Você está na página 1de 14

Teoria da Contabilidade

Apostila 1
2º semestre 2013
Ademar Vieira da Cunha

V .Núcleo Fundamental da Contabilidade:  O Ativo e sua Avaliação.José Carlos.CFC . 2007. .2 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA DISCIPLINA: I .2004. Atlas. 2005 . IUDÍCIBUS. IUDÍCIBUS.Postulados. Van: Teoria da Contabilidade. Neves.  O Patrimônio Líquido. Eldon S. Silverio das.Contabilidade Básica. Manual de Contabilidade das Sociedades por Ações. Atlas. Atlas.  Evidenciação (Disclosure) VI ..São Paulo:tlas 2004.: Introdução à Teoria da Contabilidade. 1ª Edição. Franco. al. Atlas.São Paulo:Atlas. Ed. 7ª Edição. 4ª Edição. Perdas e Ganhos.Objetivos e Metodologia da Contabilidade II . Ilário.  O Passivo e sua Mensuração. Sérgio de e MARION. IUDÍCIBUS..Princípios Fundamentais de Contabilidade. Michael F. al. 9ª Edição. HENDRIKSEN.Contabilidade Básica. Despesas. SÁ.Evolução Histórica do Pensamento Contábil  Origem da Contabilidade. José C.  Escola Norte Americana.Suplemento.. 4ª. Manual de Contabilidade das Sociedades por Ações. IUDÍCIBUS. Princípios e Convenções de Contabilidade IV . BREDA. Atlas. Atlas.  Retrospectiva e Perspectivas da Contabilidade no Brasil. 1999. Ed. 2009.frase. Sérgio de et. Marion.Objeto da Contabilidade (Produto Final):  Características da Informação Contábil  Usuários da Informação Contábil III . 2006.  Escola Européia. 1995. 2008. Sérgio de et. Antonio Lopes de: Teoria da Contabilidade. Contabilidade AVANÇADA E Análise das Demonstrações Financeiras.Pesquisas e Perspectivas em Contabilidade BIBLIOGRAFIA BÁSICA:           BRASIL .  Receitas. 2006. Atlas. Sérgio de: Teoria da Contabilidade.

pretende-se evidenciar a estrutural atual e como entende-la melhor. 1 Objetivos da Contabilidade Estão definidos como as informações que deverão ser geradas para que os diversos usuários possam tomar conhecimento da situação da organização em dado momento. O entendimento dessa estrutura permite uma visão abrangente dos horizontes da contabilidade e de como exercer a profissão contábil melhor. é o processo de geração e de apresentação das informações. delimitar-se o ambiente em que irá atuar para atingir seus objetivos.3 ESTRUTURA CONCEITUAL BÁSICA A estrutura conceitual da contabilidade representa todo arcabouço teórico que sustenta a escrituração contábil. 2 Postulados Contábeis Determinam os conceitos sociais. o campo . A estrutura conceitual básica da contabilidade está assim organizada: 1 OBJETIVOS DA CONTABILIDADE 2 POSTULADOS CONTÁBEIS 3 PRINCÍPIOS CONTÁBEIS 4 CONVENÇÕES CONTÁBEIS Nesta estrutura percebe-se que primeiramente foram definidos os objetivos da contabilidade para. Todavia. em seguida. econômicos e institucionais. para tomada de decisão. A estrutural conceitual básica da contabilidade apresentou diversas configurações no decorrer da evolução do pensamento contábil.

