Você está na página 1de 2

1

Improbidade
Exercícios
Errado):

Administrativa
CESPE (Certo ou

1- O ressarcimento ao erário e a
suspensão
dos
direitos
políticos são penas aplicáveis
aos servidores públicos que
cometerem
atos
de
improbidade administrativa.
2Apuração interna realizada
descobriu que um empregado
público
federal
de
uma
sociedade de economia mista
recebeu vantagem indevida de
terceiros,
em
troca
do
fornecimento de informações
privilegiadas e dados sigilosos
do ente de que ele fazia parte.
O relatório de conclusão da
apuração
foi
enviado
ao
Ministério
Público
para
providências
cabíveis.
Considerando essa situação
hipotética, julgue os itens que
se seguem`
2. O terceiro beneficiado
poderá ser responsabilizado
nas esferas cível e criminal,
mas não por improbidade
administrativa, visto que esta
não abrange particulares.
3.
Eventual
ação
de
improbidade
administrativa
contra o empregado deverá ser
ajuizada pelo Ministério Público
na justiça estadual.
4 Aquele que viola os deveres
de legalidade e quem retarda
ou
deixa
de
praticar,
indevidamente, ato de ofício
pratica ato de improbidade
administrativa
que
causa
prejuízo ao erário.
5 Morrendo o servidor que tiver
causado lesão ao patrimônio
público,
restará
extinto
qualquer tipo de punição a ele

determinada em decorrência
do
ato
de
improbidade
praticado.
6 Um terceiro que pratique,
juntamente com um agente
público, ato do qual decorra
prejuízo ao erário não estará
sujeito às sanções previstas na
Lei
de
Improbidade
Administrativa.
7
Se
condenado por improbidade
administrativa,
o
servidor
público que, para beneficiar
um amigo, tiver deixado de
praticar, indevidamente, ato de
ofício
deverá
realizar
o
ressarcimento integral do dano
causado e perderá sua função
pública,
sendo
vedada
a
suspensão de seus direitos
políticos.
8 De acordo com a legislação,
para que determinado ato seja
caracterizado como ato de
improbidade administrativa, é
necessário ter havido lesão ao
erário, em virtude de ação ou
omissão,
desde
que
na
modalidade culposa.
9 Frustrar a licitude de
concurso público configura ato
de improbidade administrativa
que atenta contra os princípios
da administração pública.
10
É
necessária
a
comprovação
de
enriquecimento ilícito ou da
efetiva ocorrência de dano ao
patrimônio público para a
tipificação
de
ato
de
improbidade
administrativa
que atente contra os princípios
da administração pública.
11 Retardar ou deixar de
praticar, indevidamente, ato de
ofício
configura
ato
de
improbidade
administrativa

sem observar as formalidades previstas em lei. 20 Os atos de improbidade administrativa estão taxativamente previstos em lei. não se submetem aos preceitos contidos na lei de improbidade administrativa. 14. entre outras sanções. 12 Em caso de ato de improbidade. indireta ou fundacional de qualquer dos poderes do DF. à suspensão dos direitos políticos de oito a dez anos e à perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio. estará sujeito exclusivamente às sanções impostas na Lei de Improbidade Administrativa. 18 Os empregados públicos. 17 A Lei de Improbidade Administrativa pune atos praticados contra a administração direta. não constitui ato de improbidade administrativa. inclusive os realizados por aqueles que não sejam servidores públicos. por essa razão. por não serem agentes políticos nem constarem expressamente no rol de sujeitos ativos. 13 O agente público deverá ressarcir integralmente o dano causado ao patrimônio público somente se restar comprovado que sua ação ou omissão foi dolosa. nenhum ônus aos seus sucessores. 22 O agente público que deixa de prestar contas quando esteja obrigado a fazê-lo pratica ato de improbidade administrativa 1-C 2-E 3-C 4-E 5-E 6-E 7-E 8-E 9-C 10-E 11-E 12-C 13-E 14-E 15-E 16-C 17-C 18-E 19-E 20-E 21-E 22-C 23-C 24-E 25-C . não sendo possível compreender que sua enumeração seja meramente exemplificativa.Caso morra um agente público que tenha cometido ato ilícito previsto na referida lei. ele terá praticado ato de improbidade administrativa que importará enriquecimento ilícito e. portanto. 21 O ato de celebrar contrato que tenha por objeto a prestação de serviços públicos por meio da gestão associada. 19 A dispensa indevida de processo licitatório por agente público.2 cuja configuração prescinde da presença de elemento doloso. além de causar prejuízo ao erário. 16 Os atos de improbidade que importam enriquecimento ilícito sujeitam seus autores. a punição a que ele tiver sido submetido será extinta. à perda da função pública. regidos pelas normas trabalhistas. previstos taxativamente na norma de regência. constitui ato de improbidade administrativa que importa no enriquecimento ilícito daquele que o pratica. por si só. o ressarcimento do poder público só será cabível se o ato causar prejuízo ao erário ou ao patrimônio público. 15 Se um agente público tiver percebido vantagem econômica para intermediar liberação de verba pública de qualquer natureza. não acarretando.