Você está na página 1de 23

ESPELHOS ESFÉ

ESFÉRICOS
Prof. Camila
Cursinho ATHO
Espelhos esféricos
 Chamamos espelho esférico qualquer calota esférica
que seja polida e espelhada.
 Os espelhos esféricos podem ser de dois tipos:
côncavos ou convexos.
 Quando a parte interna da calota for
espelhada chamamos de espelho
côncavo.
 Quando a parte externa da calota for
espelhada chamamos de espelho
convexo.
Representação de espelhos
esféricos
Elementos importantes nos
espelhos esféricos
 C = centro de curvatura (centro da esfera
que contém a calota)
 r = raio de curvatura (raio da esfera que
contém a calota)
 V = vértice do espelho
 F = foco do espelho (metade da distância
entre o centro de curvatura e o vértice)

Temos que:

C=r
e
f=r
2
Como construir uma imagem
num espelho esférico
 1°) Um raio de luz que incide paralelamente ao eixo
do espelho, reflete passando pelo foco.
 2°) Um raio de luz que incide numa direção passando
pelo foco, reflete paralelo ao eixo.
 3°) Um raio de luz que incide na direção do
centro de curvatura retorna sobre si mesmo.
 4°) Um raio de luz que incide sobre o
vértice, reflete simetricamente em relação
ao eixo (ângulos iguais).
Uma imagem pode ser:

 Real ou virtual
 Maior ou menor que o objeto

 Direita ou invertida

 Imprópria (no infinito)


Construção de imagens
- espelho côncavo -
 Objeto situado antes do centro de curvatura.

A imagem será:
• real
• invertida
• menor
 Objeto situado no centro de curvatura do
espelho

A imagem será:
• real
• invertida
• mesmo tamanho
 Objeto situado entre o centro de
curvatura e o foco do espelho

A imagem será:
• real
• invertida
• maior
 Objeto situado no foco do espelho

A imagem é imprópria, ou seja, ela se forma no


infinito.
 Objeto situado entro o foco e o vértice
do espelho

A imagem será:
• virtual
• direita
• maior
Construção de imagens
- espelho convexo -
 Em um espelho convexo, qualquer que seja a
posição do objeto em relação ao vértice, a
imagem será sempre:

 virtual
 direita

 menor
Equação dos pontos conjugados
(equação de conjugação de Gauss)

 Suponhamos um ponto P e sua imagem P’. Sabemos


que a luz que emana de P é refletida no espelho e
com isso obtemos P’, consequentemente, se P’ for
objeto então P será sua imagem.
 Esses pontos são chamados de pontos
conjugados.
 A imagem de P é o ponto P’ e a imagem de
P’ é o ponto P. (reversibilidade da luz)

A equação de conjugação de Gauss nos permite


encontrar a posição da imagem conjugada num espelho
esférico.
Na figura temos:
 p = distância do
objeto ao vértice do
espelho.
 p’ = distância da
imagem ao vértice
do espelho.
 f = distância focal do
espelho. (foco)

A partir dos dados, a equação dos pontos conjugados:

1 1 1
= +
f p p'
Equação do aumento
linear transversal
 Vimos que a imagem de um objeto pode ser maior ou
menor dependendo de onde colocamos o objeto.
 A relação entre o tamanho do objeto e o da imagem é
denominada de aumento linear transversal.
 Relacionamos:

y '(imagem) p'
A= =−
y(objeto) p
Ao utilizarmos as equações de pontos
conjugados e a de aumento, devemos
seguir algumas regras de sinais:
 1°) A origem é o vértice do espelho; as abscissas
são positivas na região em que a luz incide e
negativas na região oposta.
Ao utilizarmos as equações de pontos
conjugados e a de aumento, devemos
seguir algumas regras de sinais:

 2°) As ordenadas são positivas acima do vértice e


abaixo são negativas.
Proposta de exercício 1!

 (UNESP-SP) Uma jovem usa um espelho esférico


côncavo, cujo raio de curvatura é igual a 240cm,
para ver uma imagem virtual e ampliada de seu
rosto. Considere o rosto plano e perpendicular ao
eixo do espelho. Qual deve ser a distância da
jovem até a imagem de seu rosto para que haja
um aumento igual a 2?
Proposta de exercício 2!

 (PUC-SP) Utilizando um espelho esférico, obteve-


se uma imagem com 1/5 da altura do objeto e
situada a 12cm do vértice do espelho. Qual foi o
tipo de espelho utilizado e qual é sua distância
focal?