Você está na página 1de 5

REVELAÇÃO E INSPIRAÇÃO

A palavra Revelação vem do substantivo grego Apokalypsis,


significando literalmente o ato de desvendar algo oculto, para que
possa ser visto como ele é. O verbo grego Apokalipto, significa
desvendar , revelar, fazer conhecido.

Deus usou os dons, a vontade, a disposição e a capacidade


intelectual dos escritores na transmissão da mensagem divina.

Deus é conhecido segundo o Antigo Testamento não porque os


homens nos seus esforços intelectuais o descobriram, mas somente
porque o próprio Deus se revelou. Não foi o homem quem encontrou
Deus, mas foi o Senhor quem o escolheu (Jo. 15:16, Am. 3:7, Dn. 2:
19,28).
Deus usou a natureza para revelar o seu poder, a sua sabedoria, a
sua glória e a sua bondade (S1.104; SI. 19:1; Jr. 10:12).

REVELAÇÃO - Definições :

1 - É a obra exclusiva de Deus Dn.2:47; Jr. 1:12


2 - É a comunicação do conhecimento de Sua Pessoa, de Seus
Propósitos e da
Sua Vontade ao homem, por ser este incapaz de descobrir pelos
poderes do seupróprio intelecto as Verdades Divinas -1 Co 2:14 -16 ;
ICo 1: 18,19.

3- É o processo pelo qual Deus se faz conhecido ao


homem.
Jr.24:7; Os. 6:3; Gl 1:15,16

4- É a abertura dos olhos, dos ouvidos, pelo falar, levada a efeito


pelo Senhor.
Nm 22:31; I Sm. 9:15; 2 Tm. 1:10; Tt. 2:11, 3:4; Hb. l:l,2; I Jo. 1:1.

Podemos dizer que tem dois sentidos à revelação: ATIVA E


PASSIVA.
ATIVA: é a atividade do próprio Deus enquanto se dá a conhecer ao
homem.
PASSIVA: é o conhecimento que é dado ao homem. Exemplo: Deus
revela a Israel a sua lei. Ex. 20:22

TIPOS DE REVELAÇÃO USADAS POR DEUS

1 - Revelação Original:
Deus ao se revelar a Adão, homem criado à Sua Imagem e
Semelhança, fê-lo para que pudesse conhecer, amar, servir e glorificar
o Seu Nome. Adão desfrutava de uma profunda comunhão com
Deus, conhecimento este que transcende ao nosso intelecto. Gn.3:8 .

2 - Revelação Verbal ( O Logos de Deus ).


É a mais completa revelação, feita através de Jesus Cristo, o Verbo
de Deus, o verbo da Vida. I Jo. 1:1; Ap. 19:13.
1
"Logos ", palavra grega que pode-se traduzir como " Palavra ",
aponta para Jesus. Em Jo. 17:17 as Escrituras nos diz que: " A Tua
Palavra é a Verdade ". Jesus veio a este mundo para dar a Sua vida
em resgate de muitos ( Mt 20:28 ); para anunciar o Evangelho do
Reino de Deus ( Lc 12:49 ); para buscar e salvar os perdidos ( I Tm.
1:15 ); para juizo (Jo. 9:39); para dar testemunho da Verdade (Jo.
18:37).

3- Revelação Redentora :
É a revelação operada pelo o Espírito Santo, no homem interior,
religando-o com o Seu Criador. At. 20:23 ; 21:4 ; Jo. 14:26 ; Lc. 12:12; I
Co. 2:10-12.

4- Revelação Bíblica :
As Escrituras é uma das formas pela qual Deus se revela ao
homem embora nem tudo que Deus revelou está na Palavra de Deus .(
II Cr.9:29 ; Jo. 21:25; At.20:35; Dn.2:22.

FORMAS DE REVELAÇÃO DE DEUS AO HOMEM

1 - Por meio de ações :


a) Trovões - I Sm. 7:10; Jó. 37:4
b) Coluna de nuvem e fogo pelo deserto - Ex. 13:21; 14:20 ;
19:16
c) Pelas Pragas - Ex. 7:12
d) Pelas Obras da criação - Gn. l; Am. 5:8; Rm. 1:20

2 - Por meio de visões e sonhos - Nm. l2:6


3- Por meio de Sua Palavra - Jó. 29:3; SI. 119:130; Mt. 16:17
4 - Através da experiência pessoal do homem com Deus - Jó. 42:5
5- Por meio de Jesus Cristo-Mt. ll:27; Jo. 8:19; 12:44; Gl. l:15,16.

