Você está na página 1de 5

Metalfrio Solutions S.A.

Companhia Aberta
CNPJ nº 04.821.041/0001-08

FRIO3

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO
MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO Europa: O lucro bruto na operação da Europa em CAPITAL CIRCULANTE
Caro acionista, 2009 foi de R$39,5 milhões, com margem bruta Nosso capital de giro (“CG”) menos ativos e passivos financeiros no final de 2009 era de R$126,8
A Administração da Metalfrio apresenta com satisfação os resultados auferidos em 2009 que demonstram de 24,3%. Em 2008 o lucro bruto havia sido de milhões, comparado com R$206,8 milhões no final de 2008. Portanto, houve liberação de R$80,0
11,9 milhões (incluindo R$1,5 milhões de provisões LUCRO BRUTO E MARGEM BRUTA
uma consistente evolução em diversos dos indicadores financeiros e operacionais da Companhia em EUROPA (R$ milhões) milhões de capital de giro. Ao longo de 2009 a Companhia reduziu em 26 dias o prazo médio de
relação aos anos anteriores. Neste ano, continuamos colhendo os bons resultados das iniciativas tomadas para estoques), com margem bruta de 6,4%.
O aumento de 2,3 vezes no lucro bruto se deu recebimento dos seus clientes bem como reduziu em 24 dias o prazo médio de estoques, através de uma
pela Administração da Companhia nos últimos anos e dos ajustes por ela efetuados em função da recente melhor gestão do seu ciclo de produção. Adicionalmente, aumentamos em 4 dias o prazo médio de
apesar de uma queda de 12,7% na receita líquida. 21,6
crise econômica. Obtivemos uma significativa melhora no EBITDA (e margem EBITDA), na geração A Europa ex. Klimasan, que havia apresentado pagamento de nossos fornecedores. Com isso reduzimos o nosso ciclo de caixa operacional de 115 dias
29,3% 29,9%
operacional de caixa e na lucratividade, bem como expressiva redução nos níveis de alavancagem. prejuízo bruto em 2008, teve em 2009 lucro bruto 16,6% ao final de 2008 para 62 dias ao final de 2009.
O EBITDA ajustado no ano de 2009 foi de R$67,6 milhões (com margem de 10,5%), que se compara com 13,0%
de R$4,2 milhões (margem de 14,3%). 9,0
R$39,0 milhões (com margem de 5,4%) em 2008. Ou seja, um aumento de quase 74% no EBITDA e de A Klimasan teve lucro bruto de R$19,8 milhões 6,1 2,8 CAPITAL CIRCULANTE (em R$ milhões)
5,1 pontos percentuais na margem EBITDA. A lucratividade também evoluiu consideravelmente neste ano. (margem de 16,2%) em 2008, e em 2009 passou a
R$35,3 milhões de lucro bruto, com margem de Var. Var.
A Companhia apurou em 2009 um lucro bruto 52,7% superior àquele apurado em 2008. E em 2009
tivemos lucro líquido de R$34,8 milhões, enquanto que em 2008 tivemos prejuízo. A Companhia também 26,6%, em função dos motivos descritos na página -25,4%
4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 4T09/4T08 4T09/3T09
apresentou uma sólida geração operacional de caixa de R$132,1 milhões em 2009, que se compara com anterior. As vendas na Europa em 2009, apesar de Ativo circulante:
menores que em 2008, seguiram o padrão normal (6,9)
uma geração de caixa de R$32,2 milhões em 20081. Parte desta geração operacional de caixa está Caixa e equivalentes 197,1 186,5 178,1 191,3 180,4 -16,7 -10,9
de sazonalidade com forte concentração no 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09
Contas a receber
relacionada à redução do ciclo operacional de geração de caixa de 115 dias ao final de 2008 para 62 dias primeiro semestre e pico no segundo trimestre.
em dezembro de 2009, com conseqüente redução de R$80,0 milhões da necessidade de capital de giro de clientes 177,2 161,2 152,4 112,7 152,8 -24,4 +40,2
operacional da Companhia. A forte geração operacional de caixa da Companhia possibilitou a redução do DESPESAS OPERACIONAIS (SG&A) Estoque 126,4 118,9 98,7 86,2 84,0 -42,4 -2,2
endividamento líquido ao longo do ano, que passou de R$218,2 milhões no final de 2008 para R$110,5 Despesas de vendas: Em 2009 tivemos despesas DESPESAS DE VENDAS (R$ milhões) Outros 42,7 42,3 34,2 32,7 34,1 -8,6 +1,4
milhões ao final de 2009. O endividamento bruto total da Companhia foi reduzido em R$124,4 milhões de vendas de R$70,8 milhões, sendo 11,0% da A) Total 543,3 508,9 463,4 422,9 451,3 -92,1 +28,4
no ano de 2009, mesmo após pagamento de R$10,8 milhões em dividendos intercalares em novembro de receita líquida. Houve aumento de 5,1% em 24,3 B) Ativo circulante
2009. Ficamos ainda mais satisfeitos com o fato de que todos esses bons resultados foram obtidos a relação a 2008, quando tivemos despesas de 17,5
23,9 (menos caixa) 346,2 322,4 285,3 231,6 270,9 -75,4 +39,3
vendas de R$67,4 milhões (incluindo R$8,7 milhões 17,3
despeito de o volume de negócios em 2009 ter sido 11,3% inferior ao de 2008, o que demonstra 12,1 6,5 Passivo circulante:
de provisões para devedores duvidosos e 12,1 5,5 5,6
substancial melhora de eficiência de nossas operações. Motivados com os resultados obtidos, que Fornecedores 71,0 64,0 70,7 55,3 74,7 +3,7 +19,4
garantias), que representaram 9,3% da receita 3,2
demonstram o acerto nas ações traçadas ao longo dos últimos dois anos e a capacidade de reação da líquida. Parte substancial do aumento de 1,7 Dívida financeira
Companhia em face de cenários adversos, continuaremos empenhados em aumentar nossos volumes de 11,9 17,4 de curto prazo 140,0 177,8 148,4 115,6 100,6 -39,4 -15,0
pontos percentuais é decorrente de: (i) um 12,2 8,9 11,7
venda e na continuidade do processo de melhora da eficiência operacional da Companhia. complemento de provisão para devedores Outros 68,4 53,8 50,6 42,3 69,3 +1,0 +27,0
1
Geração de caixa operacional de acordo com critério CVM, que inclui receita de aplicação financeira duvidosos, refletindo o impacto da crise financeira; C) Total 279,4 295,7 269,8 213,2 244,7 -34,7 +31,4
líquida. Em 2009 a receita de aplicação financeira líquida foi de R$23,8 milhões (ii) de promoções de vendas; e (iii) de uma menor 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09
D) Passivo circulante
absorção de custos fixos devido aos baixos volumes Europa Américas (menos dívida) 139,4 117,9 121,3 97,6 144,0 +4,6 +46,4
DESEMPENHO HISTÓRICO de vendas em 2009. Capital de Giro (B-D) 206,8 204,5 163,9 134,0 126,8 -80,0 -7,1
Nossos volumes de produção foram UNIDADES (mil) 05 >> 09 Américas: As despesas de vendas na operação
Américas em 2009 foram de R$49,9 milhões, representando 10,4% da receita líquida. As despesas de Dias de recebíveis 82 84 59 57 56 -26 -1
significativamente afetados pelos efeitos da crise Dias de estoque 76 96 60 70 52 -24 -18
financeira global que impactou a maioria de nossos 27,8%
648,3 vendas da operação Américas aumentaram 15,6% em relação às despesas de 2008, que foram de R$43,2
CAGR 05 >> 09
122,3 551,0 milhões (incluindo R$2,3 milhões de provisões para devedores duvidosos e garantias), representando Dias de fornecedores 43 52 43 45 46 +4 +1
clientes. Os efeitos foram significativos em todos os 511,9
8,0% da receita líquida. Europa: As despesas de vendas na operação Europa em 2009 foram de Ciclo de caixa 115 128 76 83 62 -53 -21
mercados em que atuamos principalmente no 4T08 84,6 76,9 133,9
R$20,9 milhões, representando 12,9% da receita líquida. As despesas de vendas da operação Europa Liquidez corrente (A/C) 1,9x 1,7x 1,7x 2,0x 1,8x n/a n/a
e no 1T09. A partir do 2T09, as vendas passaram a 32,6 reduziram 13,7% em relação às despesas de 2008, que foram de R$24,2 milhões (incluindo R$6,4 milhões Caixa e Equivalentes: No final de 2009 tínhamos saldo de caixa e equivalentes de R$180,4 milhões,
crescer na maioria desses mercados, com o Brasil se de provisões para devedores duvidosos e garantias).Em relação à receita líquida, as despesas de vendas na
427,3 449,1 comparado com saldo de R$197,1 milhões no final de 2008, com redução de caixa de R$16,7 milhões.
destacando claramente no ritmo da sua 384,5 Europa diminuíram em comparação com 2008, quando representaram 13,1% da receita.
281,7 DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS A maior parte do nosso caixa é mantida em aplicações de curto prazo no Brasil e em nossas sociedades
recuperação. Nossa receita líquida apresentou 206,7
Em 2009 tivemos despesas gerais e controladas nas Bahamas e Turquia: i. No Brasil, mantínhamos caixa de R$99,1 milhões (54,9% do
crescimento anual composto nos últimos cinco anos
administrativas de R$27,1 milhões, sendo total) no final de 2009, comparado com caixa de R$113,1 milhões (57,4% do total) no final de 2008.
de 31,5% e o crescimento anual do número de 2005 2006 2007 2008 2009
unidades vendidas foi de 27,8%. De 2008 para Américas Europa ex. Klimasan Klimasan 4,2% da receita líquida. Comparado com DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS (R$ milhões) ii. Em nossa controlada nas Bahamas, mantínhamos caixa de R$47,8 milhões (26,5% do total) no final
9,2
2008 quando tivemos despesas gerais e de 2009, comparado com caixa de R$35,1 milhões (17,8% do total) no final de 2008. iii. Na Turquia,
2009 nossa receita líquida diminuiu 11,3%, pelos 8,1 8,2
RECEITA LÍQUIDA (R$ milhões) 05 >> 09 administrativas de R$35,2 milhões (4,9% da mantínhamos caixa de R$21,9 milhões (12,1% do total) no final de 2009, comparado com caixa de
motivos acima referidos, com reduções de volumes receita), houve redução de 22,9%. 3,7 5,5
principalmente na América do Norte e na Europa. 3,6 5,4 R$23,0 milhões (11,7% do total) no final de 2008. Contas a Receber de Clientes: Houve redução das
Essa expressiva redução é fruto dos planos de 4,9
Em 2008 nossa operação do Brasil contribuiu com 31,5%
724,9 2,8 contas a receber de clientes da ordem de R$24,4 milhões ao longo deste ano, sendo de R$177,2
CAGR 05 >> 09 643,2 redução de custos fixos iniciados no final de 2,9
52,3% de nossas receitas totais, enquanto que em 576,2
122,1
2008 e encerrados no 2T09. milhões em 2008 e de R$152,8 milhões em 2009, decorrente dos planos de gestão para melhora de
132,6
2009 essa contribuição representou 58,6% de 82,6 63,6 Américas: As despesas gerais e 5,4 4,5 2,7 2,4
liquidez. Com esta redução os dias de recebíveis foram reduzidos de 82 ao final de 2008 para 56 em 2009.
29,5 3,3
nossas receitas. administrativas na operação Américas em A redução foi obtida tanto através do recebimento de parcela importante de pagamentos em atraso como
2009 foram de R$12,9 milhões, 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09
pela redução dos prazos médios de vendas em países como Rússia e Ucrânia. Estoques: Em função do
493,6 539,1 481,1 representando 2,7% da receita líquida. plano implementado de melhora de liquidez, em 2009 houve redução dos estoques da ordem de
215,0
295,6 As despesas gerais e administrativas da Europa Américas
R$42,4 milhões, sendo que o valor dos estoques era de R$126,4 milhões ao final de 2008 e de R$84,0
operação Américas diminuíram 31,4% em
milhões ao final de 2009. Com esta redução, os dias de estoque reduziram de 76 ao final de 2008 para 52
relação às despesas de 2008, que foram de R$18,9 milhões. Europa: As despesas gerais e administrativas
2005 2006 2007 2008 2009 na operação Europa em 2009 foram de R$14,2 milhões, representando 8,7% da receita líquida. ao final de 2009. Fornecedores: Houve aumento do saldo com fornecedores da ordem de R$3,7
Américas Europa ex. Klimasan Klimasan As despesas gerais e administrativas da operação Europa diminuíram 13,7% em relação às despesas de milhões ao longo do ano, sendo de R$71,0 milhões em 2008 e de R$74,7 milhões em 2009. Ao longo
2008, que foram de R$16,4 milhões (8,8% da receita líquida). As despesas gerais e administrativas na do ano de 2009, os dias para pagamento de fornecedores foram aumentados de 43 para 46 dias.
Europa normalmente apresentam um aumento no segundo trimestre em função, principalmente, da
contratação de serviços de terceiros relacionados à concentração sazonal de volumes neste trimestre. INVESTIMENTOS
Imobilizado: Nosso saldo de ativo imobilizado líquido era de R$139,1 milhões no final de 2009, com
OUTRAS RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS
ABERTURA DE RECEITA POR REGIÃO redução de R$19,7 milhões em relação ao saldo do final de 2008. Tivemos em 2009 investimentos que
Em 2009 tivemos outras receitas operacionais líquidas de R$19,5 milhões, comparadas com R$31,6
milhões de outras despesas operacionais líquidas em 2008, conforme demonstrativo abaixo: totalizaram R$25,8 milhões, basicamente na modernização de maquinário e instalações nas fábricas do
2008 2009
Receita Líquida de R$724,9 milhões Receita Líquida de R$643,2 milhões 2008 2009 Brasil, da Klimasan e do México, e incluindo R$4,3 milhões referentes à fase 3 de Três Lagoas, depreciação
(% da Receita Líquida) (% da Receita Líquida) Reestruturação Europa (29,6) – de R$16,8 milhões e R$28,7 milhões de desvalorização cambial líquida sobre ativos no exterior.
Incentivos fiscais 16,2 21,0 Investimentos, Intangível e Diferido: Nosso saldo de intangível passou de R$139,9 milhões no final
16,8%
Amortizações de ágios (8,8) (2,7) de 2008 para R$115,1 milhões no final de 2009, basicamente por efeito de variação cambial. O quadro
20,6% Despesa com outorga de opção (7,8) (1,1) abaixo demonstra a evolução dos saldos de ativos fixos:
8,8% Outras (1,5) 2,3
4,6% Total (31,6) 19,5
ATIVO FIXO (em R$ milhões)
74,4% 74,8%
EBITDA E MARGEM EBITDA EBITDA AJUSTADO CONSOLIDADO Var. Var.
Em 2009 nosso EBITDA ajustado3 foi de R$67,6 (R$ milhões e % da Receita Líquida) 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 4T09/4T08 4T09/3T09
milhões, com margem EBITDA ajustado de Investimentos 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 +0,0 +0,0
67,6
10,5%.
Américas Europa ex. Klimasan Klimasan
Em 2008 tivemos EBITDA ajustado de R$39,0 Imobilizado 158,8 147,6 150,0 143,0 139,1 -19,7 -3,9
milhões, com margem de 5,4%. Portanto, houve Intangível 139,9 138,5 115,8 106,3 115,1 -24,8 +8,8
uma melhora de 73,6% em valores absolutos, Total 298,7 286,1 265,7 249,2 254,2 -44,5 +5,0
apesar da queda de 11,3% na receita líquida
Nosso EBITDA ajustado2 cresceu, no período de 2005 a 2009, num ritmo anual de 66,5%, com margem entre esses dois períodos. CAPITALIZAÇÃO E LIQUIDEZ
24,5
EBITDA ajustado acima de 10% em 2009. A operação européia, excluindo o grupo Klimasan, que até 15,2 20,6 Endividamento: No final de 2009 nossa dívida total era de R$290,9 milhões, comparada com total de
493,7
2008 tinha EBITDA ajustado negativo, em 2009 teve contribuição positiva de R$0,4 milhão. Nossa 7,3 493,7 R$415,3 milhões no final de 2008 (redução de 30,0%). Nosso saldo de caixa no final de 2009 era de
13,0% 10,5%
operação das Américas teve crescimento anual composto de 55,8% entre 2005 e 2009, passando de -0,4% 10,8% 11,2% R$180,4 milhões, comparado com saldo de R$197,1 milhões no final de 2008 (redução de 8,5%).
5,6%
R$8,8 milhões em 2005 para R$51,9 milhões em 2009. A margem EBITDA ajustado nas Américas tem Nossa dívida líquida no final de 2009 era de R$110,5 milhões, representando uma redução
(0,7)
aumentado todos os anos desde 2005. A operação da Klimasan gerou EBITDA ajustado de R$15,4 milhões em relação ao ano anterior de R$107,7 milhões, basicamente devido à geração de caixa operacional de
no ano de 2009, com melhora em relação a 2008 tanto em valor absoluto quanto na margem. 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 2009 R$132,1 milhões4.
2
Ver reconciliação de EBITDA e EBITDA ajustado na página 11 abaixo
Américas: Nosso EBITDA ajustado na operação EBITDA AJUSTADO AMÉRICAS
(R$ milhões e % da Receita Líquida)
Américas em 2009 foi de R$51,9 milhões, com
margem EBITDA ajustado de 10,8%. Em 2008 51,9
EBITDA CONSOLIDADO METALFRIO CONSOLIDADA GRUPO SENOCAK/KLIMASAN
Ajustado em R$ milhões e margem como % o EBITDA ajustado foi de R$47,2 milhões, com
da respectiva receita líquida margem de 8,8%. Portanto, os esforços de
67,6 redução de custos iniciados no final de 2008
CAGR 05 >> 09 66,5% conseguiram elevar a margem EBITDA mesmo 23,6 180,4
190,3
com a queda de 10,8% na receita líquida.
38,9
36,5 10,0 12,0
9,1 493,7
24,9 6,3
10,5% 14,6% 10,8% 110,5
5,4% 7,4% 6,7% 8,6% 10,9% 100,5 23,5 21,8
6,3% 493,7 539,2
8,8 8,4%
35,7 37,4
4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 2009
4,1%
Dívida Dívida Caixa e Dívida Dívida Dívida Caixa e Dívida
2005 2006 2007 2008 2009 EBITDA AJUSTADO EUROPA de C.P. de L.P. Equiv. Líquida de C.P. de L.P. Equiv. Líquida
Europa: Nosso EBITDA ajustado na operação
Europa em 2009 foi de R$15,8 milhões, com (R$ milhões e % da Receita Líquida)
margem EBITDA ajustado de 9,7%. Em 2008 14,6 15,8
o EBITDA ajustado da operação Europa havia METALFRIO
DESTAQUES DO RESULTADO CONSOLIDADO 2,8% 19,8%
sido negativo em R$8,3 milhões. A Europa ex. (ex. Senocak/Klimasan)
Receita líquida e unidades vendidas: Em 2009 nossa receita líquida foi de R$643,2 milhões, Klimasan havia tido EBITDA ajustado negativo de 1,0 10,7% 9,7%
comparada com R$724,9 milhões em 2008, com redução de 11,3%. Em número de equipamentos, R$17,3 milhões em 2008, mas devido ao 3,2 -13,9%
vendemos 551,0 mil unidades em 2009, comparadas com vendas de 648,3 mil unidades em 2008, com processo de reestruturação executado em 2009, -36,2% 158,6
redução de 15,0%. Os volumes foram impactados pelos efeitos da crise financeira global a partir do tivemos EBITDA ajustado de R$0,4 milhões, com (3,0) 166,8
último trimestre 2008. Constatamos uma severa redução da demanda por nossos produtos no último margem de 1,2%, apesar da queda de 53,6% na
trimestre de 2008 e no primeiro trimestre de 2009, com uma recuperação gradual em todos os mercados receita líquida entre estes períodos.
em que atuamos a partir de março de 2009. Américas: Em número de equipamentos, nossa operação A Klimasan havia tido um EBITDA ajustado de (9,8)
R$9,0 milhões em 2008, com margem de 7,4%. 73,1
das Américas vendeu 384,5 mil unidades em 2009, comparado com vendas de 449,1 mil unidades em
Em 2009 tivemos EBITDA ajustado de R$15,4 64,9
2008, com redução de 14,4%. Já a receita líquida, de R$481,1 milhões em 2009, teve redução de
10,8%, quando comparada com a receita líquida de R$539,1 milhões em 2008. Europa: Em número de milhões, com margem de 11,6%. 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 2009
3
Ver reconciliação de EBITDA e EBITDA ajustado Dívida Dívida Caixa e Dívida
equipamentos, nossa operação da Europa vendeu 166,5 mil unidades em 2009, comparado com de C.P. de L.P. Equiv. Líquida
vendas de 199,2 mil unidades em 2008, com redução de 16,4%. A receita líquida teve redução de na página seguinte
12,7%, sendo de R$162,1 milhões em 2009 e de R$185,7 milhões em 2008.
RECONCILIAÇÃO DO EBITDA E EBITDA AJUSTADO CONSOLIDADOS 4
Geração de caixa operacional de acordo com critério CVM, que inclui receita de aplicação financeira
EBITDA consolidado (em milhões de reais) líquida. Em 2009 a receita de aplicação financeira líquida foi de R$23,8 milhões
4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 2008 2009
Nossa dívida de curto prazo no final de 2009 era de R$100,6 milhões, sendo R$35,7 milhões da
Resultado operacional -69,8 3,2 19,3 9,4 14,6 -53,2 46,6
EVOLUÇÃO DA RECEITA LÍQUIDA (R$ milhões) Depreciação e amortização 8,0 4,1 4,5 5,0 5,2 22,1 18,7 Klimasan e R$64,9 milhões do restante das operações da Metalfrio. No final de 2008, nossa dívida de
4T08>>4T09
2008 >> 2009 Amortização de ágio 3,2 0,0 0,0 0,0 0,0 8,3 0,0 curto prazo era de R$140,0 milhões, sendo R$73,1 milhões da Klimasan. Portanto, houve uma redução
183,6 de R$39,4 milhões (melhora de 28,1%). A dívida de longo prazo no final de 2009 era de R$190,3
22,0% EBITDA -58,7 7,3 23,8 14,4 19,8 -22,8 65,3
724,9 -11,3% 150,6 21,9 Benefício fiscal -12,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 milhões, sendo R$23,5 milhões da Klimasan e R$166,8 milhões do restante das operações da Metalfrio.
27,1
-19,2% Despesas com operações de No final de 2008, nossa dívida de longo prazo era de R$275,3 milhões. Portanto, houve uma redução de
185,7 643,2
-12,7% M&A, mercado de capitais e R$85,0 milhões.
162,1 outras despesas
31,0% não recorrentes 4,2 0,0 0,0 0,0 0,0 5,8 0,0
Variação cambial sobre INDICADORES DE LIQUIDEZ (em R$ milhões)
539,1 -10,8% 123,5 161,8
481,1
equivalência patrimonial 8,9 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 Var. Var.
Despesas extraordinárias de 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 4T09/4T08 4T09/3T09
reestruturação e de mudança
Caixa e equivalentes 197,1 186,5 178,1 191,3 180,4 -16,7 -10,9
2008 2009 4T08 4T09 de legislação 55,9 0,0 0,7 0,8 0,8 55,9 2,3
Ajuste Resultado não Dívida de Curto Prazo (CP) 140,0 177,8 148,4 115,6 100,6 -39,4 -15,0
Europa Américas Europa Américas
operacional (Lei 11.638) 1,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,1 0,0 Dívida de Longo Prazo (LP) 275,3 228,4 165,2 161,3 190,3 -85,0 +29,0
EBITDA Ajustado -0,7 7,3 24,5 15,2 20,6 39,0 67,6 Dívida em USD 301,5 295,1 225,6 177,3 195,3 -106,2 +18,0
Margem EBITDA Dívida em BRL
Ajustado (%) -0,4% 5,6% 13,0% 10,8% 11,2% 5,4% 10,5% ou Outra Moeda 113,8 111,1 88,1 99,6 95,6 -18,2 -4,0
Abaixo apresentamos a evolução trimestral de nossa receita líquida e das unidades vendidas:
Ajustes ao EBITDA: Dívida Bruta 415,3 406,2 313,7 276,9 290,9 -124,4 +14,0
Em 2008 Caixa Líquido/
RECEITA LÍQUIDA E UNIDADES VENDIDAS i. Despesas com outorga de plano de opções: contabilizamos R$7,8 milhões referentes a despesas
Var. Var. extraordinárias, relacionadas ao plano de opções de ações reconhecidas no resultado durante o período (Dívida Líquida) -218,2 -219,7 -135,6 -85,6 -110,5 +107,7 -24,9
no qual o direito é adquirido, calculadas de acordo com o CPC 10 e aprovado pela Deliberação CVM Patrimônio Líquido (PL) 278,7 260,7 278,5 283,4 271,7 -6,9 -11,6
4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 4T09/4T08 4T09/3T09
562/08. Caixa e equivalentes/
Receita líquida
ii. Despesas de reestruturação da operação européia: tivemos despesas não recorrentes em 2008 de Dívida de CP 1,4x 1,0x 1,2x 1,7x 1,8x n/a n/a
total (R$ Mn) 150,6 129,9 189,0 140,7 183,6 +22,0 +30,5
R$35,9 milhões, relacionadas a provisões de reestruturação de nossa operação européia, principalmente Dívida de CP/(CP + LP) 33,7% 43,8% 47,3% 41,8% 34,6% n/a n/a
Américas 123,5 93,3 115,4 110,6 161,8 +31,0 +46,2 para realização de estoques, demissões e perdas com clientes e garantias. Caixa Líquido
Europa 27,1 36,6 73,5 30,1 21,9 -19,2 -27,3 iii. Outras despesas com provisões e de mudança de legislação: tivemos despesas não recorrentes (Dívida Líquida)/PL -0,8x -0,8x -0,5x -0,3x -0,4x n/a n/a
Unidades vendidas em 2008 de R$12,3 milhões, principalmente relacionadas a provisões de estoques obsoletos e perdas
com clientes e garantias relacionadas à operação nas Américas, e algumas devido à mudança de regras Dívida Líquida/
totais (mil) 136,5 112,0 156,8 123,3 159,0 +16,4 +28,9
Américas 103,1 73,6 90,9 90,9 129,1 +25,3 +42,0 contábeis. (Dívida Líquida + PL) 43,9% 45,7% 32,7% 23,2% 28,9% n/a n/a
Europa 33,4 38,5 65,8 32,3 29,8 -10,8 -7,8 iv. Despesas com operações de M&A, mercado de capitais e outras despesas não recorrentes:
contabilizamos R$5,8 milhões referentes a despesas não recorrentes, relacionadas, principalmente, a Patrimônio líquido: Nosso patrimônio líquido no final de 2009 era de R$271,7 milhões, comparado com
assessorias financeiras e jurídicas associados a operações de M&A e mercado de capitais. R$278,7 milhões no final de 2008. A redução no patrimônio líquido deveu-se ao resultado líquido positivo
CUSTO DO PRODUTO VENDIDO, LUCRO BRUTO Em 2009 de R$34,8 milhões em 2009, somado à perda cambial nos investimentos em subsidiárias no exterior de
E MARGEM BRUTA LUCRO BRUTO E MARGEM BRUTA i. Despesas com outorga de plano de opções: Esta despesa de R$2,3 milhões está sendo ajustada ao
R$13,8 milhões, dividendos intercalares distribuídos de R$10,8 milhões e dividendos propostos de
CONSOLIDADOS (R$ milhões) EBITDA para manter a base de comparação com o mesmo período de 2008. Refere-se a despesas
Apesar da queda de 11,3% na receita líquida entre R$1,9 milhões, variação cambial sobre transações intercompanhia líquido de impostos de R$9,5 milhões,
41,5 relacionadas ao plano de opções de ações reconhecidas no resultado do período no qual o direito é
2008 e 2009, houve um aumento de 52,7% no lucro adquirido, calculadas de acordo com o CPC 10 e aprovado pela Deliberação CVM 562/08. tributos sobre reserva de subvenção para investimentos de R$7,1 milhões, e ajuste de R$1,4 milhões no
38,3
bruto, que passou de R$84,5 milhões em 2008 30,5
valor de outorga de opções de compra de ações acumulado.
RESULTADO FINANCEIRO
(incluindo R$3,6 milhões de provisões para estoques) Em 2009 tivemos resultado financeiro líquido positivo de R$8,1 milhões, composto por R$50,7 milhões de
18,8 OUTRAS INFORMAÇÕES
para R$129,0 milhões em 2009. 21,9% 21,7% 20,9% despesas financeiras (incluindo R$19,9 milhões de variação cambial passiva) e R$58,8 milhões de receitas
Relacionamento com auditores independentes: Em atendimento à determinação da Instrução
A margem bruta passou de 11,7% em 2008 para financeiras (incluindo R$18,6 milhões de variação cambial ativa). Em 2008 tivemos resultado financeiro
14,4% 493,7 539,2
líquido negativo de R$36,5 milhões, composto por R$68,1 milhões de despesas financeiras (incluindo CVM 381/2003, informamos que, no exercício encerrado em 31 de dezembro de 2009, não contratamos
0,1
20,1% em 2009, em função principalmente de: R$41,1 milhões de variação cambial passiva) e R$31,6 milhões de receitas financeiras (incluindo R$7,6 nossos Auditores Independentes para trabalhos diversos daqueles correlatos da auditoria externa. Em
0,1%
(i) reduções de custos fixos de produção em todas as milhões de variação cambial ativa). A melhora na receita financeira de 2009 em relação a 2008, excluindo nosso relacionamento com Auditor Independente, buscamos avaliar o conflito de interesses com trabalhos
plantas; (ii) melhorias de produtividade com a 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09
a variação cambial ativa, se deu basicamente por conta de: (i) aumento dos rendimentos das aplicações de não-auditoria com base no seguinte: o auditor não deve (a) auditar seu próprio trabalho, (b) exercer
financeiras, que foram de R$23,8 milhões em 2009 e R$13,2 milhões em 2008, devido ao saldo de funções gerenciais e (c) promover nossos interesses.
concentração da produção nas fábricas de Celaya aplicações em 2009 ter permanecido próximo a R$190 milhões, enquanto que em 2008 estava próximo
(México) e Manisa (Turquia), e um ano completo de de R$120 milhões (exceto no 4T08, que encerrou com R$197,1 milhões); e (ii) aumento dos ganhos com
operações de hedge, que foram de R$15,4 milhões em 2009 e de R$9,1 milhões em 2008. As despesas DECLARAÇÃO DA DIRETORIA
produção de verticais em Três Lagoas (Brasil);
financeiras de 2009 foram superiores às de 2008, excluindo-se a variação cambial passiva, basicamente Em observância às disposições constantes no artigo 25 da Instrução CVM nº 480/09, de 07 de dezembro
(iii) trocas de fornecedores, principalmente no México LUCRO BRUTO E MARGEM BRUTA devido a: (i) juros de empréstimos e financiamentos terem sido de R$17,9 milhões em 2008 e de R$19,2 de 2009, a Diretoria declara que discutiu, reviu e concordou com as opiniões expressas no parecer dos
e Turquia; e (iv) novos projetos de verticalização no AMÉRICAS (R$ milhões) milhões em 2009, pois apesar de o endividamento bruto ter reduzido R$124,4 milhões ao longo de 2009, auditores independentes e com as demonstrações contábeis relativas ao exercício social encerrado em 31
Brasil e no México. Américas: O lucro bruto na 35,5 a dívida bruta total média ao longo de 2009 foi maior que a dívida bruta total média ao longo de 2008; e de dezembro de 2009.
(ii) as perdas com operações de hedge terem sido de R$4,0 milhões em 2008 e de R$7,5 milhões em 2009.
operação Américas em 2009 foi de R$89,5 milhões, O saldo de variação cambial melhorou em 2009 devido à valorização do real ao longo do ano,
representando um aumento de 23,4% em relação 21,5 especialmente frente ao dólar americano, enquanto que ao longo de 2008 o real se desvalorizou em COLABORADORES
19,9
12,7 No final de 2009 contávamos com 3.274 colaboradores, comparado com 2.766 colaboradores no final de
aos R$72,6 milhões registrados em 2008 (incluindo 21,9% relação à mesma moeda.
17,2% 19,4%
2008.
R$2,1 milhões de provisões para estoques). 13,6% LUCRO LÍQUIDO
493,7 539,2
A margem bruta passou de 13,5% em 2008 para 7,0 Reportamos em 2009 lucro líquido de R$34,8 milhões (margem líquida de 5,4%). Em 2008 reportamos AGRADECIMENTOS
18,6% em 2009, em função dos motivos acima. prejuízo de R$87,9 milhões, em função das provisões extraordinárias, despesas não recorrentes e perda
5,7%
cambial sofrida naquele ano. Operacionalmente, as principais razões para a melhora no lucro líquido A Administração da Metalfrio Solutions S.A. agradece a cooperação e confiança dos acionistas, clientes,
Desde o 4T08 tanto o lucro bruto quanto a margem foram um incremento de 8,4 pontos percentuais na margem bruta e uma redução em R$8,4 milhões nas fornecedores e instituições financeiras, e em especial, agradece aos funcionários pelo esforço e dedicação
4T08 1T09 2T09 3T09 4T09
bruta das Américas têm melhorado a cada trimestre. despesas administrativas e gerais. na obtenção dos resultados apresentados em 2009.