Analisa se os recursos investidos estão trazendo os retornos esperados. cada qual controla seus gastos. Esse enfoque está direcionado para a geração de informações gerenciais. empresa.  Social: avalia a entidade pelo que ela contribui para a sociedade. Exemplo: não pagamento das contas pessoais com os recursos da empresa.  Econômico: analisa os aspectos quantitativos e qualitativos do patrimônio. Exemplo: Departamentalização em custos. que merece informações separadas. Pode ser analisado sob quatro enfoques:  Jurídico: a contabilidade deva efetuar separadamente os registros dos sócios (pessoa física) da empresa (pessoa jurídica). Nesse enfoque. onde temos: 2. Em contabilidade. Assim os interesses dos sócios não se confundem com os interesses da entidade. departamentos etc. Considera cada nível organizacional uma entidade distinta. o resultado da entidade não medido somente pela diferença entre receitas e despesas.  Organizacional: procurar mostrar a forma como está organizada a entidade e como deve evidenciar os resultados de acordo com os requisitos de cada setor da empresa.. Podemos dizer que representam todo alicerce da teoria contábil.1 Postulado da Entidade Contábil O Postulado da Entidade Contábil pressupõe a existência da empresa/entidade. grupos de empresas. envolve o percentual de aplicação de recursos em termos de benefícios à sociedade. É a . a medida que busca evidenciar o comportamento dos “resultados” nos diversos setores da empresa. Exemplo: comparação da situação atual da empresa com as situações passadas.4 de aplicação no qual a contabilidade atual. entidade é todo indivíduo. desde que desenvolva atividade econômica e que justifique um relatório separado de receitas e despesas com vista à apuração de resultados.

ou seja. principalmente no ambiente externo.00 + custos de instalação de 200. pois não são excludentes. a apuração de resultados e a apresentação das demonstrações contábeis. e. 2. através de seus lucros. para tanto.1 Princípio do Custo Original como base de Valor - todos os ativos deverão ser registrados pelo preço pago para adquiri-los ou fabricá-los acrescidos de todos os gastos necessários para colocá-los em condição de gerar benefícios para a empresa.2 Postulado da Continuidade O postulado da Continuidade pressupõe a continuidade das operações da empresa por tempo indeterminado. a entidade é vista como um mecanismo capaz de adicionar valores aos recursos que utiliza. 3 Princípios Contábeis São regras básicas que dão condições para que os Contadores executem de maneira uniforme a escrituração. Exemplo: Aquisição de uma Máquina para fazer batentes por 1000. ou de acordo com a potencialidade de geração de caixa futuro.2 Princípio da Realização das Receitas em confrontação com a Despesa - este princípio mostra o momento do reconhecimento das receitas e das . que por sua venda ou imobilização.00.5 importância social da empresa. Na visão contábil da entidade. Para a contabilidade.00 o valor do registro contábil será de 1200. a entidade é um organismo vivo que irá operar por um longo período de tempo (indeterminado). Desta forma. todos os enfoques devem ser vistos em conjunto. seus ativos devem ser avaliados a valor de entrada. doações da empresa para construção de uma escola/igreja. 3. Exemplo: participação dos funcionários nos lucros da empresas. as entidades são vistas como empreendimento “em andamento”. são eles: 3.

6 despesas relacionadas.Este princípio relacionase com a qualidade da contabilidade em apresentar o conjunto de bens. Nesse princípio quando se discute o reconhecimento das receitas e despesas. Entendendo-se por receita. . independentemente de serem recebidas ou pagas. faz-se um esforço de associar (confrontar) toda a despesa sacrificada para a obtenção daquela receita. De maneira geral.3 Princípio do Denominador Comum Monetário: . a entrada de recursos para entidade (dinheiro ou direitos a receber) decorrentes de transações (vendas ou prestação de serviços) ou oriundas de transações financeiras ou ganhos eventuais. o sacrifício que a entidade arca para obtenção das receitas. Após a identificação exata da receita. obrigações. 3.  Regime Misto: O regime misto trabalha com regime de caixa para as receitas e com o regime de competência para as despesas. Esse regime é obrigatório paga todas em empresas que visem lucro. ou seja. Desta comparação (receitas e despesas) obtemos o resultado de um período. está implícita a forma ou regime de contabilização:  Regime de Caixa: As receitas e despesas serão reconhecidas somente por ocasião de seus recebimento ou pagamento. as demonstrações contábeis em uma única base monetária. no momento em que define que as demonstrações deverão ser apresentadas em moeda corrente do País. direitos. Procura expressar a natureza essencialmente financeira da contabilidade. é o momento da transferência do bem ou serviço para o cliente. E por despesas. receitas e despesas.  Regime de Competência: As receitas e as despesas deverão ser reconhecidas com base no fato gerados das mesmas. Esse regime é utilizado geralmente pelas entidades sem fins lucrativos. ou seja. O Regime Misto é normalmente utilizados pelas empresas publicas. as receitas somente serão reconhecidas por ocasião de seu recebimento e as despesas serão reconhecidas levando em conta o seu fato gerador.

