Você está na página 1de 7

c       


        c  

c     
       

 
   

   
    !"   #"    "  
 " !$$

ï Precisão de Indicação
Entrada de termopar: ±0,3% de PV (modelos anteriores: ±0,5%)
Entrada de Pt: ±0,2% de PV (modelos anteriores: ±0,5%)
Entrada analógica: ±0,2% FS (modelos anteriores: ±0,5%)

ï Novos Modelos E5CN-U (Modelos com Ficha) com entradas


analógicas e saídas de corrente.

ï A apresentação do estado de PV/SV pode ser definida para alternar


entre a apresentação do PV ou SV e o estado do Controlador de
Temperatura (automático/manual, execução/paragem (RUN/STOP)
e alarmes).

ï Manutenção preventiva de relés através de um Contador de Activação/


Desactivação (ON/OFF) da Saída de Controlo.


!   %& 








ñ'()*   




+&,c   + 
R: Saída de relé
Q: Saída de tensão (para SSR)
C: Saída de corrente
Y: Saída de relé de longa duração (híbrido) ’

Ý&,-  ’Ý


2: Duas saídas
3. Opção
M: É possível montar uma Unidade Opcional.

j " 
M: É possível montar uma Unidade Opcional.

   


T: Termopar/termoresistência de platina universal
L: Entrada de corrente/tensão analógica

 " -


" 
Em branco: 00 a 240 VAC
D: 24 VAC/VDC

.c c
Em branco: Preto
W: Prateado (contacte o serviço de vendas local para obter mais
informações)

/! "   
 
-500: Com protecção dos terminais

’+ Ligue sempre uma carga AC a uma saída de relé de longa duração. A saída não se
desliga se estiver ligada uma carga CC, pois é utilizado um triac para comutar o circuito.
’Ý As saídas auxiliares são saídas de contacto que podem ser utilizadas para saída de
alarmes, controlo ou resultados de operações lógicas.
c,
"   
  c    
  c 

O controlador de temperatura é um dispositivo que possibilita que o utilizador controle
a temperatura de um determinado equipamento. Quando presente, por exemplo, em
um termopar tipo J (-40 a 750 °C), o controlador de temperatura permite que o
indivíduo defina a temperatura que quer no termopar, permitindo assim um controlo
eficaz sobre o termopar.
Este controlador de temperatura foi escolhido para o sistema devido à precisão de
indicação da temperatura, ou seja, tem uma tolerância em relaçã o à temperatura que
está a controlar muito baixa.
É capaz de funcionar em temperaturas entre -0 a 55ºC e humidades entre 25% a
85%.
Também é capaz de funcionar entre 85% a 0% (00 a 240VAC) da tensão de
alimentação nominal.


01


) 2
Saída manual
Controlo de aquecimento/arrefecimento
Alarme de sobreaquecimento de loop
Detecção de sobreaquecimento do aquecedor
Filtro digital de entrada,
Auto-ajuste,
Desvio de entrada de temperatura,
Execução/paragem (run/stop),
Funções de protecção,
Contador de activação/desactivação (ON/OFF) de saída de controlo
Ajuste do coeficiente de arrefecimento automático

3 
'" 


   






      


    &4 5 O l t li t i it , t
l f i V i i f t li t t .


5 E t t ti , j , t t t
, t t t li t t l t t
t t l / i .

    
 5 E t i t i t l i t
t , i t it i t t f
l.

& , 5E t
 t l
 t t t í ili , t
l . O l   l t 

 it  i t i 
 t  i t i .

   ,  5 E t f t  VA V    lit 


l   t  li .
 &,

&,c   
ï Saída de relé
ï Saída de tensão (para SSR)
ï Saída de corrente
ï Saída de relé de longa duração (híbrido)

A ,  1 serve como por exemplo para proteger o circuito de sobretensões
externas. Este ao atracar devido ao excesso de tensão corta a alimentação para não
danificar o sistema.

A ,1 ' " não pode ser ligada em corrente contínua pois é
utilizado um triac para comutar o circuito.

A ,    permanecerá ligada enquanto a corrente do circuito


supervisionado estiver acima do valor ajustado em sua escala e desligado na situação
inversa.
EXEMPLO DE APLICAÇÃO:





A&," 6 &&(7 fornece uma comutação de cargas para aplicações de
controlo de temperatura e também serve para alarme de sobreaquecimento.
EXEMPLO DE APLICAÇÃO:



















&,- 
As saídas auxiliares estão atribuídas a alarmes.
Estes alarmes podem ser:

ï Alarme de taxa de alteração do PV


ï Sobreaquecimento da resistência
ï Falha do SSR
ï Sobrecorrente da resistência
ï Alarme de contagem de activação/desactivação (ON/OFF) da saída de controlo

As ,  são saídas de contacto que podem ser utilizadas para saída de
alarmes, controlo ou resultados de operações lógicas .

Para alarmes de sobreaquecimento da resistência, a corrente da resistência será


medida quando a saída de controlo estiver ligada (ON), e a saída atribuída à função de
alarme  será ligada (ON) se a corrente da resistência for inferior ao valor definido (ou
seja, ao valor actual de detecção de sobreaquecimento da resist ência).

Para alarmes de falha do SSR, a corrente da resistência será medida quando a saída
de controlo estiver desligada (OFF), e a saída atribuída à função de alarme  será
ligada (ON) se a corrente da resistência for superior ao valor definido (ou seja, ao valor
actual de detecção de falha do SSR).

Para alarmes de sobrecorrente da resi stência, a corrente da resistência será medida


quando a saída de controlo estiver ligada (ON), e a saída atribuída à função de alarme
 será ligada (ON) se a corrente da resistência for superior ao valor definido (ou seja,
ao valor actual de detecção de sobrecorrente da resistência).