continua
con nuação

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E DE 2008 (Em milhares de reais - R$)

Nota 2009 2008 Nota 2009 2008


ATIVO explicativa Consolidado Controladora Consolidado Controladora explicativa Consolidado Controladora Consolidado Controladora
(Reclassificado) (Reclassificado) PASSIVO, PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS (Reclassificado) (Reclassificado)
CIRCULANTE NÃO CONTROLADORES E PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Caixa e equivalentes de caixa 5 180.407 99.057 197.081 113.133 CIRCULANTE
Contas a receber de clientes 6 152.816 90.322 177.172 57.048 Fornecedores 74.717 51.575 71.039 39.398
Estoques 7 83.967 30.870 126.387 36.400 Empréstimos e financiamentos 14 100.610 27.170 139.967 24.916
Impostos a recuperar 8 15.165 8.916 25.595 11.508 Obrigações tributárias 15 17.209 15.667 16.716 11.714
Impostos diferidos 9.a 6.118 4.664 5.392 3.164 Salários e encargos sociais a recolher 14.752 13.362 13.189 10.534
Partes relacionadas 10 – 4.678 – 19.116 Provisões diversas 17 19.119 7.737 24.585 4.143
Contas a receber com derivativos 22.e 3.074 – – – Impostos diferidos 9.a 10.224 9.578 5.020 3.772
Outras contas a receber 9.710 3.724 11.703 2.163 Dividendos propostos 18.g 1.869 1.869 – –
Total do ativo circulante 451.257 242.230 543.330 242.533 Partes relacionadas 10 – 364 – 1.183
NÃO CIRCULANTE Contas a pagar com derivativos 22.e – – 5.594 1.453
Realizável a longo prazo: Provisão para passivo a descoberto – – – 26.088
Partes relacionadas 10 – 35.199 – 84.137 Outras contas a pagar 6.152 2.889 3.267 1.073
Impostos diferidos 9.a 5.258 3.885 9.415 6.072 Total do passivo circulante 244.651 130.210 279.377 124.273
Impostos a recuperar 8 9.031 5.232 5.086 5.086 NÃO CIRCULANTE
Investimentos 11 – 99.280 – 65.650 Empréstimos e financiamentos 14 190.313 43.125 275.330 47.035
Imobilizado 12 139.111 57.971 158.820 49.781 Imposto diferidos 9.a 2.923 2.278 6.122 5.232
Intangível 13 115.099 3.914 139.872 2.264 Provisão para contingências 16 365 365 314 314
Total do ativo não circulante 268.500 205.481 313.192 212.989 Outras contas a pagar 1.925 – 2.424 –
Total do passivo não circulante 195.525 45.768 284.191 52.582
PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NÃO CONTROLADORES 7.849 – 14.288 –
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital social 18.a 238.588 238.588 339.979 339.979
Reserva de lucros 18.b/c/d 19.611 19.611 4.623 4.623
Ajustes de avaliação patrimonial 18.e 13.533 13.533 35.455 35.455
Prejuízos acumulados – – (101.391) (101.391)
Total do patrimônio líquido 271.733 271.733 278.667 278.667
TOTAL 719.757 447.711 856.522 455.522 TOTAL 719.757 447.711 856.522 455.522
A no a e p a a ão pa e n eg an e da demon a õe nan e a

DEMONSTRAÇÕES DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (CONTROLADORA) PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E DE 2008 (Em milhares de reais - R$)

