Você está na página 1de 4

SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR DO CEARÁ

PROGRAMA DE DISCIPLINA
CURSO: ADMINISTRAÇÃO COM HABILITAÇÃO EM MARKETING
DISCIPLINA: PSICOLOGIA DAS RELAÇÕES HUMANAS
CÓDIGO: A027135 CARGA HORÁRIA: 72 h/a Nº. DE CRÉDITOS: 04
CURRICULO: 2003.1

EMENTA

Importância, Definições e Histórico das Relações Humanas. Relações Humanas:


Contribuições do Psicodrama, Sociodrama, Teoria dos Papéis, Humanismo, Gestalt,
Teoria de Campo, Análise Transacional, Psicanálise e outras. Competência nas Relações
Humanas - Convivência; O Estado do Eu e as Relações Humanas; Dar e receber
feedback; Estilos Pessoais de Atuação; Resolvendo Problemas e Tomando Decisões;
Relações Humanas na Família e nas Organizações; A Interação Grupal e as Relações
Humanas; O Funcionamento do Grupo; Liderança, Motivação, Emoção, Criatividade,
Comprometimento, Comunicação no grupo.

OBJETIVO GERAL

• Conhecer o embasamento das teorias psicológicas que fundamentam as relações


humanas bem como vivenciar os seus novos paradigmas

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Contribuir de forma efetiva para aperfeiçoar a qualidade das relações humanas nas
organizações com vistas a desenvolver a segurança e o poder nas relações humanas;
• Analisar a evolução da dinâmica de grupo para melhor compreensão da importância
do Programa de desenvolvimento de Equipes nas Organizações;
• Desenvolver habilidades, conhecimentos, atitudes e formas construtivas de
comunicação ao bom desempenho em lidar com as pessoas e os grupos;
• Capacitar pela viv6encia, para aprendizagem de técnicas de intervenção
psicossociológica, nos diversos campos de atuação do profissional de grupos;
• Aprimorar o desenvolvimento da liderança no funcionamento de grupos de trabalho;
• Treinar o ouvir e o falar bem como o respeito a si mesmo e ao outro, contribuindo para
maior interação eu-outros;
1. Exercitar a capacidade de síntese e reflexão com vistas a um comportamento
construtivo e criativo no grupo;

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1
Unidade I – Importância, definições e histórico das relações humanas – Principais
abordagens do processo:
1.1 Contribuições de Jacob L. Moreno: Psicodrama, Sociodrama e Teoria dos Papéis.
1.2 Contribuições de Carl R. Rogers à Teoria das Relações Humanas:
- Condições do desenvolvimento de uma Relação que se Deteriora
- O Processo de uma Relação Negativa;
- Os Efeitos de uma Reação que se Deteriora;
- Condições do Desenvolvimento de uma Relação que Melhora;
- Efeitos de uma Relação Positiva;
- Esboço de uma Lei das Relações Interpessoais;
1.3 Contribuições da Teoria de Campo em Kurt Lewin;
1.4 Contribuições da Análise Transacional de Eric Berne;
1.5 Contribuições da Teoria Psicanalítica

Unidade II – Competência nas Relações Humanas


2.1 A Comunicação e as suas diversas formas;
2.2 Relações Humanas e a Natureza Humana;
2.3 A Mensagem Efetiva;
2.4 Receptor Efetivo – a Arte de Bem ouvir
2.5 A Convivência Consigo Mesmo (Autoconhecimento) e com os Outros Criticar os
Outros sem Ofendê-los;
2.6 A Convivência no Trabalho: Relações Humanas nos Negócios, entre Empregado e
Empregador; Um Programa de Relações Humanas no trabalho;
2.7 A Convivência com Pessoas Difíceis;
2.8 Em Busca de Melhores Relações Humanas;

Unidade III – Importância do feedback nas relações humanas


3.1 Significados do feedback;
3.2 Por que é Difícil receber Feedback?
3.3 Por uqe é Difícil dar Feedback?
3.4 Como Superar as Dificuldades;
3.5 Feedback de Grupo;
3.6 Habilidades de Comunicação a serem Desenvolvidas;

Unidade IV – Motivações e emoções em face das relações humanas

Unidade V – Funcionamento e desenvolvimento do grupo


5.1 Funcionamento do Grupo;
5.2 Modelos de Grupo;
5.3 Grupos de Treinamento: Movimento da Dependência para a Interdependência;
5.4 Inclusão – Controle – Afeição;
5.5 Preocupação Modais;
5.6 O Processo de Crescimento Grupal;

Unidade VI – Treinamento e evolução em grupo


6.1 Aprendendo a Trabalhar em Grupo;
6.2 Evolução e Maturidade de Grupo
6.3 Grupo Operativo;
2
6.4 Grupos de Tarefa;
6.5 Outros Tipos de Grupos: família, Educação e Trabalho;

Unidade VII – Participação no grupo


7.1 Liderança;
7.2 Estilos de Liderança;
7.3 Um Modelo Normativo de Liderança;
7.4 Liderança e Poder;
7.5 Papéis dos Membros: Ao Nível de Tarefa, Ao Nível Sócio-Emocional; Papéis Não
Construtivos.

Unidade VIII - Energia no grupo: tensão e conflito interpessoal


8.1 O Conflito;
8.2 Compreensão e Diagnóstico de Divergências e Conflitos;
8.3 Como Lidar com o Conflito;
8.4 Conflito e Conformismo;
8.5 Resolução Criativa do Conflito.

Unidade IX – Transformando grupo em equipe

Unidade X – Programa de desenvolvimento de equipes na busca de melhores


relações humanas através de vivências.

METODOLOGIA
A disciplina será ministrada em aulas teóricas e/ou práticas, podendo-se utilizar, dentre
outras metodologias, trabalhos de equipes, exercícios programados, seminários,
exposições dialogadas e grupos de discussão, onde os conteúdos poderão ser
ministrados de acordo as especificidades do grupo de alunos e da disciplina.

RECURSOS INSTRUCIONAIS
A disciplina poderá ser ministrada utilizando-se dos recursos instrucionais disponíveis na
FIC, tais como: retroprojetor, datashow, PC View, TV, vídeo, microsystem, flip chart,
quadro e pincel.

AVALIAÇÃO
Haverá, em cada semestre letivo, três verificações da aprendizagem (AV1, AV2 e AV3).
As notas de AV1, AV2 e AV3 podem ser formadas pela média dos trabalhos escolares
realizados nos respectivos períodos. Para o aluno obter aprovação na disciplina deverá
alcançar média aritmética igual ou superior a 6,0 (seis), dentre as duas maiores notas,
sendo que a menor deve ser igual ou superior a 4,0 (quatro), conforme Regimento da FIC.

NECESSIDADE DE LABORATÓRIO
Não se aplica.
3
BIBLIOGRAFIA

BÁSICA

SCHERMERHORN JÚNIOR, John R. Fundamentos de comportamento


organizacional. 2.ed. Porto Alegre: Bookman, 1999.
ATKISON, Richard. Introdução à psicologia. 13.ed. Porto Alegre: Artmed, 2002.

COMPLEMENTAR

BERGAMINI, G. W. Psicologia aplicada à administração de empresas. 3.ed. São


Paulo: Atlas, 1996.
CHIAVENATO, Idalberto. Os novos paradigmas: como as mudanças estão mexendo
com as empresas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2000.