o valor atribuído a esses bens. e o orçamento junto ao fornecedor.Apresentamos as premissas básicas para a escrituração. pode ser fruto de nosso julgamento (experts).7 4 Convenções Contábeis Observe que estamos avançando gradativamente em direção aos processos mais efetivos de contabilização: 1º . deverá optar pela que tiver documentação suporte.Definimos o ambiente e as condições para desenvolver a contabilidade. em caso de documentos não idôneos.  Convenção da Objetividade: contabilidade deve existir Para todo e qualquer registro a documentação suporte (Nota Fiscal). as restrições e amplitudes dessas regras. Está convenção tem por finalidade restringir o uso excessivo e liberal de valores. consistente e confiável a informação contábil.F. Na contabilização de um veículo. com a finalidade de manter uniforme. É a relação custo X benefício.A contabilidade deve registrar somente os eventos dignos de atenção (relevantes) e na ocasião oportuna. onde os sacrifícios para contabilizar determinados eventos. não devem superar os benefícios. E agora. a existência física de documentos não caracterizar a objetividade.  Convenção da Materialidade . Caso o contador disponha de duas fontes para avaliação de certo bem. nesses casos. devendo optar pela N. As Convenções Contábeis são instrumentos que objetivam restringir e delimitar a abrangência dos princípios contábeis. os quais não representam suporte para a contabilização. com a finalidade de evitar desperdício de tempo e dinheiro. por ser objetivo. assim como. o contador terá em mãos a nota fiscal de compras. que são as convenções contábeis. como é o caso do goodwill. Pode ocorrer também da empresa não dispor de documentos comprobatórios de determinados valores. 2º.Delineamos os Objetivos da Contabilidade. O que não . indicando adequadamente o valor da transação. 3º . Por exemplo.

O objetivo dessa Convenção está em reduzir as inconsistências nos relatórios de uma mesma empresa. neste caso. Existem mecanismos como o fundo de caixa.8 significa que os valores pequenos não devam ser contabilizados. ajustando o estoque. que evitam o surgimento de valores insignificantes. É melhor demonstrações contábeis em data oportuna. Caso haja necessidade de mudanças desses critérios. sempre que se defrontar com alternativas igualmente válidas para atribuição de valores ao Ativo e ao Passivo. há correntes favoráveis e contrárias ao conservadorismo. O conservadorismo. estiver maior que o valor de mercado. através de um provisão para desvalorização. a conta de mercadorias. esta convenção modifica o principio do custo histórico como base de valor. os reflexos deverão ser evidenciados nas notas explicativas. o mesmo não deve ser mudado com freqüência para que não prejudique a comparabilidade dos resultados. deverá optar pelo valor de mercado.  Convenção da Consistência . Em virtude de permitir os ajustes de valores através dessa provisão. estabelece que por ocasião do inventário. do que resultados absolutamente corretos quando a informação já perdeu sua validade. escalonamento para pedidos de requisições etc. o contador.De acordo com esta convenção. porque são necessários pequenos ajustes de valores. é não deixar de apresentar relatórios aos usuários. por precaução.A idéia central dessa convenção é que uma vez adotado determinado critério de contabilização. deverá optar por um valor mais baixo para o Ativo e por um valor mais alto para o Passivo. O enfoque da convenção da materialidade. Atualmente.  Convenção do Conservadorismo . devendo prevalecer o bom senso do contador. visa à padronização e permite a analise mais consistente para os usuários da informação .

