE VIVÊNCIA

Actualmente, assiste-
assiste-se a um alargamento constante dos espaços de vivência e de interacção entre
pessoas e territórios (Doc. 2 a 4).
O crescimento do comércio internacional de mercadorias,
mercadorias, dos fluxos turísticos (Doc. 2), do
tráfego telefónico (Doc. 3) e do comércio electrónico (Doc. 4) são,
são, entre outras, expressões
evidentes da maior mobilidade e facilidade de comunicar à distância, proporcionadas pelo
desenvolvimento dos transportes e das tecnologias da informação e comunicação (TIC
TIC).
).

_________

Doc. 2 – Evolução do turismo mundial –


chegadas internacionais

_________

Doc. 3 – Evolução do tráfego do


_________ Serviço Móvel Terrestre, em Portugal
Doc. 4

Existe uma grande interacção e complementaridade entre o sector dos transportes e o das
telecomunicações,, o que aumenta ainda mais as possibilidades de interacção entre pessoas e territórios.
telecomunicações
Em Portugal, tal como na União Europeia (UE), as empresas de transportes são das que mais utilizam as
tecnologias da informação e da comunicação (TIC), sobretudo ao nível dos contactos entre utentes e
fornecedores de serviços, da localização e orientação por satélite, da logística e da gestão do
trânsito.. A contribuição das telecomunicações para a maior eficácia do sistema de transportes é uma
trânsito
realidade (Doc. 5).

_________

Doc. 5
O processo de globalização,
globalização, com aspectos positivos e negativos, é também uma consequência do
desenvolvimento dos transportes e das tecnologias da informação e comunicação (TIC
TIC).
). O mundo
actual assemelha-
assemelha-se cada vez mais a uma aldeia global.
global. Um crescente número de pessoas toma
conhecimento quase imediato das mesmas notícias, assiste aos mesmos filmes e programas de televisão,
ouve a mesma música, é influenciado pela publicidade dos mesmos produtos, consome o mesmo tipo de
alimentos e bebidas, usa as mesmas marcas de roupa, joga os mesmos jogos de computador, trabalha
para a mesma empresa, etc., ou seja, o mundo é cada vez mais um espaço de vivência partilhado
por todos.
todos.

PROBLEMAS NA UTILIZAÇÃO DOS TRANSPORTES: SEGURANÇA, SAÚDE E AMBIENTAIS

O acréscimo na capacidade de deslocação


acabou por originar uma série de problemas que
constituem desafios à sustentabilidade do planeta.
A segurança é um dos aspectos mais
importantes no sector dos transportes,
transportes, uma
vez que qualquer deslocação de pessoas ou
mercadorias envolve sempre riscos, seja qual for o
modo de transporte utilizado. O investimento no
aumento da segurança dos veículos e das infra-
infra-
estruturas tem sido, por isso, uma constante ao
longo da história dos transportes. Ainda assim,
continuam a registar-
registar-se acidentes que, no caso dos
_________
transportes aéreo (Doc. 6), marítimo e ferroviário,
Doc. 6 – Vítimas de acidentes aéreos ocorridos em
por vezes, assumem a dimensão de catástrofes,
território da UE e com operadores da UE
pelas elevadas perdas materiais e humanas.
Embora os acidentes com transportes rodoviários
não tenham a dimensão de catástrofe que,
geralmente, se associa aos de outros modos de
transporte, o seu grande número e a sua frequência
tornam a sinistralidade rodoviária um problema
grave em muitos países da União Europeia.
Europeia.
Portugal ainda se encontra acima da média
comunitária (Doc. 7).
O crescimento do número de veículos em circulação
fez aumentar bastante o número de acidentes com
vítimas. Porém, a melhoria da segurança dos
veículos e da rede rodoviária nacional permitiu que _________

a gravidade dos acidentes diminuísse Doc. 7 – Vítimas mortais em acidentes


significativamente (Doc. 8). rodoviários na UE, em 2006

_________

Doc. 8 – Evolução
do n.º de acidentes
com vítimas e do
índice de
gravidade, em
Portugal, em 2006
As causas da sinistralidade rodoviária,
rodoviária, apesar de em muitos casos se associarem a problemas técnicos
dos veículos e a deficiências do traçado e do piso das estradas, estão directamente relacionadas com o
comportamento dos condutores.
A resolução deste problema implica uma alteração de mentalidades e de comportamentos
individuais,, só possível através da educação e da formação para a segurança rodoviária.
individuais rodoviária. Neste
âmbito, foi elaborado o Plano Nacional de Prevenção Rodoviária com o objectivo de aumentar a
segurança rodoviária no nosso país,
país, de modo a reduzir
reduzir em 50% o número de vítimas mortais e
feridos graves, até 2010.
2010.