Reserva de lucros Ajustes de


Nota Capital Reserva de Reserva Reserva de avaliação Prejuízos
explicativa Social incentivos fiscais Legal reavaliação patrimonial acumulados Total
SALDOS EM 01 DE JANEIRO DE 2008 339.979 8.062 75 5.510 – – 353.627
Realização da reserva de reavaliação – – – (1.344) – 1.344 –
Realização dos tributos sobre a reserva de reavaliação – – – 457 – (457) –
Prejuízo do exercício – – – – – (87.937) (87.937)
Reversão da reserva de lucros – – (75) – – 75 –
Realização da reserva de capital – (8.062) – – – 8.062 –
Ajustes da Lei nº 11.638/07 - ativo diferido – – – – – (22.478) (22.478)
Ajustes de avaliação patrimonial:
Variação cambial em investimentos no exterior – – – – 26.581 – 26.581
Opção de ações outorgadas – – – – 8.874 – 8.874
SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 339.979 – – 4.623 35.455 (101.391) 278.667
Redução de Capital - AGO 08/04/2009 18.a (101.391) – – – – 101.391 –
Lucro líquido do exercício – – – – – 34.822 34.822
Constituição Reserva de incentivos fiscais 18.b – 21.023 – (21.023) –
Tributos sobre Reserva de incentivos fiscais 18.b – (7.148) – – – – (7.148)
Constituição da reserva legal 18.c – 1.741 (1.741) –
Realização da reserva de reavaliação 18.d – – – (952) – 952 –
Realização dos tributos sobre a reserva de reavaliação 18.d – – – 324 – (324) –
Dividendos intercalares distribuídos - RCA 05/11/2009 18.g – – – – – (10.817) (10.817)
Dividendos propostos 18.g – – – – – (1.869) (1.869)
Ajustes de avaliação patrimonial: 18.e – – – – – – –
Variação cambial em investimentos no exterior – – – – (13.829) – (13.829)
Opção de ações outorgadas – – – – 1.396 – 1.396
Ajustes de Variação cambial com itens monetários considerados como investimento líquido – – – – (14.377) – (14.377)
Tributos sobre Ajustes de Variação cambial com itens monetários considerados como investimento líquido – – – – 4.888 – 4.888
SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 238.588 13.875 1.741 3.995 13.533 – 271.733
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras

DEMONSTRAÇÕES DE RESULTADOS - PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E DE 2008 DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA - PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E DE 2008
(Em milhares de reais - R$, exceto o lucro (prejuízo) líquido por ação) (Em milhares de reais - R$)
Nota 2009 2008 Nota 2009 2008
ATIVO explicativa Consolidado Controladora Consolidado Controladora explicativa Consolidado Controladora Consolidado Controladora
RECEITA BRUTA FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS
Vendas de produtos no mercado nacional 682.293 483.265 791.352 505.817
Lucro (prejuízo) líquido do exercício 34.822 34.822 (87.937) (87.937)
Vendas no mercado externo 128.703 25.549 132.739 35.107
Vendas de Serviços 18.558 2.677 13.822 227 Reconciliação do lucro (prejuízo) líquido do exercício com o caixa
829.554 511.491 937.912 541.151 líquido gerado pelas (consumido nas) atividades operacionais:
DEDUÇÕES DE VENDAS Depreciação e amortização 18.731 7.193 21.563 7.060
Impostos sobre vendas (157.832) (126.143) (187.145) (158.951) Provisão para contingências 51 51 5.426 7.446
Devoluções e abatimentos (28.473) (21.547) (25.916) (15.739) Provisões diversas (5.466) 3.594 14.344 1.035
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 643.248 363.801 724.852 366.461 Provisão Ganho e Perda Derivativos (8.668) (1.453) – –
Custo dos produtos vendidos e dos serviços prestados (514.239) (291.701) (640.361) (310.311)
LUCRO BRUTO 129.009 72.100 84.491 56.150 Plano de opção de ações outorgadas 20 1.396 1.396 8.874 8.874
RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS Variações cambiais e juros de empréstimos 2.764 (5.339) 26.060 4.400
Despesas com vendas (70.829) (41.652) (67.396) (39.898) Valor residual do ativo imobilizado e intangível baixado 2.981 131 4.422 1.140
Despesas administrativas e gerais (27.106) (9.064) (35.210) (12.488) Amortização de ágio – – 8.779 182
Honorários - Administração 10 (3.989) (3.989) (3.366) (3.030) Baixa de investimento 2.707 – – –
Resultado da equivalência patrimonial 11 – 2.213 – (111.896) Equivalência patrimonial 11 – (2.213) – 111.896
Outras receitas (despesas) operacionais 19 19.482 18.926 (31.611) 5.633
LUCRO (PREJUÍZO) OPERACIONAL 46.568 38.534 (53.093) (105.529) Participação de acionistas não controladores 2.134 – – –
RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO 21 8.099 9.497 (36.507) 18.773 Imposto de renda e contribuição social diferidos 3.175 1.278 (6.603) (3.911)
Despesas financeiras (50.726) (20.017) (68.084) (21.293) 54.629 39.460 (5.072) 50.184
Receitas financeiras 58.825 29.514 31.577 40.066 (Aumento) redução nos ativos:
LUCRO (PREJUÍZO) ANTES DO IMPOSTO DE RENDA Circulante:
E DA CONTRIBUIÇÃO SOCIAL E PARTICIPAÇÃO Contas a receber de clientes 6 22.363 (36.545) 35.086 33.554
DE ACIONISTAS NÃO CONTROLADORES 54.667 48.031 (89.600) (86.756)
Estoques 7 42.420 5.530 24.377 349
IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL
Correntes 9.b (14.535) (11.931) (7.232) (5.093) Impostos a recuperar 8 10.429 2.592 (1.379) 1.598
Diferidos 9.b (3.175) (1.278) 6.603 3.911 Contas a receber de partes relacionadas 10 – 14.439 – (7.914)
LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO ANTES DA PARTICIPAÇÃO Outras contas a receber 1.993 (1.561) 1.031 (1.122)
DE ACIONISTAS NÃO CONTROLADORES 36.956 34.822 (90.229) (87.937) Não circulante
PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NÃO CONTROLADORES (2.134) – 2.291 – Impostos a recuperar 8 (3.945) (147) 695 (4.582)
LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO DO EXERCÍCIO 34.822 34.822 (87.937) (87.937) 73.260 (15.692) 59.810 21.883
LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO DO EXERCÍCIO POR AÇÃO - R$ 0,85 -2,15 Aumento (redução) nos passivos:
QUANTIDADE DE AÇÕES AO FINAL DO EXERCÍCIO 40.818.930 40.818.930
Circulante:
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras
Fornecedores (205) 12.072 (17.447) (5.974)
DEMONSTRAÇÕES DO VALOR ADICIONADO - PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E DE 2008 Impostos e contribuições a recolher 15 493 3.953 (1.239) 583
Salários e encargos sociais a recolher 1.563 2.828 (1.042) 44
(Em milhares de reais - R$)
Contas a pagar de partes relacionadas 10 – (819) – –
2009 2008 Outras contas a pagar 2.885 1.816 (1.385) (474)
Consolidado Controladora Consolidado Controladora Não circulante:
RECEITAS Obrigações tributárias – – (468) (468)
Vendas de mercadorias, produtos e serviços (Líquido das Devoluções) 801.089 489.944 933.894 525.412
Outras contas a pagar (500) – (983) –
Outras receitas 1.037 – 2.750 1.068
Constituição de provisão para créditos de liquidação duvidosa (2.999) (1.156) (6.079) (972) 4.236 19.850 (22.564) (6.288)
799.127 488.788 930.565 525.507 Caixa líquido gerado pelas atividades operacionais 132.125 43.618 32.173 65.779
INSUMOS ADQUIRIDOS DE TERCEIROS FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS
Custos dos produtos, das mercadorias e dos serviços prestados (522.865) (318.541) (617.710) (338.459) Adições do ativo imobilizado 12 (25.810) (15.274) (59.508) (20.806)
Materiais, energia, serviços de terceiros e outros (109.943) (69.196) (175.987) (82.457) Adições do ativo intangível 13 (16.412) (1.889) (885) (434)
(632.808) (387.737) (793.697) (420.917) Variação Cambial sobre Investimento Líquido (14.377) (14.377) – –
VALOR ADICIONADO BRUTO 166.319 101.051 136.868 104.591
DEPRECIAÇÃO E AMORTIZAÇÃO (18.731) (7.193) (21.563) (7.060) Aumento de capital nas investidas – (71.333) – (25.908)
VALOR ADICIONADO LÍQUIDO GERADO PELA COMPANHIA 147.588 93.859 115.304 97.531 Aquisições de investimentos – – (137.136) –
VALOR ADICIONADO RECEBIDO EM TRANSFERÊNCIA Caixa líquido consumido nas atividades de investimentos (56.599) (102.874) (197.529) (47.148)
Resultado de equivalência patrimonial – 2.213 – (111.896) FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTOS
Receitas financeiras 57.842 29.262 31.577 40.066 Captações de empréstimos 104.084 32.319 228.324 19.803
57.842 31.475 31.577 (71.830) Pagamentos de principal e juros (225.349) (25.261) (79.107) (28.840)
VALOR ADICIONADO TOTAL A DISTRIBUIR 205.430 125.333 146.881 25.701 Empréstimos para partes relacionadas 10 – 48.938 – (22.279)
DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO
Pessoal: Pagamento de dividendos (10.817) (10.817) (2.610) (2.610)
Remuneração direta 67.449 30.078 56.387 23.427 Outras – – 2.505 –
Benefícios 7.170 6.784 19.988 6.350 Caixa líquido (consumido nas) gerado
FGTS 2.199 2.173 2.438 2.415 pelas atividades de financiamentos (132.082) 45.179 149.111 (33.927)
Impostos, taxas e contribuições: VARIAÇÃO CAMBIAL SOBRE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 39.881 – – –
Federais 40.733 30.265 79.592 54.507 VARIAÇÃO DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA (16.674) (14.076) (16.245) (15.296)
Estaduais (1.219) (1.249) 3.002 2.997 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA
Municipais 150 149 127 126
Remuneração de capitais de terceiros: Saldo final 180.407 99.057 197.081 113.133
Juros 49.743 19.765 68.080 21.293 Saldo inicial 197.081 113.133 213.326 128.429
Aluguéis 4.383 2.548 5.203 2.522 VARIAÇÃO DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA (16.674) (14.076) (16.245) (15.296)
Remuneração de capitais próprios: INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES
Dividendos 10.817 10.817 – – SOBRE OS FLUXOS DE CAIXA
Lucro (Prejuízo) do exercício 21.871 24.005 (85.647) (87.937) Pagamento de juros sobre empréstimos 19.156 4.140 11.206 5.386
Participação dos não-controladores nos lucros e prejuízos retidos 2.134 – (2.290) – Pagamento de imposto de renda e contribuição social 7 461 4 903 8 441 6 159
205.430 125.333 146.881 25.701
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações A no a e p a a ão pa e n eg an e da demon a õe nan e a

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS - EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 (Em milhares de Reais - R$, exceto quando indicado de outra forma)