fundamentalmente em termos de cronograma de projetos. 2-Uma empresa comprou à vista um veículo por R$ 20.000. b) Utilizam as informações contábeis para fins de tributação das sociedades. nessa data avaliado a preço de mercado por R$ 28. de imobilizações. além. h) Analisam as demonstrações contábeis e outras informações da Companhia mais com o enfoque da rentabilidade.00 de acordo com o Princípio: a) Da Competência. no exercício de 2001. d) Do Registro pelo Valor Original. b) Da Entidade.. A empresa terá que contabilizar o referido veículo pelo valor de R$ 20.9 contábil.000. f) Utilizam também com frequência relatórios gerenciais internos. O investimento em mercadorias deverá ser ajustado ao valor de mercado tendo em vista o Princípio Fundamental de Contabilidade: a) Da Continuidade.00. principalmente os impostos que incidem sobre as receitas e os impostos que são calculados sobre o lucro. das demonstrações contábeis. nível de lucratividade.00 o valor de mercado. b) Da Entidade. 3-A contabilidade de uma empresa em 31/12/2001 na conta Mercadorias registrava um saldo de R$ 10. g) O enfoque geralmente está concentrado mais na parte social.. c) Geralmente têm uma visão mais à longo prazo e concentram suas atenções em saber como andam os negócios como um todo e principalmente o retorno do investimento via geração de lucros e distribuição de dividendos. 4-Um dos clientes de uma empresa teve. para acompanhar o desempenho da companhia e o cumprimento das metas orçamentárias. e) Estudam as informações contábeis com a finalidade de avaliar a habilidade da Companhia em liquidar suas obrigações com empréstimos ou financiamentos de acordo com os contratos firmados. a sua insolvência decretada pelo Juiz competente.000.00 avaliado pelo custo de aquisição. de liquidez. c) Da Prudência. d) Do Registro pelo Valor Original.000. projetos sociais.000. A perda relativa à dívida que o .00. sendo R$ 4. etc. liquidez e segurança do investimento. d) Estão interessados na capacidade da Companhia em honrar seus compromissos de compras e pagamentos das obrigações assumidas. Identifique os usuários aos seus respectivos objetivos: a) Avaliam as informações contábeis principalmente com o objetivo de verificar a capacidade da Companhia em continuar fornecendo bens ou serviços. como por exemplo nível de emprego. c) Da Oportunidade. etc.

princípios e normas somente são diferenciáveis no plano técnico. 9-De acordo com a Resolução CFC Nº 750. l.000. os princípios são de conduta obrigatória. haverá sempre um débito e um crédito de valores desiguais. enquanto as normas os orientam. de 29.12. f.00 R$ 75. j. respaldar as informações prestadas à Receita Federal. 7-O Método das Partidas Dobradas significa que: e.000. a alternativa que demonstra corretamente o valor do Resultado do Exercício é: Despesas Incorridas e Pagas Despesas Não-Incorridas e Pagas Despesas Incorridas e Não-Pagas Receitas Recebidas e Não-Realizadas Receitas Realizadas e Recebidas Receitas Realizadas e Não-Recebidas a) b) c) d) R$ 45. não existe débito(s) sem crédito(s) correspondente(s). prover os usuários das demonstrações contábeis com informações que os ajudem a tomar decisões.000.00 R$150.10 referido cliente tinha com uma empresa deve ser reconhecida no exercício de 2001 de acordo com o Princípio: a) Da Competência.00 R$100. atender os interesses das instituições financeiras. tanto os princípios como as normas são de conduta obrigatória.00 Prejuízo de R$ 55.000.000. 8-Quanto à distinção entre Princípios e Normas Contábeis. b. h.000. nos lançamentos contábeis a soma dos valores creditados deve ser sempre igual a soma de valores debitados às contas envolvidas. 5-Com base nas informações abaixo e no Princípio da Competência.00 R$ 50. k. pode-se afirmar que: i. existem para cada débito. atender apenas os interesses de instituições financeiras e fornecedores.00 Lucro de R$150. c. fornecedores e fisco. os Princípios Fundamentais de Contabilidade são os seguintes: . os princípios e normas são sinônimos. c) Da Entidade.000.000. d) Do Registro pelo Valor Original. g.00 Nem Lucro nem Prejuízo Lucro de R$100.1993. b) Da Continuidade. d.00 R$ 30. dois lançamentos de crédito.00 6-O objetivo fundamental da Contabilidade é: a.000.