O crescimento da utilização dos transportes,


transportes, associado à grande utilização de combustíveis
fósseis como fontes de energia, tem alguns impactes sobre a qualidade de vida da população,
população, a
maioria decorrentes dos problemas de poluição ambiental
ambiental..
O sector dos transportes é um dos principais responsáveis pela emissão de gases (Docs
Docs.. 9 e 10)
que contribuem para o agravamento do efeito de estufa e para a formação de ozono na troposfera,
troposfera,
onde constitui um risco para a saúde humana.
humana.

_________

Doc. 9 – Emissão de gases com


efeito de estufa (GEE) pelos
principais sectores de actividade

__________

Doc. 10 – Emissão de gases com


efeito de estufa (GEE) e
compromissos para o período
2008--2012
2008

A poluição atmosférica é a causa de muitas doenças que afectam a população, principalmente em


áreas urbanas. São exemplos as doenças do sistema respiratório (asma, infecções pulmonares, etc.),
doenças da pele,
pele, alergias
alergias,, problemas do sistema cardiovascular e alguns tipos de cancro.
cancro. Aos
transportes está também associada a poluição sonora que afecta negativamente a qualidade de vida da
população.
A diminuição dos problemas ambientais e de saúde associados aos transportes é também uma
das preocupações da política nacional e comunitária para este sector,
sector, o que está patente em
medidas como:
• a decisão de reduzir o peso do transporte rodoviário face aos restantes modos de transporte,
transporte, por
ser o mais poluente;
• a directiva comunitária 2003/30/CE, pela qual cada Estado-
Estado-membro deverá assegurar a colocação no
mercado de uma quota mínima de biocombustíveis ou de outros combustíveis renováveis;
renováveis;
• o aumento dos investimentos em Investigação e Desenvolvimento (I&D), para viabilizar a
utilização de energias menos poluentes (tecnologia híbrida, células de combustível…) e diminuir o consumo
de energia, sobretudo nos transportes rodoviário e aéreo;
• a criação de iniciativas como o Dia Europeu Sem Carros e de programas como o «Mini-
Mini-autocarros
Eléctricos em Frotas de Transportes Urbanos»
Urbanos» (Gulliver
Gulliver).
).
O transporte marítimo causa também graves problemas ambientais que se associam principalmente
aos desastres com petroleiros,
petroleiros, que originam marés negras,
negras, e às lavagens de porões sem respeito
pelas normas de segurança ambiental.

REFLEXOS DAS TIC NA QUALIDADE DE VIDA

A influência das tecnologias da informação e comunicação (TIC


TIC)) faz
faz--se sentir em inúmeros
aspectos da nossa vida quotidiana,
quotidiana, desde a mera possibilidade de estar sempre contactável, até à
maior facilidade de acesso a bens, serviços e informações úteis, como o estado do tempo ou a fluidez do
trânsito (Doc. 11). __________

Doc. 11

As TIC são também um meio privilegiado para ajudar muitas pessoas com dificuldades de
mobilidade a saírem do isolamento.
isolamento. Agora podem, além de assistir, participarem programas de
televisão e rádio, pelo telefone ou via Internet.
Com as tecnologias de informação e comunicação (TIC), os cidadãos com necessidades especiais têm
maior facilidade e mais oportunidades de inserção no mercado de trabalho,
trabalho, uma vez que se torna
possível a sua adaptação a cada caso específico.
O desenvolvimento das redes de telecomunicação tem impactes territoriais significativos,
significativos, por
exemplo, ao nível da distribuição da população e das actividades económicas.
económicas. A crescente adesão
das empresas e dos trabalhadores ao teletrabalho tem como consequência directa uma redução das
deslocações pendulares e, em alguns casos, a mudança de residência para áreas rurais.
As TIC têm, porém, alguns efeitos perversos na qualidade de vida:
vida:
• a insegurança provocada pela difusão de vírus informáticos e a recepção de correio electrónico não
solicitado;
• o perigo de fraude no comércio electrónico e em transacções financeiras;
• a falta de atenção a aspectos de carácter ético,
ético, como a difusão de ideias e comportamentos que
atentam contra os direitos humanos, a dificuldade em controlar a qualidade e a fiabilidade dos conteúdos, a
possibilidade de invadir a privacidade dos cidadãos, etc.;
• os perigos associados ao «convívio» com desconhecidos na Internet,
Internet, principalmente, para os mais
jovens;
• os perigos para a saúde humana,
humana, como são a emissão de radiações nocivas e os problemas
psicológicos de dependência.

http://geoclick.blogspot.com/
Fonte: Adaptado de ARINDA, Rodrigues [et
[et al
al],
], Geografia A 11.º Ano,
Ano, 1.ª Edição, Texto Editores, 2008. prof.geo.fernando@sapo.pt