Você está na página 1de 2

b.

1)-Anilhas estreladas
As anilhas estreladas possibilitam grande rigor de movimento
axial (dos eixos) e radial (dos raios). As anilhas são apertadas
por meio de parafusos que forçam a anilha contra o eixo e o
cubo ao mesmo tempo (Fig.5).

b.5)-Rodas de atrito
São elementos de máquinas que transmitem movimento por atrito
b.2)-Correias
entre dois eixos paralelos ou que se cruzam (fig.9).
São elementos que transmitem movimento de rotação entre
eixos por intermédio das polias. As correias podem ser contínuas
ou com emendas. As polias são cilíndricas, fabricadas em
diversos materiais. Podem ser fixas aos eixos por meio de
pressão, de chaveta ou de parafuso (Fig.6).

UNIDADE CURRICULAR
b.6)-Roscas de Transmissão DE
Existem roscas de transporte ou movimento que transformam o
Órgãos de Máquinas
b.3)-Correntes
São elementos de transmissão, geralmente metálicos, movimento giratório num movimento longitudinal. Essas roscas
constituídos por uma série de anéis ou elos. Existem vários tipos são usadas, normalmente, em tornos e prensas, principalmente
de corrente e cada tipo tem uma aplicação específica(Fig.7). quando são frequentes as montagens e desmontagens (Fig.10).

Elementos de Transmissão

Folheto n.º1

b.4)-Engrenagens
As engrenagens são elementos de máquina usados na transmissão
entre eixos (Não cnfundir Engrenagens rodas dentadas) (fig.8).

Segue folheto n.º2


Casimiro Pinto
5 6 1
ÓRGÃOS DE MÁQUINAS
• LAUGHLIN, HALL, HOLOWENKO. Elementos Orgânicos de 2 Modos de Transmissão
O Objectivos Gerais Máquinas. Schaum Os Modos de Transmissão da força e do movimento podem ser pela
Os conteúdos programáticos da disciplina de Órgãos Máquinas • PROVENZA, F.. Projectista de Máquinas. Ed F. Provenza, Brasil, forma e pelo atrito.
objectivam conferir ao aluno um perfil de formação, que assenta em 1990
a)-Transmissão pela Forma
adquirir conceitos e competências que conduzam a actos de engenharia
1 Elementos de Transmissão Chama-se assim porque a forma dos elementos transmissores é
nas áreas de manutenção/projecto. Em termos gerais os alunos que
frequentem esta unidade curricular deverão ser capazes de São alguns elementos de máquina para transmissão ,como exemplo: adequada para encaixe desses elementos entre si.
Desenvolver a aptidão para analisar os problemas de forma simples e correias, correntes, engrenagens, rodas de atrito, roscas, cabos de Esta maneira de transmissão é a mais usada, principalmente com os
lógica. Conceber, dimensionar e optimizar órgãos mecânicos simples. aço. Com estes elementos são montados sistemas de transmissão elementos chavetados, eixos-árvore entalhados e eixos-árvore
Diagnosticar problemas de resistência e deformação a fim de adaptar que transferem potência e movimento a um outro sistema (Fig.1). estriados.
soluções coerentes de forma rigorosa e organizada. Averiguar causas Exemplos
de falha de órgãos mecânicos em equipamentos.
C Conteúdos programáticos
1)-Elementos de transmissão
Correias, engrenagens, rodas de atrito, roscas, cabos de aço,
correntes, etc.
2 )-Engrenagens
Engrenagens de dentes rectos e Helicoidais.
3 )-Veios
Eixos e Veios. Dimensionamento.
4)-Molas
Molas cilíndricas helicoidais e molas de lâminas. Dimensionamento.
Molas de disco.
5)-Rolamentos
Rolamentos. Cálculo da vida nominal. Selecção do tipo e do tamanho de b)-Transmissão por Atrito
um rolamento. Montagem e desmontagem de rolamentos. Lubrificação A transmissão por atrito possibilita uma boa centralização das peças
6)-Ligações aparafusadas ligadas aos veios. Contudo, não possibilita a transmissão de grandes
Dimensionamento. Parafusos de transmissão de movimento ou de esforços quanto os transmitidos pela transmissão por Forma.
potência (fusos). Os principais elementos de transmissão por atrito são os elementos
7)-Ligações dos Veios Na Fig.1 mostra-se que a polia condutora transmite energia e anelares e anilhas estreladas.
Uniões de Veios. Uniões rígidas, móveis e elásticas. Uniões de movimento à polia conduzida. Estes elementos são constituídos por dois anéis cónicos apertados
segurança.. Selecção duma união. Enchavetamentos. Os sistemas de transmissão podem, também, variar as rotações entre si e que actuam ao mesmo tempo sobre o veio e o cubo (Fig.4).
Enchavetamentos transversais e longitudinais (livres e forçados). entre dois veios. Nesse caso, o sistema de rotação é chamado
Chavetas e escatéis. Normalização. Cálculo. variador.As maneiras de variar a rotação de um eixo podem ser por
8)-Embraiagens engrenagens, por correias e por atrito (Fig.2).
Embraiagens e Freios. Tipos. Princípio geral de funcionamento.
Selecção.
Bibliografia
• SHIGLEY, J. Mechanical Engineering Design. 5ª Ed, McGraw-Hill,
1989. ISBN: 0-07-100607-9 .
• TECHNIQUES DE L’INGÉNIEUR
• CARVALHO, MORAES. Órgãos de Máquinas. Centro do Livro
Brasileiro.
• HENRIOT, GEORGES Traité Théorique et Pratique des
Engrenages. Vol I e II.

Casimiro Pinto
2 3 4