da Oportunidade. C) Os grupos Resultados de Exercícios Futuros e Permanente Diferido só existem em função do Princípio da Prudência. Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. da Oportunidade. da Relevância. o registro das variações patrimoniais não deve ser feito por não existir razoável certeza de sua ocorrência. C) Da Entidade. as devoluções e os cancelamentos. Demonstração das .11 A) Da Entidade. observados os limites impostos pelos Princípios da Realização da Receita e do Conservadorismo. O posicionamento para as provisões deverão observar: A) Desde que tecnicamente estimável. da Atualização Monetária. da Atualização Monetária. B) A demonstração do resultado evidenciará os impostos incidentes sobre as operações. da Prudência. independentemente das causas que as originaram. da Continuidade. simultaneamente. o registro das variações patrimoniais deve ser feito mesmo na hipótese de somente existir razoável certeza de sua ocorrência. da Continuidade. 10) As afirmativas abaixo relacionadas com as Normas Brasileiras de Contabilidade referentes ao conceito. do Custo como Base de Valor. da Relevância. 13-Identificar os Relatórios pertinentes à cada informação: Balanço Patrimonial. determinando que este seja feito de imediato e com a extensão correta. D) A demonstração do resultado evidenciará as receitas e despesas e os ganhos e perdas não decorrentes das atividades-fins. da Atualização Monetária e da Prudência. C) A demonstração do resultado não evidenciará o resultado antes das participações e dos impostos. à tempestividade e à integridade do registro do patrimônio e das mutações. 11) Assinale a alternativa CORRETA: A) A contabilização de receitas realizadas e não recebidas é feita em obediência ao Princípio da Competência de Exercícios. da Continuidade. D) Mesmo que precisamente estimável. do Registro pelo Valor Original. da Competência. independentemente de seu recebimento. da Prudência e da Competência. estrutura e nomenclatura das demonstrações contábeis estão CORRETAS. D) A despesa antecipada deve ser computada no resultado do exercício de sua incorrência e a receita antecipada no resultado do exercício em que for realizada. C) O registro de provisões oriundas de estimativas são facultativas até o momento de sua ocorrência ou quando houver certeza de perda para a entidade. D) Da Entidade. B) A distribuição de dividendos é uma despesa para a empresa. B) Da Entidade. da Competência. 12) O Princípio da Oportunidade refere-se. da Consistência e da Continuidade. da Uniformidade. conteúdo. os abatimentos. exceto: A) A demonstração do resultado compreenderá as receitas e os ganhos do período. da Atualização Monetária. B) Só podem ser registradas considerando apenas os elementos quantitativos e físicos quando houver absoluta certeza de sua ocorrência. da Competência e da Prudência.

o diretor de controladoria pensa que não deveria ser feito esse registro contábil. tendo em vista que existiam muitas situações e variáveis complexas que precisavam ainda ser definidas.000 em função de Ter excluído certa receita indevidamente da tributação do imposto de renda do exercício social anterior. devido ao fato de que ainda existe uma pequena chance. Em todos os casos indicar a solução do problema mencionando também o (s) Princípio (s) de Contabilidade que fundamenta cada um dos itens a seguir : a) Uma CIA é réu em um processo de utilização indevida de uma marca. Quantidade de empregados alocados à área de produção 14. prazos de pagamentos e garantias dos financiamentos a longo prazo 15. Valor destinado do lucro líquido do exercício para a reserva legal 17. mas somente divulgação em nota explicativa às demonstrações contábeis. Os diretores decidiram provisionar esse processo no balanço patrimonial de 31 de dezembro de 20x1. Montante das contas correntes bancárias 9. embora muito remota de a empresa vir a ganhar esse processo. Quantidade de produtos vendidos 7. Dívidas da Sociedade com Fornecedores 2. Valor dos Bens do Ativo Imobilizado adquiridos durante o exercício social 3. Valor dos estoques disponíveis para a venda no final do exercício social. 18. Como resolver essa situação? . Notas Explicativas. Como resolver essa situação? b) Uma empresa foi multada pelo Fisco. O valor dos ajustes de exercícios sociais anteriores 10. Relatório Gerencial Internos: 1. haja vista que o valor da causa é determinável. Imposto de renda e contribuição social que incidiu sobre o lucro apurado pela Cia. já que no estágio que se encontrava a causa não era possível quantificar o processo. Novos empréstimos que ingressaram na Companhia durante o exercício social 6. Critério de avaliação dos estoques 8. Taxas de juros. A companhia contestou juridicamente. é forte a possibilidade de a companhia perder essa causa. segundo os advogados. Todavia. Direitos de cada classe de ações 13. As alterações ocorridas na conta do Capital Social 4. seus advogados entendem que são remotas as chances de êxito. Análise da variação entre a receita faturada e a receita orçada 12. O diretor financeiro é de opinião que esse processo deve ser contabilizado no BP de 31 de dezembro de 20x1. em julho 20x1. O gerente financeiro argumentou que não era possível esse registro. Receitas reconhecidas durante o ano 5. no entanto. devido ao fato de que. Aquisições de investimentos durante o ano 16. no montante de R$ 37. Despesas financeiras contabilizadas durante o exercício social 11.12 Origens e Aplicações de Recursos.