1. CONTEXTO OPERACIONAL para aproximadamente 60% do custo médio dos refrigeradores. São eles: aço, compressor, vidro, cobre moeda funcional pela taxa de câmbio da data do fechamento. Os ganhos e as perdas de variações nas
A Metalfrio Solutions S.A. (“Companhia”) foi constituída em 3 de dezembro de 2001 e as suas atividades ou alumínio, materiais químicos, isolantes térmicos, componentes elétricos (micro-motores, controladores taxas de câmbio sobre os ativos e os passivos monetários são reconhecidos na demonstração de resultados.
operacionais foram iniciadas em 1º de janeiro de 2002, tendo como objetivo a fabricação, a importação e eletrônicos e outros) e aramados. Pela característica de commodity de várias das matérias primas e Ativos e passivos não monetários adquiridos ou contratados em moeda estrangeira são convertidos com
a comercialização, no País e no exterior, de refrigeradores e freezers domésticos e comerciais. Durante o componentes, a Companhia procura adquirir grandes volumes que favoreçam a redução dos custos. A base nas taxas de câmbio das datas das transações ou nas datas de avaliação ao valor justo quando este é
exercício de 2006 e 2007, a Companhia iniciou o processo de expansão internacional de suas atividades globalização da Companhia, acompanhada do ganho de escala, nos permitirá centralizar o fornecimento utilizado. Os ganhos e as perdas decorrentes de variações de investimentos no exterior e dos itens
através de aquisição de ativos, empresas e constituição de sociedade na Dinamarca, na Rússia, na Turquia, de matérias-primas com volumes ainda maiores. Não obstante, mantemos uma ativa busca por alternativas monetários que fazem parte do investimento líquido são reconhecidos diretamente no patrimônio líquido
nos Estados Unidos da América e no México. A companhia tem suas ações listadas na Bolsa de Valores de de fornecimento mais econômicas de forma a mantermos nossa baixa concentração de fornecedores. As na conta de ajustes de avaliação patrimonial e reconhecidos no demonstrativo de resultado quando esses
São Paulo com o código “FRIO3”, as quais são negociadas no Novo Mercado. Nossa subsidiária Klimasan informações no contexto operacional não diretamente derivadas das demonstrações financeiras como, por investimentos forem alienados, todo ou parcialmente. Com base na Deliberação CVM nº 624, a
tem suas ações listadas na Bolsa de Valores de Istanbul (Istanbul Stock Exchange) com o código “KLMSN”. exemplo, informações sobre o mercado, quantidades produzidas e comercializadas, e capacidades Companhia reclassificou o montante de R$9.489 (líquido dos efeitos tributários)de depesas do resultado
Atualmente, a Companhia conta com cinco plantas industriais, sendo duas localizadas no Brasil (São Paulo produtivas não foram examinadas pelos nossos auditores independentes. para o patrimônio líquido na conta de ajuste de avaliação patrimonial, referente as variações cambiais das
e Mato Grosso do Sul), uma na Turquia (Manisa), uma na Rússia (Kaliningrado) e uma no México (Celaya), 2. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS mútuos com características de investimento líquido com as subsidiárias Rome, Metalfrio - Dinamarca,
além de um centro de distribuição nos Estados Unidos da América (Texas). A tabela abaixo resume a atual a. Apresentação: As demonstrações financeiras individuais e consolidadas foram elaboradas de acordo Metalfrio - EUA e Metalfrio - Rússia. As demonstrações financeiras de controladas e coligadas no exterior
configuração de nossas unidades industriais: com as práticas contábeis adotadas no Brasil, as quais abrangem a legislação societária, os são ajustadas às práticas contábeis do Brasil e, posteriormente, convertidas para a moeda funcional local
Cidade País Refrigeradores produzidos Mercado consumidor Pronunciamentos, as Orientações e as Interpretações emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis pela taxa de câmbio da data do fechamento. Ativos circulante e não circulante - Contas a receber de
São Paulo Brasil Horizontais Brasil e Américas (CPC) e as normas emitidas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Em 25 de fevereiro de 2010, foi clientes - As contas a receber de clientes são registradas pelo valor faturado, ajustado ao valor presente
Três Lagoas Brasil Verticais e especiais Brasil e Américas autorizada pelo Conselho de Administração, a conclusão destas demonstrações financeiras. b. quando aplicável, incluindo os respectivos impostos diretos de responsabilidade tributária da Companhia,
Kaliningrado Rússia Horizontais Rússia e Leste Europeu Reclassificações: Para melhor apresentação das demonstrações financeiras foram efetuadas as seguintes menos os impostos retidos na fonte, os quais são considerados créditos tributários. A provisão para
Manisa Turquia Horizontais, verticais e especiais Turquia, Europa e Oriente Médio reclassificações: • Os saldos dos ágios em 31 de dezembro de 2008 do consolidado e da controladora nos devedores duvidosos foi constituída em montante considerado suficiente pela administração para suprir as
Celaya México Horizontais, verticais e especiais México e Américas montantes de R$134.803 e R$1.637, respectivamente, foram reclassificados da rubrica investimentos para eventuais perdas na realização dos créditos. Ajustes a valor presente - A Administração da Companhia
Unidade Industrial de São Paulo - Brasil o intangível, ambos apresentados no ativo não circulante; • O saldo negativo do investimento na e de suas controladas concluiu que não existem efeitos materiais a serem registrados nas demonstrações
A unidade industrial de São Paulo produz refrigeradores horizontais com alta tecnologia e possui controlada Life Cycle em 31 de dezembro de 2008 no montante de R$26.088, foi reclassificado da rubrica financeiras decorrentes de ajustes a valor presente de ativos e passivos monetários. Estoques - Os
capacidade instalada de 325 mil unidades/ano, em dois turnos de produção. A região na qual está situada de investimentos apresentado no ativo não circulante para provisão para passivo a descoberto apresentado estoques são avaliados com base no custo histórico de aquisição e produção, acrescido de gastos relativos
esta unidade industrial conta com estrutura logística completa, com acesso a malhas rodoviárias, no passivo circulante; • Os saldos de encargos sociais da rubrica de provisões para contingências a transportes, armazenagem e impostos não recuperáveis. No caso de produtos industrializados, em
ferroviárias e portuárias do Sudeste e aos grandes centros consumidores. Esta unidade atende toda a apresentados no passivo não circulante em 31 de dezembro de 2008, do consolidado e da controladora, processo e acabados, o estoque inclui os gastos gerais de fabricação com base na capacidade normal de
América do Sul e América Central. no montante de R$7.580 foi reclassificado para salários e encargos sociais apresentado no passivo produção. Os valores de estoques contabilizados não excedem os valores de mercado. Investimentos - Os
Unidade Industrial de Três Lagoas - Brasil - Esta unidade produz refrigeradores verticais e especiais com circulante; • Os saldos de derivativos da rubrica de empréstimos e financiamentos no passivo circulante em investimentos em controladas e coligadas com participação no capital votante superior a 20% ou com
alta tecnologia e possui capacidade instalada de 204 mil unidades/ano, em dois turnos de produção, e 31 de dezembro de 2008, do consolidado e da controladora, nos montantes de R$1.269 e R$3.482, influência significativa e em demais sociedades que fazem parte de um mesmo grupo ou que estejam sob
produz refrigeradores verticais e especiais. A região na qual está situada esta unidade industrial se respectivamente, foram reclassificados para a rubrica de contas a pagar com derivativos apresentado no controle comum são avaliadas por equivalência patrimonial. Outros investimentos que não se enquadrem
beneficia de incentivos fiscais, como isenção de 90% de ICMS até março de 2020 e 100% do IPTU e ISS passivo circulante; • Os saldos de derivativos da rubrica de contas a pagar apresentados no passivo na categoria acima são avaliados pelo custo de aquisição, deduzido de provisão para perda de
até março de 2015. Esta unidade atende toda a América do Sul, América Central e América do Norte. Em circulante em 31 de dezembro de 2008, do consolidado e da controladora, nos montantes de R$184 e investimento, quando aplicável. Variações cambiais de investimento no exterior são reconhecidas na conta
abril de 2008 finalizamos uma fase de expansão desta unidade, que passou de uma área construída de 6,8 R$2.112, respectivamente, foram reclassificados para a rubrica de contas a pagar com derivativos de ajustes de avaliação patrimonial. As informações sobre os investimentos estão divulgadas na nota
mil m2 para 22 mil m2. Em setembro de 2009, iniciamos nova fase de expansão desta unidade, tendo sido apresentado no passivo circulante. explicativa nº 11. Ativo imobilizado - Registrado ao custo reavaliado, a partir de dezembro de 2005, para
já investidos cerca de R$4,3 milhões nas obras de expansão até dezembro de 2009, cuja previsão de início 3. RESUMO DAS PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS máquinas e equipamentos e veículos, e ao custo de aquisição para as demais contas. A depreciação dos
de operações será no segundo semestre de 2010. Esta expansão levará a área total construída para 36,4 Apuração do resultado - O resultado é apurado em conformidade com o regime de competência. A ativos é calculada pelo método linear com base nas taxas mencionadas na nota explicativa nº 12 e leva em
mil m2.Unidade Industrial de Manisa - Turquia (Grupo Senocak/Klimasan) - A região na qual está receita de vendas de produtos é reconhecida no resultado quando todos os riscos e benefícios inerentes consideração o tempo de vida útil estimados. Ativos intangíveis - Refere-se a valor pago por carteira de
situada esta unidade industrial se beneficia de isenção de tarifa de importação/exportação para a União aos produtos são transferidos para o comprador. A receita de serviços prestados é reconhecida no clientes e marcas adquiridas de terceiros. A amortização, quando aplicável, será efetuada em até cinco
Européia, além de estar próxima de um enorme mercado consumidor. A planta industrial resultado em função da sua realização. Uma receita não é reconhecida se há uma incerteza significativa na anos a partir da data em que os benefícios começarem a ser gerados. Os ativos intangíveis com vida útil
Senocak/Klimasan possui capacidade instalada de 400 mil unidades/ano, em dois turnos, produzindo sua realização. Estimativas contábeis - A elaboração das demonstrações financeiras de acordo com as indefinida e o ágio por expectativa de rentabilidade futura não são amortizados e tem o seu valor
refrigeradores e freezers horizontais e verticais, bem como uma linha especial de freezers e refrigeradores. práticas contábeis adotadas no Brasil requer que a Administração da Companhia e de suas controladas use recuperável testado, anualmente. Redução ao valor recuperável de ativos - Os ativos do imobilizado e
Esta unidade atende o mercado turco, europeu e Oriente Médio. Unidade Industrial de Kaliningrado - de julgamentos na determinação e no registro de estimativas contábeis. Ativos e passivos sujeitos às do intangível tem o seu valor recuperável testado, no mínimo, anualmente, caso haja indicadores de perda
Rússia (Metalfrio - Rússia) - A unidade industrial de Kaliningrado produz freezers horizontais, e estimativas e premissas incluem valor residual do ativo imobilizado, intangível, provisão para devedores de valor. O ágio e os ativos intangíveis com vida útil indefinida têm a recuperação do seu valor testada
pretendemos ainda iniciar a produção de freezers verticais nessa unidade a partir de 2011. Atualmente duvidosos, provisão para desvalorização de estoques, imposto de renda diferido ativo e passivo, provisão anualmente independentemente de haver indicadores de perda de valor. A última avaliação do valor
esta unidade possui capacidade instalada de 140 mil unidades/ano, em dois turnos de produção. para contingências, plano de opção da compra de ações, provisão para garantias e mensuração de recuperável dos ativos foi realizada em dezembro de 2009 e não resultou na necessidade de
Kaliningrado é uma zona econômica russa, que concede benefícios fiscais para companhias que fazem instrumentos financeiros. A liquidação das transações envolvendo essas estimativas poderá resultar em reconhecimento de perdas, visto que o valor apurado dos fluxos de caixa futuros estimados excede o seu
investimentos nessa região. Os incentivos fiscais são na forma de 100% de redução da alíquota do imposto valores diferentes dos estimados em razão de imprecisões inerentes ao processo da sua determinação. A valor contábil na data da avaliação. As premissas utilizadas foram: • Imobilizado - Recuperação histórica
de renda (24%) e ativos (2%) para os primeiros 6 anos do projeto de investimento e 50% de redução por Companhia e suas controladas revisam as estimativas e as premissas pelo menos trimestralmente. e o valor presente dos fluxos de caixa futuros estimados; • Intangível (ágios) - Valor presente dos fluxos
mais seis anos adicionais. O benefício é válido até 2013 e 50% entre 2013 e 2019. A região na qual está Instrumentos financeiros - Os instrumentos financeiros podem ser classificados em: • Mensurados ao de caixa futuros estimados, geração de resultados futuros, avaliação de ativos similares e cotações em
situada se beneficia do não pagamento de tributos de importação/exportação para os países que valor justo por meio do resultado: são ativos e passivos que são mantidos para negociação ou que são bolsa. Passivos circulante e não circulante - Os passivos circulante e não circulante são demonstrados
formavam a antiga União Soviética. Esta unidade atende principalmente a Rússia e países vizinhos. derivativos (exceto instrumento de hedge de fluxo de caixa definido como efetivo) ou que no pelos valores conhecidos ou calculáveis acrescidos, quando aplicável dos correspondentes encargos,
Unidade Industrial de Celaya - México (Metalfrio México e Enerfreezer) - A planta industrial de reconhecimento inicial tenham sidos classificados como mensurados ao valor justo por meio do resultado; variações monetárias e/ou cambiais incorridas até a data do balanço patrimonial. Uma provisão é
Celaya possui capacidade instalada de 200 mil unidades/ano, em dois turnos de produção. Esta planta • Mantidos até o vencimento: são ativos financeiros com pagamentos fixos ou determináveis e com reconhecida no balanço patrimonial quando a Companhia possui uma obrigação legal ou constituída
produz refrigeradores horizontais, verticais e uma linha especial de freezers e refrigeradores. Centro de vencimentos definidos e para os quais a Companhia tem a intenção positiva e capacidade de manter até o como resultado de um evento passado, e é provável que um recurso econômico seja requerido para saldar
Distribuição - Metalfrio - USA - Nosso centro de distribuição adquirido na América do Norte está vencimento e que não estão classificados como mensurado ao valor justo por meio do resultado, a obrigação. As provisões são registradas tendo como base as melhores estimativas do risco envolvido.
localizado em Boerne, no Estado do Texas, Estados Unidos, perto dos principais clientes daquele mercado disponíveis para venda ou como empréstimos e recebíveis; • Empréstimos e recebíveis: são ativos Plano de remuneração baseado em ações - A Companhia oferece a determinados colaboradores e
e também do porto de Houston, por onde recebemos grande parte dos equipamentos por via marítima. financeiros não derivativos com pagamentos fixos e determináveis, que não sejam cotados em mercado executivos planos de remuneração com base em ações, liquidados com as ações da Companhia, segundo
Através deste centro de distribuição, atendemos distribuidores e clientes de grande e médio porte não ativo, como também, não estejam classificados como mantidos para negociação ou que tenham sidos os quais a Companhia recebe os serviços como contraprestações das opções de compra de ações. O valor
somente no mercado americano, mas também no Canadá e México. Centro Comercial e de classificados inicialmente como mensurados ao valor justo por meio do resultado; e • Disponíveis para justo das opções concedidas é reconhecido como despesa no resultado do exercício, durante o período no
Distribuição - Metalfrio - Dinamarca - Este Centro Comercial e de Distribuição atende o mercado local venda: são ativos financeiros que estão disponíveis para venda e não são classificados nas outras qual o direito é adquirido, após o atendimento de determinadas condições específicas. Nas datas dos
dinamarquês e países vizinhos. Rome Investment - Empresa com sede em Bahamas constituída com o categorias. Os instrumentos financeiros são divididos entre derivativos e não derivativos. Instrumentos balanços, a Administração da Companhia revisa as estimativas quanto à quantidade de opções, cujos
objetivo de investir em outras empresas da Europa. Life Cycle - Brasil - Subsidiária da Metalfrio, que financeiros derivativos - Estão mensurados ao valor justo por meio do resultado e são contabilizados no direitos devem ser adquiridos com base nas condições, e reconhece, quando aplicável, no resultado do
oferece manutenção e assistência técnica aos produtos comercializados tanto pela Metalfrio quanto por resultado do período. Incluem contratos de NDF (Non Deliverable Forwards) efetuados com a finalidade de exercício em contrapartida do patrimônio líquido o efeito decorrente da revisão dessas estimativas iniciais.
terceiros. Sazonalidade - As regiões tropicais e equatoriais, em geral, apresentam clima quente durante o proteção cambial. Instrumentos financeiros não derivativos - Incluem caixa e equivalentes de caixa, Subvenção governamental - Uma subvenção governamental é reconhecida no resultado ao longo do
ano todo, propiciando a venda de bebidas, sorvetes, e congelados em todas as estações do ano. Portanto contas a receber e a pagar, empréstimos e financiamentos. Estão registrados pelo seu valor justo quando período, desde que atendidas as condições do CPC 07 - Subvenções e Assistências Governamentais. As
se torna difícil notar uma sazonalidade clara nessas regiões. Já nas regiões subtropicais, por terem um disponíveis para venda ou por meio do custo amortizado apurado pelo método da taxa efetiva de juros nos parcelas recebidas de incentivos fiscais para investimento foram registradas no resultado do exercício, na
contraste maior entre verão e inverno, com consumo de bebidas geladas e sorvetes, mais acentuado no demais casos, considerando os custos da transação ou de provisão para perdas, quando aplicável. Moeda rubrica de outras receitas operacionais, e transferida líquida de impostos diferidos para o Patrimônio
verão, é possível notar as vendas de freezers e refrigeradores um pouco mais fortes nos períodos de pré- estrangeira - A Administração da Companhia definiu que sua moeda funcional é o Real de acordo com Líquido, na rubrica de reserva de incentivos fiscais. Imposto de renda e contribuição social - A
estação verão e verão. as normas descritas no CPC 02 - Efeitos nas Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Companhia e suas controladas operam sob o regime de imposto de renda por lucro tributável, entretanto
Concentração de vendas - Em 2009, nossos dez maiores clientes responderam por 48,2% de nosso Demonstrações Contábeis, aprovado pela Deliberação CVM nº 534. Transações em moeda estrangeira, as alíquotas podem variar significativamente de um país para o outro. No Brasil, estamos sujeitos à alíquota
faturamento bruto. Os dez maiores clientes combinados corresponderam a 53,6% em 2008. isto é, todas aquelas que não realizadas na moeda funcional, são convertidas pela taxa de câmbio das de 25% de imposto de renda e 9% de contribuição social sobre o lucro líquido ajustado conforme a
Concentração de Matérias Primas - Existem oito classes de matéria-prima/componentes que contribuem datas de cada transação. Ativos e passivos monetários em moeda estrangeira são convertidos para a legislação fiscal. Na Dinamarca, estamos sujeitos à alíquota de imposto de renda de 28%; na Turquia, a
con nua
continuação

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS - EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 (Em milhares de Reais - R$, exceto quando indicado de outra forma)