As formas de Deus se revelar a os homens no Velho Testamento,


são chamadas de Teofanias, isto é, são manifestações visíveis do
Deus invisível à Sua criatura, o homem Ex. 3:2. Todas as Teofanias
são meios usados que significam a presença de Deus, indicando ao
mesmo tempo que a plenitude de Sua Pessoa não pode ser
conhecida perfeitamente pelos poderes intelectuais do homem - Is.
55:8; I Co. 1: 19,21; 2:14 .

INSPIRAÇÃO - Definições

1 - É o termo que descreve no sentido bíblico a habilitação


dos escritores que produziram os livros da Bíblia. Jr. 36:2, 27, 32 .

2 - É a influência sobrenatural do Espírito de Deus como um


sopro sobre os escritores da Bíblia, capacitando-os a receber e
2
transmitir a mensagem Divina sem erro - Ex. 34.28; Is. 34:16; Jó. 32:8
.

Assim Deus impeliu homens que escolhera e preparara (Jr. l:5,


Gl. l:15) para escreverem exatamente aquilo que Ele desejaria que
fosse escrito, a fim de transmitir o conhecimento da Salvação ao seu
povo e por meio deles transmitirem ao mundo esse conhecimento,
entretanto não anulando Deus a personalidade dos escritores
bíblicos.
A Revelação precede a Inspiração. Deus se revela ao
homem (Revelação) e o Seu Espírito capacita a escrever a Palavra de
Deus ( Inspiração ).

Diferença entre revelação e inspiração:


A Revelação dá conhecimento da Pessoa de Deus.
A Inspiração de Deus dá ao homem conhecimento de Sua Palavra.
Nota : Os apóstolos testemunharam sobre a autoridade que
receberam de Deus - 1 Co. 2:13; I Jo. 1:5.
A Inspiração não anulou a personalidade dos escritores bíblicos,
mas que fatores humanos e divinos operaram juntos na produção
dos livros do antigo Testamento através de largos períodos
históricos.

REVELAÇÃO GERAL E ESPECÍFICA

Revelação Geral é aquela que capacita todo o homem saber que


Deus existe. -Rm 1:18-20.

Revelação Específica é aquela que revela Deus pessoalmente ao homem,


quem Ele é, o que Ele tem feito e que está fazendo, o que fará e o que
requer que os homens façam. Ex.: Deus se revelando a Noé, Abrãao,
Moisés, a Israel quanto as leis e as promessas de Sua Aliança e nos dias
atuais a Sua Igreja visível na Terra.

DIFERENÇA ENTRE PALAVRA INSPIRADA E REGISTRO INSPIRADO

Toda a Bíblia é Inspirada por Deus ( 2 Tm. 3:16 ), sendo que alguns
trechos nas Escrituras foram dados por Revelação, podendo ser citados:
livro de Génesis e parte do livro do Êxodo.
José interpretando os sonhos de Faraó ( Gn
40:8 ).
Daniel declarando os sonhos do rei Nabucodonosor ( Dn. 2:2-
7, 19, 28, 30 ). Citações do Apostolo Paulo (Gl 1:11,12 ; 1 Co
11:23-26 ).

Por outro lado em Lc. 1: l-3, observamos que este servo do Senhor , o
médico amado, conforme Cl. 4:14, foi inspirado a examinar trabalhos já
conhecidos, e escrevendo o Evangelho que traz o seu nome. Entretanto
podemos ainda dizer que alguns trechos citados nas Escrituras tiveram
3
seus registros inspirados por Deus, para que tais fatos f o s s e m i n s e r i d o s
n a B í b l i a c o m o a d v e r t ê n c i a p a r a o p o v o d e D e u s (SI 141:3; I Co
10:6,11.)

Exemplos de tais registros inspirados:


Mt. 4:3, 5, 9-Declaração de satanás ao tentar Jesus no deserto.
1 Sm 31:4 com 2 Sm 1:6-10- A morte de Saul questionada
por Davi.
Jz 16:7,11- A mentira de Sansão para com Dalila.
1 Rs 13:18- Mentira do Profeta.
At 5:2- Mentira de Ananias e Safira.