A folha de pagamento de 5. Ele acredita que o resultado de Alfa AS somente deveria ser onerado no mês em que ocorreu a liquidação financeira da operação. Quem está com a razão? d) Uma companhia tem um empréstimo em moeda estrangeira (dólares) de US$ 2. Em 31.000 .000 . O contador registrou o débito no ativo imobilizado em contrapartida com crédito em reserva específica de capital neste valor.000. O terreno foi avaliado por peritos no valor de R$ 77. foram faturados pelo fornecedor no final de janeiro de 20x2 e pagos por Alfa no início de fevereiro de 20x2. Em 20x2 a empresa encerrou as negociações com a Prefeitura para liquidar essa dívida.000 . Este passivo deve ser provisionado pela Contabilidade? Qual o valor? j) Indicar o valor do lucro ou prejuízo após os seguintes fatos: .000 .Receitas Realizadas em recebidas em dez 20x1 R$ 43.000. O diretor financeiro tem uma opinião diversa da do contador e do gerente de impostos.000 . No entanto. Os salários são pagos normalmente no dia 5 do mês seguinte.Receitas recebidas e realizadas em Nov. reconheceu ainda em 20x0 a dívida com esse imposto em seu passivo.000 . O contador entende que os serviços deveriam ser provisionados em dezembro de 20x1.Despesas Incorridas em Nov.12. 20x1 para pagamento em jan 20x2 R$ 5.000. Qual deverá ser o procedimento contábil? i) O Banco Silva S/A está sendo questionado na justiça trabalhista por um grupo de ex-funcionários que foram demitidos. inclusive multas e encargos financeiros.Receitas realizadas em Nov. deixou de recolher em 20x0 IPTU sobre alguns de seus hotéis. Esse passivo só será pago em janeiro de 20x3. o terreno.20x2 deve ser contabilizada em qual mês? h) A empresa Banza S/A que atua no ramo hoteleiro. A diretoria do Banco Silva S/A em conjunto com seus advogados é de opinião que perderá a causa.Despesas realizadas e pagas em dez 20x1 R$ 28.20x1 a taxa de câmbio alterou-se de $ 2.000 e no máximo em R$ 120. tendo sido anistiadas multas no montante de R$ 12.13 c) Alfa S/A contratou serviços de limpeza de BETA S/A Os serviços prestados em dezembro de 20x1 no valor de R$ 10. a título de doação.00 para $ 2. 20x1 R$ 12.000.30. Esse procedimento está correto? g) A Máquinas Pesadas S/A encerra seu exercício social em 31 de dezembro de cada ano. Essa aplicação no exterior deve ser registrada na contabilidade em dólares ou reais? f) Gama S/A recebeu do município onde instalou sua fábrica.000. 20x1 com recebimento em jan 20x2 R$ 80.Despesas Incorridas e não pagas em dez 20x1 R$ 14. Qual as providências da contabilidade? (mencionar valores) e) A empresa NORTE S/A comprou dólares de instituição financeira no Brasil e aplicou-os em um banco em New York com juros de 15% ao ano.1.Receitas recebidas e não realizadas em dez 20x1 R$ 35. em função de problemas de caixa.300 .000. Os advogados estimam o valor da causa em R$ 100. O gerente de impostos é de opinião que a despesa decorrente dessa provisão seria indedutível em 20x1 para fins da base de cálculo do IR sobre o lucro (já que a nota fiscal só foi emitida em janeiro de 20x2).

14 .