alíquota de imposto de renda é de 20%, na Rússia, a alíquota de imposto de renda nominal é de 24%, no 2009 2008 b. Conciliação do imposto de renda e contribuição social - Correntes e diferidos
entanto, lá gozamos de incentivo fiscal por operar em Kaliningrado. No México estamos sujeitos a uma Consolidado Controladora Consolidado Controladora A conciliação da despesa calculada pela aplicação das alíquotas fiscais combinadas e da despesa de
alíquota de imposto de renda de 28% e nos Estados Unidos estamos sujeitos a uma alíquota de imposto Passivo imposto de renda e contribuição social debitada em resultado é demonstrada como segue:
de renda média de 34%, incidindo tais alíquotas sobre o lucro tributável, de acordo com as legislações Variação cambial diferida (2.344) (2.344) (6.623) (6.623) 2009 2008
vigentes em cada uma dessas jurisdições. A Companhia considerou a adoção do Regime Tributário de Consolidado Controladora Consolidado Controladora
Reavaliação de ativos (2.058) (2.058) (2.381) (2.381)
Lucro (prejuízo) antes do
Transição (RTT) no Brasil, para a apuração de imposto de renda e contribuição social na elaboração das Depreciação acelerada - México (1.291) – (1.778) – imposto de renda e da
demonstrações financeiras de 2008 e 2009. O ativo e o passivo fiscal diferido reconhecidos por nós são Ajustes no patrimônio contribuição social 54.667 48.031 (89.600) (86.755)
decorrentes da aplicação das alíquotas de imposto de renda e contribuição social vigentes ao final de cada Lei 11.638/2007 (7.148) (7.148) – – Alíquota do imposto de renda
ano, sobre as exclusões e adições temporárias utilizadas na determinação das suas respectivas bases Outras (306) (306) (360) – e da contribuição social 34% 34% 34% 34%
tributáveis ou sobre a reserva de reavaliação de bens do ativo imobilizado. Ajustamos anualmente o ativo Total de IR e CS diferidos - passivo (13.147) (11.856) (11.142) (9.004) (18.587) (16.331) 30.464 29.497
fiscal diferido e reduzimos o seu valor de realização, quando aplicável, conforme requerido, baseado nas (–) Parcela circulante (10.224) (9.578) (5.020) (3.772) Diferenças permanentes:
projeções futuras de lucro tributável e na expectativa de realização das diferenças temporárias. Na Não circulante 2.923 2.278 6.122 5.232 Resultado das operações nas controladas – 752 – (38.045)
elaboração das análises utilizadas para sua revisão, somos requeridos a preparar estimativas e premissas Lucro disponibilizado do exterior – – (989) (989)
A Administração considera que os ativos diferidos decorrentes de diferenças temporárias serão realizados Imposto de renda diferido não
significativas, relacionadas à determinação do lucro tributável futuro. Para a determinação do lucro na proporção da resolução final das contingências e dos eventos. Com base na estimativa de geração de
tributável futuro, estimamos as receitas e despesas tributáveis futuras, as quais estão sujeitas a diferentes constituído sobre prejuízos fiscais (*) (3.315) – (38.655) –
lucros tributáveis futuros a Companhia prevê recuperar os créditos tributários decorrentes de prejuízos Diferenças de taxas 2.889 – (110) –
fatores internos e externos, como tendências econômicas, práticas da indústria, taxas de juros, alterações fiscais e base negativa de contribuição social nos seguintes exercícios: Incentivos fiscais 3.470 3.470 5.459 5.459
nas estratégias de nossos negócios e alterações no tipo e preço dos produtos e serviços que oferece e Consolidado Benefícios dos gastos com pesquisa
requisita ao mercado. Os impostos ativos diferidos decorrentes de prejuízo fiscal, base negativa da 2010 273 e inovação tecnológica - Lei nº 11.196/05 – – 2.338 2.338
Contribuição Social e diferenças temporárias foram constituídos em conformidade com a Instrução CVM 2011 217 Plano de Outorga de Opções (1.633) (1.633) – –
nº 371, de 27 de junho de 2002, e consideram o histórico de rentabilidade e a expectativa de geração de 2012 216 Estorno imposto diferido - EUA – – 797 –
lucros tributáveis futuros fundamentados em estudo técnico de viabilidade aprovado pelos órgãos da Outros (536) 533 67 558
Total 706
administração. Provisão para garantias - O valor da provisão para garantias, necessária para fazer frente Imposto de renda e contribuição social (17.712) (13.209) (629) (1.182)
à obrigação assumida em relação aos equipamentos em garantia, é calculado com base na quantidade de As estimativas de recuperação dos créditos tributários foram fundamentadas nas projeções dos lucros Correntes (14.536) (11.931) (7.232) (5.093)
produtos em garantia e no prazo de cada garantia concedida sobre esses produtos. Também se leva em tributáveis levando em consideração diversas premissas financeiras e de negócios consideradas no Diferidos (3.176) (1.278) 6.603 3.911
consideração a média de frequência de atendimentos por produto e o custo médio por atendimento de encerramento do exercício. Conseqüentemente, as estimativas estão sujeitas a não se concretizarem no (*) Não foi constituído imposto de renda diferido sobre os prejuízos acumulados gerados nas controladas,
assistência técnica. 4. Demonstrações financeiras consolidadas - As demonstrações financeiras futuro tendo em vista as incertezas inerentes a essas previsões. exceto México e Life Cycle, devido à inexistência de histórico lucro tributável.
consolidadas foram elaboradas em conformidade com os critérios de consolidação previstos pelas práticas 10. PARTES RELACIONADAS
contábeis adotadas no Brasil e pelas instruções normativas e deliberações da Comissão de Valores Os principais saldos de ativos e passivos em 31 de dezembro de 2009 e 2008, assim como as transações que influenciaram o resultado do exercício, relativas a operações com partes relacionadas, as quais foram
Mobiliários - CVM, abrangendo as demonstrações financeiras da Companhia e de suas controladas, realizadas em condições de mercado, decorrem de transações entre a Companhia, suas controladas e profissionais-chave da administração
conforme a seguir: Encargos 2009 2008
Participação - % Moeda financeiros anuais Consolidado Controladora Consolidado Controladora
2009 2008 Ativo
Circulante:
Participação direta:
Partes relacionadas:
Líder Metalfrio Solutions Sogutma Sanayi ve Ticaret Anonim Sirket Rome Investment (b) Dólar – – – – 7.025
(“Líder Metalfrio - Turquia”) 100,00 100,00 Klimasan (b) Euro – – – – 2
Metalfrio Solutions A.S. (“Metalfrio - Dinamarca”) 100,00 100,00 Life Cycle (b) Real – – 3.736 – 4.623
Metalfrio Solutions Inc. (“Metalfrio - EUA”) 100,00 100,00 Líder Metalfrio - Turquia (b) Dólar – – – – 527
Life Cycle Assistência Técnica Ltda. (“Life Cycle”) 100,00 99,98 Metalfrio - Rússia (b) Dólar – – – – 1.272
Metalfrio Solutions México S.A. de C.V. (“Metalfrio - México”) 100,00 100,00 Metalfrio - Dinamarca (b) Dólar – – – – 938
Participação indireta: Metalfrio - México (b) Dólar – – 672 – 3.042
Hold Co. A.S. (“Hold Co.”) (a) 90,00 90,00 Metalfrio - EUA (b) Dólar – – 270 – 1.687
– – 4.678 – 19.116
OOO Caravell/Derby (b) 100,00 100,00
Não circulante
OOO Estate (b) 100,00 100,00 Partes relacionadas:
OOO Metalfrio Solutions (b) 100,00 100,00 Líder Metalfrio - Turquia (a) Dólar 7% a.a. – 4.711 – 28.863
GPD - Global Product Development S.A. de C.V. (“Enerfreezer”) (c) 83,33 83,33 Metalfrio - Dinamarca (c) Dólar 7% a.a. – 7.405 – 15.090
Rome Investment Management Ltd. (“Rome Investment”) (d) 100,00 100,00 Metalfrio - EUA (a) Dólar 7% a.a. – 724 – 915
Klimasan Klima Sanayi ve Ticaret (“Klimasan”) (e) 31,02 17,29 Metalfrio - México (a) Dólar 7% a.a. – 8.316 – 14.733
Senocak Holding A.S. (“Senocak”) (e) 71,00 71,00 Metalfrio - Rússia (a) Dólar 7% a.a. – 14.043 – 18.543
Senocak Sogutma Sistemleri Tic. ve San A.S. (f) 100,00 100,00 Rome Investment (a) Dólar 7% a.a. – – – 5.993
Klimasan Klima Sanayi ve Ticaret (“Klimasan”) (f) 61,00 61,00 – – 35.199 – 84.137
Senocak Marmara Sogutma Tic. ve San Paz A.S. (f) 66,00 66,00 Passivo
Circulante-
Klimasan Ukraine LLC (f) 100,00 100,00
Partes relacionadas:
Klimasan Russia LLC (f) 90,00 90,00 Líder Metalfrio - Turquia (b) Dólar – – – – 1.183
(a) Controlada pela Metalfrio - Dinamarca. Metalfrio - México (b) Dólar – – 364 – –
(b) Controladas pela Hold Co. – – 364 – 1.183
(c) Controlada pela Metalfrio - México.
2009 2008 o valor real de tal imóvel para nós, pois nossa unidade está instalada neste local desde 1960 e haveria
(d) Controlada pela Life Cycle.
Consolidado Controladora Consolidado Controladora custos diretos e indiretos de transferência, acreditamos que o preço que pagamos por m2 está dentro de
(e) Investida da Rome Investment. Resultado operacional
(f) Investida da Senocak. parâmetros de mercado para imóveis desta natureza na região. (f) Refere-se à despesas com contrato de
Genta Participações (e) (1.712) (1.712) (1.752) (1.752) aluguel de nossa subsidiária Líder Metalfrio com o Grupo Oz Líder, membros da família do Sr. Serkan
Descrição dos principais procedimentos de consolidação: a. Eliminação dos saldos das contas de Oz Lider (f) (716) – (848) –
ativos e passivos entre as empresas consolidadas; b. Eliminação das participações da controladora no Life Cycle (d) – (7.864) – (8.402) Güleç, (membro do nosso Conselho de Administração). Este contrato foi firmado desde 2006 quando
Patrimônio Líquido das empresas controladas, direta e indiretamente; c. Eliminação dos saldos de receitas (2.428) (9.576) (2.600) (10.154) iniciamos nossa operação na Turquia, e vem sendo renovado desde então. A locação atual vigorará até
e despesas, bem como o saldo de lucros não realizados, decorrentes de negócios entre as empresas; Resultado financeiro 1º de junho de 2011. O contrato é reajustado anualmente com base na variação da moeda local (Lira Turca
d. Destaque do valor da participação dos acionistas não controladores nas demonstrações financeiras Juros: em relação do Dólar americano). O preço do aluguel por m2 é de aproximadamente US$3,00 (expressos
consolidadas; e. Os ativos, os passivos e o patrimônio líquido das controladas sediadas no exterior foram Life Cycle (a) – 1.254 – – em dólares). Embora não seja possível estimar o valor real de tal imóvel para nós, pois nossa unidade está
convertidos para reais com base nas taxas de câmbio vigente na data das demonstrações financeiras. Por Líder Metalfrio - Turquia (a) – 754 – 1.016 instalada nesta localização estratégica que começamos nossa operação na Turquia, e haveria custos diretos
Metalfrio - Dinamarca (c) – 820 – 698 e indiretos de transferência, acreditamos que o preço que pagamos por m2 está dentro de parâmetros de
sua vez, as contas de resultado são convertidas e mantidas em reais às taxas médias de câmbio do período. Metalfrio - EUA (a) – 49 – 45
5. CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA Rome Investmet (a) – 926 – 535 mercado para imóveis desta natureza na região. Remuneração do pessoal-chave da administração
2009 2008 Metalfrio - México (a) – 612 – 771 (Consolidado) - Nas Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária de 30 de abril de 2009, foi fixada a
Consolidado Controladora Consolidado Controladora Metalfrio - Rússia (a) – 1.047 – 624 remuneração global anual dos administradores em R$ 5.100.
Caixa e bancos - Conta movimento 15.806 4.715 7.564 859 – 5.462 – 3.689 2009 2008
Aplicações financeiras: Variação cambial: Benefícios de curto prazo:
em Reais Metalfrio - Dinamarca (c) – (1.853) – 2.593 Diretores estatutários - remuneração fixa 3.174 2.908
Certificados de Depósitos Bancários - CDB 88.510 88.510 91.079 91.079 Líder Metalfrio - Turquia (a) – (1.568) – 5.399 Diretores estatutários - remuneração variável 556 –
Prefixada – – 87.366 20.504 Metalfrio - EUA (a) – – – 220
Rome Investment (a) – (88) – (1.484) Conselho de Administração (honorários) 259 458
Fundos de investimento 5.832 5.832 691 691 Total 3.989 3.366
Metalfrio - México (a) – (3.118) – 3.720
Bonds (Real) 7.059 – – – Metalfrio - Rússia (a) – (181) – 5.348 Plano de opções de ações (*) 1.803 3.206
101.401 94.342 179.136 112.274 – (6.808) – 15.796 (*) Refere-se ao valor justo das opções concedidas reconhecida no resultado do exercício, sendo que as
Aplicações financeiras: (a) Refere-se a transações de mútuo entre as partes relacionadas. (b) Refere-se à venda de produtos opções poderão ser exercidas durante o prazo de dois meses contado a partir do terceiro aniversário da
em moeda estrangeira acabados, peças ou serviços. Estas operações são realizadas em condições de mercado, nos mesmos prazos celebração do Contrato de Opção (15 de março de 2007) com cada colaborador. Avais, fianças e
Bonds (Dólar) 49.650 – – – e condições praticadas com terceiros. (c) Refere-se a mútuos concedidos para aquisição de ativos.
Renda fixa (Nova Lira Turca) 13.550 – 10.381 – garantias - A Companhia atua como avalista de parte dos empréstimos captados pelas suas controladas
(d) Refere-se à despesa proveniente de contrato de prestação de serviços de manutenção dos
63.200 – 10.381 – refrigeradores em garantia da Companhia. (e) Refere-se à despesa com contrato de aluguel de nossa no montante de R$172.684 (R$219.874 em 2008), equivalente a US$99.175 mil (US$94.400 mil em
Total 180.407 99.057 197.081 113.133 unidade industrial em S.P. com a Genta Participações Ltda., membros da família do Sr. Luiz Eduardo 2008), e também com os fornecedores das controladas Metalfrio - Dinamarca, Metalfrio - Rússia e
Moreira Caio (membro da nossa Diretoria). O contrato é reajustado anualmente pelo IGP-M. O preço do Klimasan no montante de R$6.463, equivalente a US$3.712 mil (R$8.862 em 2008, equivalente a
As aplicações financeiras de curto prazo, de alta liquidez, são prontamente conversíveis em um montante aluguel atual por m2 é de aproximadamente R$6,00 (expresso em Reais). Embora não seja possível estimar US$3.800 mil).
conhecido de caixa e estão sujeitos a um insignificante risco de mudança de valor. • As aplicações
financeiras em CDBs são remuneradas por taxas variáveis de 100% a 114% do CDI em 31 de dezembro 11. INVESTIMENTOS EM CONTROLADAS
de 2009 (103,5% do CDI em 31 de dezembro de 2008). Algumas destas operações possuem garantia pelo As principais informações sobre os investimentos em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 são como segue:
2009
FGC (Fundo Garantidor de Crédito). • Aplicação prefixada era remunerada por taxa prefixada de 14,43%
Capital Patrimônio Resultado Participação Equivalência Saldo do investimento
(em 31 de dezembro de 2008) ao ano. • As aplicações em Fundos de Investimentos são calculadas social líquido do período % patrimonial Controladora
levando-se em consideração as cotações de mercado dos papéis que constituem o lastro do Fundo. Líder Metalfrio - Turquia 30.022 12.229 (2.309) 100,00 (2.309) 12.229
• Aplicações em Bonds são denominados em dólar e reais negociados no mercado internacional e Metalfrio - Dinamarca (*) 84.971 16.026 (5.483) 100,00 (5.483) 16.026
avaliados pelo valor de mercado. • Aplicações em renda fixa em Nova lira turca são remuneradas por taxa Metalfrio - EUA 11.133 4.795 (1.372) 100,00 (1.372) 4.795
fixa de 19% ao ano para 2009 e 2008. Valor de mercado das aplicações financeiras - Para a obtenção Metalfrio - México 16.148 28.429 5.367 100,00 5.367 28.429
do valor de mercado das aplicações financeiras, são adotados os seguintes critérios: • CDB: A Companhia Life Cycle 63.239 37.801 6.010 99,98 6.010 37.801
utiliza metodologia própria, que considera as características específicas das operações e as Total de investimentos da controladora 2.213 99.280
correspondentes curvas de juros obtidas na BM&FBOVESPA, utilizando o modelo de fluxo de caixa 2008
descontado; • Aplicações em cotas de fundo de investimento: são atualizadas através do valor da cota Capital Patrimônio Resultado Participação Equivalência Saldo do investimento
social líquido do período % patrimonial Passivo a descoberto Controladora
informada pelos respectivos Administradores dos fundos; • Bonds: A Companhia utiliza cotações obtidas Líder Metalfrio - Turquia 22.852 2.363 (25.073) 100,00 (25.073) – 2.363
através de fonte pública e independente (Bloomberg). Metalfrio - Dinamarca (*) 109.428 25.202 (59.619) 100,00 (59.619) – 25.202
6. CONTAS A RECEBER DE CLIENTES Metalfrio - EUA 14.943 8.048 (3.457) 100,00 (3.457) – 8.048
2009 2008 Metalfrio - México 20.525 30.037 (961) 100,00 (961) – 30.037
Consolidado Controladora Consolidado Controladora Life Cycle 5.591 (26.093) (22.789) 99,98 (22.786) 26.088 –
No País 124.372 82.650 115.948 47.932 Total de investimentos da controladora (111.896) 26.088 65.650
No Exterior 39.680 9.871 72.055 10.498 (*) A Metalfrio Dinamarca possui 90,00% de participação na Hold Co. No cálculo da equivalência patrimonial, o resultado da Hold Co. é consolidado na Metalfrio - Dinamarca.
164.052 92.521 188.003 58.430 Líder Metalfrio - Turquia - Em 05 de junho de 2006, a Companhia constituiu “joint venture” A movimentação do imobilizado, no exercício de 2009, está demonstrada no quadro abaixo:
Provisão para devedores duvidosos (11.236) (2.199) (10.831) (1.382) Controladora
denominada Líder Metalfrio Solutions Sogutma Sanayi ve Ticaret Anonim Sirket em Manisa, na Turquia,
Total 152.816 90.322 177.172 57.048
dedicada à produção e à comercialização de refrigeradores principalmente no mercado europeu, que Saldo Saldo
A composição do contas a receber no mercado nacional e externo por idade de vencimento é como segue: entrou em operação em abril de 2007. Em fevereiro de 2007, o acionista minoritário da Líder Metalfrio - inicial Adições Depreciação Baixas final
2009 2008 Turquia, detentor de 25% do capital, trocou sua participação na Líder Metalfrio - Turquia por 3,5% do Terrenos 588 – – – 588
Consolidado Controladora Consolidado Controladora capital da Companhia, ficando a Companhia com 100% de participação na filial turca. No final de 2008, Edificações 18.218 140 (803) – 17.555
A vencer: a Companhia intensificou o processo de integração de suas plantas na Turquia. Em junho de 2009, a Máquinas e equipamentos 27.868 13.399 (5.520) (7) 35.740
Até 30 dias 64.675 34.668 91.081 34.504 Companhia enviou remessa no valor de R$13.685, a qual foi utilizada para aumentar o capital da Líder Instalações 346 40 (72) – 314
De 31 a 60 dias 71.027 51.901 49.221 10.924 Metalfrio. Metalfrio - Dinamarca - Em 07 de julho de 2006, a Shefford S.A. (controlada da Serra do Benfeitorias 547 – (84) – 463
135.702 86.569 140.302 45.428 Acaraí Empreendimentos e Participações S.A. (“Serra do Acaraí”)) constituiu uma empresa na Dinamarca Móveis e utensílios 484 19 (73) – 430
Vencidos: denominada Metalfrio Solutions A.S., que, em 14 de julho de 2006, adquiriu ativos pertencentes ao Grupo Veículos 1.404 200 (402) (123) 1.079
Até 30 dias 10.301 3.372 17.889 8.750 Caravell AS e Derby AS, incluindo: (a) os ativos e equipamentos de duas unidades industriais localizadas em Imobilizado em andamento 326 1.476 – – 1.802
De 31 a 60 dias 3.234 262 4.882 1.818 Aalestrup e LØgstrup, na Dinamarca; (b) as marcas “Caravell” e “Derby”; e (c) participação de 80% no 49.781 15.274 (6.954) (130) 57.971
De 61 a 90 dias 1.661 21 3.866 284 capital da Hold Co., “holding” com sede na Dinamarca que possui participação em três empresas em Consolidado
De 91 a 120 dias 3.314 445 8.431 57 Kaliningrado, na Rússia, as quais industrializam e comercializam refrigeradores principalmente no mercado Saldo Variação Saldo
Acima de 120 dias 9.840 1.852 12.633 2.093
europeu. A aquisição dessa empresa gerou deságio de R$3.674, fundamentado na desvalorização do ativo Inicial Adições Depreciação Baixas Cambial Final
28.350 5.952 47.701 13.002
imobilizado, que, para fins de consolidação, foi alocado nos respectivos ativos. Imediatamente após essas Terrenos 11.866 – – – (2.481) 9.385
Total 164.052 92.521 188.003 58.430
aquisições, foram transferidos os ativos, a valor contábil, da planta de LØgstrup, na Dinamarca, para a Edificações 50.274 8.138 (2.158) (301) (7.851) 48.102
Mantemos provisões para devedores duvidosos no valor das perdas estimadas em decorrência da fábrica em Kaliningrado, na Rússia, com o objetivo de iniciar a produção de freezers verticais e horizontais Máquinas
incapacidade de nossos clientes de efetuar os pagamentos de títulos vencidos. Nossa administração naquele país, bem como os ativos, a valor contábil, da linha de produção de freezers verticais da planta de e equipamentos 76.801 14.316 (12.772) (1.037) (11.690) 65.618
determina o montante a ser provisionado, com relação ao mercado interno e externo com base em análises Aalestrup, na Dinamarca, para a unidade industrial em Manisa, na Turquia. O acionista minoritário da Hold Instalações 495 61 (119) – (4) 433
individuais de cada cliente. Tais provisões são revistas mensalmente a fim de serem ajustadas, se Co., Investment Fund for Central and Eastern Europe (“IO Fund”), assumiu, em 22 de setembro de 2006, Benfeitorias 826 – (176) – 3 653
necessário. Nossa administração toma por base, no processo de decisão, ainda, dívidas incobráveis através de contrato assinado com a Metalfrio - Dinamarca, a obrigação de capitalizar em dinheiro a Hold Móveis e utensílios 4.386 560 (971) – (837) 3.138
históricas, solidez financeira do cliente, conjuntura econômica atual de cada país e mudanças dos padrões Co. a fim de recompor sua participação em 10% do capital da investida, recomposição que foi Veículos 2.066 331 (599) (244) (146) 1.408
de pagamento do cliente. Historicamente não incorremos em perdas significativas em nossos contas a concretizada em outubro de 2008. Em dezembro de 2006, a Shefford S.A. transferiu à Companhia a Imobilizado
receber. Exceto para as operações de vendor, mencionadas na nota explicativa 24, a Companhia não totalidade de sua participação na Metalfrio - Dinamarca, a valor contábil, a título de dação em pagamento em andamento 12.106 2.404 – (1.394) (2.742) 10.374
possui seu contas a receber associado a empréstimos, avais, fianças ou garantias de qualquer operação. para quitação de dívida da Shefford S.A. perante a Companhia. Metalfrio - EUA - Em 11 de dezembro de 158.820 25.810 (16.795) (2.976) (25.748) 139.111
7. ESTOQUES 2006, a Companhia constituiu uma empresa nos Estados Unidos da América, localizada na cidade de Reavaliação do imobilizado - Em novembro de 2005, foi realizada, com base no valor do custo corrente
2009 2008 Boerne, no Estado do Texas, cujas atividades se concentram na distribuição de freezers e refrigeradores no de reposição, por empresa especializada (Empresa Técnica de Avaliações e Pesquisas Valit S/C), reavaliação
Consolidado Controladora Consolidado Controladora mercado norte-americano, a qual, em 17 de dezembro de 2006, adquiriu ativos (equipamentos, estoques parcial espontânea de máquinas, equipamentos e veículos (da controladora), sendo esta aprovada na
Produtos acabados 26.002 5.742 45.689 6.190
e intangíveis) no montante de R$4.100, da Coldmotion Inc., da Refrigerater Part & Services Inc. e da reunião de cotistas realizada em 19 de dezembro de 2005, na época que a companhia era uma sociedade
Produtos em elaboração 10.808 5.152 18.802 7.632
Caravell USA Inc. Life Cycle - Em 22 de fevereiro de 2005, foi constituída a empresa Life Cycle, tendo por quotas de responsabilidade limitada. Os valores referentes à reavaliação mencionada, assim como os
Matérias-primas e componentes 57.430 21.619 78.925 23.126
como controladora a Serra do Acaraí, cuja atividade-fim é a prestação de serviços de assistência técnica e seus efeitos no resultado do exercício, são como segue:
Materiais auxiliares e outros 2.622 560 1.372 587
manutenção de freezers e refrigeradores e a comercialização de peças, tanto para a Companhia como para Movimentação
Importações em andamento 1.919 345 6.022 –
terceiros. Em dezembro de 2006, a Companhia adquiriu o controle acionário da Life Cycle, passando a Efeito no resultado
Provisão para perdas nos estoques (14.814) (2.548) (24.423) (1.135)
deter 99,98% de participação no seu capital social através da subscrição de capital de R$5.580. Essa do exercício
Total 83.967 30.870 126.387 36.400
subscrição gerou um ágio de R$2.820 (sem fundamento econômico), o qual foi amortizado integralmente Saldo da oriundo da Saldo da
8. IMPOSTOS A RECUPERAR pela Companhia dentro do exercício de 2006 como resultado não operacional. Em 01 de julho de 2009, a Laudo de reavaliação depreciação dos reavaliação
2009 2008 Companhia por meio de Instrumento Particular de Cessão de Crédito transferiu para Life Cycle os créditos avaliação 2008 bens reavaliados 2009
Consolidado Controladora Consolidado Controladora que detinha contra a Rome Investment no montante de R$57.648. Estes créditos foram examinados e Máquinas e equipamentos 15.900 6.989 (939) 6.050
Circulante aprovados por Laudo de Avaliação elaborado por empresa independente. Em 30 de setembro de 2009, os Veículos 649 15 (12) 3
Imposto sobre Circulação de créditos foram utilizados para aumentar o capital da Life Cycle. Metalfrio - México - Em 27 de abril de 16.549 7.004 (951) 6.053
Mercadorias e Serviços - 2007, a Companhia adquiriu 100% do capital social da Refrigeración Nieto, S.A. de C.V. (“Nieto”), Efeitos tributários (*) (2.381) 323 (2.058)
ICMS a recuperar 3.920 3.920 8.638 8.638 companhia mexicana de refrigeração comercial, bem como imóveis e o direito de uso das marcas Nieto e Reserva de reavaliação, líquida
Imposto sobre Valor Silverfox por 36 meses, pelo preço total de US$13.500 mil (R$27.670), sendo US$9.900 mil em dinheiro e dos efeitos tributários, registrada
Adicionado - operações US$3.600 mil mediante assunção de dívida. A aquisição desse investimento gerou ágio de R$1.819, tendo no patrimônio líquido 4.623 (628) 3.995
internacionais - IVA 5.800 – 13.850 – como base a expectativa de resultados futuros dessa companhia com prazo estimado para amortização de (*) Imposto de renda (25%) e contribuição social (9%).
Imposto sobre Produtos cinco anos. Rome Investment - Empresa com sede em Bahamas constituída com o objetivo de investir em O resultado da reavaliação foi incorporado ao ativo reavaliado em contrapartida da rubrica “Reserva de
Industrializados - IPI a recuperar 4.578 4.578 725 725 outras empresas na Europa. Durante o trimestre findo em 30 de setembro de 2007 a Companhia adquiriu reavaliação”, líquida dos efeitos tributários, no patrimônio líquido. Com a transformação da Companhia
Imposto de renda e contribuição 16,5% do capital da social da empresa Klimasan Klima Sanayi VE Ticaret (“Klimasan”), que totalizou em sociedade anônima, a realização da reserva de reavaliação está sendo adicionada ao resultado líquido
social a recuperar 446 – 1.954 1.721 R$21.982 (US$12.410 mil). Em dezembro de 2007, a Companhia transferiu 100% da sua participação no fim de cada exercício para fins de apuração dos dividendos mínimos obrigatórios.
Programa de Integração Social - societária na Rome Investment para a sua controlada Life Cycle pelo montante de R$10. A aquisição da 13. INTANGÍVEL
PIS e Contribuição para o Klimasan gerou ágio no montante de R$14.723 gerado com base na expectativa de resultados futuros 2009
Financiamento da Seguridade dessas empresas. Em 26 de março de 2008, a Rome Investment adquiriu 71% do capital social da empresa Taxa Consolidado Controladora
Social - COFINS a recuperar 409 406 428 424 turca Senocak Holding A.S. pelo valor de €37.660 mil. Esta aquisição gerou ágio no montante de anual de Valor Valor
Outros 12 12 – – R$91.906 com base na expectativa de resultados futuros dessas empresas. Em 22 de agosto de 2008, a amortização Amortização resi- Amortização resi-
Subtotal 15.165 8.916 25.595 11.508 Companhia anunciou a oferta pública para aquisição de ações em circulação (aproximadamente 22% do % Custo acumulada dual Custo acumulada dual
Não Circulante capital social) da Klimasan, companhia aberta turca controlada pela Senocak. No quarto trimestre de 2008 Vida útil
Imposto sobre Circulação de a Companhia adquiriu mais 0,79% do capital social da Klimasan, que totalizou R$1.019 (€436 mil). Em 01 indefinida
Mercadorias e Serviços - de julho de 2009, a Life Cycle utilizou créditos que detinha contra a Rome Investment no montante de R$ Ágio 119.264 (10.673) 108.591 1.819 (182) 1.637
ICMS a recuperar 4.289 4.289 4.216 4.216 56.395 para aumentar o capital da Rome Investment. Enerfreezer - Durante o trimestre findo em 30 de Vida útil
Imposto sobre Valor Adicionado - setembro de 2007, a Companhia adquiriu 83,333% do capital da GPD - Global Product Development S.A. definida
operações internacionais - IVA 3.799 – – – de C.V. (“Enerfreezer”) pelo valor de US$270 mil. A GPD, cujo nome fantasia é Enerfreezer, possui sua Intangível -
Programa de Integração Social - sede em Queretaro, no México, e tem como objetivo a produção e comercialização de freezer. A aquisição Metalfrio - EUA 20 2.000 (349) 1.651 – – –
PIS e Contribuição para o desse investimento gerou ágio de R$3.305, tendo como base a expectativa de resultados futuros dessa Marcas e
Financiamento da Seguridade empresa com prazo estimado para amortização de dez anos. Em abril de 2008, as operações das duas patentes 33 4.563 (3.392) 1.171 232 – 232
Social - COFINS a recuperar 943 943 870 870 plantas no México foram unificadas na planta da cidade de Celaya. Softwares 20 2.449 (1.331) 1.118 1.889 (1.024) 865
Subtotal 9.031 5.232 5.086 5.086 Outros 20 3.485 (917) 2.568 1.180 – 1.180
12. IMOBILIZADO
Total 24.196 14.148 30.681 16.594 Total 131.761 (16.662) 115.099 5.120 (1.206) 3.914
Controladora
9. IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL - CORRENTES E DIFERIDOS Taxa de Depreciação Valor líquido 2008
a. Impostos diferidos depreciação (%) Custo acumulada 2009 2008 Taxa Consolidado Controladora
O imposto de renda e a contribuição social diferidos são registrados para refletir os efeitos fiscais futuros Terrenos – 588 – 588 588 anual de Valor Valor
atribuíveis às diferenças temporárias entre a base fiscal de ativos e passivos e o seu respectivo valor Edificações 4 20.109 (2.554) 17.555 18.218 amortização Amortização resi- Amortização resi-
contábil. O imposto de renda e a contribuição social diferidos têm a seguinte origem: Máquinas e equipamentos 11 77.377 (41.637) 35.740 27.868 % Custo acumulada dual Custo acumulada dual
2009 2008 Instalações 10 952 (638) 314 346 Vida útil
Consolidado Controladora Consolidado Controladora Benfeitorias 10 2.492 (2.028) 464 547 indefinida
Ativo Móveis e utensílios 10 761 (331) 430 484 Ágio 145.871 (11.067) 134.804 1.819 (182) 1.637
Provisões dedutíveis somente Veículos 20 2.005 (927) 1.078 1.404 Vida útil
após realizadas: Imobilizado em andamento – 1.802 – 1.802 326 definida
Devedores duvidosos 460 326 964 303 106.086 (48.115) 57.971 49.781 Intangível -
Garantia 1.442 681 1.156 392
Consolidado Metalfrio - EUA 20 2.684 (316) 2.368 – – –
Comissões e bonificações de vendas 356 270 735 601
Outras comerciais 745 38 881 495 Taxa de Depreciação Valor líquido Marcas e
Outras administrativas 177 113 – – depreciação (%) Custo acumulada 2009 2008 patentes 33 6.232 (4.429) 1.803 85 – 85
Bônus e gratificação 1.291 968 704 231 Terrenos – 9.322 – 9.322 11.866 Softwares 20 2.001 (1.104) 897 1.327 (785) 542
Contingências 3.885 3.885 3.425 3.425 Edificações 4 55.428 (10.627) 44.801 50.274 Total 156.788 (16.916) 139.872 3.231 (967) 2.264
Inventário 828 866 946 649 Máquinas e equipamentos 11 147.603 (78.162) 69.441 76.801 As marcas e patentes referem-se principalmente à aquisição pela Metalfrio - Dinamarca das marcas
Despesa com outorga de opções 1.402 1.402 2.647 2.647 Instalações 10 1.099 (717) 382 495 “Caravell” e “Derby” e pela Metalfrio - México da marca “Nieto”, com os demais ativos, conforme
Outras 84 – 964 493 Benfeitorias 10 3.572 (3.184) 388 826 descrito na nota explicativa nº 9. O intangível da Metalfrio - EUA, conforme descrito na nota explicativa nº
Prejuízo fiscal e base negativa 706 – 2.385 – Móveis e utensílios 10 10.028 (7.067) 2.961 4.386 9, refere-se ao valor pago pela carteira de clientes adquirida da Coldmotion Inc. em 17 dezembro de 2006
Total de IR e CS diferidos - ativo 11.376 8.549 14.807 9.236 Veículos 20 2.741 (1.299) 1.442 2.066 e está sendo amortizada em cinco anos. O valor do ágio refere-se a aquisições das seguintes controladas:
(–) Parcela circulante (6.118) (4.664) (5.392) (3.164) Imobilizado em andamento – 10.374 – 10.374 12.106 Senocak, Klimasan, Metalfrio México e Enerfreezer (vide nota explicativa nº 11). Estes ágios não são
Não circulante 5.258 3.885 9.415 6.072 240.167 (101.056) 139.111 158.820 amortizados e tem o seu valor recuperável testado, anualmente.
continua
continuação