TEORIAS FALSAS DA INSPIRAÇÃO DA BÍBLIA

1) Teoria da Inspiração Natural, Humana

Teoria que diz que a Bíblia foi escrita por homens sábios, dotados de
generalidade especial. Isto nega o sobrenatural, pois foi DEUS quem falou
aos homens se revelando a eles, falando através deles. Ex.: II Sm 23:2; II
Cr 20:14,15; Jr.l:9; Ez.3:16, 17; 11:5 ; At. 28:25.

2) Teoria da Inspiração Comum

Ensina que a inspiração dos Escritores da Bíblia é a mesma que hoje


os homens possuem quando oram, pregam, ensinam e andam em
comunhão com DEUS. Isto vai de encontro ao que a Bíblia registra quando
menciona que o conhecimento e a unção espiritual do crente concedido
pelo Espírito Santo está na proporção que este busca, ora, se consagra ao
Senhor, santifica a sua vida (Js. 3:5).
Outrossim, a inspiração dos Escritores da Bíblia não admite grau: ou ele
era inspirado ou não, pois haveria de se cumprir a sua finalidade, ter
um proveito próprio (II Tm. 3:16; Tt. 3:8). A inspiração comum pode ser
permanente (I Jo.2:27), ao passo que a dos escritores é temporária, como
a expressão dos profetas: E veio a mim a Palavra do Senhor ( Ez. 3:16;
6:1).

3) Teoria da Inspiração Parcial

Ensina que a Bíblia contém a Palavra de DEUS, mas que não é a


Palavra de DEUS.
Em IITm. 3:16, a Bíblia rejeita esta teoria. (Ef. 6:17; l Pe. l:25)

4) Teoria do Ditado Verbal

Ensina a inspiração da Bíblia só quanto às palavras, não deixando lugar


para a atividade e estilo do escritor. (Moisés - príncipe e legislador; Josué

4
-comandante;)
Davi e Salomão - reis; Isaías, Jeremias, Ezequiel - profetas; Daniel - chefe
de estado; Amos - homem do campo; Esdras - sacerdote; Pedro, Tiago,
João - pescadores; Mateus - coletor de impostos; Paulo - teólogo). Essa
teoria faz dos escritores verdadeiras máquinas, escrevendo os livros sem
qualquer noção de mente e raciocínio.
Ex.: Lucas fez cuidadosa investigação de fatos conhecidos (Lc. l:4).
Sabemos que DEUS revelou, inspirou e cuidou os escritores para que
não houvesse erro no registro da revelação (Jr. l:5; Gl. l:15, 16).

5) Teoria da Inspiração das Ideias

Teoria diz que DEUS inspirou os pensamentos ou ideias, não as


palavras e expressões dos escritores, isto é, Deus inspirou homens,
deixando ao critério deles a seleção das palavras. Se assim fosse, tais
homens ao escreverem pensamentos ou ideias, introduziriam grandes
erros em seus escritos.
Por outro lado é difícil separar palavras do pensamento. Um
pensamento é uma palavra antes de se proferir. Pensamentos divinamente
inspirados, naturalmente teriam suas expressões em palavras divinamente
inspiradas – l Co. 2:12,13; Hb. l:l;
I Pe. 1:20, 21; Ap.22:19.

Teoria correta da Inspiração da Bíblia

Também chamada Teoria da Inspiração Plenária ou Verbal, afirma


que todas as partes( registros) da Bíblia são inspiradas, igualmente
afirmando que homens santificados, escreveram-na utilizando palavras de
seu vocabulário, mas sob a inspiração do Espírito Santo (Jó 32:8; II
Cr.20:14,15; 24:20)

PROPÓSITO DA REVELAÇÃO DE DEUS

- Preservação da Verdade, de geração em geração.Ex:

Mt. 24:35

- Revelar a pessoa de DEUS, através de Cristo pois Ele é a


imagem do Pai.
Ex.: Jo. l:18; Cl 1:15; Jo. 10:30.

- Autenticar a Deidade de Cristo. Ex.: Jo. 20:31.

- Revelar de modo perfeito o propósito Salvador de DEUS, pois Cristo é


a sabedoria de Deus. Ex.: 1 Co 1:24

- Dar esperança e conhecimento ao homem da Vida Eterna - Ex.: Tt.


l:2; I Jo. 5:13.

- Estabelecer uma relação pessoal entre DEUS e os homens Ex: Lv.


26:12; Mt. 28:20