Você está na página 1de 3

Ler para compreender

Texto instrucional
Segundo Sim Sim, 2007”Ler é compreender, obter informação, aceder ao significado do texto”

Os textos instrucionais têm o objectivo dar aos nossos alunos a possibilidade de os "instruir” de lhes
das indicações, como muitas coisas podem ser resolvidas.
Como os textos instrucionais fazem parte do nosso dia-a-dia, considerei que são de fácil
compreensão e por isso raramente nos lembramos de os trabalhar nas nossas aulas. No entanto, pensei que
esta proposta de trabalho, pela sua originalidade, seria muito importante. Como tal achei que seria
pertinente desenvolver esta actividade, com uma receita de um bolo.
Este género de actividades permitem desenvolver competências que facultam uma maior autonomia
e confiança nos nossos alunos, sentem-se mais confortáveis perante novas situações.
O grande objectivo desta sessão foi trabalhar um texto instrucional, onde aprendemos a ler as
instruções que nos permitiram conhecer a estrutura de uma receita, nomeadamente a do " bolo iogurte e
limão”,

Receita de " bolo iogurte e limão”

Pré-leitura – Foram explorados diferentes textos instrucionais: bilhetes e horários de autocarros,


calendário, regras de um jogo, programa semanal da televisão, um horário escolar e uma receita. Foram
mostrados estes exemplos e a sua função, todos têm como única utilidade a informação, todos estes textos
tem um objectivo específico no que se refere à mensagem transmitida, é um tipo textual muito útil no nosso
dia-a-dia, e sempre que precisamos, vamos às instruções/indicações.
Leitura – A professora leu em voz alta uma receita, um texto instrucional, em que se devem seguir as
regras/instruções para realizar uma tarefa, neste caso “o bolo de iogurte e limão”.
Colocou no quadro um cartaz com o texto da receita, os alunos de imediato reconheceram as três partes
constituintes e outro com os principais ingredientes.

De seguida, os alunos retiram de uma caixa, pequenos rectângulos onde estavam os desenhos dos
ingredientes e tiras com o texto do modo de preparação, tentaram reorganizar a receita, sendo que o modo
de preparação estava desorganizado na sequência das acções. Fizeram o modo de preparação de forma
correcta e atribuíram um outro título ao texto/receita, a gosto de cada um, tendo sempre em conta os
ingredientes da receita.

Pós leitura - Depois da análise do texto instrucional fizemos uma ficha de trabalho e respectiva auto-
avaliação.
Reflexão

Esta tarefa ajudou a que fossem usadas estratégias de ensino e de conhecimento explícito
relacionado com a compreensão da leitura. Tive oportunidade de observar os efeitos produzidos, pois as
crianças compreenderam a importância dos textos instrucionais, que são aqueles em que se devem seguir as
instruções/indicações/informações, para realizar alguma tarefa, como neste caso na receita do" bolo iogurte
e limão”.
Os alunos observaram e manusearam com atenção os bilhetes e horários de autocarros, os
calendários, as regras de um jogo, programa semanal da televisão, o seu horário escolar e uma receita.
Ouviram a receita do bolo com muita atenção.
Ficaram muito motivados com as imagens dos dois cartazes. A maioria das crianças exprimiu vontade de
fazer o bolo ali mesmo, na escola.
Todos os alunos ficaram a saber que uma receita é um texto constituído, por três partes: título,
ingredientes e modo de preparação.
A auto-avaliação foi positiva, porque todos compreenderam que ler uma receita é ler um texto
instrucional.

Margarida Santos