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS - EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 (Em milhares de Reais - R$, exceto quando indicado de outra forma)

14. EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS cada colaborador. O número de opções de compra de ações até 31 de dezembro de 2009 foi de 634.200
ações (1.056.200 ações em 31 de dezembro de 2008), não podendo exceder 1.250.000 ações ordinárias,
Controladora sendo que até o final do exercício de 2009 não temos nenhuma opção exercida. O preço de exercício da
Taxas contratuais % a.a. Vencimentos 2009 2008 opção é de (i) R$1,90 para cada ação, corrigido monetariamente de acordo com a variação do Índice Geral
Circulante de Preços de Mercado - IGP-M, a partir da data de celebração do Contrato de Opção e até a data de
Empréstimos e financiamento em moeda nacional exercício da opção, caso a outorga tenha sido realizada até a data da oferta pública realizada pela
Cédula de Crédito Industrial - CCI 8,50% Setembro de 2014 a Dezembro de 2018 735 1.275 Companhia em 2007 ou (ii) 80% (oitenta por cento) do preço médio ponderado por volume das ações da
EXIM - financiamento à exportação 9,00% – – 2.241 Companhia observado nos últimos 20 (vinte) pregões na BOVESPA imediatamente anteriores à data da
Subtotal moeda nacional 735 3.516 outorga da opção, caso a outorga tenha sido realizada depois da data da oferta pública realizada pela
Empréstimos e financiamento em moeda estrangeira Companhia em 2007.
Contratos de pré-pagamento (Dólar) 1,70% + (*) Libor Semestral Março de 2010 a Março de 2011 9.227 9.729 O valor justo médio ponderado das opções concedidas durante o exercício findo em 31 de dezembro de
Financiamento à importação - FINIMP (Dólar) 2,15% + (*) Libor Semestral Abril de 2010 1.890 – 2009, determinado com base no modelo de avaliação Black & Scholes, era de R$2,15 por opção.
Resolução nº 2.770 (Dólar) 8,03% Maio de 2010 5.407 – Os dados significativos incluídos no modelo foram: preço médio ponderado da ação de R$1,90 na data da
Adiantamento de Contrato de Câmbio - ACC (Dólar) 6,60% Janeiro de 2010 9.911 11.671 outorga, volatilidade de 30%, uma vida esperada da opção correspondente a três anos, conforme o caso,
Subtotal moeda estrangeira 26.435 21.400 e uma taxa de juros livre de risco anual de 12%. Em 31 de dezembro de 2009, o preço de mercado
Total circulante 27.170 24.916 unitário era de R$9,97 (R$7,20 em 2008) por ação. As despesas referentes ao valor justo das opções
Não circulante concedidas, reconhecidas no resultado do exercício findo em 31 de dezembro de 2009, de acordo
Empréstimos e financiamento em moeda nacional com o prazo transcorrido para aquisição do direito ao exercício das opções foram R$1.142 (R$7.784
Cédula de Crédito Industrial - CCI 8,50% Setembro de 2014 a Dezembro de 2018 24.800 17.468 em 31 de dezembro de 2008). O valor registrado no Patrimônio Líquido foi de R$1.396 (R$8.874
Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP 4,50% Junho de 2012 1.601 2.239 em 31 de dezembro de 2008).
BNDES - Exim - Pré Embarque 6,60% Fevereiro a Agosto de 2012 12.806 – Preço de Prazo Valor justo
Subtotal moeda nacional 39.207 19.707 Data de Opções Opções Quantidade exercício - de das opções -
Empréstimos e financiamento em moeda estrangeira outorga outorgadas canceladas saldo R$ carência R$ por ação
Contratos de pré-pagamento (Dólar) 1,70% + (*) Libor Semestral Março de 2010 a Março de 2011 3.918 17.528 15/03/2007 1.056.200 422.000 634.200 19,00 3 anos 17,50
Financiamento à importação - FINIMP (Dólar) 2,15% + (*) Libor Semestral Abril de 2010 – 2.540 21. RESULTADO FINANCEIRO
Resolução nº 2.770 (Dólar) 8,03% Maio de 2010 – 7.260 2009 2008
Subtotal moeda estrangeira 3.918 27.328 Consolidado Controladora Consolidado Controladora
Total não circulante 43.125 47.035 Receitas financeiras
Total empréstimos e financiamentos 70.295 71.951 Juros com aplicações financeiras 23.761 8.424 13.156 8.864
Total empréstimos e financiamentos - moeda nacional 39.942 23.223 Ganhos com variações cambiais 18.624 13.450 6.844 21.708
Total empréstimos e financiamentos - moeda estrangeira 30.353 48.728 Ganhos com operações de “swap”
Demonstrativo dos financiamentos Consolidado: e “forward” 15.414 1.882 9.137 5.436
Consolidado Outras receitas financeiras 1.026 5.758 2.440 4.058
Taxas contratuais % a.a. Vencimentos 2009 2008 58.825 29.514 31.577 40.066
Circulante: Despesas financeiras:
Empréstimos e financiamento em moeda nacional Juros com empréstimos e financiamentos (19.237) (5.837) (17.893) (6.122)
Cédula de Crédito Industrial - CCI 8,50% Setembro de 2014 a Dezembro de 2018 735 1.275 Perdas com variações cambiais (19.922) (10.513) (40.231) (11.445)
EXIM - financiamento à exportação 9,00% – 2.241 Perdas com operações de “swap”
Subtotal moeda nacional 735 3.516 e “forward” (7.496) (27) (4.024) –
Empréstimos e financiamento em moeda estrangeira Outras despesas financeiras (4.071) (3.640) (5.936) (3.726)
Metalfrio Solutions Brasil (50.726) (20.017) (68.084) (21.293)
Contratos de pré-pagamento (Dólar) 1,70% + (*) Libor Semestral Março de 2010 a março de 2011 9.227 9.729
Financiamento à importação - FINIMP (Dólar) 2,15% + (*) Libor Semestral Abril de 2010 1.890 – Resultado financeiro, líquido 8.099 9.497 (36.507) 18.773
Resolução nº 2.770 (Dólar) 8,03% Maio de 2010 5.407 – 22. INSTRUMENTOS FINANCEIROS
Adiantamento de Contrato de Câmbio - ACC (Dólar) 6,60% Janeiro de 2010 9.911 11.672 A Companhia e suas controladas mantêm operações com instrumentos financeiros. A administração
Subtotal 26.435 21.401 desses instrumentos é efetuada por meio de estratégias operacionais e controles internos visando
Capital de giro (Dólar) assegurar liquidez, rentabilidade e segurança. A contratação de instrumentos financeiros com o objetivo
Metalfrio - EUA 1,90% + (*) Libor Semestral Maio de 2011 5.270 7.155 de proteção é feita por meio de uma análise periódica de avaliação de risco que a administração pretende
Líder Metalfrio 1,50% + (*) Libor Semestral Outubro de 2009 – 19.225 cobrir (câmbio, taxa de juros e etc.). A Companhia mantém controle consistente de acompanhamento
Metalfrio - México 0,10% a 0,50% + (*) Libor Semestral permanente das condições contratadas versus condições vigentes no mercado. A Companhia tem como
e 1,75% + (*) Libor Anual Fevereiro de 2011 a Setembro de 2011 17.232 6.880 prática, efetuar operações com instrumentos financeiros derivativos com o objetivo de mitigar ou de
Rome 5,3% a 7,5% Janeiro de 2011 a Janeiro de 2013 13.486 6.258 eliminar riscos inerentes a suas operações de vendas em moeda diferente da moeda funcional do país.
Senocak 1,20% a 2,50% + (*) Libor Semestral Abril de 2012 2.874 20.779 Com relação a empréstimos e financiamentos, como parte destes está em moeda estrangeira e, portanto,
Enerfreezer – – 730 sujeitos ao risco de variação cambial referente ao Dólar, Euro e Lira Turca, para estes casos a Companhia
Subtotal 38.862 61.027 não realizou operações de hedge para exposição cambial destes empréstimos, pois entende que a médio
Capital de giro - Turquia (Euro) e longo prazo os custos de contratação destas operações são maiores que os benefícios gerados de
Líder Metalfrio 2,55% + (**) Euribor Semestral Abril de 2011 1.715 1.671 proteção. Os resultados obtidos com estas operações estão condizentes com as políticas e estratégias
Senocak 4,4% a 8,9% Dezembro de 2010 12.510 17.419 definidas pela administração da companhia. Todas as operações com instrumentos financeiros estão
Senocak 0,85% a 7% + (**) Euribor Dezembro de 2010 20.353 28.421 reconhecidas nas demonstrações financeiras da Companhia, conforme o quadro abaixo:
Subtotal 34.578 47.511 Instrumentos financeiros por categoria
Capital de giro - Turquia (Nova Lira Turca) Controladora
Senocak 15,00% – 6.512 31/12/2009 31/12/2008
Subtotal – 6.512 Valor justo Valor justo
Subtotal moeda estrangeira 99.875 136.451 através do Empréstimos através do Empréstimos
Total Circulante 100.610 139.967 Resultado e Recebíveis Total Resultado e Recebíveis Total
Não Circulante: Ativos
Empréstimos e financiamento em moeda nacional Aplicações
Cédula de Crédito Industrial - CCI 8,50% Setembro de 2014 a Dezembro de 2018 24.800 17.468 Financeiras 94.342 – 94.342 112.274 – 112.274
Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP 4,50% Junho de 2012 1.601 2.239 Contas a Receber
BNDES - Exim - Pré Embarque 6,60% Fevereiro a Agosto de 2012 12.806 – e outros recebíveis – 90.322 90.322 – 57.048 57.048
Subtotal moeda nacional 39.207 19.707 Total 94.342 90.322 184.664 112.274 57.048 169.322
Empréstimos e financiamento em moeda estrangeira Passivos
Metalfrio Solutions Brasil Empréstimos e financiamentos
Contratos de pré-pagamento (Dólar) 1,70% + (*) Libor Semestral Março de 2010 a março de 2011 3.918 17.528 em moeda nacional – 39.942 39.942 – 23.223 23.223
Financiamento à importação - FINIMP (Dólar) 2,15% + (*) Libor Semestral Abril de 2010 – 2.541 Empréstimos e financiamentos
Resolução nº 2.770 (Dólar) 8,03% Maio de 2010 – 7.260 em moeda estrangeira – 30.353 30.353 – 48.729 48.729
Subtotal 3.918 27.329 Fornecedores – 51.575 51.575 – 39.398 39.398
Capital de giro (Dólar) Non Deliverable Forwards – – – 1.453 – 1.453
Metalfrio - EUA 1,90% + (*) Libor Semestral Abril de 2013 13.059 24.539 Outras contas a Pagar – 2.889 2.889 – 1.073 1.073
Metalfrio - Dinamarca – – 5.263 Total – 124.759 124.759 1.453 112.423 113.876
Metalfrio - México 0,10% a 0,50% + (*) Libor Semestral Consolidado
e 1,75% + (*) Libor Anual Janeiro de 2012 a Fevereiro de 2013 36.229 81.595 31/12/2009 31/12/2008
Rome 5,3% a 7,5% Janeiro de 2011 a Janeiro de 2013 66.958 68.051 Valor justo Valor justo
Líder Metalfrio 6,60% Abril de 2011 7.473 2.192 através do Empréstimos através do Empréstimos
Senocak 1,20 % + (*) Libor Semestral Abril de 2013 2.354 10.733 Resultado e Recebíveis Total Resultado e Recebíveis Total
Subtotal 126.073 192.373 Ativos
Capital de giro - Turquia (Euro) Aplicações Financeiras 164.601 – 164.601 189.517 – 189.517
Senocak 4,4% a 5,75% Abril de 2013 17.825 30.174 Contas a Receber
Senocak 1,40% a 1,45% + (**) Euribor Abril de 2013 3.290 5.747 e outros recebíveis – 152.816 152.816 – 177.172 177.172
Subtotal 21.115 35.921 Non Deliverable Forwards 3.074 – 3.074 – – –
Subtotal moeda estrangeira 151.106 255.623 Total 167.675 152.816 320.491 189.517 177.172 366.689
Total Não Circulante 190.313 275.330 Passivos
Total de empréstimos e financiamentos 290.923 415.297 Empréstimos e financiamentos
Total de empréstimos e financiamentos - moeda nacional 39.942 23.223 em moeda nacional – 39.942 39.942 – 23.223 23.223
Total de empréstimos e financiamentos - moeda estrangeira 250.981 392.074 Empréstimos e financiamentos
(*) London Interbank Offered Rate - Libor. em moeda estrangeira – 250.981 250.981 – 392.074 392.074
(**) Euro Interbank Offered Rate - Euribor. Fornecedores – 74.717 74.717 – 71.039 71.039
Os montantes a longo prazo têm a seguinte composição por ano de vencimento: f. Reserva de lucros: Em 31 de dezembro de 2008, os saldos remanescentes da reserva legal e da reserva Non Deliverable Forwards – – – 5.594 - 5.594
2009 2008 de incentivos fiscais no montante de R$75 e R$8.062, respectivamente, foram utilizados para absorção de Outras contas a Pagar – 8.077 8.077 – 5.691 5.691
Consolidado Controladora Consolidado Controladora prejuízos acumulados, em conformidade com o parágrafo único do artigo 189 da Lei nº 6.404/76. Total – 373.717 373.717 5.594 492.027 497.621
2010 – – 119.906 24.089 g. Remuneração aos acionistas: Os acionistas terão direito a receber, em cada exercício, a título de Fatores de riscos - As operações da Companhia e das suas controladas estão sujeitas aos fatores de riscos
2011 43.078 8.678 85.676 7.942 dividendos, um percentual mínimo obrigatório de 25% sobre o lucro líquido do exercício, com os seguintes abaixo descritos: a) Exposição a riscos cambiais: Existem valores a receber e a pagar denominados em
2012 117.651 16.758 42.131 3.563 ajustes: • Decréscimo das importâncias destinadas, no exercício, à constituição da reserva legal e de dólares norte-americanos, em coroa dinamarquesa, em pesos mexicanos, em rublos e euros, estando,
2013 15.142 3.247 17.499 1.323 reservas para contingências. • Acréscimo das importâncias resultantes da reversão, no exercício, de portanto, expostos a riscos relacionados à variação do câmbio. Em 31 de dezembro de 2009 e de 2008,
2014 3.247 3.247 4.823 4.823
reservas para contingências, anteriormente formadas. Sempre que o montante do dividendo obrigatório a Companhia e suas controladas possuíam instrumentos financeiros com o objetivo de reduzir riscos de
2015 3.247 3.247 1.323 1.323
2016 3.247 3.247 1.323 1.323 ultrapassar a parcela realizada do lucro líquido do exercício, a Administração poderá propor, e a exposição a moedas. Os principais ativos e passivos sujeitos aos riscos cambiais são: • Contas a receber - a
2017 4.244 4.244 2.391 2.391 Assembleia Geral aprovar, destinar o excesso à constituição de reserva de lucros a realizar (artigo 197 da Companhia e suas controladas possuem saldo de contas a receber diferente da moeda funcional do país
2018 457 457 258 258 Lei nº 6.404/76). A Companhia poderá levantar balanços semestrais ou em períodos menores. Observadas de origem no montante de R$27.948 em 2009, equivalente a 11.146 em euros (R$59.737 em 2008,
Total 190.313 43.125 275.330 47.035 as condições impostas por lei, o Conselho de Administração poderá: (i) deliberar a distribuição de equivalentes a 18.448 em euros), R$11.732 em 2009, equivalentes a 6.738 em dólares norte-americanos,
dividendos a débito da conta de lucros apurados em balanço semestral ou em períodos menores “ad (R$12.136 em 2008, equivalentes a 5.192 em dólares norte-americanos) e R$182 em 2008 equivalentes a
Os empréstimos e financiamentos estão garantidos por notas promissórias. A operação de longo prazo
referendum” da Assembleia Geral; e (ii) declarar dividendos intermediários a débito da conta de reservas 1.075 em pesos mexicanos. • Empréstimos e financiamentos - conforme demonstrado na nota explicativa
com a FINEP, no montante de R$1.601 (R$2.239 em 2008), com vencimento em 2012, e a Cédula de
de lucros existentes no último balanço anual ou semestral. Em 05 de novembro de 2009, foi aprovado em nº 14, estão acrescidos dos encargos pactuados até as datas dos balanços, totalizando um saldo
Crédito Industrial - CCI do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste - FCO, no montante
de R$24.800 (R$17.468 em 2008), com vencimentos a partir de 2009 até 2018, estão garantidas com Reunião do Conselho de Administração, distribuição de dividendos intercalares no montante de consolidado de passivos no montante de R$195.288 em 2009, equivalentes a 112.157 em dólares norte-
alienação fiduciária por bens do ativo imobilizado, cujo valor contábil é de R$10.123 (R$10.123 em 2008). R$ 10.817, com base no lucro líquido apurado nas demonstrações financeiras da Companhia levantadas americanos (R$302.130 em 2008, equivalentes a 129.281 em dólares norte-americanos), R$55.693 em
A operação de empréstimo com o Banco ABN AMRO Bank N.V. de nossa subsidiária no México possuí em 30 de setembro de 2009, nos termos do artigo 204 da Lei nº 6.404/76 e nos termos do artigo 32, 2009, equivalentes a 22.212 em euros, (R$83.432 em 2008, equivalentes a 25.765 em euros).
cláusula compromissória de relação dívida versus EBITDA consolidado de 3,5. Em 31 de dezembro de 2009 parágrafo 3º do Estatuto Social da Companhia. Os dividendos foram pagos no dia 17 de novembro de A Companhia não realizou operações de hedge para exposição cambial destes empréstimos, pois entende
esta relação era de 1,6 EBITDA, portanto, esta relação está plenamente atendida. 2009 e foram imputados aos dividendos mínimos obrigatórios do exercício social de 2009. que a médio e longo prazo os custos de contratação destas operações são maiores que os benefícios
15. OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS gerados de proteção. • Compra/Venda de dólar e euro futuro - contratos a termo de compra e venda de
R$
2009 2008 dólares norte-americanos e euros futuros, que têm como contrapartida a compra e venda de reais e liras
Cálculo dos dividendos:
Consolidado Controladora Consolidado Controladora turcas com prazos inferiores a dois anos, no montante líquido de aproximadamente R$37.234 em 2009,
Lucro líquido do exercício 34.822 equivalentes a 21.384 em dólares norte-americanos e a 14.850 em euros, (R$59.158 em 2008
Imposto sobre Produtos Industrializados (–) Reserva Legal (1.741)
- IPI a recolher 382 382 6.514 6.514 equivalentes a 25.314 em dólares norte-americanos e em 18.269 em euros) visando reduzir a exposição
(–) Reserva de Lucros (Incentivos Fiscais) (21.023) cambial das exportações. b) Exposição a riscos de taxas de juros: A Companhia e suas controladas
Programa de Integração Social - PIS
e Contribuição para o Financiamento (+) Realização líquida da Reserva de Reavaliação 628 estão expostas a taxas de juros flutuantes substancialmente atreladas às variações dos Depósitos
da Seguridade Social - COFINS a recolher 4.276 4.204 2.323 2.275 Base dividendos 12.686 Interfinanceiros - DI nas aplicações financeiras contratadas em reais e dos juros sobre os empréstimos em
Imposto de renda e contribuição Dividendo mínimo obrigatório (25%) 3.172 moeda estrangeira expostos às variações das taxas Libor e Euribor. Veja detalhamento a esse respeito nas
social a recolher 8.653 7.196 1.319 – Dividendos propostos excedentes ao mínimo 9.514 notas explicativas 5 e 14. A Companhia possuí parte das suas aplicações financeiras investidas em Bondes
Parcelamento de impostos federais – – 504 504 Dividendos propostos 12.686 (R$59.709 em 2009) que são avaliados a mercado e, portanto, estão sujeitos a oscilações que podem ser
Imposto sobre Circulação de Mercadorias (–) Dividendos antecipados (10.817) substanciais no médio/longo prazo, o mesmo ocorre para o investimento que temos em fundos de
e Serviços - ICMS a recolher 3.430 3.430 2.163 2.163 Dividendos a pagar 1.869 investimentos (R$5.832) que também estão sujeitos a oscilações. c) Concentração de risco de crédito:
Imposto sobre Valor Adicionado h. Juros sobre o capital próprio Decorre da possibilidade de a companhia e as suas controladas sofrerem perdas decorrentes de
- operações internacionais - IVA 4 – 3.629 – De acordo com o Estatuto Social da Companhia, o Conselho de Administração deliberará sobre proposta inadimplência de suas contrapartes ou de instituições financeiras depositárias de recursos ou de
Outros 464 455 264 258 da Diretoria de pagamento ou crédito de juros sobre o capital próprio, “ad referendum” da Assembleia investimentos financeiros. Para mitigar esses riscos, a Companhia e suas controladas adotam como prática
Total 17.209 15.667 16.716 11.714 Geral Ordinária que apreciar as demonstrações financeiras relativas ao exercício social em que tais juros a análise das situações financeira e patrimonial de suas contrapartes, assim como a definição de limites de
16. PROVISÃO PARA CONTINGÊNCIAS foram pagos ou creditados, devendo os valores correspondentes aos juros sobre o capital próprio ser crédito e acompanhamento permanente das posições em aberto. Instrumentos financeiros que
A Companhia e suas controladas são parte (pólo passivo) em ações judiciais e processos administrativos imputados ao dividendo obrigatório. Em 2008 e 2009 não houve pagamento de juros sobre o capital potencialmente sujeitam a Companhia à concentração de risco de crédito consistem, principalmente, em
perante vários tribunais e órgãos governamentais, decorrentes do curso normal das operações, envolvendo próprio. saldo em bancos, aplicações financeiras e contas a receber de clientes. Para reduzir o risco de crédito, a
questões tributárias, trabalhistas, aspectos cíveis e outros assuntos. Considerando o prognóstico dos Companhia efetua avaliação individual de seus clientes, para adesão de novos clientes, mas, como uma
19. OUTRAS RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS
processos administrativos e judiciais em andamento classificados em perda provável, possível ou remota, prática de mercado, não requer recebimento antecipado nem garantias. Conforme comentado na nota
realizado pelos nossos assessores legais, registramos a provisão para perdas prováveis. Portanto, uma 2009 2008
Consolidado Controladora Consolidado Controladora explicativa 1, parte importante das nossas receitas, 48,2% em 2009 (53,6% em 2008), estão concentradas
contingência é reconhecida em nosso balanço quando (a) a companhia tem uma obrigação legal ou nos dez principais clientes. A Administração da Companhia constitui provisões suficientes para fazer frente
constituída como consequência de um evento passado; (b) é provável que recursos sejam exigidos para Reestruturação Europa (*) 1.306 – (29.600) –
Incentivos fiscais (**) 21.023 21.023 16.055 16.055 ao não recebimento. Instrumentos Financeiros Derivativos - A Administração da Companhia e das suas
liquidar a obrigação; e (c) o montante da obrigação possa ser estimado com suficiente segurança. As
Amortizações de ágios – – (8.779) (182) controladas mantém monitoramento permanente sobre os instrumentos financeiros derivativos
provisões são registradas com base nas melhores estimativas de risco envolvidas e analisadas caso a caso,
Baixa de investimento - Klimasan (2.707) – – – contratados por meio dos seus controles internos e não efetua aplicações de caráter especulativo em
de acordo com consultas realizadas junto aos nossos assessores legais e consultores jurídicos internos.
Controladora e Consolidado Despesas com outorga de opção (1.142) (1.142) (7.784) (7.784) derivativos nem em outros ativos de risco. Os resultados obtidos com essas operações estão condizentes
31/12/2008 Adição Utilização 31/12/2009 Outras 1.002 (955) (1.503) (2.456) com as políticas e estratégias definidas pela Administração da Companhia e de suas controladas. O valor
Trabalhista 570 112 (362) 320 justo estimado para os instrumentos financeiros derivativos contratados pela Companhia e por suas
Total 19.482 18.926 (31.611) 5.633
Cíveis 30 56 – 86 controladas foi determinado por meio de informações disponíveis no mercado e de metodologias
(*) Composta basicamente pela provisão para reestruturação e provisões para perdas e transferências dos específicas de avaliações. Entretanto, considerável julgamento foi requerido na interpretação dos dados de
Depósitos judiciais (286) (11) 256 (41)
estoques de materiais da Rússia para a Turquia. mercado para produzir a estimativa do valor justo de cada operação. Como conseqüência, as estimativas
Tota 314 157 (106) 365
(**) Maiores detalhes na nota explicativa nº 18.b. a seguir não indicam, necessariamente, os montantes que efetivamente serão realizados quando da
O valor informado pelos assessores jurídicos externos como perdas possíveis e remotas, e, portanto, não 20. PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES
provisionadas nas demonstrações financeiras, relacionado a processos trabalhistas, monta a R$5.485 em liquidação financeira das operações vendas para exportação. A Companhia e suas controladas, dentro de
Em 15 de março de 2007, o Conselho de Administração da Companhia estabeleceu o programa de suas estratégias de “hedge” cambial, utilizaram contratos futuros de câmbio (“Non Deliverable Forward”
31 de dezembro de 2009 (R$4.268 em 2008), e relacionado a processos cíveis monta a R$ 658 em
31 de dezembro de 2009 (R$446 em 2008). outorga de opções de ações, indicando os diretores, gerentes e demais colaboradores que receberão as e “Deliverable Forward”), conforme a seguir, como forma de amenizar os impactos das variações das taxas
17. PROVISÕES DIVERSAS opções e a quantidade total a ser distribuída. A opção poderá ser parcial ou totalmente exercida durante de câmbio sobre ativos e passivos, resultado financeiro e margem bruta: a. Operações em aberto com
2009 2008 o prazo de dois meses contado a partir do terceiro aniversário da celebração do Contrato de Opção com derivativos para proteção Cambial:
Consolidado Controladora Consolidado Controladora Valores em 31 de dezembro de 2009 (em BRL ‘000)
Comissões a pagar a representantes Valor Valor justo a
- Mercado interno 1.390 1.106 1.266 880 nocional receber (a pagar) Resultado
Garantia 5.326 2.988 5.153 1.661 Descrição Risco Vencimento Contraparte 31/dez/09 31/dez/09 Ganho/(Perda)
Provisões com pessoal 3.680 2.848 2.209 680
Vendido em USD/YTL (*) De outubro 2010 a novembro de 2010 Credit Suisse
Provisão para reestruturação (*) 7.095 – 11.663 –
Outras obrigações comerciais 1.628 795 3.078 922 Deliverable Forwards Yapi Kredi Bank 10.467 2.021 2.433
Outras – – 1.216 – (Comprado em USD/YTL) De julho de 2009 a janeiro de 2010 Credit Suisse
Total 19.119 7.737 24.585 4.143 Yapi Kredi Bank (6.978) (677) (743)
Vendido em EUR/YTL De agosto de 2010 a julho de 2011 Credit Suisse
(*) A Administração da Companhia, em vista do impacto do atual cenário econômico mundial nas
economias do leste europeu, determinou a aceleração do processo de integração das operações da Deliverable Forwards Yapi Kredi Bank, T. IS Bankasi 58.741 3.670 8.331
Metalfrio na Rússia, Dinamarca e Turquia nas operações do grupo Senocak, cujo controle foi adquirido (Comprado em EUR/YTL) Desde janeiro 2010 a outubro 2010 Credit Suisse
pela Companhia em 2008, visando ao aproveitamento de sinergias, à otimização das operações fabris e à Yapi Kredi Bank, T. IS Bankasi (24.996) (1.940) (2.167)
maximização da estrutura comercial. Para cobertura de despesas com a indenização dos empregados, Total 37.234 3.074 7.854
rescisão do contrato de aluguel e despesas de transferência dos estoques e ativos para a Turquia foi (*) YTL - Liras Turcas
constituída em 31 de dezembro de 2008 uma provisão para reestruturação, a qual foi parcialmente Valores em 31 de dezembro de 2008 (em BRL ‘000)
realizada em 2009 e será utilizada durante o exercício de 2010. Valor Valor
18. PATRIMÔNIO LÍQUIDO nocional justo
a. Capital social: O capital social da Companhia em 31 de dezembro de 2009 é de R$238.588 Descrição Risco Vencimento Contraparte 31/dez/08 31/dez/08
representado por 40.818.930 ações ordinárias subscritas e integralizadas. Capital autorizado: Com base Itaú BBA, Credit Suisse
na Ata da Reunião do Conselho de Administração, realizada em 22 de março de 2007, a Companhia está Non deliverable Forwards Vendido em USD/BRL De janeiro a maio de 2009 Deutsche Bank 14.022 (1.453)
autorizada a aumentar o seu capital social, independentemente de reforma estatutária e de decisão de Itaú BBA, Credit Suisse
assembleia, mediante simples deliberação do Conselho de Administração, até o limite do capital (Comprado em USD/BRL) De janeiro a maio de 2009 Deutsche Bank (23.370) (638)
autorizado da Companhia de 80.000.000 de novas ações ordinárias. Em 30 de abril de 2009, foi aprovado Deliverable Forwards Vendido em USD/YTL De fevereiro 2009 a março de 2010 Credit Suisse 98.634 234
em Assembléia Geral Ordinária e Extraordinária, redução de capital no montante de R$ 101.391, nos (Comprado em USD/YTL) De fevereiro 2009 a março de 2010 Credit Suisse (86.780) 1.707
termos do artigo 173 da Lei nº 6.404/76, para absorção do valor total dos prejuízos apurados pela Credit Suisse, T. IS
Companhia até 31 de dezembro de 2008. b. Reserva de lucros - Incentivo fiscal: Em março de 2005, Deliverable Forwards Vendido em EUR/YTL De agosto de 2009 a setembro de 2010 Bankasi, Fortisbank 56.652 (5.444)
foi firmado com o Governo do Estado do Mato Grosso do Sul o acordo de nº 624/05, que concede Total 59.158 (5.594)
incentivos fiscais de ICMS para instalação da fábrica na cidade de Três Lagoas. Esse incentivo permite à
Companhia reduzir 90% do saldo devedor de ICMS apurado mensalmente naquele Estado, na forma Em 31 de dezembro de 2009 e de 2008, a Companhia possuía contrato de “forward” contendo cláusula de garantia, a qual não se encontra em “default”. Esta garantia está relacionada a parte das operações junto
disposta na Lei Complementar nº 93. Durante o período de investimento na construção da fábrica, por se ao banco Credit Suisse e consiste basicamente na manutenção de investimentos junto a esta instituição, corresponde a um percentual do nocional que varia entre 7,6% a 8,5% ou no limite da perda da operação a
tratar de incentivo destinado a futuros investimentos, os valores de ICMS incentivados foram valor de mercado, dos dois o maior, deduzido dos ganhos também apurados a valor de mercado da operação. Em 31 de dezembro de 2009 o valor desta garantia era de R$4.405 (equivalente 2.532 em dólares norte-
contabilizados a crédito de reserva específica no patrimônio líquido, em contrapartida da rubrica “ICMS a americanos) para cobrir um volume de nocional de aproximadamente R$75.200 (equivalentes a 43.200 em dólares norte-americanos) A Companhia tem como política não fazer uso de derivativos complexos, como
recolher”. A Companhia tinha o compromisso de investir no Estado do Mato Grosso do Sul parte do exemplo, “target forwards”. b. Operações liquidadas com derivativos para proteção Cambial:
incentivo obtido nas operações realizadas; por esse motivo, esses valores até 31 de dezembro de 2007 Valores em 31 de dezembro de 2009 (em BRL ‘000)
eram classificados no patrimônio líquido na conta “Reserva de capital – incentivos fiscais”. O compromisso Valor Resultado
de investimento com o Estado já foi atendido integralmente pela Companhia. Com base na Lei nº Descrição Risco Vencimento Contraparte nocional Valor justo Ganho/(Perda)
11.941/09, que dispõe sobre a aplicação da Lei nº 11.638/07, o incentivo fiscal obtido nas operações Itaú BBA, Credit Suisse
realizadas no exercício findo em 2009 no montante de R$21.023 foi reconhecido no resultado na rubrica Non deliverable Forwards Vendido em USD/BRL De janeiro a maio de 2009
Deutsche Bank 14.022 (1.453) 1.882
de outras receitas (despesas) operacionais. Adicionalmente, o referido acordo nos garante o benefício do Itaú BBA, Credit Suisse
(i) diferimento do pagamento de ICMS incidente na importação de máquinas e equipamentos, destinados (Comprado em USD/BRL) De janeiro a maio de 2009
Deutsche Bank (23.370) (638) (438)
e vinculados ao processo industrial, para o momento em que ocorrer a alienação ou a saída interestadual
Deliverable Forwards Vendido em USD/YTL De fevereiro 2009 a março de 2010 Credit Suisse 84.612 378 (277)
da própria máquina; (ii) diferimento do pagamento do ICMS relativo à diferença entre a alíquota interna
vigente e a alíquota interestadual de máquinas e equipamentos destinados e vinculados ao processo (Comprado em USD/YTL) De fevereiro 2009 a março de 2010 Credit Suisse (86.780) 1.707 (1.249)
industrial, para o momento em que ocorrer a alienação ou a saída interestadual da própria máquina; e (iii) Credit Suisse, T. IS
Deliverable Forwards Vendido em EUR/YTL De agosto de 2009 a setembro de 2010
diferimento do pagamento do ICMS incidente na importação de insumos até o momento em que ocorrer Bankasi, Fortisbank 4.040 (567) 173
a saída do produto em função de sua industrialização. O benefício é válido até maio de 2020. Total (7.476) (573) 91
c. Reserva legal: Constituída mediante a apropriação de 5% do lucro líquido do exercício social limitado c. Receitas e (despesas) de Operações com derivativos para proteção Cambial sensibilidade a riscos, a Companhia apresenta as exposições a moedas como se fossem independentes, ou
a 20% do capital social, em conformidade com o artigo 193 da Lei nº 6.404/76. d. Reserva de
reavaliação: Em 19 de dezembro de 2005, foi deliberada a contabilização da reavaliação de ativos da 2009 seja, sem refletir na exposição a uma taxa de câmbio os riscos de variação de outras taxas de câmbio que
Companhia. Os tributos incidentes sobre a referida reserva estão contabilizados no passivo não circulante. Consolidado Controladora poderiam ser indiretamente influenciadas por ela. ii. Seleção dos cenários: Em consonância com a
A reserva de reavaliação está sendo realizada por depreciação, contra lucros acumulados, líquida dos Ganhos/(Perdas) operações em aberto 7.854 – Instrução CVM nº 475/08, a Companhia inclui na análise de sensibilidade três cenários, sendo um possível
encargos tributários. e. Ajuste de avaliação patrimonial: A Companhia reconhece nesta rubrica o efeito Ganhos/(Perdas) operações liquidadas 91 1.882 e dois remotos, que possam representar efeitos adversos para a Companhia. Na elaboração dos cenários
das variações cambiais sobre os investimentos em controladas no exterior detidas pela Companhia, direta Perda com swap (27) (27) adversos, a Companhia considerou apenas o impacto das variáveis sobre os instrumentos financeiros. Não
e indiretamente. Esse efeito acumulado será revertido para o resultado do exercício como ganho ou perda
Total 7.918 1.855 foi considerado o impacto global nas operações da Companhia. Dado que a Companhia administra sua
somente em caso de alienação ou baixa do investimento. Também são reconhecidos nesta rubrica a
variação cambial com itens monetários considerados como investimentos líquidos e as opções de outorga Análise de sensibilidade exposição cambial em base líquida, efeitos adversos verificados com uma alta do dólar norte-americano
de ações conforme descrito na nota explicativa nº 20. Segue abaixo movimentação da rubrica Ajuste de Os instrumentos financeiros, incluindo derivativos, podem sofrer variações de valor justo em decorrência contra o real podem ser compensados por efeitos opostos nos resultados operacionais da Companhia.
avaliação patrimonial: da flutuação de preços de “commodities”, taxas de câmbio, taxas de juros, ações e índices de ações, O cenário possível considera altas de 10% da cotação do dólar norte-americano-real, dólar norte-
Saldo inicial em 31/12/08 35.455 índices de preços e outras variáveis. As avaliações da sensibilidade dos instrumentos financeiros derivativos americano-lira turca, euro-lira turca e taxas de juros libor e euribor em relação às cotações de fechamento
Ajuste de variação cambial na conversão das demonstrações contábeis (13.829) a essas variáveis são apresentadas a seguir: i. Seleção dos riscos - A Companhia selecionou quatro riscos de 2009. Os cenários remotos consideram altas de 25% e 50% da cotação do dólar norte-americano-real,
Ajuste de variação cambial com itens monetários considerados
como investimento líquido (líquido dos efeitos tributários) (9.489) de mercado que mais podem afetar o valor dos instrumentos financeiros por ela detidos, como: (1) a taxa dólar norte-americano-lira turca, euro-lira turca e taxas de juros libor e euribor em relação às cotações de
Opção de ações outorgadas 1.396 de câmbio dólar norte-americano-real; (2) a taxa de câmbio dólar norte-americano-lira turca; (3) a taxa de fechamento de 2009. Adicionalmente, apresentamos o cenário na qual as cotações das moedas
Saldo final em 31/12/09 13.533 câmbio euro-lira turca e (4) variação nas taxas de juros libor e euribor. Para efeito da análise de permanecem estáveis entre 31 de dezembro de 2009 e a data dos respectivos vencimentos:
continua
continuação

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS - EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 (Em milhares de Reais - R$, exceto quando indicado de outra forma)

a. Análise de sensibilidade de variação na moeda estrangeira: Esses valores são considerados na análise para constituição da provisão para devedores duvidosos, quando
Consolidado vencidos.
Oscilação adversa Oscilação adversa Oscilação adversa 25. COMPROMISSOS
Descrição Risco Vencimento até Em 31/12/2009 de 10% de 25% de 50% A Companhia e suas controladas possuem imóveis alugados por períodos variáveis de tempo.
Vendido em US$/YTL Novembro de 2010 2.021 1.487 68 (1.666) A expectativa é a de que esses contratos continuem sendo renovados. Os gastos com aluguéis anuais são
“Deliverable Forwards”
(Comprado em US$/YTL) Janeiro de 2010 (677) 6 840 1.859 estimados conforme tabela a seguir. Adicionalmente, a Companhia não tem outros compromissos de
Vendido em EUR/YTL Julho de 2010 3.670 1.849 (5.231) (13.884) compra a longo prazo com terceiros. Durante o exercício de 2009, os gastos com esses contratos de
“Deliverable Forwards”
(Comprado em EUR/YTL) Outubro de 2010 (1.940) (37) 2.941 6.582 aluguel foram de R$2.428 (R$2.600 em 2008). Em 31 de dezembro de 2009, com base nos contratos de
Aumento taxa dólar Abril de 2013 (195.288) (214.817) (244.110) (292.932) locação assinados, a obrigação futura estimada para os próximos cinco anos está indicada na tabela a
Empréstimos e financiamentos
Aumento taxa euro Abril de 2013 (55.693) (61.262) (69.616) (83.540) seguir. Essa tabela não inclui eventuais renovações de referidos contratos, após o vencimento normal:
Total (247.907) (272.774) (315.108) (383.581) Controladora e consolidado
Variação (24.867) (67.201) (135.674)
2010 2.478
Taxas Utilizadas:
2011 2.304
Igual a taxa a vista de 31/12/09 Oscilação adversa de 10% Oscilação adversa de 25% Oscilação adversa de 50%
YTL/USD 1,494947 1,644442 1,868684 2,242421 2012 2.139
YTL/EUR 2,131133 2,344246 2,663916 3,196700 2013 2.300
USD/R$ 1,7412 1,9153 2,1765 2,6118 2014 2.472
EUR/R$ 2,5073 2,7581 3,1342 3,7610 26. EVENTOS SUBSEQUENTES
Novos pronunciamentos, interpretações e orientações emitidos e não adotados
b. Análise de sensibilidade de variação na taxa de juros libor e euribor sobre os empréstimos e financiamentos Dentro do processo de convergência das práticas contábeis adotadas no Brasil para as normas
Consolidado
internacionais de relatórios financeiros (IFRS) diversos pronunciamentos, interpretações e orientações
Oscilação adversa Oscilação adversa Oscilação adversa
foram emitidos durante o ano de 2009 com aplicação mandatória para os exercícios encerrados a partir de
Descrição Risco Vencimento até Em 31/12/2009 de 10% de 25% de 50%
Empréstimos e financiamentos Aumento taxa libor Abril 2013 92.053 92.141 92.273 92.492 dezembro de 2010 e para as demonstrações financeiras de 2009 a serem divulgadas em conjunto com as
Aumento taxa euribor Abril 2013 25.357 25.372 25.394 25.431 demonstrações de 2010 para fins de comparação. A Companhia está em processo de avaliação dos
Total 117.410 117.513 117.667 117.923 potenciais efeitos relativos a esses pronunciamentos, interpretações e orientações, os quais poderão ter
Variação 103 257 513 impacto relevante nas demonstrações financeiras relativas ao exercício findo em 31 de dezembro de 2009
a serem apresentadas comparativamente às demonstrações financeiras relativas ao exercício a findar-se em
23. COBERTURA DE SEGUROS Consolidado 31 de dezembro de 2010, bem como sobre os próximos exercícios. As demonstrações financeiras
Em 31 de dezembro de 2009, a Companhia possui cobertura de seguros contra incêndio e riscos diversos Importância consolidadas do próximo exercício serão elaboradas conforme o CPC 37 - Adoção Inicial das Normas
para os bens do ativo imobilizado e os estoques, por valores considerados pela Administração suficientes Itens Tipo de cobertura Vencimento segurada Internacionais de Contabilidade, conforme Instrução CVM 457 de 13.07.2007.
para cobrir eventuais perdas, considerando a natureza da sua atividade e a opinião dos seus assessores de Fábricas Quaisquer danos materiais a edificações, instalações, Plano de Opções - 2
seguros. As premissas de riscos adotadas, dada a sua natureza, não fazem parte do escopo de uma estoques, máquinas e equipamentos 03/04/2010 a Em 22 de janeiro de 2010, conforme Assembleia Geral foi aprovado o novo plano de opções de compra
auditoria de demonstrações financeiras, conseqüentemente não foram examinadas pelos nossos auditores 31/12/2010 316.455 de ações em quantidade que não exceda 1.500.000 (um milhão e quinhentas mil) ações de emissão da
independentes. Civil Responsabilidade civil 20/04/2010 a Companhia, cujos termos e condições serão idênticos aos do Plano de Opções 1 (com exceção do preço de
31/12/2010 41.418 exercício, que corresponderá a apenas uma das alternativas contempladas no Plano de Opções 1). Após o
Controladora
Veículos Incêndio, explosão, responsabilidade civil, término do Plano de Opções - 1, o Conselho de Administração irá eleger os beneficiários do Plano de
Importância colisão e roubo 14/04/2010 a Opções - 2.
Itens Tipo de cobertura Vencimento segurada 20/11/2010 3.173 Cancelamento Oferta Pública
Fábricas Quaisquer danos materiais a edificações, 24. AVAIS, FIANÇAS E GARANTIAS Em 26 de janeiro de 2010, conforme Reunião do Conselho foi aprovado, o não prosseguimento e a
instalações, estoques, máquinas e equipamentos 30/11/10 111.568 Em 31 de dezembro de 2009, o saldo do contas a receber de clientes, na controladora, encontra-se líquido solicitação do cancelamento do pedido de registro de distribuição pública primária de Ações Ordinárias de
Civil Responsabilidade civil 30/11/10 7.540 do valor de R$3.671 (R$2.777 em 2008) referente a operações de “vendor” praticadas com clientes, através emissão da Companhia, o qual havia sido aprovado em reunião do Conselho de Administração realizada
Veículos Incêndio, explosão, responsabilidade civil, das quais os clientes obtêm financiamentos bancários para liquidação à vista de produtos da Companhia, e em 10 de dezembro de 2009, e protocolado na Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro
colisão e roubo 30/09/10 1.637 esta fornece aval para as respectivas instituições financeiras sobre os valores mencionados anteriormente. e de Capitais - ANBIMA (“ANBIMA”) em 11 de dezembro de 2009 e que estava sob análise da CVM.

CONSELHO DA ADMINISTRAÇÃO DIRETORIA

Luiz Eduardo Moreira Caio


Presidente do Conselho de Administração Vice-Presidente do Conselho de Administração Diretor Presidente
Marcelo Faria de Lima Erwin Theodor Herman Louise Russel Marcelo Moojen Epperlein
Vice-Presidente Global de Operações e de Relações com Investidores
Membros Efetivos do Conselho de Administração Membros Independentes do Conselho de Administração Fernando Pedroso dos Santos
Marcio da Rocha Camargo Ana Dolores Moura Carneiro de Novaes Diretor Financeiro
Serkan Gülec Ricardo Reisen de Pinho Marcio Guedes Pereira Junior
Isabel Cristina Cedro Reis - Contadora - CRC nº 1SP 235134/O-7

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

Ao a) o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância dos saldos, o volume de transações e os 4. As demonstrações financeiras da Metalfrio Solutions S.A. e de suas controladas, relativas ao exercício
Aos Conselheiros e Diretores da sistemas contábil e de controles internos da Companhia e suas controladas; b) a constatação, com base em testes, findo em 31 de dezembro de 2008, foram examinadas por outros auditores independentes que, sobre
Metalfrio Solutions S.A. das evidências e dos registros que suportam os valores e as informações contábeis divulgados; e c) a avaliação elas, emitiram um parecer sem ressalvas, datado de 18 de março de 2009.
São Paulo - SP das práticas e das estimativas contábeis mais representativas adotadas pela Administração da Companhia
1. Examinamos o balanço patrimonial da Metalfrio Solutions S.A. e o balanço patrimonial consolidado e suas controladas, bem como da apresentação das demonstrações financeiras tomadas em conjunto. 25 de fevereiro de 2010
dessa Companhia e suas controladas, levantados em 31 de dezembro de 2009, e as respectivas 3. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras acima referidas representam, adequadamente, em
demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido, dos fluxos de caixa e do valor todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Metalfrio Solutions S.A. e a posição
adicionado correspondentes ao exercício findo naquela data, elaborados sob a responsabilidade de sua patrimonial e financeira consolidada dessa Companhia e suas controladas em 31 de dezembro de 2009, os
Administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações resultados de suas operações, as mutações de seu patrimônio líquido, os seus fluxos de caixa e os valores
financeiras. adicionados nas operações referentes ao exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis KPMG Auditores Independentes Wagner Bottino
2. Nosso exame foi conduzido de acordo com as normas de auditoria aplicáveis no Brasil e compreendeu: adotadas no Brasil. CRC 2SP014428/O-6 Contador CRC 1SP196907/O-7