Você está na página 1de 2

8194-(28) DIÁRIO DA REPÚBLICA — I SÉRIE-B N.

o 302 — 31 de Dezembro de 2002

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS termos do artigo 9.o daquela lei, entre 7 e 18 de Fevereiro
de 2003.» deve ler-se «As listas de candidatura previstas
no artigo 5.o da Lei n.o 48/96, de 4 de Setembro, serão
Declaração de Rectificação n.o 31-J/2002 apresentadas perante o embaixador de Portugal no cír-
Segundo comunicação do Ministério das Obras Públi- culo eleitoral respectivo, nos termos do artigo 9.o
cas, Transportes e Habitação, a Portaria n.o 1491/2002, daquela lei, entre 18 e 27 de Fevereiro de 2003.».
publicada no Diário da República, 1.a série, n.o 281, de Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de
5 de Dezembro de 2002, cujo original se encontra arqui- Ministros, 30 de Dezembro de 2002. — O Secretário-
vado nesta Secretaria-Geral, saiu com a seguinte ine- -Geral, José M. Sousa Rego.
xactidão, que assim se rectifica:
No n.o 7.2, do anexo II, onde se lê «nas restantes
a pedido» deve ler-se «nas restantes embarcações, ou, Declaração de Rectificação n.o 31-N/2002
a pedido».
Para os devidos efeitos se declara que a Resolução
Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de do Conselho de Ministros n.o 138/2002, publicada no
Ministros, 30 de Dezembro de 2002. — O Secretário- Diário da República, 1.a série, n.o 281, de 5 de Dezembro
-Geral, José M. Sousa Rego. de 2002, cujo original se encontra arquivado nesta Secre-
taria-Geral, saiu com as seguintes inexactidões, que
assim se rectificam:
Declaração de Rectificação n.o 31-L/2002 No início do segundo parágrafo, onde se lê «Em 11
Segundo comunicação do Ministério das Obras Públi- de Janeiro de 2002, o Ministro de Estado e da Defesa
cas, Transportes e Habitação, a Portaria n.o 1463/2002, Nacional, através do despacho n.o 167/MEDN, de 11
publicada no Diário da República, 1.a série, n.o 263, de de Janeiro de 2002» deve ler-se «Em 9 de Outubro
14 de Novembro de 2002, cujo original se encontra arqui- de 2002, o Ministro de Estado e da Defesa Nacional,
vado nesta Secretaria-Geral, saiu com a seguinte ine- através do despacho n.o 167/MEDN/2002».
xactidão, que assim se rectifica: No sumário, na alínea b) do quarto parágrafo e no
No artigo 27.o, n.o 1, onde se lê «expressas em escu- dispositivo da resolução, onde se lê «despacho
dos» deve ler-se «expressas em euros». n.o 167/MEDN, de 11 de Janeiro» deve ler-se «despacho
n.o 167/MEDN/2002, de 9 de Outubro».
Seecretaria-Geral da Presidência do Conselho de
Ministros, 30 de Dezembro de 2002. — O Secretário- Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de
-Geral, José M. Sousa Rego. Ministros, 30 de Dezembro de 2002. — O Secretário-
-Geral, José M. Sousa Rego.
Declaração de Rectificação n.o 31-M/2002
Declaração de Rectificação n.o 31-O/2002
Segundo comunicação do Ministério dos Negócios
Estrangeiros, a Portaria n.o 1510/2002, publicada no Diá- Segundo comunicação do Ministério da Agricultura,
rio da República, 1.a série, n.o 291, de 17 de Dezembro Desenvolvimento Rural e Pescas, a Portaria
de 2002, cujo original se encontra arquivado nesta Secre- n.o 1460/2002, publicada no Diário da República,
taria-Geral, saiu com a seguinte inexactidão, que assim 1.a série, n.o 262, de 13 de Novembro de 2002, cujo
se rectifica: original se encontra arquivado nesta Secretaria-Geral,
No n.o 1 do artigo 10.o, onde se lê «As listas de can- saiu com a seguinte inexactidão, que assim se rectifica:
didatura previstas no artigo 5.o da Lei n.o 48/96, de No final do quadro anexo à portaria, sob a rubrica
4 de Setembro, serão apresentadas perante o embai- «Coccidiostacticos e outras substâncias medicamento-
xador de Portugal no círculo eleitoral respectivo, nos sas», deve ser aditado:
Teor de incorporação Limites (*)
— —
Em miligramas por quilograma Em miligramas por quilograma
Tolerâncias
Aditivo —
Em percentagem
Mínimo Máximo Mínimo Máximo

Narasina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 60 70 30 48 84

Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministros, 30 de Dezembro de 2002. — O Secretário-Geral, José


M. Sousa Rego.

Você também